31 dezembro, 2015

OS ABUTRES DO DRAGÃO.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

Poucas coisas, muito poucas coisas mesmo, me deixam tão irritado como quando o Porto perde.
A sensação de impotência misturada com a frustração, apoderam-se de mim, e o ideal é nem me falarem.
Mas se há coisa que me orgulho de manter é o mínimo de racionalidade e bom senso, tentando sempre perceber aquilo que é, em minha opinião, o melhor para o clube, e vai daí, não desatar a disparar em todas as direcções quando a coisa corre mal.
Como qualquer pessoa, tenho as minhas simpatias e preferências pessoais, há aqueles de quem gosto e aqueles que nem suporto, vá-se lá saber porquê, pois muitas das vezes esse tipo de sensações até surgem sem grande explicação factual.
Há no entanto algo que nunca está à frente das minhas preferências ou dos meus “ódios de estimação”: a enorme vontade de ver o meu Porto ganhar jogo após jogo, título após título.

Serve todo este introito para dizer que, neste momento, parece existir um vasto número de portistas que estão muito mais preocupados em insultar o treinador, em o criticar e o contestar, do que propriamente defender os interesses do FC Porto. E não, mandar o treinador embora agora, jamais poderia ser considerado defender os interesses do clube.
Há um leque demasiado alargado de abutres que neste momento ocupam as cadeiras do Dragão que parece só estarem “à esperinha” da mínima oportunidade para levantar a sua voz contra Lopetegui.

Que fique claro que nada me move em defesa do basco. Quero lá saber se o treinador do meu clube se chama Julen, Júlio ou Juvenal. Quero é o melhor para o meu clube.
Agora, só verdadeiros mentecaptos, só verdadeiros inconscientes, só verdadeiros abutres poderiam fazer aquilo a que assisti na passada terça-feira no Dragão.

Final de tarde de dia de semana, pelos vistos com infelizmente muita gente de férias, seguramente recorde de venda de pipocas do nosso estádio. Da minha parte, tive que chegar já depois da hora pois era dia de trabalho, e tive que fazer um grande esforço para lá estar ás 18:15h... quem faz o esforço que eu fiz, quer é ver o Porto a ganhar e não ir para lá libertar as minhas frustrações diárias... parece que anda aí muito frustrado!
A 4 dias de visitar o 2.º classificado, ocupando o sempre confortável 1.º lugar, perdemos um jogo na menos importante de todas as competições. Sinal de preocupação? Obviamente! Sinal de alerta? Obviamente! Sinal de que nem tudo vai bem? Obviamente... está longe disso! Sinal de que faltam, no mínimo, centrais de qualidade e ponta de lança de maior classe? Pois está claro que sim!
Mas como é possível que a 4 dias do clássico, se crie uma atmosfera de tanta hostilidade e contestação? Quem o fez terá a noção daquilo que criou? Terá noção do quanto pode ter prejudicado o desenrolar do jogo de sábado, e por inerência, todo o resultado desportivo de uma época? E pergunto: com que intenção? Mas cabe na cabeça de alguém despedir um treinador que está em primeiro lugar e que daí a 4 dias vai a casa do 2.º classificado? E já agora, quem seria o nosso treinador em Alvalade? Rui Barros ou Luís Castro? Ou faríamos uma votação on-line para escolher três brilhantes adeptos que tudo saibam de futebol, para fazerem uma comissão técnica de salvação clubística?

Haja sentido de responsabilidade nas atitudes!
Haja dignidade nos comportamentos!
O 25 de Abril já foi em 1974 pelo que todos se podem manifestar livremente... mas tenham juízo e não prejudiquem o clube.
Os abutres, pois é de abutres que estamos a falar, que estão apenas à espera do momento do ataque, tenham noção de que fizeram um excelente trabalho em prol de JJ, Bruno Carvalho, Otávio Machado e restante corja!
Com um jogo da taça da Liga tiveram o condão de voltar a alterar todo o momento psicológico do jogo. Antes, a pressão estava toda do lado deles, pois tinham acabado de perder um jogo e a respectiva liderança. Agora, graças aos abutres, a pressão passou para o nosso lado, com a equipa a abordar o jogo sob brasas e não com a tranquilidade que o poderia fazer.
Sublinho, nada me move em defesa de Lopetegui... no dia em que sair do FC Porto, nunca mais me interessa nada da vida dele. Agora, enquanto aqui estiver ou outro qualquer aqui estiver, jamais colocarei à frente do meu amor pelo clube as minhas preferências por este ou aquele treinador.

Termino apenas com um exercício, que julgo não ser a primeira vez que o faço aqui: o que faríamos nós se levássemos 5 em casa de um rival? E se nesse mesmo ano esse rival fizesse a festa do título em nossa casa? E se nesse mesmo ano fossemos eliminados em casa por esse rival na taça de Portugal? E se no ano seguinte tivéssemos 5 pontos de avanço para o 2.º classificado em plena 2.ª volta e não fossemos campeões, perdendo a liderança em casa frente a esse rival? E se no ano seguinte tivéssemos 4 pontos de avanço a 3 jornadas do fim com 2 desses jogos a serem em casa com Estoril e Moreirense, e não fossemos campeões? E se nesse mesmo ano perdêssemos a final da taça de Portugal contra o Guimarães? Bem, se tivéssemos este cenário em 3 anos seguidos, tínhamos esgotado o stock de lenços brancos, o stock de palavrões, insultos e impropérios em direcção a tudo e a todos, além de muros pintados e outro que tais.
Pois... aqueles que muitos dos abutres dizem “Nós com JJ éramos campeões brincar”, esquecem-se que, tal como fazem com todos os treinadores, não teriam paciência para metade daquilo que ele fez no 5lb! Em 4 anos, tinha 1 título conquistado... desgraçado de Lopetegui se fizesse o mesmo.

Até sábado... lá estaremos, esperando que os assobiadores e pipoqueiros fiquem no seu sítio... o sofá!

PS – Obrigado presidente pelos votos de feliz 2016... ai desculpe, desta vez o Senhor não foi à zona mista desejar os votos de Feliz Ano Novo!!!

28 comentários:

  1. Fantástico artigo de opinião!!! Revejo-me em tudo aquilo que foi escrito. Quem ama o clube não festeja golos do adversário, como aconteceu na passada 3ªfeira em pleno Estádio do Dragão!!!

    ResponderEliminar
  2. gosto pouco de pipocas durante um jogo... perfiro nem comer, ou se estiver em casa no máximo uma bifana e uma mini... mas...

    quem prejudicou o clube, a preparação do FCP para o 1º grande jogo do ano 2016 e quem melhor ajudou os tais do Sporting ... não foram os adeptos !

    Foi quem não percebeu que depois de algumas críticas, se ganhou o lugar dianteiro com uma exibição interessante em casa e... este jogo pouco importante de facto não o era.

    Tal como contra o Dynamo não faltava 1 ponto apenas (faltava tb roubar 2 ao adversário direto), este jogo era já por si a preparação mental para o seguinte... e a estratégia não teve isso em conta.

    4 dias são mais que suficientes para descansar... mas o melhor descanço é quando se tem a cabeça limpa e se dorme tranquilo após uma vitória !

    não embarco em dramas, nem tao pouco em assobios durante o jogo... mas a relação com o treinador do Porto está no limite do aceitável.

    Não tenho conhecimentos para avaliar a competências de implementar a metodologia de treino... mas eu e tantos outros portistas sabemos bastante de futebol para perceber que a equipa tem sido mal preparada motivacional e psicológicamente para os jogos, que o modelo de jogo não dá diversidade de soluções e capacidade para enfrentar desafios diferentes, que o modelo é redundante e monocórdico, logo mais previsível e tende a ser anulável... além disso é massador para quem vê e não proporciona espetáculo especialmente contra equipas fechadas.

    os jogadores são quem melhor conhece o treinador, são o reflexo do treino e do sucesso das capacidades do treino ... e ... tremem como varas verdes. não gosto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem ama tem uma cultura de exigência e não uma cultura do deixa andar só porque o jogo é da taça da liga. O Porto perde da forma que perdeu e os sócios vão apoiar a equipa!?? Já percebi que andam aqui muitos portistas que gostam de jogadores mercenarios e de treinadores que não respeitam a grande história do clube!!!

      Eliminar
  3. Este artigo de opinião é fantástico, mas ridículo.
    O Sr Lopetegui é fabuloso, mas como não percebe nada de futebol de clubes, gosta de inventar e perder tudo.
    O Pablo Osvaldo é fantástico, mas não consegue marcar golos, deve ser por causa dos sapatos japoneses, ou porque lhe devem dinheiro.
    O Marcano um fenómeno, mas é um passador na defesa.
    O Imbula é maravilhoso, mas um FLOP.
    Tudo corre bem no FCPorto, a não ser os malandros dos adeptos que querem ver bom futebol, misturado com vitórias.

    Um Abutre

    ResponderEliminar
  4. Com 40 anos de associado, não me lembro dum treinador tão incompetente, estar tanto tempo à frente dos desatinos da equipa de futebol. Já os tivemos incompetentes, mas foram descartados em tempo útil. Já passei os 70 anos. Não sou, nem nunca fui de pañuelos, assobios e outros dislates. Porém é para mim incompreensível a tolerância para com Julen Lopetegui. No histórico destes cerca de 2 anos, digam-me qual foi a situação que perante um jogo decisivo ele tenha sido capaz de o decidir a nosso favor. É um perdedor. Bom rapaz, educado, provavelmente assíduo e pontual. Cumpridor de tarefas e outras incumbências, mas FUTEBOL nickles. é o que os brasileiros chamam um PÉ FRIO.
    Mandá-lo agora às malvas, nem é cedo nem é tarde. É assim, assim.
    O jogo do Ano para Lopetegui é já no sábado. Realisticamente, não me custa adivinhar o desfecho desse jogo. E todos vós tolerantes preparai-vos para 4 meses de terror.

    Um doloroso abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fala, ou melhor, escreve a experiência !

      Eliminar
  5. Como complemento ao meu comentário anterior, lembrar o seguinte: ALGUÉM TEM RECORDAÇÃO DUM CLUBE DE FUTEBOL QUE PARTICIPANDO NUMA PROVA CUJA FASE DA COMPETIÇÃO SE DISPUTA À MELHOR DE TRÊS, SEJA ELIMINADO LOGO AO PRIMEIRO JOGO E DISPUTADO NO SEU REDUTO?
    Não se lembram? Eu também não !
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu lembro-me perfeitamente:Futebol Clube do Porto treinado por André Vilas-Boas,sim esse mesmo,derrota no Dragão com o Nacional da Madeira,e esta,hein?

      Eliminar
  6. Já eu desta vez, e ao contrário do habitual, estou completamente de acordo com o artigo. Temos um conjunto de adeptos que à boleia da imprensa centralista enfiou na cabeça que temos um plantel maravilhoso, um treinador miserável e um presidente acabado. Não saímos disto, porque somos todos grandes treinadores, excelentes visionistas entre outros adjectivos abonatorios que cada um de nós ostenta quando a falar do clube diz respeito. Ou então não é nada disto.

    Bom ano.

    ResponderEliminar
  7. Ora bem acho que é preciso ter em consideração algumas coisas neste artigo:

    Primeiro de tudo é muito mau e um sinal dos tempos em que estamos comparar o que o Jorge Jesus fez nos primeiros anos no Benfica com o que o Lopetegui está a fazer no Porto. Mas mesmo assim, vamos fazer isso. O Jorge Jesus pegou numa equipa que não ganhava o titulo há 5 épocas e foi campeão na primeira época que fez. Ganhou também a taça da liga. No ano seguinte é verdade que foi humilhado pelo Porto mas ganhou mais uma vez a taça da liga, trofeu que voltou a ganhar no ano seguinte. Ou seja chegou ao final das primeiras 4 épocas com 4 titulos (mesmo que com apenas um campeonato) e chegou aos quartos de final da liga dos campeões, uma semi final e uma final da liga europa. Além de por a equipa do Benfica a jogar um futebol atraente. E mesmo assim ele chega ao fim daquela época em que perde tudo fortemente contestado e só um grande esforço por parte do Luis Filipe Vieira é que o mantem no clube. Esforço esse que deu resultados, visto que no ano seguinte ele ganhou tudo a nível interno e volta a marcar presença numa final europeia que só não ganha porque na baliza da outra equipa estava um senhor chamado Beto. Não quero com isto dizer que seja um grande fã do Jorge Jesus. Acho que ele tem boas ideias e sabe motivar os jogadores mas também acho que muito do que ele conseguiu deveu-se principalmente a um esforço financeiro enorme por parte do Benfica e a um desinvestimento por parte do seu maior rival, o FC Porto.

    Quanto ao Lopetegui, o que se tem passado a nível de contestação, não pode ser analisado isoladamente, como muito destes artigos o fazem. É preciso lembrar assim muito rapidamente:
    Na época passada
    - A vitória por 2-0 do Benfica no Dragão;
    - As várias oportunidades falhadas de atacar a liderança quando o rival falhou;
    - O 1-6 em Munique
    - O jogo na Luz quando o Porto precisava de ganhar e ele entra com uma equipa defensiva e sem falar do trocar de bola na defesa nos descontos;

    Esta época
    - O falhanço na Liga dos Campeões quando bastava uma vitória em casa à penultima jornada para sermos primeiros do grupo;
    - O jogar em Chelsea sem ponta de lança quando era um jogo do tudo ou nada e o Chelsea estava claramente na mó de baixo;

    E principalmente a insistência num futebol feio e chato, que tenta ser uma imitação muito fajuta do modelo espanhol e do Barcelona mas que não chega nem perto, por um lado porque o Porto não tem interpretes para tal e principalmente porque acho que ele não tem compreensão táctica para tal.

    A juntar a estes factores todos, é preciso relembrar que desde que o Villas Boas saiu tem havido várias más decisões por parte da direção que levou ao facto de nas ultimas duas épocas e meia só tenhamos ganho uma supertaça portuguesa. Se o Vitor Pereira não era treinador para o Porto, o que dizer dos seus sucessores. E é preciso relembrar que já não havia um investimento tão grande no plantel há muito tempo. Por estas e por outras se queremos realmente defender os interesses do clube é preciso protestar, é preciso criar mau ambiente, para que este treinador saia o mais rápido possível.

    ResponderEliminar
  8. Época 2010/2011
    02/01/2011
    Porto x Nacional da Madeira
    Resultado final: 1 x 2
    1ª Jornada.
    FC Porto eliminado.

    ResponderEliminar
  9. Então a culpa é dos adeptos...estou esclarecido.

    ResponderEliminar
  10. "não me lembro dum treinador tão incompetente"
    Em 40 anos de sócio tem memória curta: Quinito; Ivic na 2ª passagem; Del Neri; Couceiro; Stessel. Octávio Machado.
    Não me diga que são todos melhores...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em 40 anos este treinador teve o que nenhum treinador teve. Milhões gastos em jogadores. Parece que há aqui alguns,que em vez de abutres devem ser comissionistas...

      Eliminar
  11. Os balanços fazem-se no fim de época. Aí é tempo de contar prós e contras, de assobiar ou de meter a viola ao saco... até lá apoiem ou ao menos fiquem calados durante o jogo. Quando não se ajuda, ao menos não prejudique...
    numa eliminatória com 3 jogos (e não à melhor de 3) quando o adversário já tem 2 jogos não é muito difícil estar eliminado ao final do 1º jogo...
    Papataças

    ResponderEliminar
  12. Oh Guilherme,
    Eu digo lhe. Época 2010/11, com AVB, E com 5 titulares. Como os assobiadores, perdeu uma boa ocasião de ficar calado. Qual o clube que não deseja "adeptos" destes?
    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  13. Compreendendo embora a sua frustração, e a manifesta antipatia que tem pelos assobiadores, contra os quais também me insurjo, acho que podemos estar a criar a ideia de que só há dois tipos de portistas: os bons, e os maus. Custa-me a acreditar na falsidade quando se trata de afectos clubistas. Uns gostam de uma maneira, outros de outra.

    Se falarmos de estupidez, de atitudes incontidas, é outra coisa. Podemos (e devemos) censurar esses comportamentos, mas não duvidar dos seus sentimentos mesmo que a nós nos parecem estranhos. A mim, também me parecem.

    Essa, é apenas uma parte abrangente da gente pouco civilizada existente em todo o país, e em TODOS os clubes. Essa gente não está só nos estádios, passam por nós na rua, nas escadas rolantes, nas estradas, nos supermercados. Está-me a entender, tenho a certeza...

    Por outro lado, exceptuados esses exagerados que, antes mesmo dos jogos iniciarem, já estão de assobio na boca, considero assobiar tão natural como aplaudir, desde que usado no momento certo e com razoabilidade. No fim dos jogos, se for caso disso. Não se escandalize, mas é isso mesmo que eu penso. Antes de me responder, volte a trás e leia bem o que escrevi, para que não confunda.

    No teatro (que é também um espectáculo ), os espectadores assobiam, ou aplaudem consoante a sua opinião e gostos. Sei que são espectáculos diferentes, que no teatro a relação entre artistas e espectadores é menos identitária, não tem adrenalina, mas não deixa por isso de ser um espectáculo.

    Mas, pergunto: não lhe ocorre admitir que esses assobios ao treinador sejam também uma forma
    "sofisticada" de pressionar a SAD, já que ninguém tem coragem de falar nas Assembleias? De lhes dizer: Hei! nós estamos aqui, pagamos cotas, somos gente, queremos ver futebol, saber coisas sobre o nosso clube! Que me diz a isso?

    Pergunto: estará o nosso Presidente a ter um comportamento exemplar com toda a massa de associados e simpatizantes? Olhe, para mim, as suas (de Pinto da Costa) atitudes presentemente, são bem mais condenáveis que os assobios desses adeptos. E no entanto, fui dos poucos que tudo fiz para o apoiar e defender quando era atacado por todo o lado, de norte a sul do país.

    Não me leve a mal, mas acho que se calhar devíamos era começar a preocupar-nos com isso, com a barreira de silêncio que o vem separando de todos nós. Pense nisso.

    Um Bom Ano para si, e para todos os portistas (até para os malucos do assobio)...

    ResponderEliminar
  14. Grande Norte. Nun a te doam os dedos!

    ResponderEliminar
  15. O clube acima de tudo mas o incompetente que faz de treinador é que colocou TODA a pressão do lado do Porto antes do jogo com as lagartixas.
    Aliás, o Julen invariavelmente (quase) só faz merda e às vezes cortar o mal pela raiz é a melhor forma de resolver os problemas. Claro que o PdC já deixou claro o que se vai passar, só espero que tenha mais uma vez razão!
    Nota importante: quase todos que vão ao estádio pagam um ingresso e têm o direito (e dever) de se manifestar até desagradados quando uns miúdos a ganhar mais por mês que eu num ano envergonham a camisola que envergam! Não são os "abutres" que recebem 30 ou 50 euros para ir ao estádio, é ao contrário, não esquecer isso!

    ResponderEliminar
  16. A culpa é dos adeptos? Sim claro, podiam ficar em casa confortavelmente,e assim não desestabilizavam os jogadores,mas teimam em manter a paixão pelo clube e em sofrer por ele,respondem à chamada quer chova ou faça sol,sem outro interesse a guia-los que não seja ver o nosso estandarte no posto mais alto,mas pecado grave não sabem sofrer em silencio.O nosso dragão(estádio) palco único, onde as emoções extravasam, quer nas grandes vitorias mas também nas derrotas, só assim é possível viver a plenitude azul e branca.Adeptos vivos, activos, exigentes,presentes que sentem como ninguém o clube são o nosso maior capital, não garrotem nem tentem formatar, as formas de como cada um vive a sua paixão.Certo que o sócio que me ladeia quer tanto a vitoria quanto eu,e o que o ladeia a ele idem, partindo deste pressuposto não há lugar para abutres.

    ResponderEliminar
  17. Sem mais palavras (todos compreenderão):
    No face, 3 já foram chamar “pipoqueiro” (nunca comi disso…!), “anti-portista”, “benfiquista disfarçado”, (KKKKKKKK!), “cegueta”, “anormal”, “imbecil”, “palerma”, “destrutivo” e… “fdp” a quem lhes pertence. Aproveito para lhes desejar (para já a esses três) um Bom Ano e um feliz epílogo para a carreira do Sr. Lopetegui no FC Porto! São os meus sinceros votos. BIBÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  18. Pensei, pensei e resolvi publicar isto (do meu mural no face) aqui. Tenham... paciência:
    "
    Nunca vi o que se está a passar entre adeptos Portistas! É vergonhoso, deprimente!
    Respeito todas as opiniões! Aceito o contraditório venha ele donde vier, mas com elevação. Não concordo, nem posso aceitar, que se insulte quem têm opinião diferente da que eu partilho com outros. Os princípios de boa educação que me foram transmitidos pelos meus progenitores e que sempre cultivei, norteiam a minha postura e tornam-me intransigente perante a perfídia e o insulto gratuito. Desde um subtil “cegueta” até ao tradicional “fdp” de tudo já ouvi dos fiéis seguidores de Lopetegui contra os quais nada tenho porque cada um… “ama o seu amo”. Mas não tolero que me importunem só porque não gosto do basco (pasme-se, nunca pedi a sua demissão; desafio quem me queira desmentir…). É triste, deprimente, há insultos de parte a parte. Mas os dos seguidores do treinador roçam o inconcebível! É vê-los, ufanos, a vangloriarem-se da injúria e dos ataques insidiosos! No meu mural ou pessoalmente não vou tolerar mais isso. Vou “arrumar” com 3 ou 4 provocadores porque em “minha casa” só entra quem eu quero ou quem vem por bem. Para além disso, quem não se sentir confortável com a minha amizade tem a porta aberta.


    NINGUÉM É MENOS PORTISTA QUE EU por opinar diferente. Tudo se resume a isto:
    1) Lopetegui não nos leva a nada, não é treinador para o FC Porto. É a minha opinião e agradeço que a respeitem como eu respeito a contrária;
    2) Abomino, não tolero assobios ou lenços brancos; 3) Contudo qualquer Sócio e adepto Portista tem, nessa condição, a capacidade e o DEVER de se manifestar de modo que entender sem pôr em causa os superiores interesses do Clube. Não somos "carneiros", somos DRAGÕES!

    Por último, ao texto que publico a seguir, houve quem desse uma interpretação diferente da minha - tudo bem (respeitando a diversidade!) – mas os parêntesis são meus e dão cor à minha “leitura”:

    “Sou um ex-jogador do F.C. PORTO, formado no clube, campeão em todas as categorias. Ao longo de dez anos muitas alegrias, algumas tristezas. O que aprendi é que o CLUBE tem que ser sempre defendido até à morte. A opinião é livre mas o F.C. PORTO é mais importante do que qualquer elemento (qualquer treinador, qualquer jogador). Sempre PORTO!”"

    ResponderEliminar
  19. A culpa é sempre dos adeptos!!!!

    Gostaria de ver um jogo no Dragão sem a presença dos... abutres!!!!
    Esses abutres que teimam em ir ver o FC PORTO, mesmo sabendo que o treinador é o mesmo, o futebol praticado é o mesmo, as substituições são as mesmas!!!
    Abutres que não sabem se comportar com palminhas quando o Marcano perde a bola, o Maicon faz um passe de 30 metros para o apanha-bolas da lateral esquerda ou o Brahimi sai com cara de fodido porque já sabe que em todos os jogos tem que sair!!!

    Deveria ser uma assistência tipo ballet Bolchoi com muitas palminhas e no final rosas e mais rosas a Lopetegui... pois, porque ser arrumado em casa no primeiro de 3 jogos faz parte do futebol!

    Malditos abutres que só querem ver o FC PORTO ganhar!!!!

    ResponderEliminar
  20. Muito bem. Os que andam preocupados com os assobios que se preocupem com as comissões!!!

    ResponderEliminar
  21. Um disparate tremendo colocar nos adeptos a responsabilidade de agora termos ficado nós com a pressão do jogo de Alvalade!! Mas afinal quem levou 3 do Marítimo em casa? Quem tirou 10 jogadores? Quem se sujeitou ao que se passou!??
    Poupa-me a esse discurso coneiro! Têm de ser responsabilizados todos... com a merda do treinador à cabeça. Se aquele jogo fosse um caso isolado percebia-se esse discurso, mas já não há paciência... e fora TRINTA E UM MIL ver o tal jogo da competição que não interessa e nem pelos adeptos há brio ou respeito pelo emblema?! Que não nos envergonhem e ninguém era assobiado...
    ahhhhh... e palminhas e paninhos quentes como no ano passado depois de levar 6 em Munique porque o jogo seguinte era na Luz resultou em quê!?!
    Chega de desculpas. Chega de tolerância. Chega de permitir que andem a brincar com o clube...

    Essa tanga de vir com o passado dos 5-0, dos títulos... está no museu e é passado!! Vai para 3 anos sem ganhar nada, nem uma taça da Liga... 

    ResponderEliminar