23 janeiro, 2011

Tão justo como dificil

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

assistência: --- espectadores.

Árbitro: João Ferreira (AF Setúbal), Assistentes: Pais António e Luís Ramos; 4º árbitro: Pedro Ribeiro.

BEIRA-MAR: Rui Rego; Pedro Moreira, Kanu, Hugo e André Marques; Djamal, Rui Sampaio, Renan e João Luiz; Artur e Ronny.
Substituições: João Luiz por Leandro Tatu (46m), Ronny por Wang Gang (72m) e André Marques por Wilson Eduardo (83m).
Não utilizados: Enoque Paes, Yohan Tavares, Sérgio Oliveira e Élio.
Treinador: Leonardo Jardim.

FC PORTO: Helton «cap»; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Rafa; Fernando, João Moutinho e Belluschi; Varela, Hulk e James.
Substituições: Varela por Guarín (75m), James por Cristian Rodríguez (86m) e Walter por Belluschi (91m).
Não utilizados: Kieszek, Maicon, Fucile e Souza.
Treinador: André Villas-Boas.

Marcador: Hulk (34m, pen.).

Disciplina: cartão amarelo para Leandro Tatu (69m) e Rafa (77m).

O FC Porto venceu o Beira-Mar por 1-0, com golo de Hulk ao minuto 33, através da marca de grande penalidade, em jogo da 17ª jornada da I Liga.

A jogar em casa, o Beira-mar mostrou-se uma equipa à altura do líder do campeonato português, protagonizando jogadas, individuais e colectivas, com pormenores de grande qualidade técnica.

No entanto o que vale são os golos, e a equipa de André Villas-Boas conseguiu marcar o único durante os primeiros quarenta e cinco minutos.

Aos 33 minutos, num lance disputado com André Marques, Hulk caiu na grande área e o árbitro João Ferreira assinalou grande penalidade a favor dos portistas. Na conversão, o próprio Hulk não falhou, inaugurando o marcador no Estádio Municipal de Aveiro. Rui Rego ainda adivinhou o lado mas não conseguiu evitar o primeiro para os Dragões.

Minutos depois, Belluschi quase fazia o segundo com um belo remate à entrada da grande área.

No segundo tempo, a equipa de Leonardo Jardim não baixou os braços e continuou com grande pressão ofensiva.

Com o jogo dividido, André Villas-Boas fez entrar o médio Freddy Guarín para o lugar do avançado Silvestre Varela, com intenções de preservar a vantagem mínima.

Ao minuto 80, James disparou de pé esquerdo à entrada da grande área aveirense, proporcionando a Rui Rego a defesa da (fria) noite. Rodríguez entrou a quatros minutos dos 90 e esteve nos pés do uruguaio a melhor oportunidade para "matar" o jogo, rematando ao lado da baliza aveirense.

João Ferreira apitou informando final do encontro e os Dragões amealharam mais três pontos, continuando invictos no campeonato português.

Os Dragões somam 47 pontos, mantendo os oitos pontos de vantagem sobre o segundo classificado.

DECLARAÇÕES NO FINAL DA PARTIDA

André Villas-Boas: «O Beira Mar queria dar uma resposta emocional forte depois do jogo no Dragão. Parece claro que, apesar de tudo, este jogo esteve sempre controlado e as oportunidades foram nossas. Mantivemo-nos coesos nos aspectos estratégicos e isso foi fundamental para vencer. Tivemos talvez alguma ânsia, mas fomos ganhando clarividência no sentido do controlo de jogo. O que se passou connosco na Taça da Liga, no primeiro jogo, foi uma infelicidade que acontece no futebol. Caso contrário teríamos passado um Janeiro fortíssimo, o que seria mais um sinal da nossa competência.»

Helton: «Estou muito feliz pelos 200 jogos na liga. Não foi um jogo calmo, pois temos sempre a adrenalina de ajudar os companheiros. Quero dar os parabéns a todos pelo empenho que tiveram dentro do campo. Já cá estou vai para oito anos e isso é gratificante. Conseguir mostrar o nosso trabalho é muito importante. Com o mister André Villas-Boas senti que a chama estava acesa e tenho procurado recompensar a sua confiança.»

23 comentários:

  1. Vitória muito difícil contra uma equipa bem organizada, o que torna o resultado mais saboroso. Penso que o FC Porto arriscou demasiado nos 20 últimos minutos de jogo, com perdas de bola constantes e incompreensíveis que podiam custar a vitória. Em alta competição não se pode descansar até chegar o termo da partida.
    Bom jogo de Hulk, João Moutinho (não sabe jogar mal), Fernando, Sapunaru, James e Rolando.
    Uma pergunta: onde estava Varela?! Não me parece que estivesse em campo…

    ResponderEliminar
  2. mais uma vitoria rumo ao titulo! mas alguns aspectos a melhorar, se não me engano penso que o cristian rodrigues ainda vai ser muito útil, sobretudo com o varela a não estar a 100%.
    temos que matar os jogos mais cedo, andamos a arriscar muito, somos muito trapalhões no ultimo passe, parece que todos querem dar um ultimo toque na bola antes de entrar, e é urgente mesmo, falta um avançado forte, Kleber queres ser campeao? estamos a tua espera!

    ResponderEliminar
  3. Estou a escrever isto nos blogs mais conhecidos do FCPorto e gostaria que abordasse o facto do rio ave ter tido 3 atletas expulsos e o proximo jogo ser contra o Benfica para a Taça!
    Absolutamente vergonhoso! já com o Braga foi o mesmo.

    ResponderEliminar
  4. O ataque simplesmente não funciona. Há uma série de jogos em que o Porto não joga simplesmente nada. Se não fossem os golos do meio da rua a desbloquear situações complexas não sei o que seria da equipa nesse momento. Vilas Boas disse para os adeptos irem á ópera pois eu tenho a dizer que para ver futebol desse vou ver a regional onde os pedreiros da minha terra tem o mesmo desempenho que o Porto contra o Beira Mar. E não. Não é exagero. Essa exibição foi uma vergonha. Os 3 da frente, sem uma referência no centro, desaparecem completamente e todo o processo atacante da equipa é assim mutilado. Só um cego é que não vê. Vale a defesa que tem sido certinha apesar de o Rafael não servir e de mais uma vez não perceber como é que Fucile pode ser preterido a essa amostra. Vilas Boas tem muitas opções estranhas que irão ser pagas caras contra o Sevilha.

    ResponderEliminar
  5. Grande vitória.
    É assim que se ganha campeonatos.
    VIVA O NOSSO FC PORTO

    ResponderEliminar
  6. Viva !

    Mais uma Vitória mais uma Alegria !

    Só vi a segunda parte. Não pude ver o jogo na "ma chaine sport".

    Do que vi não gostei muito. Lá isso não ! Parecia que o Porto estava totalmente desarticulado, não existindo meio campo.

    Mas é impossível dar uma impressão ou sensação acerca de 90 minutos quando vemos apenas 45.

    Já é possível dar uma opinião quanto ao fumigéneo lançado e que queimou um pedacito das redes da baliza.

    Suponho que é uma nova pub televisiva que pretende divulgar a modalidade futebol !

    Foram três pontos muito importantes. Manter a distância pontual neste início da segunda volta é muito bom.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  7. Foi uma importante vitória contra uma equipa muito bem organizada e lutadora, embora esta beneficiasse com alguma complacência em termos de dureza, por parte do "amigo" João...Vou esperar para ver o que ele vai decidir nos próximos encontros.

    ResponderEliminar
  8. Ao anónimo que fala de futebol regional dizer-lhe que o meu sentimento no final do jogo é um pouco o espelho do que escreve!!!!
    Na verdade se não se pode ter opera a cada jornada é um facto que in loco, custou-me ver este FCP tão longe de uma exibição convincente!!
    Valeram os 3 pontos que tem tanto de justos como de sofridos, os campeoes tambem se fazem é certo destes jogos incolores no que a arte de jogar diz respeito.
    Confesso que não sei dizer se o que vi no relvado do Municipal de Aveiro foi sobranceria e falta de atitude ou se deriva das dificuldades impostas por uma equipa que é a sensação da prova.
    Sem fulgor e sem grandes primores individuais, destacaria a dupla de centrais a par de Helton que com segurança e profissionalismo se regeram por uma bitola assertiva...Belluschi foi para mim a melhor unidade na 2ª parte e James um dos mais perigosos nos desequilíbrios individuais.
    Hulk pareceu-me combativo , mas também muito preocupado com coisas extra jogo o que lhe tolhe a qualidade futebolística.
    Em suma um jogo sofrível, controlado verdade seja dita pois a equipa auri-negra pouco perigo causou e pouco se estendeu na procura de outro resultado que não o 0-0, os comandados de AVB tiveram discernimento para pautar um jogo de luta, mas onde a nota artística fica muito a dever a um espectáculo visto sob frio gelido.

    ResponderEliminar
  9. "Liga: 'Incrível' rimou com... discutível!
    22-01-2011 21:55


    Beira Mar-FC Porto (0-1): Hulk marcou de 'penalty' (discutível) o único golo do embate. Helton completou 200 jogos no nosso campeonato 'maior'. Com esta vitória, os dragões chegam aos 47 pontos, no comando do campeonato. Consulte, aqui, as reacções após a partida de Aveiro.

    Uma grande penalidade (discutível), convertida por Hulk, permitiu o FC Porto vencer o Beira-Mar em Aveiro, por 1-0, na 17ª jornada da Liga portuguesa, que os dragões lideram destacados.

    O árbitro João Ferreira, de Setúbal, decidiu-se pelo castigo máximo num lance duvidoso ocorrido na grande área dos aveirenses ainda na primeira metade, que Hulk, na sua conversão, não perdoou, anotando o único tento da partida.

    Com esta vitória, o FC Porto chega aos 47 pontos, no comando do campeonato."

    Este é o texto vergonhoso que se encontra presente no site da Rádio Renascença... temos que fazer alguma coisa contra isto. Eu proponho que na próxima semana todos os Portistas peguem no seu telefone e liguem todo o dia, todos os dias, para o contacto desta emissora a mostrar o seu desagrado, preferencialmente para programas que tenham fóruns... mesmo que os referidos fóruns nada tenham a ver com futebol! A RR e a RTP tratam-nos de forma nojenta! CHEGA!!!

    ResponderEliminar
  10. Não pude ver o jogo mas parece que os problemas do costume cotinuam.
    Pra mim, Walter jogaria no meio em vez do Hulk que deve jogar no seu lugar...
    Questões a resolver pelo teinador e pela Direcção (mercado por um avançado).
    De qualquer forma mais 3 pontos...

    ResponderEliminar
  11. Em primeiro lugar: vitória INTEIRAMENTA JUSTA.

    O Porto, mais uma vez, não fez um bom jogo. Apesar de ter sido a única equipa que poderia ganhar o jogo pois o Beira Mar não teve uma única oportunidade, o Porto deveria ter sido mais pressionante e mais eficaz.

    Mesmo sem jogar bem, tivemos várias oportunidades que a serem concretizadas dariam mais confiança e tranquilidade para uma exibição mais agradável.

    Houve jogadores que me deixaram à beira de um ataque de nervos como Varela que perdeu todas as bolas fosse porque dominava mal, porque escorregava, porque passava mal ou ainda porque o adversário facilmente lha tirava. Também Rolando me pareceu fora de forma pois foram muitas as vezes que não atacou a bola logo e permitiu ao adversário ganhá-la fez passes disparatados. Moutinho andou muito perdido e errou passes em demasia aliás como todos os joagdores do meio campo.

    No oposto, e apesar de não ter sido de encher o olho, Hulk, James e Otamendi foram para mim os melhores. Christian Rodriguez entrou bem e a sua entrada teve o mérito de acabar com as débeis pretensões dos aveirenses. Uma palavra para Emídio Rafael que tem vindo a melhorar apesar de algumas faltas desnecessárias e que poderá vir a ser uma alternativa real a Álvaro Pereira.

    Uma palavra para o árbitro João "pode ser o João" Ferreira: mais uma vez mostrou uma flagrante facilidade em apitar faltas contra o Porto e isso foi por demais evidente na última meia hora em que inventou uma série de livres perto da área com a ajuda inestimável do bandeirinha que esteve no ataque do Porto na 2ª parte. Uma vergonha!

    ResponderEliminar
  12. E é assim que se ganham campeonatos, mais três pontos rumo ao título!!

    Mais uma GRANDE DESLOCAÇÃO, grande espírito de apoio ao mágico FC Porto!

    ResponderEliminar
  13. Treinado da agremiação corrupta agride jogador do NAcional da Madeira
    http://oantilampiao.blogspot.com/2011/01/nao-sabem-perder-nem-vencer.html

    ResponderEliminar
  14. OLA TRIPEIRO
    O QUE INTERESSA É GANHAR
    GANHAR
    GANHAR
    GANHAR

    ResponderEliminar
  15. Numa noite fria e apoiado por uma claque que nunca se calou, o F.C.Porto, com Helton, Sapunaru, Rolando, Otamendi e Rafa, Fernando no lugar de Guarín, Moutinho e Belluschi, Varela, Hulk no centro do ataque e James, tirando os primeiros minutos do jogo, em que o B.Mar equilibrou, teve sempre o sinal mais e se não foi intenso no domínio, contundente no último terço e brilhante na exibição, fez um jogo equilibrado, mais que suficiente para justificar a vitória, que foi escassa, mas justíssima. Sem ter
    muitas oportunidades, a equipa de orientada por André Villas-Boas, teve as suficientes - Hulk na cara de R.Rego; James por duas vezes, uma atirou ao lado e outra o guarda-redes aveirense fez a defesa da noite; e C.Rodríguez, também sozinho, fez um excelente movimento, mas falhou com a baliza escancarada - para ter ganho por uma diferença maior e evitar o sofrimento, que um resultado, pela diferença mínima, sempre acarreta - mesmo que a equipa de Leonardo Jardim não tenha criado nenhuma oportunidade de golo, um ressalto ou um lance infeliz, podem aparecer. Mas a equipa portista tembém não conseguiu acabar com o jogo, porque esta equipa, sem Radamel Falcao, perde referências, obriga Hulk a jogar numa posição onde não é tão eficaz, os avançados perdem-se em toques e toquezinhos, não têm o killer instinct de que falava o saudoso Bobby Robson e ainda, porque Varela passou completamente ao lado do jogo, esteve desastrado, tempo a mais em campo, nunca deu seguimento a nenhuma jogada, só estragou. De qualquer forma, o importante foi alcançado e o Dragão segue firme na liderança, não está para grandes notas artísticas, mas está sólido, unido e a um nível digno de nota mais que suficiente.


    Um abraço

    ResponderEliminar
  16. Bom dia,

    Ontem dominamos e controlamos o Beira-Mar praticamente o desafio todo.
    O Beira-Mar apenas metia bolas na nossa grande área em livres laterais, que ontem foram muitos. Alguns deles injustificados, pois os aveirenses ao mínimo toque mandavam-se ao tapete, pois sabiam que só de bola parada poderiam marcar.

    Rolando esteve imperial na defesa, grande exibição.

    Sapunaru, Otamendi, Rafa e Fernando também estiveram bem, fazendo exibições tranquilas.

    Helton está a fazer a melhor época ao serviço do Porto. Muito seguro e dialogante, transmitindo segurança aos colegas de sector

    Moutinho foi um jogador importantíssimo nos equilíbrios defensivos da equipa, efectuando cortes fantásticos nas saídas para o ataque dos aveirenses, e dobrando colegas.

    Belluschi fez um bom jogo, tentou sempre desequilibrar, com alguns pormenores técnicos fantásticos.

    James e Varela foram dinâmicos, e Hulk foi o melhor em campo, mais uma vez desequilibrou, deu velocidade ao jogo, e foi sempre uma seta apontada à baliza aveirense.

    Fantástico o apoio dos nossos adeptos à equipa, e adorei rever Lucho na tribuna a puxar pelo seu clube.

    No Beira-Mar retenho a exibição do central brasileiro Kanu, que tal como no Dragão para a taça da liga, ontem fez uma excelente exibição. Um jogador a merecer atenção.

    Quanto ao árbitro ... provocador ao vir cumprimentar Villas Boas, e com muitas paneleirices durante o jogo, marcou faltas ridículas contra o FC Porto, que proporcionaram livres ao Beira-Mar.

    Agora na quarta-feira temos de vencer o Nacional para dar um grande passo rumo ao título.

    Aguardamos entretanto os desenvolvimentos da agressão de Jesus a Luís Alberto, que estão a tentar escamotear.
    E não esquecer a arbitragem habilidosa de Bruno Paixão que expulsou 3 jogadores do Rio Ave, que por coincidência não vão poder jogar para a Taça de Portugal diante do Benfica.

    Abraço e bom fim de semana.

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  17. Mais uma vitória "á JESUALDO"!

    Boa primeira parte com um golo e a possibilidade de marcar mais, e depois uma segunda parte a deixar andar, onde mesmo sem ter criado uma única oportunidade, nos sujeitamos a que o adversário conseguisse num dos muitos livres que teve, "sacar um pisso" e empatar.

    Ganhámos, era o que interessava!

    EXULTO Á IMEDIATA DENÚNCIA POR TODOS OS BLOGS AZUIS, AO BRANQUEAMENTO QUE ESTÁ A SER FEITO Á AGRESSÃO DE JESUS NO FINAL DO JOGO COM O NACIONAL AO JOGADOR MADEIRENSE.

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde,

    Concordo em absoluto com o que foi dito pelo "Norte". Vitória à Jesualdo. Contentámo-nos com o 1-0 e depois se sofressemos um golo seria tarde demais. E quanto ao varela tenho que discordar inteiramente de quem diz que ele foi dinâmico. Para mim foi-o, mas a perder bolas. O pior jogo que o vi fazer. Está em má forma, e é altura de colocar o tridente james, hulk e falcão. Quanto ao Jorge Jesus, basta dizer que certamente não irá aparecer a agressão no relatório do árbitro (pena o 4o árbitro não ser o João Ferreira), e a questão morre logo por aí...

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  19. Sem ser preciso esticar comentários, basta reconhecer o mérito de uma equipa que só se contenta com a vitória e sabe como consegui-la.

    ResponderEliminar
  20. Resumindo e concluido ... mais uma vitoria para um scoe fantastico ... 17 jogos 15 vitorias ... que mais poderiamos esperar ?!?!?!
    Quanto ao restante, as agressões, as expulsões, as arbitragens e tudo resto ... só temos que ter uma postura ... ganhar todos os jogos. No entanto não deixar passar estas tentativas de nos derrubarem.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  21. Ao anonimo:

    Acho fantástico vir falar para aqui de futebol regional...Fantástico mesmo e dou-lhe os parabéns por isso!

    Quanto às questões que colocou, analisemos uma a uma:

    - “O ataque simplesmente não funciona”; Claro o ataque não funciona mesmo...O Hulk tem sido uma desgraça, o Falcão coitado é uma lastima e o Varela este arrasta-se em campo...Valha-nos o "pequeno" pormenor de termos o melhor ataque da Liga com 40 golos marcados…e mais não sei quantos golos marcados em todas as outras competições…Mas o que interessa mesmo é estarmos para aqui carpir mágoas, dizer que isto é tudo uma grande MERDA e que deveríamos ganhar todos os jogos por 5, 6 ou 7 a 0…Os adversários são meros fantoches que nada deveriam obstar aos passeios triunfais do FC Porto. Você tem toda a razão!

    - “Há uma série de jogos em que o Porto não joga simplesmente nada. Se não fossem os golos do meio da rua a desbloquear situações complexas não sei o que seria da equipa nesse momento.” Claro também concordo, não fossem os golos do meio da rua, as arrancadas do Hulk ou a veia goleadora do Falcão isto estava tudo muito mau…Eu até diria mais, estar vivo é o contrário de estar morto…Ou então se eu não estivesse aqui estava noutro sítio…São belas teorias essas!

    - “Essa exibição foi uma vergonha. Os 3 da frente, sem uma referência no centro, desaparecem completamente e todo o processo atacante da equipa é assim mutilado.” Que eu tenha visto, mas se calhar sou eu que vejo mal, o Beira Mar não criou uma única oportunidade ao longo de todo o jogo, uma única que seja! O FC Porto alem do golo de penaltie (que este sim, só um cego não vê) criou várias ocasiões por Hulk, James (2 vezes) e Rodriguez. Que me lembre há pelo menos umas 4 boas ocasiões de golo para o FCPorto…Mas foi uma vergonha total esta exibição…


    - “Vilas Boas tem muitas opções estranhas que irão ser pagas caras contra o Sevilha.” Espero bem que o sr. anónimo depois dos dois jogos com o Sevilha venha para este blog comentar as incidências da eliminatória, quer percamos quer ganhemos.

    Termino com uma aposta: Aposto que você é um daqueles que, mal o FC Porto tiver um percalço no campeonato, vem logo para aqui dizer: “Vêem como eu tinha razão. Vêem como eu sempre tinha dito que isto era tudo uma grande merda”… De adeptos como você, o clube não precisa. Precisa sim de adeptos que reflictam e critiquem (como aqui neste blog todos os colaboradores não anónimos o fazem) quando é necessário, mas que também apoiem e sejam positivos, não estando constantemente a chorar e lamentar tudo e mais alguma coisa…

    Concluo: há adeptos que não merecem mesmo que sejamos lideres isolados com 8 pontos de vantagem, nos 16 avos de final da LE, e nas meias da Taça de Portugal. Há adeptos que não merecem isto…

    Tenho dito!

    PS: Por favor, não me venham outra vez com a MERDA da conversa de quem é mais ou menos portista porque já enjoa…Agora que há coisas ridículas e patéticas isto há…E para um líder destacadíssimo dizer-se que isto é tudo uma MERDA, é no mínimo ESTUPIDO e de uma complexidade mental enorme, da qual eu não alcanço…

    ResponderEliminar
  22. RCBC, apoiado sem reservas.

    Um grande abraço.
    Bibó Porto, Bibó Porto, Bibó Porto, Bibó Porto, Bibó Porto...

    ResponderEliminar
  23. Como eu gostaria de ver o FC Porto vencer e convencer!

    Tendo em conta o andor que está a ser elaborado pela «verdade desportiva» ao clube do regime, tenho que ficar radiante com as nossas vitórias. Se não é possível convencer então resta-nos vencer para que a inveja, a frustração e a raiva vermelha se façam sentir cada vez mais assanhadas.

    A partir de agora o lema será ganhar nem que seja injusto.

    Um abraço

    ResponderEliminar