04 dezembro, 2015

TENHAM VERGONHA... RESPEITEM O CLUBE E OS ADEPTOS.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

Não vos vou cansar a dizer o que penso dos Dragões de Ouro. Em 26/09/2013, fi-lo AQUI pela última vez, como já o tinha feito anteriormente. Continuo a achar incompreensível que seja uma festa do Portismo fechada aos sócios. Podem-me dar mil razões, que eu não compreendo o porquê de os topos do Dragão Caixa não ficarem disponíveis para bilhetes a serem adquiridos pelos sócios. Ou será que compreendo? Será que esse espaço tem que estar preenchido pela tia da prima do amigo que arranjou um convite? Será que todo o pavilhão fica repleto porque se convida gente que nem na “falecida” retrete das Antas deveria ter lugar?

Pois é, vamos mesmo por aí, vamos mesmo pelos convidados... TENHAM VERGONHA, RESPEITEM-NOS!
O Valadares quase me estragava o post de hoje, mas acabou por servir como aperitivo.

Não é a primeira vez que vejo jornaleiros sebosos, anti-portistas primários, a receberem honras absolutamente indignas e que nenhum nosso dirigente (especialmente o presidente!) se dignou a explicar. Recordo o que AQUI escrevi em 05/01/2012.

Mas o ridículo, a falta de vergonha e o desrespeito pelos associados de quem dirige o nosso clube, está a ultrapassar todas as marcas. Neste momento, quem manda está-se a marimbar para os sócios e aquilo que eles pensam. Estão-se a marimbar para aquilo que o passado significou. Acham que certas guerras estão fora de moda, que revelam uma atitude provinciana e pequena. Pois bem, deve ser essa mudança de atitude que nos tem trazido estes 2 anos de belos resultados desportivos.

Sr. Presidente do Futebol Clube do Porto, o Senhor tem obrigação moral e enquanto portista de nos explicar o escandaloso convite a Vítor Serpa, diretor do jornal A Bola. Nós não somos palhaços, nós não somos uns bónes que nos usam quando querem, nós não somos os parolos que servimos para incendiar quando vocês se lembram.
Ora era o Otávio Machado que era um “porco” sempre que falava de nós, e de repente foi nosso treinador.
Ora era o Fernando Gomes (bi-bota de ouro!) que não passava de um vendido e passou a nosso dirigente!
Ora era o Alexandre Pinto da Costa que era íntimo de Luís Filipe Vieira e agora usa e abusa da nossa imagem para se promover.

Chega, basta... respeitem-nos!
Respeitem a nossa história, respeitem os nossos valores e identidade!
Parem de fazer de nós burros, mudando comportamentos perante pessoas que tão mal fizeram ao nosso clube.
Parem de gerir o clube como se fosse uma quinta privada onde não têm que se justificar a ninguém... não, têm que se justificar sim senhor, porque os sócios somos nós (não confundir com clientes!) e o Porto é nosso... não é dos assalariados que pontualmente estejam neste momento no clube.

Sr. Jorge Nuno Pinto da Costa, tenho uma inestimável admiração por si e que perdurará por todos os anos da minha vida. Devo-lhe algumas das maiores alegrias da minha vida. Mas isso não lhe dá o direito de meter dentro de portas uma daquelas pessoas que está na história do clube como um dos seus maiores inimigos diários, rosto de campanhas diárias e com largos anos de existência que sempre visaram denegrir o nosso clube, diminuindo o mérito das suas vitórias e fazendo sempre a apologia da nossa batota por oposição ao sempre engrandecimento dos grandes da capital. Vítor Serpa é diretor de um jornal com conotação lampiã e que sempre cultivou o ódio pelas nossas cores.

É por tudo isto que não posso calar a minha indignação e revolta, dando voz a milhares de portistas que se encontram indignados com este comportamento da Direção do Futebol Clube do Porto. Numa suposta festa do portismo, num local onde se deveria respirar Porto, num local onde a mística deveria ser recordada, lembrada, renascida e cultivada, num local onde já não entram aqueles que verdadeira e desinteressadamente amam o seu clube, temos agora que ainda por cima ver nesse espaço alguém que pelo simples facto de respirar no Dragão Caixa conspurcou o tão belo espaço. Mas apesar disso, se calhar, ainda tenho que agradecer a sua presença, não fosse ele mandar em sua representação o Zé Manel Delgado ou o Fernando Guerra... que VERGONHA meu Porto!

Tenham a dignidade de nos darem as devidas explicações.
Tenham a dignidade de nos pedirem desculpas.
Tenham a dignidade de não repetirem este desrespeito.
Tenham vergonha na cara...

Eu sei que a falta de respeito pelos associados é tamanha, que já nem nas Assembleias Gerais se dão à obrigação moral de responder às perguntas dos associados. Eu sei que a falta de respeito pelos associados é tão grande, que até nesse espaço acham que é ridículo falar dos colaboradores que se vestem de vermelho. Eu sei que o seguidismo interno, carregado de “yes man's” é tão grande, que quem manda até fica com a ideia de que somos todos uns carneirinhos. Mas basta, chega disto!

Nós queremos o nosso Porto de volta!
Um Porto lutador e agregador!
Um Porto onde as pessoas se revêm no clube!
Um Porto onde as pessoas acreditam no clube!
Um Porto que honra o passado e é ambicioso para o futuro!
Um Porto que não esquece quem lhe faz mal!
Um Porto que se une em si mesmo contra aqueles que o desrespeitam!
Um Porto solidário de “um por todos e todos por um”!
Um Porto que funciona como um só, em que bater em um, é bater em todos!
Um Porto tripeiro, bairrista, com valores e identidade!
Um Porto baluarte de uma cidade e de uma região que incorpora as suas tradições e luta arduamente contra o centralismo!

Até sábado no sítio do costume

18 comentários:

  1. De acordo com o post.

    Quanto à justificação da presença de tão execrável criatura, só me ocorre a famosa frase de Lao Tsé:

    “Mantenha os amigos sempre perto de você e os inimigos mais perto ainda.”

    ResponderEliminar

  2. Em TOTAL acordo com o post mas...enquanto a revolta se limitar aos posts...temo que NADA se vá passar de bom! NUNCA julguei dizer isto mas...a sucessão impõe-se. TRANSVERSAL!

    Pedro Pinto

    ResponderEliminar
  3. O post é muito potente e direito ao assunto. O serpa ir a gala é fazer pouco dos Portistas. É indescritível, ficámos todos sem palavras ao ver esta foto.

    E o Post do Norte, para não variar, consegue por por escrito, o que nos vai na alma. Está tudo aqui, não tiro uma virgula, nem seria capaz de exprimir isto desta forma tão estruturada, tão forte e tão certeira.

    Só tirava uma linha, a do Gomes. Estragou-me o dia ler o nome do Bi-Bota misturado com os outros 2+1 personagens. Até porque assumo que vindo do Norte, tenha razão para o fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo que a introdução/mistura do nome Fernando Gomes com os outros personagens... eh... é brincadeira! no resto... perfeitamente de acordo. Andam por lá muitos anti-corpos!

      Eliminar
  4. Boas,
    Não posso estar mais de acordo, não posso deixar de dizer que estas palavras são também minhas.
    Vou estar agradecido ao nosso Preseidente para o resto da minha vida mas já está na hora da mudança. Assim não.
    Cumprimentos,
    Pedro Moreira.

    ResponderEliminar
  5. O despedimento de Vítor Pereira é o prelúdio de uma viragem. A lembrar o Benfica que despediu Gutmann e Mourinho e com os resultados esperados. Aqui bem pior. Despedir um treinador bi(tri)campeão adepto do clube, com um futebol sólido, com marca, sem uma única derrota para o campeonato, para ir buscar desconhecidos sem prova dadas, é uma decisão estranha e invulgar para o que tem sido habitual no nosso clube.
    E ao que consta, parece que já é certo que o Vendido Vilas-boas (que nos abandonou a 1 mês da supertaça com o Barcelona) vai regressar... Vamos indo e vamos vendo... e aguardamos pelo próximo enigma de Lopesteves (pérola de Lopetegui)

    ResponderEliminar
  6. Muito bom post com o qual concordo inteiramente. É brincar com os sócios ter tal personagem na gala-feira das vaidades. Ao que chegamos, o nosso clube parece uma quinta que pertence só a alguns e onde os sócios deixaram de ter palavra servindo somente para pagar as quotas. Eternamente grato a PC mas o seu tempo terminou e o seu último serviço ao clube é sair com dignidade dando lugar a outros que tenham a garra que ele já teve e já não tem.

    ResponderEliminar
  7. Sinceramente creio que não haverá qualquer explicação para a presença do diretor de um jornal que diariamente há já muitos anos cultiva, promove e divulga o anti-Portismo primário... E não haverá qualquer explicação simplesmente porque ela não existe... é incompreensível esta situação.

    Julgava que dois anos sem praticamente ganhar nada, e a sofrer derrotas às mãos dos nossos maiores inimigos seriam suficientes para fazer a acordar o clube de um certo aburguesamento e marasmo, mas parece que não...

    Temo que seja necessário um 3º ano sem ganhar nada para que realmente todos se apercebam que o FC Porto tem de voltar a certos hábitos e costumes comportamentais, como por exemplo lutar e combater o clube do regime.

    Porque assim, tem sido o que se vê.... até em pequenos pormenores como a ridícula expulsão de Osvaldo se vê a forma como temos sido tratados.

    Está na hora de voltarmos a ser antipáticos com tudo e todos... Porque foi muito devido a sermos os maus da fita que ganhámos tanto durante 30 anos.

    ResponderEliminar
  8. Vou só repetir a frase que Pedro Marques Lopes."Jogamos contra adversários,árbitros e até contra Lopetegui "

    ResponderEliminar
  9. Gostava de deixar aqui algumas notas adicionais.

    Muitos comentários referem a necessidade de sucessão de Pinto da Costa. Da minha parte, não é essa a minha opinião. Continuo a acreditar que é ele o homem certo no lugar certo. Agora, mesmo os melhores do Mundo cometem erros nas suas funções e decisões, mas não deixam de o ser porque cometeram esses erros!
    O que eu quero é o Presidente que sempre tive, que me habituei a adorar e idolatrar!

    HUGO MOTA, não me passa pela cabeça que seja essa a explicação...senão dento em breve teríamos Pedro Guerra ou Rui Gomes da Silva no camarote presidencial.

    TIAGO, não vou escrever aqui o que ouvi (ninguém me contou!) da boca de Fernando Gomes sobre o nosso clube em 2006 ou 2007. Da mesma forma, não vou dizer aqui o que ouvi (ninguém me contou!) da boca de alguns responsáveis do nosso clube sobre ele. Para dizer apenas algo público e que é facilmente comprovável, quem tiver a gravação do FCP-Celtic da final de Sevilha, que veja o jogo e recorde o momento em que Nelson Puga sob á tribuna VIP quando Pinto da Costa se sentiu mal....quem se vê na imagem todos juntos?

    ResponderEliminar
  10. Cocnrodo e estranho
    Mark Margo
    www.markmargo.net (entretenimento,playmates e cinema)

    ResponderEliminar
  11. Parabéns pelo post. Sempre estivemos em guerra, sempre tivemos inimigos! Não aprecio esta postura aristocrática da Sad, nem o yes man, nem o silêncio consentido. É assim que eles gostam de nós (besfica, sportem), apagadinhos, mortos!!! Se a direção não ouve nem quer ouvir, não atende o apelo dos adeptos só há um caminho: mudar! Ricardo Gomes

    ResponderEliminar
  12. Não compreendo o Nosso Grande Presidente quando diz que quer lutar contra o centralismo.
    Depois do que se viu, acho que é escusado dizer mais alguma coisa.

    Fizemos um "tratado de paz" com o restante do povo.
    Os adeptos e sócios que se lixem...

    Que com a bola a rodar nos dê alegrias e anestesiar desta Vergonha.

    ResponderEliminar
  13. Norte, o dia passou, isto foi difícil de digerir, continua aqui meio atravessado, mas vindo de quem vem, tenho que ler e ... Calar.

    Não defendo o Gomes, sobretudo se depois de anos a portar-se bem, se prepara para se portal mal de novo.

    Se o meteste no meio dessa escumalha, terás motivo forte para isso.

    O teu post é potente, é muito potente, é só um velhadas como eu se deu as dores por uma linha que não passa de um pormenor/pormaior, para o que está em causa.

    Porto sempre, clube acima de todos e de tudo.

    ResponderEliminar
  14. GRANDE DRAGÃO!

    Obrigado Norte por expressares aqui tudo o que nos vai na alma.

    Bibó Porto

    ResponderEliminar
  15. Concordo consigo, inteiramente. Apenas nos separamos numa causa: gratidão! Eu, prezo-a muito, mas guardei-a no baú das boas recordações, para sempre. Uma recordação...só!

    Hoje, perdi-lhe a consideração, essencialmente pelo que aqui você denuncia (e bem), pela falta de respeito que não mostra ter por nós, adeptos. E eu, gosto de ser respeitado, chame-se ele Pinto da Costa, ou Zé das Iscas.

    Um abraço

    ResponderEliminar