15 outubro, 2008

O hóquei à procura de golos?

Aproveitando o desconto de tempo no futebol da Liga gostaria de trazer a discussão um bom par de regras novas para a modalidade. Tanto quanto consigo ver foram já aprovadas pela CERH, mais precisamente em Akita no Japão, no passado dia 8 e poderão ser aqui consultadas, ainda em versão de proposta.
E como existe forte possibilidade de serem já aplicadas pela FPP na próxima época de 2009/2010 aqui ficam umas linhas gerais para Vossa consideração.

GUARDA-REDES
Talvez com o intuito de se marcarem mais golos facilita-se um pouco e complica-se muito a acção dos guarda-redes.
Se é verdade que agora se permite o apoio do joelho no chão (excepto na marcação de grande penalidade onde deve ter os patins e o stick assentes no chão) também não é mentira que se reduz a sua àrea de acção e se permite que qualquer jogador ai permaneça.
Nas grandes penalidades e livres directos o sinal deixa de ser dado por apito para ser dado por gesto do árbitro e restantes 5 segundos para a execução.
Existe também a possibilidade de, durante os últimos 5 minutos de jogo, o guarda-redes ser substituído por um jogador de campo.

LIVRES DIRECTOS
Deixam de ser marcados na diagonal para serem efectuados a 7,40 metros em zona frontal á baliza.

LINHAS DE ANTI-JOGO
Deixam de existir as habituais linhas de anti-jogo. Toma-se a linha de meio-campo como limite e aplicam-se os 10 segundos para passar tal linha mais 5 segundos de cada vez que a bola volte ao meio-campo defensivo.

BLOQUEIOS/ CORTINAS
À parte umas excepções (se o jogador não tiver o stick no chão, se estiver em movimento,...etc.) deixam de ser falta.

FALTAS E CARTÕES
Acabam os cartões amarelos.
O azul concede a marcação de livre directo e a acumulação de três azuis dá vermelho e a correspondente expulsão.
Mostrado o cartão azul, o jogador tem de sair 2 minutos. No caso de vermelho são 4 minutos.E em ambos os casos os jogadores não podem ser substituídos durante o período de tempo fixado ou até sofrer um golo.
Aplica-se também o novo conceito de FALTA de EQUIPA. A partir da décima falta pessoal a equipa é penalizada com um livre directo.

FORA DE JOGO
Fora de jogo? Esta não existe :-)

Serão muitas regras novas de uma só vez e será difícil de serem avaliadas em teoria.
Esperemos assim vários jogos para que se tire um visual mais específico da utilidade, ou não, das mesmas.
Fica a discussão em aberto. Digam da Vossa justiça.

20 comentários:

  1. Como dizes, demasiadas mudanças para se poder aferir, agora, a dimensão das mesmas...

    No entanto, parece-me óbvio que alguma coisa terá que ser feita, de forma a tornar o hóquei muito mais apelativo. Não é de escamotear que o hóquei é um desporto cada vez mais confinado a alguns países, Portugal incluído, sem grande projecção no resto do Mundo e com enormes diferenças competitivas entre aquelas que a praticam...

    Por isso, tudo o que possa tornar mais atractivo e, quem sabe, tornar a conceder o estatuto olímpico, é salutar.

    ResponderEliminar
  2. Por falar em hóquei:

    Pais à baliza
    FRANKLIM TEM CONTINUIDADE NO FILHO LEONARDO

    Embora a família esteja há largos anos habituada a lidar com os sucessos de Franklim no FC Porto, a medalha que Leonardo ganhou no Europeu de Sub-20 não é apenas mais um troféu. Em casa dos Pais, uma família que há gerações está ligada ao hóquei em patins, o título recentemente conquistado pelo jovem guarda-redes na Alemanha é motivo de grande orgulho.

    "Somos de uma família há vários anos ligada à modalidade", conta o treinador heptacampeão nacional pelo FC Porto, que também foi guarda-redes. "Recordo que o meu pai, o meu avô e o meu tio foram dirigentes durante muitos anos e os meus primos jogadores de alto nível." Leonardo reconhece que a influência do pai foi decisiva na sua vida. "Em criança habituei-me a vê-lo jogar e treinar. Pegava na máscara e punha-me a defender. Às vezes vejo vídeos de jogos dele para recordar o quão bom guarda-redes o meu pai era", salienta, por sua vez, o guardião dos juniores do FC Porto.

    A falta de tempo nem sempre permite que Franklim assista aos jogos do filho, mas, quando tal acontece, Leonardo garante não se sentir pressionado. O pai não tem dúvidas de que o jovem campeão da Europa tem muito valor. "Quero que siga o seu percurso natural sem estar ligado a mim. Dou-lhe conselhos, transmito-lhe algumas ideias no sentido de melhorar, embora o guarda-redes de hóquei hoje seja diferente do meu tempo. Até ao momento o Leonardo promete, mas tem de assegurar no futuro a sua confirmação como jogador e ainda tem muito trabalho pela frente", salienta Franklim Pais. E acrescenta: "Em breve vai fazer a transição para os seniores e aí terá de manter os bons níveis habituais", aconselha o pai/treinador.
    (in rascord)

    ResponderEliminar
  3. Filho de peixe...sabe nadar :-)
    Penso que será o da esquerda nesta foto a receber a salva do Sr. Ilídio Pinto:
    http://www.slide.com/s/XM7NvH850z8l1vmTYLCiSbhJL493oAZ3

    Foram homenageados antes do início da partida com a Nortecoop.

    ResponderEliminar
  4. As alterações de algumas regras pode evitar paragens desnecessárias(bloqueios/cotinas deixam de ser falta), a acumulação das faltas pode ajudar a diminuir as faltas realizadas para parar os jogos e que beneficiam o anti-jogo.
    A existência de livre directo em cada cartão tb pode aumentar o número de golos ou, para evitar isso, diminuir as faltas mais duras.

    ResponderEliminar
  5. off-topic
    sabem se alguma rádio transmite o jogo da liga intercalar.
    é hoje às 15h.
    no bessa ?

    obrigado

    ResponderEliminar
  6. Confirmam a derrota com o Boavista para a liga intercalar ?

    ResponderEliminar
  7. Yeap, golo de Djibril aos 27 minutos.

    ResponderEliminar
  8. Liga intercalar
    Boavista 1 x PORTO 0

    jogamos com:
    Ventura; Tengarrinha, Pedro Emanuel, stepanov, Benitez; Pélé, Chula, Bolatti, Caetano, Alex, Tarik

    Subs(ent/sai):
    Josué/Tarik
    Dias/Pélé
    Nassari/Alex
    Rafa/Caetano

    ResponderEliminar
  9. Inscrevam-se no Fórum Planeta Azul e venham falar connosco sobre o melhor clube do Mundo.

    Passem a palavra!

    http://planeta-azul.forum.st/forum.htm

    ResponderEliminar
  10. Certamente não fará muito barulho
    nem sequer capas de jornais mas é mais um passo na caminhada final:

    em ojogo.pt

    Pinto da Costa deverá "saltar fora"
    A.R.

    A decisão apenas vai ser conhecida na próxima terça-feira, mas caso o processo Apito Dourado referente ao jogo Nacional-Benfica chegue a julgamento, será muito pouco provável que entre os arguidos seja pronunciado Pinto da Costa, depois do debate instrutório de ontem, no Tribunal de Gondomar. É que, logo a abrir, o representante do Ministério Público (MP) referiu a existência de dúvidas relativas à participação do presidente do FC Porto - acusado de corrupção desportiva activa -, o qual "não participou directamente nas escutas telefónicas e as que referem o seu nome não são inequívocas". Daí ter deixado ao critério do tribunal a referida pronúncia, ao contrário do sucedido em relação ao empresário António Araújo, ao árbitro Augusto Duarte, que dirigiu o já referido jogo, e ao presidente do Nacional, Rui Alves, já que, adiantou Gonçalo Silva, "cremos que existem indícios de probabilidade razoável para condenação em julgamento". De acordo com a acusação, baseada em escutas telefónicas, António Araújo, supostamente a mando de Pinto da Costa, terá contactado Augusto Duarte para prejudicar o Benfica no jogo com o Nacional, que este acabaria por vencer, por 3-2, em Fevereiro de 2004, e sem casos polémicos. Na altura, o FC Porto levava nove pontos de vantagem sobre o Benfica.

    A defesa do árbitro, para além de defender a "inconstitucionalidade das escutas telefónicas", considerou que a acusação se baseia em "situações ficcionadas". De igual modo, as defesas de Rui Alves e de António Araújo insistiram na insuficiência de provas para que os seus constituintes possam ser acusados de ilícitos. No próximo dia 21, às 13h30, ficar-se-á a conhecer a decisão do juiz Pedro Miguel Vieira sobre este processo.

    ResponderEliminar
  11. Viva !

    Muitos Parabéns pelo artigo que sai em defesa duma modalidade que não é olímpica.

    Mas que é espectacular, segundo os vídeos que vi.

    Creio, já aqui ter comentado o que vou de novo escrever. Eu creio que o travão ao desenvolvimento da modalidade, para ser modalidade olímpica, são os patins.

    Um exemplo concreto : Eu vejo cada vez mais pessoas a andarem com "rollers". Partindo do senhor dia-adia : Nos hiper os empregados "rolam" em "rollers" ; Partindo do desportista do domingo : Aos domingos os cais do Sena, em Paris, proibem os automóveis para darem espaço aos "rollers" , bicicletas, etc. Partindo do funcionário com ideias ecologistas :No meu local de trabalho cada vez mais colegas chegam em "rollers".

    Não consomem gasolina. Lol !

    Assim, não sou perito no assunto, mas dar a sua opinião não é ofender : Porque é que no hóquei em patins, em vez de se falar de regras, não se fala da "base" ?

    Com efeito, por aqui vejo cada vez mais associações de "rollers", passeando todos os domingos nas ruas da cidadezinha onde moro. Patins não vejo.

    Não teriam os "rollers" a capacidade de sensibilizarem muito mais protogonistas e espectadores que os patins ?

    Seria pensável jogar hóquei em patins com "rollers" ?

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  12. visitem e registem-se neste fórum:

    http://campeoesfcporto.2forum.biz/forum.htm

    Um abraço


    Conto com voçês registados no Fórum

    ResponderEliminar
  13. Hoje em dia, o Quaresma está pior jogador do que quando estava no FC Porto. A ida para o Inter só lhe fez bem... à carteira.

    ResponderEliminar
  14. Carlos Queirós não tem, nem nunca teve competência e capacidade para treinar equipas seniores.

    A federação lá vai ter que pagar os dois milhões do resto do contrato porque o Queirós sabe bem que a mama no Manchester já acabou e vai passar um bom tempo no desemprego, por isso, não vai abdicar da "pasta".

    Contrato de 4 anos? E o burro sou eu?

    ResponderEliminar
  15. Carlos Queirós no FC Porto, já!!!

    Já tenho saudades do Jesualdo Ferreira. Isso sim, era um treinador com um R grande.

    Estou encantado com o Queirós.

    ResponderEliminar
  16. Nem o Carlos Queirós, nem os jogadores foram ao flash-interview da TVI. Devem ter ficado no balneário a festejar loucamente este empate arrancado a ferros.

    Parabéns, galera.

    ResponderEliminar
  17. E no basket perdemos em coimbra 82-71, noite negra.

    ResponderEliminar
  18. Já estava com saudades de insultar o quaresma!! Q merda de jogador. E o Ronaldo q falta de humildade...

    ResponderEliminar
  19. portomaravilha,

    Pode parecer uma análise muito simplista (e até tendenciosa) da minha parte, mas o motivo do Hóquei não ser modalidade olímpica nada tem a ver com os patins.
    Há dezenas de anos não havia patins em linha (rollers) e o Hóquei nunca foi considerado...

    A justificação prende-se com os países que dominam a modalidade: Portugal, Espanha, Itália e Argentina...
    Onde estão as "potências" EUA, Reino Unido, Rússia e China?!
    Estas estão para o nosso hóquei como o nosso Basket está para a NBA...

    Por muitas voltas que o Barão de Coubertain dê no túmulo, os Jogos Olímpicos continuam a ter muita política e uma modalidade onde os "grandes" são dominados pelos "pequeninos" não cabe lá... mesmo que seja uma modalidade espectacular como é o hóquei em patins...

    ResponderEliminar
  20. Viva !

    Intrusus :

    Não tinha pensado na vertente que enuncia. Talvez por viver num país que é potência mundial.

    O que escreve parece-me um bom argumento para explicar o porquê do não do hóquei em patins como modalidade olímpica.

    Mas continuo a pensar que os patins em linha poderiam ajudar
    ( nem que fosse um bocadinho).

    Muito obrigado pelo seu esclarecimento !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar