24 novembro, 2013

FC Porto B empata com Farense em jogo simétrico

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

FC Porto B-Farense, 1-1

II Liga 2013/2014, 16.ª jornada
24 de Novembro de 2013
Estádio de Pedroso, em Vila Nova de Gaia


Árbitro: Árbitro: Pedro Ferreira (Braga).

FC PORTO B: Bolat; Víctor García, Reyes, Tiago Ferreira e Quiño; Mikel, Pedro Moreira e Carlos Eduardo; Kelvin, Kléber e Tozé.
Substituições: Tiago Ferreira por Ivo Rodrigues (66m), Tozé por Leandro (81m) e Kelvin por André Silva (85m).
Não utilizados: Kadú, David Bruno, Tomás e Frederic.
Treinador: Luís Castro.

FARENSE: Ivo Gonçalves; Carlitos, Lameirão, Luzardo e Hugo Luz; Bilro, João Reis e Ibukun; Fábio Felício, Rambé e Hernâni.
Substituições: João Reis por André Matias (59m), Fábio Felicio por Adelaja (70m) e Hernâni por Atabu (81m).
Não utilizados: Ricardo, Diogo Silva, Juan e Fausto.
Treinador: Jorge Paixão.

Ao intervalo: 1-1.
Marcadores: Kléber (38m) e Rambé (44m).
Disciplina: Cartão amarelo a Hugo Luz (73m).

O FC Porto B empatou na manhã deste domingo frente ao Farense, por 1-1, em encontro da 16.ª jornada da Segunda Liga, disputado no Estádio de Pedroso. Kléber inaugurou o marcador para os azuis e brancos, mas os algarvios empataram apenas seis minutos depois, num encontro que foi quase simétrico: as equipas igualaram-se em número de lances de perigo e responderam sempre na mesma moeda no ataque.

Se bem que usando armas diferentes – o FC Porto teve mais posse de bola, atingindo os 58 por cento na totalidade do jogo –, as duas formações apresentaram-se em campo de forma aberta e procurando a vitória. O primeiro sinal de perigo foi dado por Tozé, que acertou no poste aos 14 minutos. O Farense respondeu aos 32, com Rambé a atirar à barra.

O FC Porto B chegou ao golo aos 38 minutos: Carlos Eduardo apontou o canto na direita do ataque e Kléber respondeu com um cabeceamento perfeito, fazendo o terceiro golo na prova. O Farense subiu no terreno e conseguiu o empate ainda antes do intervalo, num lance concluído por Rambé, após assistência de Hernâni.

A segunda parte acabou por ser mais táctica, apesar das oportunidades terem continuado a surgir, num jogo mais intenso, com muitos jogadores a aglomerarem-se nas mesmas zonas, do que tecnicamente agradável. O treinador Luís Castro tentou tudo para chegar à vitória, trocando um defesa central (Tiago Ferreira) por um avançado (Ivo Rodrigues), recuando Mikel para o lado de Reyes.

Rambé, aos 72 minutos, e Tozé, aos 80, apareceram isolados face aos guarda-redes adversários, mas quer Bolat quer Ivo Gonçalves fizeram bem a “mancha”. Nos minutos finais, André Silva e Adelaja cabecearam por cima, em boa posição, sendo que apenas o remate cruzado de Ivo, já nos últimos segundos, “furou” as contas deste encontro simétrico. A última oportunidade foi dos Dragões, mas o disparo do jovem portista saiu ao lado.

O FC Porto B procorou sempre a vitória, rematando mais do que o adversário (18 vezes contra dez), e teve bons momentos de futebol, mas do outro lado esteve uma equipa bem organizada, que conseguiu o nono encontro consecutivo sem perder e justificou a igualdade.


fonte: fcporto.pt

CLASSIFICAÇÃO II LIGA
1º - Moreirense, 16j, 9v, 5e, 2d, 32pts
5º - FC Porto B, 16j, 8v, 4e, 4d, 28pts



RESUMO DO JOGO

-----

0 comentários:

Publicar um comentário