03 outubro, 2007

Casting «nova bitaiteira», 2ª ed - 2ª candidata

O que faz uma rapariga de 30 anos, moradora em Lisboa (apesar de morar em Lisboa não sou de cá! sou da zona da Guarda, da qual tenho muito orgulho!) gostar tanto de futebol e do mundo azul e branco?

É uma pergunta difícil de responder, mas a realidade é essa mesma… adoro futebol, vivo o futebol.
Vivo o FC Porto!

Sou tripeira e com muito gosto?!

Desde que o meu avô me levou ao estádio nacional ver uma final da taça, devia de ter uns 4 anos mais ou menos, quando fiquei fascinada pelo mundo do futebol e pelo Futebol Clube do Porto. Desde ai nunca mais parou este gostinho pelo mundo da bola. Agora posso dizer que sou fanática! Não perco um jogo quer na rádio, quer na televisão e quando posso nos estádios!

Grito. Insulto. Choro. Rio. Salto. Esperneio. Enervo-me. Crio ódios. Mas sempre com o propósito – Futebol Clube do Porto!

É obvio que o mundo do Futebol Clube do Porto não é só o futebol, mas infelizmente só esse mundo me faz perder a cabeça!

Quando começo a falar do FCP tanta coisa me vem à cabeça… as lágrimas que me correram com o golo de calcanhar de Madjer que ditou a vitória ao FCP na Taça dos Campeões Europeus em 1987, o cântico dos Super Dragões à porta da minha casa, em Benfica, depois de um jogo Benfica-Porto, onde no meio dos prédios, cheios de lampiões, estavam 4 portistas (eu, pais e irmã) com cachecóis e bandeiras a gritar “QUEM BATE PALMAS É TRIPEIRO! É TRIPEIRO! É TRIPEIRO!” e assim ofuscar aqueles lampiões que moram ali! Foi lindo! Uma adrenalina imensa! E lembrar-me também das vezes que eu e a minha irmã decidimos do nada ir ao Porto ver um jogo… ou ainda vestir uma camisola dos Super Dragões e ir ao supermercado às compras num sábado à tarde no Centro Comercial Colombo! Ir para a Av. da República festejar as vitórias do FC Porto. Haverá mais orgulho?

No meio deste orgulho azul e branco criei, como boa tripeira que sou, um ódio especial pelos lampiões! Infelizmente morei durante vinte e dois anos perto daquele estádio de cimento perto da segunda circular, mas isso ainda me dava mais força para colocar sempre que o Porto ganhava alguma coisa uma enorme bandeira na janela para toda a gente ver! E meter inveja a todos os lampiões!

Bem, agora falemos de coisas sérias. Que mais poderia falar neste desafio que me foi proposto se não do que se passou na passada quarta feira para a Taça da Liga? A meu entender Jesulado Ferreira subestima demais as equipas pequenas… até podem ser pequenas por não jogarem na I Divisão, ou por não terem uma grande massa associativa ou ainda por não terem um grande e bonito estádio. Mas têm uma coisa que muitas vezes falta ao FC Porto, e que por mais que me custe dizer isto, é uma realidade. Têm garra e jogam com AMOR ao clube e jogam em prol da equipa! Muitos jogadores que jogam na nossa equipa só estão lá para se mostrarem individualmente e têm no FC Porto uma rampa para outros clubes europeus e por isso não jogam em equipa e em prol dela.

Será que um treinador não deveria de ter em atenção isso? Para quê colocar jogadores, quase inexperientes no relvado? Porque não colocou a equipa habitual? Para os poupar para o jogo FCP-Boavista? Para quê? São jogadores de alta competição, têm de estar preparados para jogar sempre que necessário!

A meu entender, Jesulado Ferreira não é treinador para o Porto! Temos de ter um treinador que nos balneários incuta valores essenciais de equipa. Valores de equipa!

Ás vezes penso que o treinador é como que uma criança. Não gosta dos jogadores, manda-os embora… como se de um brinquedo se tratasse. Hélder Postiga, por exemplo… porque não há-de Jesualdo Ferreira apostar mais nele? Será que não precisamos de um ponta de lança na equipa? Por isso é que marcamos tantos golos?!

Até posso não saber nada de nada… mas tenho olhos na cara e também sei ver quais os potenciais da nossa equipa! Custou-me muito termos sido eliminados com o Fátima!

Mas o mais engraçado, é que quando estava a ouvir o relate e o locutor começou a dizer a composição das equipas eu disse para mim mesma… “mas que equipa é esta? Vamos perder… de certeza!” Dito e feito! Não poderia ter um veredicto mais acertado!

Mas não foi essa derrota, nem o espezinhamento que no dia a seguir sofri no escritório (onde sou a única com bom gosto) e estou rodeada de lampiões e lagartos que me faz voltar a trás ou sentir qualquer vergonha em ser tripeira.

Sou tripeira, e com muito gosto?!

Sónia Inês ‘Sodani’

9 comentários:

  1. Bem vinda Sodani.
    Esse 2º. parágrafo é de ganas, bem lá do fundo do coração.
    Que escrevas até a voz te doer, obrigado pelo teu post.

    ResponderEliminar
  2. Sodani, permite-me parafrasear o teu título e dizer-te que "Somos tripeiros, e com muito gosto?!".
    Não vou acrescentar nem mais nada, porque está aqui tudo... ser Portista, é isto tudo que descreves!
    Sem medo... de os encarar olhos nos olhos!
    Que encares sempre a tua vida, da mesma forma que encarnas o sentimento do Dragão.
    JinHoS,
    http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. TAmbém prefiro a parte do teu texto em q falas do coração. E para hastear uma bandeira azul em Benfica, é preciso coragem:) Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Ah carago, a Berdadeira mulher do norte:)
    Belo texto, escrito com paixão, vindo bem lá do fundo do coração, dando vazão aquele sentimento inexplicável, mas k nos acompanha ao longa da vida: o ser PORTISTA!
    Uma fêmea DRAGÃO, bem no meio do império do mal, nessa cidade lúgubre. E olha k é preciso ter uma coragem diabólica, não só para hastear a bandeira portista, mas para passear no centro colombo vestida de azul e branco. Mai nada!
    És cá das minhas...

    Abraço,

    ResponderEliminar
  5. Sónia Inês"sodani",

    antes de mais um beijinho....hehehe

    depois realmente deve ser do caral## viver ai e ser PORTISTA, ve-los a roer-se todos ...hheheheh
    Como tu própria escreves-te isso que sentes sentimos todos pelo recreativo da luz acho que és uma otima candidata

    boa sorte e sejas bem-vinda

    ResponderEliminar
  6. Viva !

    Bem a referência, no que diz respeito à Alcunha "tripeira". A Alcunha "Tripeira/o" não é uma "Alcunha" inocente. Ela nasce e surge do Antigamente.

    E, a este propósito, desculpem, uma digressão : Fernando Pessoa tem um belo poema que se chama "Tripas à moda do Porto". As edições "Christian Bourgois Editeur" publicaram uma primeira tradução, em 1988, com o seguinte título : "Tripes à la mode de Caen". ( Caen, na Normandie, é a única cidade Francesa onde se cozinham tripas ).

    Desde então, a tradução do título do poema mudou ! Será que a vitória do FCPorto em Viena, em 1987, ajudou a descobrir a Invicta ? Eu penso que sim ! Ou, então, seriam demasiadas coincidências !

    Isto, afinal, para escrever o seguinte : O FCPORTO não joga só para consumo interno. É um grande da Europa. Não pode,infelizmente, devido ao seu orçamento, dar-se ao luxo de ter reservas de luxo. Sim, é preciso poupar os jogadores!

    Eu creio que o FCPORTO têm imenso mérito em manter uma equipa competitiva, atendendo a que é o mercado das transferências. Ou o nosso clube se adapta ao mercado ou morre.

    É a minha opinião ! E, logo, subjectiva !

    Compreendo os seus dissabores.

    Quem vem da zona da Guarda, quem vem da zona raiana sabe que não é por acaso que a mais alta cidade de Portugal foi, no passado, denominada, Guarda.

    Será que o antigo papel da cidade da Guarda é agora, no presente, incarnado pelo Porto ?

    E Viva o Porto !

    ps : Prefiro perder contra o Fátima e ser eliminado duma liga de tretas que perder um só e único jogo contra benfiquistas disfarçados em axedrezado.

    Já o digo e o repito ( embora não agrade) desde o Antigamente : O Boavista devia ser a equipa B da Invicta. Um só Clube na cidade do Infante Dom Henrique !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  7. “QUEM BATE PALMAS É TRIPEIRO! É TRIPEIRO! É TRIPEIRO!”

    É assim que a gente se entende, grande coragem carago... e ainda pra mais vinda da terra em que são poucos ( mas bons) os que têm o bom gosto em ser portista.

    Boa Sorte.

    Saudações Azuis.

    ResponderEliminar
  8. Desde já obrigado pelos comments que aqui me deixaram... simplesmente escrevi aquilo que me vai na alma...
    Porto Maravilha, concordo plenamente com o que dizes em relação a poupar jogadores, mas continuo na minha em pensar que como jogadores profissionais têm de dar o litro sempre que são solicitados... quer num jogo com o Fátima quer com um qualquer na liga dos Campeões... mas isso já são promenores...
    Tambem prefiro que percam com um Fátima do que com os lampioes! Isso é que nunca... mas tambem coitados dos lampioes... para eles ganhar ao FCP ou ao SCP é ganhar a taça de Portugal, a Taça da liga, a Super Liga, a Liga dos Campeões... lol é ganhar tudo o que é possivel e imaginário... lol...


    Mais uma vez obrigado pelos vossos comments...

    ResponderEliminar
  9. Excelente texto, não se engasgou nem uma vezita eheh.
    Imagino o que é viver em Marrocos (Sektioui se leres isto não te ofendas sff) e ter de aturá-los todos os dias.
    Um beijinho e um abraço

    ResponderEliminar