05 fevereiro, 2008

«We are the Champions», com paixão em Vagos

«Este foi um fim de semana fantástico para o FC Porto que venceu em todas as modalidades», palavras de Jesualdo Ferreira no final do Porto/Leiria a que assisti ao vivo. É com grande prazer que inicio a minha crónica confirmando que o nosso técnico de futebol também está atento a tudo o que diz respeito ao nosso clube.

Na verdade este fim de semana foi mesmo especial, porque além de ganharmos em todas as modalidades, houve uma que ergueu de forma heróica um troféu que poucos acreditavam. Ganhamos no andebol, no hóquei ganhamos na luz, no futebol goleamos e ainda beneficiamos dos desaires dos rivais da 2ª circular, mas foi no basquetebol que os festejos foram mais intensos. A vitória do FC Porto surgiu no último segundo do prolongamento com um triplo de Gentry que desta forma abateu a equipa de vedetas de nome Ovarense. A 4ª Taça da Liga de basquetebol ganha pelo FC Porto em 19 edições foi festejada efusivamente em Vagos pela massa adepta dos Dragões. Confesso que me emocionei a ver as imagens dos festejos dos nossos jogadores, grandes heróis que defenderam bravamente a nossa camisola e que no final humildemente foram entregar os troféus aos adeptos para também eles sentirem o prazer daquele triunfo. Nuno Marçal, o melhor em campo nos 3 jogos do FC Porto ao erguer o trofeu de MVP gritou bem alto e apontou para os adeptos que «esta é vossa, esta é vossa».

De facto, o apoio do público terá sido fundamental para que os jogadores acreditassem que os favoritos também se abatem. A humildade daqueles guerreiros é também a imagem de marca do homem que os treina. E ele, Alberto Babo, merece, mais do que ningúem a alegria que todos sentimos ontem, pois sente o clube como eu e como todos vós. Aquele longo e sentido abraço entre Júlio Matos e Alberto Babo estende-se também ao que senti no final daquele jogo. É gratificante sofrer por este clube, por estes homens, por estes adeptos. Obrigado Professor Babo. We are the champions, cantou-se em Vagos, e felizmente esta é uma música que nos persegue insistentemente ao longo dos últimos 30 anos.

Andebol: FC Porto com vitória folgada antes da recepção aos Russos
1º ABC (45 pts, 17 jgs), 2º FC Porto (43 pts, 17 jgs), 3º Belenenses (39 pts, 16 jgs).

crónica do FC Porto/Espinho (33-16): vitória fácil do FC Porto num jogo que permitiu rodar toda a equipa e que teve em Ricardo Moreira e Tiago Rocha os melhores marcadores. Saric ainda não jogou pois o seu certificado ainda não foi expedido para Portugal. O ABC continua na frente com mais 2 pontos que os Dragões. Hoje às 17h em Santo Tirso o FCPorto recebe o ISMAI para a Taça de Portugal e sábado (17h) é a vez dos Russos do Astrakhan visitarem Santo Tirso para a 1ª mão dos oitavos de final da Taça das Taças (jogo a que devo assistir).

Basquetebol: FC Porto vence a sua 4ª Taça da Liga
1º Ovarense (92%, 13 jgs), 2º FC Porto (77%, 13 jgs), 3º Ginásio (46%, 13 jgs).

crónica do FC Porto/Barreirense (78-69): Neste jogo dos 4ºs de final Marçal e Gentry foram decisivos para se conseguir derrotar um adversário muito complicado e que vendeu cara a derrota...

crónica do FC Porto/CAB Madeira (80-58): Nas meias finais o FC Porto teve um jogo bem mais tranquilo e derrotou facilmente um adversário impotente para travar Torre Morris e Nuno Marçal.

crónica do FC Porto/Ovarense (67-64): Na final os Dragões fizeram um jogo muito concentrado e derrotaram sensacionalmente a Ovarense. Nuno Marçal foi novamente o MVP e foi muito bem acompanhado por Morris e Gentry. 55-55 foi o resultado final que obrigou a prolongamento decidido com um triplo fantástico de Frederick Gentry no último segundo. Foi a explosão no pavilhão de Vagos (onde não sei se esteve o nosso colega Paulo Pereira) e a 4ª taça da Liga já não nos fugia. Ficou vingada a final do play-off da época transacta.

No basquetebol, destaco ainda que o FC Porto sagrou-se este fim de semana Campeão Distrital de Cadetes (depois dos títulos nos Juniores «A» e «B»), ganhando a fase final que se disputou no Porto.

Hóquei: Hexacampeão silenciou o pavilhão da Luz
1º FC Porto (55 pts, 21 jgs), 2º Benfica (43 pts, 21 jgs), 3º Oliveirense (41 pts, 21 jgs).


crónica do SL Benfica/FC Porto (2-4): o FC Porto venceu na Luz por 4-2 e continua o seu percurso rumo ao hepta sem uma única derrota. O Presidente dos Vermelhos compareceu e só não se sabe se festejou os golos do Porto... Reinaldo Ventura marcou 3 e Figueira 1 numa vitória clara que alargou para 12 pontos a diferença entre os 2 rivais. Sábado às 17h (e provavelmente na RTP2) temos um Porto-Oliveirense.

Treinador da Semana: Alberto Babo
Jogador da Semana: Nuno Marçal

Para técnico da semana, escolho Alberto Babo pela brilhante conquista da Taça da Liga, ele que é o principal responsável pela alma, capacidade de combate e grande crença dos seus atletas ... e para jogador da semana, a escolha recai em Nuno Marçal, pelas 3 fantásticas perfomances conseguidas pelo nosso extremo dos triplos decisivos. O Nuno é um exemplo de humildade, dedicação e competência. E sente o clube de forma intensa, foi muito agradável visualizar aquelas imagens dedicando o triunfo aos adeptos. Parabéns FC PORTO!! Parabens Nuno Marçal !!

Recorde agora Rui Rocha, mais uma glória das nossas modalidades:

Depois de há duas semanas atrás ter iniciado a rúbrica das glórias do passado nas nossas modalidades com o antigo hoquista do FC Porto Vítor Hugo a ter a honra de estrear esta iniciativa, segue agora o II Capítulo com a recordação (mais recente) do antigo andebolista do FC Porto, Rui Rocha.

RUI ROCHA:
"Era portista antes de vir para o FC Porto e agora sou mais ainda. Ser do FC Porto é algo de especial. Há muito anti-portismo em Portugal e todos nós que somos portistas e jogamos pelo clube sentimos que precisamos sempre de mais do que ganhar. É um clube diferente."

Estas palavras são de Rui Rocha, andebolista do FC Porto, momentos depois do último jogo da sua carreira em 28 de Maio de 2006. Rui Rocha, ponta esquerda, nº10 dos Dragões, é natural de Espinho (terra do nosso Blue Boy e também da 1ª glória do passado por mim destacada, Vítor Hugo) chegou ao FC Porto em 1990 e jogou com a nossa camisola até ao último dia da sua carreira, curiosamente esse tal «28 de Maio» é o mesmo dia da inauguração do saudoso Estádio das Antas. Nesse dia da despedida dos pavilhões Rui Rocha ainda ajudou o FC Porto a erguer a Taça de Portugal batendo na final o Sporting por 28-27 (esta foto do abraço é desse jogo).

Uma carreira cheia de vitórias, glórias e trofeus mas, também muito trabalho e dedicação. Rui Rocha chegou ao FC Porto no início da década de 90, altura em que o andebol do FC Porto passou por uma crise que quase encerrava a secção, o que não sucedeu, em muito, devido ao esforço do Sr. Júlio Marques, ainda hoje vice-Presidente do Clube. Um dia, ainda adolescente, estava na praia de Matosinhos e vi um grupo reduzido de homens a correrem pela areia com camisolas azuis e brancas. Eram os andebolistas do Porto que ainda esperavam que o clube não fechasse a secção, uma fidelidade ao clube que me marcou profundamente ao ponto de o andebol ser hoje qualquer coisa de muito especial para mim. Nesse grupo de homens estava Rui Rocha... Em Junho de 1994, dois anos depois desse início de época conturbado, o Porto de Jorge Rodrigues (e onde jogava Rui Rocha) vencia em Aveiro a Taça de Portugal batendo na final o Benfica por 23-22 com um golo no último segundo. Este dia é muito especial, pois o andebol do FC Porto já não vencia um trofeu desde 1980 (ganhou a Taça nesse ano).

Cinco anos depois, em 12 de Abril de 1999, Rui Rocha também alinhou num jogo único de emoção tremenda e que terminou com o sofrimento azul e branco de décadas. Foram 31 anos de espera para ver de novo o andebol do Porto campeão, mas nessa tarde, eu tive o privilégio de lá estar e viver toda aquela euforia. Foi um final de tarde, início de noite, de uma segunda feira que não mais esqueço no saudoso «Américo de Sá». O Porto de José Magalhães bateu o ABC por 17-16 e Rui Rocha no final estava eufórico sendo que até o nosso Presidente se emocionou... Rui Rocha continuou o seu percurso e venceu mais 3 campeonatos em 2002, 2003 e 2004 entre outros trofeus.

Do Rui, enquanto atleta, guardo na minha memória a forma como festejava os golos de punho fechado e erguido na direcção de todos nós, como que puxando pelo nosso apoio, pela nossa voz. E tantas vezes ouviu a minha... Foi um privilégio para mim ver ao vivo a forma humilde, digna e cheia de orgulho com que defendia a nossa camisola. Actualmente exerce Medicina e continua a escrever livros de poesia.

E pronto, até para a semana.

Saudações azuis e brancas,
Lucho.

12 comentários:

  1. Lucho,

    Sem dúvida k foi um fim-de-semana fabuloso, repleto de vitórias e momentos de emoção.

    Jesualdo, nascido benfiquista, já interiorizou, bem fundo na sua alma, a beleza e mística deste clube que, sei-o, ele AMA fervorosamente. Tal como o Rui Rocha, exemplo vivo de dedicação a uma causa, na despedida colocando o dedo na ferida: "um País de anti-portistas!"...

    Nem mais. Reportando-me à Taça da Liga, imagino bem o k deves ter sofrido e vibrado com a conquista. Eu fiz o mesmo. Num Pavilhão com poucos (mas bons) adeptos postistas, mas repleto de gente mesquinha, anti-portista primária, fazendo-se adepta da Ovarense por um dia...

    Por isso, aquele triplo de Gentry foi, antes demais, um acto de justiça divina. Contra os apupos, contra a tacanhez de gentalha primária, contra o ódio visceral k nos devotam. Ao ver aquela bola rolando no cesto explodi de emoção. Daquela pura, vinda bem lá do fundo. Vitoriei aqueles magníficos atletas, capazes de se superarem, oferecendo-nos uma vitória estrondosa...

    A nossa besta negra, essa Ovarense com aura de invencível, caiu finalmente, sem apelo.

    Este fim-de-semana foi, sem dúvida, memorável.

    "Salir a ganar":)

    ResponderEliminar
  2. Ó Paulo, adorava ter estado contigo em Vagos. Se em casa saltamos de emoção ao vivo deveria ter sido um momento raro.

    ResponderEliminar
  3. Estilhaço,

    Falha minha, e clamorosa. Penitenciei-me por não vos ter convidado. Os bilhetes eram baratos (5€) e a minha casa alberga alguns portistas para a almoçarada. Fica para a próxima. Já aqui combinada...

    ResponderEliminar
  4. Parabéns LUCHO bom trabalho. Força ai carago

    ResponderEliminar
  5. Um aparte ao post.
    Entrevista, no DN, ao ministro dos Negócios Estrangeiros da Colômbia, Fernando Araújo.
    Penúltima pergunta e respectiva resposta.

    http://dn.sapo.pt/2008/02/05/internacional/ouvia_relatos_futebol_portugues.html

    ResponderEliminar
  6. Saudações. Muito boas iniciativas, estas de recordar nossas antigas glórias e abordar as nossas modalidades que, honra lhe seja feita, também nos enchem de orgulho e alegria...
    Assisti ao jogo da final no domingo, apesar (confesso) de não perceber muito de basquete... Mas como era o nosso FCP a jogar... E sinceramente, adorei o jogo, acho que podiamos ter evitado o prolongamento, pois quase no fim do tempo regulamentar houve um triplo falhado, mas como terminou foi absolutamente fantástico. O Porto é mesmo muito grande, não tenhamos dúvidas...
    Abraço a todos os portistas, força pra malta que gere este muito bom blog.

    ResponderEliminar
  7. Excelente post Lucho, a recordar um fim-de-semana espectacular para o nosso Mágico Porto!

    Começando no Futebol, penso que continuamos a fazer boas exibições, e desta vez conseguimos concretizar, algo que nos tinha escapado na última jornada.
    Farías continua a revelar-se pela positiva e bisou na partida! Lucho sempre muito bem, Quaresma reconciliou-se com os adeptos e Lisandro continua a ser o jogador cheio de garra e que nunca desiste de uma jogada!
    E para não terminar por aqui, os lampiões e os lagartos voltaram a ceder pontos e a distância já vai em 10 e 14, respectivamente.

    No Basquetebol vencemos a Taça da Liga à excelente equipa de Ovar!!
    Na quinta e no sábado afastámos o Barreirense e o CAB Madeira e no domingo jogámos a decisiva final contra a Ovarense!
    Um grande jogo entre as duas melhores equipas a nível nacional.
    Aquele triplo do Frederick Gentry no último segundo fez-me saltar de alegria!! Ganhámos!! PARABÉNS PORTO!!

    No Hoquéi em Patins é soma e segue!! Ainda sem derrotas - não vejo que isso possa acontecer - a equipa de Franklim Paía passeou em pleno pavilhão da luz e ganhou justamente com 3 golos do Reinaldo Ventura (o segundo foi absolutamente espetacular!) E tal como referiste, com o presidente (??) dos vermelhos a assistir ao vivo a esta partida! :-)

    Por fim, no Andebol, vitória gorda sobre o Espinho! Agora temos de esperar por apenas mais um deslize do ABC, e "saltar" definitivamente para o primeiro posto da Liga Halcon. Neste momento já se joga o FC Porto - ISMAI para a taça de Portugal.

    Um Abraço,
    Tripeiro

    ResponderEliminar
  8. Lucho tenho de dar a mão à palmatória:este N.Marçal não tem nada com o da época passada, Defende melhor, já não tenta lançar de qualquer maneira, tem uma postura nova. Que diferença do Marçal dos play off da época anterior. Quanto ao Jesualdo: está atento ele e o D.Comunicação.Li hoje nos jornais que o F.C.Porto gera um retorno aos principais patrocinadores de 100 milhões de euros. Para um clube que não tem 6milhões de adeptos( estou a brincar)não está mal.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Foi de facto um fim de semana memorável, caros amigos, mas outros virão:) Força Porto, eu acredito.

    ResponderEliminar
  10. Mesmo na Polonia sigo o Blog...
    Mais um fim de semana em grande e fartos temas para esta pagina da terca-feira para o Lucho desenvolver.
    Grandes em todas as modalidades, o basket provocou-me grande alegria.
    Um abraco de Varsovia.

    ResponderEliminar
  11. um ABRAÇo para todos e em especial para o Jorge Aragão q está na Polónia e mesmo assim faz questão de nos acompanhar.

    O FC POrto venceu 43-19 o Ismai para a taça de andebol.

    ResponderEliminar
  12. Lucho, mas que ganda fds cheio de azul-e-branco, carago!

    Foi um saco cheio de vitórias... e todas elas de arromba (ou quase).

    No futebol, tal como o CJ previa, alguém acabaou por pagar a factura.

    No andebol, foi uma tareia nos da minha terra que nem te digo... nem sabiam de que leva elas partiam e em todas as direcções.

    No basquetebol, bem, depois de ultrapassados o Barreirense e o CAB Madeira com vitórias sem qq tipo de contestação, foi a hora de servir em bandeja de prata a vingança aos de Ovar, que desta vez (finalmente, carago!!), morreram da forma que costumam matar... no último segundo! Ora tomem lá que já almoçaram... e sem espinhas. Até a mim, me fez saltar do sofá aquele último lançamento de longa distância. Tal como o slogan da GALP, "mais, queremos mais, muito mais", é o que todos esperamos para até ao final da época.

    No Hóquei, foi a lição do saber perante a arrogância habitual dos ridiculos... e era vê-los nas bancadas a espumarem-se quais cães raivosos, até se deslumbrarem aquelas caras de desconsolados que já nem forças tinham para se acicatar. Mais uma vez, e no seu próprio reduto, vergaram-se (mais uma vez, repito!), perante a nossa superioridade. Embrulhem!!!

    No resto, essa chamado de mais uma conterraneo à capa de revista "Velhas Glórias" (desta vez, o mitico e grande capitão, Rui Rocha), fica aqui a minha promessa que vou fazer os possiveis (e impossiveis) por te conseguir os contactos do Rui Rocha e do Vitor Hugo para que possas «embelazar» ainda mais com as tuas habituais entrevistas em formato 'exclusivo', este teu espaço das noites de 2ª feira... promessa de Dragão! Aguarda noticias minhas.

    aBrAçO,

    ResponderEliminar