20 fevereiro, 2008

45 minutos fatais...

Liga dos Campeões, 1/8 final – 1ª mão
19 de Fevereiro de 2008
Arena Auf Schalke, em Gelsenkirchen, Alemanha
Assistência: --- espectadores

Shalke 04: Neuer; Rafinha, Bordon «cap.», Krstajic e Westermann; Jones, Ernst, Rakitic (Grossmuller, 76m) e Kobiashvili; Asamoah (Altintop, 80m) e Kuranyi (Vicente Sanchez, 89m).
Não utilizados: Schober, Varela, Lovenkrands e Howedes.
Treinador: Mirko Slomka.

FC Porto: Helton; João Paulo, Pedro Emanuel «cap.», Bruno Alves e Fucile (Mariano Gonzalez, 85m); Paulo Assunção, Lucho González e Raul Meireles; Lisandro Lopez, Farías (Tarik, 56m) e Quaresma.
Não utilizados: Nuno, Stepanov, Cech, Hélder Barbosa e Kazmierczak.
Treinador: Jesualdo Ferreira.

Disciplina: Cartão amarelo a Jones (45m), Ernst (68m) e Grossmuller (84m).

Golos: Kuranyi (4m).

Tremenda desilusão no regresso ao Arena AufSchalke, onde há 4 anos atrás, era tudo sorriso largo e sonhos realizados… desta vez, ainda o ponteiro do relógio apontava para os 4 minutos de jogo, caímos na realidade por obra e graça de Kuranyi, com o desfecho final a manter-se numa derrota por 1-0, que tem tanto de expectativas para a 2ª mão no próximo dia 5 de Março em pleno Estádio do Dragão… como de extremamente perigosa, dada a falta de golos em relvado alheio.

Ainda que (mais uma vez!!) se tenham dado de avanço os primeiros 45 minutos, os segundos foram bem diferentes e de sentido único, com o FC Porto sempre em busca do prejuízo, conseguindo a espaços largos o claro e total domínio do jogo, onde até seria talvez justo uma igualdade, mas como sempre no futebol: quem não marca, arrisca-se a perder… e foi isso que nos aconteceu esta noite.

Com entrada directa no onze inicial por parte de João Paulo (lateral direito), o Prof. Jesualdo Ferreira preparou uma meia-surpresa, que verdade seja dita, não foi por ali, nem tão pouco ao longo do jogo, que atingimos este resultado negativo. Foi algo mais que mais para a frente explicarei.

O jogo iniciou-se com uma natural pressão e velocidade por parte dos da casa, em boa parte, e ao longo de todos os primeiros 45 minutos, muito ajudados pela entrada nervosa em jogo do FC Porto que tardava em encontrar-se… e foi no meio deste descalabro posicional que logo aos 4 minutos, Kuranyi inaugura o marcador e faz o 1-0, depois de, e que me desculpem os «defensores da causa», mais uma infantilidade de Hélton que qual principiante ou juvenil, desvia um remate lateral para o interior da área, facilitando em demasia o trabalho do avançado contrário, mesmo com a oposição de Paulo Assunção.

Nesta altura, e porque se continuava a ver o FC Porto completamente desposicionado em campo, com os sectores completamente distantes uns dos outros, onde não existia nenhuma pressão ao portador da bola, temi o pior para o que iria acontecer nos próximos minutos e lá fomos assistindo a jogada atrás de jogada por parte dos da casa, que mesmo não criando grande perigo, eram donos e senhores do jogo.

Por volta dos 20/25 minutos, o meio campo do FC Porto começou a afinar as marcações e ficou ligeiramente por cima no jogo, ainda que sem criar qualquer jogada de perigo para a baliza contrária. Até ao apito para intervalo, apenas um lance de perigo protagonizado por Raul Meireles que depois de assistido em esforço por Faria (hoje completamente secado pela defensiva contrária), quase conseguiu introduzir a bola na baliza adversária, jogada cortada na hora H por um dos defesas.

Para os segundos 45 minutos, esperava-se um FC Porto diferente, posso até dizê-lo, completamente diferente, porque o até ali visto, era uma sombra do que todos nós lhe reconhecemos. Se isso era esperado, rapidamente se percebeu que tudo estava diferente, conseguindo desta vez, gerir muito bem a posse de bola, mas convém não esquecê-lo, em parte também facilitado pelo adversário que nitidamente sabia ao que estava ali a fazer, ou seja, para jogar em contra-ataque.

Sempre com o FC Porto por cima no jogo, mas continuando a não conseguir furar a muralha defensiva adversária, lá fomos conseguindo empurrar os sectores adversários para a zona defensiva, onde por esta altura, a falta de ambição era já quase nula e havia que guardar esse resultado positivo, desse por onde desse.

Na entrada para os últimos 10 minutos, Lisandro em esforço, desperdiça a melhor oportunidade de jogo por parte do FC Porto, depois de assistido por Quaresma, não consegue encostar o pé na bola da melhor forma, vendo-a passar ao lado do poste esquerdo do guardião alemão. Estávamos a assistir por esta altura, ao melhor período por parte do FC Porto.

Até ao apito final, tentou-se de toda e qualquer maneira a obtenção de um golo, que para além de empatar a partida e trazer alguma justiça ao resultado final, seria de uma importância extrema já que era apontada em relvado alheio e sabemos bem o quão valioso são estes golos nos jogos a eliminar.

Infelizmente, o apito final chegou sem que se tenha conseguido o tão ambicionado golo do empate, com a certeza que apesar do perigo do próprio resultado (caso venhamos a sofrer um golo em casa), está tudo em aberto para o jogo da 2ª mão, a realizar no Estádio do Dragão, dentro de 15 dias (05 de Março, 19:45), e se preciso for, é ir para cima deles sem dó nem piedade... esta é a hora de «encher» o nosso Palco dos Sonhos e levar ao colinho os «nossos meninos» de azul-e-branco «à Porto» vestidos para os 1/4 de final da Liga dos Campeões... mai'nada!!

azul + : Raul Meireles (VIPortista), Lisandro, Paulo Assunção e Pedro Emanuel.

azul - : Hélton, Fucile, Quaresma e Farias.

arbitragem: Laurent Duhamel (França), Stéphane Duhamel e Christoph Capelli. Uma arbitragem tranquila, com um pequeno senão: Asamoah distribuiu «fruta» por tudo quanto era lado, eram faltas ofensivas, defensivas, cotoveladas, mão na bola… no final? folha limpa!!

29 comentários:

  1. Bora la meninos é agora é agoraaaaa! Boa sorte a todos nós dragões!

    ResponderEliminar
  2. Isto nao esta a correr bem... 2 parte vamos ver, isto esta dificil...

    ResponderEliminar
  3. Dasseeeeeee que jogo estúpido!! Faltou um bocadinho assim para o Lixa colocar justiça no resultado :/ no Dragão vamos comê-los e mai nada!!

    ResponderEliminar
  4. No Dragão vamos comê-los mais nada,mas é preciso jogar mais para a equipa e não para os hipoteticos olheiros que estejam na bancada!Tambem ajudava passar a bola mais vezes aos colegas!Ah,e se for possivel eu zé portista agradecia que corressem um pouco mais em direcção aquela coisa redonda a que alguns chamam redondinha e que é afinal o cerne da questão,em vez de ficar à espera que ela caprichosa como a maioria delas se venha prostar a seus pés!não sei,digo eu que não percebo nada de futebol!

    ResponderEliminar
  5. Mereciamos o empate e é o que há a dizer. Houve dois Portos. O da primeira parte que andou à deriva (o senhor professor so percebeu a meio da 1 parte que o Fucile tinha de trocar com o João Paulo -.-) e o Porto da segunda parte que dominou claramente o Schalke. Mereciamos mais. Pra mais aqueles adeptos alemaes tao a precisar de baixar a bolinha, eu que nem era para ir ao dragão agora vou mesmo nem que o bilhete me custe os olhos da cara para ver se calamos esses senhores! Nao sei como o Licha falhou aquele lance sinceramente nao sei... Pronto mereciamos o empate. Ai que falta fez o nosso Zé, se encontro o senhor Escarrolari na rua bato.lhe!

    Alguem me sabe dizer se por acaso assim so por acaso vao ser postos à venda bilhetes para o Porto.Schalcke para Publico? É que os bilhetes pa socio tao à bue anunciados no site e os de publico nem ve.los e eu nao sou socia por issooooo...lol

    Beijinhos azuis e brancos da Ta_8

    ResponderEliminar
  6. Razão tinha o Dragão Vila Pouca em relação a prognósticos só no fim do jogo. Lá vou ter que pagar uns finos a um dos 'Alemões' :-(

    Por outro lado o Prof. lá apresentou um tão esperado 4-3-3.
    O S04 entrou forte e o jogo pendeu para o lado deles. Desacerto no lado direito e o tal de Rafinha (que ninguém viu na segunda parte) rematou com uma defesa para a frente (isso não se faz) do Helton que deu um golo, motivação alheia e preocupações até aos 15/ 20 minutos. Muitos passes falhados. Fucile já cá anda há tempo suficiente para não se espantar com ambientes da Champions.
    Lucho recolocado e troca de laterais resolveram (tardiamente)a situação e a partir daí o equilíbrio foi visível tendo até o FC Porto oportunidades (66 e 79 minutos esta flagrante) de empatar a partida. Aliás fomos bem mais fortes nos últimos 15 minutos.
    Talvez o Tarik pudesse ter entrado mais cedo, logo ao início da segunda parte. Ou mesmo alternativa para o Farías no Dragão.

    Gostei tb. da 'coragem' do Prof. (até parecia o Adrianse)ao tirar o Fucile e colocar o Mariano no lugar que lhe é devido. O Quaresma evitou tb. as querelas com o defesa Brasileiro (apenas lhe mandou uma bolada) e poderá jogar no Dragão.
    Fisicamente o Porto esteve bem e até melhor, principalmente na última etapa da partida.

    Não sei porque mas fico com a forte impressão que na segunda parte da eliminatória já com o Bosingwa e o nosso apoio temos fortes possibilidades, para não dizer apenas obrigação, de os eliminar. São precisos dois golos mas eu acredito!!!

    ResponderEliminar
  7. Sentimento de frustração...

    Tou lixado, literalmente. Faltou uma pontinha de felicidade para a igualdade nos inundar de alegria. Seria justa, apenas pela 2ª parte.

    Aquele golo madrugador marcou o ritmo da partida, autêntico balde de água fria nas nossas aspirações...

    Vai ser bem complicado na 2ª mão. Vamos a eles. Somos melhores!

    ResponderEliminar
  8. Agora ja nao digo mesmo nada, nao tenho mais feelings nem premoniçoes. Quando os tenho perdemos por isso para a segunda parte da eliminatoria vou caldinha que nem um dragaozinho... Com o Bosingwa e nos todos no dragao ja tou como o estilhaço, temos obrigaçao de os chacinar...

    Alguem que me responda à minha duvida do meu ultimo comentario S'il vous plait!

    Beijinhos azuis e brancos da Ta_8

    ResponderEliminar
  9. ta, a venda de bilhetes para os lugares anuais terminam dia 27.
    Parece-me que só mais perto do jogo e caso os sócios não comprem os bilhetes todos, i.e. se sobrarem alguns, são vendidos ao público em geral.

    Mas parece-me que como o jogo é decisivo e depois do fim de mês, vai ser difícil arranjar bilhete para não sócio e se houver vai custar uma pipa de massa.

    ResponderEliminar
  10. Que merda... Que desconsideração pelo pessoal que nao tem como se fazer socio. Isto é que é igualdade de hipoteses para todos.

    ResponderEliminar
  11. Não desanimes :-)
    Aguarda até próximo do jogo e depois vês.

    ResponderEliminar
  12. O resultado aceita-se, como se aceitaria o 1-1.
    Oportunidades de «golo cantado» só a do Lisandro,na 2ºparte.
    A exibição foi «assim-assim», no global. Houve algum mérito no domínio, mas falhas no último passe. Achei a equipe um pouco lenta. Só o Lisandro é que acelarava...
    Para variar:
    Assisti a uma das melhores arbitragens de sempre. Fantástica equipe de arbitragem. Deveria ser sempre assim!( OK - Poderia deixar marcar o canto no fim da 1º parte, mas não há nada que o obrigue e se fizesse o mesmo ao adversário não o criticariamos, estou certo.)
    Gostei muito também da locução e dos comentários do Luis Freitas Lobo.
    Há que acreditar na reviravolta, porque não tenho dúvidas que o Porto é superior ao Schalke 04.

    Força Porto!

    ResponderEliminar
  13. A 2ª mão não será fácil mas esta equipa do Porto tem q provar em campo q é melhor. E eu acredito q é possível q isso suceda.

    Blue Boy: Nas notas mais baixas q deste trocava o Fucile pelo Farias. Acho q o Fucile na 2ª metade esteve mt bem.

    Qt ao Prof.Jesualdo uma vez mais demonstrou estar bem longe do Special One q um dia nos treinou. Demorou mt a ver o q se estava a passar. O João Paulo até foi útil mas o Farias n devia ter jogado neste jogo. Com o Tarik a música foi outra.

    ResponderEliminar
  14. Off-topic:

    Logo vou a Santo Tirso ver o Porto-Benfica em andebol (21h). Quem quiser ir e encontrar-se cmg é só contactar por aqui ou pelo meu email.

    ResponderEliminar
  15. Então, Senhores ?!!
    Assim não vale :)
    Está tudo em aberto... no Dragão não têm a miníma hipótese.
    Marcaram cedo e fecharam a defesa. Ainda gritei "gooolo" aquando do Lizandro... (como pode aquela bola não ter entyrado ?!!!)
    Enfim...
    Agora é esperar por dia 5 :)

    ResponderEliminar
  16. Pois, tal como já tinha comentado por estes dias em muitas das conversas futebolisticas de circunstância, infelizmente, o «medo» que sentia para este jogo, tinha alguma razão de ser.

    Aquela entrada em jogo completamente amorfa e desorganizada, completada com os primeiros 45 minutos de avanço ao adversário, onde, posso dizê-lo, tivemos a grande felicidade de só ter encaixado uma bola (muito por obra e graça de 2/3 defesas do «verdadeiro» Helton), pois a esta hora, poderiamos estar aqui num discurso de despedida, era o que mais temia.

    Quem ouvisse as conversas por estes dias, quem lesse os jornais por estes dias, quem ouvisse as televisões tb por estes dias, até ficava com a ideia que o nosso adversário era uma equipa qualquer de «marretas» d'um qualquer país de 3º mundo... eram bem mais que isso e ontem, provamos o sabor, quiçá, talvez sim, talvez não, desse deslumbramento do aparente facilitismo e quando demos conta, já estava uma lá dentro!!

    Não gosto deste tipo de atitude mais própria de quem nunca teve que fazer pela vida para ganhar algo... nós, que temos que sofrer sempre muito e bastante para ganhar neste país de ridiculos e invejosos, já o deveriamos saber... ontem, a atitude dos primeiros 45 minutos foi pobre, demasiado pobre para quem é o cartão de visita deste PORTOgal no que toca ao futebolisticamente falando.

    Para a 2ª parte, a atitude foi bem diferente, mas já fomos tarde, agora que a 1ª parte desta eliminatória terminou... se houvesse justiça no futebol, tinhamos dali saido com um resultado de 1-1... mas como o futebol a justiça é uma farsa, ganha quem marca... o Schalke marcou, o FC Porto não! Resultado final: 1-0 prós da casa!! O resto, são fait-divers.

    Não vou julgar desta vez o Prof. Jesualdo Ferreira, porque se com João Paulo, a minha incerteza, no plano geral, este esteve muito bem... já quanto ao tema Farias ou Tarik, é fácil agora dizer que era melhor este ou aquele... eu próprio, apesar de apostar no Tarik para inicio, nunca tive certeza desta, porque Farias estava nos últimos jogos a subir a olhos vistos e portanto, era uma decisão de «este» ou «aquele», com a avaliação a ser feita no final... agora que tudo passou, eu direi que se calhar, Tarik teria sido melhor... mas quem me diz que o seria? Um facto é certo... Farias esteve ausente, muito ausente de jogo.

    Depois, quanto às minhas avaliações negativas, é verdade que tal como o Lucho aqui já me chamou a atenção, falta ali o Farias pelo que disse no parágrafo anterior (e vou agora actualizar), mas as minhas avaliações negativas são por motivos diferentes:

    Helton - se sofremos apenas 1 golo, podemos agradecer-lhe a ele com 2/3 defesas de elevado grau de dificuldade... mas não invalida que tenha estado mal (e mais uma vez nos momentos decisivos) ao soquear a bola para o centro da área, dando origem ao 1-0. A nota negativa, é apenas e só por isto, porque teve consequências no resultado... no resto, esteve bem, muito bem.

    Fucile - apesar de uma 2ª parte em crescendo de qualidade exibicional, teve uma 1ª parte miserável (até à troca com João Paulo), a ser apanhado muitas vezes em contrapé, outras a perder a bola infantilmente... mas é bom que se diga, que por esta altura, ajuda do parceiro da lateral era nulo, zero autêntico, e quando assim é... o defesa é que paga a fava.

    Quaresma - pois, o nosso mágico deve concerteza ter ficado em casa, porque eu não o vi nem uma única vez... talvez mais preocupado com potenciais olheiros na bancada, do que com o que devia estar a fazer em campo. A este, não exigo nem mais, nem menos que uma enorme exibição para a 2ª mão. Vou cobrá-la...

    Farias - já falei acima... ausente, muito ausente... e de utilidade nula.

    E prontos, é assim... depois de muito encantamento nos últimos dias com chamadas à cola da memória, a final de 2004 no mesmo Arena AufSchalke, ontem caimos na realidade... agora, há que manter os pés bem assentes no chão e no dia 5 de Março, no nosso Palco dos Sonhos, ir para cima deles, sem dó nem piedade e se preciso for, até «comê-los», carago!! e mai'nada.

    São estes os momentos que me tornam cada vez mais Portista... são estes momentos que me tornam cada vez mais viciado no FC Porto... é desta pressão que eu gosto, minha gente... agora, como disse, é hora de ir pra cima deles e parti-los todos!!

    Mai'nada...

    ResponderEliminar
  17. Apenas vi os ultimos dez/quinze minutos finais do jogo pois só nessa altura cheguei a casa vindo de trabalho em ... lisboa ...
    Deve ter sido isso que deu azar.
    Vi Lisandro quase a empatar e o esforço final à Adrianse, realmente.
    Mas não vi muitas oportunidades e preocupa-me a intranquilidade desta equipa a jogar fora de casa e os erros infantis que geralmente dão golos e derrota pois nunca conseguimos reagir e virar resultado.
    Se calhar ainda não estamos prontos para estas andanças com o actual plantel.
    De qualquer modo espero que com uma exibição conseguida lhes demos o troco e possamos seguir em frente.
    Eu acredito.

    ResponderEliminar
  18. Para além de mais uma péssima entrada em jogo, fiquei com a sensação que o Schalke surpreendeu o PRof., só assim compreendo a trapalhada que se viu:Fucile passou da esquerda para a direita, acontecendo o contrário com o J.Paulo.O mesmo aconteceu com o Raúl e o Lucho.PorquÊ? E mais uma vez num jogo importante não se viu o Quaresma.Que saudades dos génios que nestes jogos apareciam
    sempre;Futre, Madjer, Deco...
    Mas eu acredito.Um abraço

    ResponderEliminar
  19. Dragão VilaPouca, pois... somos 2 a pensar o mesmo e já não é de «ontem»... que saudades dos génios que apareciam sempre nos grandes jogos, que saudades... o nosso génio actual, pelos vistos e tb já não é de «ontem», tem uma tendência especial para desaparecer sempre nesses tais grandes jogos... o que é uma pena, para o FC Porto e para todos nós que seguimos qual fanatismo religioso, estas mágicas cores azul-e-brancas!!

    ResponderEliminar
  20. Ta_8, o Amigo Estilhaço já te respondeu às tuas dúvidas dos bilhetes, mas pelo andar da carruagem, acho que vais ter mesmo muito dificuldade em conseguir esse papelinho mágico que te dá acesso a ver ao vivo a passagem do FC Porto aos 1/4 final da Liga dos Campeões.

    De qq modo, tens disponivel no blog o meu email, contacta-me e eu vou ver o que te posso fazer através da minha amiga infiltrada, mas como sempre digo a todos, sem compromissos, porque não depende de mim, ok?

    Eu, tenho apenas uma certeza, dia 5 de Março, lá estarei no meu lugar anual «habitué», dê por onde der, nem que chovam canivetes... mas antes disso, é já este sábado que é preciso ir dar força e moral aos Dragões pelas 20:15... lá estarei e mai'nada!!

    ResponderEliminar
  21. Obrigada blue boy, se eu vivesse por minha conta ja me tinha feito socia, mas so tenho 18 aninhos, e apesar de ja morar sozinha aqui na Invicta é o meu pai que me sustenta.lol Pelo que o dinheiro nao estica para pagar cotas todos os mesinhos... Se conseguires puxar uns cordelinhos, faço.te milhentas vénias e tiro.te o chapeu, senao olha, paciencia espero pelo proximo! Ja estou como tu, uma coisa é certa, no sábado estou la, vamos comer o Paços, tal como fizemos com o Leiria depois da derrota com a lagartagem!

    Brigada! Beijinhos azuis e brancos da Ta_8

    ResponderEliminar
  22. Foi um inicio de jogo muito mau que só começou a melhorar a partir da meia hora de jogo. Pena que aquele lance do Lisandro não tenha acabado em golo porque tinha ficado tudo muito mais facil para o jogo da segunda mão.
    Para mim, ficou a certeza que eles não são nada melhores que o FC Porto, apenas tiveram mais sorte.

    Também me pareceu que o Helton esteve mal no golo ao socar a bola para a frente, mas também já é normal ele não estar bem nestes jogos. O Quaresma também esteve apagado e não fez nada de especial. Valeu o Pedro Emanuel, Paulo Assunção, Lucho e o Lisandro. Os do costume...

    Abraço

    http://estrelas-do-fcp.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  23. Mais um par de bitaites que ficaram esquecidos.

    - Trabalho de casa do Prof. deficiente. Tardou em corrigir o que já deveria ter como lição estudada.

    - O centro que quase deu golo do Lisandro é efectuado pelo artista do costume.

    - O Mariano, embora apenas por 5 minutos, esteve bem provando que é a posição onde rende mais.

    A não perder hoje pelas 21.00, via rádio na net em www.radioalenquer.com o Alenquer - FC Porto, jogo em atraso da 23ª. jornada.

    ResponderEliminar
  24. Lucho, a partida de andebol ñ passa na tv?

    ResponderEliminar
  25. Já que o enviado especial a S.Tirso não diz nada digo eu:F.C.Porto 18-Benfica 19 ao intervalo.

    ResponderEliminar
  26. Resultado final;33-33, um certo sabor a frustação pois eles empataram a 9 segundos do fim.

    ResponderEliminar
  27. Sms do Lucho.
    33-33 com o Benfica a empatar nos últimos segundos.

    ResponderEliminar
  28. Dragão Vila Pouca, sempre em cima da jogada :-).

    Hóquei tb. terminado.
    Alenquer 1 - FC Porto 4

    ResponderEliminar