20 setembro, 2015

“BÊS” VENCEM NA TAPADINHA E MANTÊM LIDERANÇA ISOLADA

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

ATLÉTICO-FC PORTO B, 2-3

Segunda Liga, 8.ª jornada
20 de Setembro de 2015
Estádio da Tapadinha, em Lisboa


Árbitro: João Bento (Santarém).
Assistentes: Samuel Dionísio e Nuno Ferreira.
Quarto árbitro: Pedro Mota.

ATLÉTICO: Mickaël Meira (g.r.); Duarte Machado (cap.), Gianmarco Gerevini, Mbemba, Lucas Rocha e Jorge Ribeiro; Celestino e Hélio Cruz; Quinaz, Vouho e Manuel Palacios.
Substituições: Manuel Palacios por Malele (53m), Quinaz por López (64m) e Gianmarco Gerevini por Steph (64m).
Não utilizados: Danilo (g.r.), Forbs, Djikiné e Maurício.
Treinador: Jorge Andrade.

FC PORTO B: Raúl Gudiño (g.r.); Víctor García, Chidozie, Maurício e Rafa; Omar, Francisco Ramos (cap.) e Graça; Pité, André Silva e Gleison.
Substituições: Graça por Tomás Podstawski (57m), André Silva por Ismael Diaz (78m) e Gleison por Ruben Macedo (90m+3).
Não utilizados: João Costa (g.r.), Verdasca, Rodrigo Soares e Sérgio Ribeiro.
Treinador: Luís Castro.

Ao intervalo: 1-2.
Marcadores: Vouho (12m, g.p. e 90m+2), Gleison (44m e 60m), André Silva (45m).
Disciplina: cartão amarelo a Lucas Rocha (3m), Mbemba (4m), Chidozie (12m), Víctor García (26m), Quinaz (41m), Maurício (46m), Graça (57m), Duarte Machado (74m), André Silva (76m), Celestino (83m).

O FC Porto B soma e segue na Segunda Liga. Os “bês” portistas este domingo o Atlético (3-2), na Tapadinha, somando a sexta vitória em oito jogos, registo que permite aos Dragões manter a liderança isolada da competição, agora com 18 pontos.

O encontro até começou de feição para o FC Porto B, que beneficiou de uma grande penalidade logo aos três minutos, por derrube a André Silva. Chamado a cobrar o castigo máximo, o avançado portista permitiu a defesa de Mickaël Meira e desperdiçou a oportunidade de dar vantagem aos azuis e brancos, que esta manhã alinharam de castanho. Aos 12 minutos, o árbitro João Bento assinalou nova grande penalidade, desta feita na área do FC Porto B e no seguimento de uma falta de Chidozie sobre Hélio Cruz. Vouho assumiu a responsabilidade e desfeiteou Raúl Gudiño, abrindo o activo na Tapadinha.

A reacção portista ganhou maior expressão na recta final da primeira parte, com dois golos em dois minutos. Depois de um cruzamento largo de Víctor García, Gleison aproveitou um mau domínio de Pité e rematou furiosamente para o fundo das redes (44m), estabelecendo a igualdade um minuto antes de servir André Silva para a reviravolta (45m). Foi o oitavo golo em outros tantos jogos para André Silva, que reforçou assim o estatuto de líder dos goleadores da presente edição da Segunda Liga.

A etapa complementar acentuou ainda mais a supremacia do FC Porto B e o Atlético pouco ou nada incomodou Raúl Gudiño, que foi pouco mais do que um mero espectador nos derradeiros 45 minutos. Gleison, o grande destaque individual da manhã, deu o melhor seguimento a uma abertura deliciosa de Francisco Ramos e bisou no encontro (60m), elevando para quatro remates certeiros o registo pessoal no campeonato. Dois golos e uma assistência para o extremo brasileiro, que voltou a deixar excelentes indicações e a mostrar pormenores de grande qualidade. Vouho ainda reduziu em tempo de compensação (90m+2), mas o triunfo não fugiu aos Dragões.

No final da partida, Luís Castro era um treinador satisfeito com a exibição da sua equipa e com a forma como esta chegou a mais uma vitória. “Fomos muito fortes colectivamente e soubemos tornar o jogo acessível para nós. Sabíamos que íamos defrontar uma boa equipa, num campo complicado, mas tivemos mérito na forma como conseguimos vencer depois de estarmos em desvantagem. Só posso estar satisfeito com o trabalho dos meus jogadores e pela justiça da vitória que obtiveram”.

fonte: fcporto.pt



RESUMO DO JOGO

...

0 comentários:

Publicar um comentário