01 novembro, 2006

Mais ‘oxigénio’… please

Daqui a pouco, quando o relógio apontar para as 19h45, o FC Porto estará a iniciar o jogo da 4ª jornada do grupo G da fase de grupos da Liga dos Campeões contra a equipa germânica do Hamburgo, depois de na anterior jornada, os termos derrotado por 4-1.

Este jogo vem numa altura que possamos classificar de boa, à parte da infelicidade que atingiu o nosso menino prodígio Anderson e que o afastará dos relvados por 3 a 4 meses, porquanto, levamos na bagagem desde a anterior jornada europeia, 2 vitórias (Hamburgo e Galinhas) e 1 empate (Lagartos), resultados deveras moralizadores.

No momento em que faltam apenas 3 jornadas para o fecho desta primeira fase de grupos, o FC Porto segue na 3ª posição com 4 pontos amealhados, sendo que o 1º e 2º lugar são ocupados respectivamente por CSKA (7) e Arsenal (6). O opositor de hoje, o Hamburgo, leva 0 pontos, fruto de 3 derrotas.

Levando em linha de conta o resultado ocorrido na jornada anterior em que o CSKA venceu o Arsenal na sua própria casa, resultado este que veio baralhar e de que maneira o grupo, uma vitória mais logo no Arena, seria ouro sobre azul para o FC Porto, porquanto, garantiria de imediato um lugar na Taça UEFA e também porque nos manteria no grupo da f rente para garantir o acesso à 2ª fase, quando restavam apenas 2 jornadas, onde nos teríamos que deslocar a Moscovo para defrontar o CSKA e receber no Dragão, na última jornada, a equipa do Arsenal.

Portanto, neste momento, encontra-se ainda tudo em aberto para as nossas cores… esta jornada é quanto a mim, o momento em que muito coisa estará em jogo para o futuro imediato. Ou vencemos e estamos na luta pelo 1º ou 2º lugar; se empatamos, podemos complicar a passagem, dependendo do resultado do outro jogo; se perdemos, ficamos quase garantidamente dependentes de resultados de terceiros para nos mantermos na Liga dos Campeões… portanto, só nos resta um caminho: jogar para VENCER!!

Para este jogo que será arbitrado pelo francês Laurent Duhamel, foram convocados 19 jogadores: Helton, Vítor Baía, Bosingwa, Fucile, João Paulo, Bruno Alves, Pepe, Ricardo Costa, Marek Cech, Paulo Assunção, Raul Meireles, Lucho González, Jorginho, Ricardo Quaresma, Alan, Tarik Sektioui, Lisandro Lopez, Bruno Moraes e Hélder Postiga. Anderson, lesionado como se sabe, é a grande baixa.

A minha aposta para o onze passaria por: Hélton, Fucile, Pepe, Bruno Alves, Marek Cech, Raul Meireles (ou Paulo Assunção), Lucho, Jorginho, Quaresma, Lisandro e Postiga; entendo que não há outra forma de encarar o jogo que não o de VENCER!! e isso só poderá ser feito com atitude, garra, mística… e um onze declaradamente ‘ofensivo’ e ‘nada, mesmo nada medroso’.

Eu tenho muita fé e esperança que continuaremos a sorrir… boa sorte Bravos Dragões!!

A mensagem do nosso menino d’oiro é clara e sintomática de que fibra são feitos os Dragões:

Maninhos, paizinhos e vovozinhos,
Gostava muito de estar aí, junto com vocês. Esta é uma partida muito importante para todos nós e todos vocês sabem que temos de ganhar. Por mim, por vocês, por aqueles que ficaram cá, pela nossa equipa, pelo nosso clube. Estarei aqui mas a torcer muito por vocês. Fiquem com a certeza de que estarei aí, junto com vocês, em espírito. Muito e muito obrigado por estarem a ajudar a formar este homem, que sou eu. Maninhos, paizinhos e vovozinhos: tragam de volta uma vitória. E atenção, se eu escrever alguma coisa errada não é para folgar em mim, heim?
Um abraço do amigo «Jurema»

2 comentários:

  1. Fui ao site maisfutebol e ví lá uma noticia acerca do bilhete do Anderson, como o site tem comentários às noticias fiquei a lê-las, até que um vermelho qualquer escreve um disparate e pergunta ao Anderson se o Katsouranis já lhe tinha oferecido um pedido de desculpas. Resposta do Anderson:

    Ao Luis Salgado.
    [ 2006-10-31 20:36 ] Por: Anderson
    Não............nem tou esperando receber mais nada, já me chega o que me ofereceu!! Abraços

    ResponderEliminar
  2. meirelesportuense02 novembro, 2006

    Blue, gostei bastante do jogo, do golo fantástico do Lucho, da oportunidade do Lisandro no segundo e na formidável colocação do remate do Bruno Morais...Temos mais equipa, mais soluções e um forte espírito de grupo...A infelicidade do Anderson teve pelo menos o condão de unir muito o grupo de rapazes que constitui aquela equipa. Obrigado por isso a todos os que souberam interpretar essa vontade...A mística parece querer voltar ao Dragão.Importante o papel de Baía junto de Jesualdo.A sua inteligência que eu creio estar bem amadurecida, poderá ser um trunfo valiosísssimo que estará já a ser aproveitada no momento.O Jesualdo já percebeu isso e ainda bem para todos...Queria no entanto referir um ou outro aspecto que me pareceu menos positivo: Notei alguma indefinição nas posições particularmente de PA e RM mas especialmente em Assunção.
    Nalguns movimentos defensivos verifiquei a saída dos médios daquilo que seriam as suas posições naturais e avançarem incompreensívelmente no terreno, tal como aconteceu no golo do Sporting...O que acontecia? A defesa era sobrecarregada com mais adversários do que seria admissível o que me pareceu extremamente perigoso, por outro lado a serem intencionais esses movimentos eles podem ter o objectivo de criar hipóteses de contra ataques mais rápidos e mortíferos...Será que vi bem?...Já agora a vitória do Benfica frente ao Celtic foi muito elogiada, mas sinceramente pareceu-me um resultado combinado...Até na questão das faixas do Feher...Será que eles contavam como certa a vitória do Manchester em Copenhaga? A ser assim até teria lógica, 1º M, 2ºs C e B e 4º C...Mas agora é que vão ser elas... Eu até ponho a hipótese do tal "central-colaboracionista" para a próxima época ir para a Luz: Um auto-golo, uma assistência perfeita para o segundo e uma abertura de pernas exemplar para o terceiro...Melhor só no consultório do Zandinga...

    ResponderEliminar