22 outubro, 2008

Como se diz f**a-**, em ucraniano?

21 de Outubro de 2008
UEFA Champions League 2008/2009 (Grupo G – 3ª jornada)

Estádio do Dragão, no Porto
assistência: 32.209 espectadores


árbitros: Terje Hauge (Noruega), Jan Petter Randen e Kim Thomas Haglund; Kjetil Saelen.

FC Porto: Nuno; Sapunaru, Rolando, Bruno Alves e Lino; Lucho «cap», Fernando e Raul Meireles; Mariano, Lisandro e Rodríguez.
Substituições: Fernando por Hulk (46m), Rodríguez por Sektioui (62m) e Mariano por Tomaz Costa (67m).
Não utilizados: Ventura, Pedro Emanuel, Guarín e Farias.
Treinador: Jesualdo Ferreira.

Dynamo Kyiv: Bogush; Betão, Kiakhate, Mikhalik e Nesmachniy «cap»; Vukojevic e El Kaddouri; Ghioane, Aliyev e Ninkovic; Bangoura.
Substituições: Bangoura por Milevskiy (46m), Ghioane por Eremenko (60m) e Ninkovic por Asatiani (82m).
Não utilizados: Shovkovskiy, Shatskikh, Romanchuk e Zozulya.
Treinador: Yuri Semin.

Disciplina: cartão amarelo a Nesmachniy (32m) e Rolando (65m).

Golos: Aliyev (27m).


É sempre um dia especial. O regresso da prova de elite. Com tudo a que temos direito. A ansiedade crescente. A multidão que se acotovela, na ânsia de entrada no majestoso recinto. O hino que arrepia, na sua lembrança de campanhas épicas. A magia que se solta. É noite de Campeões. Nada mais se lhe compara, no panorama futebolístico actual.

Não será, no entanto, um jogo mediático. Daqueles que movimentam jornalistas em magotes histéricos, com máquinas fotográficas a disparar em cada segundo. O opositor, apesar de respeitado, não é um dos “tubarões” europeus.

Equipa com historial de sucesso, o Dínamo de Kiev faz jus ao estereótipo das gentes de leste, no seu futebol. Frios. Cerebrais. Implacáveis. Mortíferos. Colectivamente fortes, desenvolvem um futebol feito de passes certeiros, movimentações dinâmicas. Com enorme coesão defensiva.

Mas será, por certo, um jogo vibrante. Alegre. Táctico. Feito de jogadas de envolvimento, remates inesperados ou cruzamentos milimétricos. Com emoção. Com impropérios intraduzíveis. Gestos de exasperação. E, esperemos, com celebração. Muita. Porque nada melhor para celebrar o regresso à Europa do que uma vitória. Com espectáculo.

Na antevisão da partida e no tom professoral que o caracteriza, Jesualdo abdicou do suspense. Joga Nuno. Helton out. Joga Lino. Fucile de fora. De Benitez, nem se fala, com o trucidado defesa-esquerdo em Londres a deixar de ser opção. Quanto ao resto, nada de novo, deixando aos suspeitos do costume a obrigatoriedade do controlo da partida e a responsabilidade de alvejar as redes adversárias. Fernando. Lucho. Meireles. Tomas Costa. Rodriguez. Lisandro.

Tudo imutável. Tudo? Nah! Tomas Costa, que se vinha afirmando como pedra basilar no meio-campo, reforçando defensivamente as tibiezas de Sapunaru, dando alento à ala direita na procura do golo, não apareceu na constituição inicial da equipa. Mistérios…

Com a chuva a marcar o ritmo, foi um Porto acutilante aquele que entrou no bem tratado relvado do Dragão. Disposto a tomar conta do jogo, procurando jogar em velocidade, com a bola a ser lançada amiúde para os flancos. Rapidamente se percebeu que a equipa, pela dinâmica que imprimia, mancava. Visivelmente. Era o flanco esquerdo que ganhava em protagonismo, com Lino a denotar a sua propensão ofensiva, aparecendo bastas vezes em posições mais avançadas, ajudando Rodriguez. O flanco direito vivia refém de receios espúrios, com a banalidade de Mariano a aliar-se às dúvidas existenciais do lateral vindo da Roménia.

O domínio, visível, nunca foi suficiente para empurrar os ucranianos para uma defesa porfiada. Equipa com excelente técnica, capaz de gerir na perfeição as transições, foram aguentando golpe atrás de golpe, nunca descurando o contra-ataque, feito essencialmente por intermédio de Bangoura, pleno de força e provocando arritmias constantes a Rolando.

Num jogo agradável de seguir, Mariano procurava justificar, mais uma vez, a sua titularidade, mostrando-se agradavelmente activo. Contudo, o primeiro sinal de golo eminente surgiu no lado oposto. Uma incursão de Lisandro, com os predicados do costume, deixa a bola para Lucho, já dentro da pequena área. A saída desesperada do guarda-redes do Dínamo constituiu a salvação dos ucranianos, desviando o remate do argentino para o poste. Nova manifestação do destino [com esta, quantas é que já vão, em alturas sempre cruciais?], impedindo que os azuis-e-brancos inaugurassem o marcador. Era o sinal mais portista, com Lucho a ser um dos mais inconformados, aparecendo sempre em zonas perigosas.

Pressentia-se o golo. E ele apareceu. Mas para o adversário. Livre para o Dínamo e Aliyev a enviar uma bomba para Nuno. O remate, forte e repleto de trajectórias diferentes, era mesmo assim defensável. Isso mesmo. Defensável. Golpe tremendo nas aspirações, legítimas, à vitória, num golo algo fortuito.

O Porto, aparentemente, não sentiu os efeitos colaterais de se encontrar em desvantagem. Lisandro desperdiça o ensejo de empatar, numa fuga pela esquerda. Até ao intervalo, só se viu Rodriguez. A cruzar. A rematar. Sempre impetuoso. Galvanizando companheiros. E, quando o apito do árbitro parecia uma realidade imutável, novo “bruáaaa” de decepção. Cruzamento de Cebola, com a dupla argentina – Lisandro e Lucho – a falhar por milímetros. O triste fado luso acompanhava a equipa para o retemperar de forças.

O intervalo foi bom conselheiro para o treinador portista. Desfez-se dos espartilhos conservadores, mandou às urtigas a tradicional cautela e fez pela vida. Sacrificou Fernando, demasiado apagado, e meteu no jogo a electricidade de Hulk. O Porto tomou de assalto o último reduto do opositor. Com Meireles a desempenhar, e bem, a função de pivot defensivo, conseguindo efectuar na perfeição a transição defesa-ataque, o Porto foi mais equipa, encostando finalmente o oponente às cordas.

Vendo que a equipa, apesar de voluntariosa, estava longe de conseguir ser brilhante, Jesualdo opta por nova e necessária mexida. Tarik, o supersónico extremo, estava prestes a iniciar nova aventura, depois do calvário da lesão. Entendia-se a substituição. O Dínamo, com a atitude defensiva cada vez mais patente, era mais permeável nos flancos. Tornava-se necessário alguém capaz de dinamizar a posse de bola, levando-o até à linha de fundo.

Surpreendentemente, o marroquino entra para o lugar de Rodriguez. Longe da inspiração que se esperava do uruguaio, mesmo assim é questionável a sua troca, deixando em campo a banalidade de Mariano. Por pouco tempo. Vendo que com Tarik a equipa ficou dotada de maior velocidade e imprevisibilidade, o treinador azul-e-branco opta por nova substituição. Sai Mariano, entra Tomas Costa. De pouco serviu.

O futebol portista, feito de coração mas com cada vez menor discernimento, foi perdendo clarividência. Os sinais de desnorte avolumavam-se, perante a impassibilidade de um adversário que, justiça seja feita, nunca viveu momentos de verdadeiro desespero. Hulk procurava remar contra a maré, enfermando de males ainda não corrigidos. Com uma capacidade de choque acima da média, um remate poderoso e uma capacidade técnica invejável, o brasileiro consegue sempre agitar as águas, mesmo quando teima em ser de um individualismo exasperante. Um diamante com evidentes qualidades para delapidar.

Sem uma verdadeira ocasião de golo, na 2ª parte, o conformismo foi tomando conta da equipa, pese a abnegação do costume. O espectro da derrota, depois de 3 profícuos anos, abateu-se clamorosamente sobre a Invicta. E a noite que se esperava de festa e celebração deu lugar ao mais profundo breu. Nuvens bem escuras que pendem sobre a suposta qualidade de uma equipa que teima em defraudar expectativas…

Notas finais: 3 míseros pontos, 3º lugar no grupo, com duas deslocações a redutos difíceis para realizar, na 2ª volta. Com um encontro caseiro a ser anfitrião dessa verdadeira máquina demolidora de jogar futebol, o Arsenal, que futuro para este Porto bucólico, melancólico e tristonho? Sinceramente, nesta fase, apenas e só o desejo de que se consiga o desiderato mínimo: o apuramento para a UEFA. Aliás, vistas bem as coisas, a única coisa que o clube teria a ganhar, com uma eventual e improvável qualificação para os oitavos, seria o chorudo bónus financeiro. Porque, sejamos sinceros, esta equipa é uma pálida imagem de outras que granjearam respeito na Europa. E, quando assim é, nada melhor do que alimentar as expectativas dos adeptos, jogando num escalão com uma grau de dificuldade bem menor.

Melhor do FC Porto: Raul Meireles. Primeira parte esforçada, segunda parte a demonstrar o quão equivocado estava Jesualdo, ao conceder o beneplácito da titularidade a Fernando. Meireles dinamizou por completo o meio-campo portista. Recuperou bolas, efectuou passes, manteve a clarividência necessária no desenvolvimento das jogadas de ataque, servindo os interesses do colectivo.

PS - Sempre me mostrei convicto nas minhas opiniões. E nunca, felizmente, pedi a cabeça de ninguém. Detesto solenemente os linchamentos mediáticos. Defendi, neste espaço, em muitos comentários, a manutenção de Helton na baliza. Felizmente que Jesualdo não me fez a vontade. Imagino o que se diria do brasileiro se fosse ele o titular, sofrendo um golo num livre a mais de 30 metros da baliza. Ficou provado que o brasileiro não pode, em circunstância alguma, servir de bode expiatória a culpas colectivas.

81 comentários:

  1. type_o_negative21 outubro, 2008

    Volta Helton, estás perdoado!

    ResponderEliminar
  2. Já nem sequer me chateio com isto.

    O Jesualdo está-se a esforçar para nos convencer que está a construir a pior equipa do FC Porto dos últimos dez anos na Liga dos Campeões. Está no caminho certo.

    ResponderEliminar
  3. Jesualdo, viramos bem. É o viras.

    ResponderEliminar
  4. Começo a dar razão aos abutres da luz que diziam que não devíamos ir à Liga dos Campeões, este ano. Para fazermos figuras destas, mais valia não termos ido mesmo.

    E um franguinho à Helton sabe sempre bem.

    ResponderEliminar
  5. HurakatAI,

    Na Champions por direito próprio. Foi isso,e apenas isso, que nos fez lutar, o Verão todo, para a reposição da Justiça.

    Parece-me evidente que este Porto é uma cópia de fraca qualidade de outras equipas que elevaram bem alto o nome do Dragão.

    Ao contrário de Londres, a equipa hoje esteve ao seu nível. Agora, depende efectivamente do nível a que cada depto a coloca. Foi, é certo, uma equipa honesta, abnegada, trabalhadora, mas pouco mais. Sem rasgos, incapaz de se desenvencilhar dos seus demónios interiores.

    Sinceramente, à imagem do ano passado, anseio pelo 3º lugar. Porque na UEFA, pelo menos, sempre posso sonhar. Na Champions é que não. O sonho está proibido, quando a qualidade, ou falta ela, está à vista.

    ps: No entanto, acredito que somos capazes de vencer na Ucrânia. Será a nossa final.

    ResponderEliminar
  6. assim na na UEFA

    ResponderEliminar
  7. a coisa ta tão má que até gaguejo..lol. Ponham o Pedro Emanuel a treinar, preocupou-se mais que o Jesualdo. Agora vamos ver o mister a vociferar e a dizer que está a construir uma equipa. Qual?!

    ResponderEliminar
  8. Eu não disse? Até parece que sou bruxo (comunicado ao FC Porto-Site antes do jogo).Vaticinei a derrota do FC Porto hoje.
    Ao intervalo.Para já está a ser mais que evidente que esta equipa do FC Porto é mais lenta e menos agressiva do que o Dinamo de Kiev. Além de serem mais rápidos defendem sempre bem e com muitos jogadores, bastando-lhes dois ou três elementos no ataque para semear o pânico na nossa defesa.

    Na minha opinião esta equipa de futebol do FC Porto não tem ritmo de jogo para competir na Champions League.

    ResponderEliminar
  9. PortistaAlentejano21 outubro, 2008

    Dragão que se preze, nunca perde o ânimo.
    Falta da pontinha de sorte, falta de extremos que subam às linha e cruzem, pois só se via centros que nasciam quase do 1/2 campo.
    Sorte tiveram os ucranianos, mas também é verdade que anularam muito bem o Porto.
    Não é para ficar em 3º lugar, é para passar à 2ª fase.
    Força Porto...

    ResponderEliminar
  10. 1 – Comentário muito infeliz do Sr.Hurakatai…Até parece que os merdas da Luz mereciam estar na Liga dos Campeões…Ficando em 4º lugar mereciam era estar no car****…Não sejamos ridículos numa situação em que o resultado não nos sorriu, nem que as coisas nos correram bem…

    2 – Se Nuno cometeu um erro, também é certo que Helton já cometeu muitos e em jogos bem importantes…Não tenhamos memória curta, nem crucifiquemos Nuno ao 1º erro, pois se fosse assim, há muito que Helton já deveria ter saído da baliza do FCPorto.

    3 – Meus caros amigos, sejamos honestos: Sapunaru ao pé de Bosingwa dá vontade de rir…Fernando ou Tomas Costa ao pé de Paulo Assunção são jogadores bem mais fraquinhos…Rodriguez não chega, em termos de qualidade e magia, aos calcanhares de Quaresma…É um jogador mto esforçado, raçudo, mas e a magia e qualidade técnica que se exige a um extremo?!?!?!

    4 – Com este resultado, o máximo que podemos aspirar é a UEFA…

    5 – Este Kiev é daquelas ekipas que defende, defende, defende, defende e defende, depois marca uma porra de um golo, e toca a defender ainda mais…F***-**…Este tipo de ekipas dão cabo dos nervos…

    ResponderEliminar
  11. Assim não vamos lá. Não sei se é dos (reforços) treinador ou outra coisa. Ganhar em kiev não acredito, estou tão lixado que só posso fazer uma comparação com esta equipa (o nosso formula ) não anda direito , não tem tracção, não e fiável e o piloto mesmo para mim e um desconhecido ......


    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Estou com o Paulo, esta equipa é esforçada mas não me parece ter nível para brilhar na champions...
    Eu elogiei Nuno em Alvalade mas nunca achei q Nuno fosse superior a Helton,,,jesualdo foi na cantiga dos q passaram a vida a linchar o helton...

    SObre Jesualdo, não tenho paciência, é um treinador sofrível q não ganha um jogo depois de estar a perder, o porto de jesualdo não consegue nunca virar um jogo... depois as substituições funcionam sempre, mas sempre mal, é uma coisa...

    espero bem q este seja mesmo o seu último ano aqui...

    PARABÉNS A QUEM LÁ ESTEVE AO FRIO E À CHUVA.

    ResponderEliminar
  13. Podemos ganhar lá, é talvez mais fácil e o Prof estará nas suas sete quintas!...Agora -hoje- tirar o melhor extremo para colocar outro a substituí-lo, no lado contrário ao que lhe é habitual, isto já é habitual mas, em Jesualdo Ferreira!
    -Eu não percebo nada de futebol, mas eu tiraria -ou nem o meteria sequer de início- Mariano e colocaria Tarik, ou então Candeias!
    E se a coisa não resultasse então poderia tentar em desespero o extremo restante (Candeias /Tarik)...
    A equipa perdeu lucidez e imprevisibilidade.
    -Mas ainda confio, "tenho uma enorme capacidade em acreditar".
    -O respeito é muito lindo: -Os meus vizinhos de cima -no golo- saltaram todos, mas em silêncio...Mas eu ouvi-os...Amanhã espero saltar eu, mas ruidosamente, o mais ruidosamente que eu possa! -Diferenças: Eu saio da garagem, assim como entro, sempre de frente, eles saem sempre de traseiras...Nem me tinha apercebido, disse-me a minha filhota! Tassssssssss.

    ResponderEliminar
  14. Viva !

    Belo texto como sempre, Paulo Pereira . Pena que seja em circonstâncias mais que desagradáveis. Mas a culpa não é tua quanto ao "desagradamento" geral.

    Cheguei a casa por volta do intervalo. A tv estava cercada e os meus filhos disseram-me que a rtpi não transmitia o Porto !

    Comecei a procurar na net ! O celular ( prefiro esta palavra a telemovel) tocou. Tive que deixar o computador.

    Não hajam dúvidas, este aparelho foi criado para chatear. Já é a terceira vez que me telefonam, para falar do trabalhinho (ou trabalhão ? ) aquando jogos do Porto.

    Não vi o jogo. Li apenas esta bela crónica e o resumo na net.

    Vou ser questionante : Tantas bolas no poste já não podem ser azar. Não será falta de concentração ?

    Creio que ainda há possibilidade de ganharmos em Kiev. O general inverno poderá ajudar.

    O Arsenal não poderá manter sempre este ritmo.

    Creio que haverá ainda surpresas no grupo.

    É aborrecidíssimo falar dum jogo que se queria ver e não se pode ver.

    Paulo Pereira : Eu ainda acredito nos oitavos. E Muitos Parabéns em teres demonstrado, com o teu texto, que o futebol é um jogo colectivo. Por isso, os bodes expiatórios não tem razão de ser.

    Estou bem decepcionado !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  15. Queria dizer uma coisa, o Nuno não tem grandes culpas no golo, a bola vai na direcção central e de repente inverte a marcha e ruma mais ao lado direito...Depois foi um tiraço! -É verdade que se ele tentasse ir lá com os dois braços, talvez a desviasse, mas também poderia nem sequer alcançar a trajectória nova da bola, todos sabemos que a extensão dada ao corpo com um só braço, é maior que a que é conseguida, se forem lá os dois!...Um braço vai mais longe, dois braços cobrem mais área...Daí que foi uma tentativa falhada, mas que estava condenada ao insucesso a partir do momento que ele teve que corrigir o seu movimento inicial.Portanto não o condeno.

    ResponderEliminar
  16. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  17. Revolta...Decepçao...um sem numero de coisas me passam na cabeça...
    Nao faço nem sou apologista do puro descasque no jesualdo..mas concordo com o Lucho, o Porto não é equipa de virar resultados, primeiro porque a liga portuguesa não os obriga a tal, depois porque neste momento este Porto nao vale Merda nenhuma..desculpem-me mas nao é por ser a quente...ha coisas que se sentem....Há inevitavelmente assuntos nao gratos mas que tem de se falar e de facto ninguem aparece a dar a cara e a por um ponto final no assunto.
    É o caso helton, é o caso lisandro enfim...
    Hoje vi apenas 30m de jogo, os iniciais, nao quis acreditar e por isso lancei na minha antevisao tomas costa na equipa mas havia deixado entre linhas a possibilidade de o facto de ter jogado a taça que iria haver surpresas...Mariano!!!depois ao que leio as trocas voltaram a tocar no mesmo...Hulk faz-me lembrar isaias antigo jogador do benfica..para fazer um super golo vai ter de rematar 100 vezes..isso nao é um jogador...O Porto é neste momento um conjunto desmembrado, ja nao acredito que os problemas seja so de recontruçao, ate porque com constantes trocas de jogadores nao se recontroi nada..Cebola é uma nulidade, bem diferente daquilo que pensei que pudesse acrescentar ao dragão com a saida de Quaresma , com tanto remendo fica dificil que se tivessemos de recontruir a equipa dos pes a cabeça lutavamos era para nao descer...
    Depois de Londres nova exibicao sem brilho, sem chama...confesso que ao fim de uma duzia de jogos nem a exibiçao de Alvalade nem encheu as medidas a nao ser na fibra de campeao que é o pouco k sobra.
    O dynamo foi igual a si proprio, nao me venham com teorias, havia avisado para a força colectiva e para a defesa coreacea deste tipo de conjuntos...Já o porto tb não deslustrou, foi o de tantos jogos sem Lucho ao nivel k nos habitou o jogo é esmorecido em nao tem qualker tipo de ligaçao...sem profundidade nem velocidade nas alas (mas candeias continua a saltar convocatorias) os dragões sao amorfos e vivem apenas da tenacidade de um ou outro laivo de raça que permite roubar bolas e lançar uma contra ofensiva, com lisandro a ser a unica esperança para os golos mas longe da eficacia e ate da concentraçao na hora de atirar, os portistas com banais laterais sao de facto uma nulidade e uma palida imagem das equipas de outras epocas...
    Em suma porque mto me vai na alma, parece-me dificil o apuramento nao porque os jogadores nao consigam mas porque fudamentalmente nao temos FUTEBOL para ganhar 6 pontos nos proximos 2 jogos...e apesar dos meritos do Prof no passado mais que aquilo que nao faz custa-me cada vez mais ouvi-lo no antes e no depois dos jogos ..monocordico e conformado usando e abusando dos neologismos e frases feitas do futbol modernos...
    Por mim Dragão sempre ...mas de Jesualdo estou farto...é nas derrotas que dou conta o quanto sofro pelo PORTO...fodasse custa tanto....

    ResponderEliminar
  18. carago, carago!!!22 outubro, 2008

    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  19. Blue, corta o pio a estas minhocas alaranjadas!...

    ResponderEliminar
  20. É verdade que Rodriguez teve dois ou três rasgos na primeira aprte, mas está longe de ser o mesmo jogador que representou o Benfica.
    Quanto a Jesualdo, se há alguém sem culkpa nesta derrota é ele. Colocou Lino no lugar de benitez que todos concordam, depois da sertã já era, com fucile de fora não sei quem queriam ver?
    O Mariano nuim jogo contra uma equipa fisicamente mais possante asseita-se, porque é verdade, não é nenhuma estrela, mas de luta, espirito de sacrificio tem de sobra.
    Esteve bem a mexer em 15 minutos colocou em campo todas as opções de ataque que tinha no banco, por isso, nao vejo que mais podia fazer. Vejo sim é que a equipa nao dá para mais!!
    Relativamente a Nuno: Helton precisa de arejar as ideias e o Nuno é uma boa solução. Boa não ecelente, mas é o que tem no plantel. Tem culpas no golo, mas Helton já sofreu golos iguais, parecidos ou piores e não é por uma falha que vamos agora crucificar o jogador.

    http://chutodeletra.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  21. Equipa - treinador incluido - incapaz de honrar a memória.
    Muita parra e pouca uva.
    Domina , mas não marca, se sofre um golo e fica em desvantagem, não é capaz de dar a volta.
    Não tem alma, raça, vergonha na cara...Depois de Londres e quando se previa a reabilitação, mais um desastre.
    Enfim, uma tristeza!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  22. Permitam-me o aparte.
    No JN de hoje.

    'Ridículo' um árbitro vender-se por um bilhete

    Juiz critica Ministério Público por acusação sem provas. Pinto da Costa livre de julgamento no "Nacional-Benfica"

    00h30m
    Nuno Miguel Maia

    O Tribunal de Gondomar justifica o arquivamento do processo Nacional-Benfica para Pinto da Costa pelo facto de a sua ligação ao caso apenas ter acontecido por força de "presunções ou juízos de valor sem qualquer sustentação".

    Muito crítico para com o Ministério Público (MP), ao decidir não mandar a julgamento o presidente do F. C . Porto, o líder do Nacional, Rui Alves, o empresário António Araújo e o árbitro Augusto Duarte, o juiz Pedro Vieira refere ser de "difícil compreensão o juízo efectuado [...] no sentido de imputar os factos em apreço ao arguido Pinto da Costa".

    O magistrado diz que ouviu todas as escutas e que, "para além das deduções efectuadas pela PJ", não detectou ligação do dirigente aos factos. Designadamente ao primeiro telefonema - "suspeito", admite o juiz - entre Rui Alves e António Araújo, no qual é afirmada a necessidade de "trabalhar o árbitro", para o jogo Nacional-Benfica, da época 2003/04, ganho pelos madeirenses.

    Recorde-se que a acusação refere que Pinto da Costa foi posto a par da intenção e aderiu ao plano de corromper Augusto Duarte, com vista a prejudicar o Benfica. Para sustentar esse facto - e à falta de escutas em que o dirigente tenha sido interveniente directo -, foi associada uma conversa escutada de António Araújo com o dirigente do FCP, Luís Gonçalves, segundo a qual o empresário estaria a efectuar um "serviço" importante para Pinto da Costa.

    Analisando os factos, o juiz disse (verbalmente, mas não no despacho escrito) que, analisando os factos isoladamente (fora do contexto geral do megaprocesso Apito Dourado), "nem deveria ter havido acusação".

    Isto porque não há qualquer indício de uma adesão de Pinto da Costa a um esquema de corrupção sobre o árbitro. Além disso, o FCP não tinha interesse em prejudicar o Benfica (tinha nove pontos de vantagem e os encarnados iam em terceiro lugar). Deu ainda como provável que o "serviço" referido por Araújo e as facturas (constantes em conversa com o administrador da SAD, Fernando Gomes) tivessem, de facto, a ver com negócios e transferências dos jogadores Paulo Assunção e Rossato, do Nacional para o FCP.

    Depois, o juiz censura o MP por expressões como "contrapartidas não apuradas e a que não tinha direito" e "em data e local não apurados António Araújo entregou a Augusto Duarte a contrapartida económica acordada", sem "qualquer sustentação probatória".

    Sobre a oferta, por parte de Araújo, de um bilhete para o FCP-Manchester, da Liga dos Campeões, Pedro Vieira notou que a primeira referência a tal oferta só aconteceu após o jogo e por "iniciativa do árbitro", o que contraria a ideia de um acordo prévio ilícito. Na comunicação verbal da decisão, o juiz considerou "ridícula" a ideia de que um árbitro possa vender-se em troca de um bilhete. Já na decisão escrita, classificou-a como "irrazoável".

    ResponderEliminar
  23. Passadas quase 12h depois de novo trucidar da alma Azul so se me oferece uma questao...Que Porto é este???
    Sem honra nem Glória!!!
    É bem verdade que o escalonamento do onze a excepçao de Mariano foi condizente com os figurinos apresentados, nao se podem assacar culpas ao Mister nesse campo, mas depois amigos ainda que com as culpas a serem colectivas e a dependerem da dinamica e da predisposiçao dos atletas, a quem se questiona o futebol Azul...nao tem os melhores???E certo!!!mas com esses ou com outros melhores quem é que desenvolve as estrategias, quem ministra os treinos...???Já aqui escrevi, Jesualdo foi bi-campeao com os seus méritos, mas tb com jogadores de outra craveira, que fica visivel que aqueles que vieram pra suprimir as suas saidas ainda nao provaram ser capazes...mas se um treinador so é capaz de fazer omoletes com ovos de qualidade, entao se calhar talvez fosse boa ideia procurar-mos outras soluçoes...è horripilante ver como nos ultimos temos o Futebol Portugues se arrasta num turbilhao de exibiçoes sem chama sem arreganho tactico..ele é a selecção ele é o Porto ..enfim ate por coincidencia Queirós foi ao Dragão depois de Jesualdo ter saido em sua defesa...
    Só me recordo de um Porto assim a altura de Octavio Machado, Fernandez e até FErnadno SAntos no seu último ano...Esta equipa precisa de um reset, de uma formação e de alguem que ponha os pontos nos i's...Demasiados casos de alguma indisciplina, saidas nocturnas e amuos, algo que nao era costume ver-se com natural incidencia ao nivel dos media e repercussoes ao nivel do relvado....
    P.Emanuel nao calça na Champions quando se sabe que nesta competicçao a experiencia ainda é um posto e Rolando ontem por exemplo andou sempre na corda bamba com Bangoura...
    Afinal persistem as duvidas sobre Fernando e sobre quem pode ou nao fazer a posiçao...só prova que a pré-epoca foi mal estruturada..se nao ha um jogador com as mesma caracteristicas entao haja um sistema que consiga colmatar as insuficiencias....Capacidade Fisica , com um josé Gomes na equipa tecnica nao se percebe porque se arrastam Rodriguez sem explosao. Lucho um peso morto que so disfarça porque tem muito futebol nos pés...e depois o grande canto do cisne o Ataque, todos sabem que epocas nao se repetem, Lisandro o ano passado fazia golos de toda a maneira este ano atravessa uma fase menos feliz nesse capitulo, o que deixou o Porto dependente sem capacidade de encontrar alternativas..Hulk neste sistema e neste contexto nunca será a soluçao para os nosso problemas, muito menos Verde como esta..e nao vislumbro outras soluçoes porque fica provado que nao ha alternativas ao passado só por isso se percebe que Adriano ou Farias nao entres nas escolha...é que nao ha vida para la do 4*3*3,nem ganha expressao qualquer outro desenho tactico sobretudo ao nivel da alta roda europeia...
    Temos o que merecemos face a politica do nosso futebol e da organizaçao do clube...enquanto nos demarcamos dos demais fomos obtendo e granjeando alem fronteiras uma dimensao que nos colocava num patamar proximo do que se via la por fora, quanto mais nos aproximamos dos erros de casting e do desgoverno desde contrataçoes ao despesismo sem rigor na qualidade e camioes de jogadores, mais proximos ficamos de nos equiparar-mos aos benficas e outros que tais...

    ResponderEliminar
  24. A nossa equipa neste momento é a imagem do nosso (des)treinador. Triste, amorfa, receosa,cansada, desgastada, inerte...

    Não se estava a jogar muito mal mas à 1ª contrariedade as equipas de Jesualdo rendem-se de imediato, não há crença, não há capacidade de reacção. E se há um pouco disto em alguns jogadores há sempre uma esperteza saloia no banco como a de ontem quando matou por completo a nossa equipa:

    Tirar o extremo esquerdo Rodriguez e lançar Tarik, extremo direito, não lembra ao ser mais ignorante deste planeta. Logo viu q se enganou e quem devia ter saído era Mariano mas depois já era tarde e vai outro jogador do lado direito Tomás Costa. O Porto morreu quando ainda havia tempo de ressuscitar. Com treinadores destes não há santo q aguente.

    O próprio discurso dele antes e depois dos jogos deixa-me na maior parte das situações deprimido. Há sempre condicionalismos, dificuldades.

    Sábado vou lá estar, mas totalmente divorciado com este técnico. O meu Porto vai ser tetra mesmo apesar de jesualdo.

    ResponderEliminar
  25. Sobre os jogadores:

    Na defesa os centrais estiveram bem. Os laterais não comprometeram, Sapu sobe pouco e Lino demais mas não foi por aí.

    Nuno teve culpas no golo. Não fez mais nada.

    No meio campo Meireles bem, Fernando devia ter saído logo após o golo. Lucho arrasta-se, o que se passa? O homem está completamente exausto.

    Rodriguez tem futebol nos pés, mas anda pouco explosivo, Mariano esforçado mas na 2ª parte era ele quem devia ter saído para entrar Tarik (perdido). Lisandro foi dos melhores em campo. Hulk uma verdadeira nulidade. Tomás perdido. Culpa de quem? Minha?

    ResponderEliminar
  26. O Jesualdo quis-nos provar que perder por 4 ou por 1 é igual e vai daí...

    Cada vez mais, admiro a capacidade de ver longe deste destreinador.

    Temos de admitir, não temos categoria para andar na Liga dos Campeões. Este destreinador e esta equipa estão a trair de uma forma leviana tudo o que os adeptos passaram com esta história da ida ou não à Liga dos Campeões.

    Para assistir a isto, preferia que tivéssemos sido castigados e ficássemos no sofá a ver as grandes equipas da Europa. Uma vergonha. Uma equipa desgarrada, sem ideias, nem fio de jogo. Nada. Em nenhum momento, se sentiu que seriam capazes de ganhar o jogo, quanto mais dar a volta a um resultado negativo.

    Vamos levar com esta treta da construção da equipa durante o ano todo.

    Deviam ter uma placa no Estádio do Dragão: «Estamos em construção. Voltem para o ano.»

    ResponderEliminar
  27. foi muito mau para ser verdade. já tou a perder a paciência com esta equipa e ainda vamos no ínicio da época. a jogar desta maneira prefiro ficar em último lugar e ficar por aqui nas competições europeias deste ano... ó jesualdo vai á tua vidinha!

    a nação azul e branca

    http://anacaoazulebranca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  28. «Vamos levar com esta treta da construção da equipa durante o ano todo»

    é ISSO mesmo! Já cansa ouvir aquele banana desculpar-se com esta merda!

    ResponderEliminar
  29. хутро сумний, que é como quem diz em Ucraniano, estou triste:
    *Triste porque o Jesualdo insiste no Mariano.
    *Triste porque o Tarik não entrou de início.
    *Triste porque o Nuno defendeu aquele livre como uma menina.
    *Triste porque o meu clube perdeu.
    *Triste porque começo a dar razão que o Jesualdo não é treinador para as nossas aspirações.
    *Triste porque o FCP se mostrou incapaz de preencher o vazio de Bosingwa, Paulo Assunção e Quaresma.

    Apesar de tudo isto, я вірити, que é como quem diz em Ucraniano, eu acredito.
    Não dá para deixar de acreditar naquelas camisolas, naquele símbolo... é que não dá mesmo.

    ResponderEliminar
  30. E o que me dizem do Queirós bem juntinho ao Pinto da Costa?

    Esperto, este Queirós. Sabe-a toda. Já está a preparar o futuro. Sim, sim. Estava a ser solidário depois do apoio do nosso destreinador. É outro que vê longe. É só visionários no futebol português. Os camelos devemos ser nós todos.

    ResponderEliminar
  31. Heliantia disse:
    «Triste porque começo a dar razão que o Jesualdo não é treinador para as nossas aspirações.»

    Finalmente, bem-vinda à realidade.

    ResponderEliminar
  32. Curiosamente, pareceu-me mais uma provocaçãozinha do nosso presidente...

    ResponderEliminar
  33. Esta época, o nosso destreina teve que deixar a «mama» que o Co Adriense lhe deixou. Uma equipa preparada e oleada, pronta-a-usar.

    Esperto como um rato, cedo percebeu: «Quanto menos mexer na equipa, melhor para mim. Senão, vai dar merd*.»

    Assim andou durante dois anos. A colher o que o holandês plantou. Dois campeonatos no papo. Que maravilha. Equipa montada. Muito pouco trabalho para fazer. Foram só put** e vinho verde.

    Esta época a SAD retirou-lhe o tapete. A «mama» acabou. «Ó Jesualdo, mostra lá agora o que vales se é que vales alguma coisa». E o bom do Jesualdo traçou logo um plano de ataque. Primeiro precisava de um slogan. Já está: "Uma equipa em construção." Lindo. O pior era o resto. «Montar uma equipa nova? E tem de ser agora? Ó diabo. Bom, deixa lá ver o que se pode arranjar, mas tenho o pressentimento que isto vai dar merd*».

    Deu merd*. E não é o homem tinha razão?

    ResponderEliminar
  34. Enquanto continuarem a endeusar um "professor" que sabe tudo menos de futebol...vamos vem...só falta chamarem mestre ao josé gomes...

    alguém me explica, o que é que o pitbull (por exemplo) não tinha que tem o mariano???

    alguém me explica porque o Adriano que muitos golos e faltas nos deus, que salvou o jesualdo no 1 campeonato ganho, estar a treinar sozinho e sem direito a jogar pelomenos pa taça??? e que falta ontem nos fez...

    alguém sabe explicar porque o porto anda há 3/4 anos a comprar defesas esquerdos e não acerta num sequer??

    alguém sabe explicar porque é que ontem o tarik foi jogar para o meio quando ele parte a loiça nas laterais??

    alguém percebe porque é que o porto joga à inglesa??? ou seja passados os primeiros 30 minutos em falta de golos é bombear a bola para a frente??? principalmente pelo bruno alves???

    alguém explica como é que a perder 0-1 num jogo importante como o de ontem, só se mexe na equipa a 10/15 mn do fim???

    ----------------

    Falando de Jesualdo sinto-me à vontade porque é daqueles treinadores que jamais contratava para uma equipa de matraquilhos... Ainda me lembro do sofrimento que foi com ele à frente das selecções..era só desastres....ainda me lembro da chance que o braga teve de ficar muito à frente no campeonato e de chegar (penso eu) aos oitavos de final da Uefa com o estrela vermelha e graças a este senhor a maior parte do jogo andou ao ferrolho e quando viu q tinha hipoteses pk de facto o braga estava mt melhor que o estrela vermelha, ja foi tarde....

    o porto está sem fio de jogo...é uma tortura ver os jogos do porto...cada um joga para o seu lado, outros não jogam mais porque não podem e sabem..a nivel fisico está de rastos (mas isto é obra do senhor josé gomes), pois por onde ele passou isto aconteceu sempre....é outro mestre da táctica..

    enquanto o porto não mudar rapidamente de comandante da nau está num mar perdido, sem rumo e que apenas avista nuvens negras à frente...pois no campeonato não foi a vitoria em alvalade que faz com que tudo mude...pois acredito que com o leixões, vamos passar um mau bocado....

    Um treinador fraco, sem ambição e que a sua tactica preferida é jogar na retranca...um clube como o porto não se pode contentar com apenas 1 competição interna em 4 ou 5. um clube como o porto e face ao gabarito que tem, face ao que construiu e estando em muuitos niveis a anos luz dos rivais, tem obrigação de limpar isto tudo aqui pelo burgo...mas....não precisa de ser tudo, agora 1 competição interna em 4 ou 5 possiveis para um clube como o porto é pessimo..

    e os nossos campeonatos têm sido sofriveis...o ano passado foi um campeonato atípico..e mesmo assim passamos em algumas alturas por maus bocados graças a este lamparejo que foi posto a treinador.

    como é que com um campeonato ganho "à vontade" o ano passado, chegamos ao final e só com essa prova ganha???

    este ano....prefiro nem imaginar o que será, com uma equipa perdida e uma dupla de treinadores mediocre...

    mas.....vou vendo as finais europeias e mundiais que comprei em dvd e re-lembrando o quanto eramos fortes e o quanto nos temiam....agora....nós próprios nos tememos...nós próprios sentimos medo....mas de nós....


    força PORTO, somos dragões, somos campeões...

    ResponderEliminar
  35. Em primeiro lugar, eu ACREDITO que ainda vamos ser apurados com vitórias na Ucrânia e na Turquia e um empate com o Arsenal.

    Meu caro Paulo Pereira, concordo com a parte inicial da tua crónica, descordo totalmente com a parte intermédia e volto a concordar com a tua conclusão.

    Penso que entre todos os adeptos e simpatizantes do Porto (Jesualdo e Zé Gomes não o são) a opinião é que Mariano nem no banco tem lugar e que Tomás Costa tem sido um jogador com bom aproveitamento e, por isso, a sua titularidade era inquestionável. Que fez Jesualdo: tirou-o da equipa e, em vez de lançar Tarik meteu o nulo Mariano que se esforça mas não acerta um passe, escorrega e não dá o mínimo de fluidez ao jogo.

    Durante todo o jogo, o que se viu foi uma equipa banal, sempre muito lenta e manca. Um meio campo sem recuperar bolas, com um Fernando encostado aos centrais e um Lucho que até mete dó. Rodriguez a não ter pernas para os ucranianos e Lisandro sozinho a remar contra a maré. Sofremos um golo estranho (Nuno terá algumas culpas mas a bola vai com força e uma trajectória incrível) e a partir daí tudo foi ainda pior. Jesualdo mexeu e tirando Fernando, recuou Meireles que não é trinco e não beneficiou nada o meio campo porque ficou com ainda menos capacidade de recuperação de bola e a defesa ainda mais aflita sem aumentar a intensidade ofensiva. Além disso Lisandro recuou, Lucho desapareceu e Hulk viu-se em 2 remates à figura e a atirar-se para a piscina. Depois, com as entradas de Tarik (extremo esquerdo e ponta de lança?) e Tommy (extremo direito) foi mais do mesmo e a equipa ficou ainda mais baralhada e sem Lucho, chegou a ser uma equipa ridícula. Não se criou um jogada de perigo na 2ª parte sendo que na primeira só tivemos 2 e assim, só por acaso se marcam golos.

    Quanto a Jesualdo, já não há pachorra para as suas declarações estereotipadas e sem nexo aliás semelhantes às de Queiroz no final do jogo com a Albânia (temos de ir ganhar fora). Mas porque é que o homem nestes jogos tem sempre de inventar equipas? É BURRO ou come merda? Houve uma declaração dele que pode ter passada despercebida mas que a mim me tocou: "com esta equipa fizemos o que era possível".

    Será que já está, agora, a admitir que o plantel é muito desiquilibrado e com pouca categoria? Ou está a tentar sacudir a água do capote?

    ResponderEliminar
  36. Quanto ao Nuno não o crucifiquem...ele não teve culpa...quem teve foi quem lhe pôs lá....o Nuno é um enorme "tapa-buracos" mas para titular no Porto jamais...mas....parece que é preciso um curso....

    ResponderEliminar
  37. Eu tb fixei isso:
    "com esta equipa fizemos o que era possível"

    E antes do jogo disse:
    "com estes condicionalismos"

    Quais?

    É sempre a arranjar desculpas!! O maior condicionalismo q temos é ele ser o nosso treinador! És o elo mais fraco! Rua!

    ResponderEliminar
  38. BiBotaDouro22 outubro, 2008

    Uma vergonha!
    E até concordo com o hurakatai.
    Se era para fazermos esta figura mais valia tertmos ficado de fora...
    E a baliza é apenas um dos problemas.
    É bem evidente que nem helton nem nuno têm qualidade suficiente para vestir aquela camisola. E não foi só por causa do frango de ontem (bola muito longe da baliza e que entra ao meio?!?).
    O lucho só quer noitadas e depois não anda.
    O mariano não quer nada com isto.
    O cebola foi a pior coisa que já nos aconteceu: veio ganhar um ordenado altíssimo e dar cabo do balneário.
    Perder com uma equipa destas é mesmo mau demais.
    E depois vem o jesualdo com a conversa do costume quando perdemos: não desistimos, ganhamos uma equipa, não merecíamos, etc...
    Mas ele pensa que são todos parvos???

    ResponderEliminar
  39. Bom dia Paulo Pereira,

    Não sei se estiveste no Dragão ontem, mas eu estive e, vais-me desculpar a sinceridade, mas dizer que o golo do Dinamo era defensável ?!?!?!?!? Então o que dizer do golo do Benfica no último dérbi com o Mágico FCPorto?!?!?!?
    E, para terminar, acho k pela tua crónica deves ter visto outro jogo k eu não vi, deve ter sido das nuvens que pairavam sobre o Dragão.

    Saudações portistas...

    ResponderEliminar
  40. SPORTING-PORTO NA TAÇA!
    4 DIAS APÓS O KIEV-PORTO.

    ResponderEliminar
  41. joao salvador rocha22 outubro, 2008

    É triste isto! Este FCP dá-me pena ver jogar e já começa a ser impressionante este ano, sempre que falhamos um golo certo (poste), não ganharmos o jogo (parece já uma premonição).

    Mas penso que algo está a ser esquecido. Já nao falo no treinador, porque é bater em quem não sabe. Ao so saber acertar nas substituições, so revela uma coisa: nunca poe os melhores em campo. Jesualdo é um papel quimico de Octavio Machado em nao saber treinar uma equipa, e uma cópia aidna mais rasca de Fernando Santos.

    Mas a questão que aqui coloco é outra. O FCP não é nada mais nada menos, que o encarnar da cultura portuguesa que actualmente vivemos, estamos iguais á selecção nacional. Parecemos os putos a jogar futebol, a defender é cansativo ver 2 ou 3 jogardores a ir ao adversário pa lhe tentar tirar a bola, andando sempre á volta dele, como eu ontem vi. Falta-nos muito da cultura inglesa, para rematar seja de onde for, sem que a bola tenha que passar pelos 11 jogadores da equipa, nisso Hulk tem mérito. mas falta-lhe visão de jogo. Antes conseguimos fazer jogadores deste no porto. Agora já nem isso conseguimos fazer.

    E temos também por fim, a treta de sempre do futebol portugues, que é as constantes paragens que temos na liga. Chega a ser absurdo a notória falta de ritmo dos nossos jogadores. Não posso admitir que nesta altura nunca possam jogar os melhores em todos os jogos. Rotatividade em Outubro? mas isto é o que? Meninos que fazerm uma viagem pa selecção e dps n podem vir jogar passado 3 dias? pois se calhar, sao mesmo meninos. Só nós quando somos novos, temos o gosto de jogar á bola, nem que seja todos os dias, Quantos de vós já n o fizeram.. e sem ganhar um tusto, ao contrario destes Meninos ricos.
    Lá fora joga-se de 3 em 3 dias, os bons portugueses lá fora, jogam a esse ritmo, e ouve-nos a reclamar?

    Muita coisa tem que mudar. e sinceramente só peço que façam os pontos necessarios pa ir á uefa, pk não gosto de ver a minha ekipa a ser humilhada constantemente. e sim, perder em casa com uma ekipa mediana da ucrania é humilhante.
    Sr. jesualdo precisamos de respirar futebol, e so ter jogadores esforçados nao chega (mariano), ele tenta, ams nao consegue ser melhor que aquilo. Infelizmente este ano, não conseguimos mais, pk de facto , não somos melhor que isto, apenas esforçados, e só alguns.

    Fiquem bem

    ResponderEliminar
  42. Bitinha,

    Não. Não estive ontem no Dragão. E não, não vi outro jogo. Vi mesmo aquele. Apenas acho espantoso que exista sempre alguém que ache as opiniões dos outros secundárias e/ou irrelevantes. Como deves calcular, tudo o que é dito no artigo é opinião minha. Ponto. Logo, como todas as outras, com a sua parte de subjectividade.

    Assim, continuo na minha. O remate é defensável, como aliás atestam as várias repetições. E depois, em ponto nenhum, procurei estabelecer comparações entre guarda-redes. Por isso, o exemplo que trazes, do golo sofrido por Helton na Luz, nada mediz. Literalmente.

    Apenas me limitei a defender Helton, como tenho feito, não participando no linchamento que o brasileiro sofreu. É minha opinião que ele continua a ser, de longe, o melhor guarda-redes do plantel. Ao fazer a apologia das qualidades de Helton não procuro denegria a imagem de bom profissional de Nuno. Nem nada que se pareça.

    Apenas e só provar que o mal do Porto é colectivo e não exclusivo de um único jogador. E que esse mal, como se viu, não é resolvido por troca de uma posição específica.

    Ainda em relação a achares que vi outro jogo, já agora, nessa tua aparente sapiência quase infinita, bem que podias usar alguma argumentação sustentável. Nem que fosse uma ideiazinha. Só uma. Por pequenina que seja. E assim demonstrares que eu vi mesmo outro jogo.

    Fica bem!

    ResponderEliminar
  43. Fernando Sousa22 outubro, 2008

    Sem crucificar ninguém, a verdade é que o Porto tem, nesta altura, guarda-redes vulgares, talvez bonzinhos, aptos para defender a baliza do Vítória de Setúbal, ou algo assim.

    Aliás, este é um plantel medíocre, com muitos jogadores que não se entende a razão por que foram contratados. Banais, às vezes pouco esclarecidos, outras vezes um tanto toscos.

    Mas o pior é ter um treinador limitado, sem garra nem imaginação,
    incapaz de virar um resultado, conformado com a derrota, triste, cinzento.

    É esta a cor da equipa do Porto. Já era assim na época passada, em que o título nacional foi conseguido à custa das misérias alheias.

    Uma equipa sem brilho, entusiasmo, força ou técnica, apagada, muito apagada, que se vai arrastar por uma época a prometer que a boa forma há-de vir depois...

    ResponderEliminar
  44. Boas pessoal. E prontos, mais uma vez o professor inventou e deu no ke deu . PROFESSOR+INVENÇÂO=DERROTA. Quando nem o Candeias ele convocou. Quando continua apostar no Mariano (esforçado sim mas pouco mais). Quando tem um discurso derrotista por natureza. Quando nem uma substituição sabe ler. O Tomás Costa não tinha feito um grande jogo em Albaladia? então porke raio tira o homem? DASSSSS .. JESUALDO RUUUUUUAAAAAAAAAAAA !!!! antes ke seja tarde..
    Saudações des PORTISTAS

    ResponderEliminar
  45. Meus caros ...
    Estive lá, não assobiei e estranhamente não sofri... Descrença? Acho que sim pois o que vi foi um FCP sem chama, alma de campeão e sem ... qualidade.
    Isto é a realidade. Dará para consumo interno? Talvez... mas esta equipa é uma manta de retalhos sem imaginação ou alguém que faça a diferença e pior, que não tem raça e com muitos jogadores vulgares.

    ResponderEliminar
  46. CONVERSA DA TRETA "PARTE XXXX" .. estámos a construir uma grande ekipa. Estámos em formação. Temos ke dár tempo a estes jogadores. Até ke jogámos bem. Só perdemos um jogo. Este é um treinador triste, cinzento, sempre de trombas, limitado profissionalmente, sem garra nem imaginação,
    incapaz de virar um resultado (digam-me kuantos resultados este pardal conseguiu virar?).. É um derrotista por natureza e incute isso nos jogadores. Há jogos em ke ganhámos e parece ele o obreiro, mas não é.
    E cuidado vem ai mais uma eliminatória cús gatinhos.. Tou para ver.. Mas antes de ver esse jogo grito a plenos pulmões..
    JESUALDO RRRRRUUUUUUUUAAAAAAAAA

    ResponderEliminar
  47. Já estou a perder a paciência.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  48. Façam como eu, ouçam o «Wind of change» :)

    ResponderEliminar
  49. Ainda faltam tantos dias para a próxima época!! Sinceramente está a ser muito penoso este " consulado do Jesualdo" nunca pensei que seria possivel perder o entusiasmo pelo FCP apesar dos titulos ganhos nos ultimos anos.Quando se fizer " a grande história " do FCP este consulado estará entre os periodos mais negros(titulos caseiros áparte) e seguramente este treinador estará entre os mais inaptos.A "herança"que ele vai deixar para o próximo treinador é qualquer coisa de fabuloso, vai ser necessário uma varridela como a que o mourinho teve que fazer depois do palmelão.Era tão bom que amanhã já fosse Agosto...

    ResponderEliminar
  50. Vão buscar o Jorge Costa (técnico principal) e formem uma equipa técnica com V.Baía, J.Pinto e R.Barros. E um preparador físico a sério.

    ResponderEliminar
  51. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  52. É muito dificil andar a tentar construir uma equipa com jogadores que passam mais tempo dentro de aviões do que a treinar, contudo o JUJU deve continuar a merecer o nosso respeito quanto mais não seja, porque tomou conta da equipa numa das conjunturas mais dificeis da história do clube (penso que ninguém tem duvidas...) e apresenta resultados ( 2 campeonatos até ver...)muito satisfatórios, agora pedir-lhe que seja competitivo na Europa, penso que já extravaza em muito, o seu principio de Peter.Também penso que nestes ultimos anos ninguém pode garantir com absoluta certeza que caso tivessemos tido um TREINADOR A SÉRIO os resultados teriam sido melhores, o mais provável até é que teriam sido piores porque a conjunctura exterior foi-nos amplamente desfavorável e os GRANDES TREINADORES gostam de sentir que o seu sucesso depende do seu trabalho e que não pode ser afectado por "CONJUNCTURAS MANHOSAS".Em conclusão o JUJU acabou por ser um homem certo, no tempo certo, enquanto durou o " MORGADIO" mas como todos sabemos, estamos a assistir de cadeirão, aos momentos finais de tal aberração...

    ResponderEliminar
  53. Assembleia Geral convocada para 30 de Outubro

    O F.C. Porto tem agendada para o próximo dia 30 de Outubro, quinta-feira, uma Assembleia Geral Ordinária, que terá lugar no Estádio do Dragão (piso -3), a partir das 20h30. A reunião assentará na apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas da Direcção, referente ao período de 1 de Julho de 2007 a 30 de Junho de 2008.

    A Ordem de Trabalhos é a seguinte:

    1 - Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas da Direcção e respectivo Parecer do Conselho Fiscal, referente ao período de 1 de Julho de 2007 a 30 de Junho de 2008;

    2 - Meia hora para serem tratados assuntos de interesse para o Clube.

    ResponderEliminar
  54. трахатьца

    É a resposta ao título.

    Cumps.

    ResponderEliminar
  55. ФОДА-СЭ...
    Não será mais assim?...Traduzi do Cirílico.

    ResponderEliminar
  56. Viva !

    Só agora vi o resumo. Obrigado !

    Também não tenho o canal mais Francês. Como já escrevi aqui : Já chega de pagar pra tivis !

    A primeira pergunta que me apetece levantar é : Porque é que o Porto não jogou, em casa, com a sua camisola habitual?

    É normal, pergunto ? Salvo erro, os comentadores, neste vídeo presente, focaram que o Porto não jogava com a sua côr habitual.

    A côr da camisola é importante. E ainda mais para a diáspora. Quando penso que lá para Dezembro do ano passado já, aqui, escrevi um artigo sobre o assunto ...

    Bravo Heliantia e anónimo !

    Mostraram que é possível reproduzir a escrita cirílica.

    É que na minha escola o Russo é ensinado ( sem qualquer ofensa sei que o Russo não é o Ucraniano). E estudantes dizem não podemos fazer isto ou aquilo por causa do alfabeto !

    Acho que vou dar como exemplo aquando das próximas aulas pluridisciplinares.

    Vou é mas é embora porque senão o Blue Boy vai andar à roda com a minha cabeça se começo a falar pedagogia !

    Lucho : Deixei comentário, com atraso, no teu artigo.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  57. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  58. Não gosto dos equipamentos alternativos, acho que não estão bem escolhidos, são muito descoloridos, anémicos e isso contribui para o "adormecimento" ou "amolecimento" da equipa. -Prefiro sempre o tradicional e bem definido com listas largas e azul forte! Não vou na bola do que tem uma catadupa de listas, assim como um fato dos presidiários, tal qual o do Sporting!... Depois como alternativa, poderia ser um azul único, muito forte, escuro, ou o branco completo, sem risquinhas à Betinho, à mistura!...E já agora atenção às botas, porque não equipam todos de igual?...Agora uns com botas azuis, outros com botas brancas Adidas -por sinal muito bonitas-, outros com botas de calcanhar branco -até parece quem não têm calcanhares-, outros ainda com botas muito usadas, que confusão e algaraviada...
    Vou tentar estar calado em relação ao Prof, ele que me desculpe se tenho o coração muito à porta da boca.
    Jogadores imprescindíveis: Os três guarda-redes, Bruno, Rolando, Pedro Emanuel, Lucho, Lisandro, Raul Meireles, Rodriguez, Hulk, Candeias, Tarik, Pelé, Fernando, Fucile...Tomás Costa, Sapunaru, Guarin...

    ResponderEliminar
  59. portomaravilha:

    em qual?

    no último não tem nada.

    ResponderEliminar
  60. Viva !

    Lucho : Está lá no teu semanário indispensável de anteontem !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  61. MAMAI, PORCOS CORRUPTOS!!!

    TOMAI UM KOMPENSAN QUE ISSO PASSA!!!!

    ResponderEliminar
  62. Andebol (antecipado da 8.ª Jornada)
    Mais um empate
    Sporting, 29 x FC Porto, 29
    Abraço

    ResponderEliminar
  63. hóquei:
    braga-4-porto-4

    intercalar (futebol):
    porto-2-aves-1

    ResponderEliminar
  64. Viva !

    Para responder a "Sara entre aspas ou estrelinhas" / não é irónico não se vê bem / cuja escrita lembra a de MeireilesPortuense (Abraço):

    Quanto ao equipamento : Uma coisa é a tradição. Outra é a memória !

    Não é igual !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  65. Melhores dias onde vir, não nos podemos deixar abater temos que acreditar PORTO SEMPRE !!!!!!!!!!!!!!!
    Quanto as cores das camisolas também não gosto nada aquilo não é azul á F C PORTO.


    Abraço

    ResponderEliminar
  66. Antes de se dizer mal do Jesualdo tenham em conta que ele foi escolhido pelo Presidente PdaC.

    Relativamente aos novos jogadores é evidente que ainda não têm o nível dos que saíram.Creio porem que acabarão por lá chegar.

    Temos tambem de considerar que o FCP não foi,nem podia,contratar jogadores consagrados,esses só os grandes "tubarões" da Europa têm condições financeiras para fazê-lo.

    Portanto tivemos de contentarmo-nos com jogadores com potêncial, que são promessas e que por conseguinte ainda têm muita margem para evoluir.São jogadores que poderão um dia vir a explodir.

    Estou de acordo com o Jesualdo quando refere que esta é uma equipa em construção.Só não entendo é porque nesse caso em que é preciso trabalhar mais,o suficiente,até se atingir um patamar próximo das nossas aspirações,o Profe conceda tantos dias de folga aos jogadores.Na minha opinião as folgas deviam aumentar ou diminuir conforme a evolução técnica,física (prestações)da equipa.
    Sobre a equipa técnica e os métodos de treinamento do Plantel,confesso que a mim o José Gomes não me diz nada,e,até suspeito que se começa a notar a falta do dedo do Carlos Azenha na equipa.Este sim,na minha,um Técnico competente,com currículo e obra feita.

    Quanto aos que jogam,acho que os técnicos que lidam todos os dias com os jogadores é que sabem quem está mais ou menos apto.

    O que me parece é que actualmente se trabalha menos e com menor qualidade,na secção de futebol do Clube.
    O Futebol é um desporto de alta competição,em que só os mais aptos os mais dotados,os mais profissionais, e,os mais trabalhadores,conseguirão atingir o sucesso.Por isso há que trabalhar nos limites,dar o litro como se costuma dizer.Sem isso nada feito.

    Abraço

    ResponderEliminar
  67. Depois de tanto e tanto que já foi dito, umas em que concordo em absoluto, outras nem tanto, não deixo de ter a minha opinião própria, com a certeza de não ser o dono da verdade:

    - o jogo foi miserável por parte dos «nossos»;

    - o Prof. Jesualdo, again, voltou a meter água... e o balão de oxigénio que ainda lhe restava, quero crer que se esfumou de vez... a partir de agora, nada mais vai ser como dantes;

    - Mariano definitivamente não tem classe para o FC Porto... é mau demais para ser verdade! Já não tenho adjectivos para o qualificar;

    - Nuno na baliza, uma das minhas apostas claras dado o momento actual... mas, aquele golo, aquele golo, lá, não tive essa percepção, mas em casa, desculpem lá, a bola nunca poderia ter entrado ali bem no meio da baliza, nunca!!, tudo o resto, é conversa mole.

    etc etc etc...

    Este resultado, não foi o fim da linha para ninguém, mas que tudo ficou mto mais complicado, muito mais, ninguém dúvide... a fé, essa, vai-se manter, mas o encarar dessa eventual realidade, será concerteza menos sofrivel, pq sofrer, já sofremos o que havia para sofrer nesta noite de 3ª feira.

    Mas, a fé, essa, será sempre imensa!!!

    Até ao fim, sempre acreditar!!!

    ResponderEliminar
  68. Boas,

    Peço desculpa pela intromissão, pois sou leitora habitual deste blog, mas nunca tinha comentado, mas concordo com o Dragaoatento, em relação aos treinos.

    Á alguma razão para os jogadores apenas treinarem 2h/2h30m por dia??
    Tão pouco tempo (mesmo que quase todos os dias(?)) chega para treinos "fisicos" e de "bola"??
    Juro que não sei...
    Será que nos grandes clubes da europa se treina assim tão pouco??
    Porque se sim é porque treinam melhor....
    Se alguem me pudesse explicar agradecia :)

    Na minha opinião nesta altura em que a desculpa é a falta de rotinas e de "entrosamento", talvez com mais treinos (e se calhar melhores :D) essas rotinas chegavam mais rápidamente.

    Obrigada e saudações Portistas

    ResponderEliminar
  69. Olá, 8sofia :)
    Qual intromissão, qual quê :)
    É sempre agradável ter presença de adeptas femininas por aqui.
    Tens a certeza que o treino se limita a essas horas por dia ?!!
    Estranho, mas já nada me espanta, depois de ver o campeonato parar por provas de selecção ou Taças... Na Inglaterra não há cá paragens, depois admiram-se que tenham muito mais empenho e resistência que os nossos...
    Dizem os entendidos, que temos menos equipas que a Liga Inglesa e se não houvesse estas paragens o campeonato acabaria muito mais cedo... E ?!! Bastava organizar outro torneio no final do campeonato e estava o caso arrumado.
    Páram, perdem ritmo de jogo, depois é o marasmo nos jogos que até dá dó.

    Volta sempre,
    Heliantia.

    ResponderEliminar
  70. Obrigada Heliantia,

    Certeza, certeza não tenho, mas reparando na "agenda" divulgada no site do FCP e da imprensa, reparo que quando anunciam os treinos (normalmente só 1 e matinal - pois quando são 2 fazem referência a esse facto), dão como hora de início do treino ás 10h e em dias em que exista uma "flash" com um jogador, no final do treino, essa entrevista é por volta das 12h/12h30!
    Como não acredito que terminem o treino mais cedo para a "flash", calculo que termine sempre a essa hora...
    Logo a minha questão, 2h/2h30m de treino "diário" não será pouco??

    ResponderEliminar
  71. Pouco ?!!
    Além desse treino tem de haver outros. Provavelmente à tarde treinam no Dragão :)
    Duas ? Duas horas e meia ?!!! Não pode ser.
    O Dragão Vilapouca costuma saber destas coisas... vamos aguardar a sua opinião ou de quem tenha conhecimento.

    ResponderEliminar
  72. 8Sonia:

    Antes de mais, bem vinda a este espaço que é tb teu... ficamos todos à espera que esta, tenha sido a primeira vez de muitas mais.

    Quanto ao tema que aqui abordas, pois, não estou totalmente ao corrente da situação, mas não me parece que haja um única treino por dia... não mesmo. Normalmente, são de manhã e à tarde, digo eu, mas se calhar, não sei.

    Quanto ao resto, já reparei que estás a ser (mto) bem acolhida por uma das nossas meninas residentes cá do espaço... estás em muito boas mãos, vai por mim :)

    Ahhh, e não esqueças... volta sempre com a tua visão de «adepta» sobre os mais diversos temas que vamos aqui lançando diariamente para uma sempre e desejada discussão salutar entre «gentes de imenso Portismo» :)

    ResponderEliminar
  73. Boa, Porto Maravilha, e não é que a Sara é mesmo o Meireles Portuense?... Atenção, não me estou a travestir, só que por qualquer razão -que eu até conheço- outra pessoa muito querida, esteve aqui no meu comput a enviar mensagens e eu zás, quando ocupei a posição não reparei nesse porMenor e lá vai disco!...Mas até foi bom, dá para perceber que a minha forma de escrita, já se foi autonomizando. -Boa!...

    ResponderEliminar
  74. Um treino pode perfeitamente ter duas a três horas de extensão...Se fôr só físico até poderá durar menos...Até porque um dos princípios do treino é conseguir fazer diariamente, muito mais do que lhes é exigido em competição! -Em competição um jogo dura em média 1,30 horas mais descontos, o treino tem que comportar esse tempo, mais um bom bocado, para compensar a falta de velocidade que normalmente está presente num ensaio e emprestar mais um bom bocado de resistência...Também não deve ser recomendável fazer demasiado esforço físico diário senão, lá vêm as roturas e outras lesões motivadas pelo sobre-esforço. -Por isso até acho incompreensível que um simples interregno competitivo, retire capacidade física a um jogador profissional. Capacidade competitiva é possível, mas para isso os treinos têm que ser o mais puxados que se possam exigir e o grupo dever ser o mais homogéneo e forte conseguível, para que o grau de dificuldade da rotina diária possa e deva, ser muito elevado.

    ResponderEliminar
  75. Meireles Portuense, quer então dizer que é mesmo assim ? Treinar duas,duas horas e meia por dia, jogar uma vez por semana ?!! ... quando for grande quero ser jogador (a) de futebol ;)

    ResponderEliminar
  76. Atenção amigos, eu não sou especialista, tenho a minha experiência pessoal e nada mais. Porém, haverá por aqui muito naturalmente, algum especialista que poderá contribuir com o seu conhecimento, para um esclarecimento mais cabal dos pormenores de Treino de um equipa de futebol. Que tenha a palavra!

    ResponderEliminar
  77. Depois falaremos mais disto, mais logo...

    ResponderEliminar
  78. Heliantia, voltando ao assunto, também eu gostava muito de ser jogador Profissional de Futebol. Ainda por cima com a vantagem de viajar com frequência por todo o Mundo, ficar em óptimos hotéis e beneficiar de uma alimentação cuidada e gratuita!
    -Quanto ao treino, creio que este não pode ser fastidioso, deve incluir sempre que possível, exercícios de carácter diferente, sou inclusive da opinião que os atletas beneficiariam se praticassem regularmente outra modalidade em moldes rigorosos...Natação, Atletismo, Luta Livre, Ginástica...Num Clube como o nosso isso seria perfeitamente praticável.Estas práticas ajuda-los-iam em muitos aspectos, melhorariam a sua performance física, retirariam ao Treino uma rotina cansativa e fastidiosa e dar-lhes-ia maior disponibilidade para a Competição...Também deveriam ter formação na área do conhecimento profundo da estratégia e da táctica aplicadas ao Futebol...Do conhecimento das equipas adversárias, dos vícios e virtudes dos nossos e dos outros jogadores...Das regras do Jogo, do comportamento cívico e da ética.
    Quando acabassem a sua carreira, teriam na sua mão, uma série de instrumentos que os habilitariam a realizar muita coisa...Como vês Heliantia, muito se pode fazer para além do treino de Campo. Assim haja alguma imaginação!

    ResponderEliminar
  79. meirelesportuense disse...
    "Quando acabassem a sua carreira, teriam na sua mão, uma série de instrumentos que os habilitariam a realizar muita coisa...Como vês Heliantia, muito se pode fazer para além do treino de Campo."

    Não podia estar mais de acordo, daí o achar pouco tempo dedicado à profissão.
    Quanto a ser jogador de futebol, eu estava a brincar :)
    Futebol só mesmo para ver e apoiar o nosso FCP.

    ResponderEliminar
  80. Paulo Pereira,

    Deixa-me só dizer-te k não te reconheço autoridade de espécie alguma para, irónicamente, e entre linhas, falares das minhas capacidades intlectuais, porque eu não te conheço de lado nenhum e se não kiseres ser confrontado com opiniões diferentes das tuas então escreve um diário e publica-o pk com certeza vai vender milhões de exemplares, pk quem te lê deve achar k és o dono da verdade.

    Já agora podes ficar sempre em casa a ver os jogos do FCP na TV pk portistas como tu (de 1 inteligência e sapiência infinitas) não fazem falta nenhuma no Dragão.

    Saudações portistas...

    ResponderEliminar
  81. Bitinha,

    Infelimente só agora é que li o teu - mais um - brilhante comentário. Pouco me apraz acrescentar ao que te dediquei, anteriormente. Apenas e só que, apesar do que tu achas, eu não me importo em ser criticado. Mesmo que, pelos vistos, por um "iluminado" como tu.

    Não gosto é de ser criticado por idiotas, categoria onde te inseres. Idiota porque criticas de forma leviana, sem nenhuma argumentação sustentada.

    Quanto ao resto do teu arrazoado, eu quero mesmo é que te fodas. Mesmo assim. Taxativamente.

    ResponderEliminar