18 fevereiro, 2008

Problemas oftalmológicos e culturais

Em primeiro lugar, e para bem da sua saúde, gostaria de aconselhar ao treinador da equipa madeirense que defrontou o FC Porto uma ida a um qualquer médico oftalmologista.

Achei fantástico o que o brasileiro, de nome Sebastião Lazaroni, disse após o jogo frente ao FC Porto. Segundo o Sr. Sebastião, o FC Porto foi manifestamente beneficiado quer pela não expulsão de Lisandro Lopez, quer pela expulsão do jogador maritimista Djalma a meio da segunda parte. Ora bem, acho que o brasileiro não tem razão, em primeiro porque no lance em que se pede a expulsão de Lisandro, é o próprio argentino que se defende de uma entrada violenta do jogador maritimista, não havendo portanto lugar a acção disciplinar sobre o jogador portista, em segundo lugar, porque foi visível a toda a gente, inclusivamente ao Sr. Sebastião, que ficaram dois penalties por assinalar a favor do FC Porto… dito isto, é preciso ter muita falta de visão e um pouco de vergonha para vir falar em benefícios a favor do FC Porto.

A propósito das declarações do treinador do Marítimo, logo vi a habitual associação (na comunicação social) entre o sucedido nos Barreiros e o sucedido na última eliminatória da Taça de Portugal no Estádio da Luz, em que a cada lance na grande área do adversário do Benfica eram assinalados penalties… a conclusão era, segundo alguns, que os três grandes são sempre os mais beneficiados, são sempre os que se queixam mais e aqueles que têm mais protecção de tudo e todos!!! Ora bem, é este tipo de associações que eu acho perigosas porque há que diferenciar as situações e comprovar aquilo que se diz… comparar a arbitragem do estádio dos Barreiros com a do Estádio da Luz é algo que tenho dificuldades em perceber… aliás, desafio todos aqueles que referem a tal “historieta” de que os três grandes são sempre os mais beneficiados, a fazerem uma comparação dos benefícios “recolhidos” pelos mesmos nos jogos da edição deste ano da primeira liga… sinceramente, não me lembro de muitos benefícios a favor do FC Porto, aliás, lembro-me sim de muitos lances em que na dúvida, se prejudicou o clube azul e branco, isto é, o chamado efeito do “apito”!

Para terminar, deixo uma nota para a falta de cultura geral e ignorância que alastra por esse país fora. Tal como o meu colega de blog Paulo Pereira, também eu assisti na 6ª feira num programa denominado “Quem quer ser Milionário” àquilo a que chamo, entre outras coisas, ignorância sem limites, estupidez ridícula, fanfarronice idiota… não saber que o FC Porto é o hexa campeão é, de facto, hilariantemente estúpido!!

ps - para 3ª feira, a atitude tem de ser de procura incessante pela vitória… frente ao 5º classificado da Bundesliga, o FC Porto tem que se assumir como candidato à luta pela Champions!

5 comentários:

  1. Eu devo estar a ficar louco.

    Será q só eu é q vi q o Djalma expulso na 2ª metade depois de jogar com a mão já tinha merecido o 2º amarelo ainda na 1ª parte numa falta por trás sobre Fucile (cerca dos 40 minutos)????

    Segunda parte fantástica deste FC Porto q está de facto a mais nest lIGA.

    Meus amigos na sexta à noite era só gente a espumar de raiva nas rádios deste País exigindo um sumaríssimo por um lance banal de Lisandro.

    Em frente valentes guerreiros não lutem por Portugal mas sim por nós.

    ResponderEliminar
  2. RCBC, pois de facto, a esse tipo, não é preciso ter uma lata... deve ser mais um latão.

    Provavelmente, na saída do 'clone' do EuZÉbio para a mouraria, deve ter ficado um clausulado qq que previa a vitória dos insulares sobre o (futuro TRI)Campeão, recebendo em compensação um determinado valor acima da transacção.

    Esse ressabiamento televiso e jornalistico do próprio, bem como dos profetas da desgraça nas TV's e nos Pasquins, só pode ter essa explicação.

    Não gostam de nós... mas eu tb não gosto deles e ademais, quero é que eles mais se f**** todos, por isso, estamos «quites»!!!

    aKeLe aBrAçO,

    ResponderEliminar
  3. De facto, comparar as duas arbitragens é algo hediondo no minimo...

    O senhor treinador do Marítimo devia ladrar menos e trabalhar mais que é para isso que lhe pagam. Fomos muito mais prejudicados sem duvida alguma ao contrario do é so merda que naquele famoso jogo da taça foi levado ao colinho e so quem é cego, muito cego meus amigos pode discordar disto...

    Para amanhã, tenho imensa fé, e desta vez o meu terço das contas azuis veio comigo de Lisboa para a Invicta, porque dá-me sempre sorte te.lo enrolado no pulso e junto ao emblema do cachecol em jogos europeus, entao em Gelsenkirchen! Tenho fé que o nosso COMANDANTE vai voltar aos golos amanhã, nem que seja de penalty, ja que costuma ser ele a marcá-los... O meu jogador preferido do nosso plantel é mesmo o Lucho, acho que ja deu pa perceber...lolol

    Amanha seremos mais seremos grandes! E aconteça o que acontecer, para se perder na Champions League, é preciso ESTAR na Champions League, o que só a nos é permitido...

    Beijinhos muito azuis da Ta_8 já com a mente em Gelsenkirchen!

    ResponderEliminar
  4. Proponho uma vaquinha para a compra, talvez na multiópticas, de uns óculos com a graduação necessária (forte) e o seu envio, via ems18, para esse tal Sr. treinador.

    ResponderEliminar
  5. bOAS,

    O mal k parece k afecta a visão de Sebastião Lazaroni anda tb a corromper a vista de muitos escribas, por esse País fora. País k, ao k parece, anda por sua vez a ser assolado por um qualquer vírua maligno k afecta a inteligência dos propalados 6 milhões...

    Ora, se a essa crónica falta de inteligência adicionarmos o constante ódio k nutrem pelo azul e branco, está explicado o fenómeno, quase religioso, das visões...

    Ele é o Lisandro k deveria ter sido expulso. Ele é isto, aquilo e aqueleoutro. Patati patata...

    A música, já sabemos, é sempre a mesma. Para memória futura, e pouco referenciado, lá fica o penalty da praxe por marcar, favorável ao Porto, bem como a caça sistemática das canelas de Quaresma e Cª, cobiçadas por pitons de aço...

    A benevolência aritral estende-se, vejam só, à nova moda do lançamento da linha lateral, permitindo k os camaroneses caceteiros lancem o esférico à boa moda tribal. Não bastasse isso para macular as paupérrimas exibições encarnadas, o dejá-vu de sempre: 87' e penalty claro sobre um jogador da Naval. O árbitro, esse, estava confortavelmente a analisar o fenómeno de foto-síntese da relva, sonegando uma oportunidade soberana para os figueirenses empatarem a contenda...

    As capas dos jornais desportivos fazem-me crer em coisas imutáveis. Tudo na santa paz de Cristo, sem qualquer polémica, não fossem as pessoas começar a pensar k, afinal, o Apito está VERMELHO de tanta VERGONHA e DESCARAMENTO!

    ResponderEliminar