07 maio, 2012

O Estranho Caso de… Vítor Pereira!

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

A excitante, perigosa, desafiante, por vezes frustrante e no caso do Futebol Clube do Porto, muitíssimo vitoriosa, posição de técnico principal, ou como habitualmente lhe chamamos de treinador, está e estará longe de ser algo consensual. Tanto no futebol, em particular, como no desporto em geral. Vítor Pereira não é excepção!

Sejamos justos! O seu antecessor vinha de uma época brilhante, praticamente imaculada, e continuando na aclamada cadeira de sonho com os mesmos à disposição, seria no mínimo candidato a fazer algo parecido ao seu mentor em 2004.

A herança pesada e juntando mais uns quilos em cima de uma cláusula de rescisão recorde, bem como o facto de se apostar num técnico-adjunto a principal em meia dúzia de dias e este acatar o desafio com um portismo inabalável, fez o Homem tê-los no sítio e conquistar a nosso discernimento para lhe darmos a crença de uma continuidade, crescente e solidificada de sucesso.

Um jogo de pré-epoca com Lyon enganador, e Vítor Pereira conquista praticamente todos, com a imagem de um FCP de domínio avassalador, agressivo, possante e cada vez mais letal. Mas após uma venda sonante e algumas más disposições de outros que pretendiam o mesmo desfecho, e o seu know how é posto à prova enquanto psicólogo, disciplinador e líder.

Ganha maioritariamente os seus jogos, com ideias diferentes, pouco consolidadas, inventa posições aos jogadores, deixa outros de fora e começa a perder alguns objetivos da época, começando a por em causa os bons olhos, que dele os adeptos tinham. Faz, para alguns, do FCP um clube que vence, mas não convence!

No natal aproveita os Luxos que lhe dão e pisca o olho à Luz com um brilharete e passa desta feita aos olhos dos portistas a ser um Vítor Pereira que vence e até convence, mas que é diferente.

Embala na dianteira, que os outros não souberam agarrar e mostra alguma capacidade para a saber manter, pelo meio castiga as velhas trutas que o espaço de manobra lhe aufere e deixa a imagem de autoritário e com pulso no balneário.

Disfruta no sofá dum título, que também tem mérito seu, abraça a confiança do presidente e é acarinhado na festa pelos Super! Passa por altos e baixos ao longo da época, e acaba por sair bem visto, pois afinal fez do Porto Bi-Campeão e na guerra interna deixa Jesus de melão!

Para a Calçada revela apenas boas capacidades a nível de treino e um bom estratega no co-piloto da máquina, um bom, e quem sabe precioso, número dois. Não é líder e não consegue valorizar os jogadores nem sabe tirar o melhor partido destes.

No final, é mais um treinador, aposta de PC, Campeão! Mas será que isso chega!?

Fiquem bem e por aí… que eu fico!

14 comentários:

  1. Parece-me que o coach precisa de mais apoio para poder exercer a profissão da melhor maneira.. vamos acreditar nele....

    ResponderEliminar
  2. Vence, mas não convence!
    Não tem perfil para treinar o melhor clube Português. Há que lhe agradecer o trabalho, a dedicação e o título, mas se, se diz Portista que ponha o lugar à disposição porque realmente e tendo muita pena, não serve!

    ResponderEliminar
  3. Silva Pereira07 maio, 2012

    Boa tarde,

    Recebeu um FCP em 3º lugar no Ranking IFFHS e acaba na 76ª posição atrás do SCP, 5LB, Braga que me lembre não estavamos nesta posição há muitos e muitos anos. Acho que está tudo dito.


    Saudações

    ResponderEliminar
  4. Silva Pereia, as listas de que falas mudam todos as semanas ou todos os meses. Os títulos ficam para sempre!

    ResponderEliminar
  5. Permitam-me caros portistas que não fale aqui do nosso treinador mas sim de outro caso.Há poucos minutos quis fazer um comentário à notícia que está no Sapo.pt àcerca do comentador de imprensa dos benfas e a resposta que obtive dos gajos do Sapo foi de que tinha que actualizar o brouser o que me deixou estupfacto visto que já fiz outros comentários no mesmo espaço e não me deixaram de fora, agora como eu queria responder ao mentecapto do João Gabriel cortaram-me o comentário e fiquei a saber que provavelmente esses gajos são todos benfas e da pior espécie leiam se puderem os comentários dessa aberração.

    ResponderEliminar
  6. Ok, caro João. Dou os parabéns ao Vítor Pereira pela conquista do Campeonato. Exclusivamente! E já não é pouco.

    E mais não digo porque desde Março me calei. E estarei calado até à decisão de Pinto da Costa. Ou melhor, até ser divulgada a decisão pois me parece que ela está tomada há muito tempo. O nosso Presidente soube ou saberá o que fazer.

    Abraço.
    Bibó PORTO!

    ResponderEliminar
  7. Ó João meteste-te numa boa sim senhor :-).

    A ideia do Tône é que tem pessoal tão distraído que nem se lembra da super taça.

    Será tudo uma questão de exigência, dirão outros, aqueles que tem ideia que ópera é para operários...
    Aqueles que gritam para o Givanildo passar a bola quando arranca para a baliza..

    O que vale é que no fim, bem no fim, todos queremos o mesmo, o nosso Porto campeão.

    Por outro lado o que agrada, e bastante, ao Rato é o GRANDE Tó Neves não ter que aturar esta questão da exigência (há quem lhe chame ingratidão) no pessoal que assiste e/ ou comenta os jogos.

    Um tetra e um bi já estão.
    Falta um endeca e outro bi.

    ResponderEliminar
  8. "inventa posições aos jogadores, deixa outros de fora e começa a perder alguns objetivos da época"?
    A única "invenção" foi Maicon. Mas, na verdade, era a opção que restava. Aquela figura nefasta que, tardiamente, foi despachada para São Paulo fez de tudo para que o 5lb não perdesse no Dragão e, na quarta-feira seguinte, fez o favorzinho ao Zenit. Guarin, no Mónaco, ofereceu o primeiro objectivo da época. Em Nicósia ofereceu o segundo. Acho que a entrevista que deu há dias, revela bem a sua postura esta época. Alvaro Pereira fez tudo para que perdêssemos na Madeira e em Braga. E o desinteresse do Silvestre Varela? Também é culpa do Vítor Pereira?
    Cristian Rodriguez e Walter não têm nível para o nosso clube.
    Vítor Pereira errou em alguns jogos mas, na minha opinião, os maus jogos com o Apoel (os dois), com a Académica, com o 5lb no Dragão (fucile!!) ou com o Zenit (fucile outra vez!!) são da responsabilidade dos jogadores que os não quiseram dispustar.

    ResponderEliminar
  9. Silva Pereira mas nos rankings do Marquitos Padeiro, do Zé picheleiro e do Quim Electricista que valem tanto como o da IFFHS (ou lá como se chama essa merda), o FC Porto encontra-se bem melhor posicionado.

    ResponderEliminar
  10. Boas.

    Acabei de criar um novo blog em que analiso a relação entre os números e a nossa grande paixão que é o Mágico Futebol Clube do Porto. Se quiserem lá aparecer serão sempre bem-vindos.

    Saudações Draconianas do vosso amigo,

    Céu Azul Nuvens Brancas.

    ResponderEliminar
  11. Solva Pereira07 maio, 2012

    Caro Escrevinhador

    Eu sei que as listas mudam todos os meses, mas tem algum significado quanto mais não seja pelo pretigio internacional, que é o que faz com que se fassam boas transacções, e segundo diz o Yanko existem alguns jogadores a quererem saír.

    Quanto ao post do anónimo que menciona que a SAPO não edita certas mensagens, pois é verdade, mas segundo a queixa que eftuei foi-me transmitido que a responsabilidade é da fonte. Isto é SAPO funciona como Browser coligindo noticias emitidas por outras entidades, as quis terão a responsabilidade de editar o comentário. Contudo acho que se é cliente da PT deverá colocar a situação ao provedor.

    Eu tenho a experiêcia que se escrever em título Macrocefalia/centalismo recebo uma mensagem que não se permite comentários racistas antirelegiosos.....

    Continuem a protestar que isto haverá de mudar

    Saudações

    ResponderEliminar
  12. Na minha humilde opinião, que diga-se de passagem vale o que vale, o Vítor Pereira como o Tó Neves ou outro qualquer que ocupe a posição de treinador principal no FUTEBOL CLUBE DO PORTO tem uma obrigatoriedade de lutar até vencer o campeonato e viver segundo as normas internas instituídas no Nosso Clube, para no mínimo merecerem uma segunda oportunidade para tentar mostrar mais e melhor… não passa pela cabeça de ninguém que um treinador que não escolheu os elementos que compõem o plantel, que nunca esteve à frente de um projecto com a grandeza do nosso e que mesmo assim vence supertaça e campeonato seja dispensado pelo Nosso Presidente (um Presidente que aguentou por cá um tal de Jesualdo). Agora, continuo a afirmar, de que, se na segunda oportunidade voltar a cometer os mesmos erros e agora com a agravante de ter participado nas aquisições de pré época – eu não critico jogadores, mas sim o responsável por eles- não deve merecer confiança para a obtenção de uma terceira oportunidade.
    Algo de inacreditável no futebol não é o facto de o Nosso Treinador ter uma segunda oportunidade para mostrar mais e melhor, mas sim, o facto de uma liga dos campeões ter na final dois clubes que nem os seus campeonatos conseguiram, na época anterior, vencer, e ter tido uma meia-final em que só um clube participante ter de facto sido campeão do seu país. Isto sim é inacreditável. Liga dos campeões… mas campeões de quê ????!!!!!!!

    Queremos é uma continuidade na rotina de vitórias .
    Mas isto tudo não significa que não existam alternativas… se o Vítor Pereira quiser voltar a ser treinador adjunto de alguém… de resto, vamos lá dar uma nova oportunidade ao Homem ele evoluiu muito no final deste campeonato, vê-se que continua a aprender e assim tem todas as capacidades para continuar a evoluir.

    Quero terminar deixando uma palavra de apreço por tudo o que o Tó Neves tem vindo a realizar no hóquei... é uma temporada, até agora, atípica com problemas atípicos...e que vai muito para além dos resultados.

    ResponderEliminar
  13. Amigo Pedro, um bom líder e psicólogo de grupo ou treinador de balneário, como eu referenciei, não tem de saber "tratar" as questões disciplinares que evidencia?

    Eu julgo que sim..e cada vez mais no futebol actual isso é uma realidade..e essa é tb cada vez mais uma das "skills" dos treinadores actuais!

    Mas isto é somente a minha opinião. O arredar Rolando e Álvaro para o banco só numa fase já consumada da prova é apenas uma maneira de lidar com as coisas...e lavar as mãos!

    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Caro João Salvador Rocha, claro que o treinador do FC Porto tem de ser "um bom líder e psicólogo de grupo ou treinador de balneário" mas, acha que um jogador que se julga grande demais para Portugal pode ser "tratado"?
    Villas-Boas, no FC Porto, tinha os jogadores aos seus pés no Chelsea foi trucidado pelos jogadores. Mourinho, mestre nos jogos psicológicos com os rivais e com os jogadores, falhou com Balotelli e Quaresma.
    Também é evidente, que o treinador do nosso clube deve ter um discurso articulado, fluente e, muitas vezes, áspero para os nossos rivais. Infelizmente, Vítor
    Pereira não tem.
    Quanto a Rolando, pode ter sido lavar as mãos mas deixámos de sofrer golos estúpidos como com a Académica e com o Paços de Ferreira.
    Abraço

    ResponderEliminar