03 novembro, 2011

É agora

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

O que se passou ontem não pode ser encarado como um acontecimento extraordinário. Quem tem visto o Porto jogar sabia, lá no fundo, que isto podia acontecer. E esse é que é o grande problema. Um jogo mau pode suceder a qualquer equipa, quando se joga sistematicamente mal corre-se um risco muitíssimo maior de perder.

O que temos visto é uma equipa sem liderança, sem ideias, sem táctica, sem ambição, sem rasgo e sem o mínimo de capacidade de reacção. Todos vemos isso. Bom, todos não. Ouvi o nosso treinador falar do jogo com o Appoel e percebi que esteve a acompanhar outra equipa qualquer, e, infelizmente, não é a primeira vez.

Neste momento a questão é muito simples: acreditarão os dirigentes do Porto que alguma coisa vai mudar? Se acreditarem estão sozinhos nessa convicção.

Já vi este filme, graças a Deus poucas vezes no Porto. O caminho é sempre a descer. Se uma equipa chega a este momento sem fio de jogo, desmotivada, descontrolada, não vai por artes mágicas dar um salto de qualidade. Se for para fazer alguma coisa, se há vontade de tentar ganhar o campeonato, vencer os dois jogos que faltam na Champions tem de se agir agora, já, amanhã.

Não se pode fingir que não se viu o jogo de ontem. É um jogo que tem de ficar na nossa memória, que não podemos esquecer. Sim, é a conclusão lógica do que tem sido o nosso futebol, mas é muito mais que isso. Olhar para os nossos jogadores e vê-los perdidos, a correr que nem baratas tontas, com medo do terrível Appoel foi demasiado humilhante, foi um soco na nossa auto-estima e, muito pior que isso, manchou-se a história do clube.

Tenho ouvido muito a história, e eu já a defendi não me importo de o admitir, que há jogadores aborrecidos porque não os deixaram sair, que é normal haver desmotivação depois duma época tão brilhante. Muito bem. Adivinhem os meus amigos quem tem de os pôr a correr, quem tem de os motivar, quem tem de os espicaçar, quem tem de lhes dar ambição?

Escrevo a quente, admito. Mas eu vi o jogo contra o Benfica, contra o Feirense, contra o Appoel, fui a San Petersburgo. Assisti ás goleadas contra o Nacional e contra o Paços e saí desconsolado. Repito, já vi este filme e o fim nunca muda.

Ou é agora ou vai ser um ano de muito, muito sofrimento. Odeio perder, mas odeio muito mais perder sem fazer tudo para ganhar.

21 comentários:

  1. "O que se passou ontem não pode ser encarado como um acontecimento extraordinário. Quem tem visto o Porto jogar sabia, lá no fundo, que isto podia acontecer. E esse é que é o grande problema. Um jogo mau pode suceder a qualquer equipa, quando se joga sistematicamente mal corre-se um risco muitíssimo maior de perder."

    num post que, aposto, estará em sintonia de pensamento, com larga, larga maioria dos adeptos Portistas no momento actual, este 1º parágrafo disse tudo, ou quase tudo.

    sou um Portista, nem melhor, nem pior do que qualquer outro, sou apenas eu próprio, e por muito que me critiquem, até ao último dia de VP no (meu) fcPORTO, terá sempre o meu apoio... tanto faz que seja até amanhã, até para a semana, para o mês que vem, para o final da época ou daqui por 5 épocas.

    VP, porque é este o actual, terá sempre o meu apoio... posso discordar (que discordo!), posso contestar (que contesto!), posso não perceber (que não percebo!), posso isto e posso aquilo, mas é com este, com VP, enquanto cá estiver, que quero acreditar que vamos conseguir dar a volta por cima.

    Espero apenas que não pensem que VP tenha o condão mágico de, sozinho, resolver um problema que o ultrapassa em parte, e que na verdade, é já bem maior do que a dimensão dele... é preciso que a estrutura dirigente o apoie inequivocamente... mas principalmente, é preciso que mais que as palavras de Helton ao plantel, "Vamos ajudar o treinador", se vejam acções, atitude, raça, crença, e PORTO no seu máximo esplendor, lá em baixo, no rectângulo verde!!!

    Tudo o menos que isto, é o fim da picada... com o desfecho que todos nós, não gostaríamos de ver confirmado!

    ResponderEliminar
  2. Miguel Monteiro03 novembro, 2011

    Caros Dragões,

    Antes de mais, e para que não me comecem a insultar e a assobiar :-) quando acabarem de ler a minha “prosa”, deixem-me dizer-vos antecipadamente que não partilho da opinião da esmagadora maioria dos comentários que me precederam num post anterior, nem tão pouco do nosso distinto "colega" Pedro Marques Lopes. Acreditem que não gosto de ser do contra, nem tão pouco me considero “casmurro” ao ponto de querer defender o indefensável.

    Parece-me no entanto redutor querer imputar as culpas todas no treinador. Se fizermos uma análise fria, teremos de reconhecer que a herança deixada pelo Libras, associada à pretensão de vários jogadores querem sair, ao ambiente hostil que a equipa tem sentido sempre que entra em campo (agora também fora dele), aos resultados/exibições tardarem em aparecer (sobretudo na CL) e ao facto de nos últimos meses a única aparição pública dos membros da direcção tenha sido na distribuição dos Dragões de ouro, deixando o treinador completamente desprotegido, em nada ajuda.

    É certo que o VP tem cometido técnica e tacticamente variadíssimos erros. É certo que a maior virtude dele não está seguramente nas conferências de imprensa e aparições públicas (onde anda o nosso responsável de comunicação?), mas será que a simples substituição do homem vai resolver todos os problemas? Não me parece. Apenas vai dar argumentos e força para que as nossas maças podres (ironia do destino :-) ) continuem a minar o balneário, fazendo o mesmo a quem vier a seguir.
    A época com Del Neri, Fernandez e Couceiro é prova disso mesmo…

    Não seria melhor o nosso presidente vir publicamente dizer que o VP vai continuar até ao fim quer os meninos queiram quer não? Não seria melhor o nosso presidente descer ao balneário para mostrar quem manda? Não seria melhor arranjarmos, por muito que nos custe, 2 ou 3 casos semelhantes ao do Capdevila?

    Meus amigos, honestamente não me agrada rigorosamente nada assistir a jogos como os de ontem, mas temo que a solução não passe unicamente pelo “linxamento” do VP.

    Por outro lado, eu ainda acredito que vamos melhorar e dar a volta por cima com VP. Continuamos em primeiro no campeonato e só dependemos de nós para a passagem aos oitavos da CL.
    Se a opção for a de ruptura com quem dirige a equipa, pois que seja para melhor. No entanto, e enquanto isso não acontece, o treinador do meu clube é o VP. É nele que eu confio e apoio.

    Um abraço a todos e Olhão espera por nós!
    Miguel Monteiro

    ResponderEliminar
  3. Miguel quem diz que estás do contra? Quem diz que não concordo contigo?

    Meu amigo estamos em total sintonia, Falta apoio ao treinador, Falta uma pré época sem incidentes como levarmos o mercado até ao dia 30 e com tudo a querer zarpar, falta um PL à equipa para atacar todas as provas sem estar refem das incognitas como Walter que hoje está bem mas há 2 meses nem sequer treinava, falta muita gente assumir os erros de uma preparação mal feita e escolhas mal feitas.

    Estamos completamente abertos a muitos ataques, não se fechou a casa e está tudo pronto a estourar, quando vejo um treinador a desculpar 6 vezes o caso Walter também perguntei, fdx não há um director que ponha isto como antigamente e calar de uma vez por todas estas coisas?

    Ver James em plena gala a dizer que gostava de experimentar outros campeonatos? Mas esta gente anda bem?

    Hoje o meu Presidente, homem a quem guarda uma admiração muito grande voltou ao relvado e faz ele muito bem é hora de colocar esta gente no sítio.

    VP foi passarinho numa jaula de leões, mas está longe de ser o único problema.

    Mudar de treinador era atalhar caminho e continuar em conta-relogio até à proxima derrota e quando dermos conta estamos outra vez em 2004/05 com 3 treinadores e uma campeonato oferecido.

    Caro Miguel não consigo rezar para o Porto perder e quero ganhar em Olhão.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. Apetece-me transcrever cada parágrafo deste post de Pedro Marques Lopes para (re)afirmar a minha opinião. Ainda que o Blue Boy diga que “larga maioria dos adeptos” se revê neste texto, há muitos portistas convictos de que Vítor Pereira não é o maior responsável (ou “o elo mais fraco”) e tem todas as condições para prosseguir o seu trabalho. Todas as opiniões são admissíveis quando vindas de portistas. E não é a diversidade de pareceres que nos deva dividir nem, tão pouco, veicular caracterizações impróprias de “bons” e “maus” portistas.
    - Essa é boa, agora eu sou mau portista se vislumbro no trabalho dum treinador um rotundo fracasso?
    - Ou sou mau portista se, ao invés, auguro a um treinador êxitos retumbantes?

    NÃO, NÃO, NÃO e NÃO. Não aceito tais definições ainda por cima com base em critérios que nem sempre são objectivos. POR ISSO ME INSURGI (às vezes violentamente) contra alguns textos e muitos comentários que intentaram à nossa união. NÃO PODEMOS CAIR NO LOGRO, NÃO PODEMOS FAZER O JOGO DO NOSSO INIMIGO.

    Respeitemos as opiniões diversas e saibamos, com pragmatismo, escolher o melhor para o nosso Clube - pelo menos manifestar a nossa vontade…. É o que está aqui a fazer PML. Com muito serenidade, lucidez e pragmatismo. Com a nobreza da lealdade e com a grandeza da sinceridade, todos o devemos fazer sem esquecer a questão central que o Antas também aborda:
    De facto Vítor Pereira não será, certamente, o único responsável pelo actual estado de coisas. Mas para ser célere a explicar a onde pretendo chegar, digo: nem Mourinho se safava do enredo que este treinador criou. É ele o treinador – não percam de vista. E, por isso, em consonância com o que é vincado no post, reescrevo isto:

    A teoria da conspiração (jogadores contra treinador) já aflorou nos meios portistas. É perfeitamente plausível. Quanta coisa errada aconteceu, quanto desatino a nós nem nos passa pela cabeça! Mas eu pergunto: quem é o chefe, quem tem a obrigação de ultrapassar todos os boicotes, todas as manhas, quem tem o dever de matar à nascença toda a revolta, quem tem a missão de liderar (o mesmo que COMANDAR, GOVERNAR, CHEFIAR, DIRIGIR…) o grupo? Em suma, num plantel de futebol QUEM MANDA, QUEM ORIENTA, QUEM TRAÇA CAMINHOS? QUEM TEM, EM ÚLTIMA ANÁLISE, DE ASSUMIR O FRACASSO E DAR O LUGAR NA “ARENA” A OUTRO? A resposta não é para adivinhar…

    Permita-me PML que termine com a transcrição desta sua lapidar afirmação:
    “Odeio perder, mas odeio muito mais perder sem fazer tudo para ganhar.”

    Abraço. BIBÓ PORTO!

    Antas: eu também não sou INFIEL/MOURO. Vou à igreja para rezar pelo FC Porto. Só faltava mais essa: chamarem-me muçulmano, ainda por cima fundamentalista...

    ResponderEliminar
  5. Caríssimo todos temos a nossa opinião, todos temos a nossa forma de ver e resolver os problemas.

    Grande amigo a história do rezar peca por falta de explicação, é que hoje tive um amigo ao almoço a dizer-me que bom bom era perdermos para o VP ir embora, a minha resposta não se fez esperar ao que lhe respondi para acender umas velas em casa e rezar muito.

    Quando escrevi isso era a pensar nesta exacta conversa, onde a minha opinião foi exactamente na corrente do amigo Monteiro.

    Eu não quero voltar a 2004/05, não quero vivi demasiado aquilo e foi um ano que deixou marcas, mas como nenhum de nós tem o dom de ver o futuro e muito menos o dom da razão (nem queremos ter :) ) resta-nos opinar a melhor maneira de fazer as coisas.

    Estou convicto que o VP não é o centro de todos os males, é só mais um.

    ResponderEliminar
  6. Caro Antas, Amigo:
    Desculpa a minha reacção, muito ao sabor da corrente de momento (não há dúvida que os ânimos estão alterados).
    Mas, Caro Antas: há uns anos a esta parte, com o FC Porto arredado do título, o 5LB jogava com o Sporting. Para o FCP aceder ao 2.º lugar era necessário que os benfas ganhassem. Havia gente e mais gente a querer isso. Eu preferia que o 4LB perdesse e levasse uma cabazada. Com MOUROS, nem morto.
    Está explicado?
    Quanto às opiniões, concordo: cada um tem as suas e, às vezes, nem divergem assim tanto. A questão está na envolvência do parecer e na sua interacção com outros dados do mesmo problema. Muitas vezes estamos de acordo sem o saber. Ainda agora reparei nisso numa tua troca de palavras com o Invictus64.

    Ah, já agora (brincando), vou mandar-te um (delicado) puxão de orelhas no trabalho que publico com o nosso magnífico ilustrador Rui Saraiva... Não te preocupes, amanhã verás e vais rir-te.

    Abraço.
    BIBÓ PORTO!

    ResponderEliminar
  7. @ Amigo Dragão Azul Forte,

    talvez me tenha explicado mal ou deixado sub-entendido outra coisa... quando dizia que “larga maioria dos adeptos” se iria rever neste texto, não estava a personalizar a questão no treinador, mas sim em todos os males que enfermam actualmente o reino do Dragão... e as consequências que daí possam advir num futuro muito próximo, que já se arrastam, e vão piorar ainda mais se as coisas não se alterarem urgentemente.

    Era isso a que me queria referir... o problema está detectado por todos nós... agora, cada cabeça sua sentença, ou seja, para cada um de nós, uma solução que pode ser igual a muitas, poucas ou algumas só.

    Se muitos acham que por si só, a saída de VP resolveria tudo como que por artes mágicas, eu acho que não, mas é tão só a minha opinião, como a de todos os outros, que vale o que vale, nada mais que isso.

    De uma ou outra forma, o que se espera e mais deseja, é que as coisas se alterem rapidamente... seja ela a solução que for, parta para onde parta, desde que mude para muito melhor, tudo bem.

    No resto, é como digo, o problema está detectado... a solução mágica na cabeça de cada um de nós, é que são como as Mães, são mais que muitas.

    Diria, opiniões!!!

    ResponderEliminar
  8. É tudo muito bonito. Este é o nosso treinador até ao fim, estamos com ele, não o abandonamos...EU NÃO VOU POR AÍ...

    Incompetência não tem nunca o meu apoio.

    Acho piada q todos dizem q a culpa não é só do VP, mas no fundo todos admitem q muita da culpa é... Não é toda...mas se há unanimidade q o homem é fraco líder...há q esperar o qUê? Que o dia se ponha noite?

    aINDA quarta feira fiquei doente e no sábado vou estar a sofrer pela tv mas não me revejo nada no discurso deste treinador q estragou tudo o q de bom ainda restava do sonho do ano passado...

    Muitas culpas há em outros sectores mas eu não vejo outro caminho e julgo q o PMLopes tb quer lá chegar com este post, há q fazer pela vida...

    e tentar minimizar os estragos...cada dia q passe com VP é um prego a mais no caixão.

    Eu quero o melhor para o FCP e como a pré-época não pode ser apagada q se elimine desde já uma das principais fraquezas deste grupo, vp...

    ResponderEliminar
  9. Competente ou incompetente, bom ou mau, é o meu treinador até ao dia em que oficialmente deixar de exercer o cargo.

    Até lá, apoiá-lo-ei fim-de-semana após fim-de-semana.

    A saga continua já no Sábado, em Olhão. Até lá!

    P.S - Miguel Monteiro, grande post!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. tRIPEIRO:

    "Competente ou incompetente, bom ou mau, é o meu treinador até ao dia em que oficialmente deixar de exercer o cargo"

    SE é mau, vais defendê-lo?

    Desculpa, eu não o defendo.

    dEFENDER O pORTO, o meu clube, pode muito bem passar por pedir a substituição de treinador...

    mas se me perguntares se sábado vou sofrer como tu pela equipa, isso não se discute...

    ResponderEliminar
  11. Lucho ninguém chamou incompetente ao treinador, tenho a certeza que se há criterio de escolha para se ser treinador do FC Porto é a competência a juntar ao rigor e ao trabalho.

    Não duvido que se trabalhe bem no Olival, dizer o contrário é entrar no discurso da carneirada que o Pinto da Costa é que é o treinador e os campeonatos são todos comprados e isto é tudo uma mentira, o que não corresponde ao mínimo da verdade.

    Se este é incompetente o que dirão os adeptos do chelsea neste momento.

    Acho que quem é bom e não estou a falar de competencia, bom de coração e só quer o melhor para os atletas em toda as situações e não consegue dar o berro quando deve (não é o berro em frente às tv´s) acaba por ser comido, nisto foi passarinho coisa que com esta malta não dá para facilitar, este á o ponto em que se deve mudar e se pode mudar sem se tocar no treinador.

    Eu já disse como isto anda com tudo o que é factor externo aproveitar para atacar, com o FC Porto nas bocas do mundo não pelas melhores razões a mudança do treinador por si só é apenas uma mudança estética porque o problema continuará e é só esperar até à próxima derrota do próximo treinador e andar em efeito conta-relógio até começarem os adeptos a falar em novas mudanças.

    Já vives-te algumas vezes campeonatos com trocas de treinadores a meio da época e é veres os resultados, não só queimas quem vem a seguir como acabas por oferecer campeonatos de mão beijada.

    Os alarmes já foram dados e se não assim não fosse não terias o nosso Presidente no relvado do Olival, não terias calado os Belgas e não estarias a tentar limpar a casa e fechar o grupo que aqui sim são coisas que já deveriam ter sido feitas faz tempo, sem exposições excessivas e jogadores a dizer merda da boca para fora e adeptos assobiar para o lado e a proteger os meninos.

    Há condições que também fazem os grandes lideres porque o Mourinho nunca deixou de ser um grande lider e ter as qualidades que tem só porque falhou aqui ou acolá em alguns clubes.

    E já agora lembrar épocas como a do ano passado só por saudade que tão cedo não acontecem, épocas com um campeonato sem o sabor da derrota (este ano é verdade que assim continua) e Europa a nossos pés mesmo com jogos como o de Sofia que não nos cabia um feijão no cu no final, são épocas que ficaram na história mas não são épocas normais e isso também é um fardo muito grande para quem vem a seguir e tem a responsabilidade não só de fazer igual como fazer melhor, como se vencer a liga dos campeões e ganhar as provas todas acontecesse todos os anos e fosse fácil e nestas coisas só o factor de quem tem o melhor treinador contasse.

    Mas isto meu amigo são opiniões, nada mais, nada menos que isto.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  12. Caros Portistas,

    Para além dos factos mencionados no post, há uma coisa que representa falta de tudo e que me deixa louco de raiva, então os jogadores do F.C.PORTO quando há uma bola parada perguntam para o banco quem marca? mas isto é o quê?? alguém me responde a isto? meus caros sou Portista e seguidor do mágico Porto desde que me conheço e nunca vi nada disto, enfim mais uma a acrescentar a tantas outras. Muito sinceramente não sei do que estão há espera(devem estar à espera de perder em Olhão) para mandar esta equipa técnica embora, vão buscar alguém como o adrianse que pôs aquela malta na ordem. O Van gaal está sem clube e é capaz de ser um desafio interessante para ele, é caro, pois é, mas é bom e disciplinador que é isso que estes jogadores precisam.

    SOMOS PORTO

    CONTRA TUDO E CONTRA TODOS

    SEMPRE F.C.PORTO

    ResponderEliminar
  13. Antas:

    O VP é competente, claramente... Na quarta "fomoS Porto" e "o futebol é isto".

    Meu amigo, o PC não acerta sempre. Este VP não é competente, pode ser dedicado e trabalhador mas...n chega.

    ResponderEliminar
  14. Um excelente "apontamento" que acabei de ler:

    "Essa da história do “sou portista de todas as ocasiões e por isso não criticarei o treinador” é a história mais pateta de sempre.

    O simples facto de sermos portistas de sempre e para sempre não nos faz parar de pensar e não nos deve coibir de termos uma opinião sobre o que é melhor para o nosso Clube. Uma massa adepta com capacidade critica é o melhor que pode haver para um clube."

    ResponderEliminar
  15. Lucho:

    "dEFENDER O pORTO, o meu clube, pode muito bem passar por pedir a substituição de treinador..."

    Obviamente que sim, concordo em absoluto contigo neste ponto.

    Quando digo que vou apoiá-lo, quero dizer que vou apoiar o FC Porto, logo nisso está implicito que apoie quem o representa. E neste momento ele é o nosso treinador.

    Sofrer sofremos todos meu amigo, independentemente de quem lá esteja.

    Podemos debater se é bom ou mau, isso é outra coisa, não é o melhor do mundo de todo, mas é o nosso neste momento.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  16. Faço minhas as palavras do Lucho.

    É que ser Portista é uma coisa, fazer caridade é outra. Este treinador não vale um chavo, nem acredito que algum dia melhore. O verdadeiro problema é que não me parece que haja alternativas.

    Toda a equipa técnica é uma desgraça e com os meninos desmotivados porque o Libras desertou, mais difícil ficou. Já hoje o empresário do Guarín veio cuspir qualquer coisa para a rádio... enfim. A solução passa por vender um ou dois em Janeiro, trocar de treinador e voltarmos a jogar futebol. Até isso acontecer, vamos esperando que os jogadores resolvam no campo. Sem orientação técnica, mas com talento que sobra.

    ResponderEliminar
  17. REALMENTE O HOMEM (VP) NÃO É O MAIS ILUMINADO. MAS DA EQUIPA TECNICA SAIRAM TODOS À EXCEÇÃO DELE, E SE PELO MENOS TEM FICADO O PEDRO EMANUEL DE CERTEZA QUE ERA DIFERENTE, ELE LOGO DIZIA O QUE ERA OS JOGADORES NÃO SE SENTIREM MOTIVADOS. SE NÃO ESTÃO MOTIVADOS É FACIL, ENCOSTAM E JOGAM OUTROS. E SE ATÉ JANEIRO NÃO ENCONTRASSEM MOTIVAÇÃO EMPRESTAVAMOS OU VENDIAMOS, PORQUE QUEM NÃO ESTÁ MOTIVADO CONNOSCO PODE IR ANDANDO.
    UM CASO PARIGMATICO É O GUARIN.
    CADA VEZ QUE PENSO QUE FOMOS BUSCA-LO À 3 ANOS, QUE DESSES 3 ANOS RENDEU MEIO ANO (O FIM DA EPOCA PASSADA) E QUE PAGAMOS POR ELE (PENSO QUE 3MILHOES?) E AINDA POR CIMA DEMOS O PAULO MACHADO, O QUE FOI UM CRIME. SERÁ QUE NÃO VALIA MAIS TER DADO OPORTUNIDADE AO PAULO?
    QUE TEMOS DE EMPRESTAR UM JOGADOR À PORTO COMO O CRASTO, À POIS PORQUE NÃO É SÓ O MOUTINHO UM JOGADOR À PORTO. EU VENDI-O JÁ, ESTE E OUTRO ANDA COM MAL DISPOCIZÃO E OUTROS QUE NÓS DESPREZAMOS COM TANTA VONTADE PARA JOGAREM POR NÓS.
    DÁ NOZES A QUEM NÃO TEM DENTES.
    DE CERTEZA QUE OS CASTROS, OS TERRAGINHAS, OS VIEIRINHAS, OS RUIS PEDROS, OS JOSUES COMIAM A RELVA E NÃO HAVIA CÁ DESMOTIVAÇÃO.

    O HOMEM NÃO TEM CULPA POIS NÃO SABE MAIS, E QUEM DÁ O QUE PODE A MAIS NÃO É OBRIGADO. SE OS ADJUNTOS TAMBEM NÃO DÃO UM MURRO NA MESA PARA O GRUPO ABRIR OS OLHOS MAIS VALEM IR EMBORA E VAMOS BUSCAR O ANDRE E O JOAO PINTO PARA O LUGAR DELES.

    ResponderEliminar
  18. Eu pensei que me tinha enganado em relação ao Guarin, mas pelos vistos a boa época passada é que foi acidental… É que já com Jesualdo o colombiano não rendia, com VP não rende… Rendeu muito num ano em que até o Sereno ou o Emídio Rafael entravam relativamente bem no onze…

    Num ano em que tudo corre bem é muito mais fácil entrar no onze, haver uma boa integração e até jogar bem… Quando as coisas correm mal e é preciso assumir o jogo, aí é mais difícil…

    Direi que Guarin é um caso paradigmático como já foi dito… Mas é um caso paradigmático da falta de esforço, de vaidade, vedetismo e de viver às custas de uma boa época passada… É um dos birrentos-vedetas que também está a enterrar a equipa… Para além das asneiras de VP (todas tão bem esmiuçadas pelos adeptos), é bom também que se comece a chamar os bois pelos nomes… Não vale de nada dizermos apenas “que existe vedetismo e vaidade a mais” sem apontar os nomes concretos desses artistas… Guarin é um deles, as declarações do seu empresário são prova disso…

    E há outros… outros que estão com a cabeça noutro lado… Que com o tempo cada vez se percebe mais quem são… Eu assim de repente lembro-me de 3 ou 4…

    Para mim, VP tem de entender que há que fazer uma limpeza ao vedetismo que tem assolado a equipa… quem não estiver a 100% no clube que vá para o banco, seja que jogador for em que posição for… E a grande questão de VP é que ele tem de saber identificar quem está ou não está a 100%... Dessa identificação e correcta limpeza, dependera o seu futuro no clube a breve prazo… Urgem mudanças, e as primeiras deverão ser nos jogadores titulares…

    ResponderEliminar
  19. Mas afinal anda tudo louco ou quê???
    É fodido perder, sim senhor, mas tem pessoal por aqui perto de perder é a cabeça.
    Ora é os jogadores que não estão emocionalmente ou fisicamente bem ora é o treinador que é o culpado de tudo...
    Pois, faz todo o sentido, nas contrariedades, disparar para todos os lados.
    Admira até que o gajo que corta a relva não tenha cota na culpa.

    Estivemos no céu e, claro, o grupo da Champions era, para muitos, canja.
    Duas equipas ganhadoras de recentes Liga Europa.
    Ah, e uma Apoel matreiro e ciníco de evolução em curso que diga-se talvez só por acaso ganhou ao Zenit em casa e empatou na Ucrânia.
    Mais um público como nós devíamos ser no Dragão, um 'ervado' seco e uma arbitragem a condizer.

    O Tône diria que nós, como adeptos, temos andado assim como que alheados da nossa realidade.
    E ainda deslumbrados com a nossa estadia no céu.
    Dai parte-se para o assobio, para a culpa é do Vitor que devia ter metido o Guarin, o Defour, o James, o caralho...
    Seja no desporto, seja na vida, existem alturas boas e outras menos boas onde até os pássaros nos cagam na cabeça.

    Já no campo a história não será muito diferente.
    Estarão assim como ainda deslumbrados e alheados da realidade.
    Lutam apenas contra eles mesmos.
    Mas do que não precisam é de que nós nos armemos em passáros e lhes caguemos nas cabeças.

    Tacticamente ignoro a melhor solução ou qual o antídoto.
    Mas uma coisa vos garanto.
    Chegou, uma vez mais, a altura de abandonar a discussão de quem a tem 'mais grande'.
    Continua a necessidade de apoiar.
    De apoiar a NOSSA equipa e o NOSSO treinador.

    ResponderEliminar
  20. A história mais patética de sempre é, na minha opinião, achar que o mal é do treinador.
    Entendo que trocar agora de treinador seria o fim da macacada. o Homem não faz pré época, faz o seu primeiro ano como treinador principal(da "honra" para cima) e até ao jogo com o feirense era fantástico. Agora é uma merda! Fazia parte da equipa técnica e tinha um lugar. Agora as responsabilidades são outras,e é inevitável que algumas "vedetas" não o compreendam ou não queiram compreender. Além disso, e para bem do clube, o homem continuou (ou tentou continuar) o sistema táctico de um ÁS, que aos 17 anos já aprendia com um dos melhores de sempre e fez o que fez. Nem é melhor nem é pior. É diferente tal como o seu percurso. Como tal, vão ter que existir mudanças. Seja agora com ele ou depois com outro qualquer. Sinceramente se tivermos que perder que percamos mas que seja dada ao treinador a mesma possibilidade que um outro teria para fazer a sua equipa à sua medida. O que eu vejo é que é isso que ele está a tentar fazer aos poucos.
    Claro que só um desatento não vê que o ÚNICO problema do porto são algumas VEDETAS MIMADAS!!! A esses sim, COBREM e façam-nos voltar à realidade!!!
    Resumindo, este é o meu treinador! É nele que eu acredito! Sou pateta!

    abraço, Rodrigo

    ResponderEliminar
  21. Olá Pessoal!!!
    Tem todos razão,eu até comigo grito quando é pelo Porto.
    Bem,não sei se se lembram de quando não nos deixavam ganhar nada.
    De quando era-mos uma equipa simpática que até dava uns toques mas faltava sempre qualquer coisa....
    O que é que temos aprendido nestes tempos?
    Que a união faz a força mas não pode ser uma unidade balofa como .....
    Que o profissionalismo não pode ser negociável nem pode haver cedências com caprichos nem de jogadores nem de treinadores nem de ......
    Que por exemplo não se conseguiu o ultimo tri por causa de dois meninos a quem foi permitido ter o rei na barriga.
    Também se aprendeu que a competência se mede pelos resultados e pelas boas actuações das equipas...
    Que é fundamental saber quem manda.....(num lado e no outro).....etc.........
    Penso que esta ultima conferência do VP(mais uma vez sem um único sorriso)é uma coisa que não precisa de acontecer no nosso Porto... um grande clube não pode ter atitudes pequeninas e reactivas.O nosso clube tem uma responsabilidade MUITO GRANDE para com a sua massa adepta mas acima de tudo para com uma cidade,uma região,uma cultura...
    Isso a somar as tristes exibições deste ano já nos diz qualquer coisa....devia até obrigar a fazer qualquer coisa.
    UM abraço
    PORTO,PORTO,PORTO

    ResponderEliminar