06 março, 2007

Hélton… destruiu o nosso sonho!

Competição: UEFA Champions League 2006/07 (1/8 final, 2ª mão)
Data: 06.03.2007
Local: Estádio de Stamford Bridge, Londres
FC Porto: Helton; Fucile, Pepe, Bruno Alves e Ricardo Costa; Paulo Assunção, Raul Meireles (Ibson), Marek Cech (Adriano) e Lucho González; Quaresma e Lisandro Lopez (Bruno Moraes)
Golos: Quaresma, Robben e Ballack

Tínhamos tudo para ser felizes num jogo que estava a decorrer ‘à medida’ dos campeões, os nossos campeões azuis-e-brancos, até que Hélton entrou na cena e mudou o final feliz que nos aguardava logo ali ao lado… que pena, que pena!

A surpresa do Prof. Jesualdo Ferreira para este jogo foi a entrada no onze titular de Ricardo Costa (…o meu patinho feito de estimação) para o lado esquerdo da defensiva, subindo Marek Cech para o meio campo. Subimos também ao relvado com apenas 2 avançados (Quaresma e Lisandro). Sinceramente, não gostei e não entendi a entrada de Ricardo Costa, e achei que era mais uma vez um quase entregar o ouro ao bandido… desta vez, o ‘jovem’ até esteve certinho, mas não gostei da entrada em cena de um jogador que está parado há já nem sei quanto tempo… não gostei!

Começado o jogo, quem esperava (tal como eu!) uma entrada com toda a força dos ingleses, enganou-se redondamente. Víamos muito respeitinho pelas nossas cores, o que foi uma bela surpresa. Ainda se estava numa fase de estudo das equipas, com muita circulação de bola, quando Quaresma lançado por Lucho no meio campo ofensivo, surge isolado defronte da baliza adversária e na saída de Petr Cech, faz-lhe passar a bola por baixo do corpo com um remate rasteiro e estávamos em vantagem no marcador e na eliminatória.

Escusado será dizer que foi um ‘valente murro no estômago’ dos ingleses que não mais se encontraram até ao final da primeira parte, apesar de algum predomínio na circulação da bola, mas nunca criando qualquer jogada de perigo na área, à excepção de uma saída em falso (!?) de Helton num cruzamento para o interior da pequena área que poderia já ai ter trazido muitos dissabores e posteriormente num mau controle de bola na pequena área por Lampard. Entretanto, estavam atingidos os primeiros 45 minutos de jogo e com o FC Porto em vantagem por 0-1 no jogo e na eliminatória… as bancadas de Stamford Bridge nessa altura já se encontravam mais que geladas com o desenrolar dos acontecimentos e com os adeptos a vaiarem os seus jogadores na saída para os balneários.

Na entrada para a 2ª parte, ainda o jogo estava num estado gélido/frio e Hélton resolveu começar, sabe-se lá porquê, a dar um festival de incompetência, quando logo aos 3 minutos e num remate aparentemente inofensivo (e era!!), abriu a capoeira com um monumental frango e deixa a bola entrar na baliza por cima do seu corpo (e já começam a ser tantas Hélton!).

Este golo teve o condão de além de empatar o jogo e a eliminatória, deixou os ingleses por cima no jogo por uns mais 15/20 minutos de jogo, onde as jogadas de perigo junto da nossa área ocorriam a um ritmo assustador, quase sempre, por graça e obra de Hélton que estava completamente ‘louco’… ora não saia às bolas, ora saia e não agarrava, ora escorregava com o jogador adversário em cima do lance, ora ficava a olhar a ver o boneco, ora outra coisa qualquer. Melhor ponta-de-lança nessa altura não poderiam pedir os ingleses concerteza.

Lá fomos aguentando a pressão e já em campo com Ibson e Adriano para os lugares de Marek Cech e Raul Meireles (e o que anda lá a fazer Lucho há muitos jogos?), o FC Porto conseguiu equilibrar a partida e discutir taco a taco o jogo e a eliminatória.

O jogo caminhava para o seu final, com as equipas a tentarem aproveitar o mínimo deslize adversário para «matar o jogo», quando a 10 minutos do final da partida, numa troca de bolas de cabeça entre Droga e Shevchenko e este a servir Ballack de bandeja, remata na pequena área para o 2º golo dos ingleses que lhes dava vantagem no jogo e na eliminatória. Quanto a mim, o único deslize em todo o jogo de Ricardo Costa que em vez de estar a assistir impávido e sereno à troca de bolas pelo ar entre os adversários, teve tempo e mais que tempo para ocorrer ao centro onde Ballack recebeu a bola para fuzilar o desamparado Hélton.

Nessa altura, admito que senti ‘o nosso fim’, pois o Chelsea do tal «special sheet» a defender é quase intransponível, e se pensássemos que apenas faltavam 10 minutos para acabar o jogo, se não era impossível (que não era!), era muito, mesmo muito difícil. Entretanto, rapidamente desfiz as minhas dúvidas, pois os jogadores azuis-e-brancos definitivamente ficaram bloqueados com este 2º golo e não conseguiam nem já tinham forças para circular a bola em progressão, lançar ataques ou até mesmo, fazer jogo directo para a baliza adversária… pressenti o fim da linha rapidamente, já que nada ou muito pouco havia a fazer. Entretanto, o jogo terminou sem que os nossos jogadores conseguissem nestes últimos 10 minutos, pouco mais que «cheirar» a bola.

Acabado o sonho de viajarmos até Atenas em Maio próximo, resta-nos agora apontar todas as nossas forças para o que resta do campeonato nacional (única competição ainda em prova), com o sentido de dever cumprido na Liga dos Campeões desta época. Não ganhamos o acesso aos quartos-de-final, é certo, mas depois destes 2 jogos, em que colocamos em sentido a equipa-milionária do «russo» e de um tal de «special sheet», subimos com toda a certeza mais uns degraus no respeito da Europa do futebol.

azul + : primeira parte do FC Porto, o apoio dos 3000 adeptos portistas em Stamford Bridge, o «cagaço» estampado na cara do «special sheet» até aos 80 minutos de jogo.

azul - : a capoeira de Hélton, o «estouro» de Lucho a cada 30 minutos de jogo e o ‘medo’ do arriscar tudo por parte do nosso treinador nos últimos 10 minutos de jogo; não percebi! perder por 2 ou por 3, não teria sido igual?

PS1 – merda de treinador que protesta penalties ‘de brincar’ aos 35 min de jogo; merda de treinador que não gosta que os adversários atrasem um nadinha a entrada em campo para a 2ª parte; merda de treinador que tem uma equipa de milhões e joga como uma de tostões; merda de treinador que precisa de um Hélton na baliza adversária para vencer; enfim, o ‘triste’ do costume… hoje, tive a certeza que ainda não será desta que vais sentir o «peso da glória» na Europa dos Campeões; eu cá estarei para me rir na hora da tua «derrota»!

PS2 – Miau, que tenhas uma boa viagem de regresso, apesar do resultado negativo e injusto que nos calhou na «roleta» chamada de Hélton, com a certeza de que outros dias melhores virão concerteza!... ahhh, e manda lá essas fotos “by London City”!

23 comentários:

  1. dragon189307 março, 2007

    aquele relvado era um nojo!!! quantas vezes nao houve jogadores a escorregar?

    ResponderEliminar
  2. Faltou um bocadinho assim... Os valentes e jovens jogadores do F.C.Porto tiveram um comportamento que só nos pode deixar orgulhosos. Garra, crença, qualidade que fizeram com que Mourinho e os seus galácticos tremessem até ao último instante. O Porto mostrou que Portugal se pode bater de igual para igual com Potências futebolísticas como esta «Multinacional» do Chelsea. O golo de Quaresma aumentou a nossa fé, a 2ª metade iria ser muito complicada para os ansiosos Ingleses mas aquele golo de Robben muito facilitado por Helton virou o jogo. O Porto até passou a jogar melhor mas a 10 minutos do fim o golo de Ballack decidiu a eliminatória. Pelo que jogou nas duas mãos o FCPorto merecia passar. Caímos de pé. Portugal orgulha-se de nós. Os invejosos têm hoje um dia feliz.

    ResponderEliminar
  3. Ai c'um carago que ainda não parei de pensar na noite negra de Hélton... para onde quer que olhe, não paro de ver aquele lance, dassseeeee.
    Estivemos tão perto carago, tão perto!!
    Faltou-nos um bocadinho assim... e um Hélton 'normal', e tudo teria sido tão diferente.
    Apesar de tudo, lá no fundo, bem no fundo, fiquei satisfeito, duplamente satisfeito com os 'meus meninos d'oiro' porque demonstraram nestes 2 jogos que não há que ter medo do 'bicho papão'... já lá não estamos, é certo, é indesmentivel!! Mas a vitória moral é nossa!!!
    Há que olhar agora em frente e seguir caminho em busca dos nossos objectivos, agora o único: campeonato nacional!!
    Este ano, soubemos como foi; para o ano, logo veremos como vai ser.
    aKeLe aBrAçO
    http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Blue Boy, de vitórias morais estão as eliminatórias cheias ;) a verdade é que de facto não temos que nos envergonhar com a exibição, a equipa esteve bem, e não me desagradou a maneira como o Jesualdo colocou a equipa, aliás até acho que foi muito bem pensada, tal como eu já tinha aqui colocado quando o Chelsea veio cá, precisávamos um meio-campo mais povoado. E quase deu resultado, e surpreendeu o papa-chiclas. Agora o Helton... grrrrrrr... ontem teve uma paragem cerebral ao longo de todo (!!) o jogo. Estou f***** com o ele e com o resultado. Mas o que conta é que ficámos pelo caminho, para o ano há mais, tal como dizes, agora é agarrar no campeonato e ganhá-lo.

    ResponderEliminar
  5. dragão azul07 março, 2007

    Vitorias morais???
    Não isso é para os lados da mourolandia no F. C. Porto as vitorias morais acabaram ja a muito tempo, acabaram na fim do joga da final da taças das taças em que perdemos contra a juventus, apartir dai o objectivo é chegar ao topo do mundo, ganhar, ganhar e ganhar, sempre...
    Nos dois jogos o chesea foi mais feliz, no Dragão quando ganhavamos e dominavamos o jogo o chesea fez um golo e nada mais fez pena foi aquela bola de Quaresma não ter entrado... em londres marcamos um golo controlamos a 1ª parte, na 2ª parte um frango de Helton... grrrrrr... e uma desatenção da defesa deitou tudo a perder... para o ano a mais.
    O objectivo agora é o campeonato e os proximos jogos são decisivos e é preciso ganha-os.
    Aos jogadores,que se unam e que ganhem ao Maritimo...
    Ao treinador, penso que tem medo de arriscar e as substituições rarmente dão resultado....

    Continuo a dizer vitorias morais...


    Saudações AZUIS

    DRAGÃO AZUL
    dragao.azull@sapo.pt

    ResponderEliminar
  6. Caros amigos BLUES !
    Foi uma noite de grande frustração pois perder daquela maneira não há dúvida que ficamos todos insatisfeitos.
    O nosso guardião HELTON teve uma noite para esquecermos continuo a tirar-lhe o meu chapéu minha maior desilusão é não podermos contar com o nosso puto maravilha (ANDERSON) pois acho que o nosso meio campo está fragilizado.
    Penso que o nosso FCP na segunda parte teve medo de ter aposse de bola pois não conseguiam trocar a bola. Enfim somos GRANDES, ficou provado que vamos ter uma equipe de futuro, isso se não forem embora no final de época alguns jogadores cruciais para a nossa equipe. Um bem-haja a todos os BLUES.

    ResponderEliminar
  7. Amigo MIAU espero que tenhas feito boa viagem.Uma coisa tenho a certeza vieste mais leve,(dos bolsos).Um abração.

    ResponderEliminar
  8. No cômputo dos 180 minutos desta eliminatória, parece-me, muito sinceramente e sem qualquer tipo de facciosismos, que o FCP foi superior ao Chelsea, fez mais por merecer a passagem aos quartos de final!
    No Dragão foi evidente a supremacia portista...não ganhamos por mero azar!!
    No jogo de ontem, apenas nos últimos 30 minutos o Chelsea abafou completamente o FC Porto, marcando o 2º golo a 10 minutos do fim! De resto,pareceu-me que o Chelsea temeu bastante o FCP, aliás, a expressão facial de Mourinho diz bem do medo que o "special one" sentiu do grande FCP!
    Só mais uma nota para as capas dos jornais de hoje:por exemplo, o Record ocupa 5% do espaço com o jogo de ontem, enquanto 85% é dedicado ao grande jogo entre o benmfica e o antepenúltimo classificado da liga francesa...enfim...

    ResponderEliminar
  9. Dassseeeee, pronto, não falo mais em vitórias morais... desculpem lá alguma coisinha. Aproveitem esse ira toda para afagar simpaticamente o Helton, que se não fosse em grande parte por ele, hoje estariamos à ressacar mais uma noite gloriosa dos nossos campeões e à espera de saber quem seria a próxima vitima... assim não foi, e não foi concerteza por minha culpa.
    Só me referi a 'vitória moral' (e já sei que isso é o mesmo que ZERO), depois de haver um pouco a convicção entre todos nós que antes de se iniciar esta eliminatória, o Chelsea seria o bicho-papão... agora, depois de tudo passado, só me apetece parafrasear o tal anúncio da Danone: 'faltou-nos apenas um bocadinho de mais Hélton"... e a este hora, o 'papa-chiclas' estaria no sofá de casa à espera de ficar milionário nos próximos dias.
    Bem, que se contem agora as munições para carregar sobre o campeonato nacional... que será muito pouco para nós com toda a certeza, mas sempre será melhor que nada!
    É hora de nos irmos a eles, carago!
    aKeLe aBrAçO
    http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Decepção pois acho que aquele frango deitou tudo a perder.Mas acontece .
    Depois não conseguimos reagir psicológicamente nem ... físicamente ... os índices físicos não estão inexplicavelmente bem, Lucho está de rastos, o treinador Jesulado foi medroso e errou nas substituições.
    Foi pena pois poderiamos ter passado.

    ResponderEliminar
  11. Foi o adeus à Liga dos Campeões!
    Estou triste pelo resultado, mas não pela exibição.
    O FC Porto mostrou à Europa que joga bem futebol, controlou a primeira parte do jogo de ontem, em casa de uma das mais fortes equipas do mundo! A equipa inicial foi diferente da habitual, mas compreende-se, uma vez que o adversário não é um qualquer.
    Depois do tão aguardado golo de que precisavamos para seguir em frente...os portistas sonharam. O resto da primeira parte foi de controlo dos Dragões.
    A equipa do Chelsea saiu para o intervalo debaixo de assobios e estava tudo do nosso lado para passarmos.
    Mas na segunda parte as coisas não correram como queriamos.
    Primeiro o Helton foi muito mal batido no golo do empate.
    Jesualdo Ferreira ainda fez alterações, mas o Chelsea como já se esperava, que não queria o prolongamento, veio para cima de nós. Defendemos tudo, até ao minuto 76, quando Ballack marcou o segundo para os "blues".
    A aprtir daí o Chelsea só trocou a bola enre si, à espera do apito final do árbitro.

    Estou orgulhoso da maneira como jogámos, princpalmente nos primeiros 45 minutos. Agora temos de levantar a cabeça para conquistarmos o campeonato!!

    Um Abarço,
    Tripeiro
    http://magicoporto.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  12. "aquele relvado era um nojo!!! quantas vezes nao houve jogadores a escorregar?"

    curiosamente não me lembro de ver jogadores do Chelsea a escorregar...mas tudo bem!!!

    se se tem ed apontar um culpado pela derrota ele é o JESUALDO!!!!
    não admito que queiram ou tentem culpar o Hélton pela derrota, lances daqueles acontecem a qualquer guarda-redes, foi uma infelicidade que culpo até ao Lucho, que está a uns 2 metros (se tanto) de Robben e nem tenta pressionar o holandes. o jesualdo foi um cobardolas de merda, as substituiçoes que fez (tirar meireles e cech?!?!???!) decidiram o jogo!!! espero que seja despedido depois de renovarmos o titulo!!!!

    ResponderEliminar
  13. Gil, eu percebo o teu ponto de vista quanto ao que referes, mas não retiro mérito nenhuma Hélton enquanto guarda-redes, agora que ele ontem esteve mal, e não foi só na capoeira do 1º golo, não adianta esconder o sol com a peneira... aliás, até meio da 2ª parte, continuou a ser um 'ai jesus' sempre que a bola lá ia parar... e já na 1ª parte, tinha metido água em 2 bolas para a área... ontem esteve mal, muito mal, onde está o problema em assumir isso Gil?
    Esta tremideira no futebol área já não é de agora, já vem de Aveiro e em casa com o Braga... por isso, foi mais do mesmo. Parece-me que desde que foi à selecção do Brasil, anda algo nervoso ou excitado, não sei... não é seguramente o mesmo grande guarda-redes que efectivamente é.
    Quanto ao Jesualdo, tive o cuidado de relembar no meu 'azul-' exactamente esse pormenor...
    porque teve medo de arriscar a 10 minutos do fim?
    porque continua a insistir em Lucho quando aos 30 minutos de qualquer jogo, dá o estouro total?
    porque continua a insistir com a saída de Raul Meireles, quando ele está muito melhor que Lucho?
    muitas outras perguntas haveriam para fazer, mas sabe-se lá quando saberemos as respostas?
    Só foco aqui neste post o nome de 'Helton', porque quanto a mim, não foram as substituições que facilitaram o jogo (mesmo mantendo em campo o 'roto' Lucho)... aquele perú completo, deu animo reforçado ao Chelsea e desnorteou toda a nossa estratégia e por mais 15 a 20 minutos, cada bola na área, era um 'ai jesus'.
    Bem... agora não adianta carpir lágrimas... há que seguir em frente e vencer o campeonato!!
    Depois, logo se verá o que vai acontecer na equipe técnica!
    aKeLe aBrAçO
    http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. desculpa lá mas estou fodido demais com este resultado para estar a ler o post todo e os comentarios todos, bastou-me ler o teu titulo para me subir a pimenta ao nariz. nao nego que o helton esteve mal - parece q so acordou depois do frango - mas tambem nao digo que perdemos por causa dele... aquele frango levava-nos ao prolongamento, o Jesualdo nao quis ir ao prolongamento e fodeu-se, mais nada!!! o hélton deu um frango??? deu, se o Lucho corresse o Robben nem rematava, viste bem o posicionamento dele??? pois...
    culpo 1000 vezes mais o Jesualdo do que o Hélton, que me lembre foi a primeira vez que vi o Hélton a fazer o que se pode chamar de "má exibição" mas já o Jesualdo mais do que uma vez a jogar cheio de medo (Londres frente ao Arsenal, Alvalade...). Se não aguenta a pressão, se tem medo de tentar ganhar então que se demita, que dê o lugar a algum treinador com tomates e sem medo de ganhar, há muitos e bons desempregados por essa europa fora, já o disse e repito, não há treinador português com capacidade de pegar na equipa do Futebol Clube do Porto, não há!!! (o único que há está ocupado!!)

    ResponderEliminar
  15. Todos nós sabemos das limitações do Jesualdo Ferreira, disso acho que não há muitas dúvidas...Agora uma coisa é certa: até ao frango do Helton o jogo estava completamente controlado...a reviravolta dá-se exactamente no momento em que sofremos aquele golo e aí não há treinador que resista ao erro individual de um jogador!!!
    Não vale a pena criticar demasiado nem o Helton nem o Jesualdo, temos é de nos unir todos em torno da equipa para ver se resolvemos a questão do título o mais rápido possível!!!!!!

    ResponderEliminar
  16. dragão azul07 março, 2007

    Caro bLuE bOy e portistas é preciso ter calma, não vamos cair na onda que costumam cair os mouros, o pessal hoje anda um bocado com azia mas não vamos perder a cabeça....
    Tive a fazer um zaping pelos blogs que estão aqui linkados e reparei que o pessoal anda a perder a cabeça mesmo nos blogs que nada teem a ver com o F. C. Porto....isto é o que os nossos inimigos querem, agora se me fazem um favor de nos unir-mos porque perdemos umas batalha mas a muitas guerras para ganhar....


    Saudações AZUIS

    DRAGÃO AZUL
    dragao.azull2sapo.pt

    ResponderEliminar
  17. MALTA CHEGUEI!!!!!FUDIDO!!!!!!

    MAIS TARDE EU VOLTO,AINDA ESTOU EM TRANSE E COM DUAS DIRETAS NA CABEÇA;

    ResponderEliminar
  18. "a reviravolta dá-se exactamente no momento em que sofremos aquele golo e aí não há treinador que resista ao erro individual de um jogador!!!"

    Não meu caro, aí é que está o busílis da questão!!!!! a reviravolta dá-se na sequência da resposta que Jesualdo deu ao golo do empate!!!!
    O chelsea empatou atraves de um fluke, de sorte, sem nada fazer para isso, o Jesualdo cagou-se de medo e tratou de mexer na equipa para a recuar no terreno e tentar defender esse empate até ao prolongamento (grande burro), devia ter mantido as coisas como estavam, ou entao devia ter metido Ibson, sim senhora, mas tirado LUCHO, nunca Meireles!!!!! Perdeu o meio-campo com aquelas substituiçoes ridicula e com isso perdeu o jogo!!!!

    ResponderEliminar
  19. O PORTO NÃO JOGOU NADA ...... MARCOU UM GOLO E MAIS NADA, SÓ DEFENDEU......

    ResponderEliminar
  20. Azulado Apito08 março, 2007

    Eu acho que deviamos começar a comprar mais os árbitros internacionais, já que dá resultado em Portugal...

    ResponderEliminar
  21. O fim de um sonho pode ser o inicio de outro..por isso não há que desmotivar! O campeonato está agora a ser renhido:P

    ps- então agora sem liedson em campo =P

    ResponderEliminar
  22. Fiquei desapontado com o título deste "post" blue_boy. O Helton realmente tem responsabilidades no golo, mas não foi ele que o destruiu. Os golos que deram a passagem ao Chelsea foram erros de marcação da defesa (tanto no Dragão, como o do Ballack). Mas paciência. Fica para o ano, já com Jorge Costa no comando!!

    Fica bem.

    http://viaazul.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. ACHO QUE ESTÃO A SER DUROS DEMAIS COM O HELTON........

    ResponderEliminar