23 setembro, 2016

QUEREMOS VITÓRIAS, NÃO CAMISOLAS!


Fim-de-semana de 17 e 18 de Setembro, mais um fim-de-semana intenso de apoio ao mágico! Sábado foi dia do primeiro clássico de andebol na nova época. Depois de na temporada passada os lampiões terem levado a melhor nas meias-finais do play-off do campeonato, voltámos a defrontar-nos e não podíamos pedir uma melhor desforra. Fuzilámos os encornados no nosso Dragão Caixa, que mais uma vez e como habitualmente neste tipo de jogos, se encheu de azul e branco e criou uma atmosfera inacreditável.

Se num estádio já dá um grande efeito os cânticos em uníssono, no pavilhão o efeito é tão mais espectacular quanto contagiante! Super Dragões em peso e alguns elementos do Colectivo também presentes a apoiar no andebol. Somamos só por vitórias os jogos realizados. Rumo ao resgate do campeonato!

No dia seguinte, a primeira deslocação a Tondela. Uma deslocação esperada por ser um local diferente (um clube que já cá estava no ano passado mas que jogou em Aveiro), uma deslocação ao interior, o que é uma raridade para o campeonato português e uma deslocação de mais de 100 quilómetros, o que tirando as ilhas e os jogos em Lisboa, é também uma raridade.

Uma boa deslocação para passar o Domingo. De carro ou autocarro, os ultras do FC Porto invadiram Tondela. Com mais ou menos percalços, nada nos demoveu de estar no sector visitante do estádio a puxar pela equipa. Uma excelente tarde de sol, um bilhete a 15 euros e uma avaria no carro onde ia que me fez entrar no estádio aos vinte minutos de jogo. Mas lá estava no meu habitat natural.

Um estádio bem jeitoso para um clube como o Tondela, bem melhor que muitos estádios da primeira divisão e de clubes com maior visibilidade como o Estoril, o Rio Ave ou o Paços de Ferreira, por exemplo. Gostei do que vi, na bancada.

Não gostei foi do resultado, claro. Gostei que a equipa se virasse para nós mas dispenso camisolas. É um recado à equipa e a muitos adeptos. Deixem-se disso. Não os mimem porque mimados já são eles todos. Se eu quiser uma camisola vou à loja azul comprá-la, não a peço. Eu ando para todo o lado mas é para que ganhem os jogos todos. Dispenso as camisolas em troca de três pontos todas as semanas, se fazem favor.

Vem aí mais um fim-de-semana frenético, hoje e amanhã!

Um abraço ultra.

0 comentários:

Publicar um comentário