17 janeiro, 2016

DE VOLTA À NORMALIDADE.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

FC PORTO B-SANTA CLARA, 4-2

Segunda Liga, 25.ª jornada
17 de Janeiro de 2016
Estádio de Pedroso, em Vila Nova de Gaia


Árbitro: Gonçalo Martins (Vila Real).
Ássistentes: Tiago Mota e Vítor Manuel Silva.
Quarto árbitro: Fernando Lopes.

FC PORTO B: Raúl Gudiño (g.r.); Víctor García, Chidozie, Maurício e Pité; Omar Govea, Francisco Ramos (cap.) e João Graça; Ismael, Gleison e Leonardo.
Substituições: Rúben Macedo por Leonardo (62m), Tomás Podstawski por Graça (70m), Sérgio Ribeiro por Gleison (90+1m).
Não utilizados: André Caio (g.r.), Verdasca e Rui Moreira.
Treinador: Luís Castro.

SANTA CLARA: Pedro Freitas (g.r.); Rui Silva, Accioly, Roberto, João Dias; Tiago Ronaldo, Pacheco, Carraça; Hugo Santos, Batatinha e Clemente.
Substituições: Lucas por Hugo Santos (76m), Jimmy por Tiago Ronaldo (80m), Pacheco por Reginaldo (80m).
Não utilizados: João Botelho (g.r.); Cédric Sanches e Nikola Zugic.
Treinador: Fernando Valente.

Ao intervalo: 3-2.
Marcadores: Roberto (22m, p.b.), Gleison (34m), Ismael (64m), Maurício (67m); Accioly (26m); Batatinha (51m).
Disciplina: cartão amarelo a Roberto (56m), Hugo Santos (70m)​​.

O FC Porto B não demorou a reencontrar o caminho das vitórias depois do percalço do fim de ​semana passado em Portimão. Este domingo, na 25.ª jornada da Segunda Liga, venceu o Santa Clara por 4-2, no Estádio de Pedroso - onde já não perde desde Agosto -, graças a um auto golo de Roberto, um golo de Gleison, outro de Ismael e outro de Maurício. O resultado permite aos Dragões consolidar o comando da tabela, com seis pontos de vantagem sobre Desportivo de Chaves, segundo classificado.

Com uma defesa renovada pelo regresso dos centrais Chidozie e Maurício, ausentes do encontro da jornada passada, em Portimão​, e de Pité ao lado esquerdo, o FC Porto B, no seu estilo habitual, cedo assumiu o controlo do jogo. Teve muito mais posse de bola, mais ataques, mais cantos, mais remates. E não demorou muito a inaugurar o marcador, num auto golo do defesa Roberto, na sequência de um dos vários cruzamentos perigosos saídos dos pés de Pité (22m) ao longo da partida. O Santa Clara, que quase sempre defendia com os 11 jogadores atrás da linha da bola, chegava à área portista sobretudo em lances de bola parada, apesar de ter sido num lance de bola corrida, num pontapé de Accioly a mais de 30 metros da baliza, que alcançou a igualdade (24m) - foi o primeiro e único na direção da baliza de Gudiño durante toda a primeira parte.

O golo não alterou a face do jogo nem abalou os portistas. Logo a seguir, num remate de Ismael que rasou o poste da baliza, deram o aviso para o que iria acontecer pouco depois. O extremo panamiano rasgou a defesa açoriana e serviu Gleison, também regressado ao onze, que rematou cruzado e com toda a classe para o melhor golo da tarde gélida em Pedroso (34m).

O resultado ao intervalo refletia o que se passava dentro das quatro linhas, mas viria a sofrer nova alteração no início da segunda parte, porque o Santa Clara continuava 100 por cento eficaz no remate e restabelecia o empate por intermédio de Batatinha (51m), que o fez crescer no jogo, tendo obrigado, logo a seguir, Gudiño a uma defesa atenta. Não durou muito tempo o ligeiro ascendente açoriano, porque minutos mais tarde, na sequência de um canto, Ismael assinava o décimo golo da temporada - é o segundo melhor marcador, a par de Gleison - e recolocava o FC Porto B na frente.

Os Dragões voltaram a festejar praticamente no lance seguinte: Omar cobrou o livre e Maurício cabeceou certeiro para se estrear a marcar nesta edição da Segunda Liga (67m). Foi o 57.º golo na Segunda Liga dos azuis e brancos, com uma assinalável média superior a dois por jogo, que selou a 16.ª vitória na prova. No sábado, pelas 11h15 (SportTV), há deslocação a Lisboa para defrontar o Oriental.

fonte: fcporto.pt



RESUMO DO JOGO

0 comentários:

Publicar um comentário