01 outubro, 2008

Em Londres... tudo como dantes!

30 de Setembro de 2008
UEFA Champions League 2008/2009 (Grupo G – 2ª jornada)

Emirates Stadium, em Londres (Inglaterra)
assistência: 59.623 espectadores


árbitros: Herbert Fandel (Alemanha), Carsten Kadach e Mike Pickel; Helmut Fleischer.

Arsenal FC: Almunia; Sagna, Touré, Gallas «cap.» e Clichy; Walcott, Fabregas, Denilson e Nasri; Van Persie e Adebayor.
Substituições: Van Persie por Bendtner (65m), Nasri por Eboué (65m) e Walcott por Vela.
Não utilizados: Fabianski, Ramsey, Silvestre e Djourou.
Treinador: Arsène Wenger.

FC Porto: Helton; Sapunaru, Rolando, Bruno Alves «cap.» e Benitez; Fernando, Tomás Costa, Guarin e Raul Meireles; Lisandro Lopez e Rodriguez.
Substituições: Fernando por Lucho González (46m), Raul Meireles por Hulk (64m) e Rodriguez por Candeias (79m).
Não utilizados: Nuno, Pedro Emanuel, Stepanov e Lino.
Treinador: Jesualdo Ferreira.

Disciplina: Cartão amarelo a Clichy (75m) e Tomás Costa (83m).

Golos: Van Persie (30 e 48m), Adebayor (40 e 71m, de g.p.).


O FC Porto regressou esta noite a Londres ao Emirates Stadium para defrontar o Arsenal, em jogo a contar para a 2ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, depois de uma primeira visita em 2006, onde nessa altura fora já derrotado por 2-0, procurando aproveitar esta oportunidade para se redimir de tal resultado.

Chegávamos a Londres na posição de líderes do grupo G, fruto da vitória caseira defronte dos turcos do Fenerbahçe há 15 dias atrás e do empate entre moscovitas (Dinamo de Kiev) e londrinos na casa dos primeiros. Sabia-se de antemão que um empate, a acontecer, poderia ser desde logo considerado um bom resultado.

No entanto, acabamos a sofrer uma derrota bem pesada por 4 golos sem resposta, e pior que isso, com uma exibição miserável, descaracterizada (à excepção dos primeiros 15/20 minutos da 1ª parte) e completamente amorfa dos jogadores azuis-e-brancos que estiveram completamente irreconhecíveis… poderemos queixar-nos (mais uma vez) de falta de sorte em lances no inicio do jogo que a serem concretizados, poderiam ter outras consequências para o resto do jogo, mas também não podemos esquecer que esta noite, estivemos a um muitíssimo pequeno passo de sermos goleados, humilhados e trucidados pelos londrinos, que mesmo sem emprestarem ao seu futebol um alto ritmo competitivo, fizeram gato-sapato dos azuis-e-brancos.

No escalonamento do onze inicial, o Prof. Jesualdo Ferreira reservou algumas surpresas (ou as invenções habituais que mais ninguém entende?) com a entrada de Benítez para o lado esquerdo da defensiva, Tomás Costa e Guarin no reforço do meio-campo e com Raul Meireles a tentar fazer de Lucho na posição 8. À excepção de Tomás Costa, que foi um dos que ainda tentou remar contra a maré ao longo dos 90 minutos, e Lisandro que fez uma primeira parte incansável, de muita luta e garra na disputa de cada lance, todos os outros arranjos tácticos resultaram numa completa e total nulidade com as consequências óbvias no resultado final do jogo.

Não se consegue é perceber como é que ao fim de 2 meses de futebol (pré-época, jogos de preparação e jogos oficiais), ainda não se conseguiu afinar uma base de jogadores em que assente todo o futebol azul-e-branco, assistindo-se de jogo para jogo a mudanças de jogadores que passam de titulares a proscritos e vice-versa… mudanças tácticas do 4x3x3 para 4x4x2 e depois para um 4x1x3x2, sem que os jogadores consigam assimilar qualquer um desses sistemas e até em muitos dos casos, deslocados dos seus habitats naturais, com evidente prejuízo para o futebol praticado… e, pior que isso, presente-se, cheira-se uma deficiente condição física dos jogadores, com Lucho a funcionar como maior exemplo do aqui dito, com uma presença em campo que chegou a meter pena, dó, sei lá mais o quê… bem, adiante.

O que é certo, é que logo no inicio do jogo se percebeu que sem Lucho a comandar as tropas no meio-campo, mesmo até com um meio-campo super povoado, o FC Porto nunca conseguiu controlar minimamente o jogo, deixando que os da casa tomassem a iniciativa de jogo a seu belo prazer. Mesmo com evidentes e naturais dificuldades, dado o poderio do oponente contrário, o FC Porto foi conseguindo num ou noutro momento lançar-se na defensiva contrária.

Num deles, pouco depois dos 10 minutos de jogo, Cristian Rodriguez cabeceou à trave da baliza do Arsenal, depois de um rápido contra-ataque iniciado por Raul Meireles e com Tomás Costa a cruzar para o interior da área. Uma excelente oportunidade perdida de forma inglória.

No entando, e se alguém pensava que o Arsenal se iria amedontrar com este lance, enganou-se redondamente, porque a diferença de velocidade na circulação de bola e desmarcações era por demais evidente, adivinhando-se a qualquer momento lances de grande perigo na defensiva à guarda de Hélton.

Mesmo assim, e já perto da meia-hora de jogo, voltou a ser o FC Porto a estar muito perto de inaugurar o marcador em dois lances consecutivos protagonizados por Lisandro, proporcionando num deles uma excelente defesa a Manuel Almunia e logo de seguida, na sequência de um canto, com a bola a ser afastada in-extremis da linha de golo por um defesa contrários. A partir daqui, estranhamente, e até final do jogo, só deu mesmo Arsenal em todos os capítulos.

Logo de seguida, surge o primeiro golo para o Arsenal por Robin van Persie que já dentro da pequena área e antecipando-se a Rolando depois de servido por Adebayor, inaugura o marcador, fazendo o 1-0 para os da casa. O FC Porto não mais consegue reagir, mantendo-se amorfo, apático, confuso e sem ligação nas jogadas, quando já muito perto do intervalo, Adebayor no seguimento de um canto, salta mais alto que Rolando e cabeceia para golo, fazendo o 2-0.

O jogo chegava ao intervalo com o FC Porto a ter um trio de ocasiões de golo que muito poderiam ter ajudado a um outro desfecho no final dos primeiros 45 minutos, mas onde o Arsenal mostrou ser sempre mais rápido, acutilante e perigoso do que o FC Porto.

No regresso dos balneários, Lucho entra para o lugar de Fernando, começando ali, quanto a mim, o descalabro total, como mais tarde se veio a verificar. Perdeu-se a meio-campo um jogador de cariz mais defensivo que funcionaria como tampão aos ataques londrinos e manteria Fabregas limitado nas suas acções, para se dar entrada de um Lucho completamente irreconhecível, lento, pesaroso e sempre com um esgar de esforço que mais parecia ir desfalecer a cada passada. Na verdade, o que se passa de facto com «este» Lucho? Chamar a isto «gestão de esforço», agora que vimos com os nossos próprios olhos, é brincar com coisas sérias e passar um atestado de estupidez a quem quer acreditar nessa desculpa. A partir dali, passamos a jogar literalmente com 10 ou até bem menos que isso, já que os outros, também pouco mais faziam que figura de corpo presente.

Para piorar toda a situação, ainda os jogadores faziam faziam o aquecimento para os segundos 45 minutos e já o Arsenal aumentava o score para 3-0 por intermédio de Robin Van Pierse que bisava na partida, aproveitando com a maior das facilidades a clara e inequívoca falta de agressividade das zonas defensivas do FC Porto, que mais pareciam um queijo suiço, tamanhos eram os buracos e a passadeira que era estendida a cada ofensiva adversária.

Se já o estava a ser, a partir daqui, foi o descalabro total, pedindo eu, todos nós, e muito principalmente todos os jogadores de azul-e-branco para que o jogo terminasse rapidamente porque o abismo estava a aproximar-se perigosamente e o cheiro a «goleada» começava a pairar na cabeça de todos os que assistiam à partida.

O Arsenal em ritmo de passeio, treino ou lá o que lhe queiram chamar, mas com uma agressividade atacante digna de registo, foi desperdiçando oportunidades consecutivas de elevar a contagem para outros números, algumas delas até de forma escandalosa, com os jogadores do FC Porto completa e totalmente passivos em campo, sem saber muito bem o que fazer.

Para fecho das contas finais, e quando ainda restavam 20 minutos para o final do jogo, Guarin comete infantilmente uma falta clara para grande penalidade (de uma estupidez total a forma de abordagem ao lance que era aparentemente inofensivo, procurando disputar a bola quando entre ele próprio e a mesma, estavam apenas as pernas do jogador adversário), com Adebayor a aproveitar também para bisar na partida, tendo batido Hélton sem qualquer dificuldade e elevando a contagem para uns impensáveis 4-0 no inicio do jogo.

Entraram então na partida Hulk e Candeias que nada trouxeram ao jogo, senão participar nele, suar um pouco para o banho e poderem trocar as camisolas com os adversários no final do jogo.

Até ao apito final, o quinto golo dos londrinos voltou a estar perto, muito perto de acontecer, o que não se veio a confirmar umas vezes por azar… noutras, por pura azelhice dos atacantes londrinos.

Com esta vitória, e após disputadas duas jornadas da fase de grupos, o Arsenal passou para a liderança do Grupo G com 4 pontos, deixando o FC Porto na segunda posição com 3 pontos. Logo atrás seguem Dínamo de Kiev com 2 pontos e em último lugar, os turcos do Fenerbahçe com apenas 1 ponto.

Como mensagem final ao Prof. Jesualdo Ferreira, é bom que arrepie caminho e encontre rapidamente solução para os vários problemas que se arrastam desde a pré-época e que de jogo para jogo se tornam mais evidentes e claros aos olhos de todos nós… não importa de quem é a culpa, mas é bom que a solução para os mesmos surjam rapidamente, até porque o próximo jogo é de grau também elevado, com a visita ao WC XXI para a liga Sagres. O tempo começa a escassear para o treinador, a nossa paciência tb… por isso, toca a arrepiar caminho e rápido, caso contrário, a «malta assobiativa» está prontinha para entrar em acção... a bem, a mal, quer os jogadores gostem ou não gostem, incluindo o próprio treinador Não basta vir pedir via imprensa o apoio dos adeptos (como se houvesse sequer justiça para esse pedido palavras!)... há que fazer por o merecer, e mesmo que caindo, que nunca que não de pé. O visto ontem, foi mau demais para ser verdade e tolerado sem ponta de preocupação... ESTE NÃO É DEFINITIVAMENTE NOSSO FC PORTO, nem de perto, nem de longe.

Melhor do FC Porto: Uma difícil escolha, muito difícil escolha, mas o meu voto vai direitinho para TOMÁS COSTA que foi o único a conseguir ao longo de todo o jogo, mostrar-se sempre um pouco acima do marasmo e nulidade total de jogo dos restantes jogadores azuis-e-brancos. Hélton, quanto a mim, também ajudou e muito a que no final, só se pudessem contabilizar 4 bolas na sua baliza e Lisandro na primeira parte, uma exibição digna de registo pela raça e bravura demonstrada.

Arbitragem: nada a assinalar… bem no capitulo disciplinar e técnico.

128 comentários:

  1. Agora percebo porque o benitez não jogou o ultimo jogo, estava a ser poupado para o massacre.

    JESULADO p´ra RUA JÀ!

    ResponderEliminar
  2. Caro Blue Boy,infelizmente as nossas previsões(temores) estavam certas.
    O FC Porto está a revelar o que já se sabia:não temos ritmo de jogo nem velocidade para competir com os ingleses:

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Para além do Jesualdo junta a porcaria do Helton.

    É ofertas atrás de ofertas.

    A diferença está nos guarda-redes...

    O MST é que tem razão. Mandem o homem para a bancada e para uma cura de emagrecimento. Tem uma pandeireta que parece a da padeira de aljubarrota.

    Espero que no próximo jogo coloque o Ventura a jogar, que ao menos é Dragão.

    ResponderEliminar
  4. É uma enorme diferença de andamento e de categoria...
    Paciência, espero que se dê uma melhor imagem na 2ª parte.
    Mesmo assim 2 golitos podiamos ter marcado...

    ResponderEliminar
  5. É um Porto de trazer por casa. Amorfo, acomodado, muito certinho na primeira meia-hora, limitando-se a defender, mas quase inofensivo no ataque...

    E, a este nível, quem não mata, morre. Os Dragões desperdiçaram oportunidades e depois cometeram pecados capitais na defesa, com erros primários.

    Falta a 2ª parte, mas assim, sem capacidade de reacção, resta-nos esperar que a diferença no marcador não seja mais acentuada.

    O que se previa está a acontecer. O lado esquerdo da defesa portista está transformado no recreio predilecto dos homens da casa.

    ResponderEliminar
  6. Que saia tb Guarín e entre Hulk, está a demorar.

    ResponderEliminar
  7. desculpem lá um treinador que mete o benitez a jogar num jogo desta responsabilidade só pode ter um destino, OLHO DA RUA.

    ResponderEliminar
  8. Porra,

    Estou a rezar para que isto acabe assim. Estamos totalmente a naufragar. À beira do KO, com uma exibição que ameaça transformar-se numa anedota.

    E o Arsenal vai semeando o pânico. Desperdiçando golos feitos. Valha-nos isso.

    Sinto-me humilhado, sinceramente, e digo-o não pretendendo embarcar numa caça às bruxas. Isso não faço. Não aponto o dedo a treinador ou a jogadores que idolatro. Mas custa perder assim, de forma impotente.

    ResponderEliminar
  9. O lucho entrou pra que? para evitar o massacre? rua com o destreinador......já não há pachorra.

    ResponderEliminar
  10. QUeria dizer que o Helton ao contrário de algumas opiniões que já aqui li, não tem culpa nenhuma deste massacre.Já muito forte é ele psicologicamente para aguentar com tanta incompetencia.....

    Saibam ver futebol, ele é apenas o nosso melhor GR, mas não faz milagres....já o treinador....

    ResponderEliminar
  11. Anónimo,

    Pelo menos, por uma questão de mera educação, não ficava nada mal colocares o teu nome. É que aqui gosta-se de saber quem são os interlocutores.

    ResponderEliminar
  12. Paulo, estou como tu... Não me lembro de tamanha humilhação. Banho total!!!
    76 minutos .. que acabe depressa

    ResponderEliminar
  13. Palavras para quê? Já está desfeita a minha dúvida de saber por quantos íamos perder.

    Este é daqueles dias em que gostava de não ter razão, mas quando nos apercebemos da realidade que outros se recusam aceitar e que só se dão conta da pancada quando essa mesma realidade lhes esbofeteia a cara quatro vezes... acabamos por ter razão mesmo quando não a queríamos ter.

    Há que acreditar, dizem eles. Portista que é portista acredita sempre... mesmo quando se está a perder por 4-0. Santa ingenuidade. Ainda há muitos portistas que acreditam nos glutões, no Pai Natal e que no fim do arco-íris está um pote de ouro.

    Esta derrota já estava mais do que anunciada. Estava na frente dos olhos de todos. Só não a viu quem não a quis ver. Na Europa esta equipa, com este treinador, não tem qualquer estofo para lá andar. Temos que aceitar este facto e não continuar a assobiar para o lado.

    Espero que esta derrota, ao menos, tenha servido para aqueles que acreditam cegamente passem a encarar a realidade de frente por muito que ela nos custe e não continuem a assobiar para o lado.

    Em relação ao jogo, primeira parte enfiado na buraqueira com três oportunidades de golo criadas. Segunda parte vergonhosa, a pior que já vi, alguma vez, o FC Porto fazer. Não levámos uns 7 ou 8 porque não calhou. Lamentável.

    Os que passam a vida a defender o Jesualdo que vão esperá-lo ao aeroporto com um ramo de flores. E já agora, levem também uma coroa de flores para os administradores da SAD.

    E pensar que andámos semanas a lutar na secretaria pela presença na Liga dos Campeões para ver isto.

    ResponderEliminar
  14. A k horas chegam estas bestas ao aeroporto?? RUA COM ESTE PROFESSOR DE TRETA!!! não percebe nada este homem pah!!! Será que ninguém vê isso?? Mais uma humilhação!!!!

    ResponderEliminar
  15. Que vergonha... Jesualdo, vai-te embora e lea contigo estas invenções de treta. Ah, e também o Helton, e o Benitez e outros que tais... Vergonhoso!

    Como é que o gajo para por o Lucho tira o Lisandro em vez de tirar o Guarin, por exemplo? É preciso ser-se muito burro.

    ResponderEliminar
  16. Enganei-me...queria dizer Fernando e não Lisandro!

    ResponderEliminar
  17. Parece que acordei de um pesadelo não me lembro de ver o nosso PORTO a jogar tão mal .Culpas são de TODOS, não tiveram ATITUDE , treinador e jogadores . Só espero que no próximo jogo a equipa jogue muito melhor .


    Abraço

    ResponderEliminar
  18. Dasse,

    Confesso k já tou farto de transformarem o Helton no bode expiatório. Queriam que k, fizesse o impossível?

    Não teve culpa em nenhum golo e ainda defendeu k se fartou, acossado por todos os lados. Parece k há gente k não tem opinião própria, limitando-se a repetir o k lêem nas crónicas do MST.

    ResponderEliminar
  19. banho de bola...
    humilhante, mesmo. acho que nunca vi o porto levar uma banhada deste calibre...


    alguma coisa tem que mudar, sinceramente. nunca pensei que o porto fosse assim tão goleado. PkP!!!!

    ResponderEliminar
  20. banho de bola...
    humilhante, mesmo. acho que nunca vi o porto levar uma banhada deste calibre...


    alguma coisa tem que mudar, sinceramente. nunca pensei que o porto fosse assim tão goleado. PkP!!!!

    ResponderEliminar
  21. Eu bem que gostava de comentar algo sobre este jogo...mas acho que é melhor não...
    Apenas gostava de dizer que o Benitez é um dos maiores filhos da puta que já vi em toda a minha vida, que o Guarin tem cara de anormal e talvez nem na 2ª liga tenha lugar e que o Jesualdo, uma vez mais, teve medo do adversário, joogou para não perder e, sendo assim, perdeu mesmo....
    Uffff... é melhor terminar por aqui...

    ResponderEliminar
  22. Que me perdoem a linguagem...o meu portismo às vezes causa-me destes exageros...Desculpem...

    ResponderEliminar
  23. Como sabem, sou um defensor do trabalho de Jesualdo Ferreira e obviamente que esta derrota copiosa e vergonhosa não me faz exigir o seu despedimento. No entanto, hoje tenho de mostrar o vermelho directo e criticá-lo, porque hoje ele foi incompetente. Mas, não, não sou como estes anónimos e hurakatais que criticam tudo sem saber porquê, nas vitórias, nos empates e logicamente nas derrotas (é fácil...). Mais tarde, porque agora não tenho paciência, vou fundamentar a minha opinião, dizendo em que acho que Jesualdo errou de forma estúpida, além da passividade no banco.

    Mas não foi só o treinador. Os jogadores estiveram mal, andaram à deriva, foram impotentes para travar uma equipa superior e demonstraram, mais que falta de atitude, falta de classe, personalidade e orgulho próprio. Olharam para os jogadores do Arsenal e, desde o início, sentiram-se pequenos. É intrigante! O Bruno Alves nestes grandes palcos parece perder a garra de campeão. O Rodríguez parece deixar de ser combativo. Todos tiveram medo de ter a bola. Não pressionaram o portador da bola. Etc, etc, etc... Quando se chega a um grande palco e se fica completamente bloqueado, chama-se FALTA DE CLASSE.

    Treinador, jogadores, direcção, todos devem ser responsabilizados. O resultado de hoje e, sobretudo, a exibição, são inaceitáveis!

    ResponderEliminar
  24. Caros Amigos!
    Tenho muitos anos a ver futebol e é sempre a mesma coisa.Cada vez mais a condição física é importante no futebol de alta competição.E nós parece que funcionamos ao ralenti...!Enquanto eles pareciam autenticos foguetões.

    Estou destroçado...!

    Vergonhosa a prestação da equipa portuguêsa.

    Temos de entender que a equipa de futebol do FC Porto ao nível da preparação física está muito longe dos níveis europeus. Os jogadores deram sempre a impressão de correrem a 50 à hora enquanto os adversários corriam a 100 à hora.Chegaram sempre primeiro à bola,anteciparam-se permanentemente...etc...etc.

    Abraço

    PS - Agora vem o SCP e as perspectivas são francamente péssimas.

    ResponderEliminar
  25. Bruno Pinto,

    Não é criticar tudo sem saber porquê, é criticar antes de coisas acontecerem. É saber ver longe. Tu és mais um daqueles que andava a dormir e acordaste com 4 bofetadas na cara que já nem sabes a quantas andas.

    Pega no ramos de flores e vai esperar o teu querido destreinador ao aeroporto. O homem está a precisar de carinho e conforto nesta hora difícil.

    ResponderEliminar
  26. Não opino pela culpa solitária.
    Uma bola no ferro e uma salva sobre a linha ainda antes da classe de Van Persie demonstra que o esquema não estava assim tão mal montado.
    A entrada do Tomás Costa na direita foi positiva, ajudou na defesa e não deixou de atacar.
    E tenha-se em atenção, na esquerda, que não será qualquer um a travar o tal de Walcot.

    A equipa acusou o ambiente e a inexperiência de muitos jogadores na Champions.
    Nervosa q.b., sempre a defender atrás, com medo de segurar a bola e erros defensivos de palmatória que até poderiam ter dado um resultado mais dilatado.
    Valeu o empate dos restantes do grupo que nos permite o 2º. lugar.

    Que este banho de bola incuta agora revolta e garra para, no Domingo, bater-mos o Sr. Lucilio + onze.
    Sempre Porto!!!

    ResponderEliminar
  27. Antes de criticar os jogadores (excepto o Benitez que é mesmo muito fraquinho) gostava de ver o que faria Arsene Wenger com o plantel actual do Porto. Ele pega em miúdos que ninguém nunca ouviu falar e põe-nos a jogar com gente grande. Desde a defesa até ao ataque, não falham um passe, não perdem uma bola, por muito pressionados que estejam encontram sempre a melhor solução. Eu não percebo muito de futebol, mas acho que isto é dedo do treinador. Acho que se o Wenger estivesse no banco do Porto e o Jesualdo no do Arsenal com exactamente os mesmos protagonistas, assistiriamos a uma partida idêntica mas favorável ao Porto. Arranjem um treinador decente, que goste mesmo de futebol bem jogado. Esta história das transições rápidas é apenas um nome ponposo para o pontapé para a frente. invarialvelmente termina nos pés do adversário. De vez emqundo, muito de vez em qundo lá surge um golito num destes lances.

    ResponderEliminar
  28. Numa exibição destas, colectivamente paupérrima, vir criticar o Benítez, como se tivesse sido ele o responsável, não lembra ao diabo. Na primeira parte, muito fez ele, com Sagna e Walcott na zona dele, com o Guarín incompetente tacticamente e com Jesualdo a não perceber que o Rodríguez deveria ter tapado a ala esquerda em vez de jogar na frente. Ainda por cima, Fabregas caiu muitas vezes na sua zona. Ninguém viu isso. Na direita, na 1a parte ninguém entrou. Porquê? Porque o Sapunaru é um mestre? Obviamente que não. Porque teve do lado dele Tomás Costa, jogador culto tacticamente e melhor do FC Porto hoje juntamente com Lisandro e porque Meireles teve sempre tendência para cair mais para a direita.

    Na 2a parte, o Benítez foi mais um numa equipa perdida e o Arsenal entrou pela esquerda, pela direita, pelo centro, por todo o lado, porque o FC Porto não existiu e fez a pior exibição que me lembro. O Bruno Alves, por exemplo, teve a mesma merda de Benítez! Na 2a foi um colapso colectivo, com erros individuais primários, mas, sobretudo, uma equipa colectivamente desfeita.

    ResponderEliminar
  29. Hurakatai,

    Ver longe?? O que é que tu vês? Não gostas do treinador e criticas TUDO o que o homem faz. Nos títulos nacionais também estavas a ver longe? Foste dar flores ao Jesualdo e felicitá-lo?

    Não me fodas a cabeça, caralho! Já vejo o que escreves há muito e já percebi há muito que és um gajo que critica destrutivamente tudo o que o treinador faz. Hoje é muito fácil para ti, fica com a taça. Mas quando conquistarmos vitórias, quero ver-te a dar mérito a quem o tem, ou então mais vale ficares muito caladinho.

    ResponderEliminar
  30. Novamente, se preciso fosse, ficou provado k Jesualdo até sabe montar esquemas tácticos, e bem...

    A estratégia poderia ter dado frutos. A velha questão do "se", com aquelas 3 claras ocasiões de golo para o Porto...

    O pior é qd as coisas não correm conforme o previsto, fugindo do guião montado e decorado. Aí, Jesualdo deixa a desejar.

    Sinceramente, os horripilantes 45 minutos da 2ª parte, com a equipa à beira do naufrágio, sem k nada fosse feito para obstar a tamanha humilhação.

    Não estamos a discutir os 4 k levamos. Mas sim a quantidade impressionante de golos desperdiçados pelos gunners. Repito, sem que nada fosse feito para estancar a hemorregia.

    Falta apenas saber qual a dimensão da catástrofe e se ela deixa sequelas para o futuro.

    Nesta fase, assim, prefiro ficar em 3º do grupo e ir à UEFA. Passar aos oitavos para sairmos novamente pela borda fora, perdendo prestígio, não vale a pena...

    Importa recuperar os indíces psicológicos para Domingo, o que será uma tarefa hercúlea. E, qd as coisas começam a corer mal, tudo nos acontece. Temo k um golo madrugador no clássico nos deite abaixo.

    Aguardemos, então, de forma serena, apoiando positivamente a equipa, nesta fase difícil. É assim que se vê ao amor clubista, não embarcando em acusações ou linchamentos mediáticos.

    Nada está perdido!

    ResponderEliminar
  31. Eu só assisti aos primeiros trinta minutos e aos últimos vinte. Quando eles marcaram aquele golo, completamente à vontade levantei-me e fui dar um passeio.Quando cheguei estava o Arsenal a marcar o quarto. Sinceramente não compreendo aquele meio-campo. Então inicialmente, não pôde jogar o Lucho e depois entra para fazer sair o Fernando?...O Guarin esteve sempre a navegar.Tomás Costa esteve bem, Lisandro na primeira-parte, os restantes completamente espartilhados e perdidos, aquele primeiro golo...Nunca vi semelhante!-Levantei-me e, adeus pessoal até d'aqui a uma hora!...
    O que mais me custou foi ver a cara de gozo do Wenger. -Não é para menos, eles chegaram a trocar a bola nas calmas, dentro da nossa área.Parecia-mos uma equipa de juniores. Agora gostaria de dizer uma coisa: -Há para aí uns senhores -hurakatai e ricardo.costa- que devem estar muito satisfeitos com o que aconteceu, pessoas destas, para mim não são adeptos do Porto. Gostaria que eles explicassem qual é a teoria do Professor..."Vamos lá experimentar mais uma vez!" Foram quatro desta vez? -Que galo, ou que sorte? Poderiam ter sido para aí sete!
    Professor para a próxima, por favor, pergunte-me o que deve fazer!
    Desculpem a pergunta: O jogo repete amanhã?

    ResponderEliminar
  32. A frase do comentador da RTP, um dos experts nacionais que mais e melhor escreve sobre futebol, Luis Freitas Lobo, diz tudo sobre o jogo.

    "O Arsenal diverte-se!"

    ResponderEliminar
  33. È assim, eu qundo vi as imagens das equipas no túnel para entrarem no campo, relativamente á equipa do porto sinceramente não gostei do que vi, parecia que os jogadores iam entrar para uma câmara de tortura.Admito que é muito dificil jogar no Arsenal, mas entrar derrotados é que não pode ser....foi isso que eu vi.Culpa de alguém? o que acham?
    O jesualdo deve ser totalmente alheio a esta atitude....Agora depois vir para aqui falar em 2 bolas que podiam ter entrado se...
    Um grupo ou uma equipa é um pouco o reflexo de um lider com as suas qualidades e virtudes, e jesualdo álem de incompetente tem muito MEDO.

    ResponderEliminar
  34. Isto de ir buscar adjuntos que já foram corridos de equipas de 2ª linha, tem muito que se lhe diga.

    A preparação física do FCP é gritante.

    A equipa joga 20 a 30 minutos e depois dá o estouro completo.

    Mas pronto, é continuar a apostar no pote do final do arco-iris, por vezes acertamos no pilim...

    Quanto a alguns que aqui comentam, só lhes digo, que fiquem com a imagem do treinador do Arsenal a rir-se à grande da equipa do FCP.

    Comprem uns raminhos de alecrim e rosas e podem seguir para o aeroporto esperando os dois ranhosos do treinador e do adjunto, para os confortar.

    Levamos 4 mas o resultado fosse 8, não era de estranhar.

    Só alguns ainda não perceberam que todos os treinadores que tiveram grande sucesso no FCP, foram acossados na comuniação social. Porque será que o Prof. Pardal não o é?

    Claro que já esperava perder, mas ver a equipa completamente desnorteada, sem saber chutar uma bola da grande-área, com os jogadores a olhar uns para os outros sem saber minimante o que fazer? Que vergonha.
    Lindo trabalho de treino específico e de mentalização psicológica. Sim senhor.
    Ficamos elucidados quanto à capacidade em montar e formar jogadores.

    Até na derrota devemos mostrar de que raça somos feitos.

    ResponderEliminar
  35. Sem tecer grandes lonas sobre questões técnico/tácticas uma coisa é certa:
    O nosso FC Porto não é isto.

    A apatia instalou-se, alguns jogadores parecem inertes e estão a sucumbir, lentamente, à pressão de representar o Campeão Nacional.

    A descrença começa a minar a nossa casa.
    E vejo o Jesualdo cada vez mais sozinho e sem soluções.


    E, estou farto de ouvir: " Perde-se um jogo, ganha-se uma equipa ".
    A jogar assim arriscamo-nos a chegar ao fim das provas oficiais com um tremendo insucesso e sem equipa.


    O nosso FC Porto não é isto!!!


    Ps: No Domingo é para vencer!!!

    ResponderEliminar
  36. É com pena q vou dizer isto mas estive a ponderar até agora e julgo q chegou o momento de ser claro e evitar os paninhos quentes q tenho usado para não esquecer o título q ganhou o ano passado:

    O Professor Jesualdo é claramente uma menos valia no FC Porto. Com este treinador o FC Porto parte sempre com pensamento derrotista nos jogos de maior cartaz.

    A incompetência dele para um jogo da champions ficou bem demonstrada. Só ele é q não viu até aos 30 minutos q o lado esquerdo parecia um queijo suiço, benitez e guarin estiveram desastrados... depois com 2-0colocar o lucho a passo sem se poder mexer n lembra a ng...

    DEPOIS EM TERMOS MOTIVACIONAIS O HOMEM SÓ SABE TRANSMITIR DEPRESSÃO.

    espero q me engane mas domingo às 2130h o homem vai pedir a demissão.

    ResponderEliminar
  37. Acompanho com alguma regularidade os jogos do F. C. Porto, embora não me considere fanático. A derrota com o Arsenal veio apenas confirmar a idéia que o sr. Jesualdo é um treinador mediano, medíocre até em termos internacionais. Este ano, ainda por cima foi buscar para adjunto o sr. Luis Gomes, conhecido por deixar um lastro de péssimos resultados nas equipas onde passou. Julgo que temos jogadores para fazer melhor e dar uma imagem muito mais positiva lá fora. Mas com esta equipa técnica, sinceramente, não vejo que tal possa suceder. Os adeptos que são sócios e vivem mais intensamente a vida do clube e as suas prestações desportivas deveriam fazer chegar o seu descontentamento e tristeza à Sad e ao Presidente, porque o clube é deles. Ajam, por favor.
    Saudações portistas.

    ResponderEliminar
  38. Podemos discutir muito, falar muito e até esboçar teorias sobre o que hoje correu mal, mas, e como alguém muito bem disse, a questão fundamental é de falta de classe, e esta é inquestionável em dois jogadores que hoje demonstraram bem o que valem, isto é, uma MERDA!
    Sim, eu admito perder com o Arsenal, é uma grande equipa, tem um treinador experiente, jogadores muito mais caros que os nossos, etc, etc, agora, o que não admito (isso não admito de maneira nenhuma) é que o Sr.Jesualdo Ferreira continue em insistir em joagores como Benitez, Guarin e Mariano!São uma autêntica merda, não tem classe e não merecem envergar aquela camisola...São uns autêntico zeros à esquerda que têm de ser corridos do onze inicial sob pena de mais vergonhas como esta acontecerem...
    Porra, não me digam que o Pele veio para ficar no banco?!?!
    Não me digam que não temos melhor que o Sr.Benitez?!?!
    Foda-se, não me digam que o Guarin tem lugar no onze inicial? Que não há melhor que aquilo?!?!

    ResponderEliminar
  39. Viva !

    Vi o jogo por partes. Foi independente da minha vontade.

    Estava esperançado, mas quando vi aquele falhanço ou azar por volta dos 30 minutos (com a baliza aberta ) pensei logo que o jogo estava perdido.

    Estes momentos são as instancias giratórias e decisivas dos jogos de futebol. Talvez seja isso que faz a magia do futebol. Efectivamente, depois o Porto perdeu pé.

    Perdeu pé porque acusou o golo. Começou a recuar demais em campo. O que denota falta de experiência.

    É que a Liga dos Campeões pede concentração durante os noventas minutos mais descontos. Isso faltou ! Mas acho que também já tinha acontecido perante o ferne.

    E pelo que vi da segunda parte as linhas deixaram de funcionar. E ainda sendo um real desastre.

    Sem dúvida alguma que fisicamente o Arsenal foi mais forte. O que pode explicar muita coisa. Mas também não deixa de ser verdade que é praticamente impossível uma equipa do continente, neste início de época, fazer jogo igual com uma equipa Inglesa do ponto de vista fisico. Creio já ter dito isto aqui pelo passado. Lembrem-se no ano passado da derrota do Marselha perante o Liverpool. E na altura Nasri jogava pelo Marselha. Mesmo resultado, salvo erro.

    Melhor ainda : Peguem nos resultados entre equipas inglesas e equipas do continente até Março/Abril nes últimos anos e comparem.

    Depois acho que tudo saia bem ao Arsenal. Estavam em dia sim. Como estiveram em dia não no último jogo do seu campeonato.Talvez aquela perdida lhes tivesse dado confiança.

    Como não vi o jogo na sua integralidade não posso ajuizar plenamente. Mas não entendi muito bem a saida de Meireles.

    Por outro lado, um Lucho faz falta. Só que não parece estar bem fisicamente (pelo que vi)

    O Porto tem uma equipa jovem. Creio que será preciso trabalhar o entrocamento, a fusão entre as linhas.

    Não estou a desculpar. Estou a tentar compreender.

    Gostei do Tomas Costas !

    O resultado do dínamo-fener foi penso um resultado positivo para nós.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  40. RCBC,

    Diz-me lá um gajo mais adequado que o Benítez no nosso plantel para jogar hoje a lateral-esquerdo, partindo do princípio que o Fucile não estava bem fisicamente (é o que se consta...). O Lino? Ías por o Lino do lado do Walcott? Viste como ele passou pelo Bruno Alves em velocidade? O Walcott passaria em velocidade por qualquer um, qualquer um que jogasse. O erro foi do Jesualdo que não colocou o Cebola a tapar a faixa esquerda à frente do Benítez. A merda também foi do Guarín que não sabe sequer posicionar-se em campo. O problema da 1a parte, foi a ala esquerda, porque faltava lá um gajo, o Cebola. 3 para 2 sistematicamente, com a agravante de o Guarín ser um gajo inculto tacticamente.

    O Benítez é fraco, mas para este jogo não havia melhor. Em vez de se criticar o Jesualdo, ou o jogador, que não tem culpa de ser fraquinho, acho boa ideia questionar-se a SAD porque foi contratar um jogador suplente ao Lanus. Essa é que é a questão.

    ResponderEliminar
  41. Por estas e por outros é que já há uma petição a circular na net para mandarem o jesualdo embora.

    www.peticao.com.pt/despedir-jesualdo

    Eu já assinei e peço a todos os portistas que façam o mesmo e a divulguem.

    ResponderEliminar
  42. João Salvado Rocha30 setembro, 2008

    Meus amigos. Fomos humilhados e ponto final. Erros? muitos. Helton hj ate so falhou no 2º golo, safou muitos. o problema,está, que o nosso rico treinador ainda pensa que está na pré-epoca.sempre a inventar. ja se percebeu desta a supertaça que benitez é merda, lino anda a jogar bem, vai po banco. cebola anda a jogar constantemente mal, titular. hulk que sempre k entra dá dinamica, está no banco. guarin entra sempre a frio a titular assim do nada. dá para ter fio de jogo assim? claramente o melhor onze do porto neste momento é Nuno, fucile, b.alves e rolando e lino. meireles,fernando, lucho e tomás costa, hulk e lisandro. Jesualdo desculpa mas tens que admitir que és outro Fernando Santos, 80% sorte e 20% de estrelinha.

    ResponderEliminar
  43. Bruno,

    Concordando com as tuas análises, até ao momento, parece-me que a vinda do Benitez teve k merecer o beneplácito do Jesualdo. Só pode. Não quero acreditar que o Jesualdo se submetesse à humilhação de lhe imporem jogadores...

    Assim sendo, a contratação do suplente do Lanus teve k ter o aval do nosso treinador.

    ResponderEliminar
  44. Paulo,

    O que eu acho é que a SAD propõe e ele aceita, talvez vendo umas cassetes mas sem os conhecer a fundo. Não acho que ele conhecesse o Benítez, simplesmente aceitou o que lhe propuseram. Sinceramente, acho que o Jesualdo não tem o pulso suficiente para impor a sua vontade quanto a vinda de jogadores...

    ResponderEliminar
  45. «acho que o Jesualdo não tem o pulso suficiente para impor a sua vontade quanto a vinda de jogadores»

    então Bruno:

    Achas q ele é o homem ideal no comando da nossa equipa?

    Acho q todos concordamos... Não é.

    ResponderEliminar
  46. A análise é fácil de ser feita. O treinador é fraco e os jogadores muito fracos. Daqueles que entraram este ano, quais é que se aproveitam? Talvez o Tomas Costa e o Hulk. Do resto, nada. Ano após ano, entram muitos jogadores (para satisfazer os bolsos dos empresários?), mas a qualidade vem decaíndo cada vez mais. Em minha opinião, Guarínes, Benitezes, Sapunaros, Bollatis, Marianos (4M€ meu Deus???), Stepanovs, Farias, Fuciles e Heltons, são para despachar no próximo ano. E deve-se começar a aproveitar alguns jogadores portugueses emprestados como o Bruno Gama, e estrangeiros como o Ibson, priviligiando também a contratação de jogadores portugueses que sintam a camisola, e estrangeiros que joguem no nosso País, e que conheçam a realidade portuguesa. A partir do momento que o nosso clube começou a receber muito dinheiro da venda de jogadores, entrou-se numa espiral de transacção de dinheiro, a sair e entrar, que em nada o beneficiou. Acho que se deve pensar muito bem no que está a acontecer ao Porto, e para onde ele está a caminhar...

    ResponderEliminar
  47. Caro Bruno,

    Entre Lino e Benitez? Venha o diabo e escolha...No entanto, parece-me,na minha humilde opiniao,o Lino tem feito bem mais do que o Benitez nos minutos que tem jogado...
    Mas o problema de que fals é exactamente o mesmo de que eu falo...Eu nao posso admitir que um suplente do Lanus seja titular do FC Porto...
    Ah, e só mais uma coisa:em tempo útil, critiquei a compra absurda de tantos sul-americanos..Nao se lembram?!?!?Parece-me que nao me enganei...Infelizmente...

    PS:Ter Rodriguez e ter Quaresma não é seguramente, a mesma coisa...por aqui me fico...

    ResponderEliminar
  48. Para animar:

    -no ano passado dp de perder 4-1 em liverpool ganhamos na luz

    -a última vez q perdemos 4-0 na europa foi em 97/98 em madrid e nessa época ganhamos o...tetra...

    ResponderEliminar
  49. e continuamos em posição de apuramento pois o fener e o dinamo empataram 0-0...

    ResponderEliminar
  50. Lucho,

    Depois de uma derrota destas é sempre muito cómodo vir aqui dizer que ele não é o homem ideal. Eu sou um gajo de convicções, tenho a minha opinião e não mudo ao sabor do vento. Não elogio só nas vitórias e não critico só nas derrotas. Não funciono assim. Critico e elogio de acordo com o que é a minha opinião.

    A minha opinião sobre Jesualdo é conhecida e mantém-se: ele é competente e percebe de futebol, até porque já nos deu 2 campeonatos.

    No jogo de hoje, errou e muito, foi incompetente no jogo de hoje, esteve mal. Também já disse isso anteriormente. Mas não é por um jogo que avalio a competência de um treinador, seja uma derrota por 4 - 0, seja uma vitória por 5 - 0. Avalio pelo trabalho desenvolvido ao longo do tempo e aí ele tem cumprido.

    Quanto a ele não impor a sua vontade na vinda de jogadores, não vejo qual o espanto. Talvez só o Mourinho tenha conseguido fazer isso, os outros comem o que lhes dão. Quando muito, escolhem perfis de jogadores que precisam, as escolhas concretas é a SAD que as faz. E não me parece que seja só com Jesualdo que isto aconteça. Lembras-te do Adriaanse? Queria o Hesselink. E a SAD: 'Não queres não'!!!

    Isto acontece no FC Porto e na maioria dos clubes. A independência dos treinadores só vai até um certo ponto, porque nem todos são Mourinhos. Depois, há os Camachos, que não têm o que pedem e batem com a porta com 2 semanas de trabalho, como ele fez no Real Madrid.

    Vejo onde quiseste chegar, mas essa questão não me parece particularmente relevante no que concerne a competência ou ser o homem ideal ou não.

    ResponderEliminar
  51. Eu nao comento...blackout...afinal só perdemos 3 pontos e ate se vir-mos bem as coisas perdeu-se o jogo mas ganhou-se uma ekipa..por este andar vamos ganhar ekipa de 15 em 15 dias mas perder todas as competiçoes da epoca...Havera mto para explicar ou para escalpelizar...confesso que fica dificil criticar quando nao ha ponta por onde se lhe pegue...
    2pontos previos...a ekipa esta a ser restruturada mas a faltas das 3 pedras do plantel passado nao explicam tudo...a condiçao fisica nao sei se é boa se má..mas a ver por lucho algo se passa....depois amigo jesualdo tente ao menos dar 2/3 jogos seguidos a um qualquer sistema de jogo ou modelo preconizado e pensado por si..é k isto de contruir e montar eskemas tacticos em funçao do adversario ate é bem idealizado..o problema é quando pensamos demais nos outros e nos eskecemos do que sabemos jogar e temos receio de o mostrar....Se acha que nao deve daitar fora o 4--3-3- da epoca passada entao trabalhe-o de forma a que possa tirar dele dividendos...a pre-epoca ja la vai e uma coisa aprendi no mundo do futebol...Os treinadores nao inventam nem devem impor eskemas tacticos devem isso sim estudar as potencialidades dos seus jogadores e entao sim montar um modelo k se adapta as caracteristicas dos jogadores k tem a disposiçao..neste momento o Porto é uma amalgama de jogadores k jogam em kualker sistema nao jogando sistematicamente nada....
    Um exemplo nao se pode querer tirar partido do contra-ataque se nao temos jogadores rapidos no plantel nem somos fortes a defender..isso é dos livros...fico por aki...porque como disse preferia ter perdido 1000€ que ter a sensaçao que me invade de tristeza...4 na pá aos olhos da Europa foi por isto que lutamos e queremos estar na montra do futebol europeu...115 de historia nao mereciam um jogo assim...pobre rodriguez estava de aniversario..deve ter pensado que nem os Gayvotas do ano passado fariam pior...

    ResponderEliminar
  52. Jorge da Silva01 outubro, 2008

    Hoje é para mim e para toda a nossa familia um dia muito triste!
    Não pela derrota em si,porque á partida penso que muitos poucos pensariam que poderiamos vencer o Arsenal em Londres pelos ultimos jogos realizados pelo nosso FCP.Mas
    até aos 30m não estivemos nada mal e até tivemos 2 oportunidades flagrantes de golo e eis que a partir desse momento veio o descalabro total e só não levamos mais não sei como!Não percebo muito de tacticas mas vejo que temos jogadores que ´ai jasus´ não teêm o minimo de categoria para envergar as cores azuis e brancas!
    Confesso que nunca nutri grande simpatia pelo mister mas na minha opinião os principais culpados são os gestores da SAD que nos ultimos tempos nos teêm brindado com jogadores que nem no Candal eu os queria.Uma palavra tambem para o adjunto que no meu vêr tambem tem uma cota grande na responsabilidade
    da maneira como nos apresentamos no terreno,esse gajo é um enterra!
    Bem!Domingo lá vou á mouraria vêr como nos comportamos. Espero vir de lá com um sentimento adverso ao que nesta altura estou a sentir!
    Força PORTO.Nunca estarás só..!!!

    ResponderEliminar
  53. RCBC,

    Falaste bem. Eu também acho que venha o diabo e escolha, são os dois fracos, tanto um como outro não têm categoria para jogar no FC Porto. Eu SEMPRE disse isso, não estou agora a dizer porque perdemos 4-0. Quando o Lino foi contratado, torci logo o nariz, sempre disse que não compreendia porque não se ía buscar o Antunes ao Paços. Era jovem, tinha potencial e hoje é titular no Lecce (Série A) e até já vai à Selecção. Sobre o Benítez, basta ver o meu último post.

    Para o jogo de hoje acho que o Benítez era mais indicado porque é melhor defensivamente. Quando o jogo for em casa, contra equipas fechadas, acho que aí já se justifica o Lino. Mas nem um nem outro têm categoria suficiente. Do Fucile, gosto, mas, além de estar com problemas físicos, esta temporada, sempre que jogou, foi uma nódoa.

    Sobre as diferenças entre o Quaresma e o Rodríguez, é óbvio que existem e muitas, mas também te digo que na derrota, há dois anos, com o Arsenal (2 - 0), também levámos um grande banho colectivo e o Quaresma foi uma nulidade. Eu lembro-me bem. Aliás, com uma equipa com Pepe, Bosingwa, Lucho, Anderson, Quaresma, levámos um banho na mesma, não como o de hoje, mas um banho. Isto para dizer que, num jogo como o de hoje, importa mais responsabilizar o colectivo (ambora também tenha havido muitos erros individuais, e que deram golos), porque quando o colectivo não funciona, quando se é engolido da forma que fomos hoje, cada jogador individualmente ressente-se. Isto é, metias o Quaresma no lugar do Cebola e levávamos 4 na mesma...

    ResponderEliminar
  54. Estive até agora a remoer esta dor humilhante que arranjamos. Não por ter perdido por 4-0 (não foi a 1ª vez nem será a última), mas pela miséria que foi a partir do 1º golo do Arsenal. É absolutamente inacreditável a passividade de toda a gente (especialmente Bruno Alves e Benitez) no lance do 1º golo quando a bola é metida dentro da área para o Adebayaour e ele fica em frente ao Helton, pára e espera pelo Van Persie com o Rolando também a dormir. No 2º mais um canto (costume na Champions) com a marcação à zona a dar barraca. O terceiro a abrir a 2ª parte é o pior possível com um magnífico alívio do Benitez para os pés de um adversário e uma escorregadela do Bruno Alves e, finalmente tudo ficou ainda mais horrível com aquela falta do Guarin (o árbitro também deu uma ajudinha).
    Sinceramente, o que hoje se confirmou foram apenas os piores receios que todos tínhamos. Desde o Jesualdo inventar uma táctica nova até à flagrante falta de categoria de Benitez e Guarin. Além disto, o treinador, para piorar, ao intervalo, tira o Fernando (não foi por ele que as coisas correram mal) e põe o Guarin a trinco e o descalabro foi total. O Guarin que é muito fraco e tacticamente é uma nulidade foi ocupar o lugar mais importante de toda a equipa (boa invenção do professor). Para ajudar à festa ainda resolve dar um pontapé num adversário dentro da área. Desculpem-me todos porque o Guarin é jogador do Porto mas, naquele momento, o treinador só tem uma coisa a fazer: mandá-lo tomar banho. Mas o nosso Prof. Pardal que deve ter dormido uma boa soneca durante todo o jogo espera até aos 80 minutos para fazer a última substituição (devia ser para atacar o cansaço do Arsenal que só jogou no sábado).
    Para finalizar, antes de vir aqui ao blog, passo pelo site do JOGO e vejo as declarações do Jesualdo a dizer que só perdemos 1 jogo. Mais uma vez peço desculpa porque ele é o treinador do PORTO, mas que caramba, o homem não sabe o que é o FUTEBOL CLUBE DO PORTO. Para mim, depois destas declarações só tinha um caminho: ir para casa, calçar as pantufas e não voltar a aparecer mais no clube levando com ele a nulidade do José Gomes que todos os clubes que treinou, foram para a 2ª.

    Mas a culpa não é só do treinador e dos jogadores. Esta SAD está inquinada e alguém tem de dar explicações para algumas contratações. Como é que se fazem tantas pesquisas e se vão buscar jogadores da craveira de um Benitez que nem no leixões (está lá o Diogo Valente) tem lugar.

    ResponderEliminar
  55. De qualquer maneira, depois de ter dito o que disse, estou aqui para reafirmar o meu desejo que tudo corra pelo melhor no próximo fim-de-semana e se Jorge Nuno Pinto da Costa passar por aqui, pedir-lhe: -Senhor Presidente, por favor chame o Artur Jorge, veja se o chama para ele ensinar algumas tácticas ao Jesualdo! Já aqui o disse ele e o Rei Artur fariam uma dupla temível. -Por vezes -senão sempre-, mais importante que ter muitos e bons jogadores é contratar um grande Treinador.Melhor que ter dois Quaresmas, é ter uma pessoa que tenha génio, ou melhor dizendo, que tenha "esperto no cabeça"!

    ResponderEliminar
  56. Uma apreciação individual:

    Helton: Até pareceu um bom guarda redes pois fez algumas boas defesas e nos golos não teve grande culpa
    Sapunaru: Sem comprometer mas também sem rasgo; medíocre
    Rolando e Bruno Alves. Maus; tiveram culpas nos 3 primeiros golos e nunca deram segurança.
    Benitez: Coitado deste; ainda deve estar a tentar parar um puto que lhe apareceu à frente e que passou por ele como uma bala; a culpa não foi dele, foi de quem o pôs lá.
    Fernando: Não foi por ele que perdemos mas foi sem ele que fomos humilhados.
    Tommy: para mim o menos mau do Porto; tentou rematar, lutou, correu e como estava ser menos mau, o treinador passou-o para a esquerda para complicar.
    Guarin: Este parece que é eléctrico; mexe-se muito, esperneia mas, quando é preciso não se encontra; na 1ª parte o lado esquerdo era dele e ele não esteve lá; na 2ª era trinco e só se viu a fazer um penalti estúpido; além disso passar a bola só se for para os adversários.
    Raul Meireles: perdeu-se naquele turbilhão e não é jogador para transportar jogo para a frente.
    Lisandro: Aqueles 30 minutos iniciais foram do melhor este ano mas, depois, afundou-se e acabou de rastos.
    Rodriguez: Completamente perdido e sem apoio; muito fraquinho.
    Lucho: como é possível que numa época que começou à 1 mês esteja tão mal fisicamente depois de, pela primeira vez que cá está, ter feito pré-época? Que preparação física é esta?
    Hulk: Entrou sem saber o que fazer; pudera, nessa altura o prof dormia.
    Candeias: Para quê meter o miúdo aos 80 minutos? Este prof é mesmo...

    Prof.: Um treinador que na 3ª participação na Champions comete os mesmos erros da 1º jogo é burro.

    ResponderEliminar
  57. type O_POSITIVE01 outubro, 2008

    "115 de historia nao mereciam um jogo assim..." - Depende... se forem os primeiros 15 desses 115... são aqueles que nunca existiram, (...) como a equipa na noite de hoje!

    ResponderEliminar
  58. Jesualdo tem de sair já! (nem sequer deveria ter entrado,mas isso ...)

    A SAD também terá de cair, mas a seu tempo...

    O FC Porto não merece ser tão mal representado. Humilhação TOtal.

    Europa inteira riu-se de nós.

    Ver o Fabio Capello e o Arsene Wenger às gargalhadas ao mesmo tempo que via um baile nunca antes visto...é terrível.

    http://legionofdragons.blogspot.com

    ResponderEliminar
  59. Várias pessoas chamaram a atenção para um dado esclarecedor: O Porto apenas fez sete faltas durante toda a partida! -Bem sei que queremos ou gostaríamos ser os bons da fita, mas também não é preciso exagerar. Assim tão macios contra uma equipa jovem, ambiciosa e rápida é entregar à partida todo o ouro ao bandido, ou então a táctica é mesmo essa, começar a jogar tipo salto alto, para que -por exemplo- em Alvalade não nos possam censurar por sermos muito violentos! Rochembak, Polga, Tonel, João Moutinho, Derlei, Abel fazem em média, cada um deles o mesmo que a equipa toda do Porto.Isto para só falar no Espórtin!

    ResponderEliminar
  60. Nem sei o que dizer. Jesualdo nunca foi nenhum génio mas agora com a merda do José Gomes ao lado ainda está pior.
    Abram os olhos para a desastrada política de contratações que tem sido realizada pela SAD.
    Olho para esta equipa e não me identifico minimamente com ela.
    Guarin? Uma anedota
    Saudações de um portista que madrugou para ver esta merda de jogo

    PS: Em Dezembro vem mais um contentor de sul-americanos e o pessoal bate palmas

    ResponderEliminar
  61. Peço a todos os adeptos do F.C. Porto, que assinem a petição que está a decorrer neste momento, para mandar este senhor às favas. É um treinador médio, não é treinador para um clube de top mundial como é o F.C. Porto. Por favor assinem em http://www.peticao.com.pt/despedir-jesualdo.

    ResponderEliminar
  62. Num momento destes um portista tem de fazer um grande esforço de contenção. Eu tento, mas não posso deixar de dizer o seguinte: quando uma equipa se vem queixar, treinador incluído, dos assobios dos adeptos e não é capaz de ser superior a isso...alguma coisa está mal sobre o ponto de vista mental.
    Ontem, isso foi claramente notório, depois do 1º golo do Arsenal, com a equipa a desmoronar-se como um castelo de cartas.
    As culpas não podem ser atribuídas exclusivamente ao Jesualdo, mas um treinador que não transmite convicção, raça, espírito ganhador...tem muitas responsabilidades.
    Há treinadores que podem estar todos borrados, mas aquilo que transmitem para dentro e para fora, é confiança, fé, crença...com Jesualdo eu nunca senti isso.
    Depois é preciso dizer que custou muito ao F.C.Porto conseguir todo o prestígio que tem na Europa do futebol e portanto, nunca pode baixar a níveis tão baixos e desbaratar, com um comportamento, tão pobre todo esse capital, que tanto custou a adquirir.
    Se só temos equipa para consumo interno não se justifica um orçamento de 60 milhões de euros.
    Eu não culpo Benítez, mas culpo Jesualdo por meter o Benítez e pergunto: o que ganha o F.C.Porto com o argentino em vez do Lino? Ganha defensivamente? Não como se viu! Ganha ofensivamente? Então aqui nem se fala! Porque joga então Benítez? Ah, com Benítez o B.Alves tem de estar sempre preocupado com ele e não joga nada.
    Andamos e nós estivemos na luta, numa Guerra sem quartel, para irmos à C.League, não podemos, agora com exibições deste tipo, beliscar a nossa auto-estima, de Dragões orgulhosos.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  63. Por muito que queira propagandear o meu Portismo e orgulho Dragão...sinto-me mal!!!Merecemos aquilo que temos porque nao fizemos por ter mais...Os espiito Azul nao morre pelos quatro secos mas hoje é dificil explicar e fazer entender a quem quer que seja como é que somos o expoente maximo e abandeira do futebol alem fronteiras...a jogar assim alguem acredita ou se atemoria com as nossas cores!?!?!?Mais valia que o TAS nos tivesse impedido de participar na CL...levo 32 anos de DRagão e ha muito que nao me sentia tao humilhado....e nem me interessa discutir se a culpa morre solteira ou nao, tenho duvidas se algumas equipas do meio da tabela da nossa Liga levariam 4 nos Emirates!!!!!
    E agora que Porto sobra ????...quem é que vai unir os cacos...eta equipa esta para o futebol como as Bolsas para o Mundo economicista "Crash...BOOM...BANG"

    ResponderEliminar
  64. Boas pessoal (se é ke é). Mas infelizmente o meu último post veio-me dar razão. Este Jesualdo é um derrotista por natureza e leva consigo a equipa. Nem me vou dar ao trabalho de relatar as últimas invenções dele. Mas só pergunto porké o Benitez e o Guarin ? Quanto ao resto não tou preocupado com a humilhação tou é preocupado com os outros 4 ke poderiam ter entrado isso sim.. JESUALDO RUAAAAA !!!! ÉS UM DERROTISTA

    ResponderEliminar
  65. Por tudo o q leio o Sr. Jesualdo não vai ter vida fácil. Não há aqui um só Portista (de forma convicta) ao seu lado...

    Esgotou a nossa paciência, a tampa soltou-se e agora ele está encostado às cordas. Prove, PROVE, que tem competência e motive a equipa para (pelo menos) pontuar em Alvalade!

    OS JOGADORES JÁ TREINAM há quase 3 meses e esta equipa está cheia de remendos, sem um onze base definido.

    Um treinador q NUNCA, NUNCA consegue virar um jogo do banco, não pode vestir o equipamento com as iniciais F.C.P.

    ResponderEliminar
  66. A minha apreciação:

    Helton: Acho que no 2º golo não fez tudo o q podia mas continuo a achar q é o melhor q temos.

    Sapunaru: Sem comprometer, sem se aventurar.

    Benitez: Ficou evidente, demasiado evidente q está ao nível de Lucas Mareque... Quem o contratou, a mando de quem?

    Rolando: O mais sereno da defesa.

    Bruno Alves: Estranhamente perturbado, preocupado com o coxo do lado esquerdo tb acabou por não fazer o seu trabalho.

    Fernando: Quando saiu a equipa afundou-se por completo.

    Meireles: Faz de Lucho mas é só em alguns jogos, neste seria mais útil na sua posição.

    Guarin: Não corre, não pressiona, não passa bem mas é titular.

    Tomás Costa: MVP

    Rodriguez: Não brilhou mas tb não foi dos piores. Não dava para mais.

    Lisandro: Boa 1ª meia hora.

    Lucho: Incrível a forma como se apresentou. O que se passa e para quê colocar o homem assim?

    Hulk: A merecer mais tempo.

    Candeias: Não teve tempo para nada.

    JESUALDO: Mau o escalonamento da equipa com Guarin e Benitez na zona forte do Arsenal...Foi aqui q Jesualdo não percebeu q ia perder o jogo. Aliás isso ele já sabia pelo seu sistemático discurso derrotista. Não sabia era q a derrota ia começar por ali. Mas nós todos já sabiamos desde os 1ºs instantes. Ao intervalo comete a loucura de tirar fernando (para quê deixar lá o guarin?) e colocar Lucho completamente de rastos...

    ResponderEliminar
  67. e depois alguem q me explique:

    Fucile titular e dp é arrumado!!

    mariano titular e é arrumado!!

    farias última opção, salta para titular e volta a última opção

    o tarik estará assim tão mal?

    ResponderEliminar
  68. Depois de ler os jornais diários, ainda me sinto mais humilhado.

    Inacreditável.

    O Co adrianse foi embora, porque dizem a equipa sofreu 3 golos em 10 minutos. Este não sofreu 8 porque o poste o guarda-redes e azelhice dos pontas de lança do Arsenal, ajudaram a que isso não fosse realidade.
    Vergonhoso...

    Um treinador que fez toda a força para ir buscar o adjunto que tem, que não monta uma equipa tipo e que não cria rotinas tipo para o contra-ataque, é uma nódoa pregada.

    As coisas devem ser analisadas friamente, para não se cometer erros de apreciação, mas meus amigos.

    Perder com o Fátima, ser batido constantemente pelo Sporting, e levar 4 do liverpol e 4 do Arsenal, e para além de tudo ser humilhado nesses jogos, é demais para um doente pelo FCP.

    Continuem a bater na sad, que agora também bato, pois são os Srs da Sad, que continuam a apostar neste trengo como treinador.

    Não me digam que foi a Sad, que lhe indicou o Benitez e o Guarin para a esquerda. Não me digam que foi a Sad que mandou saír o Fernando e meter o guarin a trinco.

    A SAD tem culpa e muita, porque continua a acreditar neste treinador. No dia em que alguêm somar a quantidade de jogadores que este individuo mandou para o estaleiro e o valor que está em causa, vai ser muito giro... Nem 3 vitórias na CL chega para pagar o prejuízo.

    Ontem vi o jogo da juventus. Apareceu lá um miudo com 20 anos a organizador de jogo. Que regalo, que velocidade que empenho. Ofereceu 2 golos à equipa. Se estivesse no FCP, estava no Leixões sem disprimor para este clube, porque não era alto, forte e robusto.

    Jesualdo se fosse um grande profissional, colocava já o seu lugar à disposição por incapacidade de ao fim de 3 meses não conseguir fazer uma equipa vencedora ou no mínimo digna.

    Levo 25 anos de FCP, mas já não entendo este Clube. Atletas e adeptos do clube são corridos, e este que é confesso do Benfica e que nos faz passar por humilhações como perder com o atlético em casa, continua alegremente no Clube, e a dizer "Só perdemos um jogo..." Esqueceu-se de dizer, fora as 2 supertaças, a taça de portugal e eliminatórias com equipas mundiais tipo atlético e fátima.

    Só humilhações.

    Viver com o trabalho feito pelos outros é muito bom. O azar é quando temos que ser nós a construir e ter que apresentar resultados.

    É humilhação atrás de humilhação.

    Treinador que vê uma equipa como o Benfica que nos últimos 10 minutos se encontra de rastos e à beira do golpe de mesericórdia, e como atitude senta-se em amena cavaqueira com o adjunto, em vez de instigar os jogadores ao massacre até à vitória, não é treinador para o grande FCP.

    Razão tinha o Presidente do Braga.

    ResponderEliminar
  69. Bruno Pinto,

    Não te enerves tanto. Vives mais tempo. Toma um Tocafé que isso passa.

    Iludes-te com Jesualdos e depois dá nisto. Eu compreendo. Andas desorientado e vais continuar assim mais uns dias, se não acontecer outra desgraça em Alvalade.

    O maior mérito do Jesualdo foi ter aproveitado o trabalho do Co Adriense e a sua equipa. Foi inteligente. "Andou à babuge" durante dois anos. Não é por acaso que na época passada evitou mexer na equipa do Adriense e os reforços não se afirmaram, pois já sabia que ia dar merda.

    Esta época, a SAD acabou-lhe a mama. Agora, tem de ser ele a construir uma equipa. Os resultados estão à vista.

    Ainda bem que vês o que escrevo há muito. Agora tu, nem te conheço, nem me lembro ver nada escrito por ti. Deves ser novato nestas coisas e a primeira vez que vens cá. Bem-vindo companheiro.

    Umas pastilhas Rennie vão te dar cá um jeitaço.

    Para saber ver longe basta estar atento à realidade. Os "cegos", como tu, continuam na escuridão. Não tropeces nalguma pedra, pode sair da lá algum Arsenal e depois não te levantas tão cedo.

    ResponderEliminar
  70. Continuem a chamar meste ao pseudo treinador que o porto tem..ele e o josé gomes deviam tar era a tirar outro curso de tacticas!!

    ResponderEliminar
  71. Pois eu sinto-me bem melhor com quatro golos sem resposta, do que ir à partida a contar já com eles.
    Isso sim, seria para mim motivo para estar calada, humilhada ou zangada.
    O Arsenal jogou e fez o que quis do jogo :(
    E mesmo sabendo isso, se o jogo fosse HOJE, ia para o mesmo com a mesma confiança de ontem.

    Hurakatai, respeito a sua opinião mas não concordo consigo.
    Por mim, os grandes derrotados foram os que ontem foram para o aeroporto esperar os jogadores para os insultar.
    Quanto ao encarar as derrotas de frente, não tenha duvidas que o faço. Triste com o resultado, claro que estou. Mais... custou assistir ao ultimo quarto de hora :(
    Em termos de pontos, foi apenas uma derrota.
    Em termos de equipa, falta algo ali no meio.
    Mas... futebol é mesmo assim, e deixar de acreditar não faz parte de mim :)

    ResponderEliminar
  72. Hurakatai,

    Respeitando a tua opinião, k é válida, parece-me no entanto que cada portista terá a sua opinião, legítima como qualquer outra. Parece-me que o Bruno Pinto já dissecou exaustivamente a dele, dando argumentos válidos sobre o porque de não entrar numa caça às bruxas a Jesualdo...

    Mais do que criar polémica, temos k nos lembrar que estamos a 4 dias de um jogo importante. E, mais do que nunca, importa apoiar a equipa, sendo um lugar-comum dizê-lo que é nesta altura que se vê, e sente, a alma do Dragão...

    Quero lá saber de Jesualdo ou dos seus pretensos erros tácticos. O que me importa é que no Domingo a equipa seja digna, capaz de prestigiar aquele equipamento e emblema, lutando bravamente pela vitória.

    Reconheço que a maioria das inflamadas opiniões, aqui postas, têm o seu que de pertinente. Mas o momento é de contenção, e não de rolar cabeças.

    Mas confesso k custa. E custa como o caraças. Rostos de filhos da puta sorridentes, hoje, gozando com a nossa desgraça. E a sensação de impotência, perante tamanho dislate. Sou fanático pela Premier League, o meu vicio de sábado, vendo jogos, conhecendo equipas. Raramente vi uma supremacia tão grande, em inglaterra, como a de ontem. E existem equipas fraquinhas a jogar lá. Por isso, aquela debacle foi, para além de inesperada, terrivelmente humilhante.

    ResponderEliminar
  73. Hurakatai:
    Concordo com quase todas as tuas criticas ao treinador.

    MAS não concordo nada com o q dizes do Bruno Pinto, pq ele não é nenhum novato nisto, é das pessoas q escreve aqui no blog q mais percebe de futebol, ele o paulo pereira e o bruno rocha. Escreve noutro blog e tem categoria para dar e vender. E escreve aqui já há algum tempo, convinha q estivesses mais atento. Ele tem as suas convicções qt ao técnico e têm q ser respeitadas.

    ResponderEliminar
  74. Heliantia,

    Acho que devemos acreditar quando o treinador e a equipa nos dão razões para isso. Quando nos inspiram confiança. Maus resultados podem acontecer sempre.

    Agora, só quem andou muito distraído nos últimos tempos é que pode ficar surpreendido com esta humilhação e podia acreditar que algum bambúrrio caísse do céu. Não fico contente com esta derrota. Preferia que não tivesse acontecido.

    Quando um treinador do FC Porto diz: "Perder por 4-0 ou outro resultado é igual."

    Bom, estamos conversados.

    ResponderEliminar
  75. Lucho,

    Só digo que não o conheço e nunca vi nada escrito por ele, e acompanho o blog há muito tempo. Se me dizes que já escreveu alguma coisa... Bom, não devia ser importante porque nem reparei e nem me lembro.

    ResponderEliminar
  76. Heliantia,

    Faço das palavras do poseidon as minhas palavras. Não preciso acrescentar mais nada.

    ResponderEliminar
  77. não sou apoiante do JF, longe disso mas vendo este resumo poderiamos estar a vencer por 2x0 nos primeiros minutos e ai o que estariamos a dizer do 11 apresentado pelo JF.

    Mas factos são factos, não marcamos e levamos 4.

    Grande diferença na capacidade de finalização, porque boas oportunidades também as tivemos.

    ResponderEliminar
  78. Sinceramente, não vou entrar por aqui hoje em discussões inflamadas que só irão originar que entre nós, nos enfrentemos uns aos outros (para gáudio dos nossos adversários), cada qual com os seus argumentos, uns a favor, outros contra, outros sabe-se lá como... mas tudo isto espremido, resume-se a um facto: a total e completa desilução apoderou-se de todos nós.

    Estou a procurar alhear-me de tudo isto, querendo acreditar e interiorizar que foi apenas e só uma noite horribilis para as nossas cores... e que de facto, como alguém responsável já ontem o disse, "perdemos apenas um jogo"... não concordo, não aceito e nem quero ver as coisas por este prisma tão facilitistas, mas a realidade é mesmo essa... perdemos apenas um jogo!

    Domingo, no WC XXI, estarei lá com toda a minha fé e a secreta esperança de voltar a ser feliz rapidamente... porquê? por um único motivo: AMO O MEU FC PORTO incondicionalmente!!!

    Não vou lá para admirar o Jesualdo, não vou lá para me deliciar com o Lucho, não vou lá para me encantar com a bravura do Lisandro, não vou lá para me irritar com o Mariano, etc etc etc... vou lá pelo MEU (NOSSO) FC PORTO, sempre e só por ele. E tanto faz que estejam lá em baixo no relvado 11 jogadores de azul e branco, como 11 paus de vassoura equipados de igual cores... os que estão lá, são os melhores, sempre! (isto, na teoria, é claro)

    Vamos a ter calma e serenidade, porque avizinha-se uma nova e hércula batalha para domingo e temos de estar todos no mesmo barco e não em guerrilhas urbanas entre nós, para gáudio dos invejosos e ridiculos.

    Saibamos todos discutir este problema, este jogo, esta exibição, esta vergonha... com elevação!!!

    São estes momentos que nos tornam mais fortes para enfrentar todos os desafios e dificuldades que se avizinham... vamos provar que somos diferentes de todos os outros... UNIÃO, é a palavra que se pede... FC PORTO SEMPRE... E PARA SEMPRE!!!

    ResponderEliminar
  79. Hurakatai:

    Não tenho que fazer a defesa de ninguém, porque ninguém me mandatou para tal... mas se me permites educadamente um reparo apenas e só de pormenor, não mais que isso, porque me mereces total consideração por seres um habitué no blog aqui nas caixas de comentários, se é verdade que acompanhas este blog há muito, e sabemos ambos que é verdade, porque comentas aqui diversas vezes, o que te saúdo, cumprimento e agradeço pelos motivos mais que óbvios, não posso tb deixar de dizer que o Bruno Pinto é nosso colaborador no blog há já 2 meses, escrevendo aqui semanalmente todas as noites de cada 5ª feira, pelo que não acho que faça qualquer sentido dizer que "... bom, não devia ser importante porque nem reparei e nem me lembro.".

    Acho que estamos todos de cabeça quente e por mim, mas essa é meramente uma minha opinião pessoal, nada mais que isso, ficaria muito satisfeito que todos nós, cada qual com as suas ideias, opiniões, divergências, ou o que quer que fosse, as soubéssemos discutir com respeito e ponderação entre todos... para quê dar armas ao inimigo que aposto, está ali na esquina a deliciar-se com estas discussões entre nós?

    Não concordas que para isso, já bastaram ontem os risos do A.Wenger e do F.Capello, rindo-se ambos com a nossa desgraça?

    Malta, vamos lá carago... vamos lá manter serenidade, mas sem nunca perder o espirito critico de uma forma construtiva e não criticar só por criticar, bater só por bater, insultar só por insultar.

    Tb ontem, ao ver o jogo, insultei uns quantos, chamei-lhes do piorio e à boa maneira nortenha, mas depois de acabado o jogo, apanhado o ar fresco da maresia (esta coisa de viver a 50 mts da praia é mto retemperadora para estes momentos complicados), tomado o cafézinho da praxe e fumado uns quantos cigarros em dose extra (prontos, era o nervoso miudinho ainda instalado nos neurónios cerebrais)... mas prontos, há que encarar a realidade dos factos, já não se podia alterar o que feito estava e agora, havia que olhar em frente, apoiar e perceber que domingo próximo, vai ser outra luta e há que estarmos todos no mesmo barco e a puxar para o mesmo lado... caso contrário, é muito pior.

    Bem, espero que não leves a mal este meu reparo, que foi apenas e só de pormenor, nada mais que isso, e fazendo votos para que continues a passar por cá e continues a deixar as marcas da tua presença.

    TRIaBrAçO,

    ResponderEliminar
  80. Meus amigos,

    Ao contrário de todas as opiniões aki "postadas", eu acho o seguinte:

    O resultado de ontem foi muito bom para o FCPorto, podiam ter sido + de 10 os golos do Arsenal tantas foram as oportunidades.

    A culpa não é do "MESTRE" Jesualdo e dos jogadores, mas sim dos assobios dos adeptos, esses anormais que, imaginem lá, até pagam para os irem ver...

    Acredito profundamente que domingo vamos ao WC XXI ganhar por, pelo menos 3 de diferença, porque com as equipas que temos ganho de cada vez que perdemos a esta hora já temos uma super-equipa... Alíás até já temos o Hulk e estão a caminho o Capitão América, o Batman, Superman e o Spiderman.

    Acredito também no Pai Natal, no Coelhinho da Páscoa, na Fada dos Dentinhos, no Peter Pan, que D. Dinis vai regressar numa manhã de nevoeiro e no pote de ouro no fim do Arco-Íris.

    Saudações Azuis e Brancas

    P.S. Já me ia eskecendo, assinem a petição para o "MESTRE" Jesualdo ficar para sempre no FCPorto em http://www.peticao.com.pt/putasqueopariuboibenfiquista

    ResponderEliminar
  81. Blue Boy,

    A total consideração é recíproca.

    Não fui eu que atirei a primeira pedra. Mantenho o que disse em relação ao Bruno Pinto. Só reparei na sua existência a partir do momento em que se referiu a mim em termos menos abonatórios. Respeito a opinião de todos desde que respeitem a minha. Agora, quando atiram a primeira pedra não fiquem à espera de flores.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  82. Sábias as palavras do P.Pereira e do Blue a pôr água na fervura. Vamos aguentar até Alvalade e depois, como o campeonato é interrompido, dissequemos tudo com mais pormenor.
    Eu vou fazer isso e já estou a preparar Alvalade.
    Mas que é pena que as nossas mensagens de fé, de crença, de entusiasmo, de apelo à memória, não tenham eco na equipa e no técnico...isso é!
    Quando se critica os assobios, é porque não se está preparado para a pressão de um clube como o F.C.Porto, e isso, também é grave.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  83. meus amigos, eu como nunca tive de acordo com a contrataçao do juju tou a vontade para falar, logo.. aqui vai!


    aquelas declaraçoes no final do jogo davam direito a despedimento por justa causa


    quem se lembrou de juntar o juju e o novo adjunto(ze gomes)homem que por onde passou n conseguiu ganhar um unico jogo?


    quem dispensou ibson, alan, vieirinha, helder barbosa entre outros e ta sempre a apostar em jogadores que nos(que nao somos treinadores, so de bancada)ja todos vimos que nem no leça jogavam?


    o que e que o benitez ja fez a mais que o lino por exemplo para jogar spe o benitez e o lino coitado "e um bom profissional" diz o anormal do juju!

    pior.. eu vejo no manchester o ronaldo treina ha 3 dias e convocado, nos temos o tarik a treinar ha um mes e ainda nao foi convocado, expliquem-me isto se fazem favor!

    fucile que e de longe o nosso melhor lateral encostado (noitadas com o pele dizem as mas linguas)e andamos a levar com o benitez e o sapu.. k dupla!

    o guarin e jogador de k? futebol nao e de certeza!

    pessoal, eu nao queria criticar, mas n ha hipotese, razao como alguem disse em cima tinha o presidente do braga... "o juju e pouco ambicioso para uma equipa como o braga" e para o porto ja e ambicioso?

    va, cumprimentos a todos e domingo falamos...

    ResponderEliminar
  84. E DO LUCÍLO CALABOTE BAPTISTA? NINGUÉM FALA? :)

    VAMOS LÁ, FALAR NOS ROUBOS DE IGREJA, NOS FAVORES SISTEMÁTICOS AO SPORTEM...

    NOS 4 PENALTYS QUE NOS ROUBOU NUM SÓ JOGO EM ALVALADE...

    ResponderEliminar
  85. Imagino que já haja quem sonhe com uma vitória em Alvalade para me atirar à cara... como se eu ficasse chateado com uma vitória em Alvalade.

    Vencer em Alvalade já passou a ser uma obrigação depois do que se passou em Londres.

    Sou portista mas não sou cego, nem fundamentalista. Gosto que o FC Porto ganhe sempre, mesmo quando não acredito que vá acontecer.

    Mesmo não gostando deste destreinador não ficava chateado se ele conseguisse ser campeão europeu... mas alguém mentalmente são acredita que ele consegue fazer isso?

    ResponderEliminar
  86. Bem, bem, bem... óh meus Amigos Dragões de tantas e tantas batalhas já conquistadas... das duas, uma:

    - ou metem na cabeça de uma vez por todas que todos «nós» só podemos ter um único espirito:

    Sempre Orgulhosos.
    Com cultura de luta e garra.
    Com cultura de exigência.
    Com cultura de ambição.
    Com cultura de vontade.
    Com cultura de não aceitar desculpas esfarrapadas.
    Com cultura de dar a cara.
    Com cultura de lealdade.
    Com cultura e paixão pelo jogo.
    Com cultura de VITÓRIA.


    - ou então, menos que isto, podem todos ser adeptos dos Passarinhos da Ribeira, do Mogadouro, dos GAYvotas ou dos CALIMEROS.

    Não vai tardar nada, mas nadinha mesmo, quem vos vai começar a «assobiar», sou eu mesmo!

    Agora, escolham!!!
    Depois digam que não avisei!

    ResponderEliminar
  87. Blue Boy

    Acho que aqui estamos todos a torcer pelo dragão FCP, mas o que é certo é que a realidade é muito dolorosa.

    Domingo espero ganhar e faço votos para que o Porto o consiga.
    Estarei lá para puxar pela equipa e espero não me enervar, com o futebol para trás e para o lado.

    A diferença ontem é que os outros jogam para a frente e só muito raramente fazem passes para trás.

    Se o Prof. soubesse jogar em contra-ataque, pode crer que ganhavamos o jogo. Mostrem-lhe a cassete do jogo Ajax-FCP, para que o homem aprenda.

    Pode pedir opinião ao R.Barros, que ele até faz parte da equipa técnica.

    Não aproveitar os espaços que o
    Arsenal deixou na defesa é sinónimo que o homem só pensa em defender.

    Ninguêm joga em ataque planeado e pousado contra equipas inglesas.

    Mal se tem a bola é partir com passes em profundidade e para trás dos defesas.

    Não defender homem a homem, deu no que deu.

    Falam do Paulo Assunção mas esquecem-se de quem lhe ensinou e formou a jogar na tal posição.

    Hoje o mestre não consegue fazer de nenhum dos jogadores o que o Adrianse fez em 2 semanas de estágio.

    ResponderEliminar
  88. Será que agora o PdC vai abrir os olhos e contratar um treinador digno do FCP?
    Eu já tenho dito várias vezes que este treinador não é para o FCP. É um autêntico inventor! Foi triste para os adeptos ver o massacre e, Londres!

    ResponderEliminar
  89. Saudações PORTISTAS!

    4-0 e Chiuuu! Assim saímos de Londres. Mas sabem o que mais, andamos mais ou menos todos cachimbados com a nossa vida de adeptos desportivos, mas hoje é daqueles dias que é ainda mais obrigatório assumirmo-nos, cabeça erguida e por toda a Europa! Ser Portistas também é muito isto, porque fácil e glorioso, é grita-lo aos setes ventos quando se comemora troféus.

    Como algém publicou em tempos (Perdoe-me, mas não recordo quem foi. Não foi uma das nossas meninas no Bibó Porto? digam-me se souberem), é depois das derrotas que fazia questão de sair a rua com a camisola do FCP vestida, E a "atitude" tem de ser, e eu acredito que na maioria seja esta.
    Pelo menos eu quero continuar a pensar que conforme já nos habituaram, vai ser esta a atitude da nossa equipa.
    Não vou acrescentar mais a discussão, "foi de facto apenas um jogo" mas o problema é que temos muitos mais, para jogar com os mesmos (e refiro-me aos nossos) Portanto, o pensamento só tem que estar é já no próximo jogo, Porque perder esse próximo, alem dos malefícios ao nosso ritmo cardíaco, Já a eles então, ainda mais do que o de ontem, é que ninguém os calaria... Ora vejam lá que hoje preferiram desperdiçar, e darem-nos a abébia de deixar de destacar a humilhação do Porto, para porem-se a preencher o boletim do euromilhões(ás capas de hoje na Bola e no Record) cujo sorteio final editorial de primeiras páginas andara a roda no domingo, e será esse o numéro da estrela em que apostam que também o ganhem, para compensarem assim na 2ª feira com as para eles milionárias 1ªs páginas, caso o Porto mais uma vez não lhes ganhe.

    Adiante, estou-me a refugiar em pensamento, que da última vez que perdemos e fomos humilhados pelos ingleses em liverpool, quem pagou a factura do prejuízo a seguir foi o Benfica. Apresentem lá a factura desta vez ao Sporting...

    E digo-vos, vou mesmo agoirar, ou o Jesualdo ganha de uma vez por todas, ao Paulo bento, ou desconfio que não serão apenas os assobios que vão crescer na bancada, ele anda mesmo a pedir é lenços brancos, e eu talvez deve-se estar calado em vez de andar a acordar moscas mortas...ou vaí daí e talvez não...

    Abraços!

    ResponderEliminar
  90. Num momento destes um portista tem de fazer um grande esforço de contenção...

    Caro Vila Pouca!
    Só os verdadeiros portistas conseguem perceber a grande frustação que se apoderou de nós.Ontem perante a humilhação, quase me vieram as lágrimas aos olhos.
    Não sei se a culpa é só do Jesualdo,mas que tem grandes responsabilidades tem.Ele,os dirigentes e os jogadores.
    O ano passado fui ao FC Porto-site e chamei a atenção de quem de direito,para o facto de,devido ao nível técnico dos nossos jogadores ser inferior ao dos jogadores que fazem parte dos planteis dos "tubarões" europeus,se quisesse-mos ter hipóteses na Champions,teriamos de trabalhar(mais)nos limites.Por aquilo que vejo,este ano já se esqueceram disso!
    Em Portugal não se trabalha convenientemente no domínio da preparação física,e,por via disso a condição física dos nossos jogadores não é famosa quando comparada com a dos ingleses e não só.Somos mais lentos,resistimos menos,temos menos elasticidade e reflexos. A grande maioria dos nossos técnicos de preparação física não tem a noção do ritmo de trabalho lá fora.
    E não podemos dizer que os nossos atletas não aguentariam esse nível de esforço,porque os nossos jogadores vão para Inglaterra e conseguem trabalhar o físico ao mesmo nível dos ingleses.
    Se fosse eu o treinador estimularia os jogadores a treinarem mais horas até por exemplo, os automatismos de jogo da equipa ficarem perfeitos.Isto porque e atendendo a que a equipa tem muitos jogadores novos que precisam de se conhecer uns aos outros,de se adaptar ao clube e ao ritmo(velocidade) do futebol europeu.
    A diferença está aí.Os grandes craques têm capacidade para trabalhar mais horas até atingirem senão a perfeição,pelo menos ficarem o mais próximo possivel dela.
    Exemplos:o Puskas no seu tempo do Real Madrid,ficava depois do treino,mais 1 a 2 horas por dia a praticar os remates à baliza.
    O Branco e o Geraldão "idem aspas".
    O Jardel tb nos primeiros tempos de FCP fazia o mesmo.
    O Cristiano Ronaldo a mesma coisa no Manchester United.
    Costuma-se dizer: quem quer a bolota trepa.E pelos vistos em Portugal há pouca gente a querer trepar.
    Será por falta de incentivos?!

    Abraço

    ResponderEliminar
  91. Blue Boy, o problema é que ontem não vimos nada disto dentro das quatro linhas...

    Sempre Orgulhosos.
    Com cultura de luta e garra.
    Com cultura de exigência.
    Com cultura de ambição.
    Com cultura de vontade.
    Com cultura de não aceitar desculpas esfarrapadas.
    Com cultura de dar a cara.
    Com cultura de lealdade.
    Com cultura e paixão pelo jogo.
    Com cultura de VITÓRIA.


    .....culpados?? São todos sem excepções.

    Das muitas coisas que faltam á equipa do Porto destaco uma, falta um matador, não podemos ter 4 ou 5 oportunidades de golo e não marcar uma.

    Domingo lá estarei com o cachecol frente á televisão, sempre acreditar que a victoria é possivel.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  92. SÒ uma pergunta estúpida. Vc´s pensam que no tempo de treinador do saudoso CO ADRIANSE por exemplo, teria alguma vez sido possivel uma equipa como o nacional vir-nos humilhar no dragão, mesmo tendo nós o titulo no bolso? À atenção criteriosa de quem manda no FCP.

    ResponderEliminar
  93. Dragão Azul:

    Mas eu não me referia aos jogadores, porque esses, ontem, foram a nossa vergonha... eu referia-me aos adeptos do FC Porto, nós todos, era a esses que me referia, incluindo eu próprio.

    O que eu tentava transmitir que é nestas horas que temos que nos unir e apoiar, mas sem nunca perder o sentido critico das coisas, mas desde que de uma forma construtiva e não só pelo desabafo de malhar em quem está mais à mão.

    Mas é alguma mentira que em Portugal, nós, os adeptos do FC Porto, somos uns priveligiados? estamos muito mal habituados? são festejos atrás de festejos? é alguma mentira? Claro que não é!!!

    O que não podemos, mas isso sou eu que penso assim, mas como tb não sou, nem nunca fui o dono da verdade, tenho direito à minha opinião... e essa meu caro, é uma só, até prova em contrário, até que as coisas se tornem insustentáveis para prosseguir, o apoio ao FC Porto é non-stop.

    Sem querer fazer aqui alguma critica a quem quer que seja, porque não é com essa intenção que vou dizer estas palavras, porque já o disse mais de 1000 vezes... até porque eu não sou mais Portista do que ninguém, pq não sou... mas a mim, tb ninguém me diz que o é mais, que eu chamo-lhe mentiroso e aldrabão, olhos nos olhos, sem medos nem receios... direi apenas que nas VITÓRIAS, é muito bonito dar a cara que tal e coisa, somos os maiores, somos isto e aquilo... mas nas DERROTAS, os mesmos tais, são os primeiros a darem a cara para atacar, insultar, assobiar, atirar pedras e o que tiver à mão.

    Não pode ser assim, nem tanto ao mar, nem tanto à serra... aplaudir quanto o assim deve ser, criticar, mas construtivamente quando o assim tb tem que ser.

    Por vezes fico com a sensação que alguns parece que andam cansados de serem Portistas, de festejarem, de viverem glórias e conquistas... pá, não se chateiem mais com isso, basta só mudar de clube e resolvem logo os vossos problemas.

    Ainda hoje durante o almoço, em conversa acalorada com a malta do costume sobre o ontem sucedido, dizia-me um deles que "domingo já não vou a Alvalade pq não estou para isto e para aquilo".

    Sabes o que lhe respondi? não tem mesmo nada que saber... foi olhos nos olhos: "mas quem disse que fazias lá alguma falta? por mim, bem que podes ir passear pró shopping e comer uns tremoços prá beira-mar, porque só me interessam os que nestas horas complicadas e dificeis, têm-nos no sitio para dar a cara e defender o clube que tanto amam e idolatram! Adeptos de jornal, das vitórias ou das conquistas, eu, e falo por mim, dispenso-os bem, pq não fazem falta algum, como desses, nunca rezará a história.".

    Sabes uma coisa que te digo? e vou aqui dize-lo mais uma vez sem qualquer destinatário, porque Portistas somos todos nós, cada qual à sua maneira.

    Ainda de manhã, quando fazia uma ronda pela blogosfera azul-e-branca, ia lendo os posts e comentários, na sua grande maioria, rancorosa pela vergonha da derrota, pensava cá com os meus botões, enquanto pensava naquele clube que tanto AMO, o FC PORTO:

    "F****** pá esta m****... quando os "ventos" correm de feição e levam a Nau a bom porto, eles aparecem todos para te ajudar a dobrar mais um obstáculo!

    Mas agora, que ontem quebraste em Londres, que adoeceste, que estás fraco e sem forças, que perdeste momentaneamente a tua identidade, não tens sequer uma mão amiga, que te ampare, um incentivo que te crie algum conforto, alguém que simplesmente olhe para ti e te diga: "Eu estou aqui para te apoiar, estou aqui por te amo, c******".
    .

    É por tudo isto que Domingo, se já ia, agora tenho muito mais vontade que esse dia chegue rápido... sem medos nem receios de regressar ao Norte, vergado a uma nova derrota, porque quem anda por gosto, quem sente esta paixão imensa pelas mágicas cores azul-e-brancas, jamais desiste, jamais verga... e jamais atraiçoa o seu FC Porto.

    E sim, dizes bem... culpados??? são todos, sem excepções!!!

    TRIaBrAçO,

    ResponderEliminar
  94. Para alguns que constantemente falam na qualidade dos jogadores, vou dar-vos dois nomes; Edmilson e Liedson.
    Um era aprendiz de cabeleireiro e quando chegou ao FCP, quase ninguem o conhecia. O treinador na altura, transformou este jogador num excelente extremo direito, que jogava sempre no cai que não cai, mas marcava golos e dava assistências. Trabalho específico para além do treino normal.

    O Liedson quando chegou, aconteceu-lhe o mesmo.

    Quando os treinadores se aplicam, tem alguma criatividade e acima de tudo dão o máximo por quem lhes paga, conseguem criar bons jogadores.

    Para isso é necessário estar lá para os incentivar e formar. É preciso muito trabalho, mas mesmo muito trabalho e com alegria.

    No nosso treinador nota-se uma alegria naquilo que faz, que até assusta.

    Só lhe recomendo um remédio; Que se deixe de invenções e que aplique muito trabalho mas mesmo muito trabalho.

    Podem ter a certeza que os jogadores ficavam sem interesse e sem forças para fazer noitadas.

    Só espero que a nossa máxima de "Até os comemos"..não se transforme no " Já fomos comidos..."

    Bibó Portooooooooo

    ResponderEliminar
  95. Dragon4:

    Não estou em desacordo com muito do que aqui já foi dito, até bem pelo contrário... o que não pactuo é com criticar por criticar, falar mal por falar mal, insultar por insultar.

    E claro que não duvido que por aqui, todos Portistas, mas cada cabeça, sua sentença. Nada contra.


    Só que, mas isso sou eu que o penso, é nestas horas que temos que manter alguma calma, ponderação e serenidade nas discussões, senão, em pouco mais do que um fósforo, qualquer discussão torna-se um barril de pólvora pronto a explodir.

    E prontos, para isso, não contribuo mais... o que tinha a dar para essa paróquia, já dei quando tinha metade da idade da que tenho actualmente, com todo o sangue a ferver, própro da irreverência da juventude... hoje, mais maduro e ponderado, não deixo de aceitar muitas das criticas que são lançadas, mas não contem comigo para lançar mais achas prá fogueira que já arde em tamanhas labaredas. Não, para essa paróquia, não contribuo.

    Como aqui já foi dito, e oxalá que assim aconteça, pelo menos assim o espero, que o FC Porto apresente a factura ao adversário do próximo domingo e vais ver que num ápice, os «muito maus» de hoje, passam num instante a «muito bons».

    Isto é o futebol na sua velha máxima: muita paixão, muito coração... e muita pouca razão!!!

    ResponderEliminar
  96. Quem quiser apoiar o NÁPOLES pode vir a minha casa ver o jogo na quinta. O jogo só dá no MEO. Ainad bebem uma cervejita à gola:)

    Estão todos convidados, só têm q trazer adereços do Nápoles e vir até Vila Conde.

    ResponderEliminar
  97. Nao entendo como tem paciencia com um treinador que na conferencia de imprensa diz que perder por um ou perder por quatro e a mesma coisa... (para mim isto e um insulto) e ja nem falo dos resto que disse...
    Nao entendo como isto pode chegar a este ponto!
    Jesualdo nao me convenceu no passado nao me convence no presente e o futuro nao vai passar por ele...

    ResponderEliminar
  98. Razões para o desastre exibicional do FC Porto

    FERNANDO SANTOS (WWW.OJOGO.PT)

    O FC Porto tem uma equipa em reconstrução? Tem. Este ano como em todos os outros - e nem sequer constitui excepção à regra mundial.Podem, naturalmente, detectar-se mais ou menos radicais alterações - e só por isso é compreensível o apelo à paciência para "remontar" modelos, sistemas, rotinas de jogo. O que não legitima a passagem de um cheque em branco de desculpas.

    A nação portista tem, apesar das atenuantes, razões para estar preocupada. Mais do que a derrota por 4-0 sofrida perante o Arsenal, registou um acumulado exibicional globalmente medíocre. Se já se transformou numa tradição da era Jesualdo "inventar" nas idas a Inglaterra (como à Luz e a Alvalade) modificando o gene táctico e as personagens que lhe dão forma, na tentativa (quase sempre gorada) de obter resultados, o FC Porto de ontem realizou uma exibição destrambelhada: cometeu erros crassos, colectivos e individuais, apenas possíveis numa equipa incompreensivelmente à deriva - e vulgar.

    É para esquecer, o Arsenal-FC Porto?

    Pelo contrário. O tempo interno dos portistas impõe uma séria análise, e em múltiplos tabuleiros, sendo difícil estabelecer uma prioridade de ponderação entre a política de recrutamento e/ou a respectiva chancela e as apostas e concepção de Jesualdo Ferreira para certos jogos; somando-se-lhes outros itens, como o défice latente de ritmo (pecha, aliás, em tudo semelhante à da esmagadora maioria das equipas portuguesas), há razões de sobra para profunda reflexão.

    O argumento da reconstrução de uma equipa explica uma parte do sub-rendimento. Mas, insisto, não justifica fraquíssimos níveis exibicionais, como o de ontem.

    ResponderEliminar
  99. É um Lucho prescindir das principais figuras

    MANUEL CASACA (WWW.OJOGO.PT)

    Há decisões de alguns treinadores que são difíceis de compreender, e a mim custa-me perceber o que faz um treinador, no caso Jesualdo Ferreira, começar por poupar um jogador, Lucho, para depois apostar nele na segunda parte. Se estava em condições de jogar, deveria ter alinhado de início, porque o argentino dá qualidade à equipa, é imprescindível e é voz de comando. Se não estava a cem por cento, para quê utilizá-lo na segunda parte, quando a equipa já perdia por 2-0, e ainda por cima estando à porta a deslocação a Alvalade para defrontar o Sporting? Há coisas que, sinceramente, são difíceis de compreender.

    ResponderEliminar
  100. Lucho:

    Nem mais... completamente de acordo com este texto do Fernando Santos n'O JOGO.

    Nada do que ontem aconteceu é para esquecer, até bem pelo contrário, mas daí a disparar em todas as direcções, prometer ajustes de contas, despedir todas as pessoas, etc etc, vai uma distância muito grande, muito grande.

    Calma, ponderação e serenidade... é o que se aconselha para analisar com olhos de ver, tudo o que de mal ontem aconteceu, para não mais voltar a acontecer nos próximos tempos.

    ResponderEliminar
  101. Blue: Tens razão... Mas...

    Lembras-te do jogo de há 10 dias atrás em Vila do Conde onde apanhaste chuva durante 2 horas?

    Sim? Então recorda as palavras sábias do nosso treinador, dizendo que o q se passou em Vila do Conde não mais poderia repetir-se... Certo?

    Passados 9 dias e não é q a coisa se repete, até para pior...

    ResponderEliminar
  102. Lucho:

    Não é uma questão de razão... é tão simples quanto isto ser o verdadeiro futebol, na sua face mais cruel... ontem, eramos os melhores... hoje, somos os piores... domingo, oxalá que sim, voltaremos a ser os melhores. E por ai fora.

    Não quero sequer acreditar que o que ontem aconteceu (depois da vergonhosa exibição no Algarve, depois da vítória fraquinha e caseira ao Belenenses, depois do empate miserável na Luz contra 10 mancos, depois de uma 2ª parte irritante contra os turcos e por fim, depois de uma exibição cinzentona com o Paços) vá cair em saco roto... o «alarme», quanto a mim, suou e de que maneira!

    A margem de manobra para o treinador, mas não só, jogadores incluidos, cada vez é menor e só um bom resultado no domingo poderá ajudar a amenizar esta vergonha de ontem, mas acredito que algo vai acontecer... não sei o quê propriamente, mas muito mal seria se tudo isto estivesse a ser encarado como uma «normalidade».

    Como não quero crer que assim seja, e sem disparar indescriminadamente para todas as direcções, direi apenas que algo terá que acontecer... mas como não é a mim que me pagam para descobrir essas soluções, vamos acreditar que quem é pago para desempanhar essas funções, saiba descobrir os males e eliminá-los... se assim não o fizer, depois que não se queixe!

    ResponderEliminar
  103. "Mas, não, não sou como estes anónimos e hurakatais que criticam tudo sem saber porquê, nas vitórias, nos empates e logicamente nas derrotas (é fácil...)"

    Comento esta parte, pois considero-me critico do "prof".

    "criticam sem saber porquê" sem saber porquê?? tanto sabiamos que agora está á vista de todos!
    Alguem agora ainda tem duvidas que o único "mérito" deste treinador foi mexer o menos possivel na equipa que já vinha montada!?

    Agora que faltam 5 jogadores dessa equipa base que ele encontrou quando chegou, os resultados começam a estar á vista!
    E digo os resultados, LITERALMENTE, pois as exibições á muito que se sabiam tristes e pobres para uma equipa do FCP.

    ResponderEliminar
  104. Em primeiro lugar quero felicitar este blog, porque publica as opiniões de anónimos ao contrário de outros que parece que tem relutancia em publicar as mesmas desde que se mantenha um minimo de educação e não se entre em despiques pessoais.Li num blog a opinião de um habitual participante que penso assinar com Dragão Vila pouca e que concordo quase sempre com as suas opiniões.POis dizia ele que o Jesualdo não devia criticar os assobios.Pois eu ao le-lo, lembrei-me de uma situação do tempo do ADRIANSE em que ele afastou a questão dos lenços brancos com uma mestria própria dos GRANDES TREINADORES e GRANDES LIDERES.POIs é assim mesmo.Enquanto uns se queixam dos mesmos assobios, porque não tem segurança no trabalho que fazem e não sabem onde pretendem chegar, outros desvalorizam a questão porque sabem bem o objectivo que pretendem atingir.Ninguém obriga o actual treinador a ganhar a CL penso eu, mas saber o que pretende deste grupo de jogadores que lhe foi posto á disposição era o minimo que se lhe pedia....mas nem isso.

    ResponderEliminar
  105. Eu gostei do jogo, mas não gostei nada do resultado do jogo, 4-0?

    um abraço

    visitem e comentem

    http://campeoesfcporto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  106. Jesualdo, desde que chegou ao Porto conseguiu ganhar 2 campeonatos (sendo que o primeiro foi um sufoco depois de a meio do ano ter 10 pontos de vantagem) mas conseguiu alguns recordes: ser eliminado pelo Atlético na 1ª elim da Taça e ser eliminado pelo Fátima na Taça da Liga e a juntar a isto tudo, tivemos a 2ª volta miserável do 1º campeonato e a eliminação vergonhosa com o Shalke (equipa banalíssima). A juntar a isto temos 2 supertaças e 1 Taça de Portugal perdidas para Esportin e alguns resultados miseráveis como os 4-1 de Liverpool, os 0-3 com o Nacional e estes 4-0 com o Arsenal.

    Depois deste balanço acho que nestes 2 anos os 2 campeonatos ganhos são serviços mínimos para o dinheiro que se gastou em dezenas de contratações. Aquilo que se passou ontem foi verdadeiramente inacreditável, não pela derrota pesada, mas pelo desnorte e descalabro físico-táctico que a equipa demonstrou. A juntar a isto temos os risos de Wenger e Capello e de todos os GAYvotas e Lagartos.

    Já assisti a grandes derrotas do Porto como por exemplo AEK Atenas-Porto-6-1 ou PSV-Porto-5-0 mas em nenhum eu estive 45 minutos a ver uma equipa a ser gozada pelo adversário como aconteceu em Londres. E em nenhum deles o treinador disse tamanhos disparates como Jesualdo o fez e não lhe aconteceu nada.

    Espero, muito sinceramente, que no domingo possamos ver o verdadeiro Porto porque, se tal não acontecer vamos sofrer muito e a época vai ser penosa.
    Quanto à nomeação de Lucílio para domingo, parece-me um "Prenúncio de Morte" - Espero estar errado e seja a "Pronúncia do Norte".

    Ainda assim: PORTO, PORTO, PORTO és a nossa Glória

    ResponderEliminar
  107. Só queria tbém utilizar esta oportunidade que me dão para dizer que eleger o Guarin como um dos culpados do massacre parece-me injusto, não porque de facto não tenha estado mal(infelizmente), tão só porque me parece que ao contrário do que o treinador actual pensa há experiencias que não resultam como colocá-lo na esquerda. O plantel actual parece um laboratório de experiências falhadas do professor pardal.Guarin parece-me um jogador a rever, sobretudo a jogar no lado direito. A sensação que tenho é que o prof, sonha de noite que um determinado jogador pode render numa determinada posição e então avança para ela á espera que resulte, para então todos dizer-mos que estamos na presença de um iluminado.Não inventar, já é uma coisa muito boa professor.....

    ResponderEliminar
  108. Só para lembrar o dragão66 que pode tbém incluir na galeria de Recordes do prof Pardal, a eliminação dos gayvotas com o gondomar com o actual fiel escudeiro, se não estou equivocado e já agora a visita do nacional já com o titulo no bolso.È muita coisa junta de facto...

    ResponderEliminar
  109. Costuma ser assim.
    Aquando de uma prestação menos boa (leia-se, desta vez, péssima) os comentários disparam e descarrega-se a fúria no raio do teclado.

    Talvez um pouco de calma e contenção fosse necessária.
    Em vez de martelar A ou B seria mais importante apoiar a equipa para a deslocação de Domingo.
    Estou em crer que a dura lição de futebol foi entendida e que se fará das tripas coração na deslocação a Alvalade.

    Deixar as criticas para segunda ou terça, mais a frio, e concentrar o apoio neste momento menos feliz (ainda bem que são poucos).

    Porto sempre!!!

    ResponderEliminar
  110. Amigos,
    permitam-me a ousadia de repetir aqui o texto que já publiquei em 18 de Agosto:
    "Sou portista, e sofri muito com esta derrota, porque estava convencido de que este ano voltaria a ser um ano de sonho.
    No fim do jogo, tive que me voltar a lembrar da velha máxima:grandes jogadores não fazem uma grande equipa. A não ser que se tenha também um grande treinador.
    Poderá alguém deste blog interceder junto do Presidente? Ele que nos arranje um treinador sem medo, que nos volte a fazer sonhar... "

    Saudações portistas

    ResponderEliminar
  111. OK. Eu cá por mim ficaria muito contente se ganhar-mos o jogo de domingo e logo a seguir o Professor Jesualdo apresentar a demissão ou for demitido.È o meu desejo.

    ResponderEliminar
  112. Bem sei k nao se vive com o mal dos outros mas se for o mal do sporting e do benfica tanto melhor..pois eu nao desejo nada de mal a estes...mas para aqueles k se riem hoje da nossa humilhaçao de ontem ...pergunto???Kem desses nunca apanhou quatro ou mais na pá..k atire a primeira pedra..????
    Amigo blue so um pouco como tu...por cada derrota que sofremos a minha vontade é de lhes dar o meu apoio ..é claro k fico fodido pelas exibiçoes e pelo desplante que alguns apresentam dentro das 4 linhas!?!?!

    ResponderEliminar
  113. Temo bem que não seja possivel satizfazer o desejo do antonio.
    Eu pelo menos lamento-o e era capaz de dar um euro do meu bolso para pagar a indeminização do JESULADO.....

    ResponderEliminar
  114. blue boy,
    no domingo entrarei em contacto contigo visto que tambem vou ver o jogo a Alvalade. Ver se é desta que te pago um fino!!!

    ResponderEliminar
  115. Meus Senhores

    Lembra-se do Juary? Quem o conhecia?

    Lembra-se do Geraldão, Branco, Demol, Madjer, Rui Barros, sei lá, são tantos que chegavam ao FCPorto desconhecidos e se transformavam em campeões.

    Hoje e com este treinador, escrevam que vai ser mesmo muito dificil, qualquer jogador pegar de estaca.

    Dos novos, gabo a garra, a luta e o poder psicológico que o Tomas Costa tem imprimido ao seu jogo, para conseguir agarrar um lugar.

    Ontem foi dos poucos que parecia saber o que significava a camisola azul e branca.

    A mim não me assusta o perder contra o Arsenal.

    O que me assusta é não ver nada de novo em 3 anos de vigência deste treinador.

    Não existe nenhuma jogada diferente, com bola corrida ou com a famosa bola parada.

    Nenhum junior agarrou a titularidade, ou faz parte sistemática de jogadores a utilizar.

    Isto é que é assustador.

    Foi triste ver o Lisandro e o Rodrigues a correrem que nem uns doidos à procura da bola na entrada da grande área do Arsenal, quando o nosso meio campo já estava posicionado junto à nossa defesa, na entrada da nossa grande área.

    Então as equipas não devem ser um bloco?
    Custava alguma coisa, refugiarmo-nos no nosso meio campo fecharmos em bloco para espreitar o contra golpe?

    Gastamos a energia dos nossos avançados, nos primeiros 20 minutos com estas correrias a pressionar inclusivê os atrasos para o guarda-redes do Arsenal, e depois queriamos que os homens tivessem forças para fazer contra-ataques.

    Nunca vi tanta estupidez junta.

    Mais uma vez vos digo. Fico lixado quando perdemos, mas aceito perder quando o adversário foi melhor, mas batemo-nos com profissionalismo.

    Não admito é ser humilhado e gozado, e ainda me dizerem na minha cara "Deixa lá foi só um jogo de 3 pontos....pois isso vai para além da minha compreensão.

    ResponderEliminar
  116. Totalmente de acordo com o Dragon4.
    É impressionante a lista de jogadores estrangeiros que joga com regularidade com Jesualdo e ver quantos portugueses formados no clube lá estão. Eu não gostei do Vieirinha nem do Helder Barbosa como extremos mas que dizer de Mariano Gonzalez que entrou em praticamente todos os jogos no ano passado e já este ano sem mostrar qualidades. Como é que se dão muitas oportunidades a alguns jogadores e a outros 10 minutos em 2 ou 3 jogos? Será por serem portugueses? Mas também se dispensou o Alan que não é nenhuma maravilha mas a verdade é que é melhor que o Mariano. E no meio campo, que dizer dos desperdícios de Paulo Machado ou Ibson, por exemplo? De quem é a responsabilidade? Se não é do treinador é de quem? E a saída do Quaresma? E quem contratou Benitez (bem pior do que Marek Cech), Guarin e deu tanto dinheiro pelo Hulk em vez de procurar um defesa esquerdo a sério ou tentar aproveitar Diogo Valente ou algum atleta das camadas jovens que pior não fazia mas ao menos sente o clube. Como é que se constrói um plantel com 6 argentinos, 2 Uruguaios, 1 Colombiano e mais não sei quantos estrangeiros. Para que é que veio o Pelé?
    Isto são algumas (poucas) das muitas perguntas que todos nós gostavamos de ver respondidas pelo Prof Pardal ou pela SAD ou pelo Director de Comunicação ou pelo roupeiro, pelo porteiro ou por alguém de lá de dentro.

    Como o Prof já disse várias vezes este ano temos uma equipa em construção. O problema é que o construtor é muito fraquinho e o auxiliar dele ainda tem mais qualidade para enterrar.
    Realmente meus amigos, este ano tal como eu pensava vai ser longo e corremos o risco de ser igual ou pior ao de 2004/05 com Del Neri, Fernandez e Couceiro que conseguiram entregar o título aos GAYvotas.

    Não irei a Alvalade porque não posso mas acompanharei em frente ao ecrã sempre a torcer e no próximo jogo no Dragão, lá estarei a apoiar quer faça Sol quer faça chuva quer o Porto perca em Alvalade ou não e não assobio os jogadores apesar de às vezes apetecer. E mesmo perdendo, não escondo o meu cartão de sócio nem o meu cachecol porque posso mudar de carro, de casa, cuecas ou até de mulher mas clube serei sempre PORTO ATÉ MORRER!

    ResponderEliminar
  117. Caros amigos portistas,

    Depois da tempestade, mais friamente, podemos analisar a nossa situação na Liga dos Campeões:

    - Para o FC Porto se qualificar bastam 2 vitórias e 1 empate nos próximos 3 jogos com o Dynamo Kyev e Fenerbahçe, e um empate, em casa, com o Arsenal. Passaremos a somar 11 pontos e ficaremos com a qualificação garantida.

    - Perante a hipótese acima referida, o Dynamo Kyev poderia somar um ponto nos 2 jogos com o FC Porto e 6 pontos nos outros 2 jogos, na melhor das hipóteses. Somaria, então, 9 pontos.

    - Perante a hipótese acima referida, o Fenerbahçe poderia somar um ponto no jogo com o FC Porto e 9 pontos nos outros 3 jogos, na melhor das hipóteses. Somaria, então, 11 pontos mas perderia no confronto directo com o FC Porto e, neste caso, ficaríamos em 1º lugar no grupo.

    Viremos a página e passemos ao capítulo seguinte.

    ResponderEliminar
  118. Hum, estás pálido!»
    [ 2008/09/30 | 23:56 ] Luís Sobral
    Artigos relacionados:
    «Devíamos isto aos adeptos», diz Arsène Wenger
    Rodriguez: «Se a bola na trave tivesse entrado podia ser diferente»
    Denilson: «Arsenal quis mais ganhar, F.C. Porto esteve retraído»
    Pedro Emanuel: «Mantemos as nossas aspirações intactas»
    Cruel (e até pouco decente) olhar para Guarín
    Comente a derrota do F.C. Porto em Londres
    F.C. Porto: pior derrota europeia nos últimos 11 anos
    Liga dos Campeões: Arsenal-F.C. Porto, 4-0 (crónica) «Hum, estás pálido!».

    O comentário é empírico, pode não significar absolutamente nada de importante. Até pode ser apenas a percepção (errada?) que os outros têm de nós, num determinado momento, numa determinada situação. Mas se muitos nos acham pálido, então se calhar vale a pena pensar um pouco sobre o tema.

    Olho para aquele F.C. Porto, em Londres, e acho-o pálido, sem luz. E não é da iluminação do estádio, a equipa do outro lado brilha como nas grandes noites.

    Aquela equipa está desconfortável. Mesmo quando consegue criar oportunidades. Chega à baliza do adversário como quem espeta uma lança num país longínquo, não como quem faz daquilo um modo de vida. Aquele F.C. Porto parece ter saído à rua com o fato errado. A camisa apertada, o casaco curto, as calças sem comunicação com os sapatos que, definitivamente, lhe apertam os pés.

    Um resultado assim, pesado, convida a grandes conclusões. Acho que é preciso resistir à tentação. O F.C. Porto é o campeão, tem uma história na Europa e de facto continua em segundo no seu grupo, com razoáveis probabilidades de se apurar na Liga dos Campeões. E em Portugal tudo está aberto como seria de esperar à quarta jornada.

    Enfim, vale a pena achar que a noite de Londres foi apenas (um «apenas» de tamanho bastante razoável) um instante mau, no sítio errado, perante o adversário menos conveniente, uma equipa que nunca pára quando está a divertir-se. Mas também vale a pena notar que além dos aspectos tácticos e individuais que em parte explicam a derrota e podem ser alterados no futuro, esta equipa denotou duas características que devem preocupar os adeptos.

    Primeiro a forma de pensar. A maneira como a equipa se posicionou no terreno, e como não quis (mais do que não conseguir) sair para o ataque, impressionou. O F.C. Porto apresentou-se em casa do Arsenal não como um recente campeão europeu, mas como um clube de um campeonato periférico. E isto entende-se mal. Perante um conjunto como o de Wenger, tão forte e seguro das suas qualidades e rotinas, a única forma de ter sucesso é correr riscos, incomodar. Ficar atrás à espera que o tempo passe é exactamente a estratégia dos pequenos, quando visitam o Dragão. Quantas vezes funciona?

    Depois a entrega. O F.C. Porto construiu algumas das suas maiores vitórias suportado numa atitude diferente, às vezes a pisar o risco. Desta vez, a equipa encaixou cada golo como se estivesse no cinema a ver passar na tela a inevitável história da derrota. Sereno, conformado, alheio ao que se passava.

    Daí ter achado o F.C. Porto pálido. Com pouco sangue, coragem escassa. Distante de si próprio. Pode ter sido um dia (muito) mau. Ver-se-á.

    ResponderEliminar
  119. Nem tudo está como dantes.
    Um jogo sofrível como o de ontem deixa sempre marcas na equipa e pra piorar, ou não, vem aí o Sporting.

    http://chutodeletra.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  120. Blue: -A culpa não é dos jogadores, eles são o que são, foram escolhidos por serem o que são, quem está à frente da equipa escolhe os reforços, dizem-me que os observam com critério, sabem como jogam, sabem qual é a sua personalidade, se se enquadram em termos comportamentais na filosofia do Clube ou não. Depois de cá chegarem, vão sendo trabalhados e escolhidos paulatinamente para comporem um team e quem os escolhe e trabalha sabe bem quem tem nas mãos, não pode é depois fugir com o rabo à seringa quando os resultados são maus e fazer de conta que nada tem a ver com eles.
    Não compreendo que uma equipa tenha desaprendido de saber defender de um momento para o outro. Ontem os jogadores do Porto deixavam os seus adversários fazerem o que lhes desse na real gana.
    Foi confrangedor perceber que os defesas, senão a quase totalidade dos elementos da equipa, receavam fazer uso do corpo para afastar um Arsenalista da bola. Se o Prof os está a treinar para jogarem sem fazerem qualquer falta durante um desafio -eu até aplaudo, se bem que não acredite que consiga- e poderem exigir uma medalha no fim da época por bom e irrepreensível comportamento, ainda percebo...Eu próprio tenho uma medalha em minha casa, "Prémio Disciplina da Associação de Futebol do Porto". Nesse ano -confesso- não ganhei mais nada!...
    Agora sou um raio de um Indisciplinado! E sempre que esteja dentro das regras, eu acho que se deve actuar, não a magoar ninguém mas a usar o físico, aliás o Guarin mereceu a minha aprovação, porque eu achava que ele emprestava mais corpo à equipa, se nem isso ele dá, ora reBóolesse.....!
    Repito, o primeiro golo foi uma vergonha. Então assistir a toda a defesa a ver no que davam as modas e eles que até se mostraram atarantados -mas que é isto?- depois de uma hesitação momentânea, lá decidiram -bom se é assim que vocês querem, tomem lá! O Bruno Alves deve-se ter cansado de andar a tapar buracos por tudo quanto era lado, depois desistiu.
    -Agora devo confessar, não sou dos que vão para todo o lado com a equipa, até me surpreende que haja pessoas que têm ganas de o fazer, vontade, gosto e capacidade financeira!...Tempos houve em que ia e o Porto não ganhava nada, ia por gosto, viajava, comia umas bifanas e "até assistia" a um jogo do Porto. Depois comecei a ter concomitantemente mais interesses, namorava, ia a uns bailaricos, jogava a bola, ia ao Cinema, lia, via Televisão...Por falar em ver Televisão, não acham que eu por pagar todos os meses para ver uns jogos na SportTv até estou a contribuir para as receitas do FCPorto?...Eu até penso que sim! Sim porque isto de ir ao Futebol em directo já não está ao alcance de qualquer um, cotas ao Clube, bilhete suplementar para cada jogo, então se fôr fora o jogo, é bilhetes, Bifanas, gazolina, cansaço...O Futebol transformou-se num espectáculo diferente já aqui o disse, entro num Estádio e já não vejo apenas o relvado e 22 jogadores atrás de uma bola, vejo os interesses comerciais, vejo muitos jogadores a jogarem e ao mesmo tempo pensarem noutros Clubes que não naquele em que jogam. Vejo os representantes dos jogadores, sempre a regatearem os valores que os jogadores ganham. Vejo os árbitros e imagino as camisolas que trazem por baixo da camisa negra. Vejo os dirigentes dos árbitros, a completa promiscuidade -com direito à apalpadela nas coxas- entre os Vieiras e os Costas deste País, sem que ninguém repare...

    ResponderEliminar
  121. Para além disso no que me toca, acho que dei o que podia dar, dei o que podia dar quando era necessário, quando uma boa parte dos que só criticavam -e ainda continuam- nada mais faziam. Defendi até à exaustão pessoas que até não conheço, porque sabia que elas estavam a ser postas em causa, não por serem como eram, mas por estarem onde estavam...Sei que a hipocrisia é permanente e é difícil senão impossível erradicá-la...Mas eu estou cansado, estou terrivelmente cansado!...

    ResponderEliminar
  122. E fico extenuado, quando ouço o Jesualdo dizer, que até não foi assim tão mau, foram apenas três pontos que se foram...Sinceramente, depois de uma ano de tremendas convulsões em que o que estava em causa era a participação na Champions, ir para lá fazer esta triste figura, mais valia ter estado quietinho...Não está em causa perder, já não aceito ver jogar amadorísticamente.

    ResponderEliminar
  123. Meus caros amigos PORTISTAS nesta hora depois deste furacão que passou só nos resta ter calma, como se diz em linguagem militar é hora de enterrar os mortos e tratar dos feridos . Se formos analisar o nosso grupo e muito forte ,é muito fácil dizer que o nosso PORTO foi humilhado, gostava de ver as grandes equipas da segunda circular no nosso grupo. Até parece que o PORTO já foi eliminado. A equipa técnica pode ter feito mas escolhas mas a direcção também temos que ter confiança no trabalho de todos , mas os atletas tem que ter mais respeito por aquelas camisolas. Já agora gostava de dizer a todos que nestes dias tenho muito orgulho em ser dragão por muito que me custe ouvir certos comentários temos que ser mais unidos e não nos deixar abater .
    F. C. PORTO SEMPRE

    Abraço

    ResponderEliminar
  124. Estive a rever o resumo apresentado aqui e retive mais um pormenor, Bruno Alves! -Ele esteve em todos os momentos menos agradáveis. Completamente desenquadrado, apático, irreconhecível.
    Deve ter sido mesmo um dia demoníaco.
    O Helton até esteve menos mal, defendeu mais uns tantos. Como disse após o 1º golo saí, saí porque tinha de sair e porque estava com um mau pressentimento. Saí, fui até ao Dragão, neguei-me a ver quaisquer imagens, mas sentia que as coisas deviam estar más, embora tivesse a esperança de que surgisse um milagre. Quando regressei a casa, de passe actualizado na mão, havia acontecido o quarto golo. Não aceito que se vá jogar para Inglaterra de jogo antecipadamente perdido. Temos de pôr energia naquelas pernas. Uma equipa bem treinada fisicamente consegue fazer tudo o que pretendermos. Temos um plantel de qualidade.Temos que ter um quadro de técnicos com coragem e conhecedor. Temos que ganhar em Lisboa e mais não digo!

    ResponderEliminar
  125. Caros Amigos!

    Na minha opinião não devemos criticar individualmente A,B,ou C,porque foi a equipa no seu conjunto que falhou.Por estar mal preparada,por não ter conjunto,não funcionar como equipa,por estar mal orientada,e,devido a estes factores os indices de confiança estarem muito baixos.
    Nestas circunstâncias só consigo vislumbrar uma única entidade responsável:a actual equipa técnica.Em face do acima exposto constato (deteto) que existe falta de profissionalismo: ou nos profissionais do Plantel,ou então na equipa técnica,porque se estão em má forma é porque não trablham o necessário,e, por isso,deviam trabalhar com mais afinco,empregar mais empenho, no sentido de evoluirem e justificarem que merecem o estatuto que lhes está atribuido.Têm todos,jogadores e equipa técnica, de se esforçarem ainda mais para os resultados começarem a aparecer. Intensificar,se preciso for o ritmo do trabalho, de modo a produzir bons resultados.

    Até certa altura não sabia até que ponto a acção do ex-Adjunto Azenha (agora substituido pelo actual Adjunto Gomes)teria sido importante nas vitórias então alcançadas pela equipa o ano passado.Agora já começo a perceber que talvez tivesse sido mais importante do que o desejável.E por isso começo a desconfiar de quem foi o mérito dos êxitos alcançados a época passada.É que dá-me a impressão de que sem o Azenha o Profe não se safa.
    Não posso conceber,nem tão pouco admitir que após todo este tempo,desde o início da época até agora,ainda não tenha sido possível encontrar uma equipa "tipo" com um mínimo de ligação entre todos os seus elementos e sectores.
    Mas o que facto é que não existe essa tal equipa tipo,esse colectivo que todos estamos à espera,e que renda/justifique o investimento de cerca de 60 milhões de euros feito pela FC Porto-SAD no início da presente época.

    Abraço

    ResponderEliminar
  126. Antes de se criticar o Benítez, que não tem culpa de ser fraquinho, dever-se-ía criticar, por exemplo, assim de repente, o Bruno Alves, porque é um jogador com provas dadas e fez um jogo verdadeiramente patético, por culpa própria e não por culpa de terceiros.

    ResponderEliminar
  127. A mim o que mais me espanta são as afirmações do técnico nos finais dos jogos com o Zporting e com o Arsenal, para não dizer com o Rio Ave.

    Revejam as afirmações, e vejam lá se o homem, não enterra o grupo que dirige.

    Houve um treinador que ganhou uma taça dos campeões, e que ao intervalo desse último jogo disse aos seus jogadores " Meus filhos da p...!! Este jogo é para ganhar e não para jogar. Ó meus car....s!!!Na V/vida nunca mais tendes uma oportunidade destas. Vamos lá para fora mostrar de que raça, somos feitos ou deixamos uma imagem de perdedores natos..." Resultado final FCP 2 Bayern 1.

    Às vezes é preciso dizer isto para que os jogadores percebam quem manda.

    Peço desculpa pela linguagem, mas para além do que transcrevi, o discurso ainda foi muito pior.


    Como gestor de R.Humanos que são os melhores activos de uma empresa, que depois de um jogo como o do Arsenal, vem dizer que foi apenas um jogo...sem proteger esses activos que acabaram de fazer uma figura ridícula, em que ficaram desvalorizados ao máximo, e sem assumir que a derrota se deve às suas estratégias como principal responsável pelo grupo de trabalho, só tem um caminho. Rua!!!!

    Por vezes tenho a sensação que o Homem ainda pensa que é adjunto de alguêm. Se correr bem foi a minha estratégia. Se correr mal foi o grupo que não intrepretou bem o que eu disse, ou não suaram as camisolas, etc, etc. Nunca assume frontalmente que o erro é seu mesmo que não o seja, e ponto final. Os verdadeiros líderes assumem sempre ( para o exterior ) que em última instância que a responsabilidade é sua. Só assim demonstram e são reconhecidos como líderes.

    Treinadores que protegem o grupo de trabalho na comunicação social tem sempre vantagem sobre os outros que afirmam. "Vou ter que falar com os meus jogadores para revermos o que fizeram mal(???), ou porque não se empregaram a 100%"

    Não tarda nada ficam a falar sózinhos. Hoje percebo porque Bosingua disse o que disse o ano passado no Estrela - FCP.

    ResponderEliminar