15 agosto, 2008

Orgulho em estar aqui

Uma saudação especial a todos os portistas! Sou o Bruno Pinto, tenho 26 anos, nascido em pleno coração da Invicta e apaixonado pelo Futebol Clube do Porto desde que me conheço. Foi com um orgulho incomensurável que recebi o convite do nosso ilustre bLuE bOy, a quem desde já agradeço a oportunidade, para integrar este que é, sem dúvida, um dos blogs de referência do FC Porto. É um privilégio poder expressar o que me vai na alma perante a Nação portista, lançando o debate, a discussão, a troca de opiniões construtivas sobre a realidade do clube que nos faz bater o coração.

Esta paixão insofismável que a todos nos move é algo difícil de descrever ou quantificar. É preciso sentir-se o portismo a correr nas veias para se ter a exacta noção do que é lutar pela causa azul e branca. Ser portista é uma benção! Estarei eternamente grato por ser Dragão, embora não saiba muito bem a quem. Recordo-me do impacto provocado pela épica vitória de Viena, em 1987, tinha eu 5 anos. O FC Porto era campeão europeu! Talvez tenha sido nessa altura que tomei a opção mais feliz da minha vida. Ou talvez tenha sido antes, não consigo precisar. Mas não quero sequer imaginar a possibilidade de ter enveredado por caminhos ínvios. Daí que me sinto na obrigação moral de agradecer a Madjer, Futre, Mlynarczyk, João Pinto, André, Artur Jorge e todos os restantes heróis do Pratter.

A época 1992-93 marca definitivamente a minha 'emancipação' enquanto indefectível adepto do FC Porto. Tenho breves recordações anteriores, mas foi a partir de 1992-93, com Carlos Alberto Silva como treinador principal, que comecei a ver futebol e a acompanhar a par e passo a carreira do clube. Nessa temporada sagrámo-nos bi-campeões nacionais e o último jogo do campeonato, com o Marítimo, foi um momento sublime para mim. Pela primeira vez na minha vida, entrei no Estádio das Antas para ver o FC Porto jogar e vislumbrar com os meus próprios olhos os ídolos que me habituara a ver apenas na televisão (ainda a preto branco). Para quem nunca tinha tido a sensação de entrar num estádio, ver aquele imenso tapete verde foi de cortar a respiração. Senti-me extasiado, emocionado! Lembro-me como se fosse hoje: ganhámos por 2-0, com golos de Fernando Couto e do magnífico Kostadinov.

A partir daqui, os dias de glória sucederam-se. Tantas e tantas alegrias me tem o FC Porto proporcionado. O inédito e inigualável Penta, por exemplo, jamais se apagará da História. O saudoso Rui Filipe deu o mote, apontando o primeiro golo dessa feliz odisseia. Dois campeonatos foram ganhos com Bobby Robson ao leme, em que o espectáculo, a magia e o futebol de ataque fizeram lei. Do melhor que se viu até hoje. Vítor Baía, Aloísio, Jorge Costa, Emerson, Rui Barros, Edmilson, Drulovic ou Domingos foram alguns dos nomes que nos fizeram rejubilar. Alguém se lembra daquele golo do Yuran na Luz? E do golo de penalty do Domingos em Alvalade que nos deu o título 1994-95? E das inúmeras goleadas nas Antas em 1995-96, entre as quais o 3 - 0 ao Benfica? Impossível de esquecer.

António Oliveira imitou Robson e venceu também dois campeonatos, num par de temporadas em que a diferença para a concorrência continuou avassaladora. Mário Jardel afirmou-se como um dos melhores pontas-de-lança do mundo e arrabatou-nos com a sua capacidade goleadora quase sobrenatural. O golaço que marcou na Luz a um senhor chamado Michel Preud'Homme perdurará até à eternidade. Assim como os dois golos em San Siro que vergaram o Milan de Maldini, Baggio e Weah. E os 5 secos na Luz para a Supertaça? Vitórias atrás de vitórias e mais uns quantos nomes para a galeria dos imortais do clube: Jardel, Zahovic, Sérgio Conceição, Capucho... Fernando Santos, o engenheiro do Penta, também reservou para si um lugar destacado, ao garantir em 1998-99 o quinto título consecutivo, facto inédito em Portugal até aos dias de hoje. Uma temporada absolutamente marcante, não só pelo Penta mas também pelos 85 golos marcados nesse campeonato, pela Bota de Ouro europeia para Jardel com os seus 36 golos só na liga portuguesa, pelo regresso de Vítor Baía à casa que o viu nascer, pela estreia do mágico Deco de dragão ao peito, por vitórias inesquecíveis como o 3 - 1 ao Benfica com bis de Jardel, o 3 - 2 ao Sporting com bis de Doriva, o 7 - 0 ao Beira Mar com 4 tentos do Super-Mário, o 6 - 0 ao Setúbal com bis de Aloísio ou o empate em Alvalade que nos garantiu o título. No reinado de Santos, destaca-se também uma belíssima campanha na Liga dos Campeões em 1999-00, que só o apito de um tal de Hugh Dallas conseguiu interromper, no Olímpico de Munique.

De José Mourinho e das soberbas temporadas 2002-03 e 2003-04 é escusado falar. Ganhámos tudo o que havia para ganhar, em Portugal e na Europa, exibindo um poderio e uma qualidade futebolísticas difíceis de superar. Uma chuva de títulos se abateu sobre os Estádios das Antas e do Dragão: dois campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça, uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões! Orgulho-me de ter visto ao vivo todos os jogos em casa destas duas imparáveis caminhadas europeias, assim como de ter estado em Sevilha para assistir ao jogo da minha vida. Vítor Baía, Paulo Ferreira, Jorge Costa, Ricardo Carvalho, Costinha, Maniche, Deco, Derlei, McCarthy, Postiga, Carlos Alberto, Alenitchev, Pedro Mendes... Tantas e tantas estrelas que nos levaram a viver dos momentos desportivos mais inolvidáveis que alguma vez conhecemos enquanto portistas. Ainda hoje 'vejo' o Derlei a derrotar o Celtic e o Costinha a calar Old Trafford. Que emoção, que clube maravilhoso que não nos dá tréguas na busca incessante por mais e mais triunfos. Na temporada seguinte, já com Víctor Fernandez aos comandos, a almejada Taça Intercontinental diante do Once Caldas, num dramático desafio resolvido nas grandes penalidades, e o título supremo de campeão mundial de clubes.

Co Adriaanse e Jesualdo Ferreira também venceram em temporadas seguintes, graças a mais um punhado de grandes jogadores como Bosingwa, Pepe, Bruno Alves, Raúl Meireles, Lucho González, Quaresma ou Lisandro. Alguns deles ainda se mantêm no clube, outros vieram, ainda outros virão, na certeza de que vamos continuar a trilhar um caminho de sucesso, gerando invejas mesquinhas e ataques ordinários de quem não consegue ganhar lá onde se travam as batalhas. É também isso que faz a nossa força, algo que só nós conseguimos compreender. Quanto mais nos atacarem, mais nós vamos ganhar, ganhar, ganhar!

Obrigado por este momento e um grande abraço a todos! Fazer parte desta família é uma honra quase tão grande como o nosso presidente Jorge Nuno Pinto da Costa. Vemo-nos por aqui, na tentativa de contribuir para a construção de uma massa adepta que sente o clube e luta pelos seus ideais, elogiando e criticando sempre com sentido construtivo e de responsabilidade.

Bibó Porto, Carago!!

[nota do administrador: está feita a apresentação oficial do 2º reforço... e porque não há duas, sem três, vão aguardando!]

22 comentários:

  1. As boas-vindas à nova dupla de ataque contratada para fazer furor e furar as redes adversárias: MrCosmos e Bruno Pinto.

    Porto? É nóis, irmão. Vai chegando. É pra rebentar.

    Um abraço e sucesso.

    ResponderEliminar
  2. Bruno Pinto:

    Bem, parece que desta vez, e enquanto «maquilhava» o post, o Olympus se antecipou e não me permitiu ser tb desta vez, o 1º a fazê-lo... no problem, tasse bem.

    Bruno, sejas mto bem vindo a este espaço onde todos nós que fazemos parte da comissão de festas, tal como os que já fizeram, mas tb todos aqueles que nos visitam diariamente, dizia então, que todos depositamos muita confiança em ti... e sabemos que não nos irás desiludir. Este teu primeiro post, é a prova provada que esta terá sito tb ele, mais uma excelente aposta.

    Parabéns... e mta boa sorte!

    TRIaBrAçO,

    ps - desta vez, o mérito a que o merece... esta 2ª contratação, teve dedo do Paulo Pereira ;)

    ResponderEliminar
  3. Blue Boy,

    Foi mal da minha parte. Foi sem intenção.

    Desculpa esta. Não torno a cometer um erro desses.

    ResponderEliminar
  4. Olympus,

    Desculpa do quê? ora essa, esquece isso carago!... e traz-nos mas é muita daquela tua informação que leva à letra a velha máxima de que contra factos, não há argumentos!!! e mai'nada :D

    TRIaBrAçO,

    ResponderEliminar
  5. Bem-vindo.

    Já agora aproveito para comentar pela primeira vez, apesar de já ser um visitante diário há algum tempo.

    Que os novos elementos consigam dar uma continuidade ao bom trabalho dos que se mantêm e dos que já não escrevem, mas que colaboraram em tempos.

    Como portista nascido e criado em Lisboa e há 4 anos viajando por essa Europa, é sempre bom ver o que vão vivendo os meus co-adeptos na pátria mãe.

    Ser portista em Lisboa é um privilégio mas é uma enorme honra passar por países como Espanha, Holanda e Dinamarca e ver como o nosso clube é um GRANDE EUROPEU.

    A todos um grande abraço e só espero que o Shalke não elimine o Atlético de Madrid porque quero ir ao Vicente Calderón ver o meu clube humilhar o clube da lei de Webster.

    Saduações Portistas

    ResponderEliminar
  6. Grande reforço para o plantel deste excelente blog. Esse fdp do Hugh Dallas ainda me provoca azia hoje em dia

    ResponderEliminar
  7. Ao mesmo tempo que saúdo mais uma aquisição, pergunto:e o "velho" Paulo Pereira com as suas crónicas de excelência à quinta-feira, passou para que dia?
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Boas,

    Vila Pouca, ainda ando por aqui:)
    Continuarei, sempre que possível, nas 5ª feiras, desta feita com a parceria do Mr.Cosmos...

    Bruno,

    Bem vindo a este espaço. É um justo prémio para quem, como tu, tem primado pela excelência das crónicas na blogosfera, no teu "cantinho"...

    Como dizes, é mesmo uma benção ser portista. E essas memórias que desfiaste, de conquistas míticas, só serviram mesmo para aumentar exponencialmente o orgulho que todos nós temos, ao ver aquela camisola azul e branca...

    Amanhã será mais um dia na história secular deste clube. Um dia que queremos coroado de glória. E que bom é, gritar a plenos pulmões, o BIBÓ PORTO, CARAGO! De preferência, com muitos golosà mistura!

    ResponderEliminar
  9. O POrto este ano está em grande nas contratações.
    E pelos vistos não exclusivamente para o relvado :)
    Bem vindo!

    ResponderEliminar
  10. Boas a todos,

    Obrigado pela hospitalidade e pelas boas-vindas que me estão a dispensar. É mesmo um grande orgulho estar aqui e poder expressar os meus pensamentos acerca do nosso clube e debater com todos vocês. Desde há muito que era visitante diário deste blog, por vezes comentava, e sempre me apercebi da paixão que todos aqui nutrem pelo FC Porto. Por isso, não havia melhor espaço para me estrear enquanto 'cronista' azul e branco! LOL. Aproveito para dizer que o grau de organização com que o bLuE bOy concebe o blog, com tudo muito bem definido, me deixou espantado, além da sua simpatia e boa disposição. Bem hajas bLuE!!

    Eu vi logo que isto tinha o dedo do Paulo Pereira... ;-) Grande Paulo! Acerca da tua categoria de escrita também já sabes o que penso...

    Como dizes, o que é importante é vencer amanhã e vingar a injusta derrota do ano passado. Acho que temos tudo para ganhar. Somos superiores. O onze deverá ser aquele que entrou diante da Lázio e, a meu ver, muito bem. O Quaresma não foi convocado e eu até concordo. Se o clube optou por não o colocar a jogar até agora, é uma questão de coerência que continue a agir de igual forma, pelo menos até ao dia do fecho das inscrições. Além disso, o Mariano tem estado bem e merece jogar.

    Considero esta situação do Quaresma um pouco estranha, porque ao encostar-se o Quaresma, não se está a valorizar o jogador, bem pelo contrário. Estou mortinho que as coisas se definam e esta novela acabe de vez. Acho que o melhor caminho seria a sua saída - ele quer sair e o clube também parece querer negociá-lo - mas nunca a preço de saldo, pelo que ou alguém bate cerca de 30 milhões (minha opinião) ou nada feito. Se tiver que ficar, Quaresma tem a obrigação de se auto-motivar e defender o FC Porto, jogando no máximo e fazendo o que sabe, já que, apesar de estar só a treinar, o clube continua a pagar-lhe o principesco ordenado.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  11. Afinal, o Mariano também não pode jogar, devido a uma gastroentrite, e também não foi convocado. É pena! Sendo assim, deve jogar ou o Farías ou o Hulk. Eu lançava já o Hulk às feras...

    ResponderEliminar
  12. Começa mal esta aventura...

    Mariano com gastro, Tarik ainda sem ritmo, Quaresma forada equação e, por força das circunstâncias, lá terá o professor que alterar o esquema táctico...

    Jogando em 4-4-2 também eu optavam já pelo Hulk. Tem fome de bola, se bem que a ansiedade lhe tire alguma clarividência. Mas ele e Lisandro seriam uma parelha perfeita para moer o juízo aos leões...

    ResponderEliminar
  13. Bruno Pinto,
    Parabéns deste teu novo Parceiro! :-) Estou ansioso por receber os teus "passes de letra bem postados"! Força nisso!

    E deixem-me dizer que é um privilégio dividir as quintas-feiras por aqui com esse ilustre "bitateiro" Que é o Paulo Pereira! Um abraço para ti Paulo.

    Triabraços para todos!

    ResponderEliminar
  14. Olá!

    Um excelente "post" do Bruno Pinto!
    Provou ser um dragão de eleição!Gostei!


    Artistas do Apito
    É evidente que para a história, o que fica são os resultados, e, esses foram favoráveis ao Sporting por três vezes,no entanto se nos detivermos a analisar bem,certos pormenores desses jogos entre o FC Porto e o Sporting,verificamos pequenos (grandes) detalhes na actuação dos árbitros que dirigiram esses jogos que influênciaram (viciaram),e de que maneira(!)o resultado dos mesmos. Por isso, o facto do Sporting ter ganho ao FC Porto por três vezes, não retira mérito à equipa do FC Porto (antes pelo contrário) a qual na minha opinião, ganharia de longe, se esses jogos tivessem sido apitados por árbitros estranjeiros.
    E senão, aos sportinguistas faço um desafio: permitam que o patrão dos árbitros à semelhança do que se passa com o Vítor Pereira(sportinguista),seja afecto ao FC Porto, e, depois conversamos.

    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Grande Bruno Pinto, entrada à Dragão. Já te conhecia da blogosfera e sei bem o quanto vale esta tua aquisição. Magnifico texto de estreia. Abraço, Bruno. Juntos, todos vamos tornando o FCPORTO ainda mais forte.

    Quanto a amanhã, por mim apostava no candeias!

    ResponderEliminar
  16. Benvindo pois a este lugar de eleiçao feito por gente que so tem um clube no coração....Pois eu tb concordo com o facto de Quaresma nao ser sequer convocado!!!Paramal dos nossos pecados e apesar de nao ser grande fã de Mariano era a nossa hipotese nº1 de nao mudar o 4*3*3 do prof.pardal...assim escudado no facto de nao ter alas rotinados ou joga em 4*4*2 ou vamos ter o lino a jogar pela esquerda passando rodriguez pra esquerda.....

    ResponderEliminar
  17. Benvindo pois a este lugar de eleiçao feito por gente que so tem um clube no coração....Pois eu tb concordo com o facto de Quaresma nao ser sequer convocado!!!Paramal dos nossos pecados e apesar de nao ser grande fã de Mariano era a nossa hipotese nº1 de nao mudar o 4*3*3 do prof.pardal...assim escudado no facto de nao ter alas rotinados ou joga em 4*4*2 ou vamos ter o lino a jogar pela esquerda passando rodriguez pra direita.....

    ResponderEliminar
  18. Mais uma vez, obrigado ao pessoal pelas palavras simpáticas.

    Sobre o jogo de amanhã, que é o que interessa agora, eu espero que o Jesualdo Ferreira, que é um treinador que eu defendo desde que chegou ao clube, jogue em 4-3-3 e não altere o esquema habitual da equipa, embora seja preciso estar atento ao losango, pois parece-me que ter inferioridade numérica no miolo pode ser perigoso, como já se viu em ocasiões anteriores.

    No entanto, se a dinâmica colectiva daquele meio-campo funcionar em pleno, penso que Meireles, Guarín e Lucho chegam para o losango e não acho que as ausências de Mariano, Tarik e Quaresma impliquem a mudança para o 4-4-2. Se jogar o Farías, o Lisandro faz bem uma ala como sabemos e se jogar o Hulk, este também pode jogar numa ala, pois é daqueles avançados móveis e com técnica e poder de explosão. Pode perfeitamente partir da ala e arrancar em direcção à baliza. Ou então, se jogar o Candeias, como sugeriu o Lucho, era 4-3-3 sem forçar, mas não acredito nessa hipótese.

    Se repararem, o FC Porto joga com 4 defesas para 2 avançados. Para mim, a solução contra o Sporting sempre esteve, quando não tivermos a bola, na subida de um lateral um pouquinho no terreno para encostar no respectivo interior e assim ficar em igualdade numérica no sector médio. Espero que o Jesualdo faça isto, em vez de mudar o sistema táctico.

    ResponderEliminar
  19. Mais uma análise estatística.


    A vencer desde 1893. A dominar desde 1983.

    O nosso clube transporta o DNA de gente vencedora desde a sua fundação em 1893. Mas só apartir de 1983, o nosso clube tornou-se num vencedor insaciável, transpondo fronteiras e transportando a chama vitoriosa do dragão a todos os cantos do mundo. São 25 épocas de sucesso e vitórias inesquecíveis. Um quarto de século sempre a vencer.

    Entre 1983/84 e 2007/08 (as tais 25 épocas), conquistámos 45 troféus oficiais distribuídos da seguinte forma:

    16 Campeonatos
    9 Taças de Portugal
    14 Supertaças
    1 Taça dos Campeões Europeus
    1 Liga dos Campeões
    1 Taça UEFA
    2 Taças Intercontinental
    1 Supertaça Europeia

    Nestas 25 épocas, apenas em 1988/89 não conquistámos nenhum troféu oficial. Em cada uma das últimas 19 épocas, conquistámos pelo menos 1 troféu oficial. São 19 épocas consecutivas a conquistar troféus oficiais. É record no futebol português. O melhor que o Benfica conseguiu, foram 7 épocas consecutivas (entre 1958/59 e 1964/65, e entre 1966/67 e 1972/73). Por sua vez, o melhor do Sporting foram 6 épocas consecutivas (entre 1943/44 e 1948/49).

    Conquistámos 45 troféus oficiais em 25 épocas consecutivas. Em qualquer série de 25 épocas consecutivas, o melhor que o Benfica conseguiu foram 28 troféus oficiais. Por sua vez, o melhor do Sporting foram 18 troféus oficiais.

    Entre 1983/84 e 2007/08 (as tais 25 épocas), conquistámos 45 troféus oficiais. No mesmo período, o Benfica conquistou 15 e o Sporting, 11.

    Curiosamente, ainda não conseguimos ganhar na mesma época o Campeonato, a Taça de Portugal e a Supertaça. Mas somos o único clube que conseguiu ganhar 4 troféus oficiais numa época. Aconteceu em 1987/88, com o comando da equipa entregue a Tomislav Ivic, o noso clube conquistou o Campeonato, a Taça de Portugal, a Taça Intercontinental e a Supertaça Europeia.

    Nunca nos podemos esquecer que todo este sucesso se deve a uma pessoa: Pinto da Costa. Foi eleito presidente em 1982 e a nossa era dourada começou em 1983. Obviamente, nada disto foi por acaso.

    Vejamos o que nosso clube conquistou nestes 25 anos dourados:

    Nota: A Supertaça de uma época é disputada na época seguinte. Por exemplo, a Supertaça de 2007/08 é disputada em 2008/09, sendo o primeiro troféu oficial desta época.


    Época 1983/84:
    Taça de Portugal
    Supertaça 1982/83


    Época 1984/85
    Campeonato
    Supertaça 1983/84


    Época 1985/86
    Campeonato


    Época 1986/87
    Taça dos Campeões Europeus
    Supertaça 1985/86


    Época 1987/88
    Taça Intercontinental
    Supertaça Europeia
    Campeonato
    Taça de Portugal


    Época 1988/89
    Nada a registar


    Época 1989/90
    Campeonato


    Época 1990/91
    Taça de Portugal
    Supertaça 1989/90


    Época 1991/92
    Campeonato
    Supertaça 1990/91


    Época 1992/93
    Campeonato


    Época 1993/94
    Taça de Portugal
    Supertaça 1992/93


    Época 1994/95
    Campeonato
    Supertaça 1993/94


    Época 1995/96
    Campeonato


    Época 1996/97
    Campeonato
    Supertaça 1995/96


    Época 1997/98
    Campeonato
    Taça de Portugal


    Época 1998/99
    Campeonato
    Supertaça 1997/98


    Época 1999/00
    Taça de Portugal
    Supertaça 1998/99


    Época 2000/01
    Taça de Portugal


    Época 2001/02
    Supertaça 2000/01


    Época 2002/03
    Taça UEFA
    Campeonato
    Taça de Portugal


    Época 2003/04
    Liga dos Campeões
    Campeonato
    Supertaça 2002/03


    Época 2004/05
    Taça Intercontinental
    Supertaça 2003/04


    Época 2005/06
    Campeonato
    Taça de Portugal


    Época 2006/07
    Campeonato
    Supertaça 2005/06


    Época 2007/08
    Campeonato


    Poderão consultar a distribuição de todos os troféus oficiais conquistados pelo futebol português desde 1934/35 até 2007/08, no seguinte link:

    http://i533.photobucket.com/albums/ee332/amialzone/Titulosdofutebolportugues.jpg


    Poderá haver quem diga: "Pois, mas antigamente só havia 2 troféus oficiais. Só nos últimos 29 anos, é que passou haver 3."

    É verdade. Mas se, nos últimos 29 anos, houve 3 troféus oficiais para o Porto disputar, o mesmo se verificou para o Benfica e para o Sporting.

    Um quarto de século de sucesso e esta história ainda está a começar. :)

    Para que nunca se esqueçam.

    ResponderEliminar
  20. Viva !

    Sê Bem Vindo !

    Gostei do teu texto. Concordo : O parto ( simbólico ) é mesmo Viena !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  21. curiosamente,o teu primeiro jogo foi também o meu.recordo perfeitamente 06-06-1993.o golo do couto foi de canto e foi pontapé de primeira,tava atrás da baliza,com as antas a deitar por fora.é com saudades que recordo aquela época,tinha 8 anos,e nessa noite nem dormi,ate trouxe relva embora.abraço

    ResponderEliminar
  22. Ah ganda Bruno... ;-)

    Lembro-me muito bem do golo de Yuran no galinheiro, bom remate à entrada da área de pé esquerdo. Depois o bode do Isaías empatou, mas foi um bom jogo do Porto e fomos campeões nesse ano. Nas Antas, salvo erro, ganhámos 2-1, golo da vitória do Drulovic.

    Dessas memórias gloriosas, além da chapa 5 aplicada aos gayvotas, guardo com saudade aquela estupenda vitória contra o Milan, com o Jardel a começar a mostrar aquilo que valia. Ganhar ao Milan em San Siro não é para todos.

    PS: Acho vergonhosa esta cena toda do Quaresma. O ano passado foi o Bosingwa... Já chega destas merdinhas da SAD. Se sai, sai, se não sai, joga e mais nada!

    ResponderEliminar