17 dezembro, 2014

"CALA-TE ANTÓNIO!"

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

A frase do titulo não é minha, mas será a única com que eu concordo do putativo wannabe candidato a Presidente do meu Clube.

Há uma música de um grupo da cidade do Porto que começa da seguinte forma: "Como quando o Porto perde em casa..."

Esta frase explica de forma exemplar um conjunto de sentimentos - frustração, raiva, de "tudo estar mal", de nada saber "bem", de não querer comer, não conseguir dormir, de nervoso miudinho constante - no entanto, peca por escassa.

Há algo pior do que o FCPorto perder em casa... é levar com gajos que não sabem perder à Porto.

Felizmente, as derrotas são poucas... mas é como as bruxas "que las hay...las hay..."

Querem perder e apontar o dedo a este e aquele e "sacudir" a água do capote? Querem perder e apontar o dedo ao Presidente? Querem perder e ser os heróis num qualquer canal de televisão a ecoar frases soltas sobre como fariam, que opções tinham?

Mas sabe melhor? Ficam mais contentes? Que raio de Portistas são vocês?

Dizem o fácil, pensam o óbvio e depois catalisam em fóruns, blogues, tv's? E ganham o quê com essa tanga? Likes? É fixe? Sentem-se realizados?

Orgias de cafés em que tudo diz mal? Estão lá vocês!

Fazem-me lembrar aquele gajo que vê uma foto da Pamela Anderson nua e diz que tem grandes mamas. Fixe pá, "porreiro pá"! Ainda bem que apareceste e disseste o que ninguém se tinha apercebido. Acrescentas-te imenso! Entre teres falado e ficares calado o saldo é nulo!

Se queres ser caixa de ressonância em blogues podes ser, mas tens aí vários clubes onde te poderás alistar. Segue o teu caminho, acredita que vais ter uma legião de fãs!

Eu sou o gajo que na adversidade cerra a testa e diz "fod@sse, eu cai, mas tu vais lamber o chão onde eu cai".

Não sou carneiro. Não sou acéfalo. Sou portista e ponho o Porto acima de tudo. Identificar problemas é fácil, qualquer um o faz. Arranjar soluções, e mais, participar na solução vejo poucos!

O Futebol Clube do Porto não é o Clube do Tacho onde todos querem por o cú, e por isso, à mínima derrota, aparecem com soluções peregrinas. O Futebol Clube do Porto onde eu cresci, não tinha otários (receio que o editor me vá censurar este insulto direto aos anormais que estavam no Estádio do Dragão) que diziam "pronto, eles que metam o terceiro que assim vou-me embora", ou então "agora só venho ver os jogos da champions porque o campeonato está perdido", mas também não tinha alguns que cantam e exultam mais no momento de criticar o adversário do que no momento de apoiar o Porto.

O Futebol Clube do Porto que eu conheci e que me educou, vive de gajos que segunda de manhã ansiavam saber qual o adversário para marcar a viagem.

O Futebol Clube do Porto que eu conheci e que me educou, tem gajos que independentemente de terem de fazer 300 km's para chegar a casa, ficaram no Estádio até o último jogador ir para o balneário.

O Futebol Clube do Porto que eu conheci e que me educou, tem gajos que marcam as férias em função dos jogos do Clube.

O Futebol Clube do Porto que eu conheci e que me educou, habitou-me a ver "velhos rezingões" a mandar vir com tudo, menos com a sua equipa, e não "velhos chorões" que insultam a equipa a cada momento.

O Futebol Clube do Porto que eu conheci e que me educou, nunca permitiria que uns anormais se pusessem a dizer "adeus a Fátima" no final do jogo contra um rival.

O Futebol Clube do Porto que eu conheci, existe, em mim, e em muitos que conheço e precisa urgentemente de ACORDAR.

Sexta-Feira onde vão estar? Não sabem!? Porquê?

Depende do tempo?

Se chove ou se faz frio?

Se o Lopetegui roda a equipa ou não?

Se o Quaresma joga?

Se o pardal da vizinha cantar?

Ganha juízo. Sexta-Feira, aconteça o que acontecer o Dragão tem que estar preparado para receber aqueles que tem o nosso símbolo na camisola.

Sejam Porto.

PS: Escrevi, como falo. Se querem sem "palavrões", andamento para o blog dos viscondes.

PS"2": Sabem aquele do "é a sentar que já não chove"? Se o efeito "viral" da internet existe... que se propague neste caso e sempre que um "anormal" começar a ditar táticas e teorias de tudo e de nada, "soltem" um "CALA-TE ANTÓNIO!!!!!!"; pode ser que o cenário comece a melhorar...

17 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Sou detentor de lugar anual e assisto aos jogos do meu clube num sector de claque pois para mim não dá para estar sentado sem cânticos, sem palmas, sem ambiente... Neste domingo fui obrigado a abandonar o meu lugar e procurar um outro qualquer no meio dos adeptos da pipoca pois estive a 2 minutos de perder a cabeça! Elementos ditos ultras identificados, a carregar brasões e material de claque alguns mesmo sei que têm brasões de claque e clube tatooados no corpo (no verão em troco nu da para reparar) apáticos e só abriam a boca para insultar a equipa, o treinador, e apesar dos esforços de alguns liders a puxar pelo. Sector só se ouvia insultos e assobios á nossa equipa e ainda íamos na primeira parte... Farto, critiquei e apontei o dedo puxando de um vernáculo digno da ocasião e bem mais forte do que um "cala-te António" ! Quase que dava para o torto e afim de me acalmar, salvaguardar a minha integridade física, e não manchar e prejudicar o clube com desacatos na bancada entre os seus adeptos, ao intervalo, abandonei o "posto" inundado de uma tristeza tremenda... Assim vai o público do Dragão mesmo junto daqueles que dizem ter no porto um amor incondicional ... Triste !

    ResponderEliminar
  3. O anónimo que veio aqui insultar o nosso treinador já foi eliminado.

    ResponderEliminar
  4. E eu, que tenho um imenso orgulho de ter sido educada pelo mesmo Porto que tu, sei perfeitamente onde vou estar sexta. Não me interessa se faz sol, chuva, vento, quem é o adversário, etc.
    Mas espero sinceramente que quem vá sejam "os verdadeiros". Já sabemos que em dias de clássico o estádio enche, e vai de tudo. Muitos vão ao Dragão só nesses dias, não por falta de € mas porque fica bem uma foto no FB desse jogo. Eu não quero esses, eu não preciso desses... Esses criticam a equipa durante 90minutos e não há paciência para os ter no estádio!

    Até sexta!

    ResponderEliminar
  5. Grande Portismo.

    ResponderEliminar
  6. Bravo Cativo das Antas!

    Muito bom post! Estamos contigo, sexta feira todos no Dragão!

    Abraço Azul e Branco,

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    ResponderEliminar
  7. «
    Tripeiro eu sou,
    E tenho o Porto no meu coração!
    Serás sempre a minha paixão!
    Eu dou a vida para seres campeão!
    A mim não me interessa o que vais jogar,
    Seja onde for, sabes que eu vou lá estar!

    Nem a morte nos vai separar!
    Até no céu eu vou cantar

    »

    e é só.

    abr@ços
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar
  8. Nestas alturas não se vira a cara ao nosso amor.

    Lá estarei, hoje no dragão caixa no hóquei, sexta também estarei no dragão no futebol e sábado na maia na supertaça de andebol!

    ResponderEliminar
  9. A quantidade de disparates que foram ditas após o jogo atingiu de facto grandes dimensões.

    A quantidade de disparates ditos por alguns faustosamente bem pagos comentadores de um qualquer trio torna ainda mais triste toda esta situação. Tal como autor do post, irritam-me as derrotas do FC Porto, mas irrita-me também Portistas que esperam a primeira oportunidade de derrota para malhar, ofender e insultar.

    A crítica construtiva e a análise seria e calma torna-se difícil nestes momentos, mas o histerismo e o bater em tudo não leva a lado nenhum. Às vezes é melhor nem dizermos o que pensamos, guardarmos para nós e depois mais a frio fazer as análises de forma mais racional.

    Quando um comentador, ex-jogador que passou pela seca dos 19 anos, treinador que levou ao 1º tri-campeonato e foi vitima das mais baixas campanhas da comunicação social de lisboa, vem dizer no fim do jogo que com “***** teríamos 10 ou 12 pontos de vantagem” esquece-se de que “aquele” treinador ficou a 19 pontos do FC Porto de AVB, sendo completamente humilhado na taça e supertaça… que “aquele” treinador foi SEMPRE batido por VP, que lhe ganhou dois campeonato limpinhos, limpinhos… que “aquele” treinador leva sempre no toutiço quando põe os pés numa competição com boas equipas (e árbitros estrangeiros!) como a Champions, que “aquele” treinador que ganha 4 milhões € tem hegemonia nos últimos anos apenas na taça lucílio batista.

    Entrar num histerismo agora e pensar que os outros são o máximo e nós uma m**** é uma patetice pegada principalmente da parte de ex-funcionários do clube. A forma como perdermos, através de duas chouriçadas e muita displicência na finalização, deve acima de tudo servir para a partir de agora caminharmos no rumo certo, sem desculpas de sorte e azar e com a máxima competência dentro de campo.

    Quem quiser atirar a toalha que o faça… nos 2 anos de VP tantos o fizeram e depois estavam nos Aliados a festejar no fim do campeonato.

    ResponderEliminar
  10. Boas,
    No fim do jogo pensei para comigo: lá vamos ter no minimo 20 a 30 comentarios no BiBó Porto. Quando ganha, ninguem fala.
    Agora, perguntem a um mouro o seguinte: tirando o resultado, gostaram do jogo da vossa equipa?
    Pois, tirando o resultado, gostei de ver a minha equipa a jogar. Ver um candidato ao titulo metido na sua area sem conseguir atacar, com a sorte de a equipa adversária não ter conseguido marcar e o avançado deles marcou o primeiro golo sem saber pois mete a cabeça e marca com o joelho. No lançamento, existe um jogador do benfica em fora de jogo.

    ResponderEliminar
  11. Ainda bem que o António Oliveira disse, alto e bom som, aquilo que pensava.

    Aliás, ainda bem que, quer na SIC, quer agora na RTP, o António Oliveira tem aproveitado o tempo de antena, para falar à vontade sobre diversos assuntos.

    Deste modo, os portistas e, particularmente, os associados do Futebol Clube do Porto, ficam com mais elementos para avaliar este putativo candidato à sucessão de Pinto da Costa (se, claro está, ele decidir candidatar-se).

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  13. O Antonio Oliveira disse tudo! Até que enfim que alguém que é reconhecido e respeitado se fez ouvir. Falou com a paixão e o amor que cada jogador deveria ter em entrar em campo. Jà não me dou ao trabalho de ver os flash interview do nosso treinador e dos nossos jogadores. "Fomos superiores", "jogo mentiroso", "superioridade notoria" bla bla bla . Perdemos contra o nosso maior rival, que por acaso apresentou-se com a pior equipa dos ultimos 5 anos,por 2-0 e perdemos por pura infelicidade?! Fod...! tivemos ao todo 4 oportunidades de golo que nao foram lances muito elaborados. E temos que ficar orgulhosos dos nossos jogadores so pela simples razao de eles vestiram as nossas cores?!!!! vcs viram a confusão com o Jackson? Ninguém veio se impôr, a dar impuroes! Isso era impensavel no tempo do nosso tanque, couto, aluisio...não se vê raça, vontade, raiva em campo. Querem brincar à bola? Brincam mas com agressividade como se fosse o ultimo lance do jogo, da carreira! E esse discurso geral que somos sempre superiores nao me ilude. Empatamos com o boavista, o guimaraes, o Estoril. Perdemos contra os vermelhos e os verdes em casa! este nao é o Porto que cada um de nos conhece. E nunca serà. treinador e jogadores nao perceberam isso...Deixam os discursos todo feito, Facebook e essa mer.. toda! e comecem a mudar de mentalidade e de pensar nas perspectivas de carreira!

    ResponderEliminar
  14. Só eu sei como fico com a minha garganta e cabeça prestes a explodir por apoiar a minha equipa..
    Só eu sei como fico triste por ver os novos "ultras" do Porto..
    Que se preocupam mais em andar com casacos alusivos á claque e fumar ganzas e YO eu é que sou mau.
    Tenho medo do futuro como aqui já o disse, a mentalidade dos jogadores mudou, mas a dos adeptos também.
    Tenho muitas.. mas muitas saudades do estádio das antas, dos "OLD SCHOOL" de há 15 anos atrás, quando tínhamos jogadores como Paulinho Santos, Jorge Costa, Sérgio Conceição, etc etc etc..
    Os tempos mudaram, o futebol, a sociedade mudou, agora os valores são materiais, só se pensa em subir na vida e não olhar a meios..
    No futebol é igual pelos vistos..
    O jogo foi no domingo e eu ainda não consegui falar com ninguém do jogo,estou completamente doido por ter visto o meu clube, aquele clube que quando a equipa visitante do regime vinha cá a cima, até se borravam a cueca só de imaginar que vinham para as Antas.
    Contudo, nunca vou deixar de apoiar o meu clube, a minha cidade, sempre contra os mesmos, contra o centralismo que existe neste país.
    Viva o Porto, viva o F.C.PORTO.
    PS: Eu acredito no Porto até ao fim, mesmo quando ninguém acredita, eu vou acreditar que esta equipa vai ser campeã e vamos outra vez festejar na nossa cidade invicta, os Aliados.
    Até sexta meu PORTO!!
    CONTIGO ATÉ AO FIM
    TU ÉS O NOSSO AMOR!!!
    1893

    ResponderEliminar
  15. Caro João FCP eu estou com esse pressentimento quase todos os dias.
    Sinto muita falta desses tempos.
    Até ao dia em que o nosso FC Porto voltar a ter jogadores |de preferência portugueses e portistas| e deixar estes jogadores que vêm dos 5os vou estar com esse pressentimento.

    ResponderEliminar