25 fevereiro, 2009

Tão perto da Bitória...

assistência: --- espectadores.

árbitros: Howard Webb (Inglaterra), Peter Kirkup e Michael Mullarkey; Martin Atkinson.

ATLÉTICO DE MADRID: Leo Franco; Seitaridis, Pablo Ibánez, Ujfalusi e António López; Maxi Rodríguez «cap.», Paulo Assunção, Raul García e Simão; Forlán e Aguero.
Substituições: Aguero por Sinama Pongolle (55m), Raul García por Maniche (67m) e Maxi Rodríguez por Miguel (80m).
Não utilizados: Coupet, Pernía, Heitinga e Camacho.
Treinador: Abel Resino.

FC PORTO: Helton; Sapunaru, Rolando, Bruno Alves e Cissokho; Fernando, Lucho González «cap.» e Raul Meireles; Lisandro Lopez, Hulk e Rodríguez.
Substituições: Sapunaru por Pedro Emanuel (79m), Lisandro Lopez por Sektioui (88m) e Raul Meireles por Tomás Costa (90m).
Não utilizados: Nuno, Stepanov, Mariano e Farías.
Treinador: Jesualdo Ferreira.

disciplina: Cartão amarelo a Raul García (24m), Sapunaru (28m), Lisandro Lopez (60m) e Paulo Assunção (74m).

golos: Maxi Rodríguez (3m), Lisandro Lopez (22 e 72m) e Forlán (45m).


A sensação ficada no final deste jogo no Vicente Calderón, onde acabamos de empatar a duas bolas, em jogo a contar para a primeira-mão dos oitavos de final da liga dos Campeões, é agridoce em dose extra, tamanha foi a superioridade demonstrada em campo ao longo dos 90 minutos por parte dos azuis-e-brancos, onde só a ineficácia atacante (mais uma vez!), não permitiu uma vitória (mais que merecida!) em Madrid que poderia desde já (quase) ter arrumado com as contas da passagem aos quartos-de-final.

Findo o jogo, lembrei-me de imediato do peseteiro e mal agradecido, Paulo Assunção, que ao longo dos últimos dias, em declarações que foi prestando a um ritmo vertiginoso a tudo o que era imprensa, foi indo de provocação em provocação, chegando ao cúmulo da estupidez natural ao afirmar que “este Atlético, é muito melhor que o FC Porto”. E agora, de que vais tu falar, óh palerma? (dia 11 de Março, cá te espero!)

Ainda na fase de aquecimento, Fucile acabou a ressentir-se da lesão que levava para Madrid, o que obrigou a mudança de planos na direita da defensiva, passando o lugar a ser ocupado pela alternativa natural no banco, Sapunaru, que aqui abro um primeiro parênteses para dizer que este me surpreendeu muito positivamente pela atitude, raça e entrega ao jogo. Mesmo que amarelado ainda a meio da primeira parte, nunca deixou Simão pisar em ramo verde… muito bem, gostei!

Decorria ainda o segundo minuto da partida, e o desperdício da primeira grande oportunidade por Cristian Rodriguez que não conseguiu bater Léo Franco, depois da primeira (!) arrancada do cada vez mais perigoso a cada jogo que passa, Hulk, em direcção à defensiva contrária que deixou aquela zona do terreno adversária a partir dali, em completo pavor até ao final do jogo.

Como quem não marca, arrisca-se a sofrer, na resposta, os da casa chegam ao golo inaugural da partida por Maxi Rodriguez que aproveitou da melhor forma um passe lateral a rasgar por entre Bruno Alves e Cissokho e que descompensou toda a defensiva, deixando Helton à mercê do argentino que fez as redes balançarem pela primeira vez.

Pensei o pior com este golo na fase inicial da partida, é certo que nos demoramos (não muito!) a voltar a encontrar, mas com alguma naturalidade, foi fácil perceber o que poderia acontecer durante todo o resto do jogo, caso os nossos avançados continuassem a manter aquele futebol de ruptura na defensiva adversária que tinha mais buracos que um queijo suiço, mostrando-se completamente incapazes de suster aquele ímpeto atacante que colocava os nossos avançados com uma facilidade enorme na cara de Léo Franco, mas onde invariavelmente, o remate final não estava a surtir qualquer efeito em termos de resultado, que se mantinha ainda negativo.

À passagem dos 20 minutos de jogo, com Lisandro completamente isolado na entrada da área, depois de mais uma fífia da defensiva adversária, preferiu rematar em vez de partir para cima do guarda-redes, com a bola ainda a tocar neste, mas incapaz de permitir o golo do empate ao FC Porto que mesmo já por esta altura, pecava por clara injustiça.

Logo de seguida, Hulk e Lisandro, isolados num par de ocasiões, deixavam desesperados os adeptos da casa e em sobressalto toda a defesa colchonera, desperdiçando novas oportunidades de ouro para conferir uma outra justiça (mais que justa!) ao marcador.

Em cima do intervalo, e quando nada o fazia prever, até porque o remate de Diego Fórlan era manifestamente inofensivo, os da casa chegam à vantagem com uma fífia monumental de Helton que (mais uma vez!) voltou a falhar num momento importante para a equipa, deixando a bola passar entre as mãos. Em pensamento, julguei o réu, li a sentença e quase dei seguimento à execução, mas num assomo de peso na consciência, de imediato me lembrei das inúmeras oportunidades desperdiçadas pelos nossos atacantes neste jogo, quase sempre e invariavelmente, isolados. Recuei e senti-me resignado à injustiça em cima do apito para o intervalo.

Para os segundos 45 minutos, foi um jogo mais equilibrado, ainda que com o FC Porto a continuar a manter o controle da partida e a ser a equipa mais perigosa no relvado, mesmo já não tendo, é verdade, os mesmos espaços da 1ª parte na defensiva contrária.

O repor de parte da (in)justiça no resultado deu-se novamente por Lisandro que aproveitou da melhor forma um excelente cruzamento na esquerda de Cissokho, onde se limitou a encostar o pé na bola e levá-la a beijar as redes de Léo Franco pela 2ª vez na partida. Era o empate, justo, mas ainda (muito!) lisonjeiro para os azuis-e-brancos por tudo o até ali visto em campo.

As oportunidades continuaram a surgir a um ritmo quase que direi inexplicável na defensiva contrária, mas o resultado manteve-se inalterável até ao final da partida, com um empate final num jogo desigual, onde o FC Porto foi claramente superior ao Atlético de Madrid, mas onde se espera e deseja (nem quero pensar no contrário!) que todas as oportunidades de golo hoje desperdiçadas, não venham a fazer diferença no final desta eliminatória, no próximo dia 11 de Março, no Estádio do Dragão.

40 comentários:

  1. Não há condições.

    Ficou provado que somos muito melhores do que eles. Mas assim é complicado. Uma arbitragem à la palhacini. Uma frangalhada proibida neste tipo de jogos. Duas grandes oportunidades perdidas.

    Uma pessoa até desanima.

    ResponderEliminar
  2. Intervalo: 2-1

    Grande jogo do FC Porto!
    Árbitro filho da puta, FC Porto roubado durante 45 minutos (golo mal anulado, não marcação de uma falta a Lisandro e não expulsão do defesa do Atlético, faltas e mais faltas ao contrário)!
    Vários golos falhados!
    Atlético marca dois golos sem saber como!
    Helton miserável, mais uma vez a 'frangar' na Champions, não serve para este nível!
    Estou revoltado com este jogo mais filho da puta!!

    Somos melhores, aliás muito melhores! Quem é o Atlético à nossa beira??! O resultado certo era 1-4. Tenho a certeza que vamos passar.

    ResponderEliminar
  3. grande balizas!!Rua!!

    ResponderEliminar
  4. Ah... e os bois da RTP??? Miseráveis, deprimentes!

    ResponderEliminar
  5. Não gosto de dar razão ao MST, mas que o Helton nestes jogos importantes mete água e da grossa...é mesmo burro.

    Se fosse a 1ª vez ainda aceitava, mas nas minhas contas já são 4.

    Que ganda peru....p.q. o pariu.

    Avisem o R.Meireles que não estorve os colegas e que a baliza adversária é que se deve atacar.

    Na minha terra quando estamos em dificuldade, metemos a bola para fora e para longe.

    Parece que lhes pára o cérebro.

    ResponderEliminar
  6. A merda das queixinhas do SLBOSTA estão a fazer efeito.

    Cantos, faltas lançamentos etc....melhor que o Jorge Cornado no tempo deste.

    Este árbitro e o Helton vão receber o Óscar pelas suas boas acções anti-FCP.

    Admiro a malta que consegue ouvir os comentários da TV... Vocês devem gostar de sofrer.

    Na minha casa não entram pois o som fica OFF. Dass....

    Vamo come-los...
    POOOOOOOOOTTTTTTOOOOOOOO.

    ResponderEliminar
  7. Vamos com calma basta marcar mais um.... que cá os esperamos.


    Tenho nojo deste país habitado por gente tão miserável, como os comentadores da TV , bem como Clubes tipo queixinhas SLBOSTA.

    Gente reles e baixa como os ratos de esgoto.

    ResponderEliminar
  8. Que mijão de guarda redes.

    Já dizia alguêm que os guarda-redes também fazem ganhar jogos.
    Vejam o do Leixões como exemplo.

    ResponderEliminar
  9. GOOOOOOOOOLLLLLLLLLOOOOOOOOOOO 2-2

    ResponderEliminar
  10. vai uma aposta que o Berto no Porto é como o do Alverca? Um Pinto qualquer?
    ´´E preciso um guarda redes de créditos firmados.

    ResponderEliminar
  11. Podia ter sido histórico.

    Hoje, quisemos ganhar o jogo. Estamos em vantagem.

    Este tipo de resultados deixa sempre uma margem de indecisão.
    Qual será a melhor atitude a tomar no jogo do Dragão?

    Para mim, é crucial estarmos em vantagem. Eles já não podem vir cá limitar-se a defender e podemos continuar a jogar nas costas deles. Aquilo é uma «buraqueira». O problema é se eles marcam primeiro e estacionam o «autocarro». Não podemos deixá-los ganhar vantagem no Dragão. Acho que é desta que passamos.

    ResponderEliminar
  12. Já está. Agora é no Dragão.

    O simulão tá como o Helton.
    Não perdem as manias.

    ResponderEliminar
  13. Vamos ver agora com o Sporting, sem laterais direitos ( Sapunaru com rotura muscular e Fucile com o maldito tornozelo direito...) como o porto vai jogar.

    sinceramente não percebi a opção pelo Pedro Emanuel para defesa direito. Apesar da experiência, é muito lento e duro de rins.

    Tomas Costa é mais ágil, tem sentido posicional, e é mais rápido.

    Enormes neste jogo: Rodriguez, Rolando, Lucho ( a subir assim é o que queremos)

    Lisandro marcou dois golos, mas falhou muitos. chocante aquele lance na segunda parte com o pe esquerdo...

    Sapunaru com Simao pela frente, foi aceitável.

    Proximos 4 jogos vai definir a época...

    Sporting (casa)
    Estrela (Taça)
    Leixões (fora)
    Atletico (casa)


    Mas nós somos o Porto.

    ResponderEliminar
  14. Nao se pode falhar tantos golos nesta fase da champions. Helton neste tipo de jogos, está sempre desconcentrado e nao pode.

    Fora isto e analisando aquilo que ambas as equipas produziram, já passamos! somos de longe a melhor equipa, podiamos ter goleado por 4 ou 5. Cá, já os comemos!!

    Grande C.Rodriguez, grande jogo.

    ResponderEliminar
  15. Só um aparte..

    Continuo a não perceber o porquê de Bruno Alves, nao ser o Capitão do FCP, por natureza. É no grupo, de longe, por tudo o que representa, e por todas as atitudes que tem, o patrão das nossas cores. e tb porque, a braçadeira sempre morou na defesa, é a nossa imagem de marca: Agressivos, e Raçudos.

    ResponderEliminar
  16. Sabor a frustração, pelo empate injusto, mas também um enorme orgulho pelo caracter evidenciado, lutando bravamente contra tantas adversidades.

    Bela exibição, vulgarizando por completo os colchoneros, que só não foram goleados por sorte (leiam a página online do As, que titula que o Atlético sobrevive por milagre), noutra noite onde a finalização esteve desastrada.

    Caramba, não se pode falhar tanto. Valeu o 2º de Lisandro, para tirar este sabor amargo da boca.

    Rodriguez esbanjou, logo aos 2 minutos, uma bola de golo, mas tem uma capacidade física inesgotável, jogando bravamente. Grande jogo do Cebola.

    ResponderEliminar
  17. Taça de Portugal - 1/16 final

    ANDEBOL TAÇA
    Mais uma grande vitoria do F C PORTO 51 – 15 Évora AC
    Só espero que não tenham esgotado o stock de golos, porque Domingo vai ser preciso marcar muitos aos lagartos !!!!!
    FORÇA PORTO

    Abraço

    ResponderEliminar
  18. Se isto é o Atlético de Madrid ????

    Não vi nada de especial, estes gajos tiveram uma sorte !!!!
    O jogo não nos correu nada bem, mas o resultado não é mão de todo mas podia ser melhor.

    Helton : ficas a saber que eu nunca sofri um golo daqueles sabem porque ??

    Nunca fui guarda redes !!!!!

    Cá até os comemos ...

    Abraço

    ResponderEliminar
  19. Muito sinteticamente, apraz-me dizer o seguinte: Grande FCPORTO, apesar das falhas "impossíveis" em alta competição, das lesões de última e durante a hora que naturalmente condicionaram o nosso treinador e...do "polícia", também árbitro profissional inglês, que nos tramou, no golo mal anulado, nas pseudo-faltas do Hulk e na não marcação de faltas perigosas contra o Atlético; numa delas à entrada da área, creio que sobre Lisandro, o defesa colchonero deveria ter sido expulso,... enfim, apesar de tudo, fomos GRANDES.

    Para quem não saiba, este "referee" é um dos meninos bonitos dessa avecla do "platinado" e que esteve em Portugal a "botar faladura" sobre profissionalismo na arbitragem. Assim vai a uefa dos compadres!!!! Felizmente, há mais lei e competências que fazem do FCPORTO o orgulho de Portugal e um dos GRANDES da Europa.

    Força para sábado (pobres calimeros, que espero tenham boa prestação e sorte contra o BM) e daqui a 15 dias vamos comer esses colchoneros, mostrando força, fair-play, especialmente para o Maniche, e renegando traidores e "porcos", tipo assunções frustrados, estejam em campo/banco ou numa bancada/tribuna/camarote.

    ResponderEliminar
  20. Sabe a muito pouco...

    Num jogo em que fomos claramente superiores, dominamos e criamos as melhores oportunidades, fomos penalizados, porque por um lado, fomos perdulários, por outro, sofremos golos que já não se usam.
    Em jogos a este nível, isso não pode acontecer e vamos ter de sofrer, quando já podiamos ter a eliminatória resolvida.
    Mas tudo somado, gostei do F.C.Porto, que soube lutar conra todas as adversidades - Lesão de Fucile, golo madrugador, arbitragem má, frango de Helton, etc. - e honrar num país de grande futebol, o prestígio internacional dos Dragões.

    Acredito que no nosso estádio, com o nosso apoio e entusiasmo, vamos chegar aos quartos-de-final.

    Uma palavra para o forte apoio dos portistas em Madrid e para P.Assunção: falou muito, mas jogou pouco.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  21. Quanto ao jogo de ontem, já todos entendemos que o resultado deveria ter sido outro, estando isolados e falhar em frente ao guarda-redes é lastimável (tal como não segurar um remate banal...), podendo mesmo ter quase assegurado a passagem aos quartos... Esperemos que na 2ª mão, e nos demais jogos, começam a acertar mais na baliza (e já agora, menos nos postes).

    Mas o que realmente me incomoda, é a segunda vaga contra o Clube no que respeita ao Apito Final/UEFA.
    Como é possível que o CD da liga mantenha o castigo ao Porto e a Pinto da Costa.
    Dizem que as escutas nem sequer foram o "objecto" do castigo. Por exclusão, só pode ter sido o livro da sra. Carolina. O mesmo livro que serviu de base aos processos da sra. D. Maria José Morgado (lembro que o seu marido é parte interessada porque é funcionário do Benfica). O mesmo livro que já foi considerado por JUÍZES VERDADEIROS (e não por assistentes de faculdade) como contendo falsidades e não podendo constituir prova de crime.
    Sendo assim, o que esperamos? O que faz o nosso Clube? Porquê a silêncio? O que podemos nós, adeptos, sócios, accionsitas fazer?
    Vamos continuar a comer e calar?

    ResponderEliminar
  22. 1º - Grande jogo do Porto!
    2º - Lisandro em grande :)
    3º - Tantas oportunidades desperdiçadas, podiamos perfeitamente ter saido de lá com uma vitória grandiosa.
    4º - O Helton parecia uma menina naquele frango :(
    5º - Gosto muito do Pedro Emanuel, mas...
    6º - CEBOLA: Lucho (o daqui) desta vez sim! Está aprovado como Azul e Branco.
    7º - Paulo Assunção, impressão minha ou o rapaz arrependeu-se de nos ter deixado...
    8º - Cissokho, o mais fraquito :(
    9º - Futre, embrulha !!!
    10º - GOSTEI! ADOREI! ESTE MEU PORTO !

    ResponderEliminar
  23. vila pouca:

    Na radio "Marca" perguntavam como era possível o Ateletico e o Porto terem cortado relações por causa de um jogador como Assunção. Pinto da Costa nem nenhum outro dirigente se sentou ao lado de Cerezo.

    TIve o privilegio de estar na tribuna presidencial a assitir ao jogo,Poncio Monteiro é um enorme portista e Vítor Baía tem um prestigio imbatível! Ao nível do sec. XXI...Em Espanha quem está na tribuna presidencial são mais uns adeptos presentes no estádio. Manifestam-se como qualquer adepto. Os nossos dirigentes deixaram-se influenciar e festejaram os golos como se numa bancada estivessem, com Poncio a cima de todos.

    ResponderEliminar
  24. Mais uma nota:no caso da UEFA, apesar do foguetório e das notícias de alguns pasquins, estou completamente tranquilo e já a pensar no Sporting. Tenho a certeza, que se nos qualificarmos dentro do campo, para a próxima época, lá estaremos outra vez, na Champions League.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  25. GRANDE PORTO
    que orgulho em ser AZUL E BRANCO...

    unica coisa triste foi os falhanços, porque a entrarem seria uma goelada das antigas num terreno onde merecia uma goleada!!

    tb n percebi o porquê do pedro emanuel quando era o lado do simao...era preciso um jogador mais rapido e rotulado....mariano gonzalez era o melhor.

    foi LINDO LINDO LINDO. cá é preciso muita atenção e aproveitar que os espanhois vêm para o ataque como desalmados e com atenção na defesa e com o ataque demolidor..poderemos passar !!


    força porto, somos dragões somos campeões!!

    ResponderEliminar
  26. Que dizer deste resultado? Frustração, revolta, orgulho e categoria. Lisandro, Hulk, Cissokho, Rodriguez, Helton, estiveram no pior e também foram ...enormes. Desesperei no Pedro dos Leitões, com muitos portistas, mas com dois lampiões abjectos que ainda me fizeram ficar mais fodido por não lhes ter dado troco por estar com a familia. Arbitragem ao nível de Lucilio Calabote, absolutamente nojenta. Simão continua o mesmo, o anão só sabe atirar-se para o chão. Para quem diz que o campeonato espanhol é que é como a merda dos comentadores, o Porto provou que lá lutava sempre pelo título.

    ResponderEliminar
  27. Isto sim é que é um porto.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  28. Orgulho, muito orgulho em ser português e principalmente ser portista. Uma equipa que resiste a tantas contrariedades, como os falhanços, os frangos e uma arbitragem clamorosa, só pode ser uma grande equipa. Este clube já está habituado a isso. Habituado a resistir a um MP manietado, a um CD da Liga notóriamente dirigido por LFV, habituado a ter comentadores da estirpe dos merdas da RTP e ...resiste, luta, une-se (bonito o gesto com o Helton), não se resigna e vence-os. Tenho a felicidade de pertencer a um clube de campeões. Obrigado Porto.

    ResponderEliminar
  29. Depois de ler tudo o que escreveram, só ressalvo uma coisa.

    Ser Portista é sentir uma profunda emoção quando o Bruno Alves e o Rolando foram abraçar Helton no 2º golo de Lisandro. Isto é o Porto. O Porto com que vibro desde criança. Um Porto que tudo ultrapassa. Nesse abraço eu senti um arrepio e limpei disfarçadamente as lágrimas. O Porto é isto. Força Helton, força a todos os nossos jogadores, parabéns aos nossos incríveis adeptos que lá estiveram e que souberam pressionar o Sr.Webb para que na 2ª parte não continuasse aquela vergonha. Sábado lá estarei para vos aplaudir porque TODOS mereceram.

    Tenho muito orgulho em ser deste clube. E isso devo-o ao meu pai. Obrigado.

    ResponderEliminar
  30. Excelente exibição do FC Porto, bom plano definido por Jesualdo Ferreira e desempenho muito bom dos jogadores dentro do campo, exceptuando Sapunaru, algumas hesitações de Cissokho e o 'frango' de Helton.

    Um empate fora, com golos, numa eliminatória da Champions é um bom resultado, mas atendendo ao jogo que fizémos sinto também uma frustração grande, pois o resultado certo seria 1-4 ou 1-5, tais foram as oportunidades claras que desperdiçámos.

    Este foi dos jogos em que me passei completamente. Ver a equipa a jogar melhor, a sofrer golos contra a corrente da forma que sofreu e ver o palhaço do apito com um caseirismo vergonhoso estava a deixar-me fora de mim. Cada golo falhado foi uma agonia!!! O árbitro além de nos ter anulado um golo por fora-de-jog inexistente (vergonhoso o gajo da RTP não saber o que é um fora-de-jogo), não marcou falta sobre Lisandro quando este seguia isolado e que daria expulsão para o defesa madrileno e inventou um sem número de faltas contra nós, nomeadamente supostamente cometidas pelo Hulk. Nem disfarçou o gajo!

    Por todas as contrariedades, o resultado foi injusto e inglório, mas a determinação da equipa foi ENORME! Rodríguez foi quanto a mim o melhor em campo. Hulk esteve soberbo nas suas arrancadas, foi pena o golo que falhou. Lisandro lutou e bisou, tendo ainda falhado dois golos feitos, mas a sua abnegação merece o nosso aplauso. Lucho foi o cérebro e especialmente na 1ª parte jogou e fez jogar.

    Só não gostei de alguma passividade quando não tivemos a bola. Este FC Porto concede demasiado espaço e deixa o adversário avançar no terreno sem grande oposição. Julgo que isto seria um aspecto a melhorar. No entanto, neste tipo de jogos, esta forma de jogar e de apostar nas transições objectivas, pode fazer estragos, desde que tenhamos agressividade defensiva.

    Vamos passar. É desta!

    ResponderEliminar
  31. Ou é de mim ou eu vejo em Rolando um sosia do Aloísio?
    Alguém me pode responder?

    ResponderEliminar
  32. http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=1045334&div_id=4214

    ResponderEliminar
  33. Viva !

    Grande Porto !

    A imprensa francesa é unanime e considera que o Porto foi muito superior ao Atlético.

    "Aujourd'hui Sport " na pag 5 diz que Lisandro é o rei dos goleadores ( buteurs ) e que o espírito de Arconada pairava no revaldo. Helton fez seu o proverbio "Em Roma sê romano" e gratificou o público com uma "arconada" coisa que nunca mais se tinha visto em Espanha desde a final do euro 1984. O artigo acaba dizendo que o Porto merecia muito mais.

    O artigo do diário "L'Equipe " edição papel página 6, tem como título "Atlético assobiado em casa". Portugueses talentuosos. Frederic Hermel diz que mais ninguém poderá falar da maldição evocada no tempo, há anos por Vincente Calderon. Afirma igualmente que o arbitro salvou o Porto ( o golo de Lisandro foi limpo ). Em seguida diz que na primeira parte o Porto podia ter esmagado o Atlético. E que talvez se arrependa de não o ter feito ).

    Notas do referido diário :

    Helton 3
    Cissokho 6
    Bruno Alves 4
    Rolando 4
    Sapunaru 5
    Fernando 5
    Meireles 6
    Lucho 6
    C. Rodrigues 6
    Lisandro 8
    Hulk 7

    No artigo existe também esta informação :

    19% é a percentagem das equipas que se qualificaram após terem feito 2-2 na 1ª mão. Sobre 190 resultados precedentes, todas as taças europeias confundidas desde 1970-71.

    O Porto merece estar entre as oito melhores equipas da Europa !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  34. Apenas gostaria de acrescentar uma coisita ao que foi escrito em cima:

    Ao senhor de cor escura que joga ah frente da defesa do Atletico, no proximo jogo da liga dos campeoes, é partir-lhe a rotula no tunel com ele a ver o relvado como pano de fundo...

    E dizer-lhe: "oupa rapazote!! agora podes ir aquecer"!!!!

    ResponderEliminar
  35. 0-5 em Alvalade!! q vergonha!!

    ResponderEliminar
  36. O sporting enfardou 5 golos e depois nós é que somos goleados !!!!

    Vamos ver o que os comentadores vão dizer desta vês.

    Como não tenho o canal da merda, será que alguém me pode dizer como está o resultado dos gaybotas para a Champions ?????

    Abraço

    ResponderEliminar
  37. Hoje, temos que reconhecer: O Sporting fez uma exibição 5 estrelas.

    ResponderEliminar
  38. Viva !

    Pois : Só uma equipa Portuguesa soube ganhar contra o Bayern num computo de 15 jogos ( talvez 16 com este do sporting, não sou um disco rígido ).

    Ehehehe !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  39. Noite difícil para os escribas do Rascord. Vai ser complicado digerir os 5 secos caseiros...

    Gostei particularmente do eufemismo na edição online, quando os lagartos já enfardavam 3:

    ""Franck Ribéry (2) e Miroslav Klose já facturaram e estão a complicar seriamente as contas leoninas nesta eliminatória da Champions"."

    Ou seja, a perder 3-0 em casa e a eliminatória só estava seriamente complicada. Não perdida. Nem nada que se pareça. Apenas seriamente complicada. Eufemismos.

    Se s SAD portista decide por perfil, elaborada por ténicos especializados, o próximo treinador, espero bem que o rumor da passagem de Paulo Bento de Alvalade para o Dragão seja apenas isso. Um rumor. Um mero boato.

    ResponderEliminar
  40. Boas ...
    Estive em Madrid no meio da minha
    malta a vêr o nosso FCP e saí de
    lá com o coração ainda mais cheio
    de azul e branco.Grande jogo do
    Mágico PORTO!Foi mesmo Contra Tudo
    e Contra Todos!Contra a arbitragem
    vergonhosa,Contra a infecilicidade
    do Helton,Contra a grande exibição
    do redes deles,Contra os falhanços
    dos nossos rapazes,Contra a filha
    da putiçe do P.Assunção,enfim ...
    Uma palavra muito especial aqueles
    que se deslocaram ao V.Calderon e
    apoiaram o FCPORTO e aquando da
    entrada do Maniche lhe bateram as
    merecidas palmas e lhe dedicaram
    um cântico com o seu nome . . .
    ATÉ OS COMÊMOS C*****O

    ResponderEliminar