21 novembro, 2006

Uma Lokomotiv(a) chamada Dragão...

Infelizmente, e pela 2ª vez consecutiva, por motivos profissionais e posteriormente pessoais, não pude ver o jogo ‘on live’ e lá tive que me contentar com a ‘grafonola’ iPod de serviço e com o serviço Vodafone Live… mas que grande fim de tarde. Acho que nem nos meus melhores sonhos, poderia pedir melhor.

Sabíamos de antemão que qualquer que fosse o resultado no jogo de hoje, nada iria ficar decidido em definitivo, e mesmo no pior dos cenários, uma derrota, teríamos sempre uma última oportunidade para rectificar a classificação geral na 6ª e última jornada quando encontrássemos no nosso Estádio do Dragão os ingleses do Arsenal.

Pelo que fui ouvindo através do relato na RR e posteriormente já em casa, já bem relaxado, tranquilo e com um sorriso daqueles de canto a canto, através do resumo na Sportv, confirmei aquilo que já suspeitava… poderíamos hoje ter saído do Kremlin com uma goleada histórica.

Quando soube o onze escalonado pelo Prof. Jesualdo, pensei cá para comigo: ‘hummm, novamente Paulo Assunção e Raul Meireles?... hummm, pelo menos, não está lá o cepo do Ricardo Costa!!... olha, seja o que os Deuses queiram e hoje, aposto, eles vão estar do nosso lado!!”

Sinceramente, não vi no resumo qualquer oportunidade flagrante por parte do CSKA durante todo o jogo… quanto ao FC Porto, bem, só na 1ª parte, além do 1º golo marcado por Quaresma logo aos 2 minutos que ajudou e de que maneira a tranquilizarmos o nosso jogo, mínimo, vi mais 3 oportunidades claras para o completo knockout do adversário. Depois na 2ª parte, além do 2º golo marcado por Lucho aos 60 minutos, mais 2 oportunidades para dilatar a vantagem.

Claramente, colocamos nas ‘cordas’ os moscovitas com a nossa qualidade de jogo e especialmente, com a nossa tranquilidade demonstrada ao longo dos 90 minutos. As nossas linhas estiveram sempre muito próximas e com um pressing a todo o terreno que ‘amordaçaram’ por completo a magia de Wagner Love, Daniel Carvalho, Dudu & Companhia Lda.

Hoje apetece-me dizer que é completamente injusto identificar um jogador portista que se tenha destacado de um qualquer outro; hoje, valemos claramente pelo colectivo quer a defender, quer a atacar. Este jogo, na minha opinião não terá sido mais que, e arrisco-me a dizer, a mais compacta, mais completa e melhor exibição desta época.

Depois de um inicio ‘bastante cinzento’ na fase de grupos com um empate em casa (CSKA) e uma derrota na jornada seguinte em Londres (Arsenal), o nosso FC Porto provou nos restantes 3 jogos para quem ainda tivesse quaisquer dúvidas, que está para lavar e durar nesta Champions League e tem já um pé nos oitavos-de-final.

A verdade é que para já, além de liderarmos o grupo em igualdade pontual com os ingleses do Arsenal com 10 pontos, ganhamos vantagem no confronto directo com o CSKA em caso de igualdade em virtude do empate no Dragão (0-0) e da vitória em Moscovo (0-2)… um empate no próximo jogo, é suficiente para passarmos à fase seguinte.

Se nos lembrarmos que com este resultado e os 10 pontos actuais ainda não conseguimos atingir a classificação directa para a próxima fase, e pensarmos que na época passada no final da 5ª jornada, tínhamos apenas metade dos pontos (5), quero apenas dizer que com a conjuntura actual, além das portas da próxima fase estarem completamente escancaradas, dependemos unicamente de nós para seguir em frente.

Agora, resta-nos no próximo dia 06 de Dezembro, cumprir calendário, que é como quem diz, vencer, convencer e esmagar o Arsenal no nosso Estádio do Dragão… eu quero aquela derrota em Londres vingada e com juros!!

PS Lamento apenas não poder ter a oportunidade de ver ‘ao vivo’ o enorme Thierry Henry que não se deslocará ao Dragão em virtude do 3º amarelo hoje em Londres… é uma pena, porque assim, a vitória até me iria saber melhor.

19 comentários:

  1. GRANDE QUARESMA ....MAIS UMA VEZ.....ESPÉCTACULO..."HARRY POTTER"

    ResponderEliminar
  2. meirelesportuense22 novembro, 2006

    Foi um belíssimo jogo e poderia ter saído goleada se aproveitássemos todas as oportunidades que surgiram ao longo do jogo. Tive receio do árbitro Grego, curiosamente creio que o mesmo que esteve no Benfica Celtic último, dos seus amarelos mostrados bem cedo a jogadores nossos, mas depois fiquei tranquilo com a postura da equipa e só Jorginho destoou no conjunto dos jogadores utilizados. Está novamente em baixo de forma...Bela performance na Liga dos Campeões nestes últimos três jogos.

    ResponderEliminar
  3. ola presidente; como ja nos estas habituar, eu aconselho trocares de agenda(ou secretaria ehehehe9, pois esta que tens actual,ta te a lixar e bem,mas se e em prol para o porto ganhar, nao a troques, deixa-te tar com esta mesmo,pq dois jogos que nao ves e ganhamos!!!!!ehehehehehehhe...

    PS:ha pra que fiques a saber foi uma da razoes pq te enviei a msg do "veiga", pois tu assim nao vendo os jogos es bom engreador de euros pro "veiga" com o vdf live...eheheheheheheheheheh

    ResponderEliminar
  4. Foi uma exibição à moda antiga, o golo cedo ajudou mas aos 15m poderíamos ter o jogo completamente resolvido. Mesmo assim, foi um fim de tarde tranquilo porque jogaram de modo a que o jogo até parecesse fácil. Estão todos de parabéns.
    Também lamento não ver o Henry no Dragão mas está prometida uma grande noite.
    Há 1 mês atrás nem os mais optimistas previam um cenário destes. FORÇA PORTO

    ResponderEliminar
  5. Excelente! Excelente mesmo a exibição, já o resultado fica aquem da superioridade demonstrada em campo.

    Temos o FCPorto das grandes noites europeias. O Arsenal e a jogar assim, poderá ser banalizado no Dragão.

    Tb tenho pena de não poder ver um dos únicos grandes jopgadores que ainda não vi ao vivo. Mas por outro lado é menos uma dor de cabeça.

    Um abraço.
    http://portistasdebancada.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Hoje levantei-me contentissima..tal como ontem me havia deitado!!!
    E depois de ler os jornais ( pela net) e pssar pela blogsfera azul ainda tenho mais orgulho de ser tripeira!!!
    Vamos esmagar os ingleses, e mostrar-lhes que no reino do dragao madamos nòs!!

    So uma perguntita..
    O Porto pode encontrar o Real MAdrid nos proximos jogos ?? é que eu estou em Madrid, e como nao posso ir ao Dragao, ao menos podia ir ao bernabeu..

    ResponderEliminar
  7. Boas amigos BLUES.
    Grande FCP, gostei imenço da nossa exebição, pena foi falhar-mos aquelas oportunidades. Penso que no geral a equipa esteve excelente.notou-çe vontade da parte dos jogadores de ganhar o jogo.
    -Quanto a ti MIAU não fiques triste pois vai haver mais oportunidades, mas no dia 16 lá estaremos amigo.Bem haja a todos os BLUES.

    ResponderEliminar
  8. já marquei 3 na champions:) grande porto!

    ResponderEliminar
  9. Fez lembrar o FCP de há 3 anos...segurança, classe, coesão...
    Acho q há q começar a dar mérito a quem o tem...Parabéns, Jesualdo...

    ResponderEliminar
  10. lisboa arder22 novembro, 2006

    O FC Porto um a um!!!!!!!!

    Helton 5-Atrapalhou a acção de Vágner Love, aos 8’, o suficiente para que desviasse a bola para fora. Não foi obrigado a uma grande intervenção, mas teve de agradecer às forças supremas por não ter comprometido o que parecia simples em dois lances em que não conseguiu segurar a bola.

    Bosingwa 6-Zhirkov e Daniel Carvalho surgiram várias vezes no seu raio de acção e criaram muitas dificuldades, que nem sempre conseguiu resolver da melhor forma. Aventurou-se no ataque numa boa jogada individual que culminou com um remate para fora.

    Pepe 7-Dois erros, que custaram outros tantos amarelos à equipa, mancham uma exibição que podia ter sido excelente e coroada com um golo caso não tivesse falhado a emenda ao segundo poste e já com o guarda-redes batido. Não perdeu um único lance aéreo.

    Bruno Alves 7-Responsável por seguir Vágner Love – que tinha feito um hat-trick no último jogo - teve uma noite com bastante trabalho, que resolveu à custa da concentração, antecipação e cortes providenciais. E o brasileiro lá ficou em branco.

    Fucile 5-Sentiu muitas dificuldades para seguir as movimentações de Krasic e não se aventurou muito no ataque, mas acabou por cumprir a tarefa, embora com alguns passes comprometedores, subindo de rendimento na segunda-parte.

    Paulo Assunção 6-Foi claramente condicionado pelo amarelo visto nos minutos iniciais, que o obrigou a pensar duas vezes antes de voltar a fazer uma falta. Contudo, conseguiu manter a frieza necessária para ficar até ao fim e impedir que Zhirkov e Daniel Carvalho fizessem mossa.

    Raul Meireles 6-Discreto e com menos passes longos do que o habitual, manteve a eficácia na recuperação de bola e na pressão no meio-campo contrário. Saiu esgotado porque não parou de correr um segundo.

    Lucho 7-Responsável por três assistências de mestre, acabou por ver os companheiros falharem na pontaria. Vai daí, optou por tentar a sorte, finalizando à entrada da área um lance iniciado por si, resolvendo o encontro em grande estilo.

    Lisandro 7-Serviu na perfeição Quaresma no lance que abriu a contagem e, mostrando uma enorme disponibilidade e frescura física, deu uma preciosa ajuda atrás. Na retina, ficou um corte quando Daniel Carvalho se preparava para finalizar. Depois, assistiu de cabeça Lucho para o segundo golo.

    Postiga 6-Esforçado, teve quatro boas ocasiões para marcar. Numa falhou a emenda por estar adiantado e nas outras obrigou Akinfeev a grandes defesas. Faltou-lhe alguma sorte e só pecou por ter sido apanhado muitas vezes em fora-de-jogo.

    Jorginho 5-Sangue novo no miolo para fazer as transições para o ataque de uma forma mais pautada quando o resultado já era favorável em dois golos.

    Bruno Moraes 5-Menos de quinze minutos em campo com o jogo resolvido e sem tempo para finalizar, apesar de ter procurado sempre a bola e os companheiros.

    Alan – Se o jogo tivesse sido no Dragão, tinha entrado para consagrar Quaresma. Assim, foi para queimar os últimos cartuchos na desgastada defesa russa.

    ResponderEliminar
  11. lisboa arder22 novembro, 2006

    O geométrico lance que resulta no tento de Quaresma em Moscovo espelha a Santíssima Trindade que tem abençoado os golos do FC Porto: Quaresma, Lisandro e Postiga são denominador comum. Juntando todos os jogos oficiais já realizados, vemos que estes nomes se encontram decisivamente ligados a 23 dos 34 golos conseguidos pela turma de Jesualdo Ferreira.

    Tanto a finalizar como a assistir, o trio de ataque do professor tem constituído uma parceria frutuosa e que se revela em mais de 2/3 dos golos do dragão.

    ResponderEliminar
  12. LISBOA ARDER22 novembro, 2006

    FRASE DE PINTO DA COSTA::

    O único "outsider" neste ranking de golos é o Lucho Gonzalez!! É o nosso capitão!

    ResponderEliminar
  13. Ganda Porto, concordo com O prof Jesualdo, um Porto das Grandes Noites.
    Foi um jogo fantástico, destaco o Lisandro, foi de uma entrega total.
    Agora é ganhar ao Arsenal. Lamento não ver o Henry mas o importante é passar.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  14. OLA! POR FAVOR LE ESTA MSG ATE AO FIM E PARTTICIPA NESTA CAUSA NOBRE! POR CADA MSG A TUA REDE DA 0.03EUR A UM POBRE SENHOR Q PERDEU TUDO O QUE TINHA;O SOFA;AS CADEIRAS;A MESA;OS QUADROS; AS GRAVATAS;A CAMA;OS LIVROS;O COMPUTADOR E ATE O PLASMA...VAMOS TODOS NOS UNIR E AJUDAR O SR. JOSE VEIGA!!!!!

    ResponderEliminar
  15. O ESTADO FOI GENEROSO COM O SR.JOSE VEIGA!!! OFERECEU-LHE UM QUARTO COM UMA CAMA;UM ARMARIO EM CHAPA E UMA LETRINA; MAS ELE NAO ACEITOU...TA POBRE E AINDA POR CIMA E MAL AGRADEÇIDO

    ResponderEliminar
  16. Vão ver o post do AZUL DRAGÃO...
    O gajo inventa coisas do diabo...

    ResponderEliminar
  17. Exibição potentosa: obrigado FCP por ser portista!!!

    ResponderEliminar
  18. Só ficarei triste se se confirmar a saida do quaresma pela pechincha de catorze milhões de euros!Um clube que já vendeu um defesa central por trinta milhões,embora fosse o melhor central do mundo...

    ResponderEliminar
  19. Excelente vitória agora vamos torcer que o Porto ganhe á equipa Inglesa, e para que não digam que somos xenófobos que ganhe também o Manchester united.

    ResponderEliminar