17 junho, 2009

Momentos cor-de-rosa

Sentimento de vazio com pitadas de tristeza.
Não há bola, pelo menos nas próximas semanas.
Estamos assim na altura em que até o PR (Presidente da República), normalmente mudo em assuntos esféricos, arrisca o seu bitaite... económico.
Na altura em que os diários desportivos conseguem ser ainda mais rosa que a imprensa da mesma cor.

Os roubos, os insultos e as viagens canceladas são já pretérito.
Talvez imperfeito, mas pretérito.

O presente é agora para aqueles que, quase com o estatuto de mega estrelas, ainda nem sequer chegaram e já querem ir embora.
Para aqueles que, com golpes que pouco tem de palacianos, antecipam eleições.
Para aqueles que nem sequer já ficam com o título de campeões de transferências mas apenas, e por agora, com o título de campeão da pré-época.
No presente, Jesus, esperado há pelo menos um par de meses chegou.
No presente, reza-se ainda e já, por uma nova era. Por um 'pró ano é que vai for'.
Enfim, por um futuro milagre.

E por falar em futuro, este continua como dantes. Sem milagres!
O timing das assinaturas melhorou em sessenta segundos. De cinco para quatro minutos.
E logo após um cafézinho (alô, alô Ricardos e Morgados) num qualquer hotel da Invicta, contrariando a tão afamada crise e ridicularizando outro qualquer boom bolsista, um negócio de categoria.
- "Comprar murcho e vender teso.", diria o Tône.
Mas bem mais do que um super negócio, é a forma segura e clara de sustentar a equipa. De conjugar os resultados, o valor dos artistas, sem beliscar sequer as suas próprias vontades.
- "E a procissão nem sequer chegou ao adro!", exclamaria o Bino.
Pois, aguardam-se as 'bombas', os nick´s manhosos, os acusadores das sad´s, os estivadores de contentores. Enfim, os profetas da desgraça.
Quem irá substituir o Licha? Qual o valor da transferência do Bruno?
Não sei. Não sei nem me interessa. Já renovei o meu dragon seat (com descontos) porque sei que a máquina está afinada e não se perde no rumo traçado.
Rumo ao Penta!

10 comentários:

  1. O Tone continua de lingua afiada, corrosivo até à medula.

    No defeso, altura em que o benfas é sempre campeão, afinam-se estratégias para a próxima época. Como sempre, as parangonas são feitas com vendas da equipa inteira do FCP, num corropio desvairado dos escribas.

    Mas, como dizes, existe algo imutável: a qualidade do próximo plantel. Teremos equipa para o título. E isso, por si só, faz-me dormir descansado.

    ResponderEliminar
  2. 20 milhões o preço de Hulk para o FC Porto

    Quarenta milhões de euros não são, forçosamente, razão para divórcio entre o FC Porto e Hulk. Exposto à Europa nos jogos com o Atlético de Madrid e o Manchester United, o brasileiro gerou, entre os grandes clubes internacionais, a mesma curiosidade que já tinha despertado em Portugal, mas, ao contrário do que tem sido escrito, não basta um cheque de 40 milhões de euros para extrair do Dragão. O FC Porto tem a última palavra.

    Mais concretamente, o FC Porto tem as duas últimas palavras: vinte milhões. Caso algum dos muitos interessados se sinta suficientemente convencido das qualidades do jogador para accionar a cláusula de rescisão, aos dragões restará, ainda assim, a possibilidade de pagar, ao empresário uruguaio Juan Figger, a metade que lhe pertence dos direitos económicos. Ou seja, 20 milhões, um valor suficientemente alto, é verdade, para colocar os tetracampeões nacionais em dificuldades, se a decisão fosse resistir a uma investida desse calibre financeiro.

    Hulk custou, ao FC Porto, 5,5 milhões de euros em Julho do ano passado. Do mesmo documento em que a SAD informou a CMVM do negócio constava, aliás, o valor da cláusula de rescisão, que Teodoro Fonseca, colaborador de Juan Figger, tem mencionado como a base imposta pelos dragões para qualquer conversa. Fonseca fala em propostas, fontes do clube falam apenas em abordagens, uma das diferenças entre o discurso do agente e a versão da SAD.

    Outra grande diferença é a proveniência das ditas propostas, com reflexos nas probabilidades de surgir uma com os números certos para colocar o FC Porto em dificuldades. Na conversa que teve com O JOGO há uma semana, o empresário admitia como possível a transferência de Hulk para o campeonato inglês, embora sem explicar como conseguiria garantir licença de trabalho a um futebolista sem internacionalizações num campeonato que exige, aos extracomunitários, 75 por cento dos jogos internacionais dos 12 meses anteriores (desse excerto terá nascido no dia seguinte o rumor de que seria Hulk o jogador pretendido pelo Manchester United para substituir Cristiano Ronaldo). No interior do FC Porto, o entendimento é que, embora a Premier League já tenha aberto excepções - Anderson para o Manchester, por exemplo -, Hulk não tem nenhum dos requisitos necessários para ser uma delas. E, sem as libras, não sobram mercados com dinheiro para investir assim num jogador recém-chegado ao primeiro plano.

    Fonte: O Jogo


    Se aparecer algum clube a bater os 40 milhões em cima da mesa, só temos que dar 20 milhões ao empresário e ficamos com o jogador.

    Este empresário deve ser o melhor do mundo. Nem o Jorge Mendes consegue fazer negócios assim.

    ResponderEliminar
  3. http://www.ojogo.pt/25-117/artigo804810.asp

    Partilhas
    HUGO SOUSA

    Acautelada da forma como tem sido, e desde que bem explicada, a partilha dos passes de jogadores tem tudo para ser uma estratégia acertada. E ajuizada.
    Provavelmente, se soubesse o que sabe hoje, o FC Porto teria preferido comprar logo Hulk por inteiro. Mas, por outro lado, se todos soubessem o que se sabe hoje, o mais certo seria Hulk ter ido parar a outro lado qualquer. É no equilíbrio deste jogo de riscos, pelos investimentos, e de sedução, no sentido de desviar jogadores assim de outras redes mais graúdas, que se deve enquadrar a coisa. E a coisa, salvo seja, só é vista como problemática ou duvidosa, quando uma aposta se torna tão visivelmente boa. Como Hulk, ou Cissokho. Ninguém aplaude, em jeito de alívio, o investimento parcial, quando ele dá para o torto. Isto dos passes partilhados, ou dos empréstimos, generalizou-se. O Manchester, que é "O" Manchester, não se sujeitou a ficar com Tévez emprestado quando lhe deu jeito?

    ResponderEliminar
  4. ÚLTIMA HORA – PROPOSTA MILIONÁRIA DO REAL MADRID POR JORGE RIBEIRO, CARLOS MARTINS E NUNO GOMES

    Segundo fontes ligadas ao clube da Luz, foi efectuada uma proposta ao Benfica para a aquisição dos três jogadores no valor de 150 milhões de euros. O Real Madrid, que tinha sido recordista este ano nas contratações de Cristiano Ronaldo ao Manchester e Kaká ao Milão, volta a surpreender, numa tentativa de reforço do plantel para o assalto ao título espanhol e à Liga dos Campeões.
    Um responsável madrilista disse recentemente, numa entrevista à Agência EFE, que o Real Madrid para chegar ao nível dos maiores clubes europeus ainda necessitava de “contratar mais 4 ou 5 jogadores”.
    Contactado pelo nosso jornal, Jorge Valdano, braço direito de Florentino Pérez, confirmou o interesse nos jogadores encarnados refeindo que “são extraordinários. Este ano só não foram campeões com larga margem porque foram enormemente prejudicados pelas arbitragens. É de homens assim que precisamos para reconquistar o lugar de maior clube do mundo, que como todos sabem, se encontra neste momento ocupado pelo clube português...”
    Ainda segundo a mesmas fontes, vários clubes de primeira linha da Europa, entre os quais o Chelsea e o Inter, terão também perguntado por Moretto e Zoro, mas terão encontrado resistência pelos responsáveis encarnados que os consideram inegociáveis.
    O mercado está em ebulição e novidades serão esperadas nas próximas horas.

    ResponderEliminar
  5. Última hora jornal da tarde RTP:

    Transferência de Cissokho para o AC Milan pode estar em risco. Não passou nos exames médicos e vai repeti-los agora de tarde...

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. O Tône, vou-te contar... já parece aquele um outro, só que neste caso, e ainda bem, em sentido contrário, ou seja, a favor dos nossos, sempre na sua defesa, mas prontos, adiante.

    Até será caso para dizer que até este momento, de silly-seasons pra umas bandas já mais que conhecidas, aquilo anda calmo, mas tão calmo e sereno, que me quer parecer, que um dia destes, vai ser um forró que nem vos conto.

    Finalizando, direi que sem medos, nem receios, sabemos bem de onde vimos, onde estamos e para onde queremos caminhar, continuando a trilhar este rumo de sucesso incansável... eu, tou por ali tb.

    Um dia destes, é tb hora de ir renovar o Dragon Seat, porque quem anda por gosto, aqui ou no céu, aqui ou na Distrital... não cansa, nunca!!!

    ResponderEliminar
  7. Grande Estilhaço. Ironia pura. Excelente post.

    ResponderEliminar
  8. Muito Bom Estilhaço. Os cães ladram e a caravana passa... :)

    Hoje também recebi uma cartinha em casa... daqui a uns dias também tenho de ir lá fazer a marcação para o próximo ano, pá!

    ResponderEliminar
  9. Pessoal, Beto assina 4 anos pelo FC Porto!!

    A FC Porto – Futebol, SAD e o guarda-redes Beto assinaram, esta quarta-feira, um contrato válido para as próximas quatro temporadas. O guarda-redes internacional A falou ao www.fcporto.pt escassos minutos depois de ter assumido uma nova etapa na carreira e não escondeu o seu contentamento.

    FCP: Acaba de assinar contrato com a FC Porto – Futebol, SAD. Que tipo de sentimentos o dominam neste momento?
    Beto: Tinha o sonho de integrar um grupo vencedor e uma equipa com esta grandeza, por isso não podia estar mais feliz. Vou abraçar uma nova etapa da minha carreira. É um novo desafio que vou agarrar com toda a força para ajudar o FC Porto a ter sucesso.

    FCP: Depois de um ano muito elogiado no Leixões e que culminou, recentemente, com a estreia na selecção principal, podemos dizer que este foi o remate perfeito para a temporada do Beto?
    Beto: Foi, de facto, uma época positiva para mim em todos os aspectos. Depois de me estrear pela selecção nacional, consegui assinar contrato com um clube especial como o FC Porto. Ninguém podia desejar melhor.

    FCP: O que é que mais o impressiona no FC Porto e que pesou na decisão de assinar pelo clube?
    Beto: Aquilo que mais me impressiona no FC Porto é o rigor e o espírito vencedor que reina na equipa e em toda a estrutura que a rodeia. São valores que, juntamente com o trabalho, prezo muito na minha vida e que são decisivos em qualquer clube que deseja ser sempre o melhor.

    FCP: Depois destas emoções, as férias que se seguem vão ser ainda mais saborosas?
    Beto: Como já disse, não podia desejar melhor para mim, portanto vou aproveitar as férias para estar com a família que, seguramente, estará orgulhosa por mais este passo que também me ajudou a dar.

    FCP: Já tem consciência de tudo o que pode viver na próxima época?
    Beto: Quem está no FC Porto sabe que tem de estar preparado para todos os desafios. Estou perfeitamente ciente da responsabilidade e assumo que será uma alegria enorme ter a possibilidade de representar o FC Porto ao mais alto nível, nomeadamente em provas como a UEFA Champions League.

    ResponderEliminar
  10. Viva !

    Bela foto do Cosmos !

    Obrigado pelos links que não conhecia. ( E que me são bem úteis ).

    Vamos esperar pelo início do Campeonato.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar