30 dezembro, 2010

"O número dos que nos invejam, confirma as nossas capacidades", Oscar Wilde

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

Detesto generalizações. Aquela conversa bacoca dos franceses são assim e assado, os alentejanos são coisa e tal, os brasileiros são todos assim para o patati patatá, os alfacinhas isto, os americanos aquilo, não é para mim. Mas há alturas em que mando a minha (pouca) capacidade racional dar uma volta ao bilhar grande e digo que os portugueses são um bando de invejosos.

Vem isto a propósito do Presidente Pinto da Costa que fez anteontem 73 anos.

Um tipo olha para a impressionante lista de vitórias nacionais e internacionais que o Futebol Clube do Porto alcançou sob a sua liderança e depois compara-a com qualquer outro dirigente desportivo do nosso país. Depois, pensa que clube originário duma região do tamanho e com a riqueza da donde vem o FCP conseguiu semelhante palmarés. Se quiser ser rigoroso, olha para a tabela dos clubes por essa Europa fora e compara orçamentos, investimentos, número de sócios e outros índices que tais e coloca-os ao lado dos do Porto (se for honestinho compara o futebol dos últimos trinta anos com o do tempo do futebol de chuteiras de travessas e da televisão no café e verifica que há uma diferença grandota entre centenas de grandes clubes que agora existem e dos dois ou três que havia nesse tempo).

Mas, se tiver mesmo com uma paciência de Job pode até ir ainda vai mais longe. Esfrega o queixo, lembra-se das empresas portuguesas de todas as actividades possíveis e imaginárias, e pergunta-se: que empresa portuguesa foi considerada nos últimos 25 anos a melhor da Europa no seu ramo de negócio?

Se o cidadão estiver na posse completa (nem é preciso tanto) das suas faculdades mentais dá um murro na atmosfera, se não tiver uma superfície mais dura para esmurrar, e diz: “porra, mas este gajo (desculpe lá, Presidente) merece uma estátua no Terreiro do Paço”.

Nesta altura lá se terá de dar o dito pelo não dito. É que há a possibilidade dos portugueses não serem invejosos e serem, afinal, completamente burros.

11 comentários:

  1. artigo sobre renovação de andré villas-boas em: futebolpoliticamentecorrecto.blogspot.com

    Bastante elogioso mesmo

    ResponderEliminar
  2. Pinto da Costa personifica o FC Porto, o Porto, o Norte.
    Todos lhe devemos as alegrias com que convivemos e continuamos a conviver!

    Quem não percebe isto é mesmo burro!
    Obrigado, Pedro Lopes. Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. O título está impecável, diz tudo, verdade pura.

    Grande abraço, PML.

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida, Pedro e como a inveja é a arma dos medíocres...Está tudo dito.

    Um abraço e feliz 2011

    ResponderEliminar
  5. Eu defendo q na grande maioria deles (rivais) nem sequer são invejosos, são mesmo tipos de mau carácter e MUITOS DELES autênticos ignorantes.

    ResponderEliminar
  6. Para além do conteúdo, ao qual já volto, o post está muito bem escrito, e mais do que mais uma dose de inveja para os outros, é bom ler assim coisas. - Agora, em relação à inveja: talvez não seja inveja, mas mesquinhês. Aquele coisa de sermos pequenos e desconfiarmos de quem é grande; e, por isso nem temos ponto de observação para apreciar:-Só olhamos para baixo.
    E, nós portistas, temos o defeito ao contrário: de tanto nos termos habituado a vencer com o que temos à mão, acabamos por ser muito mal agradecidos...
    tudo o de magnífico que o presidente fez, não o fez sozinho!

    ResponderEliminar
  7. Lá diria o Tône que pior cego é aquele que teima em não querer ver.

    ResponderEliminar
  8. Sempre a pontuar Pedro! :)
    Uma nota, "no terreiro do paço" é que não! Credooo

    Saudações!

    ResponderEliminar
  9. Se me desse ao trabalho de seleccionar um adjectivo para classificar essa turba dos autoproclamados gloriosos, com a devida vénia, não seria tão condescendente como o brilhante autor do post.
    Invejosos ou completamente burros?
    Lamento ter de discordar com essa brandura, pois certamente que no nosso rico e abundante vernáculo tripeiro, encontraria facilmente um que os qualificaria bem mais a preceito.
    PS: desejo a todos um feliz ano novo.

    ResponderEliminar
  10. Invejosos e burros, não tenho duvidas que o são!

    Mas, concerteza há adejectivos bem mais adequados para os identificar...


    BIBÓ PORTO

    ResponderEliminar
  11. pEDRO mARQUES lOPES,

    o título diz tudo e serve que nem uma luva às intenções... e oxalá continue a aumentar, de preferência, exponencialmente, o número de invejosos, medíocres e ridiculos deste país e do outro... tanto melhor, tanto melhor, é concerteza bom, aliás, muito bom sinal!!!

    aMIGO, um feliz Ano Novo para ti e para os teus!

    ResponderEliminar