21 dezembro, 2007

Invasão à Choupana

Pois bem, nesta jornada vamos à Choupana defrontar o Nacional da Madeira, e como o próprio Jesualdo disse, não vai ser pêra doce sair de lá com os 3 pontos. Por isso mesmo, jogue quem jogar, só queremos é que a nossa equipa saia de lá com a vitória, para manter a distância aos "principais" oponentes.

Os nossos extremos do costume estão indisponíveis. Um por motivos físicos (Tarik), e o outro (Quaresma), por acumulação de amarelos (se bem que o 5º apanhado tenha sido muito forçado, mas isso são contos de outro vigário).

Jesualdo a esta hora já deve saber quem vai pôr a jogar, mas deve ter andado indeciso, entre quem colocar a jogar, e também com o esquema táctico a definir.

Cá por mim, continuavamos a jogar num 4x3x3.

Na baliza continua Hélton, sendo que na defesa ia ter Bosingwa na direita e Fucile na esquerda, enquanto que o centro é formado por Bruno Alves e Pedro Emanuel.

Paulo Assunção a trinco e à sua frente, Lucho e Raúl Meireles de maneira a que o meio campo oponente não tenha oportunidades de trocar a bola.

Para extremo direito aposto no Mariano (não é que o homem se lembrou de entrar com raça??), na esquerda apostava em Marek Cech e na frente o suspeito do costume, Lisandro.

No decorrer do jogo se visse que o Marek se estava a acanhar, tirava-o, punha lá o Lisandro e metia algum dos avançados na frente (o Jesualdo é que sabe quem é que a seguir ao Lisandro está em melhor forma).

Qualidade não nos falta, por isso força e garra!!!

Um abraço,
Teixeira

10 comentários:

  1. Teixeira:
    Estou quase inteiramente de acordo ctg.

    A única discordância seria apenas no mariano que o substituiria pelo Postiga. Não é que estou com uma fezada q será o meu Conterrâneo a decidir o jogo hoje...

    Abraço e FORÇA PORTO!

    UM BOM NATAL PARA TODOS OS COLABORADORES E LEITORES DESTE BLOG.

    Vou agora para Nyon, para o sorteio da champions... ficarei sentado ao lado de Baía e de Rui Cerqueira:) Eheheeh

    ResponderEliminar
  2. 1 º Chelsea 6 3 3 0 9 - 2 12
    2 º Schalke 04 6 2 2 2 5 - 4 8
    3 º Rosenborg 6 2 1 3 6 - 10 7
    4 º Valência 6 1 2 3 2 - 6 5



    Schalke 04 3 1 Rosenborg - -

    Valência 0 0 Schalke 04 - -

    Schalke 04 0 0 Chelsea - -
    - -
    Chelsea 2 0 Schalke 04 - -

    Rosenborg 0 2 Schalke 04 - -

    Schalke 04 0 1 Valência

    FCPORTO DEFRONTA SCHALKE 04
    É O REGRESSO A GELSENKIRCHEN!!

    ResponderEliminar
  3. Regesso a Gelsenkirshen...bom augúrio. Será? Creio que sim.
    Quanto a hoje, colocaria Mariano, Lisandro à esquerda e Adriano na frente.
    É dos jogos que menos gosto que o Porto faça mas há que ir lá para ganhar.
    Força Porto.

    ResponderEliminar
  4. Num dia em k ficamos a saber k vamos novamente a Gelsenkirchen, local de enormes encantos, é o jogo cm o Nacional k marca a agenda portista.

    Concordo com o Teixeira, pois o jogo não será fácil. Só mesmo um Porto coeso, trabalhando com afinco é k poderá proporcionar uma ceia de Natal descansada aos seus seguidores. Se a dificuldade do jogo já por si só era suficiente para me provocar um nervoso miudinho, a ausência de Tarik e de Quaresma, logo no mesmo jogo, ainda aumenta mais os temores...

    Jesualdo viu-se assim num valente bico de obra, para substituir duas das mais letais armas da equipa. No entanto, pese as várias soluções e possibilidades para manter a equipa no já padronizado 4-3-3, eu não partilho da comunhão pela equipa avançada.

    Para mim, mais viável, era Lisandro descair para um dos extremos, jogando Mariano do lado oposto, entrando um avançado para a frente, com Postiga aparentemente em vantagem em relação a Adriano. Prefiro esta solução, pois jogar com Mark Cech naquele posto causa-me calafrios...

    Joguem quem jogar, logo é para ganhar!

    ResponderEliminar
  5. Primeiro, há que pensar em sair da Choupana com os '3 pontos'... depois, lá mais para a frente, falaremos em outros mais altos voôs.

    Por isso, mesmo sem 2 dos 3 habituais desiquilibradores dos últimos jogos, há que chegar lá e fazê-los vergar perante a nossa superioridade... mai'nada!

    No teu onze, em vez de Marek Cech, colocaria lá o Postiga (que parece levar vantagem neste momento) ou até mesmo o Adriano, com um deslocamento de Lisandro ou não para a ala esquerda, mas quem 'recebe' para tratar disso é o Prof., portanto, ele que faça lá o que quiser, mas que se jogue essencialmente para ganhar... E SE GANHE DE FACTO!!!

    aKeLe aBrAçO,

    ps - quanto ao Shalke 04, o CJ mais logo irá postar sobre a sua visão do sorteio e nessa altura me pronunciarei... satisfatoriamente com a nossa aparente 'boa sorte'. A ver vamos como mais para a frente nos comportaremos.

    ResponderEliminar
  6. Viva !

    Concordo com a composição da equipa. Penso que o Lisandro deve continuar a jogar na ponta.

    O jogo não é transmitido pela rtpi. O milagre não se repetiu !

    Quanto ao sorteio, logo se verá. Alguém se lembra se o Porto já jogou contra o Shalke no passado ? (eu creio que sim)

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  7. Teixeira, difícil tarefa de escolheres a equipa.
    Eu cá alinhava pelo Paulo Pereira e pelo Presidente (graxa), colocando o Lisandro numa ala e trocando o Cech pelo Adriano ou o Postiga.

    Chegou a altura de testar um plano B.

    E claro, lugar comum, jogue quem jogar o que interessa é um bom resultado.

    ResponderEliminar
  8. Portomaramilha, do site maisfutebol.iol.pt :

    'O F.C. Porto volta a cruzar-se com o Schalke 04, 31 anos depois do único confronto entre as duas equipas para as competições europeias. Aconteceu em Setembro de 1976, para a primeira eliminatória da Taça UEFA e dessa vez os dragões não levaram boas recordações de Gelsenkirchen: depois de um empate (2-2) em Portugal o jogo foi realizado em Lisboa a segunda mão, na Alemanha, terminou com a vitória do Schalke, por um renhido 3-2. Oliveira e Cubillas eram então as vedetas potistas, tendo marcado três dos quatro golos da equipa, sendo o outro apontado pelo médio Rodolfo.

    Claro que de então para cá, muita coisa mudou: não só o F.C. Porto cimentou o seu estatuto europeu, com dois títulos na prova principal e uma final da Taça das Taças, como Gelsenkirchen acabou por tornar-se talismã para o futebol português. Foi no novo Arena Auf Schalke que o F.C. Porto conquistou a sua segunda Taça/Liga dos Campeões, em 2004, e foi também aí que a selecção portuguesa cumpriu dois jogos de boa memória no Mundial-2006, frente ao México (vitória por 2-1) e à Inglaterra (empate, 0-0 e vitória nos penalties).'

    ResponderEliminar
  9. Portomaramilha não, Portomaravilha.
    Desculpa lá o insulto :-)

    ResponderEliminar
  10. Viva !

    Estilhaço, obrigado pela memória. Pois bem : Ainda não estou xê-xê ! Não posso, infelizmente, consultar tudo !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar