22 agosto, 2008

Jesualdo 'Mal-Amado' Ferreira

Fazendo uma breve passagem pela actualidade do nosso clube, há um tema que importa discutir. Como se tem observado, a derrota na Supertaça frente ao Sporting motivou um abrandamento no optimismo que se instalara no seio dos adeptos e deixaram-nos mais conscencializados da dificuldade da temporada que agora se inicia. O FC Porto continua a ser o principal candidato ao título nacional, mas convém não baixar a guarda nem entrar em facilitismos que nos podem trazer dissabores futuramente.

Um pouco por todo o lado, especialmente na blogosfera azul e branca, as críticas ao técnico Jesualdo Ferreira foram imensas a seguir ao jogo do Algarve. Não é segredo para ninguém que ele é um mal-amado para boa parte dos portistas, porventura até a maioria. Começo por dizer que sou admirador confesso do nosso treinador e que, desde a primeira hora, sempre achei que é o homem certo no lugar certo. Por conseguinte, acho descabida a forma como se condena Jesualdo após cada derrota, à mesma velocidade com que se minimiza o seu trabalho na hora das vitórias. Não sou apologista da ideia de que ele é sempre o principal culpado das derrotas e uma mera figura decorativa nas vitórias, relegado para segundo plano pela superior organização e capacidade financeira do clube ou maior qualidade do plantel face aos adversários. Todos devemos ser coerentes. Se ele é o líder técnico, ele é o principal responsável pela produção da equipa de futebol, devendo ser criticado quando perde, mas também elogiado quando vence. Da mesma forma que a organização do clube deve ser louvada nos triunfos, mas igualmente responsabilizada nos insucessos. Esta é, para mim, a única forma de responsabilização possível num clube/organização que se quer de topo.

Jesualdo Ferreira conquistou para o FC Porto os dois últimos campeonatos, daí que o seu trajecto no Dragão deva ser considerado positivo. No entanto, no FC Porto existe uma cultura de exigência máxima e de permanente insatisfação que nos faz - a nós adeptos - almejar sempre mais e melhor. Reconheço, dessa forma, que, apesar de gostar de Jesualdo e de sempre o ter defendido, o seu percurso tem sido pautado por demasiadas derrotas, algumas delas bem dolorosas. Exceptuando a eliminação da Champions de 2006-07 aos pés do Chelsea (facto que devemos classificar como perfeitamente aceitável), a verdade é que os afastamentos da Taça de Portugal pelo Atlético e da Taça da Liga pelo Fátima, as perdas de uma Taça e duas Supertaças para o Sporting e a eliminação da Champions de 2007-08 pelo Schalke 04 nunca deverão ser admissíveis. Apesar de sabermos que a derrota é um resultado possível e que os adversários também terão os seus méritos, no FC Porto queremos ganhar sempre e não lidámos nada bem com repetidos desaires.

A minha visão é que para esta temporada não basta a Jesualdo Ferreira ganhar o campeonato e ultrapassar a fase de grupos da Champions. Além do obrigatório e incontornável Tetra, há que arrebatar, pelo menos, uma das taças internas e chegar mais longe na liga milionária que nas duas edições anteriores. A cobrança num clube como o nosso deve ser constante e os resultados já alcançados no passado não devem ser garantia de futuro. Quero com isto dizer que o Professor tem que continuar a provar diariamente que merece treinar o FC Porto, ele e qualquer outro que venha no futuro.

Para os mais distraídos, posso estar a parecer contraditório com o que disse no início do texto. Não estou! Admiro Jesualdo, mas isso não me impede de discordar dele variadas vezes. Simplesmente, recuso que se divida o mérito das vitórias e se concentre a responsabilidade das derrotas. Porque se pensarmos bem, há várias outras problemáticas no clube a merecer reflexão, que não estão directamente relacionadas com a equipa técnica e que podem potenciar a possibilidade de resultados menos bons. Refiro-me, por exemplo, à situação estranha de Ricardo Quaresma, que tem sido, a meu ver, bastante mal gerida pela SAD azul e branca; bem como a algumas contratações duvidosas por valores bastante discutíveis (acho que se gasta demasiado dinheiro em determinados jogadores), já para não falar na fixação exagerada no mercado sul-americano, algo que particularmente não me agrada.

De qualquer forma, confio na capacidade de todos os responsáveis portistas e creio que todos trabalham no sentido de fazer do FC Porto um clube cada vez maior. Apesar da derrota irritante em terras algarvias, continuo com a firme convicção de que temos uma grande equipa, somos o principal candidato ao título e podemos aspirar a algo mais que apenas a liga portuguesa. Vai ser preciso, porém, prová-lo dentro do campo.

A propósito (bem sei que é um assunto já muito discutido, mas o certo é que continua na ordem do dia), e já que falei de Quaresma, respondam lá sem rodeios: preferem a saída de Quaresma por uma excelente proposta ou a sua continuidade de dragão ao peito? E o que será uma excelente proposta? Eu sinceramente acho que a melhor solução seria a sua venda por um valor de cerca de 30 milhões de euros. Mas não posso deixar de reconhecer que se ele cá continuar ficarei muito feliz também. A grande questão que aqui se coloca é a sua motivação para permanecer, depois de ter dito que estava na hora de sair e após realizar uma pré-época tão atípica. Vender ao desbarato, nunca. Ter jogadores contrariados, mimados e mortinhos por partirem, também não. Uma situação deveras complexa, cada vez mais perto de estar resolvida.

22 comentários:

  1. Para mim Quaresma deve ficar, falando na motivação dele, penso que ele nao se deixará afectar e isto tudo vailhe dar mais vontade i garra para jogar melhor, mas se derem os 40 milhoes sim deixem-no ir, mas eu pessoalmente quero que ele fique, o MAGICO QUARESMA!

    Abraços, http://varanda-do-dragao.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  2. Bruno:

    Quanto a Jesualdo, é verdade q nunca me convenceu totalmente embora a sua experiência nos tenha sido útil variadissimas vezes. Falha frequentemente nos jogos decisivos (finais) e no aspecto motivacional é débil. Mas ganhou 2 campeonatos e por isso temos q o respeitar. E apoiar porque é o nosso mister. Este ano tem 4 problemas para resolver, defesa direito e esquerdo, trinco e extremo direito. Terá capacidade para tal? No 1º desafio falhou rotundamente. Este início de LIGA é terrível, não temos tempo PARA mais experiências falhadas. Guarin não é um 6, Benitez (sapunaru merece-me o benefício da dúvida) é um defesa limitadíssimo e FARIAS nunca será bom para um 4-3-3 pq isso obriga desde logo o Licha a sair do meio... Tenho fé q o mister vai dar a volta...

    qt a QUARESMA, o melhor depois de toda esta palhaçada (aqui jesualdo n tem culpa) é vendê-lo nem q seja por metade do preço.

    ResponderEliminar
  3. Para acompanhar em directo todos os programas de análise desportiva (trio de ataque, dia seguinte, tempo extra, Luís Freitas Lobo, Rui Santos) ou rever aqueles que perdeu... passe por..



    http://conversasdabola.pt.vu/




    ;)
    ;)

    ResponderEliminar
  4. O low-profile de Jesualdo e o facto de não ser um dos "favoritos" da imprensa, sobretudo após a vinda para a Invicta, ajudam também a perceber o porquê da falta de empatia entre treinador e massa adepta.

    Jesualdo conquistou-me aos poucos, mais pelas demonstrações de apreço pelo facto de estar neste clube, do que por evidentes méritos desportivos. Não o acho um daqueles treinadores com o toque de "Midas", mas é claramente um técnico esforçado, competente, capz de desenvolver um trabalho sério.

    Os dois títulos ganhos no Porto confirmam isso mesmo. Apesar das dificuldades extremas do 1º e da aparente facilidade com que se venceu o 2º, ambos foram ganhos em plena época do Apito Dourado, com tudo o que isso implica. Nesse período, como aqui também foi dissecado, o treinador portista foi muitas vezes o resguardo da equipa, a única camada que evitava que as críticas e os ataques caíssem directamente sobre ela. Sem uma voz que defendesse o plantel, quando o tema arbitragem saltava para as páginas dos jornais, com Pinto da Costa ausente da ribalta por motivos estratégicos, coube sempre a Jesualdo o desgaste da resposta...

    Este ano, que se quer do assalto ao tetra começa com nova e difícil rábula com a qual Jesualdo tem que conviver. Quaresma. Integrado no plantel mas colocado numa redoma, tornando proibitiva a sua utilização, o treinador portista vê a criatividade/genialidade amputada de forma drástica, com menos uma opção. No entanto, da sua boca não saiu uma palavra de condenação, mantendo o assunto bem longe do balneário, conseguindo que a paz não se estilhace no reino do Dragão...

    A prova de fogo será, sem dúvida, a Champions, onde a passagem dos oitavos constitui o Adamastor de Jesualdo. Consiga esse desiderato, junto com novo título de campeão e a vitória numa Taça e o treinador portista passará a ser um dos mais bem sucedidos da história do clube.

    ResponderEliminar
  5. Boas

    Acho que esta frase da crónica revela o seu potencial como um excelente treinador;
    " verdade é que os afastamentos da Taça de Portugal pelo Atlético e da Taça da Liga pelo Fátima, as perdas de uma Taça e duas Supertaças para o Sporting e a eliminação da Champions de 2007-08 pelo Schalke 04 nunca deverão ser admissíveis."

    Depois de lêr a crónica, chego a conclusão que o homem é um excelente Director Desportivo ou Relações Públicas do Clube, pois defende muito bem o balneário, etc, etc.

    Futebol é alegria, é magia, é vivacidade, é vitória. Isto o homem, não consegue traduzir.

    Como diria o saudoso Gomes Amaro; "O meu time é a felicidade...Há alegria na cidade."

    :)
    :)

    ResponderEliminar
  6. Eu tambem torci o nariz á entrada do Jesualdo Ferreira.
    Mas agora, aprendi e bem, a admirar a forma de estar e de defender o nosso Clube que o Homem tem.
    Ganhei muito respeitinho ao Homem...
    Amorim

    ResponderEliminar
  7. Não gosto do Jesualdo. Falhou em todas as oportunidades que teve para mostrar serviço. Um bom treinador tem que fazer a diferença quando mexe. Jesualdo normalmente quando mexe faz a diferença mas para pior. Para adjunto ou director desportivo. como aqui foi escrito, talvez fosse mais util...

    Quanto ao Quaresma, se alguem desse 20 milhoes já não era nada mal vendido. Não queria ficar com ele mais um ano, mas não vejo ninguem a pegar nele, muito menos pelo dinheiro que o Porto pede.

    ResponderEliminar
  8. Para mim, o Quaresma não era vendido, e estva terminado o assunto.

    Perguntem aos miúdos que frequentam o Dragão, qual é o jogador que mais gostam e admiram?

    Caso o FCP o venda, estaremos a hipotecar o futuro, quer em termos de camisolas a vender quer em termos de novas assistência/sócios.

    Foi por isso que o Manchester ainda não vendeu o CR.
    Quando encontrarem alguêm que possa desempenhar esse papel podem ter a certeza que o CR vai para Madrid, mesmo que não seja por 100.

    Quêm no FCP, pode desempenhar a breve trecho esse papel que cabe ao Quaresma?

    Escrevam que o empresário ou arranja alguêm que ofereça 40, ou não vai.
    E têm que ser em dinheiro e sem jogadores no pacote.
    A discussão com o Inter é essa.

    O FCP tem que comprar alguêm que seja jovem e que rápidamente se identifique com os adeptos jovens.
    É por saber disto, que a SAd não abdica dos 40.
    É que o outro que já está referenciado, deve valer 25 ou 30 milhões.
    Dia 28/8, termina o prazo que a SAD marcou. Faltam 6 dias.
    Se for vendido a surpresa aparece no dia 29.

    ResponderEliminar
  9. num ano em que um clube como o porto, com a diferença a todos os niveis das restantes equipas nacionais, em 5 competições só ganha uma...n sei onde se pode considerar positivo..mas cada um sabe como encontra a sua felicidade.
    e não esquecer que o campeonato 2006/2007 foi muito mas mt mt mt suadinho e tremido!!

    de mestre este jesualdo não tem nada..basta ver o sofrimento das selecções quando ele andou por lá...

    sim eu sei, não gosto deste treinador...e também sei que com um treinador mais ambicioso e sem medos, o porto arrasava tudo a nivel nacional, podendo tentar sempre o nivel externo... a nivel interno o porto só não ganha por incompetencia do general...
    não compreendo como em jogos ocm sporting, e outras equipas mais pequenas o porto jogue para defender ou em contra-ataque, quando isso deveria apenas ser as tacticas das equipas nacionais que jogam contra o porto.

    o jesualdo nos jogos contra o sporting, faz me lembrar o escolari contra a grecia...por muito que jogue com eles nc aprende....

    ps: reparem nas capas dos jornais de hoje..depois de um enorme feito realizado em pequim...o rascord passa para segundo plano, substituindo por uma entrevista sem interesse...enfim

    ResponderEliminar
  10. 1000 dias à campeão
    É PRECISO RECUAR MUITO PARA VER OS DRAGÕES A PERSEGUIR NO CAMPEONATO

    «A data que marca o arranque da Liga para o FC Porto coincide com um marco histórico: 1.000 dias a olhar para baixo no campeonato, 1.000 dias sem que nenhum clube chegue ao final de uma jornada com mais pontos do que os dragões.

    Desde 28 de Novembro de 2005, data de um triunfo em Barcelos (1-0), que os portistas não dão hipóteses à concorrência na maratona da Liga, contrariando a tendência evidenciada nas provas a eliminar, sobretudo ao longo da era Jesualdo Ferreira. Este é, vincadamente, um FC Porto para provas de resistência.

    O professor, que entra na terceira época de azul e branco, deu seguimento ao legado de Co Adriaanse, técnico que iniciou a sequência de sucessos na principal prova do calendário nacional. Depois de ter roubado a liderança ao Sp. Braga de... Jesualdo, não mais o holandês cedeu, reconquistando o título para o Dragão após uma decepcionante época com Del Neri, Victor Fernández e José Couceiro.

    A consistência já rendeu três títulos e por certo a equipa não descurará a oportunidade de prolongar a série, tendo para tal de conseguir um arranque forte num campeonato que apresenta um calendário inicial muito complicado.»

    Fonte: Record

    Sei de fonte segura que Rui Cartaxana, um indefectível "portista", ao ler esta notícia, entalou-se enquanto degustava a sua malga de nestum com leite, acabando por derramar todo o conteúdo que continha na boca, quase caindo da cadeira. Este "portista" inveterado já se tinha habituado a ver o FC Porto na liderança mas não esperava por esta notícia e muito menos no seu jornal preferido. Desatou logo a fazer contas com os dedos: "Ora, deixa cá ver. Três épocas dão... dão..., bom, é fazer as contas."
    Perturbado, disse para os seus botões: "Não sei como uma notícia destas sai no 'Record'. A semana estava a correr tão bem. No Sábado, perderam a Supertaça. Ontem, o Nelson ganhou a medalha de ouro. Tinham logo que vir com uma notícia destas. Fizeram de propósito para me estragarem o dia. No meu tempo, era impossível sair uma notícia destas. Isto é daquelas coisas que toda a genta imagina mas enquanto nenhum jornal dissesse nada, fazia-se de conta que não era verdade. Já estou mal disposto para o resto do dia.Dasssseeee"

    ResponderEliminar
  11. Tb sou daqueles que pensa que o Jesualdo é um bom treinador.No entanto por vezes,surpreende-me pela negativa.Por exemplo: adoptou para a equipa o sistema 4x3x3 e não sai disto!E a experiência diz-nos que contra a maioria das equipas que defrontamos,esta táctica até resulta.Porem ás vezes penso se o homem,embora sendo um bom treinador,não terá limitações?!Se não tem,disfarça bem,pois parece ter!E digo isto porquê?Porque acho que as equipas devem adoptar a táctica consoante o potêncial do adversário.Sendo evidente que não podemos enfrentar as equipas consideradas de topo,tipo: Barcelona,Chelsea,Liverpool,Inter,Real,etc...de peito aberto.Até um Sporting ou Benfica,no campo deles,dadas as condicionantes das arbitragens,serão sempre muito difíceis de bater.E por isso,acho que Jesualdo devia ter,pelo menos, um plano "A"(4x3x3) e um plano "B"(4x4x2)para utilizar consoante o nível dos adversários.O que me desagrada no Profe é notar que ele joga sempre no mesmo sistema,e treinador que se preze,tem obrigação de ter mais do que uma solucção,deve ter um "trunfo na manga",uma espécie de arma secreta,para jogar nos momentos decisivos.
    Quanto ao Quaresma,é só a minha opinião,"tem tanto de bom jogador como de puto"!
    Antigamente era preciso sentir a camisola,para se jogar no FC Porto.Dado que actualmente já não é bem assim,pelo menos deve exigir-se no mínimo profissionalismo. Entendo que devem fazer parte da equipa os melhores profissionais.Aqueles que alem disso,revelarem: carácter,atitude,personalidade...etc...!
    Se o Quaresma quer ir embora,que vá.Tendo no entanto atenção à clausula de rescisão que ele aceitou na altura de assinar o contrato.O espírito deve ser este: se for bom para ele e para o FC Porto,"good-bye" Quaresma.

    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Largos 1000 dias têm 3 anos.

    ResponderEliminar
  13. João Filipe Ferreira,

    O Jesualdo comete os seus erros mas considero-o um excelente treinador. Tem perdido finais em demasia, é verdade, não há como esconder. Mas ganhou dois campeonatos, que, ao fim e ao cabo, são o mais importante e aquilo que todos lhe exigem. Na Champions, a eliminação pelo Chelsea tem de ser considerada aceitável, pois os londrinos eram MUITO mais fortes e mesmo assim foi apenas por um golo; já contra o Schalke ficou um amargo de boca, mas todos se lembram da infelicidade que tivemos e que o Neuer fez o jogo da vida dele. Eu acho que devemos ser mais racionais, mais razoáveis, analisar as coisas com mais justiça e dar mérito a quem merece. Não se deve dizer mal só porque não se gosta de determinada pessoa. Eu diria que o Prof. Jesualdo Ferreira tem cumprido enquanto treinador do FC Porto, sem brilhantismo, mas tem cumprido.

    É verdade, cada um sabe como encontra a sua felicidade. Há pessoas que parece que só são felizes a criticar, mesmo que o sentido dessa crítica seja claramente destrutivo. Quando isto acontece lembro-me sempre de uma frase de Abraham Lincoln: "Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar"...

    Ainda quanto ao título suadinho, lembro que nessa época o clube foi atacado por todos os lados e o Jesualdo foi o ÚNICO a dar o peito às balas e a defender o clube, porque os outros nem vê-los, por causa do Apito Dourado. Há um sentimento chamado gratidão que eu gosto sempre de ter presente. De resto, também podias ter dito que a campeonato da época passada foi ganho com 20 pontos de avanço, mas isso já não interessa para o teu comentário, não é? Os 20 pontos já não mérito de Jesualdo, mas da organização do clube, da qualidade do plantel, dos adeptos, do roupeiro ou do tratador de relva!

    Por falar em plantel, eu acho que temos uma grande equipa e, repito, partimos na 'pole' para o título. Mas será que o nosso plantel é assim tão mais forte que o do Sporting e o do Benfica? É que a mim não me parece assim tanto, principalmente em relação ao do Sporting.


    Caro Dragão Atento,

    Você foca um ponto importante. A verdade é que Jesualdo é preso por ter cão e preso por não ter. O amigo diz que Jesualdo deve ter um sistema alternativo e mudar consoante os adversários. Mas quem não se lembra de ver muita gente a dizer que é inadmissível que Jesualdo mude o sistema em função do adversário? O Jesualdo já tem jogado em 4-4-2 com o Sporting e foi criticado por isso, pois diziam que uma equipa como o FC Porto não se deve adaptar ao adversário nem perder a sua identidade só porque o opositor joga de forma diferente. Estão a ver onde quero chegar?

    ResponderEliminar
  14. Não gosto desse professor, não. Esse cara amarela vezes demais.

    O negócio é o seguinte. Contra times mais fracos, o time resolve o problema. O diferencial de qualidade dos jogadores é suficiente para ganhar. O professor só tem que não atrapalhar. Deixa os jogadores fazer o seu trabalho.

    Contra times mais fortes, aí a parada é diferente. A qualidade dos jogadores é equilibrada. Então, é aí que entra o professor para desequilibrar a parada a favor. O problema é que o cara raramente desequilibra a favor, chegando até a desequilibrar contra. É um troço complicado.

    ResponderEliminar
  15. Joao Salvador Rocha22 agosto, 2008

    Penso que ainda nao se devem ter apercebido da jogada do nosso FCP. Como reparam nem porto, nem quaresma se pronunciam sobre tal tema e pk? Pinto da costa já disse e vincou a sua posiçao, que o vende apenas por um determinado preço, tema encerrado para ele. E quaresma nem uma palavra diz. estranho nao? é obvio que o clube tem qualquer coisa apalavrada com o jogador, qualquer coisa do género: nao te fechamos as portas, mas sais pelo valor real do teu valor, e se essa oferta nao xegar agr, terás um reconhecimento financeiro por parmeneceres no melhor clube de portugal. Quaresma quer sair sim, mas tb reconhece que no porto GANHA, e que mais cedou mais tarde, ira ver o seu valor reconhecido com a proposta que nos agrada a todos. e Sim, quando jogar, irá continuar a jogar como sempre, bem e a fazer as coisas que gostamos, e menos bem em dias em que a kker jogador, mais valia n sair de casa pa ir jogar, mas isso acontece a tds haja.. haja paciencia meus amigos. tudo se resolve e neste caso so nos é k vamos ter a ganhar.
    Fantasia do Harry ou dinheiro vivo e alguma promessa de troka.

    ResponderEliminar
  16. "Não o acho um daqueles treinadores com o toque de "Midas", mas é claramente um técnico esforçado, competente, capaz de desenvolver um trabalho sério."
    Peço desculpa ao P.Pereira por copiar as palavras dele , mas é exactamente o que penso.
    No F.C.Porto de Pinto da Costa, todos os treinadores foram campeões, excepção de Quinito, que não aguentou apressão e saiu quando a procissão ainda ia no adro.Mais todos os que foram campeões ganharam também a Taça de Portugal - com excepção de C.Alberto Silva e por isso saiu - e a Supertaça. Jesualdo parece apostado em ficar na história com o Perde Taças.
    Depois nos jogos falta-lhe aquela ousadia,aquela capaciade de antecipar os acontecimentos, dá a sensação que prepara o jogo de uma maneira, mas se o jogo decorre de outra...temos problemas.
    Enfim e concluindo não teremos com Jesualdo -só quero estar enganado -as performances, já não digo dos que fizeram história nas provas europeias, mas daqueles que em Portugal, ganharam tudo.
    Sobre Quaresma a minha opinião é a seguinte: o F.C.Porto começou por poupá-lo e protegê-lo, porque estava convencido que a coisa ia acontecer rapidamente.Não aconteceu! Ficaram reféns da estratégia e vão levá-la até ao fim.É a minha opinião.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Domingo é preciso gritar a todos os pulmões.


    Allez...Porto, Allez...nós queremos esta vitória...conquistaaaa-a por nós....Allez...Porto, Alleeeeez...

    Temos que começar bem e com categoria.

    ResponderEliminar
  18. Prefiro que nimguem goste do Jesualdo Ferreira e ele continue a ganhar o campeonado do que todos gostarem dele e ele não ganhar nada. Pouco interessa se ganha o campeonato com 1 ponto de vantagem sebre o 2ª ou se ganha com 20 pontos, só vale um campeonato.

    Quanto a Quaresma, penso que não vale a pena vende-lo a qualquer preço, se ele ficar, ele , já deve de ter percebido que ou joga ao melhor nivel ou vai para o banco.

    ResponderEliminar
  19. Bruno,

    Como já sabes, não morro de amores pelo Jesualdo Ferreira mas concordo com esta tua crónica. O Jesualdo não é nada de especial, mas também me incomoda bastante que se lhe aponte o dedo só a ele sempre que as coisas correm mal. É evidente que são muitas taças perdidas, mas também há que convir que nem tudo é culpa dele. Há que pensar bem na realidade e ver que há mais responsáveis, a começar pelos jogadores. No Algarve, por exemplo, só o Lucho fez um bom jogo, os restantes foram muito maus. Então aquela defesa... Mas se pudesse escolher preferia outro treinador, mais à medida do clube, mais ambicioso e audaz. Ele é competente, percebe de futebol, mas é medroso e pouco arrojado.

    ResponderEliminar
  20. Viva!

    Bruno Pinto a tua temática está óptima.

    Se me perguntares se gosto de Jesualdo Ferreira vou, imediatamente, responder não porque prefiro mulheres. Sabendo-se que nada tenho contra a homo ou bissexualidade.

    Mas se me perguntares se gosto do profissionalismo de Jesualdo Ferreira, a resposta é sim.

    Deu um campeonato ao Porto com 20 pontos de avanço num dos momentos talvez mais criticos da história do Porto. Esses 20 pontos de avanço desarmaram qualquer possibilidade de resposta retorica dos nossos adversários directos.

    Paralelamente ( eu e os advérbios ),soube gerir um plantel pouco recheado durante uma época cheia de perigos.Deu prioridade ao campeonato e teve razão. Já imaginaram o tralala se tinhamos ganho com seis pontos de avanço ?

    Conseguiu ir além dos grupos na Taça dos Campeões.

    Não creio que tenha falhado contra o S04. Mas talvez não seja este o espaço para refazer a estória do jogo.

    Tenho lido que Jesualdo Ferreira é Medroso. Tanto melhor. Mostra que é consciente e que soube ter coragem. O corajoso é aquele que sabe dominar o medo e não ser inconsciente. Soube ter a coragem de evidenciar que o campeonato não se ganha só nos clássicos. Talvez tivesse feito algo inédito no futebol Português : Quem ganha é quem vence os campeonatos. E quando se ganha com 20 pontos de avanço, os clássicos são para Inglês ver. E pergunto se esse 20 pontos de avanço não são devidos ao seu respeito pelo adversário. Não fazendo hierarquias entre este e aquele. O que também é inédito no futebol Português, salvo erro.

    Creio que compreendeu que neste mundo cada vez mais à deriva do futebol ( agora o campeonato chama-se Sagres e porque não finos e amendoins para acompanhar ? )era preciso ir ao essencial .

    E permitindo que o Porto ganhasse com 20 pontos de avanço sobre o seu adversário directo, Jesualdo Ferreira soube ir ao essencial !

    Só uma pergunta, em tom de provocação : Para que servem a taça coisa ( outra marca de cerveja. Se ao menos ainda tivesse o nome de Vinho do Porto ) e a taça coisa mais ? Qual a utilidade ? Ao menos que se diga francamente : São jogos testes.

    Bruno Pinto. Quanto a Quaresma não digo nada porque nada sei. Mas o certo é que tudo isto não é favorável ao trabalho de Jessualdo Ferreira.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  21. Subscrevo o amigo Dragão Azul.

    Não valerá a pena dissecar muito mais estes dois assunto, o que tiver que ser será...

    De qualquer maneira, é me difícil de encaixar ver o Quaresma sair abaixo dos 30 milhões. Sou dos que defende que os 40 milhões por ele pedidos não são em nada exagero. ele VALE-OS. E se ficar -assim queira a vontade divina :-) - não tenho duvidas nenhumas que o cigano já percebeu que este ano não terá o "dragão na mão, e a seus pés" como até aqui sucedia. Ter-mos que lhe aguentar as birras parece-me que já lá vai. Eu acredito, o rapaz cresceu, ao ver a equipa jogar e ele no banco.

    ResponderEliminar
  22. Eu também acho que as vitórias têm o cunho de Jesualdo. Pensar o contrário seria inconsebivel. Isto se nos lembrar-mos da época de Del Neri-Victor Fernandez-Couceiro, onde a falta de liderança foi notória.
    Mas, quase invariavelmente, Jesualdo Ferreira "inventa" nos jogos a sério. Querem exemplos: Arsenal - F.C. Porto: jogar com três centrais (totalmente ao contrário da cultura táctica dos dragões); Schalke 04 - F.C. Porto: João Paulo a lateral direito; Sporting - F. C. Porto (Final da Taça): não satisfeito com a derrota em Gelsenkirchen, Jesualdo volta a apostar em João Paulo como defesa-direito. O jogador foi expulso, e o F.C. Porto perdeu novamente.
    E este ano moveu Lisandro para a esquerda no jogo da Supertaça. O melhor marcador do campeonato da época passada!
    É óbvio que para vencer é necessário estudar o adversário e adequar o nosso tipo de jogo de forma a tirar-mos proveito das fragilidades dos oponentes, mas o professor tem falhado nos momentos decisivos.

    ResponderEliminar