28 dezembro, 2007

Os meus desejos para 2008

Nem sei bem o que dizer neste último artigo do ano. Por um lado apetece-me falar do ano que passou e fazer uma retrospectiva do percurso do FC Porto neste ano... mas por outro, apetece-me falar do ano que está para vir e das futuras conquistas.

Foi com muita pena que o FC Porto se despediu do ano 2007 com uma derrota na Madeira, mas isso não faz com que desmoralizemos, até porque ainda temos 7 pontos de avanço sobre o segundo classificado e ainda temos muitos jogos e vitórias pela frente (o engraçado é que as galinhas já pensam que vão ganhar o campeonato).

Espero para o ano estar na Avenida da República (uma vez que não posso ir sempre ao Porto) festejar as sucessivas vitórias que espero que o FC Porto alcance.

Acredito que para o ano vou ficar ainda mais orgulhosa de ser tripeira.

Para o ano quero roer as unhas, quero sofrer, quero rir, quero chorar (de alegria), quero ver um Porto CAMPEÃO! Quero ver um Porto forte, um Porto destemido capaz de vencer as barreiras da comunicação social e dos adversários. Quero ver uma equipa lutadora. Quero ver jogadores jogarem com amor à camisola. Quero um Porto Campeão. Quero ter ainda mais ORGULHO EM SER TRIPEIR(A)!

A todos um óptimo ano de 2008.

Saudações azuis e brancas da,
Sodani.

10 comentários:

  1. http://jn.sapo.pt/2007/12/28/desporto/setenta_anos_e_titulos_vida_pinto_co.html

    Setenta anos e 44 títulos na vida de Pinto da Costa


    Norberto A. Lopes

    Presidente e clube confundem-se. Os adeptos não sabem onde começa um e termina o outro, porque reconhecem a importância de Pinto da Costa na construção do F. C. Porto como um emblema de hegemonia nacional e internacional. O mítico presidente, provavelmente o líder mais marcante da história do futebol português, faz hoje 70 anos, nasceu a 28 de Dezembro de 1937, liturgicamente o dia dos Santos Inocentes.

    É um número redondo num ano em que completou um quarto de século à frente do clube, 25 anos que se traduzem em 44 troféus e algumas façanhas o pentacampeonato, a Supertaça Europeia e as duas Taças Intercontinentais são feitos nacionais exclusivos do dragão. Um legado simbólico e de que nem todos os grandes emblemas europeus se podem gabar.

    Nunca nenhum presidente do futebol luso venceu tanto como ele, nem Borges Coutinho que ganhou seis campeonatos e três Taças de Portugal, no Benfica (anos 60); nem António José Ribeiro Ferreira que conquistou seis campeonatos e duas Taças, no Sporting (anos 40/50). Na Europa futebolística, o panorama é semelhante. Dos que estão no activo, Sílvio Berlusconi é dos poucos que lhe faz frente ganhou 26 títulos e construiu o Milan como uma escola de sucesso.

    Em termos históricos, o nome de Pinto da Costa também se compara ao inesquecível presidente do Real Madrid, Santiago Bernabéu, que arrecadou 16 títulos nacionais, seis Taças do Rei, seis Taças dos Campeões Europeus e uma Intecontinental, em 38 anos de liderança - até pela longevidade há um paralelo. Isso também significa que se o F. C. Porto se sagrar campeão esta época, o presidente portista iguala a façanha de Bernabéu com a conquista de 16 campeonatos.

    O líder azul e branco pertence a uma casta de dirigentes que subiu os degraus do clube pela força da paixão- esteve no hóquei em patins, no boxe, nas modalidades amadoras e também foi chefe do departamento de futebol. É uma epopeia que começa em 1962 e ganha força em 1982 com a presidência. E, para todos os efeitos, ainda não terminou...

    ResponderEliminar
  2. Parabéns ao Sr. Presidente. 70 anos... Jorge Nuno transformou o nosso clube na principal FONTE de afirmação do nosso País.A nossa força, a nossa pujança e projecção Mundial muito se devem ao big boss. O FC PORTO É hoje um dos 5 maiores clubes da Europa (Manchester, Barcelona, Real, Milan e FCPorto)

    PS-contratamos um lateral direito croata (Saric) para a nossa equipa de andebol. Mais fé!

    ResponderEliminar
  3. Pinto da Costa olé, olé.
    Lucho, sempre bem informado.

    ResponderEliminar
  4. Sodani:
    Irmanados nos desejos de êxito do nosso Clube e no ... ORGULHO DE SERMOS TRIPEIROS.

    ResponderEliminar
  5. O Orgulho de ser Tripeiro é algo que não se conquista... ou se tem, ou não se tem!

    E nós, eu, tu e todos nós, temos!

    Somos orgulhosamente Tripeiros!!!

    JiNhOs,

    ResponderEliminar
  6. Boas,

    Para o ano também quero rir, chorar de felicidade, roer as unhas até ao tutano. Será um bom sinal. Será aquilo pelo qual ansiamos: a presença em Moscovo, na final da Champions. E que melhor prenda se daria a Pinto da COsta do que esta, a possibilidade de erguer novo troféu europeu?

    Abraço,

    ResponderEliminar
  7. Este Cláudio Ramos da bola é louco: final da Champions só na playstation. e se o Quaresma se lesiona, é mas é luta com o Boavista para a manutenção...

    ResponderEliminar
  8. Vasco:
    O que tu queres sei eu.

    ResponderEliminar
  9. Sodani, para o ano estarás aqui de certeza, na Alameda e um pouco antes do S. João, para demonstrar-mos em conjunto o orgulho de sermos tripeiros e festejar-mos a manutenção.
    Sim a manutenção mas é do título.

    ResponderEliminar