17 maio, 2013

PORTO TRI AMO

http://bibo-porto-carago.blogspot.pt/

Vejo o FC Porto ao vivo desde que me lembro de existir! Felizmente já assisti a um pouco de tudo, muitas vitórias mas também algumas derrotas. Quando atingimos um momento inolvidável é costume dizer-se “já posso morrer que morro feliz, depois disto não há mais nada”, por estas ou por outras palavras. Felizmente o FC Porto já me proporcionou imensas alegrias, algumas das quais das maiores alegrias da minha vida. Depois do que vi e assisti “in loco” no passado Sábado, creio que nunca mais direi que já vi de tudo, pois percebi que pode sempre haver mais e melhor, por incrível que pareça!

Lembro-me de chorar de tristeza, à noite quando me fui deitar, quando em 2000 vi pela primeira vez o FC Porto não ser campeão. Para mim aquilo não era normal e quando o meu pai me disse que naquele ano não iamos para os Aliados como nos últimos cinco, desatei a chorar. Percebi ali o que era a dor da derrota, nunca tinha visto o FC Porto não ser campeão, imagine-se!

Lembro-me de em Maio de 2003, já adolescente, chorar como um menino quando vencemos o Celtic em Sevilha. Lembro-me de Gelsenkirchen, de sermos campeões em Penafiel, de sermos BI, TRI e TETRA em 2007, 2008 e 2009. Mais recentemente e ao vivo, lembro-me de vencer as galinhas em Aveiro para a Supertaça, lembro-me dos 5-0, lembro-me de ser campeão na luz e quinze dias depois lembro-me de voltar a fazer 600 km, mesmo em desvantagem, e de darmos a volta na taça de Portugal, naquele que considerava o jogo mais épico que assisti ao vivo e a cores. Depois do último Sábado já tenho algumas dúvidas. E é bom sinal. Lembro-me de espetarmos 5 ao Villarreal, lembro-me da deslocação aos Sanchéz Pizjúan e meses depois a Dublin! Mas no último Sábado...

Ganhar aos lampiões é sempre bom, seja onde fôr e quando fôr, mas da maneira como foi o último jogo, não há palavras! Senti uma tremenda emoção e aquele golo do Kelvin ficará na minha história, tendo sido eventualmente o golo mais estranho que presenciei. Um dos golos mais emocionantes que vivi e ao mesmo tempo o que menos festejei. À minha volta vi uma autêntica explosão e eu, a única coisa que consegui fazer, foi abaixar-me e chorar como um “maluquinho”. Não me vieram as lágrimas aos olhos, correram-me as lágrimas na cara largos e largos minutos até ao fim do jogo. Quando olho à minha volta vejo toda a gente como eu, numa euforia incontrolável, todos de lágrimas no rosto. Inexplicável!! Foi o melhor jogo que vi no Dragão, em termos de emoção, desde a inauguração. E então depois do apito final, bem, já lá vamos!

Recapitulemos. O Sábado 11 de Maio tardou em chegar. Em semana de Queima das Fitas, segunda-feira tivemos o aquecimento com o empate do Estoril no derby com o Carnide. Quarta-feira os ultras do FCP “varreram a feira” no estádio sem luz, no jogo entre equipas B, tal como aqui relatei na semana passada. Finalmente chega Sábado! Às 16h o Dragão Caixa encheu para apoiar o hóquei em patins! Garantimos acesso à final four da Liga Europeia, o que me deixou duplamente satisfeito, pois marquei presença na Catalunha na primeira mão, o que dá o sabor da passagem ainda mais especial!

Grande ambiente em torno da equipa, vitória justa e agora temos a final four, em nossa casa!! Será este ano?? Assim o esperamos! Grande apoio dos nossos ultras que lotaram a bancada que lhes é destinada. Cânticos consecutivos e bem audíveis durante todo o jogo. Os jogadores fizeram questão de agradecer entoando o “mágico Porto” em conjunto com os ultras. Destaque ainda para a frase “Ides sofrer como cães”, com a palavras “Ides” e “Cães” escrita a vermelho, frase esse que tinha sido utilizada na véspera em Gaia, na recepção que vários ultras fizeram à equipa do 5LB. Via-se em todos os olhares, no final, já o nervoso pelo jogo de futebol, que se aproximava.

Final do jogo por volta das 17h30, já as redondezas do Dragão estavam bastante agitadas. Lá fomos nós para o nosso local de convívio antes dos jogos, beber umas cervejas e esperar pelos infiéis. A corja não demorou muito a aparecer. Debaixo de uma gigantesca operação policial, os nenucos chegaram ao estádio do Dragão. Parecia um cortejo da UGT, todos com bandeirinhas vermelhas no ar. Foi para no final limparem as lágrimas! O nosso cortejo continua a ser muito maior e bem mais audível que o deles.

Depois de receber os nenucos, hora de esperar pelos autocarros das equipas. A polícia estava destacada para todo o lado onde fossemos. À porta do P1 (garagem onde entram e saem os jogadores) estava o Corpo de Interveção, aqueles senhores (?!?) a salivarem pelo momento de entrar em acção. Centenas e centenas de adeptos esperavam pela chegada das equipas, quando o CI começa aos empurrões para que nos afastássemos do local. Empurraram, empurraram e voltaram a empurrar. Quando se aperceberam que a equipa do regime estava mesmo a chegar, e como ainda estava grande aglomerado de adeptos portistas no local, chega nova remessa de agentes do CI, e NAS COSTAS de todos os que lá estavam, começaram a bater indiscriminadamente. Todos levaram, homens, mulheres, novos, velhos, ultras, sócios e até apenas simpatizantes que lá estavam. A cobardia destes rocobops é cada vez maior. Atacaram pelas costas os adeptos do FC Porto, que ficaram entre um cordão policial que batia por todos os lados, e viveu-se ali dois ou três minutos bastante complicados. Os cães raivosos lá se acalmaram e as equipas chegaram. Apupos para o Regime, uma festa para o BI-Campeão! Depois do final da tarde de sexta, continuamos a fazer a nossa parte.

Entrámos cedo, comparativamente a outros jogos. Estádio cheio, passámos a barreira dos 50 mil creio que três anos depois. Nem nos 5-0 conseguimos meter 50 mil. Um espectáculo lindo de se ver. Lá dentro o apoio começou no aquecimento: “Sejam equipa, demonstrem a vossa qualidade”. Os cânticos iam sendo entoados a bom ritmo. O futebol é isto, amor ao clube, paixão e rivalidade. E nós, ultras, acreditamos que fazemos parte do espectáculo, acreditamos que a equipa ganha os jogos mas que nós somos peça fucral nessas vitórias, somos a base do clube, somos Porto! Só assim imagino viver-se o futebol/desporto. Cumprir o nosso dever e esperar que os jogadores cumpram o seu. Não vergar nunca, acreditar até ao último segundo!

A entrada das equipas foi um momento lindíssimo, como costuma ser em qualquer clássico. Super Dragões e Colectivo prepararam estrondosas coreografias! Diabos e No Name sem faixas, grandes bandeiras ou estandartes, apenas com as tais mini-bandeiras vermelhas.

Ali, na Curva Pinto da Costa, apoiei no meio dos meus, do início ao fim. De frente, de lado, de costas, aos saltos, cantei e berrei até ficar sem voz. Colectivo também com uma bela prestação, embora nestes jogos, com a Curva cheia, é sempre complicado ouvir-se do outro lado do estádio. Parabéns aos nossos ultras e claro, a todo o estádio do Dragão! Demonstração de força por parte do nosso povo, da nossa gente, que fez questão de ganhar o jogo também fora das quatro linhas! Mostrámos que “aqui no Dragão ninguém passa, acabamos com a vossa raça”!

O golo do Kelvin, como relatei no início, é para mais tarde contar aos netos. Até acreditar que era mesmo golo tive que fazer três coisas, primeiro olhar para o auxiliar, depois verificar a invasão de campo e depois ver lá ao fundo as cabeças a crescer. Só aí tomei noção do que verdadeiramente se estava a passar! Loucura total, tudo em extâse! Abracei meia Curva, abracei e chorei com aqueles que me acompanharam desde a 1ª jornada em Agosto, em Barcelos. Obrigado meus amigos!

No final do jogo viveu-se a verdadeira “after party” nas bancadas, especialmente na minha. Posso dizer que sai do estádio às 23h, mais de meia hora depois do final!! Lá dentro, cantámos, dançámos e até o comboinho fizemos, enquanto passavam as músicas nas colunas do estádio! Chegámos ao ponto de estar o estádio vazio, só com o sector visitante cheio, e a Curva Sul, lindo, maravilhoso!!

Depois de gozar na cara deles, saimos e dirigimo-nos à porta do sector visitante. Lá estavam dezenas e dezenas de adeptos, à beira do “cogumelo”, a festejar a vitória e a liderança isolada do campeonato. Vimos aquelas cabeças todas sair em direcção a Campanhã, nem sei como entraram todos no comboio, mais uma grande humilhação, à moda do Dragão!! A festa prolongou-se até ao Queimódromo, para o último dia de Queima das Fitas 2013. Pois posso-vos dizer que no Queimódromo do Porto não deixam entrar cachecóis... do FC Porto!! Escusado será dizer que dezenas e dezenas de cachecóis entraram na mesma!


Um dia e um jogo para a eternidade, sem dúvida. Contudo, pés no chão. Nada está ganho, isto não terá valor nenhum se perdermos o campeonato! Tudo concentrado no jogo de Domingo em Paços de Ferreira! Convido todos a marcarem presença, com ou sem bilhete, vamos apoiar a nossa equipa! E por falar em bilhetes, é uma vergonha o que se passa, gente que anda em todos os jogos, uma época inteira, condenada a ficar de fora por falta de ingressos. Uns na mão de quem quer fazer dinheiro, outros na mão de quem não merece e só aparece nestas ocasiões. Tudo farei, para que eu e vocês, a malta deste grande grupo, esteja toda no Topo Norte do estádio Capital do Móvel. Raça, atitude, garra, que ganhemos a esses castores vendidos ao regime e que nos sagremos campeões outra vez!

Antes disso, hoje e amanhã, dose dupla no Dragão Caixa, andebol e hóquei contra os lampiões! Este poderá ser um fim-de-semana histórico para o clube! Campeões três dias consecutivos? Vamos acreditar!!

Um abraço ultra.

4 comentários:

  1. Bem, grande post... Infelizmente não posso acompanhar o nosso porto ao vivo porque estou no estrangeiro, mas um dia adorava poder viver tudo aquilo que conta neste maravilhoso texto que para mim é um sonho...

    Mas por estar longe não significa apoiar menos o nosso CAMPEÃO, apoio à minha maneira e com grande emoção, até aos últimos dias... Rumo ao TRI!!!

    Já agora vejam o meu blog em fcportovideos.blogspot.pt

    Todos os jogos para quem quer ver ou rever o grande FC PORTO

    ResponderEliminar
  2. Acabo de ler este texto, mandam-me isto

    http://portocity.olx.pt/bilhetes-bancada-lateral-norte-pacos-porto-iid-437579838

    Tenho vergonha, para não dizer NOJO de ser do mesmo clube que esta gente.

    Já era podre terem abafado estes bilhetes a quem estava lá há mais tempo à espera (estamos a falar de pessoas que pernoitaram ou madrugaram para ir à Mata Real, tão ou mais portistas que qualquer um de nós) - agora PARA VENDER!? A CHULAR os adeptos do próprio clube?

    Matem-se caralho, estava a pensar mudar de bancada para o ano, fartinho de ver jogos sentado e sossegado. Já não estou.

    VERGONHA

    ResponderEliminar
  3. Tinha-me dado a entender que sabiam quem tinha colocado o anúncio e era alguém de claque. Pelos vistos afinal não se sabe. Como tal, peço desculpa pelo excesso. Mas mantenho, se é algum dos iluminados que fez aquela merda nas bilheteiras, isto nem comentário tem..

    ResponderEliminar
  4. PENTA CAMPEÕES CARAGO!!!!!!!!!!

    FaisKa26

    ResponderEliminar