18 novembro, 2008

Paulo Gonçalves em directo no BiBó PoRtO

Num domingo de Junho de 1994, enquanto estudava para uma frequência no dia seguinte, tinha o rádio em volume inferior escutando a RR. Nessa tarde, a equipa de andebol do FC Porto jogava a final da Taça de Portugal diante do Benfica e nessa rádio davam informações sobre o desenrolar da partida.

Com aquela ansiedade própria de quem já não via o andebol Portista erguer um troféu desde 1980, houve uma altura em que desisti por alguns minutos de estudar e colei o rádio ao ouvido. Com 22-22 no marcador e com alguns segundos por jogar, era o FC Porto quem tinha a posse de bola. O tempo escoou-se, mas a última falta tinha ainda que ser marcada. Um livre de 9 metros com os adversários todos na barreira é quase impossível de se obter êxito mas eu ainda acreditava, até porque nessa caminhada para a final, o FC Porto havia ganho em Fafe com um golo semelhante.

Jesper Degn, um dinamarquês da nossa equipa, atirou destemido e marcou um golo que me provocou uma alegria imensa. O repórter da RR era Trindade Guedes e também ele gritou demoradamente um golo histórico. A euforia azul e branca naquele pavilhão de Aveiro (São Bernardo) foi tremenda com a emoção a tomar conta de todos. Acabara ali um sofrido jejum de 14 anos.

Nessa final, o FC Porto treinado por Jorge Rodrigues ganhou ao Benfica de Ângelo Pintado por 23-22 com os seguintes marcadores por parte dos azuis-e-brancos: Resende (9), Degn (4), Abel (3), Paulo Gonçalves (2), Rui Rocha (2), Campelos (1), J.Santos (1) e J.Coin (1). No início da época seguinte, o FC Porto ergueu também a supertaça batendo na final o Belenenses em Leiria por 24-23 (Resende-12, R.Ferreira-4, Coin-3, A.Carlos-3, P.Gonçalves-1, J.Santos-1).

Nestas duas históricas conquistas, participou Paulo Gonçalves, um dos centrais do FC Porto, marcando 2 golos na final da Taça e 1 na final da supertaça. Segue-se uma entrevista a PAULO GONÇALVES em mais um exclusivo do nosso blog. Espero que apreciem mais esta viagem no tempo. Um obrigado ao Paulo pela sua simpatia e amabilidade. Todo o sucesso do Mundo para ele e o desejo de que um dia volte ao clube do nosso coração.

ENTREVISTA EXCLUSIVA
PAULO GONÇALVES, ex-jogador de Andebol do FC Porto


1. Era jogador do FC Porto quando a equipa ganhou aquela Taça de Portugal em 1994 numa final em Aveiro diante do Benfica. O Porto já não ganhava nenhum troféu no andebol desde 1980 e por isso esse emocionante jogo (o último golo do Porto, de Jesper Degn, foi obtido no último segundo) ficou para sempre na sua memória. Foi assim?

Nunca esquecerei esse jogo: Primeiro, porque foi o meu primeiro troféu com a camisola do F.C. do Porto, segundo porque foi ganho na terra de onde sou natural e terceiro porque foi contra o Benfica, que é um dos grandes rivais do F.C. do Porto. Foi um jogo bastante disputado, em que a sorte nos sorriu no último lance do jogo, com um livre de nove metros convertido pelo Jesper. Foi fantástico.

2. Logo na época seguinte (94/95) a equipa do FC Porto ganhou a supertaça ao campeão Belenenses (ver foto). O Porto tinha feito uma travessia no deserto reconstruindo a equipa desfeita em 1992. Recorde-nos lá a equipa base do Porto nesses 2 anos.

Éramos uma equipa bastante jovem. Se no primeiro ano podemos contar com dois estrangeiros, que nos ajudaram imenso, no segundo ano, com a saída desses mesmos estrangeiros e com o final de carreira do Abel, que era o jogador mais experiente, as coisas ficaram mais complicadas. Penso que demos a volta por cima, com muito trabalho, com muito sacrifício e com uma grande união de grupo. Esse era o nosso grande segredo, tínhamos um verdadeiro espírito de grupo. Havia uma mística dentro do grupo de trabalho.

3. Paulo, no meu arquivo das modalidades julgo ainda ter as páginas do jornal «ojogo» sobre esses dois troféus ganhos pelo andebol do Porto em 1994. Qual a importância dessas duas vitórias, sabendo-se que foram mesmo os 2 primeiros troféus do andebol ganhos pelo Presidente Pinto da Costa?

Depois de tudo o que tínhamos passado, nos anos anteriores, esses dois troféus só nos vieram dar mais força, a jogadores e dirigentes, que valia a pena continuar a trabalhar e lutar para que o andebol no F.C. do Porto não acabasse. Por serem os dois primeiros troféus (andebol) ganhos pelo Sr. Presidente Pinto da Costa, só nos enche de orgulho. Contribuímos para o enriquecimento do seu curriculum de agente desportivo.

4. Como jogador o Paulo Gonçalves representou o Porto antes e depois do ano em que o fim do andebol esteve próximo (1992). Jogou naquela fabulosa equipa (com dois Russos, Ussatti e Pokurkine) que o Porto tinha em 1991 (ver foto). Mas nessa altura acontecia sempre algo que nos impedia de ganhar, não era assim?

De facto tínhamos uma grande equipa. Tínhamos tudo para ser campeões, mas nunca o conseguimos. Infelizmente, nesses anos, havia outras "guerras" em que quem veio a sofrer foram os jogadores. Foi um ano inglório, porque todos trabalhamos (e muito) e tudo fizemos para sermos campeões, mas infelizmente não nos deixaram.

5. Dos treinadores que teve no FC Porto (enquanto jogador) qual o que mais o marcou? E relativamente a jogadores, qual o melhor de sempre no FC Porto?

Trabalhei com grandes treinadores, mas o que mais me marcou foi o Prof. António Cunha. Pela forma como trabalhava e por ter sido o meu primeiro treinador no F.C. do Porto. Para mim, o melhor jogador de sempre foi o Carlos Resende. No entanto tive o privilégio de trabalhar com grandes jogadores.

6. Ainda está ligado à modalidade? Acompanha a carreira do andebol do FC Porto?

Neste momento estou a exercer funções de treinador, numa das melhores escolas de formação do país, no C.D.S. Bernardo. Sou treinador da equipa de juvenis B e treinador da equipa de juniores, com a qual fomos campeões nacionais na época transacta. Neste momento, o C.D.S. Bernardo, criou uma academia de andebol, à qual deu o nome de Academia Paulo Gonçalves. O que me enche de orgulho. Acompanho praticamente todas as modalidades do F.C. do Porto, naturalmente com mais atenção à carreira da equipa sénior de andebol.

7. Peço-lhe uma opinião sobre estas pessoas: Pinto da Costa, Júlio Marques, José Magalhães, António Cunha, Jorge Rodrigues, Joaquim Capela e Carlos Resende.

Pinto da Costa - O melhor dirigente desportivo de todos os tempos, quer a nível nacional, quer a nível internacional. O seu curriculum desportivo fala por si e, eu tenho a honra de ter contribuído para esse seu curriculum. Tudo o que o F.C. do Porto é neste momento, a ele o deve.

Júlio Marques - Tudo fez para que o andebol no F.C. do Porto não acabasse. Essa foi a sua grande "guerra". Conseguiu vencer. Excelente pessoa. Amigo por quem tenho muita estima.

José Magalhães - Outra pessoa que sempre lutou, para que o andebol no F.C. do Porto chegasse onde chegou. Sempre me ajudou, inclusive nos momentos menos bons por que passei.

António Cunha - Foi o meu primeiro treinador no F.C. do Porto. Sempre disponível para nos ajudar. Aprendi e cresci (como atleta e homem) muito com ele. Só tenho que lhe agradecer.

Jorge Rodrigues - O nosso Ídolo. Excelente pessoa. Grande Amigo. Só não lhe perdoo o dia em que nos fez ir correr (éramos 3) às 7 da manhã, como castigo, por termos chegado atrasados a um estágio. Tudo por causa de um jogo do Porto (futebol) para as competições europeias (foi a penaltis, porque se tivessem resolvido tudo no tempo regulamentar, tínhamos chegado a tempo).

Joaquim Capela - Sempre disponível para ajudar. Grande portista. Com ele a apitar os nossos jogos de treino, nunca perdíamos. Bom amigo.

Carlos Resende - Provavelmente o melhor jogador português de todos os tempos. Fomos companheiros de casa. Está sempre disponível para ajudar. Excelente pessoa e um grande amigo. Quero-lhe desejar muita sorte nesta nova etapa da sua carreira desportiva. Naturalmente que havia muito mais a dizer sobre todos eles. Para eles, o meu profundo agradecimento.

8. Peço-lhe agora o seu sete ideal da história do clube.

Guarda-redes - Carlos Ferreira; Ponta esquerda - Rui Rocha; Lateral esquerdo - Carlos Resende; Central - Dragan Bogdanovic; Lateral direito - Petric; Ponta direita - Miguel Eiras; Pivot - Pokurkine.

9. Esta temporada vai dar Porto, Benfica, ABC ou Sporting?

Não faço prognósticos. A única certeza que tenho, é que vai ser bastante difícil para cada uma delas. Se pudesse escolher, com certeza que escolhia o F.C. do Porto.

10. Chegou a jogar pelo São Bernardo contra o FC Porto. É fácil gerir todas essas emoções?

São duas equipas que me dizem muito. Não é fácil, principalmente antes e no início de jogo. Depois, com o decorrer do mesmo, tudo se esquece. Só queremos dar o nosso melhor. Essas emoções também as tinha sentido, quando joguei contra o C.D.S. Bernardo, com a camisola do F.C. do Porto.

11. O que significou para si representar o FC Porto? O que sentiu em 1999 quando o Clube foi campeão de andebol 31 anos depois?

Qualquer jogador, de qualquer modalidade, sonha em jogar numa equipa como o F.C. do Porto. Eu consegui realizar esse meu sonho. Foram 8 anos fantásticos da minha vida, onde cresci e, principalmente, onde fiz muitos e Bons Amigos. Para mim foi um orgulho representar este clube. Quando foram campeões, fiquei naturalmente muito feliz e, senti que de alguma forma, também contribuí para esse êxito.

12. Uma palavra sobre o nosso blog e o acompanhamento que efectuamos sobre as modalidades do FC Porto.

É bom saber que existe alguém que também se interessa por outras modalidades que não seja só o futebol, o que infelizmente no nosso País, parece ser a única modalidade. Espero que continuem a acompanhar e a divulgar todas as outras modalidades, pois estas também precisam do vosso apoio. Uma coisa é certa, hoje já ganharam mais um admirador do blog. Estarei sempre disponível para o vosso blog.

Saudações Desportivas e BIBÓ PORTO!
Paulo Gonçalves.

FC Porto vai receber Benfica com a liderança em vista
(1º Benfica- 22 pts/8 jgs; 2º FC PORTO - 21 pts/8 jgs; 3º ABC Braga - 17 pts/8 jgs)
  • FC Porto, 26 - SC Horta, 20

No regresso do FC Porto aos jogos oficiais também o Lucho voltou às bancadas do fantástico pavilhão Municipal da Póvoa de Varzim. Três nomes estiveram na origem de uma vitória tranquila dos Dragões. Eduardo Filipe, Ricardo Moreira e Hugo Laurentino. Os dois primeiros pelos 7 golos cada e o último pelos muitos que evitou. Na 2ª metade com 9 golos de vantagem até deu para Candeias e Álvaro voltarem a jogar após lesões graves. No final da partida enquanto Resende falava à sporttv os jogadores esperaram-no para o grito de guerra e nessa altura os aplausos dos espectadores visavam já um pedido aos jogadores para que nos ofereçam a vitória no próximo domingo, dia da recepção ao Benfica (16h sporttv1), em jogo que seguirei ao vivo. A ser assim os Dragões passariam de imediato a líderes do campeonato. Depois do triunfo no torneio Internacional de Angola o FC Porto voltou às vitórias internas e merece que os adeptos do Porto encham as bancadas do pavilhão Poveiro no próximo domingo. Com esta jornada terminou a 1ª volta da fase regular com Benfica, Porto e Abc a garantirem a passagem imediata à fase final da VI Taça da Liga que se realizará em Portimão de 15 a 18 de Janeiro de 2009.

FC Porto ultrapassa centena de pontos com Bailey a mostrar-se
(1º Ovarense - 15 pts/8 jgs; 2º Benfica - 14 pts/7 jgs; 8º FC PORTO - 12 pts/7 jgs)

  • FC Porto, 118 - Maia, 84
Em Matosinhos decorreu este jogo com sentido único do início ao fim. A equipa Maiata é claramente de outro campeonato e por isso o Porto foi esmagador em todos os capítulos com particular realçe para os ressaltos. Chuck Bailey, o nosso mais recente Americano, finalmente mostrou-se com 27 pontos e 9 ressaltos e foi a grande figura de um jogo em que também ele teve tarefa facilitada. Kevin Martin com 22 pontos e Augusto Sobrinho com 17 foram outros 2 jogadores em destaque. Amanhã, às 21 horas, há jogo em nossa casa diante da Académica para os 16 avos de final da Taça de Portugal (onde conto estar presente). Depois, no sábado (17h), há novo jogo para o campeonato em casa do Barreirense.

FC Porto vai ter de pontuar na Catalunha
(1º FC PORTO - 4 pts/2 jgs; 2º Nóia - 4 pts/2 jgs; 3º Igualada - 3 pts/2 jgs )

  • FC Porto, 4 - Nóia, 4

As perspectivas continuam positivas, mas é bom não esquecer o pesadelo que todos passamos na época anterior com a derrota em casa do Vic. Por isso depois deste empate inesperado é bom que se pontue em casa do Igualada no dia 13 de Dezembro, porque se assim não for a coisa complica-se, apesar de passarem 2 equipas... Até já se fala que a «final eight» desta Liga Europeia poderá ser no novo dragão caixa e por isso seria frustrante se lá não estivessemos presentes. Quanto ao jogo pelo que vi em diferido na RTP pude constatar que o resultado se ajusta com o Porto a revelar debilidades defensivas e alguma desconcentração. Pedro Moreira e André Azevedo conseguiram igualar o jogo a 2 golos e logo de seguida Emanuel Garcia fez o 3-2 mas tanto neste golo como no 4-3 de Filipe Santos a equipa desconcentrou-se e logo de imediato sofria os golos da igualdade. A equipa Espanhola do Nóia foi claramente a melhor que o Porto defrontou esta temporada. O Porto joga amanhã em Oeiras (21h) e sábado em Fânzeres (18h) com o Valongo.


Chuck Bailey
O basquetebolista do FC Porto (o último dos 3 Americanos contratados) fez 27 pontos e 9 ressaltos e finalmente sobressaiu apesar do adversário ser bastante fraco. Bailey «adocicou» a noite da última 6ª feira e aguarda-se que este seu desempenho seja para continuar. Veremos se mantém este nível diante da Académica e Barreirense. O Porto precisa mesmo de um Bailey de qualidade para apontar ao título nacional conquistado pela última vez em 2004.

Rio Ave-1-FC Porto-3 (futebol/juniores)

FC Porto-1-Boavista-0 (futebol/iniciados)

FC Porto-31-Sporting-31 (andebol/juniores)

FC Porto-40-Carvalhos-18 (andebol/juvenis)

FC Porto-39-Jobra-32 (andebol/iniciados)

FC Porto-14-CB Penafiel-28 (andebol/infantis)

CD Póvoa-60-FC Porto-57 (basquetebol/juniores sub 20)

FC Porto-77-Desp. Leça-74 (basquetebol/juniores sub 18)

FC Porto-91-FC Gaia-26 (basquetebol/iniciados sub 14)

A partir de hoje, o nosso leitor "Pedro Porto" que acompanha frequentemente as camadas jovens (futebol) do FC Porto, irá colaborar connosco fazendo um resumo por semana de um jogo que ele tenha assistido. Começou bem com a nossa vitória nos iniciados diante do Boavista. Também eu assisti este fim de semana ao jogo dos nossos juniores sub 19 em Vila do Conde com o FC Porto a triunfar por 3-1 diante do Rio Ave. Vitória justa com golos de Roberto, Dias e Claro. O Porto jogou mais de 50 minutos com menos um jogador mas nunca se desuniu e garantiu uma vitória importante que lhe valeu a liderança isolada. Josué, Diogo Viana e Ruca agradaram-me neste 1º desafio dos nossos jovens a que assisti ao vivo esta época.

O JOGO DA JORNADA (SUB 15, CAMPEONATO NACIONAL DE FUTEBOL/INICIADOS A)

FC Porto - Boavista, 1-0

(crónica de Pedro Porto)

O FC Porto entrou bem no jogo, muito agressivo no meio-campo, recuperando muitas bolas e instalando-se no meio-campo boavisteiro. No entanto o Boavista muito certo na defesa ia resolvendo com maior ou menor dificuldade os ataques portistas e sempre a apostar no contra-ataque. Foi esta a toada do jogo durante a 1ª parte: Dragões mais dominadores e o Boavista sempre a explorar o contra-ataque principalmente pelo seu lado direito. Alias as melhores ocasiões da 1ª parte são precisamente dos axadrezados. A 1ª situação surge após um erro do GR portista que repõe mal a bola e o jogador do Boavista a tentar de longa distancia, com a bola a sair um pouco por cima da baliza. Aos 31 minutos, num rápido contra-ataque, com o avançado do Boavista a surgir isolado perante o GR, mas a falhar. Na 2ª parte o técnico portista trocou o seu médio-defensivo por um jogador de características mais ofensivas e o domínio foi mais acentuado. Os contra-ataques do Boavista não saíam e Porto encostou a equipa do Bessa à sua área. Depois de diversas oportunidades desperdiçadas (inclusive uma bola na barra), surgiu finalmente o golo da vitória. Aos 60 minutos, cruzamento da esquerda e Bernardo Pessoa a surgir no meio dos centrais a cabecear para golo. Daí para frente o FC Porto limitou-se a controlar o jogo com o Boavista a não ter capacidade, quer física, quer anímica, para importunar o ultimo reduto dos Dragões. Realce para Bernardo Pessoa. Excelente no lado direito do ataque portista. Muita técnica, criou muitas oportunidades de golo que os seus colegas não aproveitaram. Um jogador a seguir..

O FC Porto jogou com o seguinte onze: Pedro Vicente; Leandro, João Paulo, Bruno Silva e Gerson; Nuno Costa (Gonçalo Paciência aos 35'), Ricardinho e Diogo; Bernardo Pessoa, Eduardo Júnior (Pedro Sá aos 53') e Costa (Carlos Macedo aos 61'). Treinador: Luís Miguel Silva. Suplentes não utilizados:Luís Filipe, José Pedro, Fábio e Nini.

Saudações Portistas,
Lucho.

# post publicado em simultaneo no fórum fcporto.planetaportugal

22 comentários:

  1. Lucho tanta matéria para comentar...sobre o Paulo Gonçalves, a ideia que tenho, é a de um jogador regular, certinho, com carácter e espírito do Dragão e que transmitia isso para a equipa.

    No Hóquei, um empate que pode ser comprometedor, pois o Noia parece ser o principal obsctáculo, à ida ao Play-off. Mas esta equipa do Hóquei é capaz de tudo e por isso merece todo o nosso apoio.

    Basquetebol, não vi o jogo,mas parece que o Maia era fraco de mais. Até deu para os gémeos marcarem pontos...

    Andebol, uma vitória natural, sobre uma equipa que costuma criar-nos muitos problemas.
    Domingo só se for manifestamente impossível, é que não vou à Póvoa ver o jogo contra o Benfica.

    Sobre os iniciados, esta equipa portista é uma equipa que eu conheço desde as escolinhas e tem alguns miúdos que prometem. Vamos a ver se se confirma.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Vila Pouca:

    «No Hóquei, um empate que pode ser comprometedor, pois o Noia parece ser o principal obsctáculo, à ida ao Play-off»

    Esta época a fase final terá 8 equipas (e não 4) logo são apuradas DUAS por grupo (e não apenas uma). No nosso caso parece-me q Porto e Noia são os favoritos mas o Igualada (q até está à frente do Noia na Liga Espanhola) também está na luta... Este grupo não é fácil. Mas acredito neste Porto.

    ResponderEliminar
  3. Lucho, não sabia dessa alteração, mas sendo assim, acho que as nossas hipóteses aumentam muito.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Domingo lá estou na Póvoa para APOIAR O F C PORTO em andebol.
    Tenho um compromisso as 11 h, depois é comer e seguir para a Póvoa. Espero que o pavilhão esteja cheio, este jogo TEMOS QUE GANHAR com apoio de todos os PORTISTAS .
    No sábado não fui ao hóquei ,julguei que estava cheio como é habitual, estava pouca gente. Acredito que o F C PORTO VÁI A Noia GANHAR .


    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Também fiquei triste com o empate com o Noia.
    E como gostaria de ganhar mais uma taça dos campeões em Hoquei.Era a cereja no topo do bolo outra vez na modalidade.

    ResponderEliminar
  6. Lucho, desculpa lá, mas deves pensar que o blog é só pra ti, não? um dia destes, a conta do blogger vai atingir o limite só porque tu escreves, escreves, escreves, escreves e mais escreves... e nunca mais te calas!

    Tenho de pensar em impôr por aqui um máximo de linhas e palavras por post, senão, não há «limite de conta» que resista.

    Bem, deixemo-nos de conversa e vamos mas é falar do que interessa.

    Quanto à entrevista, um enorme obrigado ao Paulo Gonçalves por se ter disponibilizado para nos conceder 5 minutinhos de atenção em prol deste espaço que se quer pluralista e eclético, onde cabem todas as modalidades do FC Porto e não só o o bolo-rei (futebol). Admito que não me recordo assim tão bem do jogador, mais até da cara do que do nome, mas prontos, tão bem não tem nada que saber, se foi nosso jogador, só pode ser dos BONS, ora que carago. Resta-me agradecer-lhe todas as gotas de súor que brotou na defesa das mágicas cores azul-e-brancas do FC Porto. Muito obrigado.

    Já no andebol, regresso às lides em grande... agora, venham de lá esses GAYvotas pa serem truicidados pelo alfa chamado de Dragão.

    No basquetebol, soma e segue na perseguição à liderança. Vitima? o Maia.

    Entretanto no hóquei, foi um seguir de jogos em simultaneo, sempre com as infos na hora por sms pró tlm do Lucho... era vê-los a sarapantar nas bancadas do Dragão a assistir ao futebol e ao mesmo tempo, com as antenas ligadas para Fanzeres. Pena o resultado final, mas há que continuar acreditar que a glória, está ali ao virar da esquina.

    Por fim, nas camadas jovens, bem, fora um ou outro caso pontual, é a habitual sede de (B)itória com o soma e segue abafando qualquer adversário que se aprochegue do Dragão.

    Aqui, abro um parentesis para prestar o meu agradecimento pessoal ao nosso mais recente «ajudante da tasca», o Pedro Porto, com infos semanais sobre as camadas jovens do futebol, até mesmo com uma crónica na 1ª pessoa de um dos jogos a que tenha assistido... onde já antes, havia o Eurico Brandão, desta vez, com infos sobre as camadas jovens do basquetebol.

    Verdade seja dita que são tb estes pequenos (GRANDES) detalhes (ajudas externas) que nos fazem acreditar cada vez mais a seguir em frente com todo este trabalho no blog, sempre na defesa do bom nome e honra do nosso FC Porto.

    Venham mais... e mai'nada, carago!

    ResponderEliminar
  7. Domingo também estarei na Póvoa a ver o andebol com esse escaldante FCP-SLB. Era importante q o pavilhão estivesse cheio pois estou em crer q só com um público numeroso e "participativo" será possível abater esses lampiões.

    E amanhã também estarei em Matosinhos para um jogo a eliminar na taça de portugal em basquetebol. Um porto-académica com um adversário q já nos ganhou esta época.

    ResponderEliminar
  8. Lucho, por acaso, gostaria muito de ir assistir in-loco ao FCP - GAYVOTAS do próximo domingo, pelas 16h na Póvoa do Varzim... tenho um compromisso pessoal para esse dia, por isso, não sei se vai dar para estar presente, mas se der, estarei lá, aproveitando para matar saudades dos jogos in-loco do andebol, assistir a um jogo grande defronte d'um inimigo d'estimação, e tb para ver esse tal pavilhão que apenas reconheço pela tv e nada mais.

    Portanto, havendo aquela cena habitual do tal e coisa do "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és", avisa-me para eu meter pés a caminho só por uma questão de segurança e salvaguarda... se der, estarei lá... se não der, azar, fica-se pela TV ou talvez nem isso... mas vou tentar, fazer os possiveis e talvez até os impossiveis :D

    ResponderEliminar
  9. Boas,

    Lucho, como sempre este espaço de eleição tem a informação toda sobre as modalidades. E é literalmente toda, sem esquecer ninguém, num espaço privilegiado de discussão das amadoras, muitas vezes pontuadas por entrevistas excelentes.

    O Paulo Gonçalves, ex-atleta do Dragão, foi também responsável por uma enorme desilusão, no ano passado, parece-me. Aquela eliminação precoce do Porto, às mãos do seu S.Bernardo, foi terrivelmente frustrante. Isso faz-se, ó Paulo?:)

    Quanto ao resto, só lamento não ter vivenciado essa extraordinária final de andebol, com o golo no último segundo. Caramba, para quem assistiu deve ter sido fantástico. Vivi no ano passado, aqui em Vagos, uma situação similar, com o Porto a vencer a Taça da Liga frente à Ovarense no último instante.

    O Porto em basquetebol parece estar a subir de produção, depois da vitória em Ovar. A ver vamos...

    E fiquei mais descansado quanto à explicação da passagem das 8 equipas. Depois do empate, que achei comprometedor, julgando que passava apenas o 1º de cada grupo, fiquei ligeiramente assuatados.

    ResponderEliminar
  10. Tal como diz o lucho encham o pavilhão da Póvoa e apoiem o andebol do FCPorto no jogo com os lamps... força Porto!

    ResponderEliminar
  11. Viva !

    Informativo e excelente como sempre !

    Continuo a pensar que o andebol tem um grande futuro. E não gera em seu redor, pelo menos até agora, o vandalismo que o futebol pode criar. Quantos jogos não são decididos nos últimos instantes? É fantástico !

    Por estas terras existe um verdadeiro "afunilamento" ( gosto da palavra ) pela modalidade. Não creio que seja só devido aos sucessos das selecções Francesas ( Mulheres e Homens ) nos últimos jogos olímpicos.

    Acho que há algo no andebol que corresponde ou que traduz o nosso ritmo de vida frenético característico da urbanidade.

    Vou embora porque caso contrário não vou parar de dissertar.

    Mas antes de ir embora : Seria interessante "estatisticar" o número de jovens , na Europa, que estão a optar pelo andebol.

    Creio que são muitos !

    Pessoalmente, prefiro o futebol, respeitando o andebol. Mas já seria um outro debate !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  12. PORTOMARAVILHA:

    «Pessoalmente, prefiro o futebol, respeitando o andebol. Mas já seria um outro debate»

    E seria excelente que os vários adeptos do Porto q passam neste blog aparecessem neste post das modalidades a demonstrarem o seu apoio e interesse pelas outras modalidades.

    Mas essa luta, pelos vistos, nunca a ganharei, contam-se pelos dedos de uma mão os q se atrevem a vir aqui e falar de hóquei, andebol e basket.

    Infelizmente, é o q constato, para muitos é mais interessante saber quem ganhou o jogo treino de futebol e a q horas é q o lucho dá autografos.

    É a vida.

    ResponderEliminar
  13. Por vezes fico com a sensação q todo este trabalho sobre as modalidades não interessa verdadeiramente a 90% dos nossos adeptos...

    ResponderEliminar
  14. Meu caro Lucho,

    Também eu estive na passada 6ª feira em Matosinhos a ver o basket pela primeira vez este ano. Vivo na Maia e as minhas 2 filhas jogam basket na Juvemaia (colectividade que só tem femininos pois os masculinos são do Maia Basket). Confesso que fiquei bastante desiludido com o jogo especialmente pela parte do Porto pois encarou o jogo muito desplicentemente e a jogar cada um para seu lado. Claro que o Maia é fraquinho mas marcar 84 ponto ao Porto é muitíssimo.

    Vi no Porto alguns jogadores muito fraquinhos embora sendo novos. Os americanos pareceram-me fortes mas a oposição foi nenhuma. Vamos ver contra equipas da 1ª divisão.

    Vi um Nuno Marçal muito forte, vi um João Figueiredo muito longe da sua forma e vi um Augusto Sobrinho que é muito vaidoso mas não me parece base para o Porto. Não percebi porque é que o Paulo Cunha esteve no banco e não jogou se vem de uma lesão e precisa de ganhar ritmo.

    Gosto especialmente de basket e de Hóquei mas acompanho todas as modalidades onde o Porto entra desde o bilhar até ao Andebol. Espero que com o Caixinha possa ir ver mais jogos das outras modalidades para além do futebol.

    Espero ir a Matosinhos amanhã ver o basket e que no andebol ganhem aos GAYvotas e passem para a frente do campeonato.

    PORTO SEMPRE!

    ResponderEliminar
  15. Lucho, a que horas é que (tu) dás autografos? :-)

    ResponderEliminar
  16. Amigo Lucho,

    Não tens que te preocupar com os tais 90% que referes (que não acredito sejam assim tantos!), mas se queres um conselho d'Amigo, preocupa-te em fazer, falar, expôr os temas de que mais gostas, que os tais 90%, não dando nota da sua passagem, de certeza que a leêm.

    Eu próprio, já o admiti por mais de uma vez... depois da deslocalização das amadoras para as zonas limitrofes da cidade do Porto, desliguei a ficha da minha «presença» assídua, mas sem nunca deixar de minimamente estar informado das noticias que bebia pela imprensa do estado da nação azul-e-branca das amadoras.

    Com a tua entrada neste espaço de opinião, que passou tb a ser teu por mérito próprio, tal como é de todos aqueles que connosco colaboram, a partir desse momento, passei a reavivar memórias antigas e a viver o presente das amadoras com outra intensidade que até ali, tinha ficado esbatida.

    O mérito do prazer que voltei a reconquistar, passando até a estar mais in-loco (mais em Fanzeres do que em Matosinhos e na Póvoa que nunca lá fui, mas espero ir este domingo pela 1ª vez), esse mérito, tem um nome: LUCHO!

    O resto, são tangas, entendes?

    Não te preocupes com mais nada, senão falar/viver do que mais gostas (as tais amadoras), porque pode não haver mais ninguém para te ler (o que não acredito, nem de perto, nem de longe), mas eu, sou um teu leitor assíduo das novidades do presente que estás sempre informadissimo, mas tb admiro a tua capacidade de escrita sempre muito sentida e vivida.

    Portanto, moral da história: deixa-te mas é de música pós (nossos) ouvidos e bola pra frente, carago!

    aKeLe aBrAçO carago!!

    ResponderEliminar
  17. Viva !

    Se há alguém que lê com agrado o teu Grande Semanário e que começou e continua a seguir as modalidades fui e sou eu .

    E nunca esquecerei o Paris Porto de tão boa recordação !

    Com efeito, nunca é bom ficar a meio duma dissertação. A frase que citas da minha autoria, é mais um desabafo que outra coisa. Isto é, no meu local de trabalho, cerca de 200 pessoas, devemos ser uns dez a gostarem de futebol. Depois é rugbi, andebol, ténis de mesa , ténis (poucos), atletismo, golf (2), vólei e ciclismo. Curiosamente, não me estou a lembrar de adeptos de basquetebol.

    Continua a defender as modalidades como eu também, no meu local de trabalho, vou tentando defender o Porto no âmbito de todas as suas modalidade.

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  18. Blue Boy e Porto Maravilha:

    Sei q se interessam pelas modalidades, vocês, o Estilhaço, o Paulo Pereira, o Vila Pouca, o Jorge Aragão, o dragaopenafiel e mais alguns.

    E sei tb q outros gostam de ler e não comentam. Mas o q gostava mesmo é q os muitos q aqui comentam (até mais qd o POrto perde no futebol) q tb viessem aqui demonstrar o seu interesse por esta coluna...

    Seria um reconhecer do meu (nosso) esforço. E qd muitos reconhecem o nosso trabalho melhor.

    Mas continuo motivado a defender as modalidades. Gostava de sentir em todos os Portistas nas outras modalidades a mesma paixão q têm pelo futebol.

    Como eu e todos os q referi.

    ResponderEliminar
  19. Estilhaço:

    Dou autógrafos hj em Matosinhos (21h) e domingo na Póvoa (16h). Sei q darás tb no sábado em Fânzeres (18h)

    ResponderEliminar
  20. dragão66:

    hj tb vou lá estar de cachecol do blog biboporto ao pescoço:)

    ResponderEliminar
  21. Lucho:
    Estou a fazer os possíveis por me libertar da minha mulher que quer ir não sei aonde depois do jantar.

    Se conseguir ir e vir lá um cachecol do Bibóporto vou-me apresentar.

    ResponderEliminar
  22. Lucho:

    Eu sou dos que raramente comento as modalidades amadoras mas que não dispenso a tua crónica semanal.

    Além disso, gosto de ler uma crónica que seja bastante independente como as tuas.

    ResponderEliminar