05 novembro, 2009

Canalhada demolidora...

FC Porto 5-2 Trofense

Liga Intercalar 2009/10
04 de Novembro de 2009
3ª jornada do Campeonato de Inverno – Zona Norte

Estádio do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, em Vila Nova de Gaia

FC PORTO: Samir; Bosingwa, Nuno André Coelho, Abdoulaye e David; Prediger, Amorim e Bacar; Flávio, Yero e Rodirlei.
Jogaram ainda: Filipe Barros, Tiago e Ramon.
Treinador: Patrick Greveraars.

TROFENSE: Vítor; Rafa, Resende, Serra e Jorge Luís; Hélder Sousa, Romeu Ribeiro e Silas; Charles Chad, Hermes e Adriano.
Treinador: Vítor Oliveira.
Jogaram ainda: Trindade, Mário, Tiago Miguel e Viana.

disciplina: cartão amarelo a Romeu Ribeiro (83m).

golos: Yero (17m), Silas (33m), Tiago (61m), Hélder Sousa (75m), Filipe Barros (78m), Tiago (86m) e Yero (90m).


O FC Porto derrotou este sábado o Trofense, por 5-2, em desafio da terceira jornada do campeonato de Inverno da Liga Intercalar. Os portistas, com uma equipa constituída por futebolistas do plantel sub-19 e pelos seniores Nuno André Coelho e Prediger, bateram um adversário que teve elementos com mais experiência em campo. Com três golos nos últimos 15 minutos, os Dragões consumaram uma vitória clara e justa.

Os jovens portistas assumiram as rédeas da partida desde o minuto inicial: o primeiro sinal de perigo surgiu aos 10 minutos, quando Nuno André Coelho desmarcou Rodirlei na esquerda, que por sua vez rematou forte para defesa de Vítor. Na sequência de um canto, aos 17 minutos, Nuno André Coelho desviou a bola e Yero não perdeu a oportunidade de inaugurar o marcador. O mesmo Yero podia ter dilatado a vantagem, aos 27 minutos, mas seria o trofense Silas a fazer o 1-1, aos 33.

A segunda parte foi mais emocionante, com cinco golos e vários momentos de bom futebol. Aos 61 minutos, o suplente Tiago, bateu Vítor com um «chapéu» e colocou os Dragões de novo em vantagem. Aos 75 minutos, Hélder Sousa, de livre directo, marcou para o Trofense e restabeleceu o que parecia ser um teimoso empate.

No entanto, numa ponta final demolidora, os jovens portistas apontaram três tentos. Aos 78 minutos, o recém-entrado Filipe Barros fez o 3-2, na sequência de um pontapé de canto. Até ao apito final, ainda houve tempo para Tiago e para Yero bisarem, construindo assim um resultado volumoso e moralizador.

fonte: fcporto.pt

0 comentários:

Publicar um comentário