13 maio, 2011

O desespero

http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

12/05/2011

Com papas e bolos se enganam os tolos. Os invejosos voltaram à única coisa em que se distinguem – a maledicência –, com a insipiência do costume, é certo, para tentarem, fora do campo, o que não conseguem dentro das quatro linhas. Um clássico.

Ontem mesmo, no dia em que foi conhecida mais uma sentença da Justiça, favorável a Jorge Nuno Pinto da Costa e ao FC Porto, foram colocados no YouTube dois áudios (um em português, outro em inglês, e viva o luxo) do ex-árbitro Jacinto Paixão, em que este acusa o FC Porto de o contactar para prejudicar o Benfica num jogo no Estádio da Luz, com o Moreirense, disputado no final de Fevereiro de 2004.

Ainda hoje o FC Porto agradece às alminhas que esse jogo tenha terminado 1-1, pois foi esse resultado que permitiu uma vantagem na classificação de 14 pontos sobre o terceiro classificado, contra os escassos 12 antes da jornada se disputar, isto à 24.ª ronda. Um alívio.

Jacinto Paixão é mentiroso. Mente com todos os dentes e a ficção voga à medida dos interesses momentâneos dos desesperados desta vida. Em Dezembro de 2010, Jacinto Paixão foi entrevistado na BenficaTV e o que disse ele então? "Ouvi falar de viagens pagas, não sei se é verdade", mas agora, numa alegada gravação de 2004, ontem cirurgicamente divulgada, diz que o FC Porto lhe pagou uma viagem a Marrocos... Curiosamente, Jacinto Paixão apresenta-se na dita gravação de 2004 como ex-árbitro, função que abandonou em Março de 2006. Um visionário, portanto. Até a mentir são muito fraquinhos.

Não nos espanta que estas notícias surjam a menos de uma semana do FC Porto disputar mais uma final europeia, o mesmo já tinha acontecido aquando das meias-finais, com uma notícia do jornal Marca, sabe-se com que intuito. Para os mais esquecidos, sabem qual foi o resultado? Quem foi possível identificar vai ser processado e o FC Porto apurou-se para a final, enquanto outros acabaram envergonhados, a pedir desculpas aos próprios adeptos.

Se alguém tem dúvidas da origem destas sucessivas mentiras basta recordar quem foi, em tempos, o advogado que representou Jacinto Paixão. António Pragal Colaço, conhecido por apelar à violência contra os adeptos do FC Porto em plena Benfica TV.

Como ainda a semana passada cantava uma claque ilegal, quando uma equipa chegou de mais uma derrota: "Joguem à bola..."

PS: O jornal i noticiou hoje que o Benfica suspeita de espionagem e que o FC Porto leia os seus mails. Descansem, não somos assim tão perversos, para nossa diversão basta ler os jornais "A Bola" e "Correio da Manhã".

fonte: fcporto.pt

0 comentários:

Publicar um comentário