22 setembro, 2009

Livre (in)directo - Liga 09/10, semana 5

SCBraga 1-0 FCPorto

O árbitro de Lisboa, Pedro Proença, encontrou em Braga um ambiente favorável à exibição de todo o seu potencial como árbitro. Vamos aos casos do jogo.

Ao minuto 7, Júlio César toca a bola com a mão. Pelas imagens disponíveis, não parece haver qualquer motivo para a marcação de falta, mesmo a bola tendo tocado na referida mão do jogador arsenalista. Bem o árbitro.

No minuto seguinte, novamente bola na mão do jogador do Braga. Mais uma vez, não existe falta do jogador caseiro.

Ao minuto 17, Álvaro Pereira rasteira Alan. Grande penalidade por assinalar contra a equipa do FCPorto. Efectivamente, o lateral azul e branco, apesar de na disputa da bola, impede o jogador arsenalista de prosseguir o lance levantando o pé do jogador. Mal o árbitro da partida.

Falcao rasteira um jogador arsenalista ao minuto 25. Numa primeira instância, o árbitro tentou dar a lei da vantagem, visto essa vantagem não se ter confirmado, o árbitro nos segundos subsequentes, decidiu voltar atrás na decisão e marcar a falta com a consequente advertência.

Decorria o minuto 27, quando Hulk ao saltar sobre Hugo Viana, tenta “arrancar” um cartão amarelo para o jogador arsenalista com uma simulação. Bem o árbitro ao penalizar tal acto com uma advertência.

No último (!) lance duvidoso do jogo, ao minuto 45, Hulk efectivamente em fora de jogo. Boa visão do árbitro assistente, que mesmo com escassa diferença para o último defensor e na dúvida sobre estar em linha ou não, se tivesse deixado seguir o lance, não se lhe poderia apontar nada. Pelos vistos, não teve dúvidas e assinalou a infracção.

Para os mais (des)atentos, vi a segunda parte do jogo. O facto de não haver factos relevantes, prende-se com a irrepreensibilidade do árbitro nas análises ao jogo desses 45 minutos.

Avaliação global da equipa de arbitragem: 7. A equipa de Pedro Proença é penalizada pelo lance da grande penalidade na área do FCPorto, mas beneficiada pela dificuldade do jogo, aliás, só na análise ao lance da grande penalidade, o árbitro terá errado, todas as outras decisões e análises terão sido as correctas.



UDLeiria 1–2 SLBenfica

Antes de começar esta análise ao jogo dirigido por Jorge de Sousa (AFPorto), quero referir que só tive acesso às imagens referentes à segunda parte do jogo que opôs o Leiria ao Benfica. Pelo facto peço, desde já, desculpa.

Vamos então ao factos relevantes da segunda parte.

Ao minuto 72, fora de jogo tirado a Kalaba. Pelas imagens disponíveis, parece que foi mal tirado e consequentemente cartão mal exibido.

Ao minuto 78, o lance do jogo. Grande penalidade assinalada a favor do Benfica. Na minha opinião, o árbitro, Jorge de Sousa, esteve bem ao considerar falta sobre Aimar. O defesa da equipa leiriense derruba com os dois pés o jogador encarnado, configurando-se portanto uma carga imprudente sobre um jogador e punida com livre directo. O facto do jogador ter tocado primeiro na bola é completamente irrelevante. Sanção disciplinar também adequada, visto que o jogador do Benfica não tinha a bola completamente dominada, não sendo portanto uma jogada de golo iminente, sendo sim uma jogada de ataque prometedor, que quando travada em falta, dá direito a amostragem de cartão amarelo.

Avaliação global da equipa de arbitragem: 7. Pela segunda parte, que é a parte aqui analisada, a equipa de Jorge de Sousa esteve bem, inclusivamente no lance da grande penalidade, que é um lance de difícil análise. Num jogo com um nível de dificuldade médio, o árbitro do Porto não teve muito que fazer, e com alguns fora de jogo mal assinalados, a sua nota não pode ir além da referida.



SportingCP 3–2 SCOlhanense

No jogo de Alvalade dirigido por Rui Costa (AFPorto), o árbitro e a sua equipa de arbitragem tiveram muito trabalho. Vamos então esmiuçar (!) o trabalho da equipa de arbitragem.

Ao minuto 7, Toy cai na área, reclamando falta de Miguel Veloso. Bem o árbitro em não marcar nada. Inclusivamente, o jogador olhanense poderia ter sido advertido por simulação.

O lance seguinte com direito a análise, aconteceu ao minuto 30, quando Postiga caiu na área. O jogador do Olhanense corta somente a bola, nada a assinalar. Esteve bem o Rui Costa.

No minuto seguinte, a bola bate na mão do jogador do Olhanense. Antes de analisar este lance, vou relembrar o excerto da lei 12, onde fala deste tipo de faltas. É falta quando o jogador “toca deliberadamente a bola com as mãos ou com os braços - excepto o guarda-redes dentro da sua própria área de grande penalidade”. Para analisar este tipo situações (se é deliberado ou não), o International Board (conselho que gere as alterações ás leis de jogo), dá algumas sugestões de análise aos árbitros. E são elas: "O movimento da mão na direcção da bola (e não a bola na direcção da mão); a distância entre o adversário e a bola (bola inesperada); a posição da mão, não pressupõe necessariamente uma infracção". E é exactamente nestas recomendações que me baseio para dizer que não houve grande penalidade. Primeiro, porque o jogador é surpreendido pelo ressalto da bola no poste (bola inesperada) e não houve movimento do braço na direcção da bola. Dito isto, podemos concluir que não houve toque deliberado na bola com a mão, e portanto, sem motivos para a grande penalidade. Bem o árbitro da partida

Ao minuto 40, Anselmo toca com o peito na bola. Erro claro do árbitro portuense na análise ao lance da grande penalidade com influência no resultado. Mal aqui o árbitro da partida.

Final da primeira parte. Diz a lei que só poderá haver prolongamento de tempo para a marcação de uma grande penalidade. Aqui, não poderei dizer se o árbitro esteve bem ou mal, visto ter sido seu critério acabar o jogo. O árbitro não cometeu aqui nenhuma incorrecção às leis de jogo.

Na segunda parte, não houve lances dignos de registo ou que merecessem análise.

Avaliação global da equipa de arbitragem: 5,5. Num jogo com um nível de dificuldade baixo, o árbitro da partida cometeu um erro com influência no resultado, daí a nota ser tão baixa. Se bem que no resto do jogo, não cometeu erros, o lance capital foi decisivo na atribuição da nota.

28 comentários:

  1. Estou completamente esclarecido e então acerca do penalti no Leiria/ Benfica nem se fala...

    ResponderEliminar
  2. Louvando uma vez mais o seu espirito de coragem confesso-me atonito com grande parte desta analise aos casos do jogo, nao porque grande parte das consideraçoes a alguns lances sejam contrarias aquilo que sao as minhas convicçoes mas ao que subentendo do alvitrado...na verdade chego a conclusao que o que se passa ao nivel de arbitragem no patamar cimeiro nao é mais que uma concreta evoluçao de gente como o Amigo BlueLife, que será por certo tao sério como eu, mas cuja a evoluçao como arbitro nao lhe é corrigida pelos intendentes do sector arbitral...
    Mais, aceito que o esmiucar exaustivo das partidas seja algo fastidioso quando colocado sobre a forma de texto , mas falar do BRAGA/PORTO em que deixa lances de fora da analise parece-me pouco compreensivel...
    POr partes: Concordo com o Penalty de Alvaro Pereira sobre Alan, nao deixa margem de duvidas..
    Desconheço quem sejao julio cesar que fala como tendo tocado a bola com a mao???
    Dar razao ao arbitro em detrimento da acçao preventiva de Hulk pra nao ser atingido por Hugo Viana deixa-me a pensar que se um jogador se deixa atingir os jogadores nao facilitam nem contribuiem em acçoes pra os jogos nao serem batalhas campais, mas quando se eskivam e auto protegem de choques para evitar mal menores sao simulaçoes, e mais se alguem tiver presente existe um lançe que é imagem fidedigna do que digo em que Fernando vai disputar uma bola e ao ver o excesso de Virilidade se furta ao contacto impedindo tal acçao de ganhar a posse de bola, conclusao o sr.Geloso manda seguir, eu lembro que se nao estou enganado a intençao tb se julga como falta.
    Nesta analise nem uma palavra sobre o agarrao a Hulk pela esquerda por J. pereira, se calhar ainda bem porque estou certo defenderia nova simulaçao e consequente cartao amarelos que seria o 2ª e consequente expulsao...
    Sobre o penalty do leiria/benfica, tenho apenas um comentario a favor como pode a mesma lei ser interpretada por diferentes arbitro, o record e a bola acham que o arbitro j.sousa esteve bem, ,no tribunal do jogo J.coroado e outro acham que nem motivo pra jogo perigoso é....eu nem vou dar a minha opiniao porque os demais factos sao altamente discutiveis, mas mantenho pra mim que enquanto as leis se permitirem por parte do mesmo grupo profissional a tanta subjectividade nunca a suspeiçao tera fim...
    Por fim em Alvalade ficamos a conhecer um fiel seguidor de L.Batista, afinal peito é mesmo braço...onde tb achei engraçadas as declaraçoes de P.Bento ja com a cabeça no Dragão..

    ResponderEliminar
  3. Meu caro Blue Life (ou será Red Life?):

    Também eu fiquei esclarecido. Por mim, esta é a última vez que comento os seus posts. Porque desde já lhe digo, que desde o início do campeonato andei a estudar o seu caso e a conclusão há muito a adivinhava.

    Se é mesmo árbitro, auguro-lhe um grande futuro, vai também cair nas boas graças do Regime.

    Saudações.

    ResponderEliminar
  4. Caro Lucho, penso que deveria seguir mais as pegadas da pessoa a quem foi buscar inspiração para o seu nickname. Desde já apraz-me dizer que se nunca mais vai comentar posts meus, a verdade é que também nunca fiz tais posts direccionados a si, ou seja, quando escrevo e dou a minha opinião, é direccionado aquelas pessoas com espírito livre e que não vivem constantemente agarradas às teorias da conspiração.

    Gosto de pensar no meu FCPorto como um clube plural que aceita o contraditório e como tal quero desde já agradecer a todos aqueles que, não deixando de ter a sua opinião, a expressam de uma maneira cordial, bem haja Bruno Rocha.

    quanto aos lances em análise, tenho moral e conhecimentos para fazer uma avaliação, se não correcta, pelos menos fundamentada e gostaria de ver as outras opiniões igualmente fundamentadas e não simples "bojardas" atiradas ao ar

    cumprimentos aos seguidores dos meus posts

    Bluelife

    ResponderEliminar
  5. A grande diferença de um FC Porto antes e pós Pinto da Costa foi que ele, Pedroto e mais alguns pegaram nessa teoria da conspiração que já existia há muitos anos e não tiveram receio de a tornar pública.

    E, curiosamente, as pessoas começaram a ter vergonha na cara. E os Calabotes começaram a ter medo. Embora a parcialidade ainda exista em larga escala.

    Tenho muito orgulho em ser como sou, e sim, desconfio de quase todos os árbitros.

    Ingénuo, deixei de ser há muito.

    Consegue ser mais imparcial que o António Rola, parabéns.

    ResponderEliminar
  6. Por favor esclareça-me ou esclareçam-me se a, suposta, lei 12diz que um jogador tem de estender a passadeira ao sr avançado ou sr jogador que quer entrar pela área a dentro!?! Esta lei 12 diz, que um corte na bola e um inevítavel choque contra quem vem de encontro a nós é falta?

    Já dizia o outro, isto faz newton andar às voltas no caixao, com as leis da físicae e da gravidade e todas essas serem postas em causa.

    Quanto ao caso Hulk, até posso admitir que lhe poderá ainda faltar muita maturidade neste aspecto, mas falta muita PEDAGOGIA e bom senso à arbitragem. Ou será que o problema passa por terem um clube do coração e não deixam ficar isso em casa, quando apitam um jogo do FCP?!?!?

    ResponderEliminar
  7. Boas Blulife.

    Gostaria que me respondesse a uma questão. Porque raio aos 7 minutos do jogo em Braga o FCP, já tinha sido contemplado com 3 faltas atacantes?

    Não tenho bem presente os numeros totais, mas julgo que foram assinaladas ao FCP 18 faltas em todo o jogo, sendo 50 % delas no ataque. Não lhe parece estranho? Ou será que é a equipa de arbitragem que ao mínimo sopro dos avançados do FCP, a bola seja retirada ao seu ataque e seja entregue ao adversário.
    Isto não é uma nova maneira de cortar a possibilidade de ataque do FCP?
    Se a estes numeros juntarmos 6 foras de jogo, que até podem ter sido, temos 15 faltas do ataque do FCP.

    O FCP deve ser o único clube do mundo que consegue ter tantas ou mais faltas no seu ataque, do que na sua defesa.

    Na minha opinião, isto reflecte a inteligência dos nossos árbitros em defender as equipas adversárias do FCP, cortanto ao máximo e manobrando o numero de ataques que lhe permitem ao FCP. Haja paciência para aturar inteligências pardas de cabelo geloso.

    Caso saiba lêr os lábios de alguêm que está a falar, era giro que se publicasse o que o árbitro no final do jogo disse ao J.Costa, sobre o penalti.
    Presumo que já deva ter sabido, ou quer que lhe diga?

    Quanto ao resto abstenho-me de comentar, pois no jogo do Benfas, o Aimar se fosse levado em consideração como é levado o Hulk, acabava os jogos na rua por tanta simulação.

    ResponderEliminar
  8. Não concordo com estas análises da arbitragem e aliás desconfio de quem acha que foi bem marcado o penalty fantasma em Leiria. é que as imagnes são tão evidentes que só má fé pode sar cegueira. Bluelife, desculpem-me a ousadia, só pode ser um engodo mal intencionado, não digno deste blog. Blue uma ova. Cumprimentos

    ResponderEliminar
  9. Por favor dizer que a grande penalidade assinalada a favor do slb é bem assinaldada é estar a gozar, só pode. Se aquilo é grande penalidade e não no máximo livre indirecto, eu gostava que o bluelife me explicasse o que é marcado quando um avançado tentar executar um pontapé de bicicleta e o defesa corta a bola e o avançado acerta no defesa? que eu saiba é livre indirecto por jogo perigoso, mas se calhar em jogos do slb é grande penalidade.

    ResponderEliminar
  10. Alegria,

    o jogo perigoso é realmente punido com livre indirecto, mas neste caso nunca se poderia aplicar, isto porque houve contacto fisico. O livre indirecto só poderia ter lugar caso o defesa da União de Leiria não tivesse tocado no Aimar.

    cumprimentos

    Bluelife

    ResponderEliminar
  11. Bom dia Bluelife!
    Pelo que tenho lido nas suas crónicas sobre a arbitragem, confirmo que os árbitros e os comentadores de tv veêm coisas diferentes do que as restantes pessoas veêm... talvez seja culpa nossa, não ponho isso de parte. Mas, como explica que o jogo perigoso contra o Benfica foi penalty, e não acha que o agarrão do R. Carvalho ao Falcao seja penalty??? As imagens que eu vi mostravam o jogador da União a levantar os pés à altura da cabeça do Aimar e pontapear a bola (cujo trajecto é ascendente!) - as imagens que o Bluelife viu só mostraram a parte final do lance: o defesa a cair sobre o Aimar! Claro que se eu só vir essas também penso como o senhor!...; no caso do Ricardo Carvalho, as imagens que eu vi, mostravam o Ricardo a segurar pela camisola um jogador adversário impedindo-o de chegar à bola!!! Para o caso o que interessa se ela ia alta demais ou debaixo de terra?...
    Tenho lido todos os comentários e sinceramente acho bom que se discuta,mas acharia ainda melhor se respondesse objectivamente aos comentários em vez de se defender atrás do seu carácter e honestidade! Ninguém põe esses em questão: apenas as suas observações e, essas têm que ser factuais e detalhadas, cuidadosas e rigorosas. E. seremos os primeiros a aceitar que pela sua experiência vê mais do que nós... assim, com esta forma de escrever não convence ninguém ...

    ResponderEliminar
  12. Meus caros Amigos, pode ser que esteja errado, mas o sr. bluelife cheira-me a submarino infiltrado,e, se não é parece.A voz do Povo diz: quem não quer ser lobo,não lhe veste a pele...!
    Desde já refiro e afirmo tenho sim senhor,preconceitos relativamente às arbitragens do sr.pedro proença.
    E porquê? Porque as minhas convicções(preconceitos) são motivadas por actuações muito duvidosas deste árbitro. Já vem de trás d'outros "carnavais", ou seja das análise a outras actuações do "ditocujo" em causa.
    O sr.proença é um árbitro habilidoso e filiado no SLB. Mais! Na dúvida decide sempre contra os Azuis e Brancos.
    Sr. Bluelife, desde já lhe digo que não acho o sr.proença um árbitro isento...à mulher de César não basta sê-lo é preciso parecê-lo!É outro exemplar tipo: lucílio baptista,e, este também é tecnicamente um bom árbitro.O problema são as tendencias.
    E ponto final. Aceito discutir todos os temas com excepção deste.

    Um Abraço

    ResponderEliminar
  13. Oh, por amor de deus, se o bluelife acha que foi penalti, é a opinião dele. Esse lance pode ter várias interpretações, e também seria polémico caso não tivesse sido assinalado. Mas pode ser interpretado de várias formas. Ele não tem obrigação de dizer que foi mal assinalado só por ser portista. Eu por acaso, como portista e leiriense, acho que devia ter sido no máximo livre indirecto. No entanto não devemos julgar o nosso portismo só porque estamos de acordo com uma decisão que "beneficiou" um clube adversário...

    ResponderEliminar
  14. A meter uma colherada.

    O reine margot tem um post bastante pertinente.
    Portismos à parte tb. gostaria de saber qual a diferença entre o lance do Falcão e a do Leiria.

    ResponderEliminar
  15. Bluelife,

    Ora vamos lá então por partes, para ver se nos entendemos de todo.

    Já o afirmei anteriormente, e irei continuar a fazê-lo... o assunto em causa, é por si só, já melindroso qb... a tua posição, face ao clima que temos da arbitragem, não é de todo o mais favorável... e é preciso tê-los para afirmar certas e determinadas coisas, até mesmo defendo-as, como tu, da forma que achas por bem, o fizeste já e continuas a fazer, no entanto, isso não faz de ti o dono da verdade (que ninguém a tem, diga-se de passagem, para que não restem dúvidas ou más interpretações!), mas admito, louvo e admiro a tua coragem... eu, não seria capaz de tal, por isso, é que não sou árbitro, nem tão pouco quero ser. Portanto, por aqui, estamos mais que entendidos.

    Quanto ao resto, de todos, não nos vamos entender, ainda que, pela minha parte, terei que forçosamente respeitar a tua opinião, mas jamais «abanando» que sim ao que julgo definitivamente não, ponto final, parágrafo!

    Sobre o jogo do FCP, nem vou discuitir o lance do Álvaro Pereira, julgando eu que para bom entendedor, o meu silêncio, bastará... depois, não sei porque não referes o lance do agarrão do João Pereira ao Hulk, que não há intensidades ou meias intensidades, portanto, se há agarrão, há penalty; se não há penalty, acabem-se com os penaltys por agarrão dentro da área... depois, ainda dou de barato, o amarelo ao Hulk, por manifesta e clara simulação (já falei dela ontem e por isso, não falo mais do assunto), mas a intensidade que julgo o Hugo Viana (?!) disputa a bola, se Hulk não levanta o pé, o que poderia acontecer?! é a tal questão de intensidade à Javi Garcia, se acerto em tudo o que mexe, tocando na bola, não é falta... se não acerto, e como defesa, protego-me, levo amarelo; ok, estamos entendidos. Sobre este, estamos entendidos.

    Sobre os GAYVOTAS, não vou discutir mais lance algum, apenas e só focalizar-me na gp, porque tenho que dizer que, não percebo, nunca percebi e jamais perceberei, que raio de mensagem querem vocês, árbitros, passar para o publico, quando dizem estas coisas: "O facto do jogador ter tocado primeiro na bola é completamente irrelevante"... mas desculpa lá a minha ignorância, mas afinal, se ele toca na bola em 1º lugar, porque carga de água há-de ser penalty? em 99% dos casos de gp, o que se discute sempre, é tão só, tocou ou não tocou na bola? se tocou, é penalty, se tocou, não é penalty, ponto final parágrafo... a partir daqui, no máximo, no máximo, e já estou a abusar dos meus limites, diria que era jogo perigoso, nunca, nunca penalty... desculpa a franqueza, como disse, sempre respeitando a tua opinião, mas cada vez mais, vos entendo menos (os árbitros, obviamente). Às vezes, sinceramente, não sei que raio de jogo é que vocês estão a ver, a sério que não. Mas lá tá, vais ficar com a tua (opinião e certeza do acerto), eu com a minha (opinião e certeza do roubo do árbitro)... nada a fazer quanto a isso.

    Já nos CALIMEROS, não há muito para discutir... um «roubo» descarado, tão ao bom gosto do público do WC XXI... tivesse sido ao contrário e voilá, lá estava o FCP e o PdC metido ao barulho, como assim não foi, tá tudo bem, tudo na paz do senhor... e siga para bingo.

    Portanto, desta vez, como noutras já, respeito a tua opinião, louvo ainda mais a tua coragem para tomar partido de algumas situações que só tu as podes explicar, mas não, não assino por baixo... e ainda tenho direito a protestar e reclamar.

    ps - em jeito de brincadeira, digo-te com toda a franqueza... não imaginas a sorte que tens em não arbitrar jogos do FCP com algumas dessas tuas visões dos lances, porque se assim fosse, ai podias ter a certeza, mais te valia fugir, mas fugir a sete pés :D

    ResponderEliminar
  16. Ahhhh, e para além disso, se me permites a ousadia da provocação, no bom sentido, obviamente, por vezes, ao ler as tuas postagens, fico com uma ligeira impressão, de que o que escreves, vai um pouco no sentido da fuga em frente para não te poder ser assacada a acusação de que defendes isto ou aquilo, opinas desta ou daquela forma, unicamente porque és «Portista».

    Como disse, pode ser impressão minha, mas é verdade que é isso que me parece... se não o é, peço desculpa pela minha má interpretação, mas não acredites muito que me vais conseguir facilmente convencer do contrário.

    Ainda ontem, ao preparar o teu post para publicação na hora pré-definida, ao fazer uns arranjos finais e uma ou outra correcção de pormenor de formatação, admito, comecei logo a sentir sintomas de urticária ao ler a «tua opinião» sobre determinados lances deste fds e pensava cá com os meus botões: "não acredito nisto, mas como é possivel ele ter esta leitura do lance e formular esta opinião?! será que estamos a falar do mesmo jogo e do mesmo lance?! bem, esta semana, vai ser de descasca na caixa de comentários, vai, vai".

    Em jeito de nota final, e mais uma vez, acreditando naquilo que é a minha interpretação da forma como estás a lidar com a tua opinião num espaço que é reconhecidamente pró-FCPorto, é que estarás a tentar ser mais «papista que o papa» e isso, não te irá facilitar muito a vida, no que toca à veia opinativa de quem te lê... mas onde obrigatoriamente, a ninguém, a ninguém mesmo, serão permitidas faltas de educação ou respeito para com a tua pessoa... o contraditório, já esse, terá sempre livre trânsito!

    ResponderEliminar
  17. Blueboy,

    fuga para a frente?? não, nada disso. Fuga para a frente seria se eu dissesse que todos os lances do Porto eram grande penalidade e os do Sporting ou Benfica não. Fuga para a frente seria não ter aceite o convite para dar a minha visão dos lances. Fuga para a frente seria dizer que é assim e não fundamentar a minha opinião com o que vem escrito nas Leis de Jogo. Fuga para a frente seria não vir a este espaço de comentários tentar elucidar as pessoas sobre os lances. Isso sim seria fuga para a frente.

    O que não admito é que ponham em causa o meu portismo, sou sócio com lugar anual e cotas em dia. Sou realmente fanático e doente pelo FCPorto mas como me pediram para dar a minha opinião isenta, é isso que faço independentemente do que as pessoas gostem de ler ou não. E também não estou a ser mais papista que o papa, porque o que defendo aqui e as análises que aqui tenho, também as faço em campo, no meio dos jogadores, porque se fosse também aí pelo que é mais fácil, as equipas da casa ganhavam sempre e isso não acontece.

    Quanto aos lances, quando disse que é irrelevante o jogador ter tocado primeiro na bola, estava a referir-me àquele lance em concreto. É obvio que, saber se o defesa toca ou não na bola, é importante mas não no lance em concreto e passo a explicar porquê com um exercício que deixo aqui a todos aqueles que o queiram fazer:

    Se é ralativamente pacífico que poderia até ser livre indirecto, é porque houve uma falta para livre indirecto certo?? mas também já expliquei porque não poderia ser livre indirecto, porque houve contacto, então se houve contacto, a falta deixa de ser indirecto para passar a ser directo.

    E agora que desculpa damos?? que afinal nem deveria ser para indirecto?? já voltamos com a decisão atrás?? se existe falta para livre indirecto e houve contacto, passa a ser directo, logo grande penalidade.

    cumprimentos

    Bluelife

    ResponderEliminar
  18. Não será por sermos do FCPORTO que devemos prestar menos credito a verdade que outros no entanto há limites, e na verdade acho que a linha orientadora do amigo BlueLife vai um pouco alem da analise.Em boa verdade tambem eu sou de acordo que por vezes ao ler a sua contribuiçao neste espaço de tertulia quando instado a comentar lances dos azuis e brancos fa-lo de uma forma mais veemente dando ideia que enfermamos pelo mal da cegueira ou quiça da perseguiçao!!!Algo que quando chamado a analise dos casos dos outros 2 nao tao gandes como nós, torna a decisao arbitral numa interpretaçao de sim ou nao, de certo, correcto ou nem por isso, fazendo desses casos verdades mais absolutas.
    Como ja disse e um pouco na linha de opiniao aqui do chefe da tasca, nao sei se ainda esta no activo, mas na verdade a sua escrita em comunhao com a sua forma de ver os lances por muito que seja conhecedor da lei, que acredito que no meio de todos os que aqui passam será o mais avalizado em termos de conhecimento para o fazer, mas tal nao lhe confere qualquer tipo de verdade absoluta, sobretudo porque para caso similares umas vezes decide em consciencia e conhecimento nao so das leis mas tambem do FUTEBOL jogado outra restringe as imagens a solvencia do que ditam ipsis verbis a lei...
    E de facto pra quem pretende apitar ou escrever sobre o apitar tem mais que ter uma coisa "coerencia", porque na vida o que nos julga nao sao os nossos actos presentes mas a semelhança com actos passados!!!
    Volto por fim a dar-lhe os meus parabens e a louvar-lhe a coragem e acerrimo poder de encaixe porque na verdade ha uma coisa que acredito é que se for defensor das nossas cores como é na defesa da suas ideias, o FCPORTO pode estar tranquilo porque tem HOMENS na sua legiao de adeptos.

    ResponderEliminar
  19. Amigo Blue Life faz uma analise correcta para mim tambem acho como sendo lance para jogo perigoso...agora pergunto:
    quem promove o contacto, Aimar que procura dar seguimento à jogada ou mamadou tall?? é aqui que entra a minha nocao de jogo jogado, aqui questiona-se ainda que de forma brincalhona se deveria ter o jogador em causa inviabilizado a sua acçao de defesa da sua baliza estendendo a passadeira a Aimar deixando-o controlar a bola e prosseguir!!
    Os pés e acção de corte protagonizados foram no sentido de roubar a bola ja tocada por Aimar, algo que nao aconteceu pois a bola foi impelida pelo defesa leiriense, so depois entrando em contacto com Aimar, ou a bola encontrava-se num espaço jogavel por ambos tendo MAmadou Tall chegado 1º...se tivesse cortado a bola de cabeça e lhe tivesse depois rachado a cabeça seria passivel tambem de grande penalidade ou seria um lance normal de futebol!!!
    Jogo perigoso sim, talvez! Aimar tera pouco mais que 1,60 de altura se fosse um jogador de 1,90m nao teria posto em risco o jogador por estaria a jogar a bola a altura da cintura e nao da face!!estas observncias nao interferem na leitura e decisao arbitral???
    Ambiguidade das coisas esta em tudo isto!!!as decisoes nao podem ser hermeticas ao estrito da lei escrita!!!

    ResponderEliminar
  20. Bluelife,

    Julgo que eu, nas minhas palavras, pelo menos assim deduzo, nunca em momento algum coloquei em causa o Portismo de quem quer que seja... tu tens uma opinião sobre algo, eu tenho a minha, e não nos vamos entender quanto a uma conclusão conjunta e que sirva a opinião de ambos, porque ela não existe tão pouco, dados os pontos de vista tão díspares.

    Tu dizes que é penalty porque houve contacto... eu digo que não é penalty porque o defesa corta unicamente a bola, mesmo que de um jeito pouco ortodoxo, mas o que as imagens demonstram claramente e sem qualquer dúvida, é que ele toca unicamente na bola e o contacto, só existe, porque o Aimar tb vai tentar disputar a bola... e portanto, se o defesa corta a bola em primeiro lugar, só pode ser sinal que chegou em primeiro lugar à bola... e pela mesma ideia de pensamento, se o Aimar é tocado à posterior, repito, à posteriori, é sinal que chegou depois... certo ou errado? portanto, por aqui, a minha fundamentação é esta, ponto final parágrafo. Como vês, não há forma de nos entendermos neste lance... eu respeito a tua opinião, não concordando... tu respeitas a minha, não assinando por baixo... e tasse bem, no problem.

    Como vês, pelo menos, no que a mim me toca... não há discussões sobre Porstismos alguns... há apenas e só, discussões de algo que tu vês e eu não de todo, e vice-versa.

    Como te digo, não sabes a sorte que tens em não estar lá em baixo a arbitrar jogos do nosso FC Porto, porque se o fizesses desta forma, comigo nas bancadas, bem, não queiras saber, não queiras mesmo ;)

    ResponderEliminar
  21. Pois meu caro Bluelife, respeitando totalmente a tua opinião, tenho a dizer que sou mais um dos esclarecidos.

    Mesmo tirando qualquer fanatismo, posso garantir que o "lance-chave" no Magalhães Pessoa não é penalti em estádio nenhum do mundo!!

    O futebol é jogado com uma bola, e no momento do contacto entre os jogaodres já não há bola nenhuma. Porquê??? Porque foi cortada pelo jogador do Leiria. Isso é o que interessa!!

    Ontem, mais um "erro" que curiosamente também tem influência no resultado final!

    ResponderEliminar
  22. Depois de ler todas as explicações, analises e contra análise, chego a conclusão que no futebol português mais vale ter e aplicar a esperteza saloia, do que jogar a bola.
    Assim se um avançado tocar a bola para a frente e verificar que o defesa vai ter dificuldade em fazer um corte limpo e seguro, eu atiro-me para cima dele, lanço o gritinho da moda, e já está penalti.
    Se eu como avançado e na disputa de uma bola, agarrar a camisola do defesa, e puxar o mesmo para cair em cima de mim dentro da área, também é penalti pela certa.
    Mas isto só se eu tiver 1,60, ou 1,65, e pesar 50 kg, pois se for um matulão de 1,80, com 78 kg de peso já não tenho essa sorte, pois todos conseguem ver que só caio quando agarrado se quiser, pois caso contrário, até posso arrastar o adversário que me agarra a camisola quando vou a caminho da baliza, pois me deram o nome de Hulk, por alguma coisa foi.
    A brincar a brincar, mas isto é o que se têm passado nos campos dos nossos amigos.
    Aimar e Saviola, que estão a ser treinados por um espertalhão que de fair-play uma vez afirmou que era uma treta, se têm encarregado de aplicar o tão sabiamente lhes tem sido ensinado. Esta escola foi desenvolvida por um tal de 1,60 com 50 kg de peso, que deixou escola nos 2 de Lisboa.
    Ainda ontem vejam quantas vezes Liedson se atirou para cima dos defesas e se estatelou no chão para que o árbitro assinalasse a respectiva falta.
    Caricato foi no jogo de Leiria, quando DImanuel finge após uma entrada falhada de um jogador do Leiria ao seu pé esquerdo, contorcendo-se com dores agarrado ao pé direito. Os árbitros não verificam estas palermices? Ou será que gostam de ser enganados e nada interessa a não ser puxar para o lado que interessa?

    Quanto ao resto, é BIBOPORTO.

    ResponderEliminar
  23. A caixa dos comentários está a arrebentar pelas costuras com opiniões deveras interessantes, mas no mínimo pecam pelo esforço de que cada um faz para não descambar para retóricas mais contundentes.
    Não vou quebrar essa tendência, muito embora não concorde em absoluto com a análise quase catedrática do seu autor. Reclama-se de portista com cotas pagas e etc., mas reafirma aos quatro ventos que põe de lado a sua tendência clubista, e do alto do seu conhecimento técnico emite um julgamento que considera correcto e perfeitamente despido de emoções. Lamento mas não posso acreditar, pois também eu sou portista desde que me lembro, e nestes anos todos nunca consegui ser isento no que toca ao meu clube. Pode clamar aos quatro ventos que consegue essa proeza, no entanto asseguro-lhe que mesmo sendo possível, o que como já disse não acredito, isso não tornaria a suas análises isentas de erros como foi o caso desta.

    ResponderEliminar
  24. Deixo algumas perguntas para o Bluelife:
    Dado que não será o mais popular cá na tasca, vai ficar condicionado em opiniões futuras no sentido de reconquistar a malta ou vai manter-se independente?

    Acredito que optará pela segunda alternativa, mas que irá ter vida difícil, não tenho dúvidas. Será que chegará ao fim da época? Terá paciência e a motivação necessária?

    Contestação não faltará.

    Doutrina:
    "Ou escreves o que quero ler, ou és 'bermelho'»

    Que me diz?

    ResponderEliminar
  25. Caramba,meus amigos!!!
    Tanta discussão esteril!
    Mas será que ainda não compreenderam a mecanica do futebol cá do burgo?
    É facil!Tudo anda á volta de uma maxima que diz:tudo que seja feito para porejudicar o FCP está bem feito!
    Por isso é que se explica o facto de numa só liga de futebol existirem dois evangelhos!Um para os jogadores do FCP e outro para o restantes!E para terminar digo que estou totalmente de acordo com o Kostadinov quando diz que o FCP deve ser a unica equipa do mundo que faz mais faltas no ataque do que na defesa!

    ResponderEliminar
  26. Porejudicar?Fosga-se,não bebo mais nada hoje!

    ResponderEliminar
  27. A discussão vai animada e mas realmente também eu fiquei incrédulo com a opinião do Bluelife.

    Então o Hulk leva o amarelo por fugir de uma cacetada do Viana? Então não há um agarranço monumental do João Pereira ao Hulk? Então não era verdade que cada vez que o Hulk ia à bola o árbitro marcava falta ao ataque? E as simulações dos jogadores do Braga já não eram para amarelo ou só as do Porto é que são para cartão?

    Em Leiria (e não só):
    Então o Javi Garcia bate, faz entradas violentas (o treinador até o tira para não levar o 2º amarelo) e só leva um amarelo?
    E o David Luiz que faz 10 a 15 faltas por jogo com agarranços e cortes com a mão à mistura e nem amarelo leva?
    E é ou não verdade que o Mamadou corta a bola e que o Aimor choca contra ele naturalmente pois vem em corrida?

    Desculpa-me mas és um portista um pouco estranho. Conheço (e de bem perto) um jornalista e comentador da rádio e televisão que é como tu. Ele também é portista (ou pelo menos acho que ainda é) e um dia fui com ele ver um jogo do Porto contra o Salgueiros ao velhinho Vidal Pinheiro. Entramos e eu fiquei um pouco para trás e nessa altura, ouço um comentário por parte de um portista para outro que seguia com ele, que me deixou elucidado: "Olha pá! Vai ali o maior benfiquista da cidade do Porto."

    Tal como esse jornalista, que eu sei que é portista com quotas em dia, tu poderás ser portista mas também é verdade que disfarças muito bem! Só não sei se não será para agradar a alguém?

    P.S. É certo que, eventualmente, poderás ter visto outro jogo sendo certo que não deixo de respeitar a tua opinião.

    ResponderEliminar
  28. eu tenho que dizer que cada pessoa tem direito à sua opinião e por isso acho incrível que muitas pessoas digam mal deste espaço, do seu autor e dos seus comentários, lançando no ar a dúvida (penso eu desnecessária e talvez pouco digna de nós pois acho que neste caso estamos com a mania da perseguição)...É verdade que somos portistas mas temos que ter o bom senso de distinguir as coisas...E SIM EU TAMBÉM PENSO QUE NÃO FOI PENALTI EM LEIRIA...mas lanço a pergunta...

    Quantos foram os lances, muitas vezes, que vimos em ligas estrangeiras e soltámos uma opinião contrária a todos porque entendemos o lance assim, de maneira diferente?

    Mas pergunto desde já ao bluelife a sua opinião, se e, decerto concordará comigo que os estatutos e critérios de arbitragem em portugal são maus de mais e se fosse em inglaterra uma liga mundialmente conhecida pelo seu bom futebol este lance seria penalti?

    na minha opinião...DECERTO QUE NÃO!!!

    ResponderEliminar