03 outubro, 2008

Tempos Difíceis

Este é um momento difícil para a Nação portista. A copiosa e inaceitável derrota em Londres, perante uma equipa forte - neste momento mais forte que o FC Porto - mas que não assustava, aliada a uma exibição calamitosa, especialmente na segunda parte, fez as críticas dispararem em todas as direcções, com particular incidência, como era de esperar, no treinador Jesualdo 'Mal-Amado' Ferreira. Um clube tão grande e com um hábito de vitória tão enraízado como o FC Porto não pode, pura e simplesmente, fazer uma figura tão vergonhosa e dar uma ideia de tamanha fragilidade como a que se assistiu na terça-feira.

Os adeptos portistas, mal habituados ao longo dos anos a êxitos infindáveis, sempre foram exigentes ao máximo, por vezes, até irracionais, lidando portanto muito mal com os resultados menos bons. No entanto, uma derrota com esta dimensão, ao contrário do que disse Jesualdo Ferreira no final da partida, não pode nunca, por motivos óbvios, ser vista apenas como três pontos perdidos. As manifestações de desagrado têm invadido a blogosfera, a paciência começa a esgotar-se na massa adepta azul e branca e resulta claro que a margem de manobra da equipa, tal como está, começa a encurtar. É compreensível. Eu, que gosto de ter opiniões ponderadas e justas, confesso que no final daquele autêntico pesadelo, se pudesse despedir a equipa em massa (treinador, jogadores, dirigentes) tê-lo-ía feito, dado que todos, uns mais que outros, tiveram culpas no cartório.

O momento actual delicado, ao invés de medidas drásticas e sem preparação, que poderiam deixar a equipa à deriva em vésperas da visita a Alvalade, exige, contudo, contenção, serenidade, reflexão. O clube na sua totalidade deve ser capaz de fazer uma introspecção, no sentido de remediar ou minimizar os efeitos de eventuais erros que possam ter sido cometidos. Desde logo, a SAD e o treinador deverão fazer um auto-exame e aferir se a política de contratações foi a correcta. Mantendo uma linha de coerência com o que tenho defendido, julgo que temos um bom plantel, mais que suficiente para conquistarmos o Tetra, mas também com lacunas visíveis a olho nú em determinadas posições.

Era previsível que as saídas de Bosingwa, Paulo Assunção e Quaresma seriam de muito difícil substituição e que aos contratados teria de ser dado tempo e tolerância. Mas com o dinheiro que temos angariado nos últimos anos, bem como analisando as verbas que têm sido dispendidas no reforço da equipa, será que não deveríamos ter um plantel mais forte? Será que não deveriam ter sido recrutados um ou dois jogadores com provas dadas, que chegassem e pegassem de estaca (isto é sempre relativo, quem não se lembra de Diego ou Luís Fabiano)? Não terão sido algumas escolhas completamente ao lado? Não terão sido dispensados jogadores melhores que os que ficaram? É lógico que depois de uma derrota é sempre fácil contestar, mas com o andamento da temporada e o desempenho da equipa, as análises têm de ser feitas e o certo é que tenho vindo a dizer basicamente o mesmo desde o começo.

Algumas ideias que me surgem, sobre as quais SAD e treinador deverão meditar:

- o nível de Bosingwa é altíssimo, pelo que uma solução de valor idêntico seria pouco menos que impossível. Mas não havia no mercado uma opção plausível com mais qualidade que Sapunaru? O romeno é um bom jogador, mas nunca será um grande jogador, pelo que se tem visto.

- quando se contratou Lino, um lateral sem categoria para o clube, porque não se apostou no jovem português Antunes, que esteve tanto tempo mesmo ali à mão? Já esta época, o melhor que a prospecção detectou foi Benítez, suplente numa equipa argentina medíocre. Porquê?

- Paulo Assunção deixou um vazio incalculável naquele meio-campo. Embora Fernando seja um jovem com valor e margem de progressão, não teria sido desejável fazer um investimento sério em alguém experiente para aquele lugar? E Pelé, ainda não foi convocado porquê?

- Porque é que Pinto da Costa iludiu os adeptos com uma grande surpresa e depois defraudou as expectativas contratanto o desconhecido Hulk? Não está em causa o valor do jogador, que existe, mas era esta a surpresa que iria deixar-nos entusiasmados? 5,5 milhões por metade do passe não terá sido demais?

- Bolatti e Farías estão a fazer o quê no FC Porto? Ibson e Cláudio Pitbull não caberiam no nosso elenco?

Num momento de fracasso é tempo de analisar a situação e procurar encontrar as soluções que melhorem o panorama vigente, se possível já em Dezembro. Diversas interrogações merecem resposta por parte da SAD e Jesualdo Ferreira. Como sabem, considero o técnico portista extremamente competente e com largos conhecimentos de futebol. Sou defensor do seu trabalho porque até agora obteve resultados e tem capacidade para assim continuar. No entanto, isso não me impede de discordar de várias das suas opções e criticá-lo sempre que acho justificado. No jogo de Londres ele foi incompetente, cometeu erros em catadupa, quer ao nível da estrutura inicial que montou (4-1-3-2), quer no que respeita às inúmeras modificações que produziu ao longo do jogo, para além de não ter incutido a mentalidade acertada aos jogadores.

Aceito que haja quem não goste dele enquanto técnico do FC Porto e o critique pelas decisões que toma, desde que com fundamentos e argumentos sólidos. Aceito que muitos tenham o desejo de ver outro timoneiro à frente da nau portista. Mas estou em crer que este não é o momento para se pensar em 'chicotadas' e que Jesualdo continua a ter crédito. No dia em que achar que a sua saída se justifica e que é o melhor para o clube - não por sua incompetência, mas porque a sua permanência se pode revelar insustentável para todos - serei o primeiro a admití-lo. Tal não significará que eu estava errado ou que serei incoerente, mas apenas que as coisas são dinâmicas e são susceptíveis de mudar com o passar do tempo. Dito de outra forma, o que era ideal ontem, pode não o ser amanhã. Mas esse momento não chegou, acredito que Jesualdo continua a ser o homem que nos levará a mais triunfos e estou mesmo convicto que completará a temporada aos comandos do FC Porto.

A hora é de limpar as feridas, cerrar fileiras, demonstrar o orgulho ferido próprio dos campeões humilhados e procurar emendar a mão no jogo com o Sporting. A ordem é unicamente vencer. Só uma vitória em Alvalade nos compensará - nunca totalmente como é evidente - pela dor que sentimos ao ver o nosso clube ser trucidado aos olhos da Europa, perante os sorrisos amarelos de Wenger (pode ser que no Dragão lhe apeteça chorar). O histórico recente defronte dos 'leões' de Paulo Bento não nos é nada favorável. Mas costuma dizer-se que, nestes clássicos, a equipa que está pior, normalmente tem mais hipóteses de vencer. É isso que esperamos. Todos no clube têm a obrigação de saber reagir a esta adversidade como autênticos campeões. Nova derrota seria verdadeiramente catastrófica.

88 comentários:

  1. Isto que vou contar foi-me dito por alguém que está «lá dentro», ou seja na àres técnica:
    Carlos Azenha quis sair no início da época passada, mas o Presidente convenceu-o a ficar. Esta época nem o Presidente conseguiu que ele ficasse. Porquê? - porque não concordava com os métodos e opções de Jesualdo. Aliás este tudo fez para encobrir e não dar qualquer espaço de protagonismo ao Carlos Azenha, do qual sempre teve ciúmes, a partir do momento que se apercebeu que este era mais competente e actualizado do que ele próprio. Não é á toa que Carlos Azenha nunca apareceu numa conferência de imprensa.
    Os progressos tácticos e de posicionamento do Paulo Assunção a Azenha se deve, entre outras coisas.

    Jesualdo não se cansa de inventar, principalmente quanto maior o grau de dificuldade. Meter Lucho na 2º parte, para ganhar ritmo sem pressão do resultado(disse ele). Isto é de bradar aos Céus!
    Tinha de o meter de início!!
    E o Fucile? - nem no banco - porquê? - quando deveria ser titular indicutível!
    No ano passado levamos 4-1 do Liverpool, já foi vergonhoso, mas desta vez beliscou e de que maneira o prestígio europeu que tanto nos custou a granjear.
    é certo que o Arsenal é poderosíssimo este ano, muito mais que há dois anos quando lá perdemos por 2-0, e que tem um orçamento muito superior ao nosso e que a nossa equipe o que ganhou em juventude perdeu em traquejo, é certo. Mas nem assim pode justificar a atitude covarde do treinador que se estendeu á equipe, porque esta é sempre o reflexo do treinador.
    Apesar de tudo isto que escrevo e de nunca ter gostado do J.Ferreira, vou continuar a querer que ele fique até ao fim da época, e seja tricampeão do segundo nosso tetracampeonato.

    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  2. Contenção, serenidade, reflexão. Pego nestas tuas 3 palavras, transformando-as em ponto-chave da realidade actual. Até Domingo. Para uma resposta condigna.

    Impossível esquecer, para já, Londres e a patética imagem deixada. Espero que, no rescaldo do descalabro, a opção da SAD tenha sido a preconizada por ti: reunião com a equipa técnica para aferir o que vai mal no reino do Dragão. E, sinceramente, vai tnta coisa mal...

    Desde logo alguns pontos que, camuflados, passavam quase despercebidos. A política de contratações é, claramente, uma delas. inacreditável que ano após ano o Porto não consiga contratar um defesa-esquerdo consistente, de qualidade. Desde a saída de Nuno Valente que a equipa teme estado orfã, cometendo constantes erros de casting, esbanjando dinheiro em produtos de refugo.

    Outro enorme ponto de interrogação é claramente o posto de Paulo Assunção. O Porto teve tempo, e dinheiro, para prevenir os efeitos colaterais da saída abrupta do brasileiro. Fernando precisa de tempo - e muito - para crescer, estando longe dos níveis exigidos a um trinco de eleição, como se viu no naufrágio de Inglaterra. Pele, até ver, é uma verdadeira incógnita, não merecendo sequer o beneplácito de uma convocação.

    Finalmente, chego ao ponto que importa abordar. Gozámos com a debacle física dos encarnados, no jogo na Luz contra nós, para agorasentirmos na pele a péssima preparação física, com a equipa a dar o estouro nas segundas partes. Preocupante é a condição física de Lucho, neste início de temporada, a que nem as viagens para representar a Selecção das pampas serve de desculpa.

    O Porto encontra-se assim numa encruzilhada. Vencendo em Alvalada, adquire um importante balão de oxigénio, retemperando os níveis de confiança. Perdendo, verá avolumar-se a contestação ao treinador, aumentando a pressão sobre a SAD.

    Não gosto de ser injusto. Tal como tu, prefiro uma análise ponderada a uma pouco racional, tomada a quente. Mas analisando as últimas temporadas do Porto, com os mesmos erros a repetirem-se, chego à conclusão que o tempo de Jesualdo no FCP se esgotou. Mas apenas no final da temporada. Não sou apologista de chicotadas psicológicas. O treinador, salvo casos extremos, é para manter.

    Nesta fase, penso que o Porto perderia muito mais com a saída de Jesualdo do que com a sua manutenção até final da época. Novo treinador, numa altura crucial como esta, com a necessária adaptação ao clube, poderia fazer perigar os nossos objectivos.

    A nível interno, julgo que conseguiremos, com imensa dificuldade, lutar pelo Tetra. Mesmo perdendo em Alvalade. É que, bem vistas as coisas, à 5ª jornada já teremos defrontados os principais rivais nos seus redutos. E isso é uma vantagem psicológica importante.

    Resta-me assim aguardar por uma exibição condigna, frente aos leões, com um resultado a condizer. É que, se ele não surgir, os tempos serão de ebulição para os lados do Dragão.

    ResponderEliminar
  3. Bruno Pinto:

    O teu texto está bem elaborado e fundamentado. As tuas convicções estão lá bem expostas e defendidas.

    Mas todas estas contratações falhadas, dispensas inexplicáveis, conflitos com jogadores, decisões absurdas, discursos derrotistas e demasiado humildes, desaires inaceitáveis em jogos com equipas de divisões inferiores, alergia ao losango e a Paulo Bento, goleadas na Europa encaradas com normalidade, tudo somado o que resulta?

    Esgotou o tempo, accionou o alarme. Domingo é a hora, da despedida? Ou da redenção?

    ResponderEliminar
  4. Coluna do Senador

    Por Rui Moreira

    Querem fazer de nós parvos?


    Depois da derrota, Jesualdo explicou que a equipa está a crescer. Em seu auxílio, o site do clube garante que «o tricampeão está diferente, está a construir uma nova máquina e faz das provas de fogo um processo de crescimento fundamental» e, depois, num exercício de pedagogia, ajuda-nos a compreender o jogo. Lê-se que houve«três desenhos fabulosos que mereciam golo, oportunidades precoces que dariam ao Dragão uma vantagem firme e espalhariam o pânico num estádio surpreendido pela cirurgia atacante do F.C. Porto. A transição e o perfume mereciam melhor sorte, justificavam abraços e festejos. A interrupção abrupta de uma chama não faz sentido. A injustiça deixará para sempre uma mácula neste desafio». A terminar, recorda que «o azar azul e branco dava agora lugar ao jackpot vermelho, com todas as tentativas a serem empurradas pelo sopro da fortuna. O futuro registará um encontro desequilibrado entre Arsenal e F.C. Porto. Quem esteve em Londres, porém, fica com outra sensação. O Dragão podia ter escrito outra história».
    Aos senhores que mandaram publicar esta fantasiosa narrativa, de isenção norte-coreana e estilo piroso, apetece perguntar como é que, depois de nos envergonharem, ainda nos tentam enganar e tratar como papalvos?! Não sei se sabem, mas o jogo foi transmitido em directo e vimos as gargalhadas de Wenger quando os seus jogadores se entretinham numa peladinha dentro da nossa pequena-área…
    A Jesualdo Ferreira, que reclamou contra os assobios e se escuda nas más arbitragens, mas que avalizou docilmente o depauperamento do plantel, sugiro-lhe que, em vez de desfiar ladainhas, peça desculpa pelo naufrágio e, se possível, tente emendar a mão, para que não passemos por mais uma vergonha e não acumulemos mais uma derrota contra a equipa de Paulo Bento.

    ResponderEliminar
  5. Essa história do Azenha faz sentido pois os erros cometidos têm sido inacreditáveis.
    Agora temos um adjunto que é outro Luís Campos.
    Apesar disto, vamos acreditar para o jogo de domingo,pois acredito que o Presidente tenha dado nas orelhas daquela gente toda

    ResponderEliminar
  6. Mas alguém que conheça o F.C.Porto, acredita, que os responsáveis não estão atentos e a tomarem decisões? Mas nós, em nossa casa, quando temos um problema, vimos para a praça pública publicitar, o que estamos a fazer para o resolver?
    O site do Porto, com outra análise, devia contribuir ainda mais, para desmoralizar uma equipa, já mal e onde o principal problema é mental?
    Sinceramente...

    ResponderEliminar
  7. Vila Pouca:

    De acordo...

    Mas daí a colocarem um texto ridículo...

    ResponderEliminar
  8. Ontem alguém (desculpem, mas não me lembro quem), comentou o facto de o Salvador ter justificado a dispensa de Jesualdo por este último não ter ambições ao nível do SC de Braga. Só mesmo quem não conhecer o presidente do Braga é que levaria tal "tirada bracarense" a sério...

    Quanto ao Jesualdo enquanto treinador do FCP... Concordo que lhe falta o discurso a que o Mourinho nos habituou, concordo que lhe falta o pulso do Co... mas é o treinador do Porto. Têm mesmo a certeza que alterar agora de treinador é o mais correcto? Eu acho que mais falta faz arranjar, moldar (o que quiserem) jogadores para o lugar do Assunção e do Bosingwa: a falha está ali! Não está na frente :(
    O que me põe de pé atrás com o Jesualdo é a opinião do meu Portista de eleição ( o meu Pai). Não gosta mesmo do Jesualdo para treinador, não lhe vê qualquer ambição de jogo... e é dele a única opinião contra o Jesualdo que eu respeito.
    Porque enquanto Jesualdo for a escolha de Pinto da Costa, é a minha também.

    A maioria (ninguém em particular) punha o homem de lá para fora hoje... alguns ainda lhe dão o benefício da duvida até ver o resultado contra o sporting, MAS NINGUEM DÁ ALTERNATIVAS !
    Carlos Carvalhal, está na Grécia, não é verdade ? Nunca que recusaria um convite do FCP.
    Enquanto treinador do SC de Braga, Mourinho considerou-o o treinador mais inteligente em Portugal. Mas não perguntem ao Salvador a opinião dele :)


    Quanto ao sorriso sarcástico do treinador do Arsenal... quem vos garante que tinha a haver com o jogo em si ? Porque não haveria de ser outro o motivo ?!! Podia ser por qualquer motivo... a verdade é que o timing o coloca no jogo, mas não têm a certeza, pois não ?

    ResponderEliminar
  9. Heliantia,

    As risadas do Wenger até podiam ter sido por causa de alguma piada contada pelo Fernando Rocha, mas tenho a certeza que no banco do FC Porto ninguém estava com vontade de rir da piada por mais hilariante que fosse. Porque seria?

    ResponderEliminar
  10. Boas pessoal. Quanto ao Professor já explanei aki as minhas opiniões sobre ele. É medroso, é cagão, é covarde, e é com estas atitudes ke ele próprio incute a equipa. Quanto aos jogadores ke sairam, respondam-me sff se com eles por cá quantas vezes ganhámos ao Sportem ? Neste momento e perdoem-me, nós é ke temos receio de jogar com esses gatinhos. Já foi ao contrário, mas desde ke este Pardal veio para cá tudo mudou. Quanto às gargalhadas do Arsene Wenger quando os seus jogadores se entretinham numa peladinha dentro da nossa pequena-área, axo ke o Pardal precisava de ver akelas imagens em super slowmotiom e ter vergonha como eu tive. Já o disse e repito, o meu pavor não foram os 4 golos sofridos, mas sim os outros 4 ke poderiam ter entrado.. Jesualdo RUAAAAA !!!! Tenho bilhete para Domingo, vou hoje para o Algarve (apanhar sol) mas sinceramente estou com pouca fé para este jogo, por tudo ke escrevi em cima.. Saudações Des PORTISTAS ..

    ResponderEliminar
  11. Seria muito grave alguém no banco de Porto sorrir...

    Hurakatai e Legionário: alternativas ! Digam lá quem queriam vocês no lugar de Jesualdo! Mas alternativas viáveis, não aquela que todos queríamos.

    ps: Legionário, boa viagem, aproveite para ganhar confiança para o jogo.
    Vá lá, não queiram entrar já à partida derrotados :)

    ResponderEliminar
  12. Heliantia,

    Os únicos que entram já, à partida, derrotados são os jogadores. E por culpa de quem?

    Quantas alternativas queres?

    Apesar de tudo, o maior culpado disto tudo nem sequer é o Jesualdo. Ele se não faz melhor é porque não sabe. O maior culpado é o grande chefe que permite este tipo de coisas. Fossem outros tempos e outro galo cantaria.

    Agora, é tempo de $$$$ para a reforma. É a vida.

    ResponderEliminar
  13. O Inter tenciona trocar Mourinho pelo Prof... :)

    ResponderEliminar
  14. Já agora, quem a alternativa que todos queríamos? O actual Mourinho?

    ResponderEliminar
  15. O actual Mourinho é pior treinador do que era quando estava no FC Porto. Aburguesou-se. Falta-lhe a chama de ambição (que nunca mais terá) de quem sobe a montanha pela primeira vez e quer muito chegar ao topo. Já está acomodado no topo com todos os seus milhões.

    Não o queria no FC Porto.

    ResponderEliminar
  16. hurakatai disse...
    "Quantas alternativas queres?"

    Uma. Viável e a curto prazo.

    Quanto à segunda questão: o Mourinho não seria sua escolha ?

    ResponderEliminar
  17. Wanderlei Luxemburgo. Treinador do Palmeiras.

    ResponderEliminar
  18. Um treinador de pulso, capaz de estruturar e criar nos jogadores um sentido de responsabilidade. Onde cada um seria cobrado por não dar o seu melhor, no seu sector. o VAN GAAL

    ResponderEliminar
  19. Gostei muito da tua crónica Bruno. Mas, este ano, não podes pedir que o pessoal tenha muita paciência com o Jesualdo. Já é a sua 3ª época, e erros como os que tem cometido são em demasiado número para um treinador do Porto. Se aos erros tácticos juntarmos a falta de ambição e a difuldade em alterar o rumo dos acontecimentos, temos uma mistura explosiva. Não me esqueço que, com Jesualdo fomos 2 vezes campeões mas, também não me esqueço da humilhante eliminação com o Atlético em casa ou com o Fátima, das Supertaças e Taça de Portugal perdidas para os lagartos e até das eliminações dos 8ºs da Champions com Chelsea e Shalke em que o Prof tem muitas culpas no cartório.

    Também espero que todos (incluindo Pinto da Costa) os dirigentes (especialmente estes) estejam acordados e a pensar no clube (e não neles próprios) e sobre este início de época que só tem alguma comparação com 2004/05 depois de termos sido Campeões da Europa. É que nesse ano, para além da contratação de 3 treinadores (Del Neri, Fernandez e Couceiro) contrataram-se jogadores com nome como Luis Fabiano, Diego, Quaresma e Ibson. E este ano? Sapunaru, Benitez Guarin e o famoso Hulk entre outros.

    Domingo vai ser um jogo muito difícil quer por todas as condicionantes (Sporting, Alvalade Arsenal, etc.) quer porque, a juntar a tudo isto temos a besta negra nomeada cirurgicamente chamado Lucílio Batista. Dando uma vista de olhos aos resultados com Lucílio (especialmente fora de casa) e temos surpresas muito desagradáveis. derrotas, penaltis por marcar, penaltis inventados contra nós, expulsões, etc. Por tudo isto e porque o prof. Pardal vai sacar do seu chapéu pensador e inventar mais alguma táctica nunca utilizada tenho muito pouca confiança. É que a este Porto falta-lhe a mística de jogadores da casa. Espero estar muito enganado.

    Dependendo do resultado e exibição em Alvalade Jesualdo terá também o seu lugar em perigo. Não perder dará um novo fôlego mas uma derrota e se fôr com outra exibição muito cinzenta poderá provocar mudanças até porque se começa a notar em Jesualdo uma grande dificuldade para lidar com a pressão dos resultados.

    Na última vez que se mudou o treinador a meio, as coisas não correram bem mas, a verdade é que no primeiro ano de Jesualdo este começou na semana da primeira jornada. Além disso, alternativas credíveis não abundam e, por isso tudo tem de ser bem pensado. Eu não gosto, nem nunca gostei, de Jesualdo e acho que o Porto devia apostar num treinador jovem e, de preferência com um passado ligado ao clube.

    ResponderEliminar
  20. Treinador de pulso? Pinto da Costa dos velhos tempos.

    Ninguém dava um peido antes de lhe pedir licença.

    ResponderEliminar
  21. Mudar o treinador agora seria ainda pior.Chicotada só em caso de uma enorme hecatombe. Veja-se o que aconteceu aos benfas ano passado e em geral com todos o que o fazem.
    Portanto a melhor solução é continuar, apoiar e esperar que a situação mude rapidamente.

    ResponderEliminar
  22. Não Lucho, ninguem gosta do Peseiro :)



    Wanderlei... não posso ajuizar... não conheço.
    Mas preferia Europeu, até porque juntar treinador e Brasil, dá Scolari, esse sim, de personalidade e de profissionalismo que NUNCA que o quereria no Porto.
    Prefiro futebol inglês, é mais bonito. Até porque a maioria assiste à Liga Inglesa e nem se ouve falar do fut. Brasileiro.

    ResponderEliminar
  23. dragão 66:
    «acho que o Porto devia apostar num treinador jovem e, de preferência com um passado ligado ao clube»

    Jorge Costa?

    ResponderEliminar
  24. Se eu fosse JNPC era isso q faria, contratava o nosso antigo capitão JC.

    Isto se a hecatombe suceder, pq o porto de JF pode sobreviver SE jogar bem e não perder em alvalade.

    ResponderEliminar
  25. quem melhor q ele para controlar o balneário?

    ResponderEliminar
  26. e qt a perecber de futebol, está visto q a idade n é tudo.. :)

    ResponderEliminar
  27. Lucho o que pensas do jornal A Bola? Se bem te conheço o pior possível!
    Então não achas, que os Delgados, Bonzinhos, Guerras e afins, devem estar a adorar os artigos do Rui Moreira? A semana passada foi "RATOS E caldeiradas" esta semana, é isto.
    Mas devo ser eu que estou a ver mal.
    Mas podes ter acerteza que ele não perde pela demora.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  28. Caros Amigos,

    Apenas 3 ou 4 considerandos... e um PS pa finalizar a minha modesta opinião:

    a. o FC Porto foi miserável na 4ª feira, fez uma exibição a partir dos 30 minutos, vergonhosa! Jesualdo esteve mal, muito mal... os jogadores, com uma ou outra excepção, nem acima, nem abaixo, apenas iguais ao treinador, etc etc.

    b. que pena as 2 perdidas de Lisandro e pelo meio, a da Rodriguez... com o resultado em 0-0 !!!!!... e a história poderia ter sido bem diferente, muito diferente... mas não adianta falar nos «ses», porque no futebol, a justiça, é uma batata!

    c. domingo, no WC XXI, todos aqueles que fazem parte do grupo de trabalho do FC Porto terão o meu total e inequivoco apoio naquelas bancadas multi-coloridas... d'uma forma non-stop. afinal, aqueles são os meus heróis, são os das minhas cores, são os que envergam as minhas camisolas... para eles, apenas duas palavras: APOIO TOTAL!

    d. não admito outra coisa senão mostrarem que tb são gente, que tb sentem a mesma raiva da vergonha de Londres, e que mais ninguém do que eles próprios, mostrem em campo de que fibra é feito um Dragão, um Portista, um TRIcampeão... esta é a minha única exigência! o resultado, logo se vê!

    e. se nada disto que para aqui estou a dizer acontecer, então sim, como aqui já foi dito e muito bem no post do Bruno Pinto, com "contenção, serenidade, reflexão", é tempo de começar a encontrar soluções no Reino do Dragão... que podem ser as mesmas actuais ou não... mas para já, é um cenário para depois.

    Moral da história... domingo, lá estarei com a mesma fé de sempre... acreditando sempre, até que a voz me doa, que voltarei em breve a ser feliz! Eu acredito... sempre!... contra ventos e marés!

    ps - este meu tal, vai para a tal crónica d'A BOLA... engraçado como o Dr. Rui Moreira se sente nas suas quintas naquela pele... o de critico invertebrado. Meu caro, não se chateie, não se incomode, não se enerve... mude de clube e prontos, problema resolvido! Afinal, tem medo do quê? Vá, mude de clube... não se chateie mais!

    ResponderEliminar
  29. Bruno Pinto, Tirando um ponto ou dois que não penso bem assim, mas nem vale a pena citalos, mais uma vez demonstras, sentido de oportunidade, a calma necessária nestas alturas, e o bom senso a opinares.
    Ainda bem, mais uma vez, Excelente passe de letra!

    ResponderEliminar
  30. O "pior" de tudo em Jesualdo é a falta de humildade e até alguma vaidade excessiva (em minha opinião,claro) que demonstra quando as coisas lhe correm bem, ou quando vence um jogo importante, eu penso que ele devia fazer um esforço para ser menos falador( o seu discurso é muito confuso de ideias e permite ambiguidades).Ele demonstra querer a toda a hora provar que lhe fizeram uma grande "injustiça" por só ter muito tardiamente assumido responsabilidades como técnico principal.Devia-se libertar dessa sua presunção.

    ResponderEliminar
  31. Saudações azuis,

    Sr. Bruno Pinto a sua crónica está excelente, no geral, embora no particular (na minha humilde opinião) ache que faltem alguns pormenores para compor o ramalhete sobre a situação actual.

    E, sobre esta situação toda k está a acontecer no nosso MÁGICO clube, eu só vos posso garantir que, e depois de ontem ter visto a crónica do Pedro Marques Lopes no "À Lei da Bola" em www.pftv.pt, vou fazer exactamente aquilo que ele aconselha no próximo jogo no nosso magnífico Estádio do Dragão e que é o seguinte:

    - Quando a nossa equipa (jogadores e o resto) entrar em campo, eu vou levantar-me do meu cómodo Dragon Seat e aplaudi-los de pé (uma vez k são alérgicos a assobios e apupos) e agradecer-lhes em voz alta o facto de me terem proporcionado o jogo mais miserável de toda a minha vida (e que nunca mais esquecerei) desde que me conheço como gente, seja qual for o resultado no WC XXI este domingo. Podem ter a certeza que quem costuma estar ao meu lado do Dragão vai depois poder aki testemunhar este meu acto de agradecimento.

    Quanto ao jogo de domingo a frase da ordem só poderá ser: FORÇA PORTO, ATÉ OS COMEMOS CARAGO...

    P.S. Quanto aos que vão apoiar a equipa "in loco" só 1 desejo: apoio incondicional à equipa do príncipio ao fim. Ah, e só mais uma coisa, gostava muito de vos acompanhar mas a minha situação familiar e finaceira não o permitem, oxalá possa daqui por uns tempos.

    Saudações Portistas...

    ResponderEliminar
  32. Vila Pouca:

    É evidente q seria mais útil ao FC Porto q RUI MOREIRA falasse nos roubos sucessivos (contra o FCP) de Lucílio baptista nos 8 jogos sporting-fcporto q ele já apitou...

    É evidente q se fosse eu a ter oportunidade de escrever a crónica não ia pelo mesmo caminho, mas ele é soberano... e qt ao site acho q todos temos noção q é fraco, fraquinho.

    ResponderEliminar
  33. "nos roubos sucessivos (contra o FCP) de Lucílio baptista nos 8 jogos sporting-fcporto q ele já apitou...
    "

    alguma análise que resuma a roubalheira do sr. lucílio ?

    ResponderEliminar
  34. Aos criticos da crónica de Rui Moreira: Já leram ao menos a "crónica" do jogo no site do clube??? É que se mesmo quando se trata de alguma vitória aquilo já é tendencioso demais, para não dizer ridiculo, mas desta vez realmente passou os limites do razoável.
    E se vocês pretendem passar por "patos" e "comer e calar", tenho pena que assim seja... quanto a mim, assino por baixo a crónica do Rui Moreira.

    ResponderEliminar
  35. ASSIM, sem grande esforço lembro:

    2001/02:

    SCP-1-FCP-0 com Costinha mal expulso aos ...37 minutos!

    2002/03:

    SCP-0-FCP-1 com 4 (sim foram 4) PENALTYS escamoteados ao FCP.

    2003/04:

    SCP-1-FCP-1 com o golo do scp a nascer de penalty mal assinalado já depois de ter assinalado um outro q os leões falharam (este foi o jogo da tal camisola rasgada)

    Em nossa casa lembro:

    2005/06:

    FCP-1-SCP-1 com golo mal anulado a lisandro e penalty por assinalar, uma vez mais para beneficio do CLUBE DO SEU CORAÇÃO...

    ResponderEliminar
  36. Bitinha:

    Percebo o incómodo, aliás, quem disse que eu tb não o tenho? tou/tamos mal habituado/s? ainda bem que estamos! ou não?

    Agora, entre isso e ser adepto do «assobio», prefiro, repito, prefiro que me chamem de «carneiro» da linha SADISTA, ou do clube, de ser tapado, de ser cego, de ser isto e aquilo, do que jamais alguma vez me verem a despir a camisola do meu clube e fazer o papel de adversário/inimigo, pq para isso, já os temos que chegue e pelo que dizem, são aos milhões... não, lamento... não consigo!

    Quando está tudo bem, tudo bem está... quando algo vai mal, tudo está mal... não pode ser assim, não pode ser assim. Nem 8, nem 80!

    Contenção, serenidade e reflexão... é o que todos, todos sem excepção, temos ou deveriamos ter!

    O apoio, esse, é que nunca deve faltar... nunca!!!

    Basta no domingo ganharmos no WC XXI, como assim espero e tenho confiança total...se não o esperasse, não lá estaria, certo?... e tudo regressaria à normalidade e paz do Senhor, ou não?

    Olha que sim... olha que sim!!

    Este é o tal futebol que tanto amamos... muita emoção, muita paixão... e pouca razão!

    ResponderEliminar
  37. Lucho,

    eu era capaz de jurar que há algum tempo um blog teria feito um post sobre o tema Lucílio, mas a verdade é não o encontrei.
    Estava convencido que seria o SOUPORTISTACOMORGULHO mas não encontrei o que procurava.

    com ou sem Lucílio, domingo é para quebrar esta mala pata (para não lhe chamar outra coisa) com o paulo bento

    ResponderEliminar
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  39. Offshore: é no Reflexão Portista:

    http://reflexaoportista.blogspot.com/2008/03/dicionario-sistema-lucilio-baptista-iv.html

    http://reflexaoportista.blogspot.com/2008/03/dicionrio-do-sistema-luclio-baptista.html

    http://reflexaoportista.blogspot.com/2008/03/dicionrio-sistema-luclio-baptista-ii.html

    http://reflexaoportista.blogspot.com/2008/03/dicionrio-sistema-luclio-baptista-i.html

    ResponderEliminar
  40. Vila Pouca, que artigo é esse que menciona ?
    Dá para enviar ?

    :)

    ResponderEliminar
  41. heliantia está no meu 2º comentário neste post

    ResponderEliminar
  42. Senhorzinho Blue Boy;
    o senhor pode ser um "boy", eu não sou.
    mas, fique a saber que, sobre a questão de mudar de clube, não lhe admito que essa sua disfunção cerebral e de caácter se vire em arenga. Se você quer mudar de clube, mude. Vá para um clube manjedoura, onde os adeptos comem tudo o que lhes servem.

    Sabe, sou do tempos heroicos, quando era dificil ser-se portista, quando havia uma coisa a que se chamava o tribunal, onde ia com o meu pai. você não percebe, porque nem tem ideia sequer do que isso era.
    você gosta da acefalia, da maria vai com as outra, da benfiquização do clube...
    sabe o que isso quer dizer? sabe o que aconteceu ao clube da luzinha que ganhou a última prova europeia há quase 50 anos? acreditaram que nunca cometiam erros.... Continuam sempre assim: acriticos. Depois, quando chega a tragédia, acabam em choradeira.´

    Fique a saber que não assobio. Nem sei assobiar. Ao contrário de alguns, não crucifico os jogadores. Acredito, isso sim, que devemos jogar com os que estão em melhor forma.

    Eu quero que o meu FCP ganhe sempre. Mas, se não ganhar, que seja,pelo menos competente e lucido. E se querem fazer uma igreja universal do reino dos fieis, façam-na mas fora do clube. ´
    Por isso, se quer falar em mudar de clube, só se for para si. Isto não é um clube de piegas, percebeu? É um clube de gente exigente, de barba rija. Aqui, a gente não se cala. Decididamente, não é um clube de boys.

    Ao Lucho, queria lembrar-lhe que todas as jornadas tenho falado na arbitragem, no Trio d'ataque. logo na primeira jornada, pus a arbitragem no fundo. Mas, porra, não foi por isso qe passamos a ergonha londrina.

    Quanto ao Manuel Vila Pouca, em também não me esqueço, esteja descansado. Ah, já agora, desta ultima vez foi você, meu caro Manuel, que não me respondeu...Pode continuar, à vontade, a sua cruzada.

    ResponderEliminar
  43. O FCPOrto ao que parece até nem reagiu a esta nomeação do calabote lagarto baptista...

    Mas já q não reagem, vamos reagir nós...

    Para quem tiver paciência leiam e escandalizem-se... estes textos são do blog reflexão portista do nosso amigo josé correia...

    então leiam lá:

    Dicionário do Sistema - Lucílio Baptista (I)

    Lucílio Baptista – Bancário de profissão, árbitro desde 1984/85, filiado na Associação de Futebol de Setúbal, teve uma ascensão fulgurante até chegar a internacional, tendo sido, durante vários anos, o árbitro português mais conceituado na UEFA (vá lá saber-se como e porquê). A nível nacional destacou-se pela forma como, ele próprio diz, “gere os jogos” e, particularmente, como sempre soube “equilibrar” os jogos em que o FC Porto era um dos intervenientes.

    Sendo impossível descrever, em poucas linhas, todos os jogos e casos polémicos de arbitragem em que Lucílio Baptista “entortou o campo” a favor dos adversários do FC Porto, seleccionei alguns dos jogos mais relevantes e dividi o texto em quatro partes.

    Época 1996/97, Benfica – FC Porto: Campeonato depois da humilhação para a Supertaça
    Poucas semanas depois de ganhar na Luz, para a Supertaça, por uns históricos 5-0, os azuis-e-brancos voltaram ao ninho das águias, para o campeonato. O FC Porto marcou primeiro, através de Jardel e o Benfica ficou à deriva. Nesse período, Preud'homme cometeu um penalty flagrantíssimo sobre Zahovic, que só Lucílio Baptista não viu. No banco, o treinador portista, António Oliveira, ajoelhou-se e rogou aos céus. João Vieira Pinto haveria de empatar, mas Jorge Costa repôs a justiça no resultado e marcou o golo que deu a vitória (2-1) aos dragões.

    Época 2001/02, Agosto de 2001, Sporting – FC Porto: Logo à 1ª jornada...
    Aos 35 minutos, o senhor Lucílio Baptista expulsou o Costinha, mostrando-lhe o 2º cartão amarelo, após uma simulação grosseira de João Vieira Pinto. A televisão mostrou, de forma clara, que o Costinha nem sequer tocou no “grande artista”. O FC Porto jogou quase uma hora com menos um jogador e já perto do fim, sofreu um golo e perdeu o jogo por 0-1.

    Época 2002/03, 12 de Janeiro de 2003, Sporting – FC Porto: Recorde para o Guiness
    «Não foi mas podia ter sido complicado o resultado da arbitragem de Lucílio Baptista (...). Só que a vitória portista foi tão incontestável que ninguém vai dar o relevo que teriam noutras situações três lances de grande penalidade não assinalados, todos a favor do FC Porto. Dois deles foram flagrantes (puxão de Kutuzov a Derlei na área do Sporting, aos 33', e mão de Contreras na área para travar um cruzamento de Clayton, aos 81'), mas o terceiro dificilmente o árbitro poderia ter visto, pois estava a colocar-se no terreno quando Tiago, ao pontapear a bola na área, atingiu primeiro Jorge Costa.»
    O JOGO, 13/01/2003

    Para além destes três lances, houve um quarto penalty não assinalado, na jogada que precedeu o golo do FC Porto. É, seguramente, um recorde mundial. Quatro penalties, todos a favor da mesma equipa – o FC Porto –, que ficaram por assinalar num só jogo!
    Mesmo assim, a máquina de jogar futebol montada por Mourinho venceu por 1-0.




    (continua) Dicionário do Sistema - Lucílio Baptista (II)

    Lucílio Baptista: O terceiro Sporting – FC Porto consecutivo

    Época 2003/04, 31 de Janeiro de 2004, Sporting – FC Porto

    Em Janeiro de 2004, Lucílio Baptista voltou ao “local do crime” e, se um ano antes tinha feito vista grossa a quatro penalties a favor do FC Porto, desta vez não hesitou em assinalar dois penalties contra os dragões. Mas o jogo teve muitos mais casos de arbitragem, nomeadamente:

    5' – Após uma falta clara de Pedro Barbosa (com o braço) sobre Maciel, o jogador do Sporting reagiu com uma linguagem insultuosa (viu-se perfeitamente na televisão). O árbitro fez de conta e deixou ficar o cartão amarelo (ou devia ter sido vermelho?) no bolso.

    13' – Cartão amarelo para Deco, por falta sobre Liedson. A maior parte dos ex-árbitros que constituíam o ‘Tribunal de O JOGO’ considerou que a exibição do cartão amarelo não se justificava.

    16' – Liedson atinge Jorge Costa com uma cabeçada, quando este protegia a chegada da bola a Vítor Baía. Falta duríssima, mas o árbitro nada assinalou.

    23’ – Liedson que, segundo o ex-árbitro Rosa Santos, “passou o jogo a atirar-se para o chão e não viu um único cartão”, simula uma agressão de Jorge Costa. O árbitro, mais uma vez, nada fez.

    27' – Rui Jorge agarra Maciel e impede um lance de contra-ataque perigoso do FC Porto. Nem falta, nem acção disciplinar.

    39' – Á entrada da área do Sporting, Beto corta com o braço um remate de Deco. Nem falta (seria um livre perigoso, em posição frontal), nem cartão amarelo (mais um!).

    41' – Pedro Mendes é "ensanduichado" por Silva e Pedro Barbosa na área do FC Porto. O árbitro deixa seguir o lance, o que motiva o desacordo da maior parte dos ex-árbitros e, inclusivamente, a perplexidade de Rosa Santos (“não percebo como é que o árbitro deixa seguir a bola numa falta tão clara, que poderia ter originado um lance perigoso para a baliza de Vítor Baía”).

    52' – Rui Jorge vê um cartão amarelo por, após uma falta sobre Maciel, reagir com palmas à decisão do árbitro. Não satisfeito, e após já ter visto o amarelo, continua a interpelar o árbitro. O 2º amarelo, e consequente vermelho, ficou no bolso do árbitro.

    67' – Lucílio assinala o 2º penalty contra o FC Porto, por uma pretensa falta de Paulo Ferreira sobre Liedson. Sobre este lance pouco há a dizer. As opiniões dos ex-árbitros que constituem o 'Tribunal de O JOGO' são unânimes e até o sportinguista Manuel Fernandes, que comentou o jogo para a SportTV, reconheceu que não houve falta.

    Estas 9 (nove!!) situações são inequívocas e podem ser comprovadas pelas imagens televisivas desse jogo.

    No final do jogo, os dirigentes do Sporting consideraram que o árbitro tinha realizado um “bom trabalho”, o presidente da Comissão de Arbitragem da Liga (o confesso sportinguista Luís Guilherme) considerou a arbitragem de Lucílio Baptista "extremamente positiva" e os jornais RECORD e A BOLA atribuíram-lhe uma elevada pontuação.

    (continua)

    P.S. Hoje joga-se um V. Guimarães – Sporting em que está em causa a luta por um lugar na pré-eliminatória da LC. Durante a semana os dirigentes vimaranenses não esconderam a sua insatisfação pela nomeação de Lucílio Baptista e o vice-presidente do clube, Alberto Oliveira, preocupado com eventuais reacções negativas por parte dos adeptos, afirmou o seguinte: “Nota-se algum mal-estar com a nomeação do árbitro, não só pelo que nos fez no Boavista, mas também porque se sabe que é um sportinguista de raiz, de gema, sobejamente conhecido.”




    Dicionário do Sistema - Lucílio Baptista (III)

    Lucílio Baptista: “Gestão” eficaz na final da Taça de 2004

    Época 2003/04, 17 de Maio de 2004, Benfica – FC Porto (Final da Taça de Portugal)

    Logo aos 5 minutos, Petit teve uma entrada violenta sobre Ricardo Carvalho merecedora, no mínimo, de um cartão amarelo. O árbitro viu a falta, marcou-a, mas deixou o cartão no bolso. Sabendo-se que o Petit era o jogador mais faltoso do Benfica e que, ainda por cima, tinha por missão marcar o Deco (o jogador do FC Porto que sofria mais faltas), começou aqui a “gestão do jogo” feita pelo “especialista” Lucílio Baptista.

    Passados mais uns minutos, há um desentendimento entre o Derlei e o Luisão e os jogadores chegam a encostar a cabeça um ao outro. O árbitro viu, chamou-os à atenção, mas o cartão amarelo para ambos voltou a ficar no bolso. Ora, sabendo que, ao contrário do Derlei, que é avançado, o Luisão é defesa-central e estes, por norma, são dos jogadores mais faltosos e, por isso, sujeitos a verem cartões, o árbitro continuou a “gerir” o jogo, sem actuar disciplinarmente. O resto do jogo veio mostrar como esta decisão foi crucial.

    O critério vinha a ser este, até que, numa das primeiras faltas que fez (sem qualquer violência), o Jorge Costa viu o primeiro cartão amarelo do jogo. Tendo a falta sido cometida no meio-campo, igual a tantas outras que já tinham ocorrido, e não tendo sido cortada uma jogada de perigo, porquê o cartão amarelo para o capitão do FC Porto? Por ser um defesa-central e, a partir daí, ficar condicionado? O árbitro lá saberá, mas toda a gente viu que, no 1º golo do Benfica, o Jorge Costa poderia ter tentado desarmar o Fyssas à entrada da área e nem o tentou fazer (ficou imóvel), com receio de ver o 2º cartão amarelo. Consequências de uma “gestão” bem feita...

    Aliás, três minutos antes do Benfica chegar ao golo do empate, Fernando Aguiar deveria ter sido expulso, quando, sem bola, agrediu o Derlei a pontapé. O árbitro não viu? Pois não. E então, para que servem os árbitros auxiliares e o 4º árbitro (“o pontapé que Fernando Aguiar deu em Derlei podia e devia ter sido visto por Luís Salgado”, Jorge Coroado, em O JOGO de 18/05/2004)? Porque razão, o senhor Lucílio Baptista nem sequer se dignou a falar com eles? Será que a expulsão de um jogador do Benfica, a 35 minutos do fim do tempo regulamentar e com os encarnados a perder 0-1, era algo que não fazia parte do guião, isto é, não se enquadrava na “arte de bem gerir o jogo”?

    Enfim, a arbitragem, perdão, a “gestão do jogo” continuava a correr bem, tão bem que, em apenas 6 minutos (entre os 68 e os 74), foi expulso um jogador do FC Porto (Jorge Costa) e mais três (Costinha, Deco e Derlei) viram cartões amarelos.

    O banco e os jogadores do FCP estavam com os nervos à flor da pele?
    Não se percebe porquê... O que é que os terá enervado?... A arbitragem estava a ser tão “boa” e com “critérios uniformes” para os dois lados... Talvez por isso, a “gestão” continuou a seguir a mesma linha estratégica e, por exemplo, precedendo o segundo golo do Benfica, o árbitro não assinalou falta de Zahovic sobre Paulo Ferreira, contrariando o critério que vinha adoptando, em que “qualquer toque de um qualquer jogador noutro era de imediato aproveitado pelo último para cair e o árbitro assinalar falta” (Jorge Coroado, 18/05/2004).
    Porque é que neste caso não foi marcada falta? Talvez por o senhor árbitro não querer interromper uma jogada prometedora de golo...

    Mas há mais. O Luisão, que já tinha andado às “cabeçadas” com o Derlei, que já tinha derrubado o Deco à entrada da área (o árbitro entendeu que tinha sido uma simulação!) e feito não sei quantas faltas viu, finalmente, um cartão amarelo, quando ceifou, novamente, o Deco à entrada da área. Claro que já só faltavam 5 minutos para o final do prolongamento, mas isso faz parte de uma “gestão eficiente”... Na sequência desse livre directo frontal, o Zahovic saiu da barreira e interceptou a bola a 3 ou 4 metros de distância (quando deveria estar a 9!). Será que o árbitro interrompeu o jogo, mostrou um cartão amarelo ao esloveno e mandou repetir o livre? Nem pensar, que ainda podia dar em golo do FC Porto!

    E foi desta maneira e com uma arbitragem deste nível, que o Benfica conseguiu vencer na final da Taça de Portugal o FC Porto treinado por Mourinho que, uns dias depois, haveria de se sagrar Campeão Europeu.


    Dicionário do Sistema - Lucílio Baptista (IV)

    Lucílio Baptista: Empurrar para o fundo

    Época 2004/05, 20 de Novembro de 2004, FC Porto – Boavista (11ª jornada)

    Logo no primeiro minuto, após uma entrada brutal de Éder sobre McCarthy, este teve de ser assistido fora do campo durante vários minutos. Sobre este lance, o ex-árbitro internacional Rosa Santos escreveu o seguinte: “Amarelo avermelhado. Infelizmente, o jogador do Boavista nem sequer amarelo viu. É inconcebível como é que o árbitro deixa passar uma entrada a roçar a violência.”

    Como o árbitro nada fez, apenas 13 minutos depois o Éder teve uma nova entrada sobre um jogador do FC Porto, desta vez Seitaridis. Jorge Coroado escreveu o seguinte: “Justificou-se a exibição do cartão amarelo pela falta cometida. Seria o segundo se o primeiro, como se impunha, tivesse sido exibido.”

    À meia-hora de jogo, André Barreto fez uma falta sobre Bosingwa. O senhor Lucílio Baptista viu e marcou livre, só que a falta foi dentro da área e, por isso, ficou “apenas” um penalty por marcar a favor do FC Porto...

    Aos 35’ McCarthy agride Milhazes. Claro que neste caso o árbitro não teve dúvidas e expulsou o jogador do FC Porto.

    A forma como este árbitro “gere” o jogo e administra os cartões é admirável. O caso do Éder foi de tal forma evidente, que o treinador do Boavista, percebendo que “a corda já podia ter rebentado várias vezes”, tirou-o ao intervalo. Sobre isto, João Cartaxana (insuspeito de ter qualquer pingo de simpatia pelo FC Porto), escreveu o seguinte no RECORD: “Perspicaz [Pacheco], deixou Eder, que estava à beira da expulsão, no balneário, adaptou Hélder Rosário a central”.

    Um outro exemplo é o do avançado Cafú (viria a marcar o golo do Boavista). Tendo visto o cartão amarelo aos 16 minutos, isso não o inibiu de continuar a fazer faltas, nem tão pouco de, para queimar tempo, continuar uma jogada até à área do FC Porto, quando o jogo já tinha sido interrompido por Lucílio Baptista há bastante tempo. Cartão amarelo? Ficou no bolso do árbitro, era o segundo...

    Para terminar em beleza, já em tempo de descontos, o árbitro valida um golo ilegal ao Boavista, obtido em posição clara de fora-de-jogo, o qual determinou o resultado final (1-0 a favor dos axadrezados).

    A coisa foi de tal maneira, que até o Victor Fernandez, um gentleman, sempre tão comedido e compreensivo com as arbitragens, estava revoltado no final do jogo»

    FIM

    ESTAMOS LIXADOS.

    ResponderEliminar
  44. Miguel87:

    Diz-me uma coisa... que esperas d'um site oficial d'um clube, seja ele o FC Porto, o Carcavelinhos ou o Passarinhos da Ribeira? Não é isso mesmo que lá está? Outra coisa é que me espantaria!! e não, não estou a apoiar nem tão pouco a criticar nada... estou apenas a constatar factos e relativizar o que para mim, é uma completa normalidade, quer falem verdades ou meias verdades... alguém esperaria que um qq site oficial d'um clube, vá falar mal do treinador? fale mal dos jogadores? fale mal da SAD? fale mal dos adeptos? fale mal dos empregados? mas é claro que não... por isso não percebo a surpresa de muitos de vocês sobre o que lá está escrito... depois cada qual, come ou não come... eu não como e ponto final!

    ResponderEliminar
  45. Gostava de ter a vossa fé nesta equipa do Porto. Mas não consigo. No entanto, não é por isso que vou deixar de apoir e sentir ainda mais o clube. Não estarei no WCXXI mas estarei no Dragão no próximo jogo sempre no meu lugar disposto a apoiar e incentivar jogadores e técnicos.

    No entanto, penso pela minha cabeça e não aceito que digam que sou menos portista se disser alto e bom som que não concordo com Jesualdo, a SAD ou até Pinto da Costa. Por isso, revejo-me em muitos dos artigos críticos de Miguel Sousa Tavares ou Rui Moreira e não me revejo na política de contratações desta SAD como não me revejo na forma como PC está mais uma vez a misturar a vida pessoal com o clube.

    Esta SAD é um CANCRO e, se não fosse um expediente jurídico, nesta altura, nem sequer tínhamos jogado contra o Arsenal porque estávamos fora da Champions. E PC também tem culpa disto uma vez que foi ele quem lá pôs a "vaca escritora".

    Lucho: Jorge Costa podia ser uma boa opção mas acompanhado por mais alguém (ex: Vitor Baía ou Rui Barros)

    ResponderEliminar
  46. Dr. Rui Moreira:

    «Ao Lucho, queria lembrar-lhe que todas as jornadas tenho falado na arbitragem, no Trio d'ataque. Logo na primeira jornada, pus a arbitragem no fundo. Mas, porra, não foi por isso qe passamos a vergonha londrina»

    Pois não. Não foi. Mas se fosse eu tinha preparado já o clássico de Alvalade colocando o dedo na ferida. Para q o Sr. do apito não se sinta tão confortável.

    Mas respeito o seu critério e até entendo a sua mensagem.

    ResponderEliminar
  47. Elogio-lhe tb a coragem de vir a um blog e defender as suas ideias. Não é para qq um.

    ResponderEliminar
  48. "Elogio-lhe tb a coragem de vir a um blog e defender as suas ideias. Não é para qq um."

    Nem mais !

    ResponderEliminar
  49. Blue Boy: Se calhar é isso mesmo que está mal, não devia esperar nada dum site oficial, seja de quem fôr, até do nosso clube, que como acho que até já foi falado neste blog, é de uma pobreza franciscana berrante.

    Claro que não sou louco e não estava á espera que no site viessem criticar seja quem fosse do clube, mas tiradas como "A injustiça deixará para sempre uma mácula neste desafio" ou "o azar azul e branco dava agora lugar ao jackpot vermelho, com todas as tentativas a serem empurradas pelo sopro da fortuna"... são no minimo pouco sensatas!

    Agora, isto não é um caso isolado, o silêncio da SAD/direcção seja em que situação fôr (prejudicados pela arbitragem, atacados por outros clubes, a lógica das contratações, etc...), o fraco aproveitamento de enumeros activos que andam emprestados pelo mundo fora, o pior rendimento ainda de alguns que vão ficando por cá, as péssimas exibições, os maus resultados que vão começando a aparecer, etc... já vão sendo muitas gotas num copo a transbordar!

    Como muitos outros, tenho para mim que "ninguém é mais portista do que eu", no entanto em propaganda cega não alinho, nem nunca irei alinhar!

    ResponderEliminar
  50. Rui Moreira, ponto 1: eu não ando em cruzada nenhuma e por uma simples razão: a única coisa que me move são os interesses do F.C.Porto.


    Ponto 2: está enganado eu já lhe respondi. Vá lá ver se não tem um mail meu?
    E para já não digo mais nada!

    ResponderEliminar
  51. Gostei das declarações do Tomas Costa a preparar o jogo de domingo

    "Na abordagem à deslocação ao Estádio José Alvalade, Tomás Costa defendeu que o FC Porto tem de "mostrar que é o tricampeão".

    "O Sporting é um rival duro e que joga muito bem, mas conhecemos as suas debilidades. É o adversário ideal nesta altura, pois está ao nosso nível e servirá para medirmos forças", referiu na "super flash" que antecedeu o treino.

    "Quando se perde, a vontade de jogar e ganhar é muito grande. Queremos fazê-lo rapidamente e nada melhor do que um clássico para levantarmos a cabeça", acrescentou.

    Tomás Costa defendeu que para vencer o clássico, o FC Porto "tem de ser decidido e atacar muito".

    "Frente ao Sporting, o FC Porto tem de jogar como jogou contra o Belenenses e o Fenerbahçe e mostrar por que é Tricampeão de Portugal", sustentou."

    ResponderEliminar
  52. ainda em relação ao jogo de Londres

    "Para Tomás Costa, os dragões erarram ao "respeitar demasiado" o adversário.

    " Sabíamos que ia atacar muito e o nosso erro foi esperar demasiado por isso", referiu."

    e de quem é a responsabilidade de transmitir, principalmente a estes novos jogadores que nunca jogaram na LC, que há que respeitar equipas como o Arsenal MAS com moderação ?!?

    Não sou anti Jesualdo mas penso que neste aspecto de preparação de grandes jogos o JF falha redondamente

    ResponderEliminar
  53. Blue,

    Acho que desta vez estiveste mal ao "desafiar" o Dr. Rui Moreira para mudar de clube. Qualquer um de nós pode ser crítico em relação à SAD, jogadores ou treinadores. Não temos de ser, obrigatoriamente, de outro clube.

    Pessoalmente, até simpatizo com o Dr. RM, embora pense que não se prepara devidamente para os programas. Dou-te um exemplo: Já vi o Dr. RM dizer que o benfica era o clube do regime mas quando lhe pediram para justificar com exemplos não o soube fazer. Na blogosfera existem artigos com histórias desses tempos em fica provado, até documentalmente, que, na realidade, isso era verdade. Mas, lá está, o Dr. RM tinha que ter lido essas histórias e depois já as podia esfregar na cara do APV. Há mais exemplos de situações dessas. Por isso, relembro o famoso "arquivo" do Dr. PM porque a memória não retém tudo.

    Agora, se não concordamos com a SAD porque motivo teremos que só elogiar a SAD, jogadores ou treinadores. Já vi o Dr. RM elogiar quando entendeu que o devia fazer. Mas, convenhamos, nas críticas feitas foi dita alguma mentira?

    E quando criticamos, passamos a ser anti-porto porquê?

    ResponderEliminar
  54. Dr Rui Moreira está de parabens. Nem sei como, com uma vida tao aterefada inda tem tempo para vir aqui perder tempos com acefalos, que criticam qualquer pessoa que, faça uma coisa tao simples, PENSAR.Eu sou daqueles que vê em si uma pessoa que honra a classe adepta do FCP tanto na RTPn como no petisquim vermelho, onde tambem coloca caracteres o nao menos saudoso Miguel Sousa Tavares

    Ha é aqui algumas pessoas, que coitadas, têm q sempre defender o mesmo para nao terem problemas futuros.Aqueles que adoram as "caldeiradas". Dr Rui Moreira nao perca tempo com os "maneis" que so ligam ao lhe interessa, ou lhes mandam interessar, e continue a dizer o que pensa, pois isso será o melhor para o clube

    Vamos esperar a vitoria em Alvalade...EU ACREDITO

    ResponderEliminar
  55. EU penso que o artigo do jogo de londres no site oficial, de facto faz uma leitura do que se passou, como dizer? peculiar, para não lhe chamar outra coisa....Mas que diabo!Sempre é o site oficial e como se costuma dizer, se não são os próprios a tentar uma justificação e defesa do grupo de trabalho, apetece perguntar, quem o fará? Parece-me já que utilizar tribunas previligiadas, para criticar o mesmo, demonstra pouca inteligencia e eficácia!Poder-se-ia utilizar melhor sempre essa oportunidade para "elogiar" o recordista mundial de penalties não assinalados num só jogo...

    ResponderEliminar
  56. Pedro Coimbra,

    Agora, somos todos acéfalos e tu és o quê? Um mentecapto?

    Vê lá se respeitas os outros para seres respeitado, senão vai dar milho às pombas, pois é uma actividade que não exige muitos neurónios, a não ser que te ponhas a contá-las.

    ResponderEliminar
  57. Exmo. Senhor,
    Dr. Rui Moreira


    Deduzo que para dialogar com o Senhor, tenha que assim me dirigir deste modo, porque de facto, a minha pequenez social defronte da sua grande é de tal ordem, que cada qual terá que saber ocupar o seu lugar... eu, limito-me a ocupar a minha… afinal, não passo de um «boy» perante si!

    Terei todo o prazer na próxima que por si passar, me dirigir a si com toda educação, respeito e olhos nos olhos lhe perguntar taxativamente se alguma vez fui mal educado com o Senhor, se alguma vez lhe chamei nomes impróprios, se alguma vez o insultei... mas eu não passo d’um «boy», certo?

    Não, não tem que se preocupar porque eu não sou nenhum «mitra», sou boa pessoa, ainda que «vareiro» ... só gostava de ouvir isso da sua boca, olhos nos olhos, nada mais que isso, e depois, seguiria o meu caminho tranquilamente, mantendo por si todo o respeito que ainda lhe consigo manter depois das ironias que aqui me lançou em jeito de «eu é que sou o notável da CS e vou partir este boyzinho todinho que é um ser insignificante»... mas tudo bem, no problem, afinal, eu não passo d'um «boy»!

    Sinceramente, nem sei bem se estou a ser inconveniente consigo em a si me dirigir/responder, afinal, quem é este patareco de «boy» (eu) para sequer ousar tentar dialogar com uma figura pública, um notável da CS… tem razão, desculpe lá o mau jeito, são coisas naturais de ainda ser um «boyzito», entende?

    Quanto ao resto, limito-te a valorizar o que é para valorizar do seu discurso e assino por baixo, todas as suas palavras, e acredita que não estou a ser irónico, estou a ser humilde ou «boy», como assim preferir:

    - "Sabe, sou do tempos heroicos, quando era dificil ser-se portista, quando havia uma coisa a que se chamava o tribunal, onde ia com o meu pai."

    - "Fique a saber que não assobio. Nem sei assobiar."

    - "Eu quero que o meu FCP ganhe sempre."

    Por fim, quanto ao que considero insultos gratuitos ("boy"… sua disfunção cerebral e de carácter… vá para um clube manjedoura), estamos conversados… a minha resposta, fica no silêncio das agora minhas palavras.

    Os meus melhores cumprimentos,

    ps1 – ahhh, só mais uma coisa, porque essa, a si, não lhe admito lições de moral ou de Portismo, nem de si, nem de ninguém, porque nem o Senhor é mais Portista do que eu, nem eu sou mais Portista do que o Senhor.

    vamos lá então esclarecer definitivamente quem é o «boy» no, repito, no FC Porto: o meu nr. sócio, não o vou aqui dizer, mas posso dizer-lhe que o sou desde 1986, tinha eu 12 anos, e desde que foi possível, com lugar anual na bancada Sagres, ali bem junto aos Super Dragões… o Dr. Rui Moreira, porque é um Senhor já com 52 anos à beira aqui deste «boy» com uns míseros 33 anos de vida (são só 19 anos de diferença!), quer esclarecer-nos a todos, qual é o seu ano de inscrição como sócio do FC Porto? qual a localização do seu lugar anual? como entra no estádio? paga bilhete? vai por convite? qual o camarote que frequenta? quer falar disto tudo? quer esclarecer-nos? ou não lhe convém porque todos vão ficar a saber quem é afinal o «boy» no meio disto tudo?

    engraçado não é? os pelintras como eu, os tais «boys» a que o Senhor se refere, têm de pagar uma cota mensal de x euros, mais x euros para um lugar anual do próprio bolso para ir ver o seu clube, ou na pior das hipóteses, pagar um bilhete que não é tão barato quanto isso, como vou agora fazê-lo para ir a Lisboa no domingo com 22 euros pró bilhete, mais gasóleo, mais portagens, mais almoço, mais jantar. engraçado, não é? eu pago e bem, mas tb porque posso, que se registe, mas repito, eu PAGO!!!… custa-me muito no bolso ser Portista entende? a mim, ninguém me paga, oferece ou presenteia com nada só para eu ir cantarolar prás bancadas que sou dou FC Porto, entende? Pago e não bufo, mainada.

    ou quer que lhe pergunte quantos jogos de hóquei foi ver nos últimos anos? ou de basquetebol? ou de andebol? nunca o vi em nenhum Senhor Dr. Rui Moreira!!

    quer falar destas coisas todas, ou prefere continuar a dizer que eu sou um mero «boy» (será porque julga que eu sou da linha SAD? será que fala da idade? será do quê afinal?), que tenho disfunção cerebral e de carácter e que o meu lugar é num clube de manjedoura, enquanto Sua Excelência, se arbora em dono da verdade e o supra-sumo dos Portistas? Sabe o que lhe digo? Não diga mais nada.

    Mais uma vez, passe bem e aceite os meus cordiais cumprimentos, isto é, se achar que ainda tenho algum valor moral ou social para sequer ousar lhe dirigir a palavra a tão ilustra notável do FC Porto... se estiver a ser inoportuno, desculpe lá alguma coisinha... ficam aqui as minhas naturais desculpas.

    ps2 – assino por baixo, relevo e valorizo também o facto de dar a cara, mesmo que num mero blog insignificante quanto este… acredite que mais uma vez, não estou a ser irónico; espero que acredite!

    ResponderEliminar
  58. Pedro Coimbra:

    Achas que o teu comentário merece resposta?

    Eu não sou anti RUI Moreira como já deu para entender mas tb não venho para aqui insultar (acéfalo) quem não aprecia o q o RM escreve.

    Somos todos do mesmo clube.

    E carago bibó Porto! deixem-se de tretas!!

    ResponderEliminar
  59. Esse menino de Coimbra, na altura própria, vai explicar-me, não tenho dúvidas, tudo direitinho.

    Por respeito ao blogue BIbó-Porto, fico-me por aqui.

    ResponderEliminar
  60. Há tempo para tudo e tempos difíceis também.

    Até que concordo com a repulsa do Sr. Rui Moreira pelo teor do post do Blue.
    Exactamente da mesma maneira que discordo completamente do conteúdo da crónica na Bola.

    O site do Clube vale o que vale, pouco ou nada.
    Existem n de administradores de sistemas com bons web designers e programadores que fariam corar o actual conteúdo.
    Opta-se, sabe-se lá bem por quê, por um pacote já feito, comum aos três grandes e cai-se no vulgar, onde se poderia marcar uma diferença, no cada vez mais importante espaço da internet. Mas isto foi já discutido mais de um milhão de vezes.
    Ora os cronistas estão nesse mesmo alinhamento. Valem o que valem e, muitas vezes, apenas um sorriso.
    (Por outro lado, alguém estaria à espera que se falasse mal do FC Porto no...site do FC Porto?)
    Mas dai a comparação com o que se passa a norte do paralelo 38 ou ainda a adjectivação de piroso é, no mínimo, inconveniente e desajustada.

    Não me envolvo em crónicas fantasiosas mas não me sinto, de maneira alguma, papalvo ou parvo e estou em crer que a hora é de cerrar fileiras.
    As saídas dos jogadores não foram, ainda, devidamente preenchidas e as equipas não se criam, de um momento para o outro, com duas ou três linhas de código.
    Os ciclos acontecem e temos que estar preparados para eles.
    Se alguns pensam que a melhor maneira de ajudar é assobiar que assobiem. Afinal, estão no seu direito (embora eu não consiga ver em que é que os assobios possam ajudar).

    Não é uma questão de ser um yes ou no man nem tão pouco de pensar ou não.
    É apenas uma pitada de corporativismo com um q.b. de utilizar os meios de comunicação para algo mais construtivo.
    Porque afinal há tempos difíceis e...tempo para tudo.

    p.s. - Eu tb. vi o jogo em directo e vi, melhor, ouvi um certo silêncio no Emirates nos primeiros 20 ou 30 minutos.
    O mais engraçado é que, nesse silêncio, tb. não se ouviram assobios. E O Arsenal tinha vindo de uma derrota com um recém promovido à primeira liga.

    ResponderEliminar
  61. Meu caro Senhor Blue Boy,
    O que o Senhor escreveu foi:
    “este meu tal, vai para a tal crónica d'A BOLA... engraçado como o Dr. Rui Moreira se sente nas suas quintas naquela pele... o de critico invertebrado. Meu caro, não se chateie, não se incomode, não se enerve... mude de clube e prontos, problema resolvido! Afinal, tem medo do quê? Vá, mude de clube... não se chateie mais!”

    Não acha isto um insulto??????? Pergunta-me agora em que me insulta? Chamou-me INVERTEBRADO e pergunta-me isso?
    Para além de me dizer para mudar de clube o que é equivalente a chamar-me pouco sério ou hipócrita.
    Por isso, meu caro, não venha agora fazer-se de coitado.
    Respondi chamando-lhe “Boy”” , se calhar com falta de gosto. E disso lhe peço desculpa. Mas, a referência aos “boys” tinha a ver com uma história passada no PS, no tempo de Guterres, dos “jobs for the boys”, ou seja, em que os boys eram os seguidores mais acríticos…
    Não tenho qualquer ideia, nem me interessa, da sua posição social. Mais faltava. De resto, se conhecesse bem a minha vida pessoal saberia que tenho muitas afinidades com os vareiros. Quanto às suas perguntas sobre onde vou ver os jogos e quem me paga o bilhete, olhe, lembra-me o Baptista Bastos a perguntar a toda a gente “onde é que você estava no 25 de Abril”.
    Não tenho nada que lhe dar contas disso, meu caro. Era mesmo o que mais faltava. Quero lá saber se você paga ou não paga, quero lá saber se vai de borla ou para o camarote, se vai a pé ou de bicicleta. Não me interessa nada a sua ladainha e não tolero falsas modéstias. Se quer ir e pode ir, vá, homem de Deus. Para onde lhe der proveito.
    Agora, se estiver atento, é provável que a gente se encontre, como já encontrei muitos outros, em plena bancada no Dragão ou na Figueira ou em Braga, quando o nosso clube lá vai jogar, percebeu?
    Isso tudo não é da sua conta, nem me interessa o seu arrazoado anónimo. Mas , deixe-me dizer-lhe o seguinte, a ver se você entende:
    Há quem pense que não se deveriam escrever crónicas em que se fazem críticas ao que se passa no FC Porto, porque estas agradam ao inimigo. Mas, quem assim pensa, está profundamente enganado. O que eles adoram é que o FC Porto perca, ou faça uma figura vergonhosa, como fez em Londres.
    Em Londres, o problema não foi a derrota. Foi a forma como ela ocorreu e depois, como eu disse e digo, a forma como NÃO FOI ASSUMIDA.
    E isso lembra-me o Benfica, sabe? Um clube que não ganha na Europa há 50 anos mas que se acha o maior do planeta. Lembra-me principalmente o vale de Azevedo (Deus o guarde… porque ia acabando com eles…) porque nesse tempo também havia uma maioria dos benfiquistas que não viam o que estava a suceder.
    Fique a saber que eu não sou contundente contra o meu clube... sou contundente contra os que por menor competência ou escrúpulo lhe fazem mal.
    Muitas vezes, defendi os jogadores na derrota. Fui a Barcelona ver o Robson enganar-se e colocar o Aloisio a defesa-direito, vi o João Pinto ser expulso por garra, e não dei por mim zangado.
    Vou continuar a apoiar e, no domingo, vou a Alvalade. Quer boleia? E depois vou fazer o domingo desportivo. E acho que vamos ganhar, porque acredito que temos os condimentos para ganhar. Mas, se assim não for, que se perca com alma de dragão e com glória.

    ResponderEliminar
  62. Desculpem mas acho muito lamentável o que se andou para aqui escrever com ataques pessoais, paradas e respostas.
    Somos todos do FCP ou não?
    Há que respeitar as ideias de cada um e criticá-las com elevação e sempre mas sempre com a finalidade de encontrar o melhor rumo para o Clube.
    As coisas andam mal e só vejo picardias nefastas e inócuas, muito pouco de construtivo.
    Assim não, não estamos a pugnar pelas nossas cores,antes a dar trunfos aos inimigos dcerto a rebolar de riso.
    Domingo temos um jogo crucial e é preciso incentivo e mais incentivo.
    Há que não meter a cabeça na areia mas parece que andamos em guerra civil e isso não é nosso apanágio.
    Contenção, respeito e troca de ideias.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  63. Viva !

    Excelente artigo.

    Serenidade, contenção ,cerrar as fileiras, palavras que realço no artigo , devem ser palavras de ordem.

    Não percebo muito de futebol, mas acho prematuro uma "chicotada psicológica" no início da época.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  64. Boas
    Isto tá giro, mas mesmo muito giro.

    Parem lá com a confusão, e vamos cerrar fileiras e apoiar os nossos jogadores, pois só estes é que marcam os golos pelas nossas cores.

    Deus queira que o FCP ganhe, mas prevejo que seja mesmo muito dificil, pelo arbitro que nos colocaram.

    Este e tenho quase a certeza, vai potenciar um empate, para que os bermelhos passem a liderar a classificação.

    Quanto às discussões, não ganhamos nada em nos insultar, pois isso nada muda e muito menos marcamos golos aos berdes ou bermelhos.

    Poooortoooooo sempre.

    Sr Dr Rui Moreira;
    Atire-se aos berdes e bermelhos com força, pois estamos consigo, para o bem e para o mal.
    Sei o que custa aturar o C.Daniel, pois o homem só respira jornal abolinha e bermelho por todos os poros.
    Todas as manhas às 09.00 h´s, era o primeiro na porta da tabacaria do hotel, para comprar abolinha e o rascord ..eh...eh.

    ResponderEliminar
  65. Boa-Noite meus caros amigos:
    Creio que muito do aqui se diz -se disse já- se baseia muito no desconhecimento que existe, de quem é quem...Eu conheço muitos dos que aqui dialogam e respeito todos, porque considero estarem todos comigo no mesmo barco.
    Não tenho dúvidas algumas em relação ao seu Portismo.
    -Só que uns assumem-no de uma forma e outros de outra, no essencial estamos todos muito ligados e identificados.
    Gostaria de dizer -para esclarecer alguns equívocos- que o Blue já não é verdadeiramente um Boy, quer porque passou essa fase relativamente à idade, quer no que toca à mentalidade, mas admito que quem não o conhecer pessoalmente até pode entender de modo diferente, eu percebo, porque o Blue é um homem de temperamento aceso, isso sente-se em cada uma das suas intervenções, mas tenho a obrigação de dizer isto, quem o conhece como eu já conheço, sabe bem que ele é um homem de coração muito grande!
    Por isso eu acho que o Dr. Rui Moreira e o nosso Blue Boy só teriam a ganhar -e com isso a nossa causa- se se conhecessem melhor e trocassem directamente as suas opiniões, que divergirão por certo em muitos aspectos, mormente na forma de colocarem as questões, na terminologia, que de certeza não no conteúdo...Eu teria todo o prazer em escutar uma das vossas acaloradas discussões em directo e se me permitissem, tomar parte nelas...Mas sei de toda a certeza, que se estes dois iminentes Portistas se conhecerem sem preconceitos, verificarão de imediato, que têm entre si muito mais afinidades que diferenças!
    Quanto ao posicionamento do Pedro Marques de Carvalho é que tenho muitas dúvidas e aqui sim, penso que muitas das suas posições só existem e percebem, porque é -deve ser- jovem e sem grande maturidade mental.
    Até mais logo.

    ResponderEliminar
  66. Só mais um aspecto que julgo é importante trazer à discussão no momento: -Discutir de forma aberta ainda que acalorada, só traz vantagens.-Temos sim de saber discernir entre o que poderá ser razoável dizer e o que possa tocar as raias do ofensivo. -Aí -se cair-mos nesse erro terrível- ficamos sem grande margem de manobra e é triste deixar isso acontecer, porque impossibilita os entendimentos necessários muito pelo que já disse antes, somos e estamos -embora muitas vezes o ignoremos- mais próximos do que admitimos e julgamos.
    A todos os meus cumprimentos.

    ResponderEliminar
  67. Eu acho q acima de tudo quem falou melhor foi o dragon4:

    «Sr Dr Rui Moreira;
    Atire-se aos berdes e bermelhos com força, pois estamos consigo, para o bem e para o mal»

    Dê-lhes com força pq aí terá todos os Portistas do seu lado.

    Abraço grandes Dragões. ATÉ OS COMEMOS.

    ResponderEliminar
  68. É pá o que por aqui vai.... não valia a pena nada disto cada um tem uma opinião e á que respeitar essa opinião com respeito sem colocar em causa o PORTISMO de cada um. Cada um sofre e manisfestasse pelo F. C. Porto de maneira diferente e isso não faz de nimguem mais ou menos PORTISTA. Este tipo de trocas de galhardetes é uma constante em blogs de outros clube não em blogs do F. C. Porto... só espero é que isto saja passageiro por estas bandas.
    Quando vi o n.º de comentarios pensei que se estava a discutir o F. C. Porto de portistas para portistas no entanto o que li tem muito converssa da treta que mais vale encustar para canto.

    Tiro o Chapeu ao RM por vir dar a cara quer se goste quer não se goste dele.

    Lanço um repto ao Lucho, faz uma entrevista ao RM para que tudo fique clarificado e portistas como dantes.

    TRIABRAÇOS|

    ResponderEliminar
  69. Desculpem lá mas 69 comentários, nem pensar, venha o 70ª ;)

    ResponderEliminar
  70. dragão azul:

    Já fiz essa entrevista e já foi publicada há umas semanas atrás...

    Foi, para mim um prazer entrevistar o Dr. Rui Moreira.

    ResponderEliminar
  71. Realmente este é cada vez mais um enorme espaço de discussão do nosso Porto. Não conheço pessoalmente nenhum dos bloguistas que por aqui costumam passar nem posso ter a certeza de que a pessoa que se intitula Rui Moreira seja efectivamente o Rui Moreira que todos nós conhecemos de ver defender o Porto na televisão e jornais.
    Tenho também a certeza de que ninguém é mais portista que ninguém e que pelo facto de uns irem mais vezes ver o Porto do que outros não são mais adeptos do que outros. E não é pelo facto de se criticar, ainda por cima com toda a razão, a SAD, o treinador ou os jogadores que deixa de ser portista. Tenho um irmão que me diz muitas vezes que eu sou um chato a ver o Porto porque estou sempre a criticar porque, no tempo do Fernando Santos eu estava sempre a protestar com o treinador. Tal como agora, o Fernando Santos também era um treinador simpático mas era muito fraquinho.

    Eu, desde que nasci, vivo o Porto como uma religião mas só entrei para sócio aos 10 anos (já tenho 42) pois, naquela altura ia ver os jogos e não se pagava. O meu pai (faleceu com 90 anos imediatamente após o jogo com a Naval, em Maio e depois de ter assistido comigo a mais uma vergonha do Jesualdo e jogadores com o Nacional - 0-3) dizia-me sempre: "Este treinador é burro". Às vezes tentava convencê-lo do contrário mas à medida que os jogos foram passando fui ficando mais convencido.

    Estas desavenças entre adeptos do Porto residem precisamente na burrice do treinador que, depois de mais de 2 anos à frente do Porto, ainda não percebeu que a filosofia deste é ganhar ou pelo menos tentar. Tomás Costa foi bem elucidativo quando disse que fizeram mal em ter ficado tão atrás (concerteza foi o Jesualdo que os instruiu assim).

    Vamos todos torcer pelo Porto no domingo e ter fé (eu tenho pouca) e dar força aos que vão ao WCXXI para que apoiem a nossa equipa mas, depois estaremos todos aqui, na blogosfera, outra vez, a criticar o que houver a criticar (não vai haver motivos porque vamos ganhar) e a aplaudir o que for de aplaudir e ninguém vai rasgar o cartão de sócio nem mudar para as GAYvotas ou lagartos se a coisa correr mal - dizer mal do Jesualdo é que já será mais fácil eh,eh,eh!

    Porto, Porto, Porto, dai-nos neste dia mais uma alegria, mais uma vitória! PORTO! PORTO! PORTO!

    ResponderEliminar
  72. Só mais uma coisa:
    Sou sócio há 30 anos (desde o fim do jejum de 19 anos) 11990 tenho lugar anual na bancada TMN (porta 17) e nunca paguei quotas nem os jogos porque sempre tive a felicidade de ter uma tia e, desde que ela faleceu, um tio que me pagam os jogos. Se não fosse assim, provavelmente não iria aos jogos todos e, no entanto, não sou menos portista do que ninguém. Sofro muito com o meu clube e, quando ele perde, quem sofre mais com isso, são a minha mulher e as minhas filhas porque fico com uma neura (na 4ª feira nem falava) enorme. O que vale é que ganhamos quase sempre.

    POOOOOOOOOORTO

    ResponderEliminar
  73. Acho piada a esta história do "eu sou mais portista do que tu" ou "não sou mais portista do que ninguém" como se o facto de sermos do FC Porto tivesse uma explicação ou pudesse ser medido. Somos do FC Porto porque sim e, felizmente, que o somos. Somos mais felizes assim.

    Agora, uma coisa é certa, somos portistas mas não mandamos, nem decidimos nada. São eles que comandam o destino do nosso clube. Podemos criticar ou elogiar, mas isso muda alguma coisa lá em cima? A SAD está-se maribando para nós.

    Consigo "visualizá-los" a fumarem charutos enquanto contam o dinheiro da bilheteira, olhando cá para baixo, vendo-nos a discutir uns com os outros e a rirem-se da nossa triste figura. «FC Porto foi goleado em Londres? Deixa lá isso, fuma mais um cubano e bebe mais um copo.»

    ResponderEliminar
  74. Quando se referem elogiosamente a este espaço, dizendo q este é cada vez mais um local de eleição onde se discutem todos os assuntos relativos ao nosso clube, é justo referir-me aqui ao papel decisivo e visionário do blue boy q soube levar este blog ao local de topo q hoje ele beneficia.

    ResponderEliminar
  75. Então vai ser o Lucilio Calabote o árbitro.
    Ou entra em campo uma equipa à PORTO (o que não prevejo), ou então o arbitro do sistema (que não o nosso), concerteza irá fazer "bem" o seu trabalinho.
    Espero estar enganado, claro!
    E mais, expliquem ao Sr. Burroaldo; que aquela derrota de 4ª. feira (não pela derrota em si), não só custou 3 pontos, como também o meu apoio in loco!

    P.S. Quando um jogador, no caso T. Costa tem uma declaração destas em relação ao jogo da passada 4ª. feira, penso que está tudo dito em relação ao treinador que temos.

    "É uma sensação rara, de facto, porque pessoalmente senti-me mais solto. Não tinha muita gente para marcar e deu para estar mais livre."

    PS Se me é permitido... Quanto à acalorada discussão que aqui encontrei, penso que ambos erraram ao partir para o insulto fácil, mas, Sr. Dr. Rui Moreira... tenho como homepage a página do F.C. Porto e mal encontrei aquele texto, confesso com a minha esposa como testemunha, fiquei estupefacto, mas nunca viria para a CS, dar armas aos inimigos!!!

    Obrigado,
    Armindo Paulo, um PORTISTA como vós.

    ResponderEliminar
  76. Lucho,

    Por isso, o Blue merece a maior consideração de todos. É o grande chefe blogosfera azul, juntamente com o Zirtaev.

    Quem acompanha a blogosfera portista percebe algo lapidar, cá fora, há muita gente que vive e adora o clube. Pena, não podermos dizer o mesmo da SAD. Fico impressionado com a quantidade de portistas apaixonados pelo clube. Estes não foram corrompidos pelos cifrões do dinheiro fácil da SAD.

    ResponderEliminar
  77. Dr Rui Moreira :


    E que tal convidar o Blueboy para almoçarem e esclarecerem esse mal entendido ?

    Deixo a sugestão

    PS: O grande amor ao Porto não nos deve cegar !

    ResponderEliminar
  78. Tenho saudades dos velhos tempos do Pinto da Costa que defendi imensas vezes em discussões com o meu pai sportinguista e amigos benfiquistas. Hoje, não o reconheço. Não é o mesmo que aprendi a admirar. Admito que os anos já pesam e que outros valores mais altos ($$$) se levantaram. Defender um símbolo e uma bandeira mais do que tudo passou a ser um pesado fardo.

    ResponderEliminar
  79. Logo, o meu pai que detesta o Pinto da Costa. Há vinte anos, tivemos um pequeno acidente de viação com o Pinto da Costa. A carrinha do meu tio, que não tinha carta de condução, embateu no carro do Pinto da Costa. Tínhamos prioridade, pois estávamos pela direita. Tinha chovido e as ruas estavam escorregadias. Após o embate, o meu tio ficou em pânico, mas o meu pai tomou conta da situação, trocou de lugar com o meu tio sem o Pinto da Costa se aperceber. Quando o meu pai se apercebeu de quem se tratava, então é que ninguém o calou. O Pinto da Costa lá teve que se dar por culpado.

    Ainda hoje, é a coroa de glória do meu pai. O dia em que conseguiu "comer" o Pinto da Costa de cebolada. Às vezes, ainda fala nisso com um brilho nos olhos.

    Daí, dá para imaginar o que tive que aturar do meu pai. Defendi sempre o Pinto da Costa, mesmo correndo o risco de levar uma estalada, às vezes, quando era miúdo. Por isso, hoje, não consigo reconhecê-lo.

    ResponderEliminar
  80. Antigamente, as reuniões da Liga eram no antigo Hotel Beta no Porto. Lembro-me, quando era miúdo, de ter ido com a bandeira do Porto, com um vizinho para a frente do hotel. Lembro-me de ver chegar o Pinto da Costa e de ele ter atravessado a rua só para me vir cumprimentar a mim e ao meu vizinho. Ficámos felizes da vida.

    ResponderEliminar
  81. Dr. Rui Moreira,

    Permita-me voltar a responder-lhe, e pela última vez, apenas e só com a intenção de uma vez por todas «matar» a divergência que aqui se criou, quanto a mim, de um modo completamente desnecessário, mas isso, é apenas a minha opinião.

    Vamos lá então por partes:

    1. admito que o possa julgar assim, mas volto a dizer-lhe que apesar do meu “ps” aqui acima, nunca, repito, nunca o insultei – pode dizer que sim, eu digo que não e não vamos sair daqui… se o assim acha e se continuar a acreditar que tem a razão do seu lado, pois bem então, que lhe faça bem, porque eu nada posso fazer para a alterar, e ainda que sem sentir essa obrigação, deixo-lhe aqui as minhas desculpas, se é isso que pretende… não me caiem as calças por isso.

    2. insulto por insulto, dir-lhe-ei então eu terei mais razões para me queixar de si do que propriamente o contrário, porque acusar alguém que não se conhece, nem nunca lhe foi apresentado de ter «disfunção cerebral e de caractér», realmente, compare as coisas e dir-me-á se acha isso normal… eu não, nem um pouco! Mas as palavras, essas, ficam com quem as disse.

    3. quanto á sua referência de «boy», percebi-a perfeitamente e entendi que achou por bem me catalogar com a linha SADISTA só para pensar que me iria provocar… não, não me provocou nem um pouco, sabe porquê? Vou-lhe contar um segredo que passa agora aqui a ser público só para que perceba o que verdadeiramente me move e até provas concretas em contrário, não me interessa para nada o diz que disse, o ouvi dizer, o contaram-me que, etc etc: ontem, os que lá estavam, era para mim os melhores do mundo e sempre os apoiei, porque confio na seriedade das pessoas; hoje, os que lá estão, são tb para mim os melhores do mundo e vou continuar a apoiá-los; no futuro, bem, esse só a Deus pertence, mas deixe-me que lhe conte então o tal segredo, isto é, se amanhã o Senhor por um acaso qualquer se candidatar a Presidente do FC Porto, e não interesse se com o meu apoio ou não, se for eleito, garanto-lhe que a partir desse dia, defendo-o com «unhas e dentes», porque será o meu Presidente, porque será o Presidente de todos os Portistas e todos nós, sem excepções, lhe devemos essa lealdade. Acredite se quiser, não acredite se não quiser… se esse dia, um dia chegar, perceberá que eu não tenho linhas algumas que me guiem ou conduzam, sou sempre, apenas e só pelo FC Porto!

    4. nada me move contra si, nem contra ninguém em particular, no que ao FC Porto diz respeito… apenas e só me move o amor e paixão que tenho pelo meu clube, pelo FC Porto. Tenho muito orgulho em me catalogar como um adepto do «pão e circo», se me faço entender… pelo meu desconhecimento quase total de causa, mas não de opinião, quero lá saber das contas, quero lá saber das comissões, quero lá saber das borlas, disto ou daquilo… eu quero é que o FC Porto ganhe sempre no relvado e fora dele. Esses assuntos, deixo-os para os entendidos de fato e gravata… e para os que frequentam as assembleias gerais, que é o local próprio para falarem desses temas.

    5. aliás, se bem se recorda, foi aqui publicada uma entrevista em exclusivo com a sua pessoa através do Amigo e colaborador deste espaço, o Lucho… foi publicada no dia 20 de Junho de 2008… não vou voltar a dizer tudo aquilo que lá disse, porque não retiro uma vírgula ao que comentei na respectiva caixa de comentários. Acha que alguma coisa do que lá comentei, mesmo que aqui e acolá, apontando-lhe uma ou outra pecha que preferiria não vê-la a divagar sobre elas publicamente, acha que o insultei em algo só porque discordei aqui e acolá? sinceramente, acho que não. Disse lá e volto a repeti-lo aqui… apesar das divergências, apesar de não gostar nem um pouco por vezes das linhas com que se cose para comentar factos da vida do FC Porto, e só porque o faz publicamente por vezes de um modo exagerado e para gáudio óbvio da corja lampiona e calimera, não será este pequeno conflito mutuo que me moverá a partir de agora a ser um seu inimigo de estimação… não, fique tranquilo, vou continuar a respeitá-lo como sempre o fiz até hoje, mas quando achar que não está a ser correcto com a instituição FC Porto (e quero lá saber se está a falar dos ratos, das caldeiradas, disto ou daquilo), voltarei a emitir a minha opinião e sem precisar de recorrer ao insulto.

    6. e para fecho dos pontos prévios, mas é claro como água que a sua vida não me interessa nem um pouco, tal como a minha não lhe diz respeito algum… só gostaria de perceber a sua frontalidade para assumir alguns detalhes do seu Portismo, nada mais que isso, mas entendeu nem sequer responder a isso, o que não tenho sequer que comentar ou discordar, é uma opção sua, preferindo voltar aos chavões políticos, dessa vez, com referências ao 25 de Abril. A única certeza absoluta que tenho, é que no dia de hoje, com uns míseros 33 anos de vida, faltam-me apenas 3 anos para atingir os 25 anos de associado do FC Porto… outros, bem mais velhos do que eu, bem que talvez gostassem de o poder afirmar só para me calar, mas não podem, entende? mas evidencio desde já que isso é só um pequeno aparte meu, não é por ter mais ou menos, ou até nem ter sequer ano nenhum de associado, que deixa de ser mais ou menos Portista do que ninguém.

    Portanto Sr. Dr. Rui Moreira, faço votos para que esta nossa divergência tenha ficado por aqui de vez, porque não mais vou contribuir para ela… para mim, a partir deste momento, passa a ser um assunto morto, enterrado e não volta a ressuscitar… pela minha parte, dir-lhe-ei apenas que continuo a ter por si o maior respeito, quer acredite, quer não acredite.

    Não posso finalizar sem lhe deixar aqui o meu especial agradecimento pelo convite que me formulou para me ofertar com uma boleia ao WC XXI no dia de amanhã, que não duvido, acredito mesmo que o Senhor seria uma excelente companhia para esse prólogo rodoviário, mas sou obrigado a recusar porque quem comigo vai, tb são excelentes companhias. Retribuo-lhe por isso os desejos de boa viagem e que no final do jogo, todos juntos, em únissono, possamos elevar bem alto o nome do nosso FC Porto como a nossa única bandeira e paixão.

    Os meus cumprimentos e aKeLe TRIaBrAçO,

    ps – ahhh, só mais uma coisinha, como lhe dizia ontem, e não me esqueci, terei todo o gosto em me identificar na próxima vez que consigo me cruzar só para que perceba de uma vez por todas, que eu não sou «boy» algum da linha esquerda, direita ou do centro, nem tão pouco insulto os meus… esses, guardo-os a todos com o meu fervor e paixão clubista para os gayvotas e para os calimeros. Posso discordar todos os dias d’um Portista, contrapor e voltar a contrapor… mas jamais, jamais me irão ouvir alguma vez a insultar um dos «meus» que seja.

    ResponderEliminar
  82. CARAGO,

    Isto andou animado, e eu sem poder aceder ao Bibó Porto. Da polémica k por aqui se instalou haveria muito a dizer. Mas não vale a pena atirar mais gasolina para o fogo...

    Apenas me resta afirmar que, como interveniente deste blog, o faço defendendo as minhas convicções e o amor profundo ao FCP. Eu, e demais cronistas, não alinhamos em atitudes correlegionárias, mantendo-nos fiéis a uma linha de pensamento: escrever sobre o Porto, doa a quem doer.

    Isso muito boa gente faz na blogosfera. Uns, possuidores de pretensas informações sobre a SAD, tendo como único objectivo procurar alertar os "papalvos" sobre as manigâncias dos negócios, dos dinheiros, das transferências, transformando o Porto numa espécie de entreposto comercial mal afamado. A esses que escrevem, de livre e espontânea vontade, dou pouco crédito.

    Aos outros, vulgares e anónimos adeptos, que se embrenham em discussões sobre o futuro da equipa, criticando de forma cordata momentos menos bons, gosto de responder. Porque é essa a verdadeira alma do Porto. Gente anónima, que luta, sofre mas APOIA sempre.

    Aqui, no Bibó Porto, isso acontece. Não sendo marionetas de ninguém, discute-se o que se quer discutir, colocando dedos na ferida, sempre que é pertinente.

    Outros, nobres escribas, preferem gastar o espaço mediático em jornais ditos de referência com graçolas de oportunidade, ironias refinadas e poses pomposas. No fundo, tendo no ADN o azul e branco, não deixam de ser como o Octávio Machado. Muita parra e pouca uva. Falam, falam, falam, mas não esclrecem nada. Não apresentam argumentos. Não mostram provas. Apenas se limitam a marcar posições. Na ânsia de se mostrarem paineleiros isentos, criticam de forma exacerbada o próprio clube. Mas, pelo que vejo, já têm um séquito de seguidores fiéis.

    Fico-me por aqui, antes que também eu seja alvo de algum remoque dos pensadores da manjedoura [e sim, esta foi roubada ao excelso comentário do "mui nobre" defensor portista nas páginas do pasquim].

    ResponderEliminar
  83. Meu caro Blue Boy, e deizemo-nos então do Senhor, que é desnecessário:

    Fica pois sanada a questão, esperando que aceite também os meus pedidos de desculpa que já eram claros, acho, no meu anterior post. Toda a gente tem o direito de se indignar, não é verdade?

    Quanto ao resto que escreve, anoto e registo. Cada um de nós é portista como pode e como quer.

    O que não podemos é duvidar do portismo dos outros só porque não concordam com os nossos pontos de vista.

    Se calhar vemo-nos amanhã, em Alvalade. E, como diz e escrevi, temos mesmo que ganhar.

    ResponderEliminar
  84. Muito bem,Bruno Pinto.Comentário bem elaborado.

    Quanto às provas de competência que o Profe deu...
    Sim mas relativamente às duas últimas épocas.Porque suspeito que se deviam em grande percentagem à presença do anterior adjunto Carlos Azenha.
    Porque esta época ainda me não convenceu.
    Depois os antecedentes(currículo) do José Gomes que veio substituir o C.Azenha,não são famosos.

    Relativamente aos jogadores que chegaram,efectivamente não estão ao nível dos que sairam.Mas esta situação podia e deveria ter sido atenuada,com uma orientação competente e eficaz da equipa técnica.E não foi.Alem do problema da falta de entrosamento,da falta de automatismos que ainda não existem (!!!),esta equipa do FC Porto está a revelar-se muito frágil em termos psicológicos,de mentalidade e de personalidade.É uma equipa extremamente insegura. Chegados aqui questiona-se:de quem é a culpa?Claro que tem de ser de quem os dirige e orienta.
    Tb não acho que se deva despedir pelo menos para já o Profe,porem a SAD fez mal em deixar sair o Carlos Azenha sem ter tentado pelo menos arranjar uma plataforma de entendimento com ele de modo a conservá-lo,pois os dois últimos campeonatos ganhos,deviam ter sido atribuidos à equipa técnica no seu conjunto e não só ao Jesualdo,que pelos vistos sem a muleta do C.Azenha para já está a dar-se mal.

    Abraço

    ResponderEliminar
  85. Bibó PoRtO,Carago!

    Amigos,admiro todos aqueles que não obstante manifestarem opiniões diferentes,defendem apaixonadamente o FC Porto.

    Tb gostaria de deixar aqui uma opinião sobre como eu me comportaria no caso de ser comentador televisivo.
    Tentaria defender o nosso FC Porto com unhas e dentes contra tudo e contra todos.E se preciso fosse pediria ajuda documentada a quem me pudesse fornecer elementos para atestar as nossas razões.Isto porque todos juntos jamais seremos vencidos.

    Abraço

    ResponderEliminar