22 outubro, 2010

Um Porto eficaz que calou o inferno turco

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

assistência: --- espectadores.

árbitros: Carlos Clos Gómez (Espanha); Assistentes: Juan Galindo e Luís Martinez; Assistentes adicionais: Javier Fernandez e José Romero; 4º árbitro: Ignacio Villanueva.

BESIKTAS: Arikan; Hilbert, Zapotocny, Toroman e Uzulmez «cap.»; Ernst, Necip e Rodrigo Tabata; Nihat, Nobre e Bobo.
Substituições: Zapotocny por Kucik (70m), Uzulmez por Koybasi (78m) e Nobre por Gulum (83m).
Não utilizados: Rustu.
Treinador: Bernd Schuster.

FC PORTO: Helton «cap.»; Sapunaru, Rolando, Maicon e Alvaro Pereira; Fernando, Belluschi e João Moutinho; Hulk, Falcao e Rodríguez.
Substituições: Falcao por Otamendi (46m), Rodríguez por Varela (74m) e João Moutinho por Guarín (80m).
Não utilizados: Beto, Walter, Ukra e Ruben Micael.
Treinador: André Villas-Boas.

Marcadores: Falcao (26m), Hulk (59 e 77m) e Bobô (90m).

Disciplina: Cartão amarelo a Nihat (30m), Fernando (31 e 88m) e Uzulmez (69m). Cartão vermelho a Maicon (43m).

Os Dragões, além de vencerem o Besiktas por 1-3 na Turquia, arrancaram uma grande salva de palmas dos adeptos do Besiktas, depois de Hulk ter feito o terceiro golo.

O FC Porto foi o primeiro a passar por apuros porque, logo ao minuto três, a defesa azul e branca se encontrava muito avançada no terreno e a formação turca aproveitou. Contudo, os Dragões conseguiram regressar aos seus lugares rapidamente e anular a jogada.

Aos 21 minutos, Hulk, numa boa jogada individual, desfez-se de quatro jogadores do Besiktas e, em desequilíbrio, optou pelo remate quando tinha Rodríguez sozinho do lado esquerdo. O guarda-redes Hakan Hankan parou o tiro rasteiro do brasileiro e, na recarga, o uruguaio foi interceptado.

Dois minutos depois, Toraman surpreendeu Radamel Falcao quando o colombiano se preparava para cabecear em direcção à baliza turca, após cruzamento da esquerda de Alvaro Pereira.

Na sequência deste lance e na conversão do pontapé de canto nasceu o golo do FC Porto ao minuto 27. Belluschi executou o canto e Falcao, como só ele sabe fazer, cabeceou para o fundo das redes.

Aos 34 minutos, o Besiktas teve uma excelente oportunidade para empatar em casa mas Helton, com uma defesa apertada, parou o remate de Nihat.

A partida continuava intensa, os adeptos turcos ajudavam, e Falcao conseguiu introduzir, mais uma vez de cabeça, a bola dentro da baliza mas o árbitro espanhol anulou o golo aos portistas por alegado fora de jogo ou falta sobre o defesa que só ele terá visto.

Perto dos 45 minutos, o Besiktas contra-atacou e a única solução que o central Maicon encontrou de parar Nobre foi fazendo falta. Carlos Gómez nem hesitou em exibir cartão vermelho.

No segundo tempo, e em detrimento da expulsão de Maicon, André Villas-Boas mexeu na equipa, tirando o marcador do primeiro golo, Falcao, e colocando o central Otamendi para repor o quarteto defensivo.

O Besiktas entrou mais forte, decidido a não defraudar os adeptos que constituíam o inferno turco, mas um erro tremendo do defesa Zapotocny permitiu Hulk adiantar-se e apontar o segundo golo do FC Porto, silenciado o Estádio BJK Inonu. Coisa rara durante os noventa minutos.

Ao minuto 77, Hulk combinou com Belluschi, que adiantou para o brasileiro, este driblou Toraman e sem oposição rematou, bem colocado à baliza de Arikan, bisando na partida e matando qualquer esperança dos turcos em conseguir um bom resultado.

Ainda assim, e já depois dos 90, Bobo conseguiu reduzir a desvantagem e só teve direito a metade dos aplausos.

FC Porto regressa ao Porto com nove pontos, deixando para trás o Besiktas, oponente mais forte dos portistas neste Grupo L da Liga Europa.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas Boas: «Estivemos bem em todos os níveis, em termos emocionais e organizativos. O Besiktas privilegia um tipo de jogo difícil para nós, por isso estivemos sempre solidários. Houve respeito pela organização defensiva e critério e escolha quando saímos para o ataque. Parece-me claro que o árbitro poderia ter estado melhor: se tivéssemos feito o 2-0, no lance do Falcao, poderíamos ter goleado na segunda parte. Foi um encontro bem controlado, mesmo quando ficámos com 10 em campo. Face a isso, os jogadores foram excelentes na entrega e no entendimento das responsabilidades defensivas. Tenho de lhes dar os parabéns pelo esforço e capacidade de entendimento das nossas ideias. Mudámos a estratégia, encurtámos o nosso bloco e reforçámos a organização defensiva, espreitando o contra-ataque. Não seria fácil guardar a posse de bola com menos um elemento e face às emoções geradas. Temos a hipótese de garantir o apuramento no próximo jogo e cumprir o nosso compromisso. Se o conseguirmos mais cedo, ganhámos mais conforto para os dois últimos jogos. O objectivo é ganhar no Dragão ao Besiktas e garantir matematicamente o apuramento.»

33 comentários:

  1. Vamos com as tropas azuis vencer esta guerra...e ainda fazem-se passar por vitimas.

    BiboPorto

    ResponderEliminar
  2. Estamos a ser afanados com uma grande pinta...

    ResponderEliminar
  3. Nem a gamar forma indecente nos conseguem derrubar...

    Que classe Portoooooooooo


    3-1:) e aí vamos nós:)

    ResponderEliminar
  4. Amigo Blue Boy

    Excelente atitude da nossa equipa
    Expulsão do Fernando escusada, mas gostei muito do nosso jogo, principalmente da coesão defensiva com 10

    Vamos ganhar ao Leiria!

    Abraço para todos

    ResponderEliminar
  5. Não vi o jogo, acompanhei como pude, bendita internet.
    Fui alternando entre a indignação pelas injustiças que fomos sofrendo e o êxtase pela resposta que fomos dando. Sempre com as emoções á flôr da pele.
    Não vale a pena dizer muito mais a não ser:
    IMENSO ORGULHO EM SER PORTISTA!

    ResponderEliminar
  6. Mas que grande vitória do FC Porto num belo jogo de futebol!
    Num ambiente terrível, a jogar contra o Besiktas, uma boa equipa turca e contra a equipa de arbitragem caseira, esta vitória demonstra toda a actual força deste FC Porto.
    GRANDE HULK! GRANDE HULK! Ou muito me engano, ou não o seguramos na proxima época!

    Agora é pensar no Leiria. Seria bom encher o Dragao criando um ambiente terrível para o adversario e somar mais 3 pontos, segurando uma boa vantagem na liderança do campeonato.

    ResponderEliminar
  7. E este comentário é apenas para fazer número... já que quando há grandes vitórias do FC Porto com excelentes exibições e muitas contrariedades a caixa de comentários deste blog fica praticamente vazia!

    FORÇA FC PORTO!!!!!!!

    ResponderEliminar
  8. Heróis sim!

    Heróis porque frente a bom e surpreendente adversário, com um grande coração e empurrado por um público fantástico - é um exemplo... - e tendo que aguentar com uma arbitragem caseira, que já não se usa - o golo de Falcao, que o árbitro invalidou, foi um escândalo que não se admite. J.Rita, na Antena 1, ao dizer que foi por fora-de-jogo, devia ser obrigado a pedir desculpas públicas ao F.C.Porto - foi capaz, mesmo sem ser brilhante, de conseguir os seus objectivos, conquistar uma vitória e dar um passo quase decisivo para a fase seguinte. Foi um Porto unido, solidário, organizado, com alma e espírito do Dragão, o espírito que fez de nós grandes entre os grandes e nos levou ao topo do Mundo. Um Porto que não se refugia em lamechisses, desculpas esfarrapadas ou de mau pagador. Um Porto que em várias fases da primeira-parte esteve mal, na organização, no controlo do jogo, na cobertura das laterais, deu muito espaço e por isso teve problemas, mas nunca foi banal. Um Porto que soube sofrer, ser unido, solidário e esperar o tempo certo e o momento oportuno, para na segunda, ganhar e de uma forma que até aos turcos convenceu. Um Porto bem dirigido, táctica e mentalmente, por um jovem treinador, que a cada dia que passa, mostra que tem um grande talento e é um verdadeiro líder.

    Em resumo, um Porto que está bem, que se recomenda, que tem estofo.

    Não devemos embandeirar em arco, mas depois do que vimos hoje, no inferno de Inonu, temos todas as razões para ter confiança neste Porto, que a cada dia que passa está mais consistente, mais forte, mais equipa.
    Temos todas as razões para encarar o futuro com grande tranquilidade, na certeza, que temos gente que merece todo o crédito.


    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Boas,
    Excelente jogo, espectacular, espero bem que o quaresma tenha visto este jogo.
    Espectacular.
    Somos Porto!
    Rumo há final da liga europa!
    abraço

    ResponderEliminar
  10. Boas,
    Parecem que conquistamos o mundo.

    3-1.... SOMOS PORTO!

    IMENSO ORGULHO EM SER PORTISTA!

    ResponderEliminar
  11. Caros Portistas todos os árbitros nos roubam escandaloso e não são só os Portugueses, contra tudo e contra todos. Que bom jogo do nosso FCP uma boa resistência á pressão imposta por o Besiktas, e a equipa a saber unir-se quando mais precisava, claro que nem tudo foi perfeito, mas verdade se diga mediante ás circunstancias melhor não se pode exigir.
    Cumprimentos,
    ultrasfcporto

    ResponderEliminar
  12. Um grande, grande jogo. Este Hulk é imparável, fora-de-série! E também uma grande exibição do Helton que segurou o que havia para segurar.

    ResponderEliminar
  13. Que classe de jogo, espectacular, um golo mal anulado e poderia ter ficado 1-4 mas pronto saimos da Turquia com mais 3 pontos ( ao todo 9 ) mais 3 que o besiktas.
    abraço

    ResponderEliminar
  14. Grande vitória perante o semblante turco, qual turbas infiéis de antanho e dos que aparecem em capitais de império... mas, desta vez, diante de adeptos rendidos à classe Portista e contra arbitragem comprometida com algo afim de mourama... em terra da mesquita e olho azul!
    - conf.:
    http://longara.blogspot.com/

    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Jogo de muito sacrifício da equipa e mestria na condução do jogo na segunda parte. Esteve lá o dedo do mestre André.
    Com 9 jogámos contra 16 (11 + 5 árbitros). O árbitro espanhol é uma espécie de “Xistrema”. É um crime anular um golo daqueles, um grande golo à Falcão. Depois um penalti que ficou por marcar, faltas e mais faltas não assinaladas, amarelos que não havia para jogadores da equipa turca. De notar: as pisadelas propositadas deviam ser punidas com cartão vermelho. Assim, é uma vergonha.
    A equipa do FC Porto soube ler a postura do árbitro e o jogo. Também nisso se vê uma grande equipa. Mostrou uma categoria que cada vez mais nos deixa cheios de orgulho. Hulk é cada vez mais “Incrível”, Helton defendeu ao som da viola e foi fundamental neste triunfo. Moutinho, útil, utilíssimo, não sabe jogar mal. Bem também Falcão, Beluschi, Fernando (pena a infantilidade), Sapunaru e Rolando.
    Bonito o aplauso, em pé, dos fantásticos adeptos turcos a Hulk. Eles rendem-se ao talento. Salutar e elogiável.

    ResponderEliminar
  16. Vitória importante frente a um adversário aguerrido e por vezes excessivamente agressivo.

    O ambiente infernal que os turcos sabem proporcionar, funcionou em pleno em termos de pressão... para a equipa de arbitragem que estava «borrada» de medo.

    Só assim se explica a dualidade de critérios e a cegueira. Um golo mal invalidado e um penalty não assinalado sobre Falcao, foram «apenas» duas das muitas bacoradas da arbitragem caseira.

    Nas expulsões esteve bem. Fernando já com amarelo, forçou a sua expulsão ao agarrar, inadvertida e incompreensivelmente, a bola.

    Vitória da classe e da inteligência.

    Helton e Hulk sobressaíram num conjunto de boas exibições.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Obrigado Grande Porto. Um estádio muito dificil resolvemos com classe !

    ResponderEliminar
  18. Por motivos profissionais não pude ver a a primeira parte do jogo, fui ouvindo pela rádio, mas a segunda parte vi!

    Só tenho a dizer este é o meu Porto, grande jogo! ;)

    BIBÒ PORTO

    ResponderEliminar
  19. entrada em jogo a apalpar a coisa,
    serenar pa logo de seguida marcar,
    sempre em pressão alta sobre a bola,
    tremelicar entretanto um pouco na defensiva,
    Maicon a borrar a pintura com o que tinha mesmo que fazer naquela situação,
    abanar, arregar as mangas e saber «sofrer»,
    pa logo de seguida, Hulkshow entrar em cena,
    cá vou eu, apanhem-me se puderem,
    cá vai uma, cá vão duas... e shiuuu, calou, não fala, não reclama e não chora.
    regresso da sangria de menos um outro em campo, passando a 9
    sofrer um daqueles só pás estatisticas,
    apito final, saudações, aplausos
    e daqui por 15 dias, inda levais mais.

    dúvidas? não há!!!

    ps - este tb é um daqueles só mesmo pa encher caixa de comentários... para além de termos ganho, dá sempre jeito pás estatisticas de comments nas derrotas/empates VS bItÓRIAS!!!

    ResponderEliminar
  20. Foi uma vitória de raça, alma e querer. Isto é o nosso Porto.

    Saudações Portistas.

    ResponderEliminar
  21. Reconheço este Porto. É aquele que costuma ganhar taças dos campeões europeus, taças UEFA, Supertaças europeias e taças intercontinentais.
    Recordo-me perfeitamente dele. Já o vi jogar em 84, 87, 88, 2003, 2004 e 2005.
    É o mesmo, carago!

    ResponderEliminar
  22. Bom dia,

    Sair do Estádio Inonu aplaudidos de pé pelos fervorosos adeptos do Besiktas, diz tudo acerca da nossa fantástica exibição.

    Foi uma arbitragem vergonhosa, que nos prejudicou, e que só a nossa brilhante exibição, e capacidade de controlo emocional de uma equipa do FC Porto, cada vez mais madura e consistente, nos permitiu levar de vencida este difícil adversário.

    Os turcos entraram pressionantes na partida, mas Helton foi um muralha e transmitiu a tranquilidade necessária para segurar o ímpeto turco.

    Moutinho e Fernando estiveram brilhantes no nosso meio campo. Controlamos o jogo, e na segunda parte dominamo-lo mesmo com um homem a menos.

    Falcao com o seu faro goleador apontou um excelente golo de cabeça na sequência de um canto. Sofreu um penalti e viu-lhe anulado um golo.

    Com a expulsão de Maicon, as coisas poderiam ter-se complicado, mas o nosso meio campo conseguiu segurar os turcos, e com um Hulk poderoso na frente de ataque, conseguimos chegar aos 3 a 0 com uma classe só ao alcance de grandes equipas europeias.

    Este FC Porto é claramente uma equipa de topo do futebol europeu e deveria estar a lutar na Liga dos Campeões. Tem sido vergonhosa e lastimável a imagem que Benfica e Braga tem passado do nosso futebol.

    Espero nunca mais ver este árbitro espanhol a apitar nas competições europeias. Passaram em claro pisadelas, puxões, um penalti, um golo mal anulado...enfim foi deplorável esta arbitragem.

    Na minha opinião, apesar de Hulk ter apontado 2 golos e de Moutinho e Fernando terem sido enormes, Helton foi o melhor em campo.
    No início do jogo transmitiu uma segurança à equipa que só está ao alcance dos grandes guarda-redes. Saiu da baliza para evitar o golo de Nihat logo nos minutos iniciais, e ao longo da partida, transmitiu confiança e segurança aos seus companheiros de sector.

    Grande noite europeia do FC Porto, da qual todos nós nos podemos orgulhar. Fomos bravos, valentes e inteligentes. Contra tudo e contra os jogadores venceram esta difícil batalha, e saíram justamente debaixo de uma grande ovação do Inonu de Istambul.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. Uma verdadeira equipa à PORTO, apesar dos brindes defensivos e duma arbitragem fraquinha...

    Enorme Helton, eficaz Falcao e poderoso Hulk numa equipa que mostra que podem vir os túneis e os incompetentes que não nos irão abater !!!

    abraço

    http://saboraporto.blogspot.com

    ResponderEliminar
  24. Estou como o azulibranco. É esse mesmo. O Porto dos meus sonhos!

    ResponderEliminar
  25. Exibição "á campeão" de quem reforçou claramente a candidatura a Dublin.

    A primeira fase tá feita, que venham os jogos a eliminar.

    Perante uma equipa aguerrida, um público fanático e um árbitro ladrão, o nosso Porto jogou á campeão. Rima, mas tenho razão!

    Após a paragem do campeonato e avizinhando-se um ciclo complicado, era importante regressar bem e a demonstrar força. Foi o que aconteceu, colocando em sentido os nossos adversários quando os mesmos tinham ganho alguma ilusão após Guimarães.

    Fundamental agora ganhar ao Leiria e em Coimbra, para recebermos a escória lampiã cheios de confiança.

    ResponderEliminar
  26. O preço de 3 pontos
    http://oantilampiao.blogspot.com/2010/10/no-momento-certo.html

    ResponderEliminar
  27. Grande Vitória!
    Contra um adversário complicado e um ambiente infernal, esta equipa mostrou mais uma vez que está muito forte e que vai ser dificil pará-la.

    Força Grande Porto!

    ResponderEliminar
  28. Resultados dos portugueses na europa...

    3 Jogos, 3 Victorias...

    Os portugueses fizeram o PLENO...

    Melhor era impossivel...


    PARABENS AO DRAGÂN, aos guerreiros de braga e ao LYON "de alvalade"...

    ResponderEliminar
  29. Passeámos classe nos confins da Europa!

    Que alegria!

    ResponderEliminar
  30. Esperava-se um jogo difícil, é verdade, mas conseguimos entrar bem em campo e dominar a maior parte do tempo de jogo.
    Mesmo com 10, e mais tarde com 9, fomos superiores e conseguimos então alcançar a 13ª vitória em 13 jogos, um registo impressionante.
    Destaque para os adeptos do Besiktas, que no final aplaudiram Hulk.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  31. Grande penalidade não marcada, golo limpo anulado, meia parte com 10, enfim uma arbitragem patética e mesmo assim o Porto ganhou.
    Recomendo aos papoilas que lutem por esta verdade desportiva, pois na deles ninguém honesto pode acreditar.

    ResponderEliminar
  32. FunkTástico FCPORTO.
    (Amigo BlueBoy que grande posta)
    Abraço

    ResponderEliminar