21 setembro, 2010

Seguir a todo o gás

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

assistência: 30.014 espectadores.

Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal), Paulo Ramos e António Godinho; 4º árbitro: ....

Nacional: Bracalli; Claudemir, Felipe Lopes, Danielson e Tomasevic; Luis Alberto, Todorovic, Mihelic e Skolnik; Edgar Costa e João Aurélio.
Substituições: Tomasevic por Stojanovic (46m), Todorovic por Bruno Amaro (65m) e Mihelic por Juninho (68m).
Não utilizados: Elisson; Thiago Gentil, Anselmo e Pecnik.
Treinador: Predrag Jokanovic.

FC Porto: Helton; Sapunaru, Maicon, Rolando e Alvaro; Fernando, Belluschi e João Moutinho; Varela, Falcao e Hulk.
Substituições: Varela por Rúben Micael (68m), João Moutinho por Souza (74m) e Hulk por Cristian Rodríguez (84m).
Não utilizados: Beto; Fucile, Walter e Otamendi.
Treinador: André Villas-Boas.

Marcadores: João Aurélio (21m – autogolo) e Varela (56m).

Disciplina: cartão amarelo para João Aurélio (20m), Belluschi (29m), Tomasevic (42m), Stojanovic (52m), João Moutinho (70m) e Rodríguez (91m).

O FC Porto manteve o seu domínio ofensivo e a equipa madeirense limitou-se a ver os líderes do campeonato a jogar futebol. Na primeira parte, João Aurélio (20’) marcou na própria baliza e Falcao (43’) falhou uma grande penalidade. No segundo tempo, Varela (55’) dilatou a vantagem no marcador com facilidade.

Nos primeiros minutos do encontro, a formação orientada por André Villas-Boas teve duas excelentes oportunidades antes de se adiantar no marcador.

Primeiro Varela, a desmarcar-se muito bem e, em esforço, a rematar contra Bracalli, e depois João Moutinho, a desfazer-se de três jogadores do Nacional e a rematar para a excelente defesa do guardião do Nacional.

Aos 20 minutos chegou o único golo da primeira parte. Num livre directo, Belluschi rematou para a grande área do Nacional e João Aurélio, num desvio de cabeça, enviou a bola para o fundo das redes.

Três minutos depois, os jogadores e adeptos da equipa da casa reclamaram uma grande penalidade por terem visto Rolando desviar a bola com o braço dentro da grande área. O árbitro Bruno Paixão assim não entendeu e mandou seguir.

O Nacional ainda teve uma boa oportunidade para empatar ao minuto 37, depois de uma boa combinação entre Skolnik e Edgar Costa, este último rematou cruzado com a bola a passar rente ao poste de Helton.

Perto do final do primeiro tempo, Tomasevic agarrou Varela na grande área e o árbitro assinalou grande penalidade a favor dos azuis e brancos. Na conversão, o colombiano Falcao enviou a bola para o sítio mais difícil de acertar, o poste.

Na segunda parte, o Nacional manteve-se no mesmo nível de apatia e o FC Porto aproveitou a falta de atitude para chegar, com alguma facilidade, ao segundo golo.

Ao minuto 55, Stojanovic perdeu a bola para Hulk e o brasileiro percorreu meio campo assistindo Varela, que em posição frontal à entrada da área, rematou rasteiro sem hipótese de defesa para Bracalli.

Um minuto depois, João Moutinho, um dos melhores em campo, podia ter feito o terceiro se não tivesse rematado contra o guardião dos insulares.

FC Porto mantém-se invicto no campeonato com cinco vitórias e 15 pontos... sem espinhas!!!

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «Foi um jogo tranquilo, mas há sempre determinados riscos envolvidos. Se o Nacional chegasse ao empate ou ao 2-1 a carga emocional aumentaria e seria mais difícil. Soubemos gerir bem os momentos de posse e criar desequilíbrios. Criámos um número considerável de oportunidades, que nos permitiram fazer o 2-0 e, depois, quase o 3-0. Obviamente que não há prémios pela distância à quinta jornada. Continuamos o nosso percurso, cujo objectivo é terminar o campeonato em primeiro. Temos de manter o espírito. Qualquer encurtamento da nossa vantagem por parte dos adversários traz-lhes nova chama e empolga a comunicação social. Mas nós não escorregámos.»

João Moutinho: «Não foi demasiado fácil, nós é que conseguimos tornar o jogo fácil. Entrámos bem e controlámos do princípio ao fim, com a nossa posse de bola. Criámos várias ocasiões para marcar e poderíamos ter feito muito mais golos.»

28 comentários:

  1. http://www.lpfp.pt/pages/inicio.aspx

    vergonha!!! colocaram o resultado do nacional porto ao contrario e dão uma derrota ao porto!!! VERGONHOSO!!!

    ResponderEliminar
  2. Tanta era a vontade da nossa escorregadela q até no site da liga inverteram o resultado. Mais uma grande vitória neste rumo que ficou traçado desde a contratação do NOSSO AVB. PARABÉNS PORTO!

    ResponderEliminar
  3. Dragão Vianense20 setembro, 2010

    Pior do que isso só este artigo do Maisfutebol:

    http://www.maisfutebol.iol.pt/made-in/jose-mourinho-mourinho-maisfutebol-dez-anos-futebol-iol/1192861-1504.html

    É por isso que não compro jornais desportivos há mais de 15 anos.

    Força Porto. Contra tudo e contra todos, venceremos.

    ResponderEliminar
  4. Viva !

    Mais uma Vitória Mais uma Alegria.

    Foi um passo importante para o título. Agora, importa não perder pontos em casa.

    Quanto ao jogo, se a vitória é indiscutível, o jogo em si foi uma trapolhonice : ritmo, espaço, etc.

    Se calhar sou exigente...

    Pela primeira vez vou escrever sobre Vila Boas, homónimo de Villas Boas, compositor e maestro Brasileiro célebre no mundo inteiro.

    Bem ao dar a braçadeira a Helton, dando-lhe confiança. Aparece, tal como Vítor Baía, viu-se no fim do jogo, como um defesa de campo. Mas também há contra-indicações...

    O renascimento de Sapanuru parece obra do treinador.

    Quanto a Fernando, é um grande jogador. Pena que não acredite no remate de meia distancia.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  5. Mais uma vitória, a 19ª consecutiva juntando as 10 vitorias consecutivas na ultima época.

    Curiosamente, o primeiro destes 19 jogos coincidiu com a reentrada de Hulk no onze inicial depois da ilegal suspensão a que foi sujeito...

    Já agora, hj mais uma assistencia do brasileiro para o 2º golo de Varela...

    Agora, que aumentem as vendas de kompensan, comprimidos para a azia, ou pomadas para os cotovelos (ou quiçá para outras partes docorpo)...claro está, para os nossos muitos milhoes de adversarios por esse país fora!

    ResponderEliminar
  6. Já há algum tempo que não comento por aqui, mas hoje tenho mesmo que botar faladura para expressar o NOJO que me meteram os comentadeiros da TVI...

    Desde a "grande penalidade evidentíssima" que eles viram do Rolando e que repetiram ad nauseum, até ao "Nacional inofensivo" que foi "uma caricatura do Nacional que venceu ao Benfica" e à insatisfação do Presidente do Nacional que estava a falar com o treinador, insatisfeito, estes... coisos, disseram de tudo para tirar mérito à vitória do Porto...

    Custa-lhes muito, eu sei, mas podiam disfarçar um bocadinho... é que assim dá-me náuseas ver o futebol na TV...

    Sobre o jogo propriamente dito, mais uma vitória de uma equipa que está em crescendo...

    Assim gosto! :)

    ResponderEliminar
  7. “Mais uma vitória, mais uma alegria” – à amigo PORTO MARAVILHA (um abraço!).

    Jogo com arranque em 6.ª e, depois, jogado em 4.ª velocidade determinada pelo FC Porto. Equipa muito prática gerindo com mestria (dedo do mestre AVB) o esforço. As substituições até parece que empolgam o grupo e o rendimento não diminui. João Moutinho, Varela, Fernando e Maicon (vamos ter, ou melhor, temos central! Eu não dizia?! O que é preciso é paciência…) muito bem. Álvaro Pereira em grande nível, Beluschi e Hulk em bom plano. Sapunaru está outro jogador.

    Ao fim de 5 jornadas há que realçar o pragmatismo com que esta equipa joga. Os efeitos finais sobrepõem-se à forma de os conseguir. É assim que se faz um Campeão. Um bom álbum de fotografias tem-nas a preto e branco e a cores. Um Campeão atinge esse título com jogos bons, bonitos, “coloridos” (em que ganha) e com jogos menos bons, menos bonitos, mais “cinzentos” (em que ganha também). Há que melhorar alguns aspectos o que deve estar previsto na formação desta equipa. Mas continuar a ganhar é o objectivo. MAI NADA…

    ResponderEliminar
  8. Intrusus, tudo dito sobre os palermas da TV. COmpensan...

    Do jogo, acho que não estivemos mal, pressionamos o Nacional mas desta vez faltou killer instinct.
    Deviamos ter marcado mais golos pois 2-0 é sempre perigoso.
    Maicon um SENHOR, Moutinho muito bem,merecia golo no remate que fez.
    Pena Falcao estar de mal com os penalties e um cumprimento ao Bracali, muito bem.

    ResponderEliminar
  9. A "grande penalidade evidentíssima" de que os comentadores da TVI tanto falaram foi quase tão evidente quanto ao golo limpo e anulado do Olhanense em Alvalade há 2 jornadas atrás, ou também das várias expulsões perdoadas aos jogadores do nosso adversario na final da supertaça...

    Este ambiente do futebol português está "podre"...porque o futebol português "apodrece" ou fica transparente consoante o líder do campeonato... Por tudo isto, o que iremos assistir a partir de agora é a um imenso pranto por parte de muitos milhoes de pessoas...

    Em suma, isto está tudo "podre", é uma vergonha total, até nem parece o mesmo campeonato da época passada...

    ResponderEliminar
  10. Ó caro RCBC, tiraste-me as palavras da boca. Não tão bem como tu o fazes, mas eu voltei aqui para dizer quase isso. Muito bem, nem mais, nada a acrescentar. Eles que comprem Kompensan; o vermelho Sócrates até já baixou o preço… Ou se o problema for diarreia, não há problema, merda com merda dá-se bem…

    ResponderEliminar
  11. E não se fala do penalty que o Hulk sofreu?

    ResponderEliminar
  12. Se não foi uma exibição brilhante, foi uma vitória justa, indiscutível, que até peca por escassa.

    Quanto aos comentadores, nem vale a pena perder tempo, quanto mais ganhamos mais aziados eles ficam e como toda agente sabe, a azia perturba, incomoda...Mas nada que uns Kompensan ou Rennie não resolvam!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. O nosso objectivo foi alcançado, facturamos + 3 pontos, e já estamos á espera do próximo jogo, que este já faz parte do passado. Eu até atrevo-me a dizer, que mais valia acabar já com este campeonato e começar já outro. :)

    Força porto allez, allez.
    Cumprimentos,
    ultrasfcportomatosinhos

    ResponderEliminar
  14. jogo teve a virtualidade de fazer sair definitivamente do armário o.... VALDEMAR DUARTE

    ResponderEliminar
  15. Esse nojento do Valdemar Duarte esqueceu-se foi de comentar um penalty claro sobre Hulk na parte final do jogo qd este se preparava para rematar.

    Azia, muita azia, vai ser assim Valdemar até ao fim da temporada.

    ResponderEliminar
  16. Claro que não foi uma exibição brilhante, no entanto suficiente e equilibrada.

    Destaco o Maicon, mais uma vez penso que vamos dar um grande central ao futebol mundial.

    Continuo a dizer, que não entrando em euforias, mantendo a garra e determinação podemos ir longe.

    Um abraço

    http://www.fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  17. Temos uma proposta para vocês.

    Aguardamos contacto em GERAL@FCPORTO24.COM

    ResponderEliminar
  18. Basicamente, a superioridade do FC Porto é tão evidente nos 9 jogos oficiais que esta temporada conta, que por mais que falem em arbitragens, em escândalos, etc, etc, é um exercicio de imensa imaginaçao alguem não admitir que até aqui o FC Porto tem sido bem melhor que todos os outros.

    É um início de temporada verdadeiramente insuperável, em que apenas no jogo frente ao Braga pensei que poderíamos não ganhar. De resto, tem sido um longo bocejo. O regresso à normalidade: um FC Porto pateticamente superior a todos os outros, e um coro de histerismo à volta de uma série de demagogias bacocas e direccionadas a denegrir a imagem de superioridade do FC Porto!

    ResponderEliminar
  19. Mais um jogo, mais uma vitória. Parece ser o lema desta equipa portista liderada por André Villas-Boas, que conta por vitórias todos os jogos oficiais disputados esta época.

    Com humildade, trabalho, entreajuda, espírito de sacrifício e ambição, este grupo de trabalho faz o seu percurso imaculado, sem espalhafato, sem propaganda e sem o histerismo da CS. É assim que deve ser, é assim que eu gosto, é à FC Porto!

    Não foi um grande espectáculo de futebol, longe disso, mas os Dragões deixaram evidente no relvado húmido e escorregadio do estádio Madeira a sua superioridade, selando um triunfo justíssimo que só peca por escasso, tal o número de ocasiões de golo desperdiçadas (incluindo uma penalidade máxima), umas vezes graças à exuberância do guarda-redes Bracalli, outras por ineficácia dos rematadores portistas.

    Maicon foi para mim o melhor jogador portista (o melhor em campo foi Bracalli, logo seguido de Moutinho (que bela exibição)e do insuspeito Fernando.

    Pena que alguns atletas tenham denotado inadaptação ao relvado (Hulk esteve desastrado)e outros aparentemente alheados do jogo.

    Esta equipa merece mais regularidade exibicional pois tem matéria-prima para o conseguir, como demonstrou já esta época.

    Se não puder ser Ópera, que seja a «Valsa» vienense/87, para contrastar com o Fado Calimero e a «Pimba» das papoilas saltitantes.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  20. não se arranja imagens do penalti que o Hulk sofreu ?

    ResponderEliminar
  21. imagens do pénalti do HULK, e da palhaçado sobre o putativo do ROLANDO

    http://ocantinhodohooligan.tumblr.com/post/1161271333/o-toca-a-bola-com-a-mao-e-o-acaba-por-tocar-na

    ResponderEliminar
  22. Jogo razoavelmente bom do FCP. Destaque para as exibições do Maicon, do joão Moutinho e do Varela.
    Comentários miseráveis de anormais que não podem ser chamados de profissionais. O problema deles é que não podem alterar o inalterável, somos primeiros e, se continuarmos assim, acabaremos em primeiro.

    ResponderEliminar
  23. Mais três pontos e assim seguimos carimbando com vitorias o nosso rumo. Baba e ranho na concorrência, que ainda por cima tem de engolir a arrogância desmesurada de um “taquara” prepotente e mal-educado.
    Quanto ao relato do jogo naTVI, bem…, até dava para adivinhar o mau cheiro, que se seguiria ao apito final, consequência inevitável da descarga biliar de tanta frustração.

    ResponderEliminar
  24. Cheira a azia por tudo o quanto é lado... e isso é muito bom ;)

    Já se espumam de raiva...

    Que EQUIPA que nós temos!

    ResponderEliminar
  25. O campeonato já está desvirtuado?? À 5ª jornada? Sr, Vitor Pereira vá para aquele sítio...

    ResponderEliminar
  26. Não percebo como a direcção do Porto não actuou após o jogo da Supertaça. Um arbitro claramente vermelho, a provocar os nossos atletas do inicio ao fim, chegando mesmo a agredir o Álvaro Pereira. E deixando ainda em campo 4 montes de esterco que agrediram os nossos craques. Se aquele encostar de mão do arbitro, fosse a um dos nossos antigos capitães (João Pinto, Jorge Costa, etc) a cabeça do João "pode ser" Ferreira ia parar a Lisboa. Não ouvi nenhum comentário deste Sr Vítor Pereira sobre a "gloriosa" prestação deste pseudo arbitro.

    ResponderEliminar
  27. Outro assunto que me preocupa, é a constante difamação da comunicação social à nossa instituição. Permitem-se transmissões da SIC e da TVI, permitem-se entrevistas do RECORD e da ABOLA. POR FAVOR, penso que já chega. Mais vale pagar as multas (se as houver)por não emitir comunicados e cortar com os direitos de transmissao dos nossos jogos. Apenas a SPORTTV os poderia transmitir, com a devida isenção. O FCP é uma das poucas marcas de sucesso neste País, um exemplo de organização e de cultura desportiva e é constantemente maltratado pela CS. BASTA... Temos de aproveitar os jogos no nosso estádio para protestar, mostrar ao país quem somos, pois o que se passa é uma verdadeira vergonha. Uma palavra de agradecimento às claques que muito têm apoiado o FCP. Espero que, também agora, mostrem o seu desagrado, sejam criativos e protestem.

    PS- Desportivamente, o costume, vitorias do FCP!!!

    ResponderEliminar
  28. Os aziados que se habituem, que este ano vai ser sempre abrir, só vitórias!;))))))

    BIBÓ PORTO

    ResponderEliminar