17 dezembro, 2008

É na Reboleira!?!?!… Bato, 3 vezes na madeira!!!

Confesso-me reservado quando as deslocações têm como destino o reduto dos Amadoristas, este é um daqueles campos que me deixa titubeante no que toca ao antever do resultado final. Tais receios advêm de um passado recente, e é muito por culpa desses temores que antevejo, na também apelidada cidade da roubalheira, (quem não se lembra daquele penalty para a taça da liga que abateu os estrelistas em favor das gayvotas), uma contenda de difícil desfecho para as cores azuis.

Na ressaca de mais uma eliminatória da Taça Portugal Millennium, onde segundo rezam as crónicas, fizemos uma das piores primeiras partes da época em curso, tanto a nível de atitude, como de futebol explanado, iluminados apenas pelos desempenhos de Guarin, Candeias e Tommy, aliada ao deslumbramento Cinfanense após obtenção do golo da igualdade, e porque não dizer-se, dada a força de vontade de mais um ou outro e aos méritos de alguns ajustamentos tácticos, mantendo a rota rumo ao Jamor, o sucesso e a bitola de resultados a nível interno.

Com a Bwin relançada após o empate caseiro dos novos líderes e a ter-mos que nos cuidar face as “fabulosas” exibições de alguns perseguidores, é de crer que temos mesmo que arrepiar caminho, não vá que escudados na famosa morte anunciada, ainda antes do Natal, os Media tenham já dado sua sentença e entrega do campeonato!!!

Desta feita nova viagem a Sul, depois da passagem pelo Sado onde enfrentamos a valia e a sagacidade do Faquir(á) Daúto no banco adversário, o conjunto tricolor, ex-equipa do dito técnico, é um daqueles emblemas que nos tem feito passar “vergonhas” maiores, desde frangos da Baía com Adrianse, a mosquitos por cordas e desaguisados disciplinares com Policias, na Reboleira tudo nos acontece!!!... (até Fernando Santos ao leme da equipa de um dos dormitórios de Lisboa nos ganhou!!!).

Para os mais esquecidos, os Amadoristas foram responsáveis pelo adensar da crise na 2ª volta da época de estreia do Prof. ao leme do Dragão, causando sensação ao ganharem no anfiteatro azul e branco. Jesualdo terá memória fresca e de certo não descurará os devidos ensinamentos estando de sobreaviso, até porque o empate de “amadores” da última época ainda estará bem fresco no seu subconsciente.

Os Amadorenses não ganham desde a 5ª jornada da Liga Sagres, começaram por ser uma das surpresas, agonizando a posteriore no lento afogar e imergir dos salários em atraso, contam no plantel com jogadores de créditos firmados, Nelson, Vidigal, Varela, Ndiaye, Celestino, Marco Paulo e Anselmo são algumas das pedras que o técnico Lázaro não abre mão na intenção de ressuscitar o emblema tricolor.

Outrora eram os centrais quem mais davam nas vistas, fortes no jogo aéreo, explosivos nos disparos quando o tema era livres directos, os estrelistas não apresentam agora a mesma argumentação onde solidificaram vitórias que lhes permitiram passar ao lado de grandes tormentos na luta pela manutenção.

Os Dragões preparam o acerto de calendário, paralelamente à rotatividade, a curta semana de trabalho promoveu ainda assim a possibilidade de resgatar e recarregar as pilhas do desgaste físico acumulado, contudo e tendo em conta, as experiências e as exibições falhadas do plano B do Professor quando chamados a arquitectar o modelo de jogo preconizado, tornam-se aliciantes as discussões em torno de algumas posições, sobretudo no que respeita a lateral defensiva esquerda.

Na lista dos escolhidos para esta quarta-feira nao imperam grandes surpresas ainda assim destaca-se a inclusao de Bennitez e Candeias por troca com Tarik e Lino, ficando por perceber se a exclusao de Pelé tem remeniscencias no seu desempenho para a Taça.

Na sequência de Cinfães, não custa crer e antever que se perspectiva o regresso ao onze base, ainda que nem tudo tenha sido positivo no confronto em terras durienses, o embate teve o condão de laurear Guarin e lançar a discussão sobre a aptência ofensiva do Colombiano, hà mesmo que alvitre novos desenhos da zona intermédia capazes de potenciar um desempenho mais afoito e preconize um veio condutor transversal a maiores balanceamentos ofensivos, augurando uma maior expressão e capacidade atacante.

Fico com sérias dúvidas sobre os proferidos augúrios no adicionar e sobre os resultados da sua inserção na conjuntura que agora se verifica, refuto desde logo a ideia concebida que as exibiçoes do reforço até aqui escondido seja por si só motivo suficiente para modificar a matriz de jogo azul e branca. Contudo e ainda que me restem dúvidas sobre a sua capacidade quando utilizado como referência na posição de pivot defensivo, nesse capitulo tenho para mim que a prisão a que se vota quando obrigado a desempenhar essa missão é castradora das reais capacidades do seu futebol.

Não sendo um médio box-to-box, fica longe da capacidade de ocupação de espaços quando comparado com Meireles, e apesar da irreverência que procura demonstrar, é incomparável a qualidade de decisão e de último passe face a Lucho.

A Reboleira será por certo mais um capítulo no reforçar das certezas do 4x3x3 adstrito às dinâmicas e competências estruturais do 4x4x2, uma equipa que vive dos equilibrios que Fernando ja propicia, sendo esse o melhor elogio que se lhe pode fazer, onde a bipolaridade ou tripolaridade de Hulk teve efeito coincidente com a maturidade e controlo dos tempos e momentos de jogo, apesar das vivenciadas e visíveis oscilações de rendimento, às vezes dentro do mesmo jogo, é óbvia a melhoria consubstancial face a exibições amorfas e reprováveis, notando-se grosso modo um Dragão mais capaz e próximo de uma plenitude mental capaz de o projectar para o tetra.

Avisados e relembrados que estamos das dificuldades, sem que conste que a falta de dinheiro arvore em desfavor da tenacidade e brio anfitrião, torna-se imperioso a obtenção dos 3 pontos, de premeio com bom futebol.

Vai sendo tempo que se calem as imberbes vozes que a cada jornada ou jogo nos auguram desfechos inusitados, nos fazem crer nas teorias da pseudo dependência de A ou de B, encontrando sempre neste ou naquele artificie do futebol do Dragão a desculpa ou a escusa de dar como prova provada que a nossa grande valia tem sido o COLECTIVO.

Até porque, como já vi escrito por ai é tempo de matar o “borrego” nem que seja empunhando um trevo, porque eu continuo com a minha só de pensar na Reboleira, corro e bato três vezes na madeira…..e como dizem nostros Hermanos.. 'Yo no creo en bruxas, pero que las hay, las hay'!!! (não é Quique?)

LISTA DE CONVOCADOS
Guarda-redes: Helton e Nuno.
Defesas: Fucile, Bruno Alves, Pedro Emanuel, Rolando, Stepanov e Benítez.
Médios: Fernando, Guarín, Raul Meireles, Lucho e Tomás Costa.
Avançados: Candeias, Farías, Hulk, Lisandro, Mariano e Rodríguez.


# post publicado em simultaneo no fórum fcporto.planetaportugal
.

12 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. blue boy:
    Será que alguém julga que o blog é a igreja do reino de deus????
    Anónimos valem o que valem o seja nada.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Temos obrigação de lutar pela vitória desde o 1º instante num campo sempre complicado para o FC Porto mas estranhamente sempre mt dócil para galinhas e lagartos.

    É bom q estejam avisados para os estímulos q o EStrela sempre tem neste jogo... e, já agora, para o sr. do apito q não gosta nada da nossa cor.

    Quanto ao coment anterior: ide em paz e q o sr vos acompanhe.

    ResponderEliminar
  4. No Estrela e para ganhar e mais nada!!!!!
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. F.C.Porto-Leixões
    P.Ferreira-Naval
    Guimarães-Estrela
    A.Valdevez-Nacional.

    Grande Sorteio
    Um abraço e vamos a ganhar...

    ResponderEliminar
  6. Quem calhou aos gaybotas ?????

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Oh Bruno, pá!!!
    Não sejas agoirento, carago!

    Sabes qual é a última lembrança que eu tenho do Estrela, Sabes? S-a-b-e-s? Uhmmm??!!

    É aquela deles encaixarem 6 na pá, e nos a festejar o Tricampeonato!
    Ah pois é! :-)

    Agora sem soberbices, respeitinho (pelo adversário) é bom, mas deixemo-nos de superstições.
    Já tou como o Dragão de Penafiel:
    "No Estrela e para ganhar e mais nada!!!!!
    Abraço"

    ResponderEliminar
  8. Guarín não é um médio box-to-box??

    Parece-me que é e que, cada vez mais, será....

    ResponderEliminar
  9. Viva !

    Ok !

    Vamos então esperar pelo jogo que espero poder ver. Não é uma hora fácil, para mim, hoje.

    Só uma observação : Não haverá uma palavra bem Portuguesa para traduzir box-to-box ?

    Os três pontos parecem-me ( ou então não perder sobretudo ) bem importantes.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  10. Apenas um resultado se exige para mais logo na Reboleira: a (B)itória e mai'nada! Os 3 pontos são cruciais para ficar a «morder os calcanhares» aos GAYvotas... para eles começarem a sentir desde já, o «bafo» do Dragão bem colado nas suas costas!!

    (B)amos a eles, carago!!

    ResponderEliminar
  11. Já no que toca ao sorteio da Taça de Portugal, bem, antes mesmo de começar desde já a pensar na ida ao Estádio Municipal de Oeiras lá pra Maio do próximo ano... há em 1º lugar que ganhar ao Leixões e depois, logo se vê!

    ResponderEliminar
  12. Hoje, e pela 1ª vez, vamos tentar colocar «em directo» a transmissão do jogo via blog, no post que irá entrar 30 minutos antes do jogo... se resultar bem, depois dos testes que fui realizando ao longo do tempo, tentaremos que em todos os restantes futuros, o procedimento seja o mesmo, independentemente da origem da transmissão televisa do próprio.

    A ver vamos se resulta... depois, decidiremos se valerá a pena manter o formato para o futuro.

    Sempre a inovar... nem mais!

    ResponderEliminar