14 julho, 2014

CARO JULEN...

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

É desnecessário maçar-te demasiado com palavras sobre o clube em que agora vais iniciar funções. Ainda assim tu deves lembrar-te perfeitamente de há 10 anos (não há 50 ou 60!) ver uma sensacional equipa ter ganho a mais importante prova de clubes a nível internacional, contra todas as previsões iniciais. Como também deves saber, o FC Porto é um clube que tem ganho muitas coisas nos últimos anos… Internamente tem ganho muito mais que todos os outros juntos. Externamente tem ganho mais que alguns tubarões europeus que gastam muito mais centenas de milhões de € que nós. Nos últimos 30 anos, o FC Porto ganhou 7 competições internacionais (2 TCE, 2 LE, 1 SE, 2 TI), mais do que muitos tubarões de países como Inglaterra, Itália, Espanha ou Alemanha. O FC Porto é um verdadeiro case-study de sucesso de como um clube de um pequeno país periférico do sul da Europa (que já recebeu por 3 vezes a visita do FMI por estar falido!) consegue tanto sucesso na Europa do futebol, lutando bravamente contra tantos tubarões.

Feita esta introdução, que me penitencio se ficou um pouco fastidiosa para ti, vamos ao principal objetivo destas linhas que te escrevo. Como também deves saber, o FC Porto na época passada realizou a mais horrível campanha dos últimos 30 anos, sem títulos relevantes e demasiadas desilusões ao longo de toda a época. Muitos dizem que a época foi para esquecer. Não concordo, o primeiro passo para que o teu trabalho corra bem é tu, juntamente com a tua equipa técnica e os jogadores analisarem cuidadosa e pormenorizadamente tudo o que se passou de errado no ano passado. O primeiro passo para não errar é saber previamente quais os caminhos que tornam mais provável o insucesso, para deste modo o poder evitar mais facilmente.

Como vais perceber brevemente (ainda estás naquela fase cor-de-rosa onde em que tudo parece perfeito!) a massa associativa do FC Porto é muito exigente. É uma massa associativa que aos 20 minutos de um jogo no Dragão com 0/0 desata aos assobios! Uma massa associativa que não se contenta com vitórias por 1/0, nem épocas com apenas uma taça de Portugal ou taça da Liga…

Da minha parte, devo dizer-te em primeiro lugar que não vou exigir-te mais do que aquilo que a qualidade do plantel que estará à tua disposição permite. Não vou exigir que o FC Porto ganhe os jogos todos por 5/0 com máxima nota artística. Não vou exigir que o FC Porto ganhe os 50 e tal jogos que provavelmente irá disputar, nem vou exigir que o FC Porto chegue sequer aos oitavos-final da Liga dos Campeões, nem vou exigir que ganhes todas as competições em que iremos estar envolvidos.

Todos os desgostos que tive na época passada fizeram com que as minhas expetativas baixassem e que eu agora, mais do que nunca, tenha os pés bem no chão. Os símbolos não ganham jogos, o sucesso de épocas anteriores não garante sucesso automático nas épocas seguintes, nem as boas estruturas que tomam decisões acertadas durante muitos anos impedem que se faça tudo errado na época seguinte.

Posto isto, não posso deixar de te transmitir o que espero do teu trabalho, o que muito sinceramente nem parece muito tendo em conta o nível qualitativo a que estou habituado nos últimos anos.

Os últimos 4 anos têm sido um carrossel de emoções para os adeptos do FC Porto. Foi a épica temporada 10/11, foram os 2 anos de altos e baixos mas sempre com final feliz da era VP e foi o horrível ano de PF e LC. Para esta temporada, muito sinceramente apenas peço um pouco de tranquilidade em relação ao que aconteceu nos últimos tempos, nem uma época de sonho, nem uma época de pesadelo… Apenas uma época de estabilização e esquecimento de todos os pesadelos que vivi no ano passado!

Mais do que qualquer aspeto estético, espero que o teu FC Porto seja acima de tudo uma equipa consistente, organizada e com grande capacidade de entreajuda. Estes 3 ingredientes são da tua exclusiva responsabilidade, conferir organização à equipa, seja ofensiva, seja defensiva, imprimir um modelo de jogo que torne os processos consistentes e transformar o grupo de jogadores que tens à disposição num bloco coeso, em que o coletivo se sobreponha às individualidades.

O que mais me impressionou e chocou no FC Porto do ano passado foi a tremenda falta de organização evidenciada pela equipa ao longo de quase toda a época. Aquilo não era uma equipa, mas sim um conjunto de rapazes que se juntavam ao domingo para dar uns pontapés na bola, sem os mínimos princípios de uma equipa de futebol dos escalões infantis de um qualquer distrital. Este ano, tu tens de impedir que a vergonha do ano passado se repita. Não te exijo notas artísticas, mais uma vez, mas sim exijo ver um jogo do FC Porto e não entrar em desespero ao fim de 20 minutos como no ano passado quase sempre acontecia.

O primeiro passo para que as coisas corram bem é acima de tudo que o FC Porto seja uma equipa organizada, com os setores juntos, um modelo de jogo definido (seja ele qual for!) e com uma ideia de jogo subjacente a esse modelo. Todos os bons treinadores do FC Porto deixaram uma marca ao nível do modelo de jogo, percebia-se perfeitamente o FC Porto de transições rápidas de Jesualdo, o FC Porto de posse e pressão alta de AVB e VP, o futebol de cariz essencialmente ofensivo de António Oliveira ou o “carrossel” ofensivo de Bobby Robson. Espero que no final do teu legado à frente do clube se possa dizer algo do "teu" FC Porto porque será muito bom sinal.

Não me interessam rigorosamente nada os jogos de pré-época, nem resultados, nem exibições. No ano passado goleamos o Marselha, vencemos o Nápoles e demos espetáculo a jogar com equipas venezuelanas de 3º mundo. Depois na época a “sério” foi o que se viu. A pré-época deve sobretudo servir para incutir os princípios basilares táticos e de disciplina que uma equipa a sério deve ter. Não quero que sejas amigo dos jogadores, que sejas só sorrisos, simpatia e boa imprensa. Quero sim que sejas disciplinador (uma das coisas que mais falhou ano passado), que sejas compreensivo nas relações humanas mas ao mesmo muito duro e nada complacente com a falta de esforço, o desmazelo ou a falta de carácter. Aquilo que fizeste ao Kelvin, berrando-lhe aos ouvidos para não voltar a ”brincar” em campo, deves também fazê-lo com todos os outros independentemente do nome, estatuto ou salário. Só assim esta época trará coisas positivas para nós. A disciplina é aliás, um dos maiores causadores da hegemonia do FC Porto ao longo de todos estes anos. A disciplina é a pedra basilar de qualquer organização, seja em que setor for. Se tiveres de punir, berrar ou mesmo insultar pois então que o faças, não olhando a nomes, nem a mais nada, apenas e só o funcionamento normal do que deve ser um clube com a grandeza do FC Porto.

Termino com uma mensagem final: relativamente a ti darei exatamente a mesma margem de compreensão que a todos os outros treinadores que passaram pelo FC Porto e farei exatamente o mesmo que em relação a todos eles: uma avaliação contínua do trabalho mas sempre com a ideia de que no fim da época é a melhor altura para avaliar o trabalho de qualquer treinador. Espero coragem e não medo. Espero determinação e não teimosia estúpida. Espero audácia e não medo da felicidade. Espero um discurso sério e frontal e não um conjunto de lugares-comuns do “vamos levantar a cabeça” ou “ainda temos muito campeonato”. Espero conhecimento e não confusão. Espero liderança e não pavor em enfrentar os problemas. Espero TOMATES quando surgirem os problemas e não que fiques com medo e peças a demissão aos primeiros assobios e problemas que surgirem. Esta é a diferença entre os bons e os maus. Os bons enfrentam os problemas, procuram levantar-se quando caem, berram quando tem de ser, sabem do que estão a falar. Os maus acagaçam-se perante os problemas, têm medo de enfrentar os críticos, ficam nervosos quando algo corre mal e fogem dos problemas a sete pés.

Da minha parte não esperes sorrisos e grandes elogios neste início de época. Prefiro apoiar-te após um mau resultado, quando se calhar todos estiverem a malhar em ti... Porque agora é tudo cor-de-rosa, tudo o que faças é elogiado... Isto só começa a sério em Agosto. MUITO BOA SORTE, JULEN!!!

PS: não falei em momento algum da qualidade do plantel que terás à tua disposição. Uma coisa sei: que será o 1º ou 2 º mais caro de entre as 18 equipas do campeonato. E que o orçamento do FC Porto será muitas (MUITAS MESMO!) vezes superior à esmagadora maioria das equipas com quem terás de jogar. Sei que terás dezenas de internacionais à disposição, uns deles até com boas participações no mundial que agora terminou. E também sei que muitos dos jogadores que terás à disposição já ganharam muitos títulos no FC Porto. Para bom entendedor…

0 comentários:

Publicar um comentário