01 agosto, 2011

Prontos para seguir o Nosso Destino!

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

FC Porto - Lyon, 1-2
Jogo de preparação
31 de Julho de 2011
Estádio de Genebra, na Suíça.
Assistência: cerca de 15 mil espectadores.


Árbitro: Jérôme Laperriere (França).

FC PORTO: Helton; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Fucile; João Moutinho, Souza e Rúben Micael; Hulk, Kléber e Silvestre Varela.
Substituições: Rúben Micael por Beluschi (63m), Souza por Fernando (63m), Kleber por Djalma (65m), Sapunaru por Sereno (78m), Otamendi por Maicon, Moutinho por Castro (78m), Varela por Christian Atsu (78m).
Não utilizado: Beto.
Treinador: Vítor Pereira.

LYON: Vercoutre; Réveillère, Cris, Lovren, Cissokho; Gonalons, Källström, Briand, Bastos; Lisandro e Gomis.
Substituições: Gomis por Belfodil (71m), Gonalons por Koné (79m), Briand por Pied (84m)
Não utilizados: Anthony Lopes, Mensah, Gassama, Chavalerin.
Treinador: Remi Garde.

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Lisandro Lopez 8m, Rúben Micael 11m; Michel Bastos 81m.



nota: O 'BiBó PoRtO, carago!!' agradece ao Pedro Teles a elaboração deste artigo.

Começando pela parte final, logicamente ninguém gosta de perder, mesmo sendo um particular de pré-época. Pela forma que vejo estes encontros, o resultado é o que menos importa, não me diz nada, mas se me perguntarem se gostava de ganhar sempre... claro! O que realmente importa é a equipa estar preparada e com processos bem definidos para a competição a valer pontos e troféus.

O jogo mostrou-nos o 11 inicial do Porto, certamente aquele que irá iniciar o encontro frente ao Vitória na próxima semana ou não fugirá muito disso e deverá preocupar bastante os responsáveis da formação vitoriana.

A nossa equipa foi capaz de controlar, dominar, criar, jogar de forma muito superior a um adversário de Liga dos Campeões durante cerca de 75’, demonstrando que é preciso mais que Paciência para se poder jogar desta forma.

Entrando no 4x3x3 com o ADN da época passada mas algumas coisas novas que Vítor Pereira vem implementado aquilo que mais ressalta à vista são os princípios de posse e construção (continuam connosco) que nos permitem dominar o jogo aliados à pressão bem mais alta que a época passada, reacção rápida e enérgica à perda da bola e a defesa mais subida que o habitual – novidades do “novo” Porto. A pressão já foi bem mais eficaz levando o Lyon ao desespero e asfixiando por vezes o adversário. Exemplo claro aos 45’ com Fucile a ganhar uma bola perto da área do Lyon e a rematar ao poste.

Durante os primeiros 45’ vimos João Moutinho a jogar como médio interior direito, ao lado de Hulk por dois motivos: com o jogo a passar sempre por ele e com Hulk por perto, a equipa do Lyon foi obrigada a bascular para o perto destes dois o que permitiu muito espaço para Ruben Micael (tem de ser mais agressivo na reacção à perda de bola, no entanto com melhoras relativamente à época passada, mas bem em processo ofensivo) numa zona central, a jogar nas costas de Kléber; o 2º motivo foi dar os equilíbrios necessários à equipa com a subida de Hulk no terreno... Cissokho raramente participou no processo ofensivo na 1ª parte e foi completamente engolido por Hulk que esteve endiabrado do lado direito, combinando bem com Sapunaru, Moutinho e Micael, mas poderá tomar melhores decisões em determinados momentos do jogo. As dinâmicas impostas pelo meio-campo portista foram diabólicas, mas Souza tem de melhorar o 1º passe quando efectuado em ruptura e o seu posicionamento não foi o melhor - lance do 0 - 1, aos 8’ uma pequena traição de Lisandro López que baixou no terreno para receber bola na zona de Souza e rematou com sucesso e sem hipótese para Helton - na 1ª parte. Ficamos a ganhar com o jovem sub-20 brasileiro, comparando com Fernando, nas situações de saída de jogo, e já que o “polvo” parece não querer ficar... a morte do polvo Paul parece ter afectado também o nosso!

A nossa equipa reagiu rapidamente à adversidade imposta pelo golo do Lyon e passados apenas 3’, Moutinho lança Kléber na direita que cria uma situação do 1x1 com o central contrário, conquista a linha de fundo e cruza (muito bem) atrasado onde aparece Micael a encostar para o empate! Nota: quiseram fazer passar a ideia na Sporttv que o lance foi irregular, com 2 jogadores a meter Moutinho em jogo; apenas ao intervalo conseguiram descortinar que afinal não estava... alguém deve ter dito para terem mais atenção... mais do mesmo! Adiante...

Restante dos primeiros 45’ de domínio do Porto como já referi e muitas oportunidades desperdiçadas. Para os cépticos em relação a Kléber, fica a resposta do brasileiro nesta pré-época! Grande jogador e obrigado Carlos Pereira pelo estágio que lhe proporcionaste no Marítimo a época anterior.

2ª Parte com mais do mesmo, embora em ritmo e intensidade diferente. Velocidade do nosso jogo baixou e vimos algumas desconcentrações que não podem acontecer num futuro próximo. Antecipações e posicionamento a melhorar em bolas paradas defensivas. Começamos a jogar mais pelo lado esquerdo do nosso ataque, onde Varela com os seus movimentos interiores permitia a Fucile conquistar o espaço deixado pelo extremo ou mesmo o nosso médio-interior a aparecer neste espaço (no caso Moutinho que passou nesta 2ª parte para o lado esquerdo).

Aos 62’ mudou a cara do jogo com a dança das substituições, onde Vítor Pereira, certamente satisfeito pelos processos e dinâmicas que a sua equipa mostra, optou por dar minutos a outros jogadores. Destaque para a entrada de Djalma, muito rápido e muito activo em jogo... gostei. A entrada de Maicon fica manchada pelo lance do golo que ditou o resultado final em desfavor da nossa equipa, onde Michel Bastos apareceu sozinho na cara de Helton, após ser feliz nos ressaltos e fazer o golo. Maicon falhou no tempo de entrada à bola no cruzamento do lado esquerdo (erro cometido a época passada) e Fernando pareceu-me ter podido tirar a bola com eficácia ao invés de tentar ficar com ela em zona proibida. Os restantes sem tempo para se mostrarem!

Nota final: O nosso mister só pode estar satisfeito... não se admirem se amanhã as capas dos jornais apareçam a rasgar no Porto! Lembro-me que há precisamente um ano, perdemos no Torneio de Paris, fomos criticados por tudo e todos (inclusive portistas), mas não adiantou... o destino estava traçado!



DECLARAÇÕES

Vítor Pereira lamenta derrota com Lyon, mas elogia a equipa.

O treinador do FC Porto, Vítor Pereira, lamentou hoje a derrota, 2-1, no particular frente ao Lyon, mas disse estar «satisfeitíssimo» com o comportamento dos seus pupilos no desafio de Genebra, Suíça.

«De negativo, o resultado. De positivo, quase tudo. Dominamos claramente o jogo e o adversário. Encostamo-lo muitas vezes lá atrás e não permitimos que o Lyon fizesse o seu jogo. Criamos muitas situações de golo, mas não fomos felizes. Não conseguimos ser eficazes», resumiu, em declarações à SportTV.

Vítor Pereira falou em «comportamento de grande equipa», destacou a «agressividade» dos campeões nacionais de futebol e lamentou os «dois erros penalizadores, que levaram à derrota», a primeira na pré-temporada.

«Agora temos uma semana para trabalhar e decidir a ver quem está melhor [para a Supertaça com o Vitória de Guimarães]. Estou satisfeito com toda a gente. Estamos ansiosos para que chegue a competição a sério. É já no próximo domingo e vamos preparar bem o jogo para dar uma boa resposta», vincou.

O técnico nada adiantou quanto às dispensas – a ausência de Walter, Bracalli e Kelvin da convocatória foi desvalorizada –, lembrando que «infelizmente o ‘mercado’ está aberto até ao fim de agosto, o que é complicado para as equipas».

«Temos tempo para decidir. Todos os jogadores são importantes, mas o FC Porto vive fundamentalmente do coletivo», concluiu, quando questionado se estava preparado para perder algum futebolista nuclear.



VÍDEO

20 comentários:

  1. Jogo de preparação - Lyon 2 FC Porto 1
    Que desilusão Vítor Pereira ! Ainda bem que não foi a doer, mas a jogarmos assim não vamos longe.
    Até parece ter-mos voltado ao tempo do Jesualdo, em que a equipa jogava bem no meio campo mas era completamente inofensiva no capítulo da finalização! Os remates mais parecem passes ao guarda-redes adversário!
    Começo por discordar, em parte, com o critério utilizado para os jogadores escalados para este jogo. Era um jogo de preparação e por muito em baixo de forma que o Walter esteja é na ausência de: Falcao, Guarin e James, o melhor rematador do Plantel em termos de potência e precisão.
    Outra situação menos boa é a falta de capacidade de choque que se verifica na equipa. O futebol não é para senhoras, e na Europa pratica-se um futebol muito físico.
    Nota-se na equipa a falta de espontaneidade, potência e precisão no capítulo de remate. Mais, sem o Guarin na equipa não há quem remate de meia distância!
    Constatação: zero % no aproveitamento dos lances de bola parada. Então nos pontapés de canto não conseguimos nem sequer assustar a defesa adversária! Enfim muitos aspectos a trabalhar e a rever.
    Insisto, no capítulo da finalização a equipa, está neste momento, muito atrasada.
    Quanto ao Fernando deixem-no ir embora, neste momento só estorva!

    FC Porto sempre!

    ResponderEliminar
  2. Tenho de fazer um grande esforço para me conter, mas cá vai o meu comentário:
    «No último jogo de preparação, frente a uma boa equipa e já com um andamento forte - o campeonato francês começa para a semana -, um Porto de boa cepa, fez uma excelente primeira-parte, dominou claramente, criou boas oportunidades e só não chegou ao intervalo em vantagem, porque o guarda-redes do Lyon e o post, evitaram golos certos. Foi um Campeão já com um ritmo muito aceitável, boa pressão, bonitas jogadas e a jogar no campo todo, que obrigou o conjunto gaulês praticamente só a defender-se, nunca incomodando Helton.

    Na segunda-parte e enquanto não começaram as substituições, foi mais do mesmo: Porto a dominar, a criar e a desperdiçar oportunidades atrás de oportunidades, umas vezes por inépcia, outras porque Vercout deve ter feito a exibição da sua vida... Depois, com as substituições, perdemos alguma qualidade, concentração e claramente contra a corrente do jogo, num erro grosseiro de Fernando - é melhor nem dizer nada! -, sofremos um golo e saímos derrotados de um jogo em que fomos muitíssimo superiores.
    É uma derrota e nunca gostamos de perder, mas uma equipa que joga sem jogadores do nível de Falcao, Guarín e Álvaro Pereira, titulares indiscutíveis na época passada, sem esquecer James e apresenta esta qualidade, para mim, o resultado é apenas um pormenor.
    Fomos perdulários, é certo e falhamos em dois lances, mas estamos prontos e temos gente para mais uma temporada à altura dos pergaminhos e da exigência que é apanágio do melhor clube português.

    Agora, é preciso arrumar rapidamente a casa e começar a preparar a Supertaça que, como é óbvio, queremos muito ganhar. Estamos muito bem e no caminho certo para o conseguir.»

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. O resultado é enganador! Fizemos uma boa exibição, sem deslumbrar, mas merecendo sem dúvida a vitória! Pra semana é a doer, e tenho plena confiança na equipa!

    Psd - espero que no balneário alguém tenha chegado a roupa ao pêlo ao Fernando!

    Saudações

    ResponderEliminar
  4. Blue Boy desculpa eu responder aqui ao Dragão Atento.

    Dragão Atento dejà-vú?
    No ano passado por esta altura dizias o mesmo ...

    Eu apenas escrevo ,Ano passado por esta altura o mesmo resultado e uma equipa francesa...

    http://www.youtube.com/watch?v=IN_YvaW505c&feature=share

    PS:desculpa Blue Boy

    ResponderEliminar
  5. Como qualquer portista, não gosto que o FC Porto perca nem a jogar a feijões. Contudo, vamos ao que interessa:
    A equipa jogou bem e mostrou que podemos contar com ela. Nem os novos elementos alteraram as rotinas. Claro que há coisas a afinar e, não esqueçamos, falta integrar os jogadores ausentes que se podem considerar titulares indiscutíveis e um ou outro dos novos.
    De realçar:
    A boa forma de alguns jogadores pese o início de época;
    A excelente integração de Ruben Micael que promete dar muita luta num meio-campo recheado de pretendentes de valia;
    O bom jogo de Souza, embora (ainda) não me tenha convencido em pleno;
    Fernando – entrou, cometeu 4 erros e provocou um golo!... Este sim, já me convenceu: está a mais na equipa. Já não é uma mais valia e evolui em campo contrariado. Então que vá à vida, que desapareça antes que faça estragos de monta. Só faz falta quem quer estar.

    Emocionei-me quando Lisandro fez o golo e… não festejou. Grande Lisandro! Estará sempre nos nossos corações de Dragão.

    Abraço.
    BibÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  6. Jogamos bem mas perdemos… Não há vitórias morais, nem sou defensor que qualquer tipo de derrota seja benéfica, como demagogicamente às vezes se tenta fazer crer, mas o que é certo, por aquilo que qualquer pessoa minimamente séria e lúcida viu, é que o FC Porto fez infinitamente mais que o Lyon para vencer o jogo, mas perdeu…

    Sinceramente, já começo a ficar farto das m****s de Fernando… Uma pré-época que só pode ser uma brincadeira de mau gosto depois de declarações patéticas no final da pretérita época (onde também meteu água e não foi pouca!)… Se houvesse mesmo algum clube interessado nesta “ameixa”, é óbvio que Pinto da Costa já o tinha deixado sair… Com asneiras atrás de asneiras, será mesmo que vamos conseguir vender Fernando?!?! Será que este pesadelo de asneiras, patetices e erros infantis vai continuar época adentro?!?!?!

    E já agora, o Souza jogou bem e merce ser o titular na supertaça.. Detesto vacas sagradas e jogadores intocaveis... Se Fernando tiver de ficar de fora, fica... E entra outro...com o mesmo ou melhor rendimento!

    ResponderEliminar
  7. Foi um jogo interessante em que o Porto pecou na finalização. O Lyon teve 3 oportunidades e marcou 2 golos sendo que o 2º é mais um erro inacreditável de Fernando que parece querer começar a época como acabou, a cometer asneiras enormes.

    Até às substituições o Porto fez um bom jogo com Hulk, Varela e Kléber a porem a cabeça em água à defesa francesa. Pena a falta de eficácia mas prefiro que falhem agora e acerte para a semana (e como já alguém disse, no ano passado também perdemos com franceses antes da Supertaça).

    O meio campo esteve bem melhor do que contra o Peñarol pois Ruben esteve mais forte e isso nota-se. Moutinho sempre certinho e Sousa também regular apesar de se notar alguma falta de rotina como número 6.

    A defesa é sempre mais difícil mas aguentou-se contra aquele monstro do Gomis e a qualidade de Lisandro. Gostei de Fucile e Sapunaru e acho que os centrais precisam de jogar mais em antecipação.

    Concluindo: Jogo interessante com muitas oportunidades, pouca eficácia e uma qualidade interessante. Não gostei da derrota mas antes agora do que a sério.

    ResponderEliminar
  8. Grande exibição do Futebol Clube do Porto, onde o resultado não mostra de todo o que se passou ao longo dos 90 minutos.

    Gostei do que vi, nota-se que os jogadores estão a entender bem as ideias do Vítor Pereira, fazendo uma exibição conseguida, onde pecamos apenas pela finalização.

    Nota + para Kleber, Hulk e Souza

    Pela negativa e por motivos óbvios, o jogador escolhido é o Fernando. Um erro infantil que ditou o resultado final do encontro, parece que não está com a cabeça no lugar.

    Isto a continuar assim, teremos o Souza a assumir a titularidade, que diga-se de passagem que bem merece, fazendo duas exibições de encher o olho, tanto contra o Peñarol como contra o Lyon.

    Temos uma grande equipa e isso é o que realmente importa, preocupava-me mais se tivessemos perdido e jogassemos mal, o que não foi o caso.

    Venha o Vitória e o primeiro de muitos canecos para 2011/2012.

    Força Porto!

    ResponderEliminar
  9. Bom dia,

    Ontem fizemos uma excelente exibição sobretudo na primeira metade. Fomos dominadores, acutilantes e só a nossa ineficácia ofensiva, e a valia do guardião francês impediram que iniciássemos a segunda parte a vencer.
    Na segunda parte, a partir do momento que iniciamos as substituições, e retiramos o nosso tridente de meio campo e Kléber que estava a fazer um excelente trabalho no ataque, perdemos fio de jogo e em mais um erro defensivo, acabamos por permitir o golo que deu a vitória do Lyon.

    Destaques para Moutinho e Ruben que efectuaram um excelente jogo. Otamendi e Rolando muito seguros, Sapunaru e Fucile com um jogo excelente.
    Hulk, Varela e Hléber muito bem no ataque, onde só faltou eficácia.

    Souza está a jogar melhor, mas errou no primeiro golo de Licha, mas depois fez um jogo tranquilo.

    Dos que entraram, nenhum esteve ao nível dos que saíram.
    Fernando entrou desastrado, a rematar sem nexo, cada passe que fazia era uma pedrada que atirava aos colegas, e fez aquele disparate que permitiu o golo da vitória do Lyon.
    Não sei se está a jogar contrafeito ou se é das lesões, mas uma coisa é certa, o Fernando que parecia um eucalipto que secava tudo em volta, está muito mal neste início de época, e Souza não é alternativa segura.

    Castro e Djalma dos que entraram foram os que mais batalharam, mas em vão.
    Belluschi está sem ritmo e Ruben ganhou-lhe o lugar.

    Para terminar destaque para o fairplay entre as equipas, a festa nas bancadas, e para Licha que teve um enorme respeito pelo FC Porto ao não festejar o golo. Foi também bom rever Cissokho.

    Um abraço e boa semana

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Há por aqui um dragão pouco atento.

    E mais não digo.

    Força Porto. O rumo é este, Vítor Pereira. Força, estamos contigo.

    ResponderEliminar
  11. Sobre alguns comentários de experts do futebol que aqui comentam digo o seguinte:

    1) As vitórias morais não me dizem nada.

    2)Mas vamos aos factos!Sou realista e referi no meu comentário que apesar de jogamos muito bem no meio-campo, falhamos na defesa, e no capítulo da finalização; e pelo menos para já, somos inofensivos nos lances de bola parada. E ponto final.

    3)Isto faz de mim menos portista, ou menos atento?! Tenham dó...!
    Algumas pessoas precisam de óculos para ver se enxergam melhor!

    4)Ao anónimo: sou o sócio 3380 já com as cotas pagas até ao fim do ano, e tu?! Identifica-te para eu poder analisar até que ponto mereces protagonismo! Ou só vens aqui comentar tipo: puxa saco?!

    5) Há por aí alguns portistas a comentar com défice de democracia...! Felizmente acredito não ser esse o caso do Blue Boy, pessoa cordata que muito aprecio!

    Conclusão do meu cometário no dragaoatento:
    Como jogou a equipa do Lyon!
    Utilizando uma estratégia muito pouco simpática, mas terrivelmente eficaz! 90 minutos encolhidos no seu meio-campo, sempre atrás da linha da bola, defendendo-se com unhas e dentes, nunca permitindo aos avançados contrários chutarem à sua baliza à vontade, ou seja, com possibilidades de êxito, porque sabe que tem um guarda-redes muito bom e dois avançados letais, demolidores, aos quais as equipas adversárias não podem conceder a mínima "abévia" que eles aproveitam 100%, e foi o que aconteceu: a defesa portista vacilou duas vezes e eles facturaram!

    E não duvidem, para mim:

    Viva o FC Porto sempre!

    ResponderEliminar
  12. Eu gosto quando puxam do cartão de sócio para vincarem bem que são mais sapientes no que afirmam, quando outros os contradizem nas suas belas opiniões.
    Logicamente que todos temos as nossas opiniões e todos temos direitos e já agora dever de respeitar as opiniões de cada, mesmo que sejam contrárias às nossas.

    Quanto ao jogo de ontem…só digo o seguinte; Individualismos exarcebado de alguns jogadores não são bom sinal. Uma equipa…é uma equipa quando todos jogamos em prol do resultado da equipa e não na afirmação individual.
    Jogo de pré época em que alguns procuram a sua afirmação, para não serem encostados é normal que surjam situações em que a opção individual se sobrepõem ao colectivo, como aconteceu no lance entre Varela e Djalma, com o primeiro a falhar uma jogada de golo simples. São ambos concorrentes para o lado esquerdo. Acho que fui claro. Quanto ao resto, era a festa do Lisandro que bem a mereceu.

    Para alguns mais esquecidos lembro o primeiro ano de Artur Jorge no FCP. Perdemos ou empatamos quase todos os jogos de pré-época, com muitos adeptos a querer a sua cabeça. Nesse ano acabamos a ganhar o campeonato e a taça dos campeões, contra o todo-poderoso Bayern.
    Vamos com calma.

    ResponderEliminar
  13. Gostei. Claro que há coisas a afinar e melhorar mas de estranhar era se assim não fosse.
    Atitude bonita do Licha.
    Que comece a época que os jogos a doer é que interessam.

    ResponderEliminar
  14. vá, não me metam em discussões do tamanho das pilinhas, que eu estou de férias, ainda que com um fresquinho do caraças, lá fora, que não dá de todo para ir espraiar o esqueleto a torrar ao sol ;)

    assim, e passando ao lado dos tais tamanhos, e antes de ir aos conformes, deixar uma palavra de agradecimento ao Pedro Teles pelo tempinho que disponibilizou para fazer esta crónica "only pessoal" do jogo, que, só muito pontualmente, ficou desalinhada do que eu vi e fiquei como sensibilidade do jogo no seu todo... portanto, no que importa, na questão de fundo, estamos em perfeita sintonia.

    vi um fcPORTO já muito bom para a altura da época em que estamos, ainda naquela fase do "brincar aos futebóis", ainda que já com as rotinas de jogo muito idênticas ao estrelato da época passada, aqui e acolá pincelada com outros artistas, um nadinha perdulários ofensivamente, um nada anjinhos na defensiva... mas em que no compute geral, e tal como o título desta crónica indica, estamos mais que "Prontos para seguir o Nosso Destino".

    e é bom não esquecer que ainda falta a chegada de algumas figuras prementes do plantel, que convém não esquecer, irá emprestar-lhe um toque de maior qualidade e não apenas de quantidade... o que nos tornará, está bom de ver, no mais sério candidato ao título, no caso, a renovação.

    alguém ainda se lembra da descrença que foi por estas alturas, na época passada, no torneio de Paris? ia cair o Carmo e a Trindade... afinal, nem um nem outro caíram, como o DAVID voltou a erguer-se das cinzas e enfrentar os Golias olhos nos olhos, nunca mais parando de ganhar e conquistar.

    alguém te dúvidas que este ano será diferente para pior? não duvido que igual será muito difícil, mas pior em demasia, nem de perto nem de longe... a partir de domingo próximo, começa a doer e é ali que se mostra quem tem e quem não tem fibra... e os nossos, têm-na!!!

    ResponderEliminar
  15. ...Eu gosto quando puxam do cartão de sócio para vincarem bem que são mais sapientes no que afirmam...!
    Gostei desta ó Kostadinov o flecha! Até teve piada!
    Agora não deu para perceber onde te doeu...! Eu até sei que és uma pessoa importante aqui no seio do Bibó Porto, e é por isso que estou a dar-me ao trabalho de tentar esclarecer posições. É que eu sou como o Jorge Nuno, protagonismo só o concedo a quem quero.
    Depois eu até só falei no número de sócio, não para vincar qualquer complexo de superioridade que não tenho, sobre ninguém, mas para responder a um anónimo.
    O que procuro é ser objectivo e realista, o que não quer dizer que tenha a pretensão de ter sempre a verdade na manga.
    Sem querer provocar controvérsia, os factos provaram até à saciedade que tenho razão no capítulo que salientei. Existe de facto na equipa azul e branca, "neste momento", dificuldades na finalização que nos retira possibilidades de concretizar, que é o que todos queremos, a concretização em golos do caudal atacante dos dragões, ou não?! Foi principalmente isto o que eu referi e que foi um dos aspectos indesmentíveis no jogo!
    Também reconheci que a equipa jogou muito bem a meio campo, mas lá está, houve alguma displicência ou inépcia, o que se quiser, no capítulo da finalização. Até o Vítor Pereira reconheceu isto mesmo.
    Há também outro assunto que me causa estranheza: que é o facto destes jogos servirem essencialmente para rodar (dar minutos aos)os jogadores e o Mister ter deixado, só o melhor rematador em termos de potência e precisão, refiro-me ao Walter, fora do jogo com o Lyon que afinal não passou de mais um jogo treino! E é caso para ponderar: se a FC Porto-Futebol,SAD o contratou foi porque descobriu nele algumas qualidades. Eu sei! Dizem que o Walter é lento e por vezes dá a impressão que não se esforça o suficiente. Mas, e isto é só a minha opinião baseada nos factos: Walter não será um jogador muito dinâmico, mas nos poucos minutos em intervém no jogo, quase sempre factura, e já deu para perceber que dispõe dum remate poderoso e de grande precisão, assim ele seja devidamente assistido ou lhe surja a oporunidade. A minha conclusão é que é o tipo de jogador com aptidão para chutar, um finalizador e não um construtor de lances.
    Depois até estou de acordo contigo, que é preciso ir com calma. Mas não se pode ter um desabafo, não podemos referir o quanto ficamos desiludidos/acabrunhados quando perdemos?! E no meu caso nem a feijões...!

    Viva o FC Porto sempre!

    ResponderEliminar
  16. Primeira derrota na melhor exibição da pré-temporada.

    Estamos prontos. Venha o dia 7.

    ResponderEliminar
  17. Se calhar, estamos nos a esquecer de um pequeno pormenor: que ainda falta chegar um jogador que por acaso é ponta-de-lança, um tal de Radamel Falcao! Talvez isto ajude a melhorar o aspecto de finalização que tem sido levantado…

    Também concordo que ontem tivemos sobretudo um problema de finalização, que obviamente tem grande impacto nos resultados, mas também não é menos verdade que Kleber até tem dado boa conta do recado nos jogos que tem realizado.

    No entanto, mais importante que o tão falado problema de finalização que ressaltou deste jogo com o Lyon, é o problema do médio defensivo, com um “péssimo” Fernando, um ainda “verde” Souza (apesar das boas indicações dadas) e jogadores como Castro ou Moutinho que não têm altura
    suficiente para uma posição daquelas…

    É que o problema da finalização praticamente apenas tivemos no jogo com o Lyon, enquanto o problema do médio defensivo tivemos em vários jogos da pré-época e sempre com um denominador comum: Fernando! Não me quero tornar repetitivo e espero que, porque acima de tudo amo é o FC Porto, se ficar Fernando faça BELAS exibições para me calar, no entanto é com grande preocupação que vejo o problema “médio defensivo”, mais até do que o problema “finalização”!

    ResponderEliminar
  18. Acho que o FC PORTO fez um belo jogo tendo em conta que era de preparação e sabemos nós que há jogadores que se baldam nestes jogos, onde apenas o resultado é um fait-divers.
    Fucile e Ruben Micael parecem voltar aos velhos tempos, e Fernando, até pagamos para mandar o ingrato embora!!!

    ResponderEliminar
  19. Se o Blue Boy me permitir:

    Este anónimo foi/vai ver bastantes jogos ao Dragão,e a gritar no meio da claque NÃO É ADEPTO DE CADEIRA É PARA GRITAR MESMO,inclusive no Dragão Caixa...não preciso me indentificar ou criar conta para te responder!

    Não retiro nada ao que escrevi anteriormente!


    Em suma um abraço e Bibó Porto carago!

    SD

    ResponderEliminar
  20. Para o Dragão Atento (!)

    TODAS as críticas são bemvindas desde que..sejam construtivas!

    Não é por aquilo que diz mas pelo tom com que o diz...quase a roçar a presunção!

    Se viu o jogo com o Lyon DESSA forma...você lá sabe mas...ou muito me engano ou até um adepto do mesmo Lyon reconheceria mais na exibição do FCP!!!

    Aliás, é uma coisa que me custa a entender...como é que após TANTAS provas dadas pelo nosso clube, existe TANTA desconfiança sempre que algo não corre bem...

    Já sei que o "adepto portista" é por definição exigente, implacável, à imagem do clube, mas...POR FAVOR!!!...já não era altura de pôr um bocadinho mais as "mãos no fogo" pelo Porto???

    Eu ponho as minhas pela supertaça de domingo!!! E no Mónaco...bem...o meu feeling é MUITO FORTE! Se jogarmos como contra o Lyon...NEM o Barça vai resistir!

    SOMOS PORTO!

    ResponderEliminar