22 setembro, 2012

Guimarães foi palco da primeira vitória

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

V. Guimarães 0-1 FC Porto B

II Liga 2012/13, 7.ª jornada.
22 de Setembro de 2012.
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.


Árbitro: Hugo Pacheco (Porto).

V.GUIMARÃES: Assis, Kanú, Paulo Oliveira, Vítor Bastos, Káká (Tiago Almeida, 89), Siaka Bamba, Bruno Alves, Crivellaro (Pedro Lemos, 57), Diogo Lamelas, Tomané e Índio (Rafa, 71).
Treinador: Luiz Felipe.

FC PORTO: Fabiano, Diogo Maciel, Abdoulaye, Tiago Ferreira, Quiño, Mikel, Pedro Moreira, Tozé, Kelvin (Edu, 83), Dellatorre (Vion, 73) e Sebá (Fábio Martins, 90+3).
Treinador: Rui Gomes .

Intervalo: 0-1.

Marcadores: Abdoulaye (43).

Amarelos: Quiño (26), Kelvin (41), Kanu (50), Diogo Lamelas (57), Abdoulaye (58), Bruno Alves (70), Sebá (86), Vitor Bastos (90), Fábio Martins (90+4), Tozé (90+5).

O FC Porto B estreou-se a vencer como visitante, ao impor também a primeira derrota caseira do V. Guimarães B, por 1-0, na sétima jornada da II Liga portuguesa. Com este triunfo, os portistas igualaram os minhotos na classificação, passando a repartir com os adversários deste domingo o 15.º lugar, ambos com seis pontos.

O encontro, que foi disputado sob períodos de chuva torrencial, foi marcado pelo equilíbrio, com os dragões a mostrarem mais consistência na circulação de bola, embora tenham sido os minhotos que mais lances de golo criaram. O guarda-redes dos visitantes, Fabiano, com um punhado de grandes defesas, acabou por ser uma das figuras do jogo.

O jogo começou com um remate ao poste de Sebá, à entrada da área, aos 3 minutos, mas, apesar desta oportunidade soberana do FC Porto, foi a equipa da casa que melhor se exibiu nos primeiros minutos. Aos 5 minutos, Crivellaro, de livre, obrigou Fabiano a defesa apertada e, pouco depois, o mesmo jogador, quase fazia golo, num remate quase sem ângulo. Pelo meio, um remate de Tomané passou a milímetros da baliza portista.

Foi de cabeça que o FC Porto B fez o único golo da partida. A dois minutos do intervalo, Abdoulaye respondeu a um canto com um cabeceamento portentoso, sem hipótese de defesa para Assis. No início da segunda parte, as equipas repartiram o domínio. O FC Porto B era a equipa com mais posse e melhor circulação de bola, mas o Vitória chegava com frequência à área contrária, através de transições rápidas. Aos 51 minutos, Índio, após jogada individual, obrigou o antigo guarda-redes do Olhanense a outra boa defesa e com o decorrer do encontro, os vitorianos ganharam um ligeiro ascendente, estando perto do golo por Diogo Lamelas (67) e Pedro Lemos (72).
Com a aproximação do fim da partida, as sucessivas paragens quebraram o ritmo de jogo e foi a equipa de Rui Gomes que esteve mais perto do 0-2, quando Sebá desaproveitou um erro de Assis, na reposição de bola.

fonte: fcporto.pt



RESUMO DO JOGO

-------

0 comentários:

Publicar um comentário