28 novembro, 2008

O Primado dos Resultados

Mesmo que a presente temporada esteja a ser particularmente complicada, em que o FC Porto já conheceu momentos penosos, o caminho certo começou, paulatinamente, na sombra e sem as loas da cada vez mais parcial comunicação social tuga, a ser desbravado. A fase de consolidação de uma equipa bastante modificada e, porventura, mais frágil em valores individuais relativamente à época passada foi acontecendo e, ainda que com alguns acidentes de percurso à mistura, parece hoje estarmos perante um conjunto bem mais capaz de responder positivamente aos desafios que se lhe deparam.

Perdemos a Supertaça para o Sporting e no campeonato seguimos bastante atrasados face ao sensacional Leixões. No entanto, um dos principais objectivos da época foi já alcançado, com a passagem aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, quando ainda falta jogar a última jornada do grupo G. Após as derrotas dolorosas com Arsenal e Dínamo Kiev, poucos se atreveriam a traçar um cenário tão optimista, mas a resposta dada pela equipa foi digna de verdadeiros campeões: dois triunfos consecutivos fora de portas, em estádios tradicionalmente infernais para qualquer adversário.

Já muito aqui se falou do nível altíssimo de exigência dos adeptos portistas. Estamos muito mal habituados. Hoje em dia, ganhar as competições nacionais já não nos sacia. Ficando pelo caminho na fase de grupos da Champions, podemos até 'limpar' todos os troféus internos, que não nos vamos sentir inteiramente preenchidos. O prestígio granjeado pelas seis taças internacionais conquistadas e pelas constantes presenças no espaço elitista do Velho Continente, faz com que seja quase obrigatório ao FC Porto fazer boa figura na liga milionária ano após ano. O facto de pertencermos a um país periférico, jogarmos num campeonato globalmente fraco e competirmos internacionalmente com clubes muito mais dotados do ponto de vista financeiro, pouco importa. As listas verticais azuis e brancas e o dragão cravado no peito constituem, por si só, responsabilidades a que não se deve fugir.

Jesualdo Ferreira não tem fugido. Nunca foi e nunca será um treinador consensual e não interessa agora escalpelizar os motivos dessa situação. O que é justo realçar é que em três épocas aos comandos da 'máquina', logrou alcançar outras tantas qualificações para os 'oitavos' da Champions League, tendo em 2006-07 ficado em segundo lugar do grupo com os mesmos pontos do Arsenal, em 2007-08 em primeiro à frente do Liverpool e esta temporada ainda está na luta pela vitória do respectivo agrupamento. Nestes três anos, alcançámos 9 vitórias, entre as quais cinco fora de casa, algo que o FC Porto historicamente sempre teve bastante dificuldade em conseguir. Fomos vencer a terrenos tão complicados como os de CSKA Moscovo, Hamburgo, Besiktas, Dínamo Kiev ou Fenerbahçe.

Convém igualmente não esquecer as circunstâncias em que fomos eliminados, obrigando-nos a acordar mais cedo do sonho de repetir Viena e Gelsenkirchen. Em 2006-07, ironia das ironias, enfrentámos José Mourinho e o seu poderoso Chelsea. E ninguém me tira da cabeça que foi uma maldita infelicidade de Helton que nos derrubou. Já no ano seguinte, a mágoa foi ainda maior. O Schalke 04 era perfeitamente acessível, mas a fortuna não quis nada connosco. À terceira vai ser de vez. Com uns retoques no plantel, acredito que podemos chegar mais longe.

Treinadores passaram pelo FC Porto que não conseguiram tanto êxito na Europa do futebol. Mais ou menos consagrados, mais ou menos questionados, nenhum, exceptuando José Mourinho, fez melhor que Jesualdo Ferreira além-fronteiras desde que me lembro de ver o FC Porto, sensivelmente a partir do início da década de 90. Goste-se ou não, factos são factos. Bobby Robson, António Oliveira, Fernando Santos, Octávio Machado, Víctor Fernandéz ou Co Adriaanse não tiveram performances europeias tão profícuas quanto o Professor.

O homem nunca caíu no goto do 'tribunal' do Dragão, nunca teve boa imprensa, nunca foi particularmente louvado pelos títulos que arrebatou. Limita-se a trabalhar e a deixar que os resultados falem por ele. Outros podem encaixar cinco golos na própria casa ou num qualquer estádio grego, que serão sempre apelidados de segundas versões do 'Special One' e levados ao colo pela imprensa do regime. No final, já todos sabemos como isto vai acabar.

46 comentários:

  1. E assim se esquece uma crise, que o foi mesmo, mas que com a naturalidade a que nos habituou, o FC Porto deu a volta e parece agora preparado para atacar a Liga.
    Poré, acredito que o FC Porto, com este plantel só pode ser verdadeiramente eficaz em 4-1-3-2, sistema com o qual ganhou em Alvalade e na Turquia, a questão é: Porque demorou Jesualdo tanto tempo a percebê-lo?
    E não, não sou fã de Jesualdo, mas também não sou daqueles que o querem ver a arder na fogueira.

    http://chutodeletra.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Quem for a Lisboa tenham cuidado com o trânsito. Estão a fazer obras na segunda circular e vão passar a ter cinco faixas de cada lado.

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    Alguem perguntou numa anterior “caixa” de comentários se ninguém fazia anos!?

    Faço anos hoje e considerei que a vitória na Turquia foi um presente de aniversário antecipado, ainda por cima com ao passagem aos oitavos garantida.

    Mas também queria referir que afinal o bolo trazia brinde!!!!
    Uma medalhinha em LATA com o nº5 de cada lado!!!!!!!!!!!! :D
    Eheheheheheh

    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  4. Bruno Pinto,

    definitivamente Jesualdo tem uma forma muito peculiar de estar no futebol. Sinceramente, e sem qualquer tipo de ironia não me recordo dele enquanto esteve nos "amigos" dos Gregos...
    Conheci-o em Braga e julgo ter feito um excelente trabalho enquanto cá esteve.
    Pessoalmente é uma pessoa extremamente simpática, educada e fisicamente muito parecido com o meu avó materno :)

    Como adepta, zanguei-me com ele, não por tácticas escolhidas mas pela insistência doentia no Mariano e no discurso nos finais dos jogos que eram precisamente o contrário do que queria ouvir.

    Gosto de o ver festejar as nossas vitórias, gostei da forma como falou de PdC na entrega de um prémio na sic, mas.... falta-lhe algo. Falta-lhe o tal clic que lhe dê a total identificação com os adeptos.
    Acho que já o conseguiu com os jogadores e com a direcção, falta-lhe conquistar-nos a nós ;)

    ps: Viram o PdC ontem no Estádio do Braga ?
    Pena mesmo o Braga não ter tido outro resultado...

    ResponderEliminar
  5. Como sempre disse, nestas coisas é sempre preciso calma e bom senso.
    Erros? claro que aconteceram, mas quantos de nós já não errou na sua profissão? O que é preciso é aprender com eles.
    E continuo a perguntar ... Se Jesualdo tem sido despachado será que estaríamos melhor agora???
    Creio bem que não, as chicotadas raramente resolvem alguma coisa.
    Portanto, vamos em frente.
    Hoje,no meu local de trabalho, ao contrário do que tem sido habitual devido à luta com um certo ministério, anda um ambiente mais desanuviado com muita gente a cumprimentar-se com um ... " dá cá mais 5 ".
    O Futebol faz milagres.

    ResponderEliminar
  6. Meu caro Bruno Pinto,
    Discordo em absoluto do que aqui escreveste a começar no facto de dizeres que o pior já passou. Gostava muito de acreditar nisso mas, continuo sem confiança em muitos jogadores do plantel e mais ainda numa série de opções do treinador como por exemplo a substituição de Tommy por Guarin que tornou a equipa muito menos consistente.

    Para mim, este treinador não tem capacidade para lidar com este Ferrari e muito menos quando pela frente tem uma equipa de qualidade superior. Aliás, basta ver os jogos que ele ganhou contra equipas que se sabem mais fortes como Chelsea, Liverpool, Arsenal Inter ou qualquer outro: ZERO. É um treinador medroso, que inventa e sai disparates e que lê muito mal o jogo no banco.

    Ao contrário do que dizes, Robson ou Oliveira chegaram aos oitavos nos anos em que jogaram na Champions. Robson, ganhou por 5-0 em Bremen e Oliveira ganhou em Milão por 3-2 e foi vencedor do grupo apenas com um empate frente ao Milan, em casa. É certo que perdemos depois em Manchester por 4-0. Isto estou a dizer de cabeça.

    É bom não esqueceres que as vitórias contra o Besiktas ou Kiev foram alcançadas no último minuto e com alguma sorte.

    Outro facto a recordar é que a eliminação às mãos do Shalke no ano passado, não foi só fruto do azar mas antes de muita azelhice e asneiras do treinador no jogo de Gelsenkirchen com péssimas opções iniciais e falta de estudo do sistema de jogo do adversário. E contra o Chelsea, no ano anterior, fomos eliminados não só pelo frango do Helton mas também por uma condição física deplorável que nos fez acabar o campeonato com o coração nas mãos com apenas 1 ponto de vantagem depois de 12 de diferença a meio da época sendo eliminados por Atlético e Fátima.

    Volto a dizer: não gosto de Jesualdo como nunca gostei mas tirando Mourinho não há treinadores portugueses com capacidade para pegar no Porto. Por isso também já disse que acho P.Bento pior do que Jesualdo e o Flores também não é melhor. E Jorge Jesus é outro medroso com a mania das tácticas.

    Por isso defendi, na altura de maior crise, que se Jesualdo saísse eu preferia apostar em alguém que conhece bem a casa como por exemplo Jorge Costa ou até Rui Barros porque esses pelo menos conhecem a realidade vencedora do grande PORTO.

    Aceito totalmente a tua opinião mas discordo em absoluto da tua forma de branquear todos os disparates e falta de bom senso de Jesualdo.

    PORTO SEMPRE!

    ResponderEliminar
  7. O Fernando Santos, em 1999/2000 na Liga dos Campeões, passou duas fases de grupos e chegou aos quartos-de-final, sendo eliminado pelo Bayern Munich, tendo deixado pelo caminho um tal de...Olympiacos.

    O mesmo Fernando Santos, em 2000/01 na Taça UEFA, chegou aos quartos-de-final, sendo eliminado pelo Liverpool.

    Finalmente, o mesmo Fernando Santos, em 2001/02 na Liga dos Campeões, passou uma fase de grupos, sendo eliminado na segunda fase de grupos.

    Se isto não é fazer melhor do que o Jesualdo, então não sei o que é.

    E eu nem sequer gosto do Fernando Santos.

    ResponderEliminar
  8. «Goste-se ou não, factos são factos. Bobby Robson, António Oliveira, Fernando Santos, Octávio Machado, Víctor Fernandéz ou Co Adriaanse não tiveram performances europeias tão profícuas quanto o Professor»

    Nada disso, meu caro Bruno...

    Bobby Robson chegou à meia final da Liga Campeões em 94 (perdemos em Barcelona); Fernando Santos chegou aos quartos de final da Champions em 2000 (perdemos com o bayern sob má arbitragem de Hugh Dallas; António Oliveira chegou aos oitavos em 97 (manchester)com a fase de grupos mais imaculada de sempre.

    Podes é dizer q ele é melhor qo octávio e o adriaanse (o q neste caso até duvido).

    Qt ao momento actual, acho q conseguiu equilibrar o grupo e acredito q conseguirá ainda ganhar o tetra.

    ResponderEliminar
  9. Mais importante q defender ou não o Jesualdo é q a SAD resolva o conflito com Lisandro. A coisa está preta.

    Vendam o benitez, o bollati e o stepanov e paguem ao homem!! Deixem-se de merdas!|!!

    ResponderEliminar
  10. Pois é, Lucho.

    «Vendam o benitez, o bollati e o stepanov...»

    É preciso que alguém os queira comprar.

    Quando a SAD os compra tem de pagar vários milhões, mas depois ninguém dá um tostão por eles. Porque será?

    Estes negócios repetem-se, ano após ano. Porque será?

    Há aspectos a melhorar nesta SAD? Este é um deles, mas isto não interessa melhorar. Deixa estar assim que está bem.

    ResponderEliminar
  11. Dragão66,

    Aceito perfeitamente que não aprecies Jesualdo, agora o que acho estranho é que digas que eu branqueio os disparates do Jesualdo, quando aquilo que acontece é precisamente o contrário: sistematicamente se branqueia os resultados de Jesualdo à frente do FC Porto e com isso não posso concordar.

    Dizes: "Ao contrário do que dizes, Robson ou Oliveira chegaram aos oitavos nos anos em que jogaram na Champions. Robson, ganhou por 5-0 em Bremen e Oliveira ganhou em Milão por 3-2 e foi vencedor do grupo apenas com um empate frente ao Milan, em casa. É certo que perdemos depois em Manchester por 4-0. Isto estou a dizer de cabeça."

    Não, eu nunca disse que estes treinadores nunca passaram da fase de grupos. O que eu disse é que, no cômputo geral, não tiveram resultados tão bons e iddo são factos. E também falo quase de cabeça. O saudoso Robson jogou uma meia-final com o Barça e perdeu 3-0, numa altura em que a Champions era muito curta e se passava do grupo para as meias-finais a um jogo. A qualificação em 2º no grup atrás do Milan foi parcialmente obtida por Tomislav Ivic, entretanto despedido. Em 1995-96 foi eliminado num grupo que integrava Nantes, Aalborg e Panathinaikos. António Oliveira fez uma Champions magnífica em 1996-97, ganhando 16 pontos no grupo com Milan, Rosenborg e Gotemburgo (perdeu depois em Manchester por 4-0 nos 'quartos' porque na altura não havia 'oitavos'). O problema é que na época seguinte não passou do grupo com Real Madrid (2 derrotas 4-0 e 2-0), Rosenborg e Olympiakos.

    Já o Fernando Santos é verdade que em 1999-2000 passou dois grupos e chegou aos 'quartos', sendo eliminado pelo Bayern Munique e por um palhaço chamado Hugh Dallas, numa campanha europeia muito boa. No entanto, na época anterior, havia ficado na fase de grupos, num grupo acessível com Olympiakos, Ajax e Croácia Zagreb. As camapanhas na Taça UEFA não se podem comparar a uma passagem aos 'oitavos' da Champions, além de que, tirando Mourinho que a ganhou, nunca chegamos sequer às meias-finais.

    Jesualdo Ferreira chegou aos 'oitavos' 3 vezes consecutivas. Não se gostar dele, aceito. Agora estar a dizer que Santos, Robson e Oliveira tiveram resultados melhores na Europa, é que já não entendo muito bem. Basta fazer as contas!

    Em 2001-02, fomos eliminados na segunda fase de grupos, sim, mas não foi Fernando Santos, foi Octávio Machado e a seguir José Mourinho, quando já pouco havia a fazer.

    Por mais que nos custe, os resultados falam por Jesualdo: 2 campeonatos e 3 vezes apurado para os 'oitavos'. Queríamos mais Taças, Supertaças, carreiras mais longas na Champions? Claro que todos desejamos isso. Mas o essencial está lá. E outros nem sempre conseguiram o essencial. Claro que o tom acusatório há-de continuar sempre que perdermos, se ele existe mesmo nas vitórias...

    ResponderEliminar
  12. «Deixa estar assim que está bem»

    Não podem deixar estar assim, não podem. Sob pena de fazerem figura de parvos. Mais dia menos dia isto vai mexer com a moral do Licha.

    Eu defendo a SAD sempre q acho q o devo fazer e confio ainda q resolvam isto URGENTEMENTE. Se o não fizerem, vão-se queimar.

    Conflitos destes, dispensa-se bem.

    ResponderEliminar
  13. Depois, o Lisandro é que o mau da fita porque entende que deve ganhar tanto como o Christiám Rodríguez, quando ele próprio percebe a forma como o dinheiro das transferências é desbaratado?

    ResponderEliminar
  14. Bruno: Estou para ver qd é q Jesualdo chega aos quartos de final?

    Espero q seja este ano.

    ResponderEliminar
  15. Que peguem no dinheiro que queriam reservar para os prémios dos 2º e 3º lugares e paguem ao homem.

    ResponderEliminar
  16. Lucho,

    Nada disso, não. Sim! É melhor 3 passagens de grupo, do que apenas uma, certo? Oliveira, Santos e Robson fracassaram uma vez na Champions, ficando pelo grupo, Jesualdo não. Essas chegadas aos 'quartos' e à 'meias' deve ter e conta que na altura a competição era mais pequena. Na altura do Oliveira, passava-se do grupo para os 1/4 final e na altura do Robson era do grupo para a 1/2 final. No conjunto das participações, Jesualdo conseguiu resultados globais melhores. Isto é um facto, não é sequer discutível.

    ResponderEliminar
  17. Bruno:

    é melhor passar 39 vezes aos oitavos (e ficar sempre por aí) q ir lá uma vez e ganhar a champions desse ano por ex, não?

    ResponderEliminar
  18. Só não percebo o que é isso de um objectivo principal ter sido atingido por se ter chegado aos oitavos-de-final.

    Num clube vencedor como o FC Porto, o objectivo principal em qualquer competição é vencê-la. Se se consegue ou não, depois vê-se.

    Também por causa dessa mentalidade, é que temos sido sempre arrumados nos oitavos-de-final. O objectivo principal já estava atingido. Não havia necessidade de se trabalhar mais e melhor para elevar os níveis competitivos para se poder ganhar. Para quê esse trabalho?

    Quando um treinador, o Mourinho, resolveu contrariar a SAD e entendeu o que os oitavos-de-final não eram suficientes, acabámos por ser campeões europeus. E porquê? Porque alguém entendeu que isso devia ser o objectivo principal e trabalhou para isso.

    Bem sei que não temos a obrigação de ganhar a Liga dos Campões porque essa obrigação pertence a outros clubes bem mais abonados, mas a vontade de ganhar devia estar sempre presente.

    Se há algo que o Mourinho provou, é que é possível. O resto é mentalidade ganhadora e muito trabalho. Se não der para ganhar, pelo menos, tentou-se e trabalhou-se para isso.

    Por isso, não me admira que se proponham prémios para os 2º e 3º lugares na liga portuguesa.

    Para se ganhar, é preciso querer ganhar e trabalhar para isso.

    ResponderEliminar
  19. Lucho,

    Estás a ser teimoso sem ser preciso. O Robson, Santos, Oliveira ganharam alguma vez? Considerando duas épocas: duas vezes nos 'oitavos' ou uma vez nos 'quartos' (e atenção que estes 'quartos' equivalem aos 'oitavos' actuais) e uma vez eliminado no grupo, o que é melhor? Pensei que isto seria uma questão pacífica e consensual...

    ResponderEliminar
  20. Hurakatai, apenas concordo consigo quanto ao Lizandro, o homem tem mesmo é que ganhar senão mais, tanto como o melhor do plantel (= Lucho).

    Quanto ao resto, futebolísticamente falando... o FCP ganhou e segue em frente, os lampiões perderam e são humilhados, onde está a boa disposição ?
    Estar sempre a criticar negativamente não vale :)

    ResponderEliminar
  21. Heliantia,

    Disse alguma mentira?

    ResponderEliminar
  22. Muitos parabéns Sofia. Espero que gostes da prenda 5-1. Fui eu que falei no dia de anos.
    No que dis respeito a SAD vamos ter calma, eles não estão a dormir.....


    Abraço

    ResponderEliminar
  23. O Quim, num espaço de uma semana, levou cá um cabaz de Natal. 6 na semana passada. 5 nesta semana. Está em grande.

    ResponderEliminar
  24. Nunca fui muito à bola com o Jesualdo, nunca gostei muito da forma de jogar da equipa, muitas vezes sem ambição nem arrojo, mas há que dar mérito a quem o merece. Concordo com o Bruno Pinto, ele tem resultados para mostrar e estar 3 vezes seguidas nos oitavos-de-final da Champions é um feito que não se deve menosprezar. Isso de dizer que o Porto deve entrar em tudo para ganhar é muito bonito, mas apenas é show-off. Devemos ter ambição, mas também ter noção da realidade e das diferenças que há entre o Porto e o Barcelona, o Real Madrid, o Manchester United ou o Inter. Ainda por cima, o Porto foi bastante remodelado de início, passar o grupo da Champions foi muito bom.

    Gostava de ver um treinador melhor no clube, acho que o Porto merece melhor que o Jesualdo, mas estas críticas permanentes fazem-me muita espécie. Vão para lá e façam melhor.

    Quanto ao tema Lisandro, ele merece ser aumentado e a SAD acho que reconhece isso. É bom é que ele não queira ser demasiado aumentado e que haja um fosso enorme entre ele e os outros... No Porto não deve haver loucuras salariais para ninguém.

    ResponderEliminar
  25. «Quanto ao tema Lisandro, ele merece ser aumentado e a SAD acho que reconhece isso. É bom é que ele não queira ser demasiado aumentado e que haja um fosso enorme entre ele e os outros... No Porto não deve haver loucuras salariais para ninguém»

    O q me preocupa é o CONFLITO EVIDENTE QUE HÁ ENTRE AS PARTES. NINGUÉM SAI A GANHAR COM ISTO.

    ResponderEliminar
  26. Ao que se consta, há um conflito porque o Porto já lhe propôs um aumento em que ficaria ao nível dos melhores, mas ele fez um contra-proposta que o Porto achou exorbitante...

    É preciso ter algum cuidado, porque não se sabe bem os contornos do caso. Ao que parece, a SAD quer aumentá-lo, mas ele quer o céu e a terra...

    ResponderEliminar
  27. fILIPE:

    nÃO estou a ver o Lisandro a fazer isso... não acredito q tenha pedido assim uma exorbitância.

    ResponderEliminar
  28. Tenho lido com muita atenção, aliás, como sempre em todos os outros posts e caixas de comentários, o que por aqui tem sido discutido sobre o tema "Jesualdo Ferreira".

    Como em todos os outros, há os criticos que se o FC Porto perde, a culpa é do treinador; se ganha, a culpa é do plantel; se empata, a culpa é do treinador... depois, há os que acreditam na pessoa, no homem, no treinador, onde me incluo, e reparem, digo "acreditar" e não "gostar dele enquanto treinador", que dizia, acreditam que ele conseguirá levar a nau a bom Porto. Como em muitas outras coisas, não é o Mister perfeito que todos os Portistas gostariam de ter, ou ser aquele Mister que caiu no goto do «tribunal», mas os resultados como o Bruno Pinto diz e bem, estão ai para nos desmentir. Contra números, não há argumentos.

    Como o Filipe Soares disse e muito bem, é muito bonito dizer que se tem que ganhar sempre, tem que se conquistar tudo e mais alguma coisa e tal, mas depois, isso no papel, resume-se a um monte de nada... tudo depende da bola que entre... e das que batem nos postes e não entram ou das que nem sequer chegam a bater no poste.

    O Prof. Jesualdo Ferreira nunca teve um BOM «tribunal» do seu lado, aliás, como atrás dizia, eu nem gosto dele, mas carago, não me venham dizer que ele é do pior que há, porque isso são tudo balelas... é tudo a tal coisa do criticar por criticar, do bota abaixo por botar abaixo, disto e daquilo.

    É assim tão dificil dar algum crédito aos números que eles tem para apresentar?

    Quantos passaram pelo FC Porto se podem orgulhar de os ostentar?

    Repito novamente, não gosto dele, porque o acho «molenga» demais pró Ferrari que tem nas mãos... mas é o meu treinador, é este que temos e é este que temos que apoiar a 100%!!

    ResponderEliminar
  29. Quanto ao tema LISANDRO, mais uma vez, anda muita poeira no ar... e sinceramente, já disse tudo o que pensava no post do jogo na Turquia.

    Lisandro, tem respondido a todo este pó que anda no ar, com o mesmo de sempre... RAÇA, ESPIRITO DE SACRIFICIOS, ALMA e MÍSTICA... definitivamente, um jogador à PORTO!!

    Vamos com calma... acredito que ninguém está a dormir, mas cada qual a defender os seus interesses... e bem, digo eu!!

    Quando menos esperarmos, tudo se resolverá a contento de todas as partes... e pelo Lisandro, continuaremos a ter tudo aquilo que temos tido até hoje: jogar à PORTO!!

    Vai uma aposta?

    ResponderEliminar
  30. tou farto do benfica agora sou do porto a 200 percento foram mais 5 na chola agora e sempre a descer

    ResponderEliminar
  31. Não, sr. Hurakatai, não disse mentira nenhuma :)

    ResponderEliminar
  32. Bruno,
    Eu preocupo-me com o PORTO em todos os sentidos seja com a SAD, o futebol, as modalidades amadoras e também com a sua gestão. Sou sócio há mais de 30 anos e só não fui atleta de basquete aos 8 anos porque os médicos me impediram.

    Já passaram pelo Porto dezenas de treinadores e centenas de jogadores bem como algumas dezenas de dirigentes e eu sempre apoiei e sofri independentemente de gostar ou não de treinadores ou jogadores. Pinto da Costa é um presidente fabuloso e até ao fim dos meus dias será sempre recordado por mim como alguém que transformou o F.C.Porto num clube mundial mas não me esqueço de como ele chegou ao poder em que foi preciso ir contra um poder subserviente a Lisboa usando estrategemas rasteiros sendo alguns muito prejudiciais ao clube.

    Em relação a Jesualdo, se não lhe damos o que tu consideras o devido mérito é porque ele o desbaratou com erros incríveis como:
    Em 2006/07 o Porto esteve sempre à frente do campeonato mas aquando da paragem do Natal e Ano Novo o Pardal deu tanto descanso aos meninos e até contra o Atlético (lembras-te?) que a partir daí, o campeonato foi um sofrimento. Na Champions, conseguimos estar por 2 vezes à frente do Chelsea e fomos eliminados nos oitavos tendo também perdido em Londres contra o Arsenal por medo e péssima composição da equipa.

    Em 2007/08 o Porto fez um magnífico campeonato mas fomos eliminados pelo Fátima na Taça da Liga e perdemos a Supertaça e a Taça para os lagartos. Voltamos a perder em Liverpool por 4-1 e não fomos capazes de ganhar no Dragão apesar de o Liverpool jogar praticamente toda a 2ª parte com 10. Mais uma vez chegamos aos oitavos mas fomos eliminados por uma equipa muito acessível (nunca tivemos um adversário tão acessível em eliminatórias da Champions) e o treinador foi um dos principais responsáveis (os outros são sempre os jogadores) com a equipa que montou em Gelsenkirchen onde fez mal o trabalho de casa e deixou um rapaz brasileiro (Rafinha, lembras-te?) à solta e perdemos. Tivemos azar em casa? Certo mas o mal já vinha de trás.

    2008/09 começou com aquele empate brilhante em Vila do Conde, o empate contra os GAYvotas que soube a derrota e depois de uma vitória em Alvalade com uma determinada linha ele resolveu mudar o sistema e perdemos consecutivamente contra o Kiev e Leixões em casa e Naval. E contra o Leixões ele é directamente responsável porque tinha o Porto acabado de recuperar de 0-2 para 2-2 e encostar o Leixões às cordas quando o Pardal tira o Tommy para meter o Mariano a DEFESA ESQUERDO!!! Foi por ali que perdemos.

    Estes são apenas alguns dos FACTOS que ocorreram nos últimos 2 anos e três meses que Jesualdo leva à frente do Porto.

    Volto a dizer que como treinador Jesualdo é melhor do que P.Bento ou do que Jorge Jesus ou Quique...

    Jesualdo é fraquinho e é bom não esquecer que temos o orçamento mais elevado de Portugal e que temos um plantel de 30 jogadores e mais 30 emprestados. Se a isto juntares os jogadores jovens portugueses que ele lançou com consistência então ainda é pior. Os estrangeiros têm oportunidades vidé Mariano, Bolatti, Farias, Benitez, etc. mas os portugueses jovens que joguem de início tens ZERO.

    Enquanto Jesualdo fôr treinador do Porto tenho que o aceitar e respeitar como tal mas também tenho o direito de o criticar e se o responsabilizas pelas vitórias eu responsabilizo-o pelas derrotas.

    Se houver algum problema com Lisandro, a responsabilidade será exclusivamente da SAD mas o treinador também tem de saber gerir estes problemas.

    PORTO SEMPRE!

    ResponderEliminar
  33. o blog e espetacular bibo o PORTO CARAGO

    ResponderEliminar
  34. Dragão66,

    É cá dos meus, mas aqui anda a pregar no deserto.

    Para quem só quer comer carapau, um jaquinzinho sabe-lhe a lagosta.

    Cada um com o seu nível de exigência.

    Não me admira que haja quem já fique contente se não descermos de divisão esta época. Há gente para tudo.

    ResponderEliminar
  35. type_o_negative28 novembro, 2008

    Bruno, não ligues. Já se percebeu que Jesualdo é o culpado das derrotas (o único) e nunca o obriero das vitórias. Basta ver alguma da argumentação utilizada pelos seus detractores, que até se dão ao luxo de afirmar que ele quase perdia o campeonato inicial. Quase!!!!!
    Chegou-se a um extremismo tal que o que conta é falar mal, sem qualquer sustentação. Se é apurado para os oitavos, é culpado porque não passa dali. Se ganha a fase de grupos, os adversários eram fáceis. Se fica em segundo, é culpado e criticado porque o clube sofreu desnecessariamente.
    Perde com a Navl e Leixoes, a culpa é dele, porque os inteligentes da bancada acham que fez as substituições e opções erradas. Se vence em Alvalade, é criticado porque quase que perdia. Até existe um que afirma que o Porto perdeu consistência coma saida de Tommy e a entrada de Guarin, na Turquia. é preciso ter pachorra para aturar estes adeptos que so sabem criticar!
    Bruno, sinceramente, gosto de ler as tuas crónicas. São ponderadas, longe de clubismos fanaticos.

    ResponderEliminar
  36. Sr. Hurakatai, dizer que Mourinho contrariou a vontade da SAD e ganhou a Liga dos Campeões.."Ó faxavor" . Quer dizer que a SAD até nem queria ganhar a LC? Bem, se não estou gagá, alguns membros da SAD já foram campeões europeus e Mundiais em 87, andava mourinho no campo do Rio Ave a apanhar bolas nos treinos. Entretanto deram o Mundo, a Lua e parte de Marte a Mourinho e ele não voltou a ganhar rigorosamente nada, por isso foi despedido!!!! Eu não sei se a SAD queria ganhar a LC em 2004, o que sei é que jogadores que a SAD contratou como Alenichev, McCarhty, Deco, Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, Costinha, Maniche, Votor Baís, Jorge Costa ah... esses...tenho a certeza que queriam e fizeram tudo por isso.

    ResponderEliminar
  37. Dizer que o Mourinho depois de sair do Porto é o melhor do Mundo (quando cá estava era tradutor, lembram-se)é moda e agora vende jornais. Eu não sei se é o melhor do Mundo ou não. Gostava da forma como se apresentava nas conferências de imprensa, mas não gostava na forma como lia o jogo ou a sua preferência por contratações como Tiago, Maciel ou Fernandes. Também sei que se não fosse a merda que fez no inicio do campeonato, até o gajo da Mossad que o substituiu tinha sido campeão e mais, não fosse o penalty falhado por Terry teria ganho merecidemante a Liga dos Campeões.
    PS - Não sei em que lugar está esse treinador da Mossad, nem quem treina ou se é ainda treinador de futebol.

    ResponderEliminar
  38. Caro anónimo,

    Dois neurónios bastam.

    Para bom entendedor...

    ResponderEliminar
  39. Viva !

    Gostei bem do texto.

    Se Jesualdo é um mau ou um bom treinador,francamente, não sei. Não tenho competência para avaliar.

    Em contrapartida, estou certo que ficará na História do Porto. História com H maiúsculo porque ganhou com 20 pontos de avanço o campeonato dos campeonatos, desarmando,inteligentemente, qualquer réplica adversa em momentos arduos.

    As competições tremoços, tipo liga coisa que é para Inglês para ver não me interessam. Já agora é pecado respeitar Fátima ?

    Eu prefiro a projecção internacional do Porto !

    Que não se veja qualquer ofensa no que escrevo. Estou a racicionar em termos globais.

    E,em termos globais,Jesualdo Ferreira ganhou não só, nacional como internacionalmente.

    Quanto ao debate que por aqui tem havido, eu acho que é sinal de vida.

    Graças à discussão bem comportada ou mal comportada, existe vida !

    E o Porto é vida !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  40. Dragão66,

    Como se percebe, temos ideias diferentes e isso não constitui qualquer problema. Aceito perfeitamente a sua opinião e respeito quem não aprecia Jesualdo. Todos os pontos de vista têm o mesmo crédito e todos gostamos do clube. O que me desagrada é a crítica destrutiva, o que visivelmente não é o seu caso. Aceito perfeitamente as suas opiniões, embora tenha uma perspectiva distinta. Um abraço para si.

    PortoMaravilha, eu também prefiro mil vezes a projecção internacional, essa é que faz crescer o clube cada vez mais. Todos gostamos de ganhar a Taça de Portugal e a Taça da Liga, pois são competições oficiais e é sempre bom vencer. Mas é preferível uma boa carreira na Champions do que ganhar Taças domésticas.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  41. It just like they say:

    «If you don't like it, I don't care.»

    Cappice?

    Sim, esta é para ti.

    ResponderEliminar
  42. Há quem prefira meter gasolina na BP, mas não convence ninguém. Slogans fracos, repetitivos e sem argumentos.

    Prefiro outro tipo de gasolineira.

    ResponderEliminar
  43. Bruno,

    Só hoje tive oportunidade de passar por aqui e em boa hora o fi. Já conhecia a tua lucidez e ponderação, nos artigos que escreves, sendo este mais um exemplo.

    Concordo com muitas das opiniões aqui proferidas, nos prós e contras, acerca de Jesualdo. Mas, pelo menos, numa coisa o actual treinador portista tem mérito:

    Foi ele o timoneiro no período mais negro do FCP, com os ataques cerrados resultantes do Apito Dourado. Jesualdo serviu, muotas vezes, de couraça ao grupo de trabalho, sem qualquer defesa por parte do clube, quando as arbitragens e a opinião dos media, nos massacravam constantemente.

    Vencer, nestas condições, é difícil. E Jesualdo conseguiu. Não sou o seu mais profundo admirador, mas também não me reconheço como acérrimo detractor.

    Jesualdo erra, como muitos, mas tem a quota parte de responsabilidade e mérito nas vitórias.

    ResponderEliminar
  44. Bruno Pinto e Paulo Pereira:

    Em primeiro lugar dizer que aprecio os vossos comentários.

    Claro que Jesualdo tem os seus méritos e só o facto de ter ganho 2 campeonatos em tempos de Apito Dourado é um grande mérito. Só que o Porto quer crescer não só interna como externamente e não é com jogos como contra o Arsenal e no ano passado contra Liverpool ou Shalke que isso acontece.

    O que me preocupa e que não gosto decididamente em Jesualdo é o facto de nos jogos contra as melhores equipas estrangeiras (e algumas portuguesas) ele resolver sempre inventar e não conseguirmos ganhar porque a invenção é sempre para reforçar a defesa. É um problema que ele tem. Desde que cá chegou fez 7 jogos contra equipas inglesas (Arsenal 3Chelsea e Liverpool 2) e não ganhou nenhum. Nos 4 jogos fora sofreu 12 e marcou 2 golos. Em casa empatou 3 vezes mesmo tendo jogado contra o Liverpool durante 30 minutos com mais 1 jogador.

    Este ano, voltou a empatar na Luz contra uma equipa de rastos e não ser capaz de alterar a equipa para ganhar.

    Ganhou em Alvalade para o campeonato onde colocou a jogar a equipa que os treinadores de bancada aqui do blog na altura diziam ser a melhor. Empatou para a Taça ganhando nos penaltis com uma primeira parte miserável e uma segunda em que fez uma boa alteração mas depois não foi capaz de ganhar contra uma equipa perdida com menos 1 jogador e deixar em campo 1 jogador que toda a gente (até aqui no blog) adivinhava que ia ser expulso.

    Espero que ele seja capaz de mostrar outra capacidade mas tenho as minhas dúvidas. O mês de Dezembro dissipará as minhas muitas dúvidas acerca do treinador e dos reforços. Neste momento acho que esta equipa precisa pelo menos de um defesa esquerdo e de um extremo.

    PORTO SEMPRE!

    ResponderEliminar
  45. Só mais uma coisa:

    Para que todos saibam, eu não sou contra o treinador, a SAD, os jogadores (até o Mariano ou o Benitez).

    EU SOU PELO FUTEBOL CLUBE DO PORTO.

    PORTO SEMPRE

    ResponderEliminar