27 maio, 2008

Homenagem merecida ao Professor Alberto Babo

Sábado, foi um daqueles dias que a memória conservará no tempo de forma interminável. No 2º aniversário deste espaço, onde com muita honra colaboro, realizamos mais um fantástico convívio que incluiu a visita a Fânzeres (hóquei) seguido de um jantar muito animado onde não faltaram sequer os discursos de gente apaixonada pela causa azul e branca. Também se cantou o hino, mas as vozes estavam um pouco desafinadas.

Escrever sobre o FC Porto sempre me deu prazer, mas escrever no mesmo espaço onde encontrei este fantástico grupo de amigos, é ainda mais estimulante. Senti que em toda aquela gente, as palavras «Futebol Clube do Porto» são entoadas com muito sentimento. Um bem haja a todos e que o próximo convívio não demore.

No Nacional de Juvenis em futebol, o FC Porto alcançou a liderança vencendo no Bessa por 3-1 com golos de Alex, Caetano e Amorim. Na 1ª parte (período em que estive no Bessa), assisti a um jogo equilibrado, mas na 2ª metade o FC Porto entrou com outra dinâmica e ganhou com justiça. Belos pormenores de Caetano, Claro e Alex. Depois do nulo no derby Lisboeta, o FC Porto lidera com 5 pontos, tantos quantos os de Benfica e Sporting. Na próxima ronda desta fase final, temos um FC Porto - Sporting já no próximo domingo.

Já no Nacional de Iniciados, o FC Porto desperdiçou inúmeras oportunidades (duas bolas no poste) e acabou por perder em casa com o Guimarães por 1-0 e está agora a 3 pontos do líder Benfica. No próximo domingo, temos um Sporting - FC Porto.

Nos Juniores, a 3ª jornada é no sábado e inclui um FC Porto - Sporting.

Por fim, nas Escolinhas, o FC Porto é desde sábado o campeão distrital da AF PORTO.

Nas modalidades, destaque para o hóquei em patins do FC Porto que conseguiu um suado apuramento para a final do Campeonato.

Mas estas linhas são dedicadas ao basquetebol do FC Porto que sábado perdeu a negra em Ovar, tal como no ano transacto. O nosso treinador Alberto Babo, ilustre Portista, e um grande nome da modalidade com vários títulos atingidos como jogador e treinador, merece aqui umas linhas de profundo agradecimento. Com a diferença de orçamentos que existe entre Porto e Ovarense, com Americanos de valor claramente inferior aos de Ovar, os pupilos de Alberto Babo mantiveram a esperança dos Portistas até ao último momento.

Tal como no ano passado, este FC Porto disputou o título até à negra efectuando mais uma final fantástica com jogos de emoção tremenda. A dignidade, o orgulho com que defenderam a nossa camisola é também a imagem de marca do nosso Mister Alberto Babo. Julgo que este homem merece o Dragão de Ouro como alguém durante o jantar de sábado me referiu.

Nesta hora de desalento fica a palavra de um Portista que está imensamente agradecido ao seu trabalho. Obrigado pelas alegrias que me deu. Espremeu aquela equipa ao máximo, uma equipa que vivia claramente dos jogadores lusos, principalmente do super Nuno Marçal. Ganhamos a Taça da Liga e por isso voltamos a não ficar em branco. Para o ano com mais sorte e com os «melões» dos EUA, pode ser que a história mude.

Na última quinta-feira quando a Ovarense falhou o triplo final eu saltei e gritei com mais esta vitória do Porto (que igualou a 3 a final), mas senti que as forças da equipa estavam no limite, senti que a chama, se calhar, tinha-se apagado ali. Foi pena, faltou apenas um pouco mais de azul.

Basquetebol: E a história voltou a repetir-se...
Final do play-off (à melhor de 7 jogos, ou seja, 4 vitórias); FCPorto-3-Ovarense-4.

crónica do Ovarense/FC Porto (70-49): O jogo da passada quinta feira em que o FC Porto bateu a Ovarense por 71-69 teve direito a crónica «individual» aqui. Já quanto ao jogo de terça feira em que perdemos por 69-57 pode ver a crónica aqui. Chegamos assim à negra em Ovar onde o Porto demonstrou ansiedade em demasia, fadiga e falta de sorte. A vitória da Ovarense é indiscutível (21 pontos) e no Porto só Terrel esteve em bom nível (15 pontos). Os pupilos de Babo deram tudo o que podiam mas o título está bem entregue. O desalento dos Portugueses da nossa equipa era bem visível mas na minha opinião eles têm é que estar orgulhosos do seu comportamento. Tal como disse no ano passado para nós vocês foram uns heróis, uma vez mais. Não deu para o título mas fizeram-nos acreditar em vários momentos que tal seria possível.

Nas fases finais de Juniores A e Cadetes em basquetebol o FCPorto teve comportamentos díspares. Nos juniores A (4º lugar) a equipa portista não correspondeu mas nos Cadetes (2º lugar) estivemos perto do título que fugiu para o Barreirense no último jogo.

Andebol: Pedro Solha, Bosko, Kavalenka e Saric de saída

Segundo informações recolhidas já estão confirmadas as saídas de Solha, Bosko, Kavalenka e Saric. Para lateral direito o Porto já contratou, ao São Bernardo, Inácio Carmo e para ponta esquerda o jovem Sérgio Martins deve regressar ao Clube depois do empréstimo ao ISMAI nesta temporada. Duas baixas importantes as de Solha e Bosko e uma contratação de um dos melhores jogadores Nacionais deixam ainda no ar a possibilidade de existirem mais contratações. O Porto vai participar no próximo fim de semana num torneio no Algarve.

Hóquei: FC Porto espera agora pelo outro finalista...
Meias finais do play-off (à melhor de 3 jogos, ou seja, 2 vitórias); FCPorto-2-J.Viana-1.

crónica do FC Porto/J.Viana (4-3): Quando Paulo Almeida a 3 minutos do fim empatou a 3 o jogo, confesso que antevi uma tragédia. Desesperei e nem confortado pelos amigos do blog reagi. Fiquei ali à espera do prolongamento com pensamentos negativos. Mas a equipa do Porto foi mais forte que eu. Entrou no prolongamento com toda a força, procurando desde cedo o golo de ouro que arrumava logo a questão e foi então que Emanuel Garcia logo no 1º minuto tudo decidiu. Um golo portentoso de um grande avançado, exímio naquela posição. Rodou sobre o defesa e bateu sem apelo possível o fantástico redes do Viana. E naquele instante exultei com a nossa vitória. Gritei a plenos pulmões o nosso feito. Estamos na final de forma justa mas muito suada. Caio bisou na 1ª parte e Ventura com o seu golo (3-1) parecia ter decidido tudo mas a história ainda não estava toda escrita. Já estamos na final esperando agora que a outra meia final se decida com Benfica e Oliveirense a jogarem a negra amanhã às 21h. A final do play-off vai ser disputada nos dias 31 de Maio, 7, 11, 14 e 21 de Junho. Os jogos em Fânzeres serão o 1º, o 3º e o 5º se necessário. A RTP2 deve transmitir todos os jogos menos o 3º. Sábado (talvez às 17h) espero voltar a ter a companhia de todo o pessoal do blog que desta vez lá esteve em peso no apoio aos nossos hoquistas.














Treinador da Semana: Franklim Pais
Jogador da Semana: Emanuel Garcia

Para técnico da semana, escolho Franklim Pais, por ter conseguido apurar o Porto para a final do campeonato de hóquei na busca do hepta-campeonato, e para jogador da semana, a escolha recai em Emanuel Garcia, pelo golo que decidiu o nosso apuramento. Um momento sublime.

ENTREVISTA EXCLUSIVA
Paulo Cunha, basquetebolista do FC Porto


Paulo Cunha, um dos jogadores mais influentes do basquetebol do FC Porto, aceitou com extrema simpatia responder a um curto questionário, ainda antes do início do play-off. Paulo Cunha foi campeão pelo Porto em 2004 e ganhou as Taças de Portugal de 2004, 2006 e 2007. Ganhou a supertaça de 2005 e as taças da liga de 2000, 2002, 2004 e 2008. Em 2002 foi Dragão de Ouro como atleta revelação.

Se o Porto tivesse ganho o campeonato esta entrevista tinha mais impacto mas pronto, não pode ser tudo pintado com as nossas cores...

Lucho: Paulo, qual o troféu ganho pelo FC Porto que te deu maior gozo vencer?

Paulo Cunha: Qualquer trofeu ganho pelo FCPorto da gozo vencer, mas obviamente o campeonato tem sempre um sabor especial (Paulo Cunha foi campeão Nacional pelo Porto em 2003/04) pois é como um acabar de época perfeito. Qualquer título tem um forte significado, mas vencer no ultimo jogo da época, sagrar-me campeão e entrar em ferias com esse sentimento de conquista no coração tem um significado tão forte, um valor pessoal tão intenso que é complicado o descrever por palavras.

Lucho: Sentiste na pele em algum pavilhão o ambiente de ódio ao FC Porto que infelizmente ainda acontece em alguns locais?

Paulo Cunha: Sim, isso acontece em alguns pavilhões. É normal acontecer no pavilhão da Ovarense mas também nas fases finais quer da taça de Portugal, quer nas taças da liga. Eu pessoalmente compreendo o porquê de o ódio ao FCPorto ser tão grande em alguns sítios, pois trata-se de uma equipa vencedora em todos as modalidades e os adeptos dos outros clubes sentem um pouco de inveja dessas conquistas do nosso clube e a maneira que eles pensam ser a melhor para tentarem dizer que estão indiferentes é mostrar e sentir um ódio enorme. Quanto maior o ódio sentido pelos nossos rivais, maior a grandeza do nosso clube, pois se fossemos fracos eles sentiam pena, que é o que sentimos por eles.

Lucho: Quem é para ti o melhor jogador que já actuou com a camisola de basquetebol do FC Porto? E já agora desafio-te a escreveres o teu cinco ideal da história FCPorto...

Paulo Cunha: É sempre complicado destacar um jogador tendo em conta todos os jogadores de basquetebol com qualidade que passaram pelo nosso clube mas quando era pequeno tinha uma admiração especial pelo Nuno Marçal, não querendo dizer que ele era melhor ou pior do que todos os outros grandes jogadores que já representaram o nosso clube, ele foi simplesmente um jogador que me marcou, uma referencia na minha iniciação ao basquetebol, um modelo que procurei seguir. E agora uma honra, como é obvio, poder jogar jogo após jogo ao lado dele.

Lucho: O futuro pavilhão Dragão Caixa vai servir para fortalecer aquela mística de união e companheirismo que existia entre as várias modalidades do FC Porto? E será suficiente para acolher os nossos adeptos nos jogos de play-off?

Paulo Cunha: Reforçar a mística vai sem a menor duvida, pois quando se pergunta onde joga o FCPorto as primeiras palavras que saem da boca é "nas Antas, no Dragão". Agora se vai ser suficiente eu já acho que não, não vai chegar para todos, principalmente no basquetebol, que estamos habituados a um pavilhão como o de Matosinhos, enorme mas que mesmo assim não chega para todos os adeptos, principalmente na altura dos play-off.


E pronto, até para a semana.

Saudações azuis e brancas,
Lucho.

14 comentários:

  1. Acho que nem é preciso acrescentar nada a esta bela análise do Lucho.
    Concordo contigo quando dizes que o Alberto Babo merece o Dragão de Ouro e digo mais...já o devia ter recebido e é uma injustiça muito grande ainda não ter sido galardoado, ele que é um portista dos 7 costados.
    Do Andebol espera-se uma época 2008/2009 bem melhor.
    No H.Patins vamos tentar mais uma vez fazer história.
    Estou dividido entre ir no sábado a Fânzeres ou ao Olival.
    Parece que já temos adjunto é o José Gomes.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Más notícias no basquete Nacional.

    A Aerosoles cortou o patrocínio à Ovarense:
    http://jn.sapo.pt/2008/05/27/desporto/fim_patrocinio_implica_desinvestimen.html

    e o seu treinador, o Espanhol Manuel Povea, foi despedido:
    http://jn.sapo.pt/2008/05/27/desporto/saio_desiludido_orgulhoso_pelo_titul.html

    ResponderEliminar
  3. Quero só acrescentar que as fotos e vídeos do hóquei são uma vez mais obra do incansável Estilhaço.

    Quem quiser ver mais fotos do hóquei pode no post das fotos do nosso 2º aniversário ver as tiradas pelo Paulo Pereira, tb estão mt boas.

    E uma vez mais agradecer ao Blue Boy pela estrutura de todo o post, que muito trabalho lhe deve dar à segunda feira à noite.

    Qt à Ovarense, acabou-se a «mama».

    ResponderEliminar
  4. Vilapouca:

    O José Gomes é natural de Matosinhos, como eu:) Mas segundo dizem é Vermelho. Que seja um bom profissional é o q desejo.

    ResponderEliminar
  5. Oh Amigo Lucho mais uma bela demonstraçao do Portismo que te inunda...tambem eu comungo inteiramente e corrobora as tua plavras para com Alberto Babo, ele tem me feito acreditar que era possivel o titulo e face a Super Ovarense..quem mais poderia dar-me essa real ilusao..Pena mesmo foi a derrota com o Guimaraes na taça de Portugal!!!quem mais ganhou tantos jogos a ovarense como nós???Só para fim e versando o basket..que dizer das galinhas que nem na proliga se apuraram para a final do play-off!!!
    Grande Abraço amigo Lucho...

    ResponderEliminar
  6. Lucho, parecias bruxo quando no sábado trocamos algumas opiniões...
    José Gomes ... benefício da dúvida, não tem provado muito por onde passou. Talvez agora noutro papel e enquadrado na estrutura FCP tenha mais sorte. Esperemos que sim... Talvez preferisse outro mas se está escolhido, que seja bem vindo.
    Concordo com o Dragão Vila Pouca, Babo é um grande portista que deveria ter o devido reconhecimento.
    Andebol ... as saídas espero que sejam bem colmatadas senão ...
    Basket,há que contratar melhores americanos e continuar com o Babo.
    A Ovarense agora vai rter mais dificuldades mas realmente avizinham-se tempos difíceis para a modalidade.
    Hóquei ... gostava de jogar com a Oliveirense mas espero um bom resultado no fim seja qual for o adversário.

    ResponderEliminar
  7. Jorge:

    o bruxo não era eu:))
    Abraço

    Bruno Rocha:

    Boa sorte para a tua equipa de futsal, quem sabe um dia ainda vens a ser o técnico do FCP qd tivermos essa modalidade?:)
    Abraço amigo Bruno.

    ResponderEliminar
  8. Lucho,

    Os Amigos estiveram todos lá e quando assim é, nada mais há pra dizer do que «venham de lá o próximo». O sentimento, foi recíproco.

    Os festejos foram a meio gáz, dada a «coça» que levamos em Ovar, mas para fecho de final de tarde, nada melhor que assistir in-loco à mestria de Emanuel Garcia que num espaço mais que reduzido, colocou a redondinha lá dentro... e carimbou a passagem à final dos playoff. Queremos adversário... já há? Eu sei quem quero, mas não digo :D

    Depois, assino por baixo... «quem sem omoletes, faz ovos» como fez Alberto Babo, merece um Dragão d'Oiro... portanto, venha de lá esse justo e merecido prémio mais que depressa.

    No Andebol, depois do «murro no estômago» que foi a eliminação perante o São Bernardo, espera-se que a próxima época, nos traga outras alegrias, que não esta desilusão.

    Por fim, nas camadas jovens da futebolada... estamos no bom caminho! A ver vamos o que nos reserva o futuro imediato prá mais esta camada de novas gerações.

    ps - Paulo Cunha, perdido por 1, perdido por 10... podias e devias ter vingado o «mimo» do 5º jogo em Ovar!! Cá se fazem, cá se pagam!!!

    ResponderEliminar
  9. Desafinados a cantar o hino? Ai k o Estilhaço nunca mais se mete na pele de vocalista:)

    Começo a ficar farto da Ovarense. A sério. Dois anos seguidos a perder na negra. Mas, paradoxalmente, mais do k desilusão é até com enorme orgulho k vejo o Porto atingir esta fase da prova, com opções tão exíguas a nível de jogadores. Convenhamos, é mesmo um milagre a época portista, no basquete, vencendo taças e lutando até ao último suspiro pelo título. Estou orgulhoso!

    No andebol, confirmam-se as saídas de alguns jogadores, numa aparente prova de desinvestimento na modalidade. Será?

    No Hóquei, pela 1ª vez vi um jogo ao vivo. E, confesso, fiquei siderado pelo ambiente infernal de Fanzeres. Grande apoio do público, sempre constante, transformando o ambiente em algo feérico e contagiante. Foi sofrido o triunfo, mas merecido, com esse golo de ouro a valer o passaporte para a final. Agora, vamos a eles...

    Gostaria de defrontar a Oliveirense, para se poder prestar um tributo a um grande Dragão como o Tó Neves...

    Por falar em grande Dragão, mais uma entrevista exclusiva do Lucho, com o Paulo Cunha em destaque. Mais uma vez, 3 pontos preciosos:)

    ResponderEliminar
  10. Ah, e sempre se confirma o José Gomes como adjunto de Jesualdo...

    Aparentemente, é especialista em preparação física. Já estou mais descansado:)

    Desde k mantenha a atitude de Carlos Azenha, low profile, sem grandes rasgos de vedetismo bacoco, penso k será uma transição pacífica...

    ResponderEliminar
  11. O título do post transmite o meu sentimento. Um obrigado ao Professor Babo e a toda a sua equipa.
    Não ficamos em branco e para o ano há mais.

    ResponderEliminar
  12. Viva !

    Como sempre um semanário imprescindível que assino.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  13. Parabéns Lucho por mais um brilhante post.
    É sem dúvida um prazer ver aqui todas as modalidades abrangidas e claro a "grande entrevista" a que já nos habituaste.

    p.s. Mais uns dias e umas horas de treino, e o Hino sai na perfeição :))

    p.s.1 Paulo Pereira, a questão é ires ver o 1º jogo ao vivo, depois... ficas "viciado", foi o que me aconteceu :D

    ResponderEliminar
  14. O problema do hino foi o tintol que trocou a letra da música a muito boa gente:))

    ResponderEliminar