28 novembro, 2010

FC Porto segue invicto

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

assistência: 35.063 espectadores.

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto), Assistentes: José Ramalho e José Luís Melo; 4º árbitro: Rui Costa.

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Daniel Carriço «cap.», Polga e Evaldo; Pedro Mendes, André Santos e Maniche; Valdés, Liedson e Postiga.
Substituições: Valdés por Yannick (65m), Maniche por Vukcevic (69m) e Pedro Mendes por Saleiro (83m).
Não utilizados: Tiago, Torsiglieri, Zapater e Nuno André Coelho.
Treinador: Paulo Sérgio.

FC PORTO: Helton «cap»; Sapunaru, Rolando, Maicon e Rafa; Fernando, João Moutinho e Belluschi; Hulk, Falcao e Varela.
Substituições: Varela por Guarín (65m), Falcao por Otamendi (72m) e João Moutinho por Fucile (85m).
Não utilizados: Beto, Cristian Rodríguez, James e Rúben Micael.
Treinador: André Villas-Boas.

Marcadores: Valdés (38m) e Falcao (57m)

Disciplina: cartão amarelo para Pedro Mendes (21m), Fernando (31m), Helton (38m), Hulk (69m), Evaldo (73m), Yannick (83m), Belluschi (88m), Otamendi (91m) e Postiga (94m); cartão vermelho directo para Maicon (68m).

O FC Porto conseguiu manter a sua invencibilidade na Liga, mas nunca esteve tão perto de ver cair o seu notável registo. O Sporting, fundamentalmente na primeira parte, foi uma equipa ambiciosa, agressiva e muito perigosa. Por outro lado, o FC Porto chegou a Lisboa com uma postura pragmática e só em desvantagem é que se empenhou na busca do golo.

O empate final (1-1) reflecte assim um jogo de contrastes. No primeiro tempo, os leões foram sempre melhores. Valdés e Postiga espalharam o perigo no ataque leonino, bem secundado por um meio-campo ‘reforçado’, com André Santos, Maniche e Pedro Mendes para conter Belluschi e João Moutinho.

A estratégia de Paulo Sérgio surtiu efeito, uma vez que o líder do campeonato revelou-se uma formação pouco afoita e quase sem caudal ofensivo. Por outro lado, o Sporting ameaçou cada vez mais a baliza de Helton. Depois de um remate à trave de Pedro Mendes (23’), foi o golo de Valdés, aos 37’, a desequilibrar.

O médio chileno fugiu pelo meio, livrou-se de Maicon – que ficou a reclamar uma posição irregular de Valdés – e rematou com classe para o 1-0, sem hipóteses para o guardião portista.

Na segunda parte, André Villas-Boas lançou um FC Porto ‘renovado’ e a atitude dos dragões surtiu efeito quase instantaneamente. Hulk e Falcao avisaram (51’ e 54’), mas o colombiano só fez o empate aos 58’. Consequência da maior velocidade e agressividade em campo, Hulk foge pelo flanco direito e assiste Falcao na pequena área, onde o avançado não perdoou.

O FC Porto estava agora com o controlo do jogo, empurrando o Sporting para a sua defesa, mas aos 68’ mudou tudo. Maicon foi expulso, depois de agarrar Liedson - que já fugia isolado para a baliza de Helton -, e o FC Porto adoptou novamente a postura calculista em defesa do empate. No entanto, os nervos tomaram conta de André Villas-Boas e o técnico portista foi expulso aos 75’, pela segunda vez no campeonato.

Enquanto Paulo Sérgio lançava Yannick, Vukcevic e Saleiro para o assalto à baliza portista, os dragões fecharam-se até ao apito final de Jorge Sousa. A felicidade acabou por sorrir aos dragões, que deixam Alvalade com um empate saboroso e que mantém a diferença de 13 pontos para os leões.

Referência ainda à actuação de João Moutinho. O médio portista foi recebido de forma muito hostil em Alvalade, sempre vaiado e alvo de arremesso de inúmeros objectos para o relvado. Foi uma actuação mais apagada do que tem sido o seu nível habitual nos dragões, mas mais por culpa do pressing leonino do que pela pressão dos assobios.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «Se tivéssemos mantido a equipa com 11 jogadores na segunda parte, acho que podíamos ter dado a volta ao resultado. A primeira parte foi menos conseguida e o Sporting teve uma boa primeira parte. Na segunda parte acertámos a equipa, mudámos a estrutura e tivemos mais oportunidades. Se não fosse a expulsão, podia ter sido diferente. No entanto, o empate nesta casa e o facto de mantermos o Sporting a 13 pontos, que é uma distância considerável, traz-nos um pouco de satisfação. Tendo em conta a adversidade, este é um resultado positivo.»

Helton: «O que deve ser destacado é o empenho da equipa. Mostrámos que temos união e que o balneário é muito bom. Quero dar os parabéns à equipa. No final fomos agradecer aos adeptos, que vieram apoiar-nos. Temos de rever o golo do adversário. Pelo que vi do lance, a bola não bateu em ninguém e o avançado estava já adiantado. Acredito que isso possa ter prejudicado, mas a equipa soube recuperar.»

25 comentários:

  1. É impressão minha ou Valdez domina a bola com o cotovelo no golo ? É que nenhum comentador sequer mencionou nada, mas pareceu-me claro que a recepção foi com o cotovelo, aliás daí a reacção do Helton.

    ResponderEliminar
  2. Mais um jogo á "sistema", depois do escândalo que foi a supertaça empatamos um jogo em que o adversário marca um golo com dupla irregularidade (Fora de jogo e mão) e um jogador é expulso por jogar futebol.

    ResponderEliminar
  3. Desde Munique nos tempos do Jardel que não via um campo tão inclinadinho.

    Foi pena a expulsão (em que não há falta nenhuma!) porque como o jogo estava, era apenas uma questão de tempo até virarmos o jogo...

    ResponderEliminar
  4. Claro que o golo do Sporting foi precedido de uma (pelo menos) irregularidade: Valdés estava em fora-de-jogo. Também não me parece ter havido falta no lance que originou a expulsão de Maicon. Aliás, tenho a certeza; já vi a jogada várias vezes e não encontro motivo para ser considerada a falta. Contudo, Maicon tem de, no futuro, ter mais cuidado nestas situações de jogo. A alta competição não se compadece com erros infantis.

    O Porto entrou expectante, com lentidão de processos e sem desenvolver o jogo como sabe. O Sporting aproveitou e, com o posicionamento em campo, surpreendeu na primeira parte.

    A segunda parte mostrou um FC Porto mais próximo do que é e, estou convencido, se não fossem as peripécias do jogo, suplantaria o adversário.

    ResponderEliminar
  5. Viva !

    Um empate justo.

    O homem do jogo foi Helton para mim. Foi eleito homem do jogo nos comentários do bate papo do canal televisivo Francês " ma chaine sport". E não estou em coisa de telepatia com este canal cujo comentadores eram pelo Sporting.

    Sem dúvida a cor da camisola do Sporting reenvia para o Celtic, a história da Europa e entendo isso.

    Mas adelante : Foi um jogo que só teve dois pontapés de canto, salvo erro meu.

    Algo curioso, mas que mostra o desenhar do desafio. Na primeira parte o Porto foi incapaz de conseguir construir pelas alas.

    A segunda parte, sem dúvida devido ao cansaço ou ao esforço dado pelos jogadores do Sporting, as alas do Porto começam a melhor funcionar. E talvez por essa razão não se tivesse visto, por exemplo, Hulk na primeira parte.

    Grande infantilidade do Maicon. Tem todo o tempo de atrasar a bola. Muito bem visto o cartão vermelho.

    No golo do Sporting existem erros quanto ao eixo da defesa central do Porto, quanto a mim.

    Não entendi muito bem a titulização de Fernando ( mas ser treinador de sofá é fácil ). Pareceu-me em baixo de forma. Aliás o golo do Sporting nasce duma perda de bola deste ( se a minha memória é boa ).

    O Porto não perdeu num campo mais que difícil. E isso é que conta. Mas foi também a primeira vez que vi, este ano, o Porto a não jogar pelas e não tentar a meia distância. Contem os remates à baliza no primeiro tempo.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  6. Depois do Sporting - F. C. Porto: Manteve-se a distância pontual entre os dois contendores e o Porto segurou o primeiro lugar com grande distância, como, sobretudo, conservou a invencibilidade.
    Pese o empate ser o mal menor, para ambos os clubes que estiveram em compita neste Sporting-Porto, ficou contudo um sabor sem paladar pela forma como aconteceu, atendendo a que o golo do Sporting foi obtido em posição de fora-de-jogo, e, assim sendo, a arbitragem teve influência no resultado... além de uma escandalosa dualidade de critérios patenteada em não ter expulsado directamente um atleta, Maniche, do Sporting, que praticou uma autêntica agressão vista por todo o mundo, enquanto do outro lado da barricada pôs o Porto a jogar com menos um elemento, após o artista do costume, Liedson, se ter lançado para o chão ao sentir um ínfimo contacto... Só que, apesar de o F C Porto ter ficado em inferioridade numérica, demonstrou superioridade em valor e querer até ao fim, acabando a contenda sem que os lisboetas conseguissem os seus intentos e os Portistas continuem no cimo do pódio deste Campeonato da Liga Portuguesa.
    Mais, depois da celeuma anterior que animou o cenário... Moutinho teve interferência directa, perante uma boa exibição e assistência no golo - em jogada saída dos pés precisamente de João Moutinho para Hulk e deste para a entrada vitoriosa do goleador Falcão...!

    http://longara.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. O ano passado na Luz, derrota com uma golo em fora de jogo, este ano outra vez com um golo em off-side!
    entradas feias de Maniche, outras de Evaldo, André Santos impunes...
    Sapunaru, Hulk agarrados...no pasa nada , vujecic sente um toque cai, direito a falta e Villas boas expulso!
    O Maicon fez falta ? nem lhe tocou!
    Mas teve falta de jeito e tem de sair do onze!
    Existe alguma descompressão, mas tambem não existe nenuma equipa no mundo a jogar a 100 á hora em todos os jogos..só me lembro de uma o ano passado que deve ter recorrido ao doping para jogar sempre nos limites!
    O que eu vi, foi um roubo de igreja!!!dassseee!

    ResponderEliminar
  8. Porto mau demais. O jogo com o Benfica teve um efeito nocivo na equipa e o Villas Boas não revela maturidade para lidar com resultados adversos. Espero que melhore pois ainda há muito campeonato pela frente.

    ResponderEliminar
  9. Como já escreveram em cima, dava a ideia que o Porto conseguiria virar o jogo, entretanto veio a expulsão injusta.

    (o golo do Valdez é precedido de off-side e o Maniche deveria ter sido expulso quando, por trás, deu uma cacetada na perna do Moutinho)

    ResponderEliminar
  10. Em primeiro lugar, um empate em Alvalade não é um mau resultado.
    Além diso, os jogos com o sporting são mais difíceis que com os lampiões, vá lá saber-se porquê. ( não estou a ironizar).
    Acho que querem colocar pressão no Porto e fazem-no fazendo querer que este resultado "acalma", "trava", etc...
    Dito isto, acho que depois dos 5-0 os níveis exibicionais desceram um pouco, não entendo bem Villas Boas ter dito que não contava com um sporting tão agressivo, mas o que é certo é que - não tendo visto o jogo e apenas os resumos - vejo o Falco a ter dois lances claros de golo e apenas um grande remate do Pedro Mendes. (Como gostaria de ter visto este jogador mais anos no Porto).
    Se fose ao contrário, os erros do árbitro seriam publicados até em Marte, assim, passam de fininho e há demérito do Porto!!!
    Mas resumindo, não perdemos, conquistamos um ponto em casa de um adversário candidato ( mau foi em Guimaráes), vamos à frente e vamos continuar, reflectindo nos erros e melhorando, pois não se pode sempre dar festival e o campeonato é uma prova de regularidade

    ResponderEliminar
  11. Vejam o comentário destes jornaleiros do record. Sou uma pessoa que detesta facciosimos, ou fanatismos, quer venham de pessoas do Porto, ou doutro clube qualquer, mas quando vêm da parte de supostos jornalistas, então aí é absolutamente intolerável. Observem a parte final, e, para surpresa, verifiquem qual é o único momento "polémico" do jogo de ontem...


    http://www.record.xl.pt/galerias/videos/interior.aspx?page=1&content_id=525292

    ResponderEliminar
  12. É preciso não esquecer que empatamos num estádio difícil, com um ambiente hostil e arbitragem muito caseira. Dadas as circunstâncias do jogo, o empate é um bom resultado, sendo que na pior das hipóteses ficaremos com 8 pontos de vantagem sobre o 2º lugar, uma vantagem que é importante manter até final do ano, para recomeçarmos 2011 com uma confortável liderança.

    Quanto ao jogo, a 1ª parte não foi famosa, mas há que dar mérito ao adversário e constatar que não jogamos sozinhos, quem pensa que este campeonato será um passeio ate ao fim está enganado. Iremos ter dificuldades, obstáculos, arbitragens difíceis, etc, etc. Importante é mantermos a calma e impormos o nosso jogo. Na 2ª parte voltou um FC Porto a um bom nível com algumas ocasiões e finalmente o golo numa boa jogada entre Moutinho, Hulk e Falcão.

    Depois da expulsão de Maicon, limitamo-nos a gerir o jogo até ao fim, dado que este ponto mantém a liderança confortável na Liga. Até ao fim do ano, é importante não perder mais pontos, que seguramente motivaria muito os nossos adversários.

    Quanto à arbitragem, é factual que o golo do Sporting é antecedido por fora-de-jogo, que a entrada de Maniche sobre Moutinho é para vermelho e que o vermelho a Maicon é extremamente forçado. Depois de Guimarães, em que vários lances nos prejudicaram, agora Alvalade em que o campo esteve bem inclinado. Acho que agora devemos dar a palavra aos especialistas de arbitragem que tanto gritaram nos primeiros jogos do campeonato. Será que agora, esta arbitragem será considerada vergonhosa, escandalosa e mais não sei quantos adjectivos terríveis?!?!?!?!

    E vamos entrar em Dezembro, sem uma única derrota...

    ResponderEliminar
  13. Olá, amigos!

    Já por aqui li: empate justo; Maicon bem expulso!

    Se não tivesse sido expulso, mais tarde ou mais cedo, volariamos a marcar. O Sporting estava de rastos e tomavamos conta do jogo.

    Custa-me aceitar que haja Portistas (?) que analisem o jogo na perspectiva mourisca.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  14. Acho sobretudo que os jogadores do Porto entraram a ver o que dava, em vez de fazerem com que desse! É óbvio que o jogo tem 90 minutos e nunca os do Sporting conseguiriam aguentar aquela apresentação à Moreirense (o Paulo Sérgio é mesmo treinador de clubes pequenos...) com tanta energia durante todo o jogo; mas, eu prefiro sempre os jogos que se começam a definir mais cedo. Deveriam ter pensado nisso na preparação do jogo, já todos sabíamos que não iríamos acabar o jogo com 11 em campo; em alvalade é sempre assim, para mais agora que o Porto tem de perder jogos ou pontos...
    Quanto ao Falcao: não há palavras para este jogador: é muito bom!...no lance do golo vê-se bem ele a recuar quando vê o Belluchi avançar ao primeiro poste...é um rato de área...
    Quanto ao Fernando-por omissão dos restantes meio-campistas- esteve demasiado sozinho a construir jogo e não tem asas para tanto...depois a defesa, ou melhor o Maicon, falhou algumas vezes porque eram eles que tinham de armar o jogo, e perdendo-se uma bola ali está o caldo entornado.
    Acho que para ganhar a Taça Europa ainda não dá...ainda vai ser preciso trabalhar muito aquelas cabeças, e ter muito mais ritmo.
    Ms, capacidade e mão de obra há suficiente...
    Vamos a ver.Acreditando sempre. Mas mudanças exigem-se. Podemos acabar o campeonato sem perder, mas de empate em empate não o ganhar!...

    ResponderEliminar
  15. Olá passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular, muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

    ResponderEliminar
  16. PESSOAL, depois de recuperado da viagem de ontem a terras marroquinas...

    O PROMETIDO É DEVIDO...

    VARIAS VIDEOS DE NOBRES BATALHAS FEITAS POR TAO NOBRES GUERREIROS...

    JA COLOQUEI NO YOUTUBE TODOS OS VIDEOS...

    AS VERDADES E REALIDADES DO QUE É SER DRAGAO NESTE PAIS SULISTA...

    PESQUISEM POR: "BIBO PORTO CARAGO" e encontram os videos todos...

    A deslocaçao ao ALGARVE na taça da cerveja, A SUPERTAÇA em aveiro, e ontem mesmo na deslocaçao a alvalade...

    ResponderEliminar
  17. OU ENTAO VEJAM PELO NICK DE UTILIZADOR...

    " VAREIRO "

    os videos que eu coloquei no youtube estao la todos...

    ResponderEliminar
  18. Dado as circunstâncias da partida foi um bom resultado!
    1a Parte menos conseguida,2a parte bem melhor.Melhor circulação de bola,mais velocidade e mais opurtunidades de golo.Não duvido de que se o Maicon não fosse expulso o Porto ganharia o jogo!

    Permitam-me só discordar de um comentário anónimo que foi aqui publicado,no qual refere que o AVB não sabe lidar com resultados adversos.Apoio completamente a atitude do André em relação à arbitragem, não podemos ser roubados e ficar a olhar sem fazer nada como aconteceu a época passada.
    Penso que a atitude dele foi em defesa dos jogadores e do clube e se tivesse no lugar dele faria o mesmo.

    Força Grande Porto!

    Abraço

    ResponderEliminar
  19. Por lapso esqueci-me de dar os parabéns aos que estiverem em alvalade.

    Grandes mais uma vez!

    ResponderEliminar
  20. Jogo do FC Porto com duas faces. A primeira correspondeu a um FC Porto expectante, dando a iniciativa ao adversário. Pouca agressividade, nenhuma dinâmica, pouca velocidade, incapacidade de progredir no terreno, que durou praticamente toda a primeira metade do encontro, onde Falcao podia ter sido o primeiro a marcar, logo aos 9'.

    A segunda, com uma nova atitude, a de campeão, que empurrou o Sporting para a sua área. Criou oportunidades de golo e marcou mesmo.

    Depois da expulsão de Maicon, AVB teve de fazer ajustes à equipa e ao objectivo. Defender foi a palavra de ordem.

    Resultado possível face a uma arbitragem inclinada!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  21. A jogar assim inclinado, um empate quase que conta como vitória. Mas neste clube já devíamos saber à partida que temos que jogar sempre o dobro ou triplo dos outros para vencer.

    Escandaloso como o André Santos e o Maniche (ou será Manique?) acabam o jogo sem sequer amarelo.

    O Maicon mal tocou no Liedson, já é discutível se é falta ou não.

    No golo, fora-de-jogo evidente, mão na bola não vi.

    Do Porto o Sapunaru também acabou o jogo, vá-se lá saber como, sem amarelo.

    Agora perguntam: estou a arranjar desculpas para o empate? Só me sei esconder na arbitragem? Não! Admito: o Sporting esteve muito melhor na primeira parte. Não nos deixaram jogar nem um bocadinho.

    Mas fazer de conta que não se passou nada, que o árbitro não teve influência no resultado só se for burro.

    ResponderEliminar
  22. O Sr Arbitro e chamar-lhe senhor já lhe estou a fazer um favor e a ser delicado, porque ontem nao passou de um catraio, hoje ou amanha ao sair à rua deve-o fazer com olhos voltados para o chão tamanha a vergonha e o peso na consciencia que deve sentir, eu sentiria-o se brincasse com o trabalho de pessoas honestas e com milhares de espectadores que calcorrearam centenas de kms para presenciarem um espectaculo de futebol correcto em que se queria que o melhor vencesse e não que fosse impedido de o fazer pela influencia directa dele e dos ajudantes..

    ResponderEliminar
  23. O "Jorge Sousa Super Dragão" como lhe chama Rui Gomes da Silva, passa agora a ser "Jorge Sousa o JuveLeo".

    Fomos roubados e ninguém pode dizer o contrário. Estive em alvalade e não precisei de repetições para identificar erros grosseiros do homem do apito.

    Tinhamos tudo para lá ganhar, empatámos, continuamos em primeiro, invenciveis desde Março, e embalados rumo ao título.

    Contem comigo para continuar a apoiar jogo a jogo!

    ResponderEliminar
  24. Um abraço a todos os dragões presentes no jogo de Alvalade, adeptos, jogadores e eq.técnica.

    INVENCÍVEIS. MESMO CONTRA 14.

    ResponderEliminar
  25. Jogo pobre e quase sem oportunidades de golo. O FCPorto entrou muito mal na partida e deixou o adversário jogar a vontade. Na 2ª parte equilibramos, marcamos e se não fosse a expulsão infantil (mas inexistente, quanto a mim) do Maicon, ganhávamos o jogo. Acho que podiamos e deviamos ter feito melhor, desde o jogo com o Benfica que não fazemos um grande jogo e os adeptos começam a sentir isso mesmo.
    Já a arbitragem foi má, enorme dualidade de critérios, golo do Sporting fora de jogo e com mão (braço) de Valdés, agressão do Maniche ao Moutinho que passou em claro, enfim, o normal. O próximo jogo é com o Rapid, e apesar do empate negativo, continuamos completamente invencíveis!


    http://eternomagnifico.blogspot.com/

    ResponderEliminar