16 maio, 2008

Dragão soltou a segunda labareda

FC PORTO, 72 - AD OVARENSE, 69
(3º jogo da final do play-off -- FCPorto, 2 - Ovarense, 1)

Grande ambiente em Matosinhos com mais de 3 mil pessoas que naturalmente fez empolgar os jogadores de ambas as equipas. Estive lá a sentir as emoções ao vivo na companhia do Estilhaço e vi por lá muitas caras conhecidas, desde logo o nosso amigo Dragão Vila Pouca, passando pelo treinador de andebol do FC Porto, Carlos Resende, pelo ex-técnico do basquetebol Portista, Jorge Araújo, e pelos diversos directores do Clube azul e branco.

O FC Porto entrou muito bem no jogo com Marçal, Figueiredo, Gentry e Terrel inspirados conseguindo uma vantagem de 11 pontos logo no 1º período. No 2º período, a Ovarense ameaçou mas o Porto nunca se desuniu e um triplo de Payton no último segundo dava 12 pontos de vantagem ao intervalo (38-26).

No 3º período, os Vareiros pareciam já condenados ao verem o FC Porto a já 17 pontos, mas algumas desconcentrações deram mau resultado e no início do 4º período, a diferença estava já em 9 pontos. O FC Porto falhava imensos lances livres (11), claramente um dos aspectos a rever já que nos triplos a desinspiração foi mútua.

No 4º período o meu coração acelerou descontroladamente, a Ovarense foi-se aproximando com Stempin e Brown inspirados e o jogo ficou com intensidade máxima quando a 1.12 minutos do fim, Stempin empatou a 69 pontos (a Ovarense nunca esteve em vantagem e este foi o 1º empate após o 0-0). O FC Porto volta a falhar e com menos de um minuto, a Ovarense podia passar para a frente mas falhou e Terrel (o melhor em campo com 23 pontos e 10 ressaltos) ganhou um tremendo ressalto e sofreu falta.

O Pavilhão levantou-se e em uníssono gritaram por Terrel e pelo FCPorto e aí se sentiu a força do Dragão. Terrel também sentiu essa nossa ajuda e converteu os 2 lances livres para júbilo da plateia. A Ovarense tinha ainda a posse de bola mas Marçal defendeu com mestria o base da Ovarense e desarmou-o sobrando para Figueiredo que sofreu falta. Nos lances livres falhou 1 e colocou o Porto a ganhar por 3 (72-69) deixando ainda 12 segundos para a Ovarense tentar o prolongamento que não conseguiu por 2 vezes pois pode lançar duas vezes de três pontos.

Naqueles décimos de segundo, vi por 2 vezes «a minha vida a andar para trás» mas ainda bem que isso não sucedeu. Ganhamos, carago!! A alma daqueles guerreiros é imensa e quem já não acredita que tudo é possível?

Parabéns ao Professor Babo e a Julian Terrel, MVP da partida.

Sábado às 17h em Matosinhos (RTP2) joga-se a 4ª partida de uma final à melhor de 7 jogos (4 vitórias). Para já, lidera o FC Porto por 2-1.

8 comentários:

  1. 'triplo de Payton no último segundo dava 12 pontos de vantagem ao intervalo'
    Grande Payton :-)

    ResponderEliminar
  2. :) eheheeh

    Pois meu caro Estilhaço, saiu-lhe na rifa!! O gajo joga menos q eu.

    ResponderEliminar
  3. Que inveja caros Amigos terem lá estado... e eu bem longe, nas aulas, a sofrer à espera dos sms que tardavam e nunca mais chegavam... a determinada altura, até pensei que o jogo fosse demorar até hoje de manhã :D

    Terá sido mais um jogo empolgante e que não defraudou as expectativas... o que se regista, saúda e aplaude!!

    Como está bom de ver e confirmar, temos equipa e mais que equipa para levar de vencida uma Ovarense que de bicho-papão, só tem mesmo a fama.

    Acreditando na «visão» muito conhecedora do Amigo Lucho, mesmo com um claro desnivel de americanos no nosso plantel, temos alma, garra, vontade e querer que dá e sobra pra enfrentar estes e outros vareiros.

    Sábado, não faltarei... 17h00 em Matosinhos... e espero sair de lá com 3-1 no papo... mai'nada!!

    ResponderEliminar
  4. Pela primeira vez assisti ao vivo a um jogo de basket do FCP. Não podia ter escolhido melhor.

    Grande entrega e garra, resultaram numa importante vitória sendo apenas de rever as % de LL, nitidamente o ponto fraco de ontem.

    Parabéns a todos (jogadores, treinadores) e sábado lá estarei para dar o meu apoio em mais um passo rumo ao título.

    ResponderEliminar
  5. Subscrevo a análise do Lucho.É pena que o segundo base seja tão fraquinho, pois o J.Figueiredo tem de jogar praticamente o jogo todo e às vezes, com o cansaço, perde discernimento.Assim como é pena que o P.Cunha esteja a jogar tão pouco.
    Sábado lá estarei e vamos fazer uma claque.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. pessoal, venho aqui pedir a todos os portistas que votem no lisandro para jogador modelo da liga no site da liga... é que os adeptos desse clube da treta que é o guimarães andam-se a esticar e o geromel já está á frente do nosso LICHA... e nós não podemos deixar que seja um manco a ganhar não é? vamos lá pessoal....

    ResponderEliminar
  7. Sábado não vou ter hipótese de estar em Matosinhos e sentir a emoção de ontem. Vou ver pela tv (rtp2) o andebol e logo de seguida o basket.

    Qt ao jogo de ontem:

    J.Figueiredo: Hábil, algo desgastado na parte final, um bom base.

    P.Cunha: A defender cumpre. No ataque a bola queima! Que saudades do Cunha do ano passado! Está muito mal.

    N.MArçal: O melhor jogador do Porto. E puxa pelo público. Na 2ª parte abrandou um pouco.

    Terrel: Surpreendeu pela positiva, grande exibição, muito certeiro com lançamentos de longe q n costuma marcar. Esforçado na defesa.

    Gentry: Sereno, muito potencial está ali. A defender muito bem também. Falhou 2 ou 3 cestos q n costuma falhar.

    Morris: O Gigante enqt jogou não esteve mal, é pouco preciso no lançamento mas é importante no jogo interior. Precisamos q se motive no sábado, é importante ganhar e para isso Morris pode ser decisivo. Ia-se passando ontem e quase entrava numa de boxe com Brown, outro gigante.

    Sobrinho: Eu gosto do miúdo. Muito bom tecnicamente sem medo de arriscar e ontem esteve bem enqt jogou. Babo não parece gostar mnuito dele.

    Fábio: Outro miúdo q costuma ser mt eficaz de 3. Ontem não acertou com o cesto.

    Payton: Marcou um grande triplo mas faz-me mal ao coração. Hesita muito, falha muito, bastante inseguro. Não me convence.

    ALBERTO BABO: Eu gosto. Ponto final. É o meu mister e um grande POrtista. Fez do Porto o ano passado e este ano um grande opositor da milionária Ovarense. Por isso o homem percebe da poda.

    ARBITRAGEM: POSITIVA E EQUILIBRADA NOS ERROS.

    NO SÁBADO CONTEM COM O PIOR, ARAÚJO, CARLOS SANTOS E O FILHO DO COELHO SÃO OS 3 ANTI-PORTO.

    ResponderEliminar
  8. bOLAS....

    Perdemos hoje, no mais desnivelado resultado da final, até ao momento. Um balde de água fria, colocand um travão na euforia, e o resultado numa igualdade a 2...

    Continuo a acreditar. A Ovarense já foi banalizada por este Porto. Vamos a eles!

    ResponderEliminar