18 fevereiro, 2015

FC PORTO B DERROTADO NOS AÇORES.

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

santa clara-FC PORTO B, 1-0

Segunda Liga, 28.ª jornada
18 de Fevereiro de 2015
Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada (Açores)


Árbitro: Jorge Tavares (Aveiro).
Assistentes: Paulo Soares e Pedro Miguel Ribeiro.
Quarto árbitro: André Almeida.

SANTA CLARA: Serginho (g.r.); Mike, Accioly, Amoreirinha e Ruben Ribeiro; Jimmy, Tiago Ronaldo, Pacheco e Ludovic; Rafael Batatinha e Clemente.
Substituições: Ely por Ludovic (69m), Vuoho por Clemente (82m), Materazzi por Batatinha (89m).
Não utilizados: Hugo Viveiros (g.r.), Malafaia, Nuno Silva, Davide.
Treinador: Filipe Gouveia.

FC PORTO B: Kadú (g.r.); Víctor Garcia, Zé António, Lichnovsky e David Bruno; Podstawski, Pavloski e Francisco Ramos; Roniel, Frederic e André Silva.
Substituições: Anderson por Roniel (59m), Pité por Podstawski (66m), Rui Pedro por Frédéric (78m).
Não utilizados: André Caio (g.r.), Rafa, Diego Carlos, João Graça e Leandro Silva.
Treinador: Luís Castro.

Ao intervalo: 1-0.
Marcadores: Batatinha (32m).
Disciplina: cartão amarelo a Lichnovski (20m), Amoreirinha (30m), Anderson (73m).

O FC Porto B foi derrotado, esta terça-feira, pelo Santa Clara (1-0), no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, em jogo da 28.ª jornada da Segunda Liga. O resultado deixa a formação orientada por Luís Castro na 12.ª posição da tabela, com 41 pontos.

Os 17 pontos que separavam as duas equipas à entrada para esta partida não se reflectiram, porém, no que se passou dentro das quatro linhas, onde se assistiu a um jogo equilibrado e pobre, com poucos lances dignos de registo junto das balizas, sobretudo na primeira parte. O primeiro surgiu aos 20 minutos para os açorianos, a que os Dragões responderam, logo a seguir, num remate de David Bruno parado de forma brilhante pelo guarda-redes Serginho (24m).

O marcador seria inaugurado pelos da casa pouco depois da meia hora, por intermédio de Batatinha, no único remate açoreano à baliza de Kadú - a eficácia explicava o resultado ao intervalo. Na segunda parte, Santa Clara surgiu mais rematador, a querer controlar as rédeas do jogo, dispondo das melhores oportunidades de golo, justificando aí a vantagem que trazia da primeira metade do encontro.

O FC Porto B apenas por duas vezes levou algum perigo à área dos açorianos: primeiro, num cruzamento de trivela David Bruno que André Silva não foi capaz de emendar (60m); e depois, perto do fim do jogo, num remate torto do brasileiro Anderson – o reforço de Inverno que se estreou com a camisola portista -, que não deu a melhor sequência a uma boa jogada colectiva, não evitando assim o desaire dos Dragões.

fonte: fcporto.pt



RESUMO DO JOGO

-----

0 comentários:

Publicar um comentário