11 abril, 2015

TUDO OU NADA.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/


Entramos na fase decisiva da época a todos os níveis. Desde o futebol sénior, passando pela formação e restantes modalidades, o FC Porto terá um mês de Abril onde escorregar não é mau, é absolutamente proibido.

O último fim-de-semana de Março foi de pausa para o futebol. Deu-se lugar às selecções nacionais, o que para qualquer adepto que ande atrás do seu clube torna-se um pesadelo. Mas como temos várias equipas para apoiar, lá ocupámos o nosso fim-de-semana.

O hóquei em patins recebeu e venceu com bastante dificuldade o Óquei de Barcelos. Enquanto uns ficaram no Dragão Caixa a apoiar, outros percorreram o país de ponta a ponta para marcar presença na final-four da taça de Portugal em andebol, que se realizou em Loulé. Aos ultras dos Super Dragões que se deslocaram desde a Invicta, lá se juntaram os núcleos do Alentejo e do Algarve da claque, nomeadamente os núcleos de Albufeira, Faro e Olhão. Tanto no Sábado contra os lampiões como no Domingo contra o ABC, a equipa foi fortemente apoiada.

A saga continuou com as meias-finais do campeonato, três jogos, três vitórias sobre o maior rival, dois apoios estrondosos em casa, como não se vê em mais lado nenhum em Portugal e até no mini-galinheiro estavam portistas a apoiar, perante um pavilhão às moscas. Muito fraquinhos. Quatro vitórias sobre os lampiões em onze dias. Depois da humilhação de quarta-feira à hora de jantar, a equipa do FC Porto foi recebida por alguns adeptos às 2h da manhã no estádio do Dragão. Vamos para a final!

Em relação ao futebol, aí vão seis jogos sem ganhar na ilha da Madeira. Fomos eliminados da taça da Liga na quinta-feira santa, isto depois de termos estado a ganhar. Para quem lá esteve e para quem seguiu o jogo na rádio ou na TV, os adeptos do FC Porto foram perfeitamente audíveis. Foi a terceira deslocação à Madeira em pouco mais de dois meses.

Na segunda-feira de Páscoa, goleada ao Estoril e vingança pelo jogo do ano passado. Curva Norte e Curva Sul a dar o mote de apoio ao resto do estádio e no sector visitante meia centena de adeptos, no máximo.

Um abraço ultra.

0 comentários:

Publicar um comentário