03 fevereiro, 2013

No Berço nasce o Campeão e hoje foi um grande Dragão!

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

V. Guimarães 0-4 FC Porto

Liga 2012/13, 17.ª jornada
2 de Fevereiro de 2013
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães
Assistência: 17.244 espectadores


Árbitro: Marco Ferreira (Madeira).
Assistentes: Cristóvão Moniz e Sérgio Serrão.
Quarto árbitro: Pedro Campos.

V. GUIMARÃES: Douglas; Alex, Freire, Paulo Oliveira e Addy; Tiago Rodrigues e Siaka Bamba; Ricardo, Barrientos e Marco Matias; Amido Baldé.
Substituições: Barrientos por Crivellaro (61m), Alex por André (61m) e Ricardo por Machis (80m).
Não utilizados: André Pereira, João Ribeiro, Jona e Josué.
Treinador: Rui Vitória.

FC PORTO: Helton; Danilo, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; Fernando, João Moutinho e Lucho (cap.); Varela, Jackson e Izmaylov.
Substituições: Lucho por Castro (70m) e Izmaylov por Sebá (70m) e João Moutinho por Liedson (76m).
Não utilizados: Fabiano, Maicon, Abdoulaye e Tozé.
Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 0-2.
Golos: Mangala (14m) e Jackson (36m, 56m e 72m).

Cartão amarelo: Varela (9m), Alex (35m), Barrientos (40m), Otamendi (65m).

Começo esta crónica por expressar um sentimento... Nossa, que classe!

Temos sido brindados com exibições fantásticas do nosso Porto a roçar o absurdo dos que temos visto nos últimos tempos em Portugal.

Digo desde já, que não me acredito que isto caia do céu e acabe por desaparecer este nível exibicional como quem abre e fecha um olho, tal como não se conquista esta qualidade de jogo num ápice. E como me acredito que isto será para manter, digo-vos que na minha opinião este Porto é muito melhor que o Porto de Villas Boas e tantas alegrias nos deu! E só não digo que é melhor que a equipa de Mourinho Campeã Europeia porque falta passar esta bitola para a Europa e aí sim, acredito que provaremos de uma vez por todas que Porto é este (e estamos a atingir o nosso melhor momento da época bem próximo dessa etapa a eliminar da Champions, o que nos deixa muito confiantes).

E não falo apenas de números, porque esses estão à vista de todos... os níveis de posse de bola são abismais seja em casa, seja fora, não permitimos ao adversário ter bola perto da nossa área, não existem situações de perigo contra há muito tempo, as dinâmicas são fantásticas, procura imediata da bola após perda da mesma com uma intensidade altíssima. Digam o que disserem, muita gente estará a começar a engolir alguns sapos!

O líder está lá, nunca se escondeu e é o mesmo da época passada, que nos levou ao título, que teve coragem de assumir um posição difícil com um plantel dividido entre a permanência ou saída do clube. Deram-lhe tempo e ele mostrou que conseguiu colocar o seu cunho pessoal na equipa e mudar algumas mentalidades dentro do grupo. E sem poder esticar muito a corda no que toca a opções, continuamos a ganhar e com muita qualidade!

Mantendo esta postura, não daremos hipótese.

Sobre o jogo, contrariedade a meio da semana com mais uma lesão, desta feita de Defour, que vinha numa boa condição a obrigar a nova mexida. Vítor Pereira optou por dar a titularidade a Izmaylov pela 1ªvez de azul e branco, mantendo assim o modelo de jogo que tem sido utilizado após a lesão de James.

Não me vou alongar muito na análise ao jogo, quem não viu espero que possa ver, mesmo que não possam acho que vão ter oportunidade de assistir a mais Porto deste nos próximos jogos ver mais episódios parecidos com este.

Entrada forte do Dragão, mandão no jogo e pressionando muito alto, sempre com bola próxima da área adversária. Os 2 golos da 1ª parte foram fotocópia... canto do lado esquerdo batidos por Moutinho e Mangala a subir ao 2º andar (a lembrar Bruno Alves) e com uma cabeçada fortíssima faz o 1-0; pouco depois Moutinho novamente a levantar o canto e ao 1º poste uma rápida entrada de Jackson também muito alto faz o 2-0 para o Porto com outras tantas perdidas e oportunidades tiradas pelo mau assistente pelo meio.

Para a 2ª parte ficou reservado quase a mesma receita. Só não foi totalmente igual porque houve curtos períodos de menos qualidade na posse de bola a meio desta segunda metade para terminarmos novamente em grande intensidade e completamente por cima do Vitória.

Destaque para mais 2 golos de Jackson a fazer 18 golos em 17 jogos!

Também a realçar a estreia de Liedson fazendo dupla com Jackson na frente de ataque, mas a mostrar que se encontra muito perro e com muito trabalho pela frente.

Alex capitão do Vitória no final da partida: “Este Porto está para o campeonato Português, como o Barcelona está para o campeonato Espanhol”. Está tudo dito meus caros…

Melhor em campo: Grande jogo de toda a Equipa, mas Jackson pelo Hat-trick.



DECLARAÇÕES

VÍTOR PEREIRA

Muita qualidade
“Tivemos uma entrada muito forte no jogo, mostrando muita qualidade do princípio ao fim, com uma intensidade altíssima, circulando a bola a toda a largura, com jogo interior e exterior e uma agressividade tremenda em relação à perda. Fizemos mais um belíssimo jogo, frente a um adversário difícil, que estava entusiasmado, mas o FC Porto foi igual a si próprio. Marcámos quatro, mas poderiam ter sido mais.”

Refinar o jogo
“Atingimos uma maturidade muito grande em termos de jogo, com uma qualidade alta e, graças à personalidade que tem o nosso plantel, todos jogam em qualquer campo da mesma forma. Estamos num patamar alto a nível de jogo e agora temos de o refinar e acrescentar ainda mais coisas para podermos continuar a evoluir.”

Os reforços
“O Izmaylov acrescenta muita qualidade técnica e está como peixe na água neste grupo. O Liedson vai ganhar condição física, ligar-se com os colegas e acredito que nos vai ajudar muito.”

JACKSON MARTÍNEZ

Primeiro “hat-trick”
“Fizemos um jogo muito completo, ofensiva e defensivamente. Tivemos muitas oportunidades e mantivemos sempre o controlo do jogo. Um avançado quer sempre marcar e ajudar a equipa a chegar à vitória e, graças a Deus, hoje tive uma noite maravilhosa e pela primeira vez em Portugal fiz três golos num jogo. Estou feliz pelo triunfo e por estarmos no topo da classificação.”

Sem conformismo
“Julgo que estamos no nosso melhor momento, estamos melhores a cada dia que passa e a aperfeiçoar os movimentos. Não há conformismo, mesmo depois de tudo o que já conseguimos. Quanto a Liedson, jogámos pouco tempo mas o importante é que ele se sinta bem, acolhido por todo o grupo e parte deste triunfo.”



RESUMO DO JOGO

7 comentários:

  1. "O FCPorto está para o campeonato português como o Barcelona está para o campeonato espanhol"
    Fim de citação

    E com esta, lá ficou o rei nú... com mais 4 no cú!!!

    ps - OBRIGADO MISTER VP!

    ResponderEliminar
  2. não se pode dizer que os de Guimarães (que se fazem passar por brancos, no seu vermelho desbotado), não tem sido sempre bem tratados, depois daqueles fitas nojentas acerca das idas às Europas. Será que agora ainda lá chegam?

    ResponderEliminar
  3. Jogamos tanto futebol!! O resultado só não é mais expressivo pois continuamos a ver o nosso sistema de jogo constantemente anulado pelos fiscais de linha (mais 2 ou 3 foras de jogo incríveis)...
    Repito, este ano está equipa faz me sonhar.
    Excelente Vitor Pereira a fazer o 4-0 de cabeça :)

    Saudações azuis e brancas!

    ResponderEliminar
  4. SUPER PORTO!
    Grande exibição, grande vitória! Esta equipa do FC Porto, de jogo para jogo, evidencia uma capacidade digna do que há de melhor no futebol. Os jogadores têm notória e reconhecida qualidade técnica; mas o que deslumbra é coordenação entre todos. Os azuis-e-brancos estão a caminho de, com esta equipa, se tornarem um caso sério no futebol europeu. Nada a que não estejamos habituados… Realce, sem dúvida, para um treinador, o mesmo do ano passado, mas do qual tenho muito orgulho em, agora, escrever o nome em maiúsculas: VÍTOR PEREIRA! SUPER VÍTOR PEREIRA, SUPER FC PORTO!

    ResponderEliminar
  5. Um Porto de Honra, produziu uma exibição de grande qualidade, para ninguém botar defeito, aliás, na linha da que tinha feito frente ao Gil Vicente e conquistou um triunfo indiscutível, por números que até podiam ser mais dilatados. Frente a um Vitória que já não perdia há 7 jogos e que em casa é sempre um adversário difícil, a equipa de Vítor Pereira jogou muito bem, durante todo o tempo, foi categórica e reduziu a nada, uma equipa que ontem, mérito do F.C.Porto, pareceu vulgar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. O nosso destino é só um: VENCER!!!!!
    Mesmo com petardos e perdigotos, mesmo com ficais de linha com visão de "águia", mesmo com penalties por marcar....
    O Barcelona está para o futebol espanhol, o que o Porto está para o português!!!!

    ResponderEliminar
  7. Portista de Aveiro03 fevereiro, 2013

    Boas!
    Será que vai aparecer algum tubarão da Europa a bater os 18 milhões pelo nosso treinador? Espero que não, porque este homem sabe muito da poda... E é só um mero adjunto porque se fosse um catedrático "A Bosta" já o tinha colocado no Real Madrid a substituir o Mourinho.
    Cumps,
    Portista de Aveiro

    ResponderEliminar