22 novembro, 2010

Falcao garantiu o apuramento

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

assistência: --- espectadores.

Árbitro: Paulo Baptista (AF Portalegre), Assistentes: José Braga e Luís Tavares; 4º árbitro: Pedro Ferreira

MOREIRENSE: Roberto Tigrão; Zé Alberto, André Micael, Anilton e João Vicente; Francisco Castro «cap.», Pintassilgo e Eriverton; Edson, Antchouet e Renato Santos.
Substituições: Pintassilgo por Lico (75m), Eriverton por Bobô (82m) e Renato Santos por Luís Pinto (88m).
Não utilizados: Ricardo Ribeiro, Pinto, Castanheira e Lourenço.
Treinador: Jorge Casquilha.

FC PORTO: Beto; Sapunaru, Rolando, Maicon e Rafa; Guarín, João Moutinho e Belluschi; Hulk «cap.», Walter e Ukra.
Substituições: Ukra por Falcao (56 m), Walter por Rúben Micael (67m) e Moutinho por Castro (85m).
Não utilizados: Kieszek, Fucile, Sereno e James.
Treinador: André Villas-Boas.

Marcadores: Falcao (75m).

Disciplina: cartão amarelo para Maicon (24m), Guarín (49m), Francisco Castro (49m), Sapunaru (69m), Rolando (91m) e Beto (93m).

O colombiano concretizou da melhor forma uma boa jogada de Bellusch, ao minuto 75. O argentino fez um remate fantástico, Tigrão opôs-se, mas não contava com a recarga de Falcao, que assim colocou o detentor do troféu nos “oitavos”.

O Moreirense, que criou em sua casa muitas dificuldades aos dragões, que não estavam assim tão desfalcados dos seus bons jogadores, teve uma boa oportnidade de golo aos 64 minutos. Emidio Rafael calculou mal e permitiu a Renato Santos tentar a sua sorte, num remate forte, mas por cima da barra.

Na primeira parte, Belluschi esteve em destaque, tendo-lhe pertencido as duas melhores ocasiões de golo, bem combinadas com Walter.

Aos 42 minutos, Belluschi tabelou com Walter já na área, conseguindo ganhar espaço, mas o remate saiu ao lado e pouco depois, arrancou desde o meio campo, combinou com Walter e, já na área, chutou a rasar o poste esquerdo de Tigrão.

O FC Porto segue, então, na luta pela revalidação do troféu.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «Esta era uma deslocação difícil. O FC Porto teve sempre dificuldades neste campo. É uma luta sempre difícil, mas o importante foi o resultado numa exibição menos conseguida pela forma como não conseguimos definir os lances. Apesar do controlo do jogo e do controlo territorial, faltou-nos o momento de definição e, por isso, não criámos mais oportunidades. Apesar de na segunda e com as alterações operadas ter sido um pouco diferente. Não foi fácil chegar ao golo.»

Belluschi: «Sabíamos que ia ser um jogo duro. Este adversário é forte em sua casa. Tentámos sempre jogar o nosso jogo e conseguimos marcar um golo que acabou por ser decisivo. Sonhamos todos com o melhor. Temos muitas competições pela frente e pensamos em ganhar todas. Neste momento estou tranquilo e só estou concentrado no FC Porto.»

17 comentários:

  1. Ganhámos bem, mas Walter, Ukra,Rafa e Guarin não são alternativas! Alguém que ponha pelo menos um avançado no sapatinho; ou uma onda de lesões leva-nos de volta para as trevas...

    PS: mais uma arbitragem daquelas de luxo, mas enfim...poderia ter sido pior; poderia para além de não ter marcado o penalty contra o Hulk, ter validado o golo do moreirense...

    ResponderEliminar
  2. Deu um pouquinho p'ra comer cá umas unhas, mas El Tigre deu-lhes o (zarpazo mortal) aos gajos . BIBO' NOSSO F C PORTO !
    Sempre em frente !!! P'ra trás , nem para tomar balanço! Ganhar sabe mesmo tão bem !

    ResponderEliminar
  3. O fim de semana que começara bem, continuou bem... com mais uma vitória em basquete e esta no futebol principal.
    Já se adivinhava que ia ser difícil, mas o mais importante foi conseguido. Não posso dizer mais pois não vi o jogo, só depois de ler as apreciações neste e nos outros (para mim) blogues de confiança, poderei ter melhor ideia. Mas, como dizia, conseguiu-se a vitória e é em ocasiões assim que se vêm os campeões. Isso e mais, na continuidade do prestígio do clube - como aliás vou dar ao lamiré, noutras lembranças passadas, no meu próximo post...
    no

    http://longara.blogspot.com/

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Estas deslocações enchem-me as medidas!
    Nós nao paramos de cantar por ti!
    Abraço Rodrigo

    ResponderEliminar
  5. NEXT!!

    Valeu a vitória, objectivo atingido, rumo à quarta final consecutiva no Jamor.

    Festa da taça num terreno complicado, grande deslocação :)

    Venha o próximo!

    ResponderEliminar
  6. A mim também Rodrigo, relembrar o antigamente... tascos, convívio, até as bancadas em pedra e sem cadeiras ajudaram à festa :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Valeu pela vitória e pelo convivio!;)

    Um campo muito dificil o Moreirense foi uma equipa bem organizada, mas conseguimos ganhar, venha o próximo...


    BIBÓ PORTO

    ResponderEliminar
  8. depois de um fabulástico conBiBio na Adega do Xiquinho, com um animador de serviço que, bem, já tinha mto ouBido falar, mas presenciar e confirmar ainda não... simplesmente 7 estrelas... dasse pó gajo que é uma coisa do outro mundo... com este, a farra e boa disposição é garantida!!!

    aKeLe aBrAçO para ele ;)

    quanto ao jogo, hummmmm, fraco, fraquinho, não fora a animação das bancadas sempre a puxar pelo pOBO e o reviver dos bons velhos tempos dos estádios de 3º mundo, com bancadas em calhau e porteiros da AF Braga, que mais pareciam saidos d'um qq lar da 3ª idade da zona, com um mau feitio d'outro mundo... mas com selo de bITÓRIA e consequente carimbar do apuramento.

    até à próxima!!!

    ps - óh JOEL, só porque me apanhas com mta boa disposição, um racadinho de pé d'orelha, em jeito de conselho: aqui, os teus comentários cheios de dôr de corno menstruado, vão todinho pá p*** que te p****!!!

    ResponderEliminar
  9. Foi fraco e fica cada vez mais claro que há poucas opções no banco para os habituais titulares. Espero o regresso do grande FCP desta época para Alvalade.

    ResponderEliminar
  10. Muito sinceramente, a exibição de hoje não correspondeu a um nível mínimo aceitável para um clube como o FC Porto, salvando-se o resultado e a passagem à próxima fase da Taça.

    Estes 2 jogos pós-benfica demonstraram algo que não me agrada minimamente, uma descompressão excessiva e demasiada confiança de que os golos, mais cedo ou mais tarde, irão “cair do céu aos trambolhões”.

    Valeu como é claro o resultado e o amealhar de uma estatística verdadeiramente impressionante: 18 vitórias em 20 jogos oficiais!

    Aguardemos que o “Super-Porto” surja novamente em Alvalade, um encontro em que o país se unirá em torno da esperança de que o FC Porto perca pontos para “animar” o campeonato. Era importante fazer uma desfeita à imensa gente que desejará a nossa derrota!

    Bem sei que o tom "pouco positivo" do meu comentário é até um pouco contraproducente com mais um resultado positivo e uma invencibilidade impressionante… Mas quem se habitua a comer sempre lagosta, depois não se contenta com uma simples sandes… E eu, como bom adepto do FC Porto, ando mal habituado!


    PS: aposto que essa semana o histerismo em torno do lance anulado ao Moreirense em que a bola entrou na baliza de Beto irá ser imenso… Vai ser um assunto nacional, com programas exaustivos de análise ao lance, com centenas e centenas de repetições… Só que há um pequeno pormenor de que todos se irão esquecer: que também houve um penaltie cometido sobre Hulk na 1ª parte e que o sr. árbitro ignorou por completo… Só que muita gente só vê aquilo que lhes interessa! Duvidam que irá ser esse o novo tema nacional?

    ResponderEliminar
  11. Amigos portistas, este foi um jogo difícil, um jogo que só deu ataque por parte dos Dragões, mas faltava o principal, a finalização, o(s) golo(s). Mas como quem tem Falcão tem tudo, ou quase tudo, entrou na partida e resolveu o jogo, e carimbou a passagem para a próxima eliminatória da Taça de Portugal. Agora que venham daí os lagartos e o resto é treta. :)

    Cumprimentos,
    ultrasfcporto

    ResponderEliminar
  12. Jogo complicado que o FC Porto não conseguiu simplificar, como era sua obrigação.

    Detestei assistir ao conformismo, à impotência, à falta de atitude, ao excesso de confiança que a grande maioria destes atletas patenteou neste jogo. Ficou claro que o facto de estarem a defrontar um adversário mais frágil lhes retirou motivação e clarividência.

    Alguns jogadores banalizaram-se de tal forma que se não estivessem com a camisola do nosso Clube bem poderiam passar por amadores.

    Não, não me contento com vitórias. Exijo atitude, raça e ambição.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. Bolas!
    Não é muito do meu feitio, mas deste jogo só gostei do resultado.

    ResponderEliminar
  14. Em frente Porto. O resto é treta.

    Quinta feira (12h) há sorteio dos oitavos e nós lá estamos.

    E agora Alvalade rumo ao 21º jogo (até agora 20 jogos, 18 vitórias e 2 empates) de uma época q muito promete!!!

    ResponderEliminar
  15. Bom dia,

    Previa-se um jogo complicado, e assim foi. Não só por culpa nossa, mas também por mérito de um adversário lutador, voluntarioso, que sempre acreditou que podia levar o jogo para penaltis e ter a sorte de nos eliminar.

    O Porto jogou num ritmo muito lento, e falhou sobretudo na decisão final dos lances. Faltou o último passe.

    Ukra e Walter tiveram a oportunidade de se mostrar, mas este era um jogo complicado, com pouco espaço e de muita luta, ambos acabaram por ter uma exibição apagada.

    Rafa, outro estreante não teve muito trabalho defensivo, mas falhou muitos passes, penso que terá acusado algum nervosismo.

    Maicon e Rolando estiveram bem na defesa, assim como Guarin e Moutinho estiveram bem no meio campo.

    Destacaram-se neste jogo Hulk, Belluschi e Falcao. Sendo Belluschi na minha opinião o melhor em campo. Foi o que melhor de adaptou às características do jogo.

    Foi fraca a exibição, mas valeu a vitória curta, que nos permite continuar em prova, na luta pela conquista do Tri na Taça de Portugal.

    Boa presença de público nas bancadas que deu colorido à festa.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  16. Primeira-parte perdida.

    É óbvio e dos manuais do futebol, quando a equipa mais forte não coloca em campo todos os seus atributos, não pressiona, joga devagar e um futebol previsível, a equipa mais fraca fica com a vida facilitada. Foi isso que aconteceu. Bastou ao Moreirense manter juntas as linhas, a concentração, fechar as laterais, para que o conjunto portista passasse por dificuldades e só nos últimos 5 minutos criasse um lance de verdadeiro perigo, por Belluschi, junto à baliza da equipa do Moreirense. Tudo somado, resultado certo no fim dos primeiros 45 minutos.


    A segunda-parte, foi melhor, mas apenas um pouquinho melhor.
    Aumentamos a velocidade, não muito, diga-se, controlamos melhor o jogo, mas continuamos a ser pouco esclarecidos e pouco agressivos no último terço. Ukra não jogou, Walter quase não jogou e Hulk deu-lhe para complicar e raramente foi capaz de perceber que tinha as linhas para a diagonal tapadas, teimando sempre nas piores soluções, em vez de jogar simples. Valeu Falcao que ao entrar fez a equipa mexer, passar a ter uma referência na área, desorganizar um pouco o último reduto da equipa da 2ª Liga. E tinha de ser o colombiano a decidir um jogo que se arrastava a caminho de um prolongamento, que seria penoso, mas era um castigo que o Dragão fez pouco para não merecer. Até porque mesmo a ganhar a equipa do F.C.Porto nunca foi brilhante, nunca foi capaz de encontrar as melhores soluções para matar o jogo, antes perdendo-se num futebol incaracterístico que fez com que a equipa de Casquilha acreditasse até ao fim e obrigando o último reduto portista a atenção máxima.
    Enfim, tudo somado, não há nada a dizer da vitória, que foi justa, perante uma equipa que tem mérito, sem dúvida, mas que beneficiou muito da forma como o F.C.Porto se apresentou. O objectivo a caminho do Tri na Taça foi conseguido, mas com serviços mínimos. Aliás, como tinha acontecido frente ao Portimonense. Espero que o F.C.Porto capaz de serviços máximos regresse em Alvalade. A época não cabou nos 5-0 ao Benfica.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Ainda bem que Janeiro está a chegar...

    reinododragao.blogspot.com

    ResponderEliminar