17 abril, 2009

Os verdadeiros... e os outros!

Depois do jogo da passada 4ª feira e consequente não passagem às meias da Liga dos Campeões, e quando relembro algumas das barbaridades que já tive oportunidade de ler em “alguns” dos espaços de referência na blogosfera/internet Portista, uma ou outra até no post principal, mas de facto, a larga maioria nas caixas de comentários, no qual incluo até este espaço, porque algumas dessas também cá moram, sendo opinião de alguns “iluminados” que de tão inteligentes que são (querem transparecer, diria eu!), só me ocorre pensar que devem concerteza estar muito mal habituados ou aproveitados na vida, porque com tamanha inteligência, ninguém os vê ou reconhece qualquer mérito/crédito, senão o da estupidez natural... mas dizia eu, confesso, sinto-me um priveligiado do caraças.

Sou um jovem, diria até, ainda muito jovem [nascido em 1974], e no entanto, já tive oportunidade e a felicidade de assistir [a cores] a tudo aquilo que o futebol me poderia dar, enquanto apaixonado pelo meu clube de e pra toda a vida, o FC Porto [obrigado Pai, por me teres dado todos os ensinamentos desta “religião”… tu sabe-lo bem; sou-te um eterno agradecido].

Atentem só no somatório de todas estas conquistas:

- vi o meu FC Porto ser por 2 vezes consagrado, Campeão Europeu; vi mesmo, não ouvi dizer, não li, nem foi preciso ter que escutar muito atentamente os meus avós a contar como tinha sido há cerca de 50 anos atrás quando os resultados chegavam pela rádio e as imagens eram ainda preto e branco [aliás, ESTIVE LÁ, em Gelsenkirchen, em 2004];

- vi o meu FC Porto ser também consagrado por 2 vezes, Campeão do Mundo ou vencedor da Taça Intercontinental, tanto faz, escolham vocês; no entanto, aqui, é usual escutar de alguns dos espécimes rastejantes, invejosos, medíocres e ridículos, como que querendo desprestigiar a competição hoje já extinta para dar lugar a outro nome mais pomposo prós cofres da FIFA, chamarem-na de Taça Toyota… já se for o Manchester ou o Liverpool, são considerados Campeões do Mundo; enfim;

- vi o meu FC Porto ser ainda consagrado vencedor da única (!) taça UEFA da história do futebol em Portugal [nesta, também lá ESTIVE, em Sevilha, no ano de 2003]; mas nunca assisti ao FC Porto a perdê-la na sua própria casa, defronte de um clube considerado da segunda linha na Europa, mas também de um país que nunca tinha até ali, conquistado qualquer prova internacional de futebol;

- vi o meu FC Porto conquistar ainda uma Supertaça Europeia, apenas e só, mais um outro título internacional que cá no burgo dos invejosos, ridículos e medíocres, nenhum outro clube a tem [perdemos outras duas, ambas no Mónaco, onde ESTIVE numa delas, na de 2004, com o Valência];

- vi o meu FC Porto ser consagrado por 18 vezes (!), Campeão Nacional, num total de 23 até ao dia de hoje [e aproxima-se mais um outro para daqui a mais algumas poucas jornadas];

- vi o meu FC Porto ser consagrado por 5 vezes consecutivas, Campeão Nacional, de 1994 a 1999, apenas e só, outra façanha que mais nenhum clube em Portugal se pode orgulhar;

- vi o meu FC Porto ser consagrado por 10 vezes, vencedor da Taça de Portugal, com a ridícula obrigação que sempre conquistado esse direito, lá temos nós que fazer um trajecto à capital do Império dos invejosos, medíocres e ridículos, vulgo, Lisboa para uns, Marrocos para outros;

- vi o meu FC Porto ser consagrado por 15 vezes, vencedor da Supertaça Cândido de Oliveira, num total de 30 edições até hoje, tendo como cartão de visita pa turista ver, uma “enrabadela” monumental em pleno estádio do clube do regime, por um score histórico de 0-5;

- vi a monumental inauguração do novo Estádio do Dragão [que foi construído para substituir o velhinho Estádio das Antas que abriu as portas em 1952 e completamente demolido em Março de 2004] no dia 16 de Novembro de 2003, porque ESTIVE lá;

- vi toda a carreira de ponta a pavio do maior campeão da história do futebol mundial, seu nome, Vítor Baia, que atingiu o bonito número de 32 títulos, ainda hoje, considerado o jogador mais titulado de sempre da história do futebol mundial [Pelé e Rijkaard são os que se seguem, com 25 títulos];

- por fim, vi [e continuo a ver], já desde o inicio da sua carreira na Presidência do FC Porto, ao trajecto repleto de troféus, que atinge já a bonita cifra de 137 títulos desde o ano de 1982, do nosso Presidente [do meu Presidente!], Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa.

Bem, assim numa leitura diagonal, parece-me que não me estará a escapar assim nada de muito mais relevante para o caso aqui em questão [se o está, façam favor de alertar para o facto].

Tudo isto para dizer o quê? Fácil…

Atendendo ao discurso de alguns dos tais opinion-makers da blogosfera, apetecer-me-ia dizer ao meu FC Porto, que “quando estavas lá em cima, não faltou quem te desses umas palmadinhas nas costas”, que “quando te mostraste de novo na Europa, não faltou quem te bajulasse”, mas agora, que por força de um resultado menos positivo, te retiraram o sonho de talvez, quem sabe, voltar ao palco de uma final europeia em Roma, a 3ª nos últimos 7 anos (!), diria que “estarei aqui sempre para te apoiar, estou aqui porque te amo, porque te respeito e nunca te apunhalarei pelas costas neste momento de aparente debilidade, porque ser do FC Porto, é uma honra, e essa, só está ao alcance dos que a têm”.

Depois de 4ª feira, é apenas isto que me apetece dizer… agora, venha de lá rapidamente esse jogo em Coimbra no próximo domingo, porque estou desejoso de voltar a ser “feliz”, no que ao resultado final disser respeito, porque no resto, como já o disse no inicio, “sou um priveligiado por ser e amar este clube, o [meu] FC Porto”... pena que por vezes, alguns, pareçam não o sentir também e debitem opinativos ao sabor do momento/resultado, em que rapidamente se passa de besta a bestial num ápice e vice-versa... um estilo de Portismo que me enoja e repugna, para não dizer mais!

38 comentários:

  1. Blue Boy, tenho que dar-te os parabéns por este artigo e dizer também que, nascido em 1976 tenho o mesmo curriculo :)
    Começo por dizer que sinto muito orgulho do meu clube e todos os verdadeiros portistas sentirão o mesmo concerteza!
    Depois do excelente jogo que o F.C. Porto fez em Old Trafford, foram muitas as desculpas que se arranjaram para tentar justificar a incapacidade do campeão europeu face ao "banho de bola" dado pelos dragões. Estamos a falar do campeão europeu, mas, segundo os opinadores esses factos foram determinantes. Ficam aqui alguns:
    - Os jogadores tiveram apenas 2 dias de descanso entre jogos
    - O Rio Ferdinand estava lesionado
    - O Berbatov estava lesionado
    - O Anderson estava lesionado
    - Menosprezo pelo F.C. Porto
    O F.C. Porto, na 4ª feira infelizmente para nós, foi afastado e a exibição não foi tão conseguida, mas os seguintes factos não servem de desculpa:
    - O Jesualdo não ter estado no banco
    - O Manchester ter marcado no 1º remate que fez
    - O Lucho sair lesionado à meia hora de jogo
    - O Fucile nem opção ser

    Admito que a exibição não foi a que toda a gente esperava, mas a sorte e a experiência nestas coisas contam muito. Perdemos mas não retiro uma palavra do que disse anteriormente e se falo hoje de uma derrota, poderia muito bem estar a falar de uma vitória, e aí, as desculpas seriam outras, talvez o Tevez não ter jogado, a viagem de avião ou a chuva do Porto que é mais pesada...
    Apesar de não servir de consolo, este foi o embate dos quartos-de-final da Champions mais equilibrado, quando muitos esperavam algo idêntico ao Bayern contra o Sporting.
    Estamos a falar de um jogo em que aos 6 minutos sem ainda ter feito por isso, o adversário fica em vantagem na eliminatória, com a atitude para o jogo a mudar automaticamente. O F.C. Porto em desvantagem e ainda com a lesão do jogador mais importante na transição para o ataque a lesionar-se logo aos 30 minutos.
    Mas não, agora, foi o Manchester que levou o jogo a sério e nós é que tínhamos a obrigação de fazer mais e passar a eliminatória.
    Realmente o F.C. Porto não é grande… é enorme.
    PARABÉNS F.C. PORTO!

    ResponderEliminar
  2. Meu caro Blue és de facto um previlegiado, até porque não tiveste de passar uma seca de 19 anos. Mas esses, que resistiram, sem vacilar, a essa travessia do deserto e que apenas sonhavam com um ou outro título, têm de há muitos anos a esta parte, o previlégio de ver o F.C.Porto ganhar a colecção de títulos que enunciaste. Esses meu caro, são capazes de resistir a tudo, porque têm memória e sabem o que foi preciso ultrapassar para aqui chegar e se sabem também, que a militância é fundamental, assim como esta cultura de exigência, que nos distingue, é para manter, sabem também, ter a noção da realidade e saber que não se pode neste momento, pedir o Céu, a quem só pode dar a Terra.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Assim de Repente do te faltou mesmo enunciar e expressar a plenitude do Teu Portismo face as actividades de modalidades Amadoras...mas compreendo por que o tema é futebol e ai por entre estes titulos que enumeras muitas outras coisas nos orgulham mesmo quando nao ganhamos!!
    Para mim e em mim o orgulho perpetuasse mto mais em outras ocasioes que em algumas vitorias...
    Grande Post!!!!Alguns de facto precisam de se lhes avive a memoria!!!

    ResponderEliminar
  4. Também sou de 74, ano da 1ª revolução pela Liberdade e democracia nesta merda de País onde estamos inseridos.

    O meu sentimento nesta altura continua a ser de um orgulho imenso pelo q os nossos guerreiros fizeram e bastava ver alguns rostos de alívio e satisfação para perceber o quão assustados andavam alguns medíocres.

    Também sou da geração q só vê o Porto ganhar. Mas digo-vos q não me importava de ter nascido uns 10 anos antes para em 78 ter vivido a sério a alegria que o Vila Pouca viveu quando Ademir marcou aquele golo ao Fidalgo levando o Porto ao empate nas Antas com o Benfica e q foi determinante para o título q já escapava desde 59. Gostaria de ter vivido esses anos de mudança no clube, os anos de Pedroto e JNPC.

    No essencial estou como tu, há gente muito mal habituada e q só sabe ser Portista nas horas boas. E Portistas (se é que o são) que já estão outra vez a falar nas más contratações, no adjunto q n presta, no helton q só dá frangos, no jesualdo q afinal n teve mérito nenhum nesta carreira, esses bem q podiam ir reflectir um pouco no silêncio do Dragão numa manhã de nevoeiro com o estádio vazio. E aí colocar a mão na consciência.

    O FC Porto precisa q estejamos todos unidos, as vigarices estão aí à espreita, n podemos vacilar, dar trunfos ao inimigo.

    O FC Porto é a minha vida, deu-me as maiores alegrias da minha vida e nunca mas nunca mesmo o deixarei ficar mal.

    O Lucho está lesionado. Não deve jogar mais esta época. Mas este lucho estará (pelo menos nos jogos em casa) 101% com a equipa. Com todos os jogadores.

    Força campeões!

    ResponderEliminar
  5. Hoje minutos antes do despertador tocar estava a sonhar e no último segundo qunado o Suiço já olhava para o relógio o hulk rematou e o gaurda redes do Manchester esticou-se todo mas a bola passou e como vibrei com aquele golo. A alegria, a euforia, os abraços com gente amiga q apareceu nesse sonho. Mas, logo a seguir tocou o despertador. E afinal foi mesmo só um sonho.

    ResponderEliminar
  6. sem fui e sempre serei portista e com essa opção fiz uma outra que para mim importante, é não viver da história.
    a viver da história já temos os "mouros", limpinhos já a alguns anos sem ganhar nada de importante, esses sim, já com o canal de tv históriabenfica, eles é que andam sempre a falar de história, nós por cá os verdadeiros dragões preferimos o presente e o futuro, o que passou passou e felizmente vamos acumulando troféus e afins e somos os "donos" da actualidade, espero que continue assim porque depois o saldo será superior...

    ResponderEliminar
  7. Ou então divide-se assim, os q pagam e os q vão com convite, os q vão de calças de ganga e os q vão de fatinho, os q cantam e apoiam e os q comem pipocas e assobiam.

    ResponderEliminar
  8. Os q apanharam muitas molhas nas Antas e os q só lá vão agora pq é mais cómodo.

    ResponderEliminar
  9. Nesta hora o blue boy tem toda a razão, querem ganhar n querem? então o tetra está ganho? Não!

    Então deixem-se de merdas e apoiem, n critiquem.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  11. Pinto da Costa?

    OLha desculpa mas não te respondo. Só te digo q este homem merece o nosso respeito e gratidão eternamente. Este Porto conquistador é obra dele e de Pedroto.

    ResponderEliminar
  12. carlos pinto17 abril, 2009

    Parabéns BlueBoy... É isso tudo...

    Compreendo o que dizes...
    Deve ser exactamente nestas alturas que devemos exultar o nosso portismo, elevá-lo aos píncaros do Evereste pois foi essa determinação e força que nos levou a vencer tudo o que por aí foi descrito...

    Eu sou um bocadito mais novo (1981 e ainda bem... lol) mas ainda fui a tempo de ver o FCP a ganhar tudo que se pode ganhar...

    Espero que os meus filhos um dia digam o mesmo, para eu não ter de lhes contar nada... Ele sentirem o que é vencer...

    Na senda do jogo de 4ª a única coisa que me apetece dizer enquanto portista é:

    Obrigado FCP...

    Um obrigado extensível a dirigentes, técnicos, jogadores, funcionários e a incrível massa adepta deste clube, pois sem indefectíveis portistas como o são 99% dos que se dizem portistas este clube não tinha esta força...

    Cada vez mais perto de ir novamente a uma final europeia...

    Por falar em final, no final da época passada, depois de vendas e de vermos as aquisições efectuadas, muitos de nós cá no nosso interior duvidaram das capacidades do FCP. A prova é que eles podem evoluir e dar muitas alegrias ao FCP...

    Vamos sonhar com mais títulos, para que de manhã possamos acordar e eles serem realidade...

    Saudações azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  13. carlos pinto17 abril, 2009

    A mim dá-me muito mais gozo ficar na central em baixo a chamar nomes ao fiscal de linha!!!! :) lol

    Cada um tem a sua forma de ver Futebol, não vamos entrar por aí...

    ResponderEliminar
  14. A ideia é relectir para nos unirmos todos neste momento decisivo da época. E nunca dividir.
    Teremos q estar todos nos verdadeiros, só assim chegaremos a bom porto.

    ResponderEliminar
  15. Eu que também sou um jovem do tempo do também jovem Vila Pouca, subscrevo na íntegra o que ele disse em comentário acima.
    Esperamos 19 anos, diziamos sempre " fica para o ano " mas porfiamos, confiamos e sofremos o pão que o diabo amassou...
    Depois veio a liberdade e foi o que se vê.
    Eu, por mim, senti-me sempre um privilegiado por pertencer a este ENORME Clube.
    Viva o FC Porto.

    ResponderEliminar
  16. Ó Carlos Pinto és tu e eu... ainda na 4ª tinha dois convites para ir para a Tribuna... fui para o meu lugar na fila 8, bem ao lado do túnel, que nestes jogos há que aproveitar para os viver com toda a intensidade.

    Tenho a sorte de poder, de vez em quando, assistir a jogos na Tribuna e na Tribuna Presidencial... mas nestes jogos declino quase sempre (só gostava de ir nas Antas, em que cheguei a ficar atrás do Vale e Azevedo e dos cócós do SCP... a partilhar as "bocas" mandadas por Pedros Batistas e Carlos Magno, por exemplo. E suprema alegria gritar os golos do FCP a plenos pulmões aos seus ouvidos!!).

    Isto de acharmos que há portistas mais portistas que outros portistas deixa-me triste... e preocupado.

    Porque os clubes que diferenciam os seus adeptos e sócios são outros... como aquele, em que há sócios que valem mais votos que outros.

    Espero nunca ver o FCP chegar a esse ponto!!

    ResponderEliminar
  17. Na quarta feira ao sair d estadio o meu sentimento era de desilusão, desilusão por não termos passado, mas essa desilusão não se referia a nossa equipa, porque dessa eu senti e sinto um enorme orgulho em ser portista. E concordo com o Lucho vamos mas é apoiar a nossa equipa, seja qual for o nosso lugar no estadio...

    ResponderEliminar
  18. Os portistas nos quais eu me incluo, são aqueles que amam o seu clube nos bons e maus momentos e amam-no agora, que está lá em cima, como o amaram no passado, quando não ganhava nada e amarão no futuro, se por acaso - os outros também querem ganhar e ninguém ganha sempre -, deixar de ganhar.
    Esses são os portistas. Os outros são cristãos novos que nunca resistiriam a...vá lá, três anos sem ganhar nada.

    A exibição não foi boa e a eliminação, custou, mas a vida continua e ainda, como diz e muito bem o Lucho, a Liga não está ganha.
    Este é pois o momento de apoiar e marcar presença. Depois virá o tempo de balanço, de criticar o que for de criticar, obviamente de forma construtiva, para melhorar.

    Foi assim que o meu avô me ensinou a ser portista, nos tempos em que eramos muitos menos.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  19. Nuno,

    A rábula dos “verdadeiros” e dos “outros” é tão só e não mais do que a diferenciação que faço entre os Portistas das DERROTAS e os das VITÓRIAS (exactamente por esta ordem, para não haver dúvidas!).

    Não está aqui, como nunca fiz, e duvido que alguma vez o venha a fazer, diferenciação entre Portistas, na verdadeira assunção da palavra. Portistas de escolha e convicção, somos todos, e ninguém é mais do que ninguém, ponto final, parágrafo.

    Agora, o modo como fazem uso desse Portismo ao serviço do clube, é que me obriga a diferenciar em 2 estilos completamente opostos.

    Apenas tenho uma única certeza, e que até é um direito a que me assiste e legitimo. Eu, sei que sou 100% Portista nas vitórias,101% Portista nas derrotas [o tal “verdadeiro”]… outros há que infelizmente, digo eu(!!!), não poderão dizer o mesmo.

    Estilos de Portismo… eu tenho o meu e cada qual escolhe o seu. Tão normal, quanto isto.

    ResponderEliminar
  20. Viva !

    Faço parte daqueles que atravessaram o deserto.

    Gosto desta sentença : Quem morre de pé renasce sempre na areia ( via popular de arenam ) ou na arena ( via erudita de arenam).

    Partilho o que escreve Dragão Vila Pouca : Sou Portista desde há algumas gerações. Até por ter nascido na Constituição.

    Lembro-me perfeitamente da época da pior classificação de sempre em que certos gozavam dizendo e se o Porto descesse de divisão ? Fiz parte daqueles que sempre apoiaram.

    Depois é verdade que pode haver divergências. Mas as divergências também são saudáveis se se pensa no bem do clube. Por exemplo, recordo-me, perfeitamente, dos debates entre sócios, a propósito da piscina do Porto. Havia quem pensasse que se estava a prejudicar o futebol ; outros, ao contrário, pensavam que era uma maneira de atrair mais sócios, de melhor enraízar o clube na cidade, etc.

    Mas ficava sempre a ideia de militância ( como bem escreve Dragão Vila Pouca). A militância que ia de par entre a defesa do clube e também da cidade.

    É que a história do Porto não começa em 1982. Muito longe disso. Sem esse passado de militância talvez o FC Porto nunca chegasse a ser o que é.

    É verdade que muitos só viram o Porto a ganhar. E tanto melhor ! Mas é bom que não se esqueça a memória. E que o FC Porto não se descaracterize.

    O FC Porto é um clube regional, símbolo duma região, que se soube afirmar, desportivamente, na Europa ( e no Mundo ) antes do projecto da Europa das regiões.

    Acho que o meu primeiro post neste grande blog começa assim :

    "A escrita lembra-nos o que fomos, o que somos e que o futuro nos pertence . A escrita permite assentar ideias e contradicções., para poder construir um porvir melhor."

    Talvez por isso seja necessário, num mundo onde só os inocentes pensam que tudo se pode vender e tudo se pode comprar,num mundo onde, cada vez mais,a juventude pensa que o futebol é um jogo de individualidas e não um desporto colectivo, lembrar que o FC Porto é obra de muitos e muitas que nada pediram em troca.

    Mas não é isso o que sempre caracterizou os tripeiros ?

    Blue Boy : Gostei bem do teu texto. Gostei menos do adjectivo que dás ao estádio das Antas. Legendário sim ! Velhinho não ! Nunca o foi nem nunca o será !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  21. previligiado sentes te , sinto-me eu e sintimos todos nós :D por este clube magnifico!
    adorei o texto :P mas eu infelizmente nao vi isso tudo lol so comecei a ver apartir de 87 :) k foi qdo nasci hehehe

    beijokas *****

    ResponderEliminar
  22. Memory Lane : nascida em 1969. No banco de trás (ainda não era lei os bancos próprios para criança..., segurava uma bandeira que vinha entalada no vidro do carro. Estrada Nacional 13,(recordo especialmente os troços de Vila do Conde e Póvoa de Varzim-odiavam o FCPorto!). Chegada aos portões das Antas na sua abertura e aguardava cerca de 3 a 4 horas pelo jogo!Durante anos foi assim. Cresci com isto. Sempre acompanhada de pai e irmão!Aprendi a gostar de futebol pois não tive outro remédio...Mas desde há uns largos anos para cá que agradeço essa opção não voluntária de vivência domingueira!Porque se reflecte na minha vida pessoal e profissional!Privilégio sim!(do latim do privilegiu) é uma vantagem, ou direito exclusivo concedido a alguém com exceção de outros. Pode ser um dom natural, uma imunidade, ou uma prerrogativa.)
    No meu caso,gosto de pensar que, deixem-me considerar que, é um dom natural ter nascido de azul e branco!

    ResponderEliminar
  23. O Calabote não perdoa...

    Que puta de lata!!!

    Li, voltei a ler, limpei as lentes e sempre era verdade. O Rascord escreveu que caiu mal nas hostes sportinguistas a nomeação de Bruno Paixão para o Guimarães-Sporting por causa da sua última arbitragem no jogo da taça com o FC Porto!!! Ora, que puta de lata! Um jogo em que o Paixão fartou-se de roubar (como já é habitual) o FCPorto e que é usado pelos lagartinhos e jornaleira manhosa a seu favor (o slb já é defunto) para pressionar o árbitro mais anti-Porto que temos na 1ª Liga. Nesse jogo ficaram 3 penaltys por assinalar sobre Hulk, três!!! Enfim, é a merda de jornalistas que temos! A nojeira do costume, as campanhas que vão alternando de cor consoante quem estiver mais perto do FCP...

    Publicada por calabote em 2:47 PM

    http://www.inocencio-calabote.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  24. João Salvador Rocha17 abril, 2009

    Falta o maior de todos os trofeus, que o FCP jamais verá arredado das suas prateleiras:

    - O seu incondicionável publico, adpetos, socios, povo, simpatizantes. o que lhe quiserem chamar.

    Eu apenas digo que.

    somos o melhores adeptos dum clube Grande e LINDO!

    ResponderEliminar
  25. Mais de 4 mil Dragões em Coimbra!

    ResponderEliminar
  26. grande texto, parabens mais uma vez meu amigo.

    ResponderEliminar
  27. LOL...é a diferença. Nunca vi o meu clube ganhar nada, passei 10 anos a ver jogos na 2ª divisão, nunca o vi ter 3 vitórias seguidas na I Divisão.

    Sou sócio por minha iniciativa há 20 anos (desde os 10 de idade) e já perdi conta ao dinheiro que gastei em deslocações. Não tenho uma imprensa que dedica dez páginas por dia (antes um rectangulo de fim de página) e só mencionam a minha equipa na TV quando joga com um dos 3 eucaliptos.

    Sabem o que é isto?? AMOR INCONDICIONAL. E vocês? Se descessem era ver as pessoas a desinteressarem-se da bola, a ligar aos outros desportos,a ver só futebol internacional. É o amor à condição.

    Não preciso de vitórias para vibrar com o meu clube...até porque se pensasse assim não apoiava a minha Selecção Nacional..aliás, agora que Portugal perde é ver as bandeirinhas a irem com o cara*** e aquelas manifestações ridiculas de apoio à selecção a serem escondidas. Apoio incondicional my ass! E nos grandes é a mesmíssima coisa, por muito que vos custe. Se não existisse imprensa têm a certeza que seriam do vosso clube "grande", seja ele qual for?

    ResponderEliminar
  28. Eu sou de 1972 , adoro o F C PORTO apesar de ninguém na minha família ser grande adepto de futebol.
    Mas mesmo assim sou portista desde pequenino !!!!! e tenho muito orgulho nisso !!!
    Apesar de já ter vivido tantas vitorias, acredito que ainda vou viver muitas mais !!!!!
    Quando o F C PORTO perde eu também fico triste mas tenho a consciência que sou do maior clube do mundo.
    O jogo de Quarta Feira não coreu como nos queríamos ou seja ganhar, fiquei triste mas ainda temos um campeonato e uma taça para ganhar ....

    Por isso em Coimbra não vai ser fácil mas acredito que vamos ganhar!!!
    Pessoal amanha temos jogo de andebol na Póvoa , vamos lá apoiar o nosso F C PORTO .

    Por falar de andebol vamos lá votar a petição ...


    ABRAÇO

    ResponderEliminar
  29. O Futebol Clube do Porto é a minha paixão. Por essa razão agradeço ao Pedro Marques Lopes, do Lei da Bola, ter indicado este blogue, que consulto com avidez desde então (duas semanas?) com mais calma, tentarei fazer os meus comentários, dentro dos limites razoáveis de um “Portismo?” convicto. Digo com mais calma, por ter estado um pouco baralhado na criação do meu perfil. Não quis pedir ajuda a ninguém, e espalhei-me ao comprido por várias vezes. Bem feito, mas para quem vai fazer 70 anos, não me parece que esteja nada mau. Aguardem-me pois sou um daqueles “verdadeiros” que atravessaram o deserto na época em que perdíamos os jogos logo que cruzássemos a ponte. Hoje tenho quatro filhos, a saber: três filhas casadas com os respectivos maridos Portistas, um neto com 8 anos idem aspas (é sócio nº 94009) e um filho solteiro com 38 anos, é um rapas as direitas mas, é Benfiquista. Que querem, não há famílias perfeitas, pois não?

    ResponderEliminar
  30. Blue,

    Procura nas tuas memórias e diz-me qual o primeiro título que te lembras de ter visto realmente ou ouvido o FC Porto ganhar, em futebol.

    ResponderEliminar
  31. Isto não muda rigorosamente nada, ser portista é mesmo isso, estar "casado" com o clube nos momentos positivos e negativos.
    Não passamos dos 4º's, era dificil entramos com algum medo, o Manchester é o campeºao nacional ingles/europeu/mundial em titulo, é um colosso e soube ser superior.
    O sonho europeu não acabou aqui, foi interrompido e teremos hipoteses de nos vingar dos "reds", pelo menos eu espero que sim.
    Agora temos o campeonato nacional, estou um pouco triste com a lesão do Lucho, mas enfim, espero que a equipa não acuse por causa disso.
    Temos também uma taça de portugal para conquistar, ainda não ganhamos nada mas espero que este ano os portistas possam dizer que o seu clube fez a dobradinha 2008/09.

    ResponderEliminar
  32. Eu sou de 1970! E diariamente "luto" com o "mundo", pois ao contrário da maioria de vós, eu nasci numa familia de benfiquitas (pai e irmãos - alguns doentes!), e de meia dúzia de simpatizantes do sporting, pois nem futebol vêem!!!
    Mas como sempre gostei de ver jogos de futebol e embora apenas tivesse "permissão" de ver os jogos do benfica (mas mesmo assim nunca conseguindo apoiar o dito), só por volta dos meus 10 anos e de uma forma decidida entendi que tinha de ter um clube que apoiasse!!!!
    E logo ai e sem saber porquê escolhi o GRANDE FCP!!!!!!!!!!!!

    Talvez pelas cores ou por uma força maior que na altura não sabia explicar!!!!

    Hoje simto um IMENSO ORGULHO no meu/nosso grande clube, e defendo-o contra tudo e contra todos, todos os dias! Porque ser Portista, em Lisboa, rodeada de vermelhos e verdes (na familia e amigos) não é fácil!

    Mas no meio de tudo isto também tenho 2 alegrias os meus 2 filhos de 7 e 8 anos já são sócios de Portos e também eles com muito ORGULHO!!!!!!!!!


    Cumprimentos desPortistas

    Bibó Porto

    ResponderEliminar
  33. António Soares18 abril, 2009

    Este ultimo comentário desta Lisboeta de extremo bom-gosto, é delicioso.
    lá, naquele covil de lampiões e lagartixas imbecis, deve ser mesmo complicado ser deste grande clube. Para aqueles acéfalos, o PORTO só ganha de forma para eles suspeita.

    Grande posta, já agora.

    ResponderEliminar
  34. Mais um belo texto!
    Eu só tenho 16 anos,e tenho pena de não ter visto o "calcahar do Madjer" em directo.Quando digo calcanhar do Rabah,refiro-me a toda a campanha,é só uma força de expressão.
    Em 16 anos já vi o Porto ganhar tudo o que tinha para ganhar(com a excepção de supertaça europeia)!É fantástico,desde pequenina que vibro com o Porto..a minha mãe até se zanga comigo, às vezes.
    É MESMO AMOOOOR
    Na quarta-feira chorei muito,porque senti que tinha sido uma enorme injustiça aquela eliminação.Porra...ver a forma como eles lutaram e batalharam contrastando com aqueles 2-2,0-1 revoltou-me.Merecíamos muito mais...mas o meu orgulho permaneceu intacto,aliás,disse-o.

    FORÇA PORTO <3

    ResponderEliminar
  35. Quarta-feira, dia 15 de Abril - Pior dia de 2009!

    Fiz directa a vomitar, 1500 Km de carro, multa de 300€ e quando chego ao Porto soube que tinham roubado os bilhetes,não me safei na candonga,tive de jejum o dia todo sem conseguir comer, vi o jogo ao lado do estádio numa TV sem som, o Ronaldo marcou o único golo do jogo e só chego à cama ás 4 da manhã depois de 30 penosas horas acordado com menos 500 euros na carteira e nem entrei no estádio!

    A única coisa boa foi o enorme orgulho que senti dos nossos jogadores que provaram mais uma vez que temos equipa para fazer qualquer clube tremer, até o campeão da Europa e do Mundo (como nós ainda há 5 anos)! E eles tremeram, mas ela não entrou, nem ao minuto 89' como há 5 anos! Paciência e Obrigado FCP... Muito Obrigado!

    Todos juntos rumo ao tetra seja em que bancada for e se possível for, sequer para a bancada ir! :)

    Parabéns pelo blog... De um portista cada vez menos solitário na cor, seja em que latitude for!

    ResponderEliminar
  36. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar