29 setembro, 2011

O gelo a quebrar

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

Zenit S. Petersburg 3-1 FC Porto

Liga dos Campeões 2011/12, 2.ª jornada
28 de Setembro de 2011
Petrovski Stadion, em S. Petersburgo


Árbitro: Howard Webb (Inglaterra).
Assistentes: Darren Cann e Jake Collin.
Assistentes adicionais: Stuart Attwell e Mike Dean.
Quarto árbitro: Michael Jones.

ZENIT: Malafeev; Anyukov, Criscito, Hubocan e Lombaerts; Shirokov, Denisov e Zyryanov; Fayzulin, Kerzhakov e Danny.
Substituições: Zyryanov por Huszti (86m), Kerzhakov por Bukharov (90m).
Não utilizados: Zhevnov, Lukovic, Rosina, Ionov e Lazovic.
Treinador: Luciano Spalletti.

FC PORTO: Helton «cap.»; Fucile, Rolando, Otamendi e Alvaro; Fernando, Belluschi e João Moutinho; Hulk, Kléber e James Rodriguez.
Substituições: Kléber por Varela (33m), James Rodriguez por Souza (46m) e Belluschi por Defour (73m).
Não utilizados: Bracalli, Maicon, Cristian Rodriguez e Djalma.
Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores: James Rodriguez (10m), Shirokov (20m e 63m), Danny (72m).

Disciplina: cartão amarelo a Fucile (23m e 45+2m), Hubocan (61m), Otamendi (62m), Belluschi (69m).

No seguimento de dois empates nos dois últimos jogos de forma algo consentida, o FC Porto apresentou-se na Rússia com aquele que poderá ser rotulado do seu onze de gala, com Hulk, Kléber e James na frente, e com um meio-campo constituído por Fernando, Belluschi e João Moutinho. Com efeito, os portistas entraram pressionantes, como tem acontecido com regularidade neste início de época, mordendo os calcanhares aos médios do triângulo da equipa russa.

Com James sem uma posição fixa, o Zenit deu preferência ao lado esquerdo para atacar, nos primeiros minutos, aproveitando a superioridade numérica e o facto de um dos médios ter de se deslocar para compensar a ausência de James, deixando atrás de si um espaço vazio. No entanto, seriam os campeões nacionais os primeiros a marcar, por intermédio de James com assistência preciosa de Hulk, no seguimento de um rápido contra-ataque. Quando se esperava que os azuis e brancos controlassem o jogo e tirassem partido do forçoso adiantamento da equipa russa que se seguiria, foi já sem surpresa que assistimos a algo que começa já a ser tradicional na equipa de Vítor Pereira: um adormecimento colectivo, com afrouxamento notório das marcações (especialmente nas alas), que permitiu que o Zenit fosse crescendo cada vez mais.

Como tal, aos 19 minutos, o campeão russo chegou à igualdade, no seguimento de vários defeitos que se têm vindo a revelar esta época - um péssimo posicionamento defensivo do extremo (e consequente desposicionamento de toda a equipa) e uma saída a destempo de Helton, que deixou a bola à mercê de Shiriakhov, que não perdoou. Até ao fim da segunda parte, assistimos a uma ténue reacção do FC Porto, com Álvaro Pereira a desferir um grande remate para uma não menos fantástica defesa de Malafeev, e à cavalgada da equipa russa sobre a defesa dos portuenses. Já a terminar o primeiro tempo, o FC Porto voltou a mostrar uma reacção excessivamente demorada à perda da bola, permitindo mais um contra-ataque perigosíssimo do Zenit, dando a entender que estaria mais próximo o golo da equipa de leste.

Se a lesão de Kléber à passagem da meia-hora já havia sido um enorme contratempo para Vítor Pereira (levando à entrada de Varela e à passagem de Hulk para o centro do ataque), Fucile voltou a mostrar a sua pouca razoabilidade e foi expulso por mão na bola de forma infantil. Numa equipa que se debatia com grandes dificuldades para estancar as alas, a ausência de um lateral-direito entre os suplentes poderia revelar-se calamitosa.

A segunda parte foi basicamente o desfiar de inúmeras oportunidades de golo a favor da equipa russa, com início logo no segundo minuto, revelando mais uma vez uma gestão infeliz das opções durante o jogo. Para colmatar a ausência de Fucile, Vítor Pereira deslocou Fernando para a lateral direita e colocou Souza à frente da defesa, fazendo com isso que a equipa perdesse qualquer noção de pressão e intensidade. Com os jogadores distribuídos num 4x4x1, o FC Porto não mostrou qualquer noção de como defender em inferioridade numérica, muito menos de como atacar.

Como seria de esperar, a zona à frente dos defesas-centrais foi uma área em que se multiplicaram os passes de ruptura, por total falta de presença do meio-campo portista. Em desvantagem numérica, os azuis e brancos mostraram-se muito predispostos a ceder a bola de forma quase gratuita, expondo as suas costas, de onde surgiram os golos do Zenit aos 63' e aos 71', posto o que a equipa russa preferiu abrandar o jogo, não aumentando a expressividade dos números da sua vitória.

No cômputo geral, ficamos perante uma exibição que começou bem, mas que se revelou paupérrima com o desenrolar do jogo, deixando à vista desarmada aquilo que, na modesta opinião deste vosso cronista, parece ser obviamente uma falta de capacidade de Vítor Pereira de leitura de jogo a partir do banco, com opções muito discutíveis (a saída de James e o deslocamento de Fernando são dificilmente defensáveis), com resultados muito previsíveis, infelizmente.



DECLARAÇÕES

Vítor Pereira

“Com um jogador a menos, as coisas ficaram muito complicadas. Tivemos ainda a lesão do Kléber e a necessidade de jogar com o Fernando como lateral, frente a uma equipa que manteve um ritmo de jogo altíssimo. Qualquer perda de bola transformava-se numa transição rápida para eles. Foi um jogo de muito sacrifício, mas não posso com sinceridade dizer que os jogadores não lutaram e trabalham para um resultado melhor.”

“O jogo com a Académica é para o campeonato, hoje jogámos para a Champions League. Temos de pensar na Académica a partir de amanhã. No campeonato estamos em primeiro e vamos lutar para continuar nessa posição. Na Champions foi só um jogo, independentemente do resultado do Shakhtar-APOEL estaremos sempre na luta. Está tudo em aberto, mas no próximo jogo teremos de rectificar.”

“Tinha dito que o Zenit e o Shakhtar, e mesmo o APOEL, são equipas de grande nível. O Zenit não é equipa qualquer e encontrou um contexto facilitador para fazer o seu jogo rápido. Se a bola do Álvaro na primeira parte tivesse sido golo seria diferente. O Zenit apanhou-se com um jogador a mais e a ganhar… Queríamos pressionar, mas não é possível quando temos um jogador a menos. Os espaços vão-se abrindo e o desgaste de um jogo em altíssimo nível vai-nos obrigando a cometer erros.”

Helton

“Conseguimos um início de primeira parte muito boa. Estivemos pressionantes, fizemos o golo, mas sabíamos que seria complicado. Infelizmente, ficámos com 10 jogadores, mas não apontamos a culpa: quando erramos, erramos todos juntos. Temos os mesmos pontos que o Zenit e temos de seguir em frente. Nestas horas é que se vê a personalidade do grupo. Fizemos uma época passada brilhante, é natural que todos queiram inibir a repetição. Vamos trabalhar para que não sejam cometidos os mesmos erros.”

Hulk

“Vamos levantar a cabeça. Não é fácil jogar aqui, ainda para mais com dez homens. Vamos olhar para o próximo jogo. Isto acontece, mas não estamos num mau momento. A partir de agora vamos ver onde estamos a errar, sabendo que o erro é colectivo. O objectivo é voltar às vitórias.”



RESUMO DO JOGO

33 comentários:

  1. Derrota Lamentável. Isto só se explica com a saída inesperada do Vilas Boas, o que deixou a Direcção com uma batata quente e teve de resolver à pressa. depois o Falcao espetou a faca nas costas e exigiu a saída e pior ficou tudo. Está visto que esta equipa nem parece a mesma, apesar daquela saída. Razão tinham os que diziam que esta camisola de riscas ao contrário, com a azul ao meio, dá azar e com ela nunca se ganha nada.

    ResponderEliminar
  2. manuel moutinho28 setembro, 2011

    Acontece tudo ao Porto,agora foi o fucile a dar cabo de tudo,com a ajuda do nosso treinador,tirar o James e deixar o Varela é dar mais um tiro no pé,ficamos a jogar com 9 jogadores e meio,porque neste momento o Varela só vale meio jogador.Eu que era apoiante de Vitor Pereira começo a ficar na dúvida se ele vai levar o barco a bom porto,espero que ele emende a mão porque agora vamos ter dois jogos com o apoel que temos que ganhar obrigatóriamente para passar à fase seguinte.´BIBÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  3. Tímur Palamaryuk28 setembro, 2011

    Em 2 anos de acompanhamento deste blog é a primeira vez que venho criticar o nosso FCP.

    1 - Ora muito bem, a começar do início da época, Falcao foi vendido e nao foi comprado nenhum substituto, o que está agora a ser um erro de opção fatal. Temos Walter e Kleber, que sao supostamente 2 substitutos, sao 2 jogadores de qualidade mas que ao meu ver nao estão ao nivel do FCP.

    2 - O atual preparador físico também não me parece ao nível exigido, em todos os jogos desde a 1ª jornada do campeonato tenho notado que aos 70/75 minutos a equipa já está a morrer de exaustão.

    3 - e último, péssimas opções do V.P., acho que também este treinador ganhou a confiança demasiado cedo... (não é com 1 supertaça contra o Vitória de Guimarães e meia dúzia de vitórias que se deposita a confiança total num treinador), ainda por cima este ano que temos o nosso Porto na Champions e depois desta derrota temos o 1º lugar em risco.

    Para terminar, é bom que exibições como a de hoje não se repitem, se não, parece me que em Janeiro vamos procurar outro treinador ... infelizmente.

    FORÇA PORTO, NAS VITÓRIAS E NAS DERROTAS, SOMOS SEMPRE PORTO !

    ResponderEliminar
  4. 28/09/2011 - Fim da primeira parte: Zenit 1 FC Porto1. Como se não bastasse o facto dos portistas estarem a jogar a passo o Fucile ainda foi cometer a imprudência de meter a mão à bola e acabou expulso! O meio campo parece cansado, Varela não dá uma p'rá caixa ...! A jogar assim, não sei não, onde a equipa azul e branca vai parar...!
    A jogar com dez elementos levanta-se um problema complicado ao Vítor Pereira. Vamos ver se ele tem engenho para resolver a situação.
    Resultado Final: Zenit 3 FC Porto 1
    Agora depois do jogo acabado sei, acabamos cilindrados. Houve ocasiões até em que o Zenit ensaiou o baile, e, foi por pouco que não deu! Não obstante o excelente Plantel de que dispõe a equipa do FC Porto tal como está a jogar, é actualmente uma sombra da equipa da época passada!
    O Presidente Pinto da Costa pode dizer o que quiser, porém eu afirmo: contra factos não há argumentos, e esta equipa técnica vale muito pouco. Então pelo que vejo, dado que fisicamente a equipa azul e branca arrasta-se penosamente pelos relvados, o preparador físico então, o Filipe Almeida, não vale nada. A equipa do Zenit parecia um "Ferrari" e a do FC Porto um fiat 500! Os Dragões a jogarem assim, nem aos oitavos de final vão.
    Estou mesmo a ver ! O Presidente está à espera que o prédio acabe mesmo por ruir para depois reconstrui-lo de novo...!

    ResponderEliminar
  5. 1) “…na modesta opinião deste vosso cronista…” – Oculto, a modéstia fica-te bem, mas eu considero que a tua opinião deve ser ouvida; a tua opinião é de quem sabe ver e ler o jogo. Portanto, convence-te: dizes bem e com critério.

    2) Após o jogo com o Barcelona, para a Supertaça Europeia, escrevi em comentário à crónica neste blogue:

    “Confesso que tinha uma secreta dúvida: se o nosso treinador teria capacidade para orientar a equipa a alto nível. Sabia que Vítor é um perito no treino; tinha dúvidas no que respeita a montar a equipa a jogo. Pois bem, as dúvidas estão totalmente dissipadas. Este encontro é o espelho do que Vítor Pereira pode fazer com estes jogadores. E direi mais: a jogar assim, o FC Porto dificilmente perderá uma peleja em competições domésticas.”

    Pronto, depois do jogo de hoje (a primeira derrota do FC Porto na Rússia) e mais dois empates consecutivos, não me apetece comentar nada. Ou antes, é melhor não comentar…

    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. A dada altura na 2ª parte, o comentador do canal inglês onde eu estava a ver o jogo (em stream) disse: "esta nem parece a equipa do FC Porto a jogar". Pois, é isso!

    ResponderEliminar
  7. Depois de 2 jogos em que não ganhamos não comentei porque achei que o treinador tem direito a cometer erros e quem sou eu para criticar.

    Acontece que, depois de hoje, não consigo ficar calado pois foi inacreditavelmente mau aquilo a que assistiu numa Champions em que a equipa (técnica e jogadores) tem de mostrar tudo o que sabe aindao por cima contra o campeão russo.

    1- O treinador não tem culpa das infantilidades dos jogadores mas ele é que os põe a jogar e, por isso torna-se responsável por não os conseguir controlar.

    2- Fucile devia levar uma multa do tamanho do ordenado para ver se aprende a jogar e a não se preocupar com o adversário seja ele Cagozo, Danny ou outro qualquer. Considero que foi o PRINCIPAL CULPADO (junto com o treinador) do que aconteceu ao Porto.

    3- Depois dos exmplos do Shaktar, Leiria, 5LB e Zenit estou cada vez mais de acordo com o Oculto quando põe em dúvida a capacidade de Vitor Pereira. Nestes jogos é fundamental o equilíbrio da equipa e isso é normalmente conseguido melhor com o 4-4-2. Esta mania levada ao extremo (há quem lhe chame teimosia mas eu já lhe chamo "burrice") de jogar sempre com um trio mais adiantado começa a tornar-se absolutamente ridículo.

    4- As substituições parecem-se com o tempo do Victor Fernandez: parece que não é possível fazer pior mas o VP consegue com cada mudança piorar o que já está mau. E não é pelo jogo de hoje mas sim pelo que fez em praticamente todos os jogos anteriores mesmo quando ganhamos (Shaktar e Leiria) em que transformou a equipa num "amontoado" de jogadores. Quando o Kléber se lesionou mandava a lógica que metesse o Defour ou o Souza e passasse para o 4-4-2 mas o VP mete novo avançado e mudando o Hulk para o meio ficando o Porto sem extremo nem ponta de lança.

    5-Acho que hoje ficou bem visível a debilidade do plantel em vários sectores desde o treinador aos jogadores pois se o treinador não faz uma mudança como deve ser, os jogadores também não ajudam (Fucile e Varela são 2 exemplos perfeitos). Também ficou visível a falta de soluções para o ataque e para as laterais da defesa.

    6- É muito estranho olhar para a cara dos jogadores do Porto (Hulk incluído) e achar que estão de rastos ficamente a partir de meio da 2ª parte. No mínimo é estranho mas também há de certeza uma parte psicológica que está muito mal trabalhada. VP não é Mourinho ou Villas-Boas a falar mas tem de saber motivar os jogadores sob pena de não ser capaz de chegar onde queremos.

    7-Meu caro Vitor Pereira: o jogo de domingo em Coimbra transformou-se numa final da Champions e é fundamental ganhar (mesmo jogando mal) e se és tão portista como dizes que és, mostra o que és capaz, não inventes e põe os jogadores a correr os 90 minutos.

    Peço desculpa pelas críticas tão acentuadas mas o Vitor Pereira ou dá da perna ou ficamos a ver navios e a época ainda agora começou.

    ResponderEliminar
  8. Apenas tive a oportunidade de ver a 2ª parte do jogo…

    Aquilo que vi foi o FC Porto a perder bolas atrás de bolas no meio-campo, uma defesa desastrada e um ataque inexistente… Jogávamos com 10, ok… mas mesmo com 10 exigia-se mais, muito mais a este FC Porto…

    O lance de Fucile, que já vi posteriormente, não tem comentários… Nem o lance, nem as consequências que o mesmo teve para o resto da partida… Não tenho por principio fazer “caça às bruxas a apenas 1 ou 2 jogadores”, porque as derrotas, tal como as vitórias, são do colectivo e não das individualidades… Mas já começo a ficar farto, farto, mesmo farto de tanta expulsão, tanta “paragem cerebral”, tanto “nervoso miudinho” deste jogador… Relativamente a este temática Fucile, só me ocorre mais uma palavra: Sapunaru!

    Quanto a VP, é claramente o elo mais fraco disto tudo. Agora, hoje e nos próximos dias, será o alvo preferencial da ira de muitos adeptos… Eu, da minha parte, continuo fiel à minha teoria de que VP é o homem certo para o lugar certo, por mais polémico que possa parecer defender isto neste momento… Quanto ao jogo de hoje, perdeu o Klever por lesão e o Fucile por expulsão… Viu-se no dilema de substituir James, Hulk ou Varela (que tinha entrado)… Qualquer que fosse a sua decisão, penso que seria criticado…

    Ah, e só mais um pequeníssimo pormenor: por muto que nos custe, do outro lado existiu também uma equipa. O Zenit, um clube que dá 30 M€ pelo Danny e 18 M€ pelo Bruno Alves, é o actual campeão russo, e prepara-se para revalidar o título… É um clube recheado de internacionais, com orçamento de muitos milhões e foi recentemente vencedor da Liga Europa… Eu sei que vão dizer que isto não interessa para nada porque o FC Porto tem de ganhar sempre, mas é só apenas um pequeno pormenor que, vá lá num momento de loucura, poderemos pensar neste momento de muita tristeza…

    ResponderEliminar
  9. Caros Portistas,

    Este era o jogo mais importante da cl, pois uma vitória arrumava praticamente um adversário directo.
    Meus Caros mas o que aconteceu a estes jogadores? não são os mesmos? que raio de atitude é esta? Os jogadores desaprenderam? Como é possível o Varela jogar? Esta equipa é a do Porto????
    Bom vou-me ficar por aqui, mas gostava de saber como se gasta 30 milhões em defesas e médios e não temos um avançado no banco na CL, isto não é a taça da liga, PORRA!!
    O presidente não viajou com a equipa porque?

    SEMPRE F.C.PORTO

    ResponderEliminar
  10. E já me esquecia... o Helton foi muito mal batido no 1º golo, para não dizer outra coisa... Defender para a frente, é de principiante...

    ResponderEliminar
  11. Já lá vai o tempo em que ganhar não fazia mal ao FC Porto!!!
    Mais um jogo que potencia um sem numero de criticas, mas não pelo prazer de pôr tudo em causa, mas sim pela ansiá/desejo de que estas nos coloquem num rumo consentâneo com um Clube com 118 anos de muitas vitórias mas também de muitas lutas onde sempre soubemos procurar caminhos proveitosos.
    VP foi uma opção de continuidade que a vista dos mais próximos não promovia descontinuidade de processos, não adjudicava ruptura com os métodos, isto se a humildade e o ego não se sobrepusessem ao que é a imagem do FCP.VP a meu ver enferma de um gravoso problema de afirmação pessoal, enveredando por um caminho que ameaça não só desviar-nos do nosso destino, como tornar a sua passagem efémera como treinador azul e branco.
    O onze é certo ninguém contesta, o pior vem depois, vem quando os escolhidos não conseguem explanar o pretendido, o FCP mostrou que a identidade dos princípios está lá, que os jogadores sabem como se construiu o passado, agora o que não entendem é como é que vão fazer isso se não conseguem correr, como é que vão fazer isso se hoje servem e amanhã podem observar outros da bancada a tentar fazer melhor.
    VP tentou desde o inicio de época 2 coisas neste FCP, que a equipa pressionasse em linhas mais próximas da área rival e que o pivot defensivo tivesse outra dimensão na organização e construção numa 1ª fase...se é certo que o jogo frente ao Lyon parecia indicar que a equipa ia ser capaz de se tornar ainda mais forte, juntado as novas ideias à sua estrutura adquirida ao longo de época de sonho, logo se percebeu que Falcao amputava com a sua saída caminhos que só ele oferecia a equipa como solução de posse, de prender bola e deixar a equipa chegar para os apoios e logo em seguida semear o desnorte na área contraria com o seu killer faro de golo.Aqui começam as diferenças entre o que foi e o que é agora!!!Falcao surge como referencia, como farol que indica o 1º ponto de chegada da bola a frente, depois segura, apoia, tabela e joga curto permitindo o equilíbrio nas subidas de bola, com Kleber a bola entra na mesma casa, mas depois não fica, perdendo-se sempre ou por antecipação ou por má recepção, apanhando invariavelmente a equipa em desequilíbrio não só posicional entre os momentos defesa/ataque como vice-versa...é visível a olho nu sobretudo do lado de Álvaro Pereira, esse desequilíbrio oferecendo o FCP espaço nas costas, sobretudo nos espaços entre o central e o lateral.Hoje foi só mais uma amostra em catadupa dessas dificuldades de equilíbrio e sintonia, algo que Leiria e ate o Gil já haviam feito notar em jogos do campeonato.
    Depois claro resultados que não vitórias não ajudam a crença em novas ideias, é certo que há jogadores fora de forma, há processos de jogo desligados com o sucesso das suas acções e há sobretudo a certeza que as coisas não se repetem por si só, trabalho e vontade são premissas que há muito vejo ser bases do sucesso, algo que certos nomes do plantel não parecem transportar junto com a camisola que envergam!!!Atalho de foice, arrepiar caminho é urgente e se as criticas as infantilidades de certos jogadores são tão ou mais criticáveis como outras de carácter técnico/táctico, não deixa de ser visível aos que sabem de futebol que a génese desta mini-crise resulta mais do que parece ser a inobservância de liderança, rasgo, audácia, carisma, discurso e método capaz de nos levar as vitórias por força do que somos e não do egocentrismo daquele que quer a força que os outros lhe reconheçam de forma repentina.
    Perder não me custa, custa-me é perder não oferecendo oposição por força de más decisões ou de perpetuadas ideias em convicções que ainda não mostraram ser solução para vitórias e boas exibições.

    ResponderEliminar
  12. Infelizmente a minha profecia de Junho ultimo esta a concretizar-se. Nada me move contra o nosso pseudo-mister mas é evidente que não tem competencia para treinar o FCP. O jogo de hoje encerrou um ciclo dificil e pessimamente gerido pelo individuo que acompanha a equipa. Mau a comunicar,pessimo a motivar e um desastre a mexer na equipa. Ninguém pode treinar o FCP não sendo competente em nenhuma destas tarefas. Deve sair já, caso contrario os estragos vão ser maiores.
    A expulsão, que deve ser sancionada internamente pelo clube, apenas serve para tapar o sol com a peneira. Nessa altura já o Zenith fazia estragos na equipa do Porto, incapaz de reagir e de pressionar. Relembro a todos que a 1ª parte contra o Feirense, foi talvez a pior exibição do FCP nos ultimos 15 anos, apenas comparável com as mas memorias do tempo do Octavio Machado a mister principal.
    Venha o proximo.

    ResponderEliminar
  13. Boa noite,

    Até entramos fortes no jogo, dominadores, e foi com naturalidade que chegamos à vantagem por intermédio de James, após boa jogada de Hulk.

    Após o golo e um bom inicio de partida, inexplicavelmente perdemos o controlo do jogo, o controlo emocional, e alguns dos nossos jogadores começaram a fazer asneiras atrás de asneiras.

    Sofremos o golo do empate num erro defensivo que não pode acontecer a este nível competitivo. Reagimos e Alvaro quase marcou num excelente remate ao qual se opôs o guardião russo com uma grande defesa. Este remate foi o canto do cisne no que toca a oportunidades de golo por nossa parte.

    Com a lesão de Kléber o FC Porto viu-se sem soluções de banco para o centro do ataque, questão que tem sido alvo de discussão entre os portistas.
    Não bastava a lesão de Kléber, e eis que surge uma das tristes figuras da partida: Jorge Fucile que esta noite foi rei e senhor no que toca a azelhice.
    Depois do primeiro amarelo, adivinhava-se a expulsão do uruguaio … só Vítor Pereira é que parecia estar a dormir ao não dar uma reprimenda ao atleta aquando da primeira admoestação, e logo de seguida ao não o retirar do campo quando já tinha experimentado meter a bola à mão.

    O Zenit fez o trabalho de casa e explorou o nosso ponto fraco que tem sido precisamente o lado defensivo à guarda de Fucile.
    Hulk desde que foi fazer o jogo pela selecção brasileira, para no dia seguinte já estar a jogar, tem tido problemas físicos, e os russos trataram de marcar bem o brasileiro, que está sem poder de explosão, para fugir às marcações.

    Com a expulsão de Fucile, Vítor Pereira vê se obrigado a mexer na equipa, e fá-lo na minha modesta opinião de forma completamente desastrosa.
    Retira do miolo Fernando que a par de Otamendi eram os elementos mais lúcidos na nossa defensiva, que apagavam os fogos decorrentes quer das investidas de Danny pela esquerda, quer das investidas de Faizulin pela direita.
    Ao recuar Fernando para lateral direito, e colocar Souza no seu lugar perdemos os equilíbrios defensivos, e ao retirar James, perdemos o jogador que podia desequilibrar na frente.
    Foi com naturalidade que os russos partiram para cima de nós na segunda parte, colocando a nossa defesa às aranhas.
    Perdemos por 3-1, e corremos o risco de ser goleados. O Zenit foi um justo vencedor.

    Nós fomos uma equipa amorfa, sem chama, que depois de uma excelente entrada na partida e de ter marcado primeiro, perdemos o controlo do jogo, complicamos e fomos impotentes para dar a volta às incidências do jogo - lesão de Kléber e expulsão de Fucile.
    Mais uma vez Vítor Pereira revelou-se muito mal na leitura do jogo, efectuando substituições que descompensaram a equipa.
    Temos mais dois jogos em casa que temos obrigatoriamente de vencer, e com esta derrota estamos igualmente obrigados a vencer uma das duas partidas fora de casa.
    Penso que iremos conseguir o apuramento num grupo com duas boas equipas de leste e com um surpreendente Apoel que lidera o grupo, depois de impor um empate na ucrânia diante do Shakhtar.

    Abraço

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Li num blogue de um grande portista e defensor acérrimo do nosso Clube, que o grande problema do FC Porto “mais que físico, técnico, táctico, esta ou aquela substituição infeliz, o problema do FC Porto é mental”.

    Pois permita-me o amigo Vila Pouca discordar porque para mim, neste momento, o problema do FC Porto não é apenas de ordem mental; é também físico, técnico, táctico e com erros e substituições infelizes à mistura. É mau, muito mau para uma equipa que está a léguas de produzir metade do que produziu na época passada.

    Sem querer enveredar pela crítica fácil (sempre apetecível após uma derrota), sem querer banquetear-me com o também fácil “bota a baixo”, sem querer ser coveiro de alguém, sem pretender antecipar cenários, mas porque é de todo conveniente que sejamos realistas, permitam-me que transcreva um pequeno texto do nosso amigo Armando Pinto:

    “…tenho que dizer que a Direcção, todo o staff técnico e o que mais for dos responsáveis, têm de fazer uma análise correcta, não só do que se passa mas também e especialmente do que se tem passado e pode vir a passar, e se tiver de haver tomadas de posição que sejam tomadas enquanto é tempo. Assim, como está, não. Não é só um resultado destes como do anterior e outros assim-assim, é o que é e tiver de ser. Mas que haja uma terapia a sério.”

    BIBÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  15. "Deve sair já, caso contrario os estragos vão ser maiores."

    E vamos buscar quem?
    Gostava que me dissessem o nome de um treinador português para substituir Vítor Pereira neste momento? Mas de preferência um nome que não dê para rir...

    Ou então que treinador estrangeiro? Um caro, daqueles que ganham centenas de milhares de € por mês... Um Hiddink ou um Capello...

    Acho fantástico que se critique tanto as substituições de VP no jogo de hoje...

    Houveram bastantes mais razões de apontar críticas a VP nos 2 últimos jogos, estes sim, jogos em que VP errou, e errou gravemente e com prejuízo da equipa...

    Sejamos honestos (e ng está mais chateado que eu com esta derrota!), mas ,CARAMBA, o VP teve culpa do Sr. Fucile ter feito o que fez? Teve culpa do Helton ter defendido uma bola para a frente (algo que se aprende a não fazer no escalão de infantis)? Teve culpa do Kleber se ter lesionado?

    Podemos estar aqui a noite toda a discutir, a lançar argumentos e mais argumentos, mas de uma coisa podem estar todos certos: Se enveredarmos pela estratégia de 2004-2005 de despedir treinadores à velocidade da luz, não iremos a lado nenhum, nem ganharemos rigorosamente nada... Porque despedir VP para ir buscar um "marreco" qualquer é entregar o "ouro ao bandido"...

    Mantendo VP, não acho que tenhamos garantido o título de campeão... Mas tenho a certeza que alguns aspectos menos positivos serão corrigidos com o tempo... Lutaremos por todas as frentes até ao fim, e teremos possibilidades de ganhar alguma coisa...

    Nota Final: Não, eu não sou advogado de defesa de VP... Sim, o FC Porto de hoje foi horrível... Sim, houveram demasiados erros individuais que prejudicaram o colectivo... Esconder isto é pouco sério...

    ResponderEliminar
  16. Boas,

    Passadas umas horas depois de um tremor de terra que aconteceu no reino do dragão, e depois de pensar e repensar sobre as coisas só tenho uma conclusão, "que dia de aniversário". Eu durante uns tempos não falei sobre a situação do nosso clube, porque quando as coisas correm bem ou minimamente bem, prefiro estar quieto.
    Agora que as coisas no meu ponto de vista estão péssimas, falo e defendo mudanças o quanto antes, porque o alongar das coisas só vão piorar e tardar o inevitável. Já não me lembrava de ver um treinador na história recente do Porto com tantos erros em tão pouco tempo, substituições mal feitas, equipa desanimada, fisicamente um desastre, em termos tácitos ninguém sabe o seu lugar, enfim muita incompetência junta só dá nisto, FAÇO UM APELO AO VP se és Portistas como somos todos e amas o nosso clube deixa o lugar de sonho para outro com mais competência...
    Para não falar de que esta pré época foi a que mais dinheiro gastamos na nossa história, e vamos para esta competição só com um ponta de lança, será que a culpa é só do VP????
    Só espero amanha acordar com um destaque nos jornais, VP DEIXA FCPORTO…

    ResponderEliminar
  17. Meu caro RCBC:
    1-É verdade que Helton errou (como já tinha feito com o Shaktar). É verdade que Fucile errou tremendamente (e é apenas mais uma das suas muitas infantilidades - lembro só o último jogo com os gayvotas e 1 célebre jogo em Londres com o Arsenal em q só à conta dele form 4 golos). Mas VP errou tanto ou mais do que Helton e Fucile. Primeiro porque é o responsável por os pôr a jogar, segundo porque as substituições (tirando a ultima em que entrou Defour) foram flops que já se tinham revelado noutros jogos como no caso do Kléber. Na saída do James é de bradar aos céus pois Varela, tal como tem acontecido esta época, foi nulidade e mesmo estando em campo à 15 minutos era ele que saía. Além disso a passagem do Fernando para a direita foi um enorme disparate quando podia meter Maicon no centro da defesa e deslocar Otamendi muito mais rotinado sendo que Fernando nem esteve mal; o problema foi a saída dele da frente da defesa.

    Não sei se VP deve sair ou não (isso compete à SAD e a Pinto da Costa e ao próprio VP que se diz muito portista) e não me parece que haja algum treinador português disponível com qualidade mas aquilo que constatamos até agora é que VP tem sido um dos elos mais fracos. Não é possível ser tão "pé frio" a fazer substituições. Além disso esta cisma no 4-3-3 em que obriga os médios a um trabalho colossal (os atacantes pouco defendem excepto o Kléber) e sujeita os defesas laterais a apanharem com uma avalanche de contrários. Além disso, foi o responsável pela lista da Champions onde como ponta de lança inscreveu apenas o Kléber pois o Walter nem para jogar com o Feirense serviu.

    É verdade que o plantel do Porto tem muitos médios e poucos avançado mas ele só utiliza 3. Na champions não se vê ninguém a jogar em 4-3-3. O Barça não é exemplo pois todos defendem e todos atacam (e têm o Messi). além disso, e como muito bem escreveu o Bruno Rocha, o Porto hoje não tem o Falcão a segurar a bola e a distribuir. Um treinador de qualidade tem que se saber adaptar às características dos jogadores do plantel.

    Como já escrevi atrás: o jogo de domingo com a Académica é mais importante que uma final da Champions. É fundamental ganhar e que os jogadores estejam mentalizados para deixar tudo em campo.

    Eu acredito que estes resultados possam ser só uma fase má mas é preciso arrepiar caminho e todos juntos levantar o Porto pois estamos ainda no início da época. E tenho a certeza que muito dependerá da qualidade do treinador.

    PORTO SEMPRE!

    ResponderEliminar
  18. Só em resposta ao Sr, RCBC qual o treinador que devia-mos ir buscar? é simples o Pedro Emanuel, e explico porquê: 1º a AAC joga futebol 2º os jogadores jogam com raça e vontade 3º o melhor treinador do mundo já há uns anos perguntaram-lhe qual era o jogador que ele achava que daria um grande treinador e a resposta foi mesmo o Pedro Emanuel, aqui tem um bom treinador para substituir este, e ainda mais conhece o clube como poucos e tem carisma de campeão, ele ganhou tudo no cube e é barato.

    SOMOS PORTO

    ResponderEliminar
  19. nunca um AAC-FCP foi tão importante, como o de domingo próximo... e não, não me apetece dizer mais nada por ora.

    em dia de aniversário, não se poderia ter escolhido pior prenda... e não, não foi só pelo resultado, foi por algo que vai para além disso.

    até domingo... não digo mais nada!!!

    ResponderEliminar
  20. Miguel Monteiro29 setembro, 2011

    Caros colegas Dragões,

    Infelizmente o meu comentário a este jogo é exactamente igual ao que fiz no final do empate com a agremiação:
    "Fod****!!!! Vão jogar mal ao car*** mais velho!!!"

    Alguém aqui falou em Fernandez e até me deu um arrepio na espinha!!!! De facto isto começa a ser preocupante...

    De qualquer forma acho que acima de tudo temos de ser honestos connosco próprios e reconhecer que esta situação era mais ou menos esperada por todos. Após a saída desse grande fdp do Libras não era preciso ser nenhum visionário para prever que isto poderia acontecer... mas caramba ainda vamos à frente no campeonato e hoje perdemos fora com o campeão russo que joga muito, muito bem! o MU ontem não perdeu em casa por acaso contra uma equipa Suiça de 2ª e há 15 dias o Inter levou de uns turcos que ninguém sabe pronunciar o nome em Milão, sem grandes alaridos!!!
    Meus amigos. Temos de nos convencer que épocas como a do ano passado acontecem de 20 em 20 anos!!!
    Vamos lá ganhar juizo e fazer aquilo que depende de nós para que consigamos dar a volta a isto: APOIAR A NOSSA EQUIPA DO 1º AO ÚLTIMO MINUTO EM COIMBRA!!!
    Quando as coisas correm bem é muito fácil cantar olés e bater palmas...

    Abraço a todos enquanto me preparo para (mais uma) noite de insónias :-)))

    Miguel Monteiro

    ResponderEliminar
  21. Doente?as tantas sou!!!29 setembro, 2011

    TE AMO FUTEBOL CLUBE DO PORTO.

    Não existe equipa nenhuma no MUNDO que ganhe todos os jogos ,nem que jogue bem todos os jogos ,nem que O F.C.P estejamos 4 ou 5 jogos sem ganhar não vou puxar os cabelos como se fosse o fim do Mundo.

    Graças a Deus não sou dos tempos da travessia do Deserto,não sei do que seria de alguns...que por cá passam e escrevem,está mal ,sim reconheço que não tem sido o F.C.Porto de anos anteriores ,mas ninguém é perfeito,a unica pessoa perfeita que conheço é Jesus Cristo ,e não agradou a todos!

    O F.C.Porto não merece criticas de minha parte ,por acaso sou carneiro de signo ,mas acima de tudo, não sou ingrato!

    O que faz perder um jogo,aliás a unica derrota após Barça ,enfim, é só treinadores de bancada ,muitas gente anda a ouvir muito o freitas lobo,até me admira porque o dito não vai para treinador já que tem uma visão de jogo do c***ho!

    Motivar jogadores ?
    Vestir a camisola do clube mais titulado em Portugal já é uma fonte de motivação!

    Não vou cruxificar ninguém, porque estes são os meus jogadores,este é o meu treinador ,este é o meu clube.
    O treinador não tem culpa das falhas dos jogadores ,erraram paciencia ,ninguém é perfeito à face da terra!

    TE AMO FUTEBOL CLUBE DO PORTO!!!!

    ResponderEliminar
  22. Até tou com insónias.
    Muito fraquinho este vitor pereira, já mostrou tudo o que não vale...
    Há algum jogo na pta da vida do fucile em que leve um amarelo na primeira parte e não mereça acabar expulso?!
    Mas há quantos dias vê este gajo jogos do Porto...? Nem parece ter estado no banco no ano passado.
    Pela terceira vez seguida tira o ponta de lança para inventar uma equipa que nem nos treinos alguma vez deve ter sido experimentada!
    Cobardolas a defender o 0-0 com o feirense, a tirar o pe do acelerador no dragao ao intervalo e hoje outra vez a estragar tudo mesmo antes do fucile ter o avc...

    ISto tem que acabar já, temos uma geração jovem de enormes jogadores, o danilo e o iturbe não podem cair nas maos deste gajo, o Hulk bem tenta, o Moutinho que nunca baixou os braços na pta da vida ja começa a nçao entender onde raio o querem a jogar, a gestão dos laterais, dos avançado, do banco inteiro é quase criminosa de tão incompetente, este vitor tem que ficar já em coimbra!
    Se não houver um treinador de jeito disponivel que venha o Pedro Emanuel, senão é um ano inteiro a sofrer e os jogadores em breve a quererm saltar fora por metade do preço...
    Cá estarei pra sofrer o que for preciso, mas por mim o prazo deste pereira acaba já no domingo.

    Pronto,já desabafei, deixa ver se ainda durmo qualquer coisa hoje.
    bem hajam e viva o PORTO!

    ResponderEliminar
  23. Então..ainda continuam a comer as chamadas "lições" ou já chega delas!

    Chega a ser ridículo tanto amadorismo que este ano se conseguiu e consegue fazer em certos sectores do FCP, que inexplicavelmente, nao aconteciam e até nos diferenciavam dos demais..

    A saída do AVB pode ter dito muito, mas não justifica tudo por amor de Deus..mas isso será debatido numa futura crónica!

    Desalentado, mas esperançado e exigindo por melhores dias..só espero que quando chegarem já não seja tarde!

    FCP Sempre! Só tenho pena de nós adeptos, que engolimos tudo e estamos sempre cá, custe o que custar!

    Abraço

    ResponderEliminar
  24. Mau demais para ser verdade.

    Para mim, já não vamos lá com este "líder" VP.

    Espero estar enganado mas o meu período de reflexão já acabou e tenho hoje um sentimento de impotência deste treinador em relação ao balneário.

    A SAD q analise e tome decisões se é q é preciso tomar algumas.

    ResponderEliminar
  25. Caros Portistas,

    Alguém me explica como é que depois da vergonha de ontem, dão folga aos meninos hoje?, já sei que o avião se atrasou, mas passavam o treino da manhã para tarde era o mínimo, não?
    Algum ilustre Portista sabe porque é que o Presidente não foi à Russia com a equipa?

    CONTRA TUDO E CONTRA TODOS

    SEMPRE F.C.PORTO

    ResponderEliminar
  26. Infelizmente, todas as boas expectativas que tinha no início da época, saíram goradas. A partir do jogo com o Feirense fui-me cada vez mais apercebendo que este treinador não tem qualquer competência para treinar o Porto. Não sabe construir uma equipa, motivá-la, fazer substituições, nem carisma para inspirar os jogadores. O momento-chave, para mim, foi o 2o golo do empate do Benfica. Ao filmarem o VP, este estava no interior da cabine do Porto, com ar assustado/surpreendido, a olhar para o Rui Quinta (Quem?). Não sei se alguém reparou? A partir daí ficou claro que não existe um técnico que transmita liderança no Porto. Para além disso, parece-me que a cada jogo que o Porto não ganha, e sobretudo neste último, ele tem vindo a dar desculpas e mais desculpas. Primeiro foi o kleber, depois porque o Fucile foi expulso, ou então é devido ao facto de estarmos na Liga dos Campeões (???). Um treinador tem que preparar a sua equipa para tudo. O ano passado fomos ganhar à Turquia por 3-1 e acabámos com 9. E o Besiktas não me parece muito inferior ao Zenit... Finalizando, e de futuro, temos que esperar pelo melhor e estar preparados para o pior...

    EnGdoPau

    ResponderEliminar
  27. Boas,

    Passado quase 24 horas do pesadelo, era de esperar este comportamento da administração porque também são culpados desta situação, porque na altura em que escolheram este senhor para técnico, deviam ter pensado os prós e contras. Porque não basta ser Adjunto do AVB para ser competente, se fosse assim o Octávio Machado também tinha sido uma excelente aposta.
    Quando vi aposta nesta equipa técnica efetuei uma analise a todos os elementos e só vi um com competência que é o mister dos guarda redes, o adjunto do VP não para num clube sempre corrido o preparador físico não tem provas dadas, para não falar do Semedo, enfim o que se passava na cabeça do nosso Presidente???
    E agora? Se vencerem no Domingo a Académica, as coisas vão acalmar, mas a incompetência vai continuar. Se perder e empatar só espero que este Sr.(VP) já não vá no autocarro para o Porto.

    ResponderEliminar
  28. Com frontalidade e depois do que escrevi acima, apoio os últimos comentários (de Tripamoura, de Salvador Rocha, Lucho, os 2 Anónimos e Mário Magalhães).

    Está ali tudo dito. Só quero acrescentar: VP destruiu já, de facto, a equipa. Pior já não pode fazer. E como não há remédio para o mal que fez, só há uma solução… O meu receio é que uma vitória em Coimbra seja o prolongamento da agonia. Eu sou muito realista nestas coisas: quando foi do caso do “Borrado” havia muita gente a não acreditar que ele fosse embora – eu disse “AVB, já era…”; quando de Falcão eu disse “já era”; agora Vítor Pereira… “já era…”. É uma questão de tempo. Sendo assim, que seja JÁ.

    Abraço.
    BIBÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  29. Isto é assim...Para mim o jogo de ontem depois de dois empates e uma vitória dificil o jogo de ontem foi inadmissível...Se o porto não ganha domingo o V.P. como não tem capacidade para dirigir o nosso grande F.C.P. e vai para a rua...E obrigatório ganhar os dois jogos com o APOEL senão bye-bye champions


    Abraços deste vosso triste Tripeiro PEDRO

    ResponderEliminar
  30. Miguel Monteiro29 setembro, 2011

    Caros amigos,

    Penso sinceramente que estamos a ser tremendamente injustos com o homem. É certo que tem errado muito, sobretudo nas alteraçoes que fez durante os últimos jogos, mas que diabo! Quer a agremiação, quer o Zenit também jogam à bola!
    O problema para mim, foi a sobranceria demedida em Aveiro contra o Feirense que foi notoria logo no... aquecimento!!! Parecia os minutos que antecedem os jogos que eu faço com os meus amigos barrigudos aos domingos de manhã.
    Foi de facto muito mau...
    Mas enfim. Temos que acreditar que toda a gente aprendeu com os erros e vamos dar a volta a isto.
    Quanto a mim, é um erro tremendo "cruxificar" o VP agora. Trocar o treinador neste momento não vai resolver absolutamente nada. Um homem que passou o ano passado a treinar todos os dias com esta equipa, que conhece todos os jogadores, todos os adversários e está habituado a todo o ambiente, só tem de ter tudo para dar certo!!!
    Vamos ter paciência e não entrar em assobios à primeira contrariedade.
    Caros amigos: ESTAMOS EM 1º LUGAR NO CAMPEONATO!!!!! E na CL temos todas as hipoteses para passar!!!
    Domingo todos a Coimbra berrar pela nossa equipa!

    Abraço a todos,
    Miguel Monteiro

    ResponderEliminar
  31. Já vi escrito que o problema é “esta camisola de riscas ao contrário, com a azul ao meio, dá azar e com ela nunca se ganha nada.”

    Já vi escrito que o Besiktas é quase a mesma coisa que o Zenit… Claro, o Besiktas luta pelo acesso à Liga Europa (foi 5º ou 6º da liga turca passada) e o Zenit é o actual campeão russo e prepara-se para revalidar o ceptro, tem um orçamento de milhões e milhões de €, adquirindo jogadores de 30 M€ à cabeça… Para não falar que ganhou a Liga Europa recentemente… É quase a mesma coisa… Ah, e um pequeno pormenor é que no jogo da Turquia quando ficamos com menos 1, estávamos a ganhar… Mas isso são pormenores que não interessam nada…
    Finalmente a questão da mudança de treinador e equipa técnica..

    Segundo o que vejo escrito aqui, para a grande maioria das pessoas era mandar já o VP para o olho da rua e ir buscar outro qualquer, não interessa se seja o Manuel da Esquina ou Zé da Mercearia, interessa mesmo é mandar VP para a rua… E claro outros dois pormenores… o FC Porto ainda lidera a Liga e mantém intactas as suas aspirações na LC e nas outras competições onde ainda nem jogou… Mas claro, pelo berreiro que existe contra VP parece que já está tudo perdido…

    E aposto que já devem existir comentários pré-escritos para um caso de um eventual mau resultado em Coimbra… Aí será mesmo o fim do mundo, e aí terá mesmo de se mandar tudo para a rua… Depois virá o céu e as estrelas, porque sanado o problema VP tudo o resto será resolvido por si…

    Sinceramente, não vale de muito mais estar neste bate-papo de argumentos para um lado e para o outro… EU, da minha parte, irei vibrar com o FC Porto no domingo, jogando mal, jogando bem, perdendo ou ganhando… E deixar que o trabalho de todos, jogadores e treinador seja devidamente avaliado na altura apropriada…

    Nota final: Existe um fenómeno curioso no FC Porto… Lembro-me que as coisas correm bem a um treinador (por exemplo, AVB o ano passado) é sempre enaltecido o nome de Pinto da Costa como o grande arquétipo da escolha de “mais um treinador campeão”… Curiosamente, as criticas a VP não são acompanhadas de criticas a quem o escolheu… Ou será que afinal em menos de um ano a lucidez de Pinto da Costa em “ter olho” para treinadores acabou?!?!

    ResponderEliminar
  32. Em resposta ao RCBC, o Zenit deste ano, é a mesma equipa que foi eliminada no ano passado pelo Twente, e que este ano já perdeu em casa por 4-2 pelo Lokomotiv de Moscovo do Couceiro. Para além disso, eu julgo que sabes que jogar na Turquia não é pêra doce, e que o Besiktas também veio cá empatar 1-1 numa ronda do ano passado. Adicionalmente, quando ficámos com 10 no ano passado marcámos mais 2 e este ano sofremos 2. E em ambas as situações jogámos em contra-ataque...

    EnGdoPau

    ResponderEliminar
  33. Caros portistas sofredores (como eu!!!),

    O jogo com o Zenit foi na 4ª mas eu só consigo escrever hoje, TAL foi o meu desapontamento para com a equipa...

    Eu fui um dos que achei a célere e "on timming" substituição do AVB pelo VP, uma decisão ACERTADÍSSIMA por parte do PC!

    Eu fui um dos que adorou a exibição do FCP frente ao Lyon, mesmo perdendo!

    No entanto, tenho que dizer que, até hoje, desde esse jogo, não vi mais nenhuma exibição parecida, nomeadamente quanto à vontade, capacidade de pressão e até entrosamento.

    Julgo que houve, sim, períodos de alguns jogos bem conseguidos e até entusiasmantes...mas NENHUM completo! A equipa NUNCA foi consistente. Em NENHUM jogo!

    Acredito que VP seja DE FACTO o portista que diz ser mas...isso infelizmente não chega. Acredito que tem tentado SEMPRE fazer o que melhor sabe mas desconfio se naõ poderá ser alguma ânsia de protagonismo a curto prazo...

    Apesar de várias vozes que tenho ouvido contra ele ou contra as suas opções, defendi-o SEMPRE pois agradava-me o espírito agressivo que DIZIA querer imprimir à equipa...

    Não resultou! Nunca resultou! O amor louco que tenho pelo clube, como qualquer amor louco, faz-me muitas vezes ver só virtudes onde não as há...

    Na 4ªfeira...essas virtudes desmoronaram-se! Eu que hà cerca de 1 ano e meio pensei que tão cedo não iria ter de suportar mais alguma "exibição???!!!" como a que tivemos contra o Arsenal...levei em cheio com mais uma...

    Não está em causa o resultado, ou a derrota, ou o apuramento, ou até o 1º lugar na Liga...mas o MOMENTO e o futuro imediato!

    É que já não adianta saber se o VP tem competência...se o balneário não o respeitar, se os jogadores não acreditarem no que estão a fazer em campo!

    PS 1- Julgo que a direcção tem grandes responsabilidades, não sei se EXCLUSIVAMENTE, na constituição do plantel...pois considero uma falha MUITO GRAVE, uma IMPRUDÊNCIA INTOLERÁVEL a não substituição de Falcao!!! Será que é assim TÃO impensável que acontecesse um lesão ao Kléber??? E mesmo que não acontecesse!!! Porque não explicam o "caso" Walter??? 13 milhões por Danilo SÓ em janeiro? Não era mais racional ter contratado um 3º ponta de lança, nem que não fosse o melhor do mundo??? SINCERAMENTE...havia MUITAS soluções!!! CUSTA-ME IMENSO ver que após uma época de sucesso ocorram sempre uns laivos ou flashes de amadorismo no clube...

    PS 2- O FCP tem uma estrutura profissional para o futebol que considero ÍMPAR! Os jogadores (são eles próprios que confirmam)só têm de pensar em...JOGAR!
    AQUILO que o Fucile fez é IMPERDOÁVEL! O Porto pode perder, até pode ser goleado...MAS A PELE TEM DE FICAR EM CAMPO! É "DISSO" que fomos e somos feitos! É ESSE o nosso ADN! Quem não o tiver...ou adquirir...não tem cá lugar!

    Um abraço e um desejo ENORME que as coisas voltem ao nosso normal, pois SÓ nós sabemos o QUANTO CUSTA viver este estado de impotência!!!

    Pedro Pinto

    ResponderEliminar