18 setembro, 2008

Ao ritmo do tango exorcisam-se fantasmas...

17 de Setembro de 2008
UEFA Champions League 2008/09 - Grupo G - 1ª Jornada

Estádio do Dragão, no Porto
assistência: 38.709 espectadores


árbitros: Bertrand Layec (França), David Benech e Michael Annonier; Hervé Piccirillo.

FC Porto: Helton; Sapunaru, Bruno Alves, Rolando e Benítez; Fernando, Raul Meireles e Lucho «cap.»; Mariano, Lisandro e Rodríguez
Substituições: Mariano por Hulk (60 min), Raul Meireles por Tomás Costa (66 min) e Rodríguez por Lino (90 min)
Não utilizados: Nuno, Pedro Emanuel, Farías e Candeias
Treinador: Jesualdo Ferreira

Fenerbahçe: Demirel; Gonul, Lugano, Çakmak e Roberto Carlos; Emre, Maldonado, Sahin e Boral; Alex «cap.» e Guiza
Substituições: Sahin por Josico (45 min), Josico por Yilmaz (53 min) e Boral por Kazim Kazim (76 min)
Não utilizados: Babacan, Bilgin, Turaci e Parlak
Treinador: Luís Aragonés

Disciplina: Cartão amarelo para Sapunaru (54 min), Lugano (71 min) e Guiza (74 min).

Golos: Lisandro (11 min), Lucho (13 min), Guiza (29 min) e Lino (90 min).


E pronto. Ela aí está. Em todo o seu esplendor. Com o seu hino de arrepiante beleza, cantando glórias épicas. A Champions está de regresso. Bela, sensual, fascinante. Como em todas as suas visitas, o Dragão engalanou-se. Porque é assim que deve ser vivida a mais elitista das competições. Com alegria, em clima de festa, comemorando o facto de nós, azuis-e-brancos, estarmos lá. Presentes. Com uma qualificação conquistada arduamente dentro das quatro linhas…

Os caprichos do sorteio colocaram frente-a-frente, na 1ª ronda da edição 2008/09, o FC Porto e os turcos do Fenerbahçe. Bastou isso para se saber que o encontro teria contornos de batalha ancestral, quase uma reedição das cruzadas, no embate contra o Império Otomano, ávido de conquistas. Vestindo roupagens de novo rico, o Fenerbahçe teve capacidade para se reforçar, gastando dinheiro em reforços de forma a fazer alguns nobres clubes sentirem uma pontada de inveja. 27 milhões gastos para trazer o melhor marcador da Liga espanhola. 27 milhões. Com Guiza, aureolado com o título de campeão europeu, chegou também o irascível técnico que alcandorou a selecção de nuestros hermanos aos píncaros da fama. Luis Aragones, fama de duro, estratega de reconhecidos méritos.

E pronto. Pela frente, os turcos. Um arrepio na espinha. Não de medo pela batalha que se avizinha. Mas de respeito. De ansiedade. De adrenalina. Tradicionalmente adeptos do "antes quebrar do que torcer" transformam os desafios em confrontos épicos, disputados arduamente até ao último pingo de suor. Mas terão pela frente um adversário ainda mais temível. O Porto. E a flâmula do Dragão, perene e solene, no alto do Estádio, como desafio à horda de bárbaros vindos de Oriente…

Existem inícios de jogos que, por muitos sonhos que os acalentem, parecem sempre do domínio do sobrenatural. O apito inicial do árbitro francês trouxe o esperado. Um Porto mandão, dominador, assenhoreando-se do jogo, mostrando claramente que queria vencer, por muitos espartilhos tácticos que o opositor colocasse. Com Rolando a fazer a dupla esperada na defesa com Bruno Alves, Benitez na ala esquerda e Mariano plantado no flanco oposto, contraponto necessário à juventude e inexperiência de Sapunaru, a surpresa veio dos balneários no vértice do meio-campo, com Fernando a assumir a batuta de recuperador mor de bolas, conferindo músculo e capacidade de choque aos atributos portistas. E fez-se luz [juro que não estou a gozar com aqueles que nós sabemos]. O futebol rápido, acutilante, com fome de baliza deu os seus frutos. Em duplicado.

Aos 11 minutos Raul Meireles faz uma assistência prodigiosa. O obrigado veio com pronúncia das pampas. Lisandro, mesmo importunado por dois adversários, agradeceu a benesse do colega e marcou. O vulcão do Dragão entrou em ebulição.

Ainda não se tinham extinguido os ecos da festa do primeiro golo e Rodriguez, numa espécie de desgarrada sul-americana, efectua o tradicional raide, rompendo defesas, para colocar a bola na entrada da área, apetecível. Lucho, El Comandante, fez o resto. Remate de primeira, violento, e as redes turcas a serem violentadas novamente.

Sorri. É este Porto que todos nós sonhamos. Cirúrgico. Implacável. Demolidor.

Por momentos, com tantas facilidades, o deslumbramento apareceu em campo. Sorrateiramente, de forma insidiosa, instalou-se no relvado. E o Porto relaxou. Esqueceu-se que estava numa competição de elite, onde apenas os melhores têm lugar.

E o sorriso desapareceu dos meus lábios. Aos 26 minutos, como quase todos os apaniguados do clube do nosso coração, levei as mãos à cabeça. Primorosamente lançado, Lisandro ficou isolado. Com terreno suficiente para alugar, se fosse essa a sua vontade. E o argentino, habitualmente avesso aos holofotes da fama, obreiro feito estrela por trabalho árduo, optou pelo facilitismo. O 3-0, estocada final num jogo crucial, foi desperdiçado de forma ignominiosa. E o jogo virou…

A Liga dos Campeões, já aqui foi dito, é assim mesmo. Caprichosa. Impiedosa. Bastou uma oportunidade. Apenas uma. Os turcos marcaram. Pelo lado do lateral romeno, o centro partiu. Alex, estrela maior do Fenerbahce, cabeceou sem oposição. Forte. Certeiro. Helton fez uma estirada fenomenal. Afastando o perigo. Mas Guiza, desaparecido até então, mostrou os predicados. Remate forte, Helton impotente para o suster e um calafrio a percorrer milhares.

A toada da partida transfigurou-se. O jogo dos turcos esticou-se pelo campo todo. A bola, antes tratada com afago pelos intérpretes portistas, passou a ser cobiçada por todos, disputada com afinco em cada palmo de campo. Os comandados de Jesualdo, de forma calculista, recuaram ligeiramente, preferindo a certeza à improvisação, o controle à anarquia. Notava-se que o Porto coxeava. Visivelmente. O irrequietismo de Rodriguez contrastava com a voluntariedade de Mariano. Vivendo atormentado pelo fantasma de antigo grande jogador que vestia a camisola de Roberto Carlos, o argentino confundia-se na função. Receoso por Sapunaru, raramente apoiava o ataque, vivendo obcecado com o poder ofensivo do lateral brasileiro. O apito final chegou, sem mais sobressaltos.

Jesualdo viu o erro de casting. Meteu Hulk. Ironicamente, quando Mariano desperdiça a oportunidade – mais uma – de sentenciar o desafio. Aclamado pelos adeptos, o reforço proveniente do Japão entrava, com o Professor a procurar conferir mais acutilância atacante a uma equipa amorfa. Hulk seria assim um antibiótico, uma espécie de pedrada no charco. Em teoria. Com o jogo a arrastar-se, num irritante jogo de nervos, já depois de Meireles ter dado lugar a Tomas Costa, vivia-se uma espécie de tragédia grega.

O desenlace, que se aproximava a passos largos, poderia redundar numa catástrofe. E esteve perto. A míseros minutos do fim, Guiza falha escandalosamente o golo do empate. Uma descarga eléctrica percorreu o anfiteatro portista. Num jogo partido, com a emoção predominando sobre o lado racional, sucediam-se as jogadas de perigo, numa espécie de ping-pong impróprio para cardíacos.

Até que, no clímax final, surgiu a catarse. Lino, acabado de entrar, apenas para conceder uns segundos de bonificação à equipa, assiste no papel de protagonista à redenção de Sapunaru. O jovem romeno, titubeante ao longo da partida, tem uma jogada de raça, para assistir no último estertor do esforço o defesa acabadinho de chegar. Lino disse obrigado. Encostou o pé na bola e empurrou-a. Caiu o pano no Dragão…

***
Mais do mesmo. Algum sofrimento, numa vitória inteiramente justa, alicerçada em 15 minutos infernais, colocando o adversário à beira do KO. Como bons samaritanos, os atletas portistas não liquidaram o opositor. O jogo agradeceu. A emoção também. 3 pontos no bornal, naquele que se assumia como um jogo crucial. O Porto entra a vencer, perante um adversário directo, podendo encarar a deslocação a Londres com a naturalidade normal dos campeões. Bons indicadores, numa competição que nada tem de semelhante com a realidade nacional...

Melhor do Porto: Tarefa árdua esta da escolha. E ela recai em Lucho. Clarividente no melhor período azul e branco, conferindo o habitual dinamismo na condução do jogo, o argentino continua a fazer da simplicidade de processos a palavra-chave do seu futebol. Que jogador. Rodriguez, pela entrega e capacidade de explosão, dando poder de fogo ao ataque portista, esteve ao seu nível, tal como Lisandro, a quem começam a faltar os adjectivos para catalogar a forma denodada como encara os 90 minutos. Pena a paragem cerebral, momentânea, ao deixar-se seduzir pela facilidade e brilho da glória, falhando de forma clamorosa o 3º golo. Fernando, numa prova de fogo, leva avaliação positiva, mostrando os predicados que fazem dele um valor seguro. Meireles, a sombra de El Comandante, expedito na defesa, como segundo tampão naquela zona nevrágica, importante no apoio ao tridente atacante, fez um passe mortífero para a abertura do marcador.

Arbitragem: Pouco a dizer em relação ao trio oriundo de paragens gaulesas. Alguns fora-de-jogo mal tirados, em claro prejuízo dos da casa, ligeira condescendência perante os sistemáticos protestos turcos, numa noite sem casos de maior a julgar. Nota positiva.

Nota final: 3 milhões pela participação, mais 400.000 € pelo jogo, acrescidos de um bónus de 600.000 € pela vitória. Compreende-se, cada vez mais, porque é que alguns andaram à procura do arco-íris, durante o Verão, nos gabinetes de advogados, nos corredores da UEFA, achando que o pote de ouro estava lá, à espera deles. A Champions pela TV deve ser deprimente…















57 comentários:

  1. Aos 15m..ao som da rádio...passe doble ..tango argentino...emilio macedo bate nas teclas da playstation...mas o comando nao responde...

    Não quero ser agoiro ...mas lembram-se do Artemedia....espero que a experiencia nos dê algum traquejo e nao se embandeire em arco....

    ResponderEliminar
  2. Aí está o que é!!!
    Poooorrrtooo!

    ResponderEliminar
  3. paulo renato17 setembro, 2008

    E pronto fez-se história ganhou a melhor equipa, a equipa que ultimamente tem brilhado aquém e além-fronteiras e a que tem melhor palmarés internacional. Parabéns FCPorto, os primeiros 20 minutos foi um hino ao futebol só alcance de grandes equipas que este FCPorto lógicamente é! Sucesso para o resto da competição. EXcelente FCPorto!

    ResponderEliminar
  4. Vitória importante, meus amigos, mas q se complicou muito. Grandes golos da dupla azul celeste encantaram o dragão mas depois...a equipa abanou e como diz o nosso Paulo a tragédia grega (turca) esteve próximo...mas ganhamos carago e era isso, era só isso q eu queria!!

    OBRIGADO PORTO!

    ResponderEliminar
  5. O Jesualdo referiu e bem q a equipa tem mts jogadores novos e q o público tem q ajudar... houve ali fases q me deixaram tenso mas não podemos enervá-los mais...apoiar pq eles estão lá para nos darem motivos para sorrir.

    ResponderEliminar
  6. e já estamos em 1º...

    kiev-1-arsenal-1
    porto-3-fenerb-1

    ResponderEliminar
  7. A primeira nota pessoal é que o Fernando foi o melhor em campo. Que me lembre apenas errou um passe.
    Que se pronunciem agora aqueles que gostam de afirmar que se compram Fernandos às carradas.

    O resto fica para amanhã.

    ResponderEliminar
  8. Viva !

    Mais uma vitória mais uma alegria !

    Estamos nos oitavos ! Sem besteira de maior estamos qualificados !

    Ganhamos o jogo mais difícil !

    Grande Jesualdo Ferreira. Grande Prof Pardal !

    Não pude ver todo o jogo porque os links funcionavam e não funcionavam.

    Blue Boy :

    Vi-me aflito para poder abrir esta página. Não creio que o problema venha de aqui. Creio que o gmail tal como a bolsa de Nova York anda um pouco em baixa.

    Pelo que vi do jogo nada a dizer.

    O Porto marcou cedo e isso é importante. Deu ânimo e sossegou. Creio que nestes jogos é importante marcar cedo.

    Não deixa de ter piada que pelos 30minutos que vi do jogo dos Turcos, na primeira parte, algo me lembrou, quanto à circulação da bola, o Porto de Artur Jorge.

    O empate do Arsenal parece confirmar o que pensava. O primeiro lugar deste grupo vai se decidir entre o Porto e Ferne.

    Nada melhor que ver o Wenger ir de vez para comentador. Passará rapidamente a comentador na psp. Creio que lhe agradaria !

    No final, parece que os árbitros Franceses já não comem crianças ! Lol ! São árbitros como os outros !

    O Porto quebrou mais um enguiço !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  9. Sem dúvida, de crucial importância a vitória. Sobretudo, pelo que passamos no Verão, quando nos tenraram roubar a galinha dos ovos de ouro. Vencemos, estamos em 1º, moralizados e agora merecemos uma pausa. Para descansar de uma noite de emoções...

    É que amanhã sou do Portsmouth desde pequenino. Espero que o Jermaine Defoe esteja de pontaria afinada:)

    E claro, sempre achei que o Vesúvio tinha um encanto especial, derramando lava sobre Nápoles. Que o Estádio S.Paolo seja um Inferno. E, de preferência, que os vermelhos levem uma valente "arrochada"!


    Gosto de ir dormir assim. Beatificamente. E o hino da Champions que não me sai da cabeça?:)

    ResponderEliminar
  10. Excelente post, parabéns! só faltou a referência ao grande jogo do rolando, não perdeu um lance e teve muito bem nos passes longos.

    ResponderEliminar
  11. Boa vitória. Boas exibições de Bruno Alves, Rolando, Fernando, Lucho, Lisandro e Raul Meireles...Mais inconstantes as de Sapunaru -péssima 1ª parte- Benitez, Mariano e Rodriguez -embora muito trabalhador...De Helton não sei que dizer, talvez infeliz...Hulck, assim assim, Tomás Costa, assim assado e Lino, um felizardo...
    Gostava de deixar aqui uma reflexão que me baila já há uns tempos na minha cabecinha: -Por tudo aquilo a que tenho assistido, mais nitidamente no Estádio, parece-me que o Futebol de agora se assemelha muito com o Râguebi ou o Basebol Americano!
    Quando vejo a forma acentuadamente táctica dos jogos, a regularidade no preenchimento dos espaços, os movimentos constantemente repetidos e o espectáculo permanente -a nível interno e externo ao recinto- em que se transformou este Desporto, concluo estar completamente banido o Futebol que eu conheci há duas décadas atrás.
    A qualidade das infraestruturas também terá muito a ver com isto, com todas as facilidades de treino que agora os jogadores possuem e que permitem um trabalho mais aturado e profissionalizado...Tudo é mais metódico e programado, parece-me ser um Futebol estereotipado, quase mecânico. Não sei dizer se é melhor ou pior, apenas sinto que já não é o meu Futebol. Quase me apetece dizer que a Magia morreu, mas não é possível afirmar isso quando se vêm jogadores como Lucho Gonzalez ou Bruno Alves!...

    ResponderEliminar
  12. Este era um jogo extremamente difícil...uma carrada de jogadores que nunca tinham ouvido o hino!O Jesualdo tem razão...e nós temos que acarinhar carago!

    PS Não me parece correcto desancar no Vitória ...apesar do seu miserável comportamento!
    O Vitória foi "comido" pelo ladrão de pneus e sabe-se lá mais o quê!!! fazendo um papel estupidamente provinciano ao serviço de um clube obsoleto!

    PS" è preciso é saber o que está acontecer ao Apito Encarnado(doc da judite Tu Luís!) o que vai acontecer ao caso Visita "de cortesia" ao balneário AI SE FOSSE O PC!!!!!!!!(coação deu descida de divisão ao BFC) ao Caso do cachaço dos 3500 que tem que no mínimo dar um inquério seguido de PRISÃO à gayvota do norte!por má aplicação da lei em defesa do seu clube logo isto é tentativa de corrupção porque o Kadafi pode ter estado na base da decisão(comprado o gayvota!)NÃO DEIXEM esquecer isto!
    A "violenta" agressão do cebola`a Mª Amália já serviu para tapar todas estas "corrupções verdadeiras!

    ResponderEliminar
  13. Foi sem dúvida nenhuma, um jogo feliz para o Porto. Fez uma boa exibição e merece o resultado que conseguiu.

    Quanto a mim, o momento alto do jogo foi o do segundo golo do Porto. Foi um lance genial. Escrevi sobre ele no meu blog; para os interessados: O que tem o golo de Lucho de genial?

    ResponderEliminar
  14. Bela crónica do Paulo e que toca em todos os pontos.
    Início fulgurante e a prometer muito.3-0 desperdiçado escandalosamente e depois...um apagão!
    Dois laterais muito fraquinhos - Benítez nem defende , nem ataca e mais, nem sabe fazer um lançamento lateral.Só sabe dar chutões para onde não está ninguém. Porque não joga o Lino?-
    Faltou frescura - ai se eles tinham jogado no fim-de-semana -, clarividência, intensidade e foi um sufoco até ao fim.
    Muito bem Rolando, Fernando - ganhou o lugar e vai fazer esquecer o P.Assunção - B.Alves, Lucho. Bem Lisandro - que perdulário - Meireles - Que falta de frescura - Helton e Lino.
    Mal C.Rodríguez - esperava mais - Mariano - tem atenuantes: esteve muito tempo parado - T.Costa - não trouxe nada - e Sapunaru -apesar de ter melhorado na segunda-parte -e Hulk.
    Muito mal o Benítez -não é jogador para o Porto.
    Tudo junto: vitória justa, mas muito sofrida.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Vila Pouca, um pouco mas de calma com os laterais. Não os lancemos já na fogueira como se fez com o Pepe e o Bruno Alves.
    Vieram do outro lado do oceano onde o futebol praticado é diferente e talvez necessitem de mais algum tempo.

    Quanto ao Mariano fica uma pergunta. Viram o Roberto Carlos enquanto o Mariano esteve em jogo?

    ResponderEliminar
  16. Valeu a pena tanto sofrimento a ouvir o relato da Antena 1 de madrugada!

    ResponderEliminar
  17. Uma excelente primeira parte, não vi a segunda :)

    Jesualdo aposta em jogadores novos não habituados a estes jogos, e sai-se bem... fico muito feliz :)
    Pede que o público os apoie. Acho muito bem.
    Em troca apenas tem que lhes transmitir a responsabilidade da camisola que vestem e os objectivos que estão em jogo.

    ResponderEliminar
  18. Helton: Nada de criticas, por favor, não teve um único erro.

    Sapunaru: Que querem? Ganhou-me a simpatia, pronto. Não pode é deixar o extremo cruzar como no golo dos turcos.

    Benitez: É esforçado mas muito limitado, Fucile vai jogar de caras nos px jogos.

    Rolando e B.Alves: Uma dupla q mete respeito. Nos cruzamentos hesitaram 2 vezes. Só isso.

    Fernando: O Assunção jogou, voltou ao Porto?

    Meireles: Abafou. Enqt esteve com força foi importante na ligação com os avançados.

    LUCHO: GENIAL, MÁGICO, GRANDE GOLO. Lutou até ao fim como os grandes heróis fazem sempre.

    Rodriguez: É um grande jogador. Ponto final, na 2ª parte baixou o nível mas carago quase q aposto q no final da época ng se lembra de um tal de cigano.

    Mariano: Esforçado, ajudou na defesa mas esteve muito mal no ataque. Com ritmo de jogo vai melhorar mas tem q dar ao stick pq o TARIK tb quer jogar.

    LISANDRO: Belo golo mas depois... aquele falhanço é inadmissível. E q noite iamos ter ontem... Assim foi sofrer até mais não.

    Hulk: Não foi o seu dia ontem, trapalhão e perdido, má substituição, eu tinha colocado o candeias.

    Tomás Costa: Para jogar assim, mais valia o meireles de gatas... assim não! Mas tem valor.

    LINO: Obrigado pelo momento de prazer absoluto q me deste. O homem joga melhor em terrenos adiantados.

    Jesualdo: A equipa q formou foi a ideal. Nas substituições a de Hulk foi errada, a de Tomás compreensivel e a de Lino feliz.

    PARABÉNS F.C.PORTO!

    ResponderEliminar
  19. Lucho, no golo a bola era do Helton pois foi entre ele e o poste. Mas fez antes uma super defesa e o Benitez tb. estava a nanar.

    O problema do Hulk é querer a bola só para ele. Mas nada que o tempo e o trabalho do Prof. não possam aperfeiçoar.

    ResponderEliminar
  20. O helton estava em desiquilibrio depois da defesa inicial, é de todo injusto sacar-lhe culpas na recarga.

    ResponderEliminar
  21. lucho disse...Helton: Nada de criticas, por favor, não teve um único erro.
    heliantia diz...Nunca fui de o atacar. Tem lá os desvios dele, mas regra geral dá tranquilidade :)

    lucho disse...Sapunaru: Que querem? Ganhou-me a simpatia, pronto.
    heliantia diz...Concordo.

    lucho disse...Fernando: O Assunção jogou, voltou ao Porto?
    heliantia diz...Não sejas mauzinho, não... a classe do Paulo Assunção era outra (das raras).

    lucho disse...LUCHO: GENIAL, MÁGICO, GRANDE GOLO. Lutou até ao fim como os grandes heróis fazem sempre.
    heliantia diz...Pois...pois... :)

    lucho disse...Rodriguez: É um grande jogador. Ponto final, na 2ª parte baixou o nível mas carago quase q aposto q no final da época ng se lembra de um tal de cigano.
    heliantia diz...Alto lá !!! O cebola tem ainda algo de vermelho... Esquecem-se sempre disso. Lá por Quaresma ter sido infeliz - muito infeliz - nas ultimas declarações não é por isso que passa de genial a substituível !!!

    lucho disse...LISANDRO: Belo golo mas depois... aquele falhanço é inadmissível. E q noite iamos ter ontem... Assim foi sofrer até mais não.
    heliantia diz...Faz parte da emoção do jogo :D

    lucho disse...LINO: Obrigado pelo momento de prazer absoluto q me deste. O homem joga melhor em terrenos adiantados.
    heliantia diz...Ouvi dizer que fechou em beleza :)

    lucho disse...Jesualdo: A equipa q formou foi a ideal. Nas substituições a de Hulk foi errada, a de Tomás compreensivel e a de Lino feliz.
    heliantia diz...Vamos seguir em frente! Temos um tête-a-tête com o Sr. Platini na Final da Liga dos Campeões.

    ResponderEliminar
  22. Estilhaço, meu caro amigo, eu sobre os laterais só quero estar enganado e daqui a algum tempo vir aqui reconhecê-lo.
    Acho que o Sapunaru é mais central que lateral e quanto ao Benítez, um jogador do F.C.Porto quando tem a bola, no minímo deve saber o que fazer com ele e não dar chutões para onde não está ninguém.
    Culpas do Helton no golo?!...Então ele faz uma defesa do outro Mundo e depois, ainda tinha de ir fazer o trabalho do lateral - Benítez - que foi incapaz dee reagir e deixou o Guiza chegar primeiro à bola?

    ResponderEliminar
  23. heliantia diz...Vamos seguir em frente! Temos um tête-a-tête com o Sr. Platini na Final da Liga dos Campeões.

    Deus te ouça!!!

    ResponderEliminar
  24. E a Juventude de Viana aviou o Barça ontem na Galiza...

    ResponderEliminar
  25. Vitória justa, merecida... mas como tantas noutras (e quem não gosta delas assim, sofridinhas e de deixar qq um à beira de um ataque de nervos?), sofrida, bem sofridinha, quando, estava tudo tão bem, mas tão bem encaminhado para ser um passeio até ao final com aquela entrada à matador nos primeiros 20/25 minutos de jogo?

    O ritmo de jogo inicial foi empolgante e de deixar crescer água na boca para o futuro próximo da «nova» equipa que o Prof. Jesualdo Ferreira está a moldar ao seu estilo.

    Lisandro, poderia ter aniquilidado qualquer esperança vã dos turcos de sequer pensarem em nos fazer cócegas, mas com uma perdida escandalosa e logo pouco de seguida, o golo dos turcos, alterou completamente a segurança e a classe que até ali estava a ser demonstrada, para passar a ser um jogo mais de sangue na guelra e nervoso miudinho até ao 90º minuto.

    Sinceramente, não gostei, não gostei mesmo do Benítez que parece-me, julgo eu, penso de que, a bola deve queimar-lhe as pontas das chuteiras, só pode mesmo, tamanha é a fragilidade que tem vindo a demonstrar... se o «verdadeiro» Benítez é este que temos vindo a ver, o que não acredito, pq então seria mau demais, estou como o outro: "deixem-me voltar prá ilha, carago!".

    Sapunaru tb meteu água a olhos vistos e neste, admito, nos jogos de pré-época fez-me muitas vezes afirmar que daqui por uns tempos, ninguém mais se lembraria do Bosingwa... ontem, pa não variar, lembrei-me muitas vezes, o que não é bom, nada bom! Mas tal como o outro, se este mais recente é o «verdadeiro», desculpem lá, mas quer-me parecer que vou ter mesmo de voltar prá ilha!!

    Por fim, Mariano, o meu ídolo com pés de barro ;) até gosto da garra, da luta, do jeito de nunca virar a cara à luta, mas minha nossa, por amor de deus, ou o rapaz anda a brincar comigo, ou um dia destes, quem entre lá dentro mas não é para passar a mão no pelo ao assistente, sou eu... às vezes, tem assim umas coisas em jogo que me põe a soltar labaredas (acho que são mais palavrões e daqueles bem hard-core... depois do Vitinho já ter ido nanar há muito) da boca pra fora.

    Hulk, pois, esse... ai Hulk, Hulk, Hulk, tb não te ponhas a toques não... um dia destes, viro-me pra ti que vai ser um mimo tb... mas deixa lá, pró Natal, vou-te oferecer uma bola do FC Porto autografada pelos teus ídolos para ver se te acalmas e se queres jogar sozinho, que o faças lá em casa, mas com essa bolinha, tá bem?

    Bem, tamos na frente... portanto, queixar do quê?

    Bamos mas é a eles, carago!!!

    Como aqui já foi dito e redito, temos umas contas para ajustar com o abécula do franciú Platin(ado) ;)

    ResponderEliminar
  26. Ohhhhh, fosgasse, esqueci-me do meu novo Super-Herói... seu nome? LINO, carago!!!!

    Este sim, o meu ídolo carago... ontem, até a mim me apeteceu saltar prá molhada e no final, molhar tb a sopa com um valente d'um cachaço para ver se é desta que afinas e te mostras um verdadeira campeão de Dragão ao peito, carago!!

    Se voltas a fazer-me saltar da cadeira com tamanho speed e pôr-me ali ao pinotes como um qualquer doido da silva, rais me parta se não te peço em casamento ;)

    Ahhhh Ganda LINO, carago, tu sim, és o meu herói :D :D :D :D :D

    ResponderEliminar
  27. Blue:

    q se passou no 3º golo, deste pinotes? :) tenho q me pôr fino pq se continuas assim aos saltos qd eu lá estiver ao lado ainda me acertas em cheio:))

    Estilhaço:

    O Viana vai lutar pelo título, escreve lá isso.

    ResponderEliminar
  28. Estilhaço:

    O Viana vai lutar pelo título, escreve lá isso.

    Contrataram o Luis Viana e o Pedro Alves. Tem uma equipa veterana mas cheia de potencial.

    Benfica PERDEU M.Velasquez mas adquiriu T.rafael ao barcelos e Viu voltar Ricardo Pereira q estava em Itália. Está por isso com o mesmo nível da époica transacta, tal como o NOSSO FC PORTO q mantém o plantel (apenas com o senão das lesões de ventura-2 meses e pedro moreira-1 mês)

    ResponderEliminar
  29. Lucho:

    ;) Foi uma força de expressão mais para espernicar os meus súbitos movimentos abrutalhados de perfeita felicidade e em inequivoca sintonia com os meus heróis de azul-e-branco ali mais abaixo junto ao relvado... o culpado disso? o meu Super-Herói LINOOOO!!!

    Até me apeteceu cantar a plenos pulmões:

    Lino, Lino, Lino,
    és a nossa glória,
    só nos dás alegrias
    em busca de mais uma Bitória
    trálálá, trálálá...

    :D ;)

    ResponderEliminar
  30. :) eu percebi:))

    Pois eu, qd são assim golos decisivos ou fora de horas, qd a tensão está no máximo tb fico assim descontrolado, perigoso até:)

    SALTO, GRITO A PALAVRA «PORTO» ATÉ ME DOER A GARGANTA.

    ResponderEliminar
  31. É, o Viana já ano passado foi obra nos play-off (com o Didi e Companhia) e já ai se comentava que tinham um projecto em grande para este ano.

    Um bem haja para eles pois é bem necessário dar força ao nosso hóquei.

    ResponderEliminar
  32. Cruzes!!! É preciso levar seguranças para ver um jogo ao vosso lado ?!!

    ResponderEliminar
  33. :)) quase!

    No Porto- Benfica de 2006 quando ganhamos 3-2 com um golo de Bruno Moraes ao minuto 92 não aguentei mais depois de ter aturado um mouro atrás de mim o tempo todo. Virei-me para ele aos gritos e fiz-lhe aquele gesto q conhecem por «manguito» :)

    ResponderEliminar
  34. Heliantia:

    Seguranças? naaaaaa, nada disso!!
    É preciso é que o nosso FC Porto nos vá continuadamente dando alegrias destas... que depois o resto, já é com cada qual. Os festejos ali, como noutro qualquer, é à vontade do freguês... cada qual extravasa as emoções da forma que mais sente... há os que riem ou choram de alegria, há os que festejam sozinhos e depois há aqueles que é o que estiver mesmo ali à mão, quer seja um povo anónimo ou nem tanto, porque ali, naquelas bancadas miticas, não há lugar para estranhos... somos todos uma familia que sente a paixão da mesma forma e intensidade... vamos todos ali para o mesmo: vibrar com as vitórias do nosso mágico clube, o FC Porto!!!

    ps - ahhh, alguns há que tb vão para lá em forma de convite, que entrem a odiar-nos e saiem de lá ainda mais cabeçudos... mas no problem, fico sempre na vã esperança que a tal semente de pinheiro, mais hora, menos hora, rapidamente resolva dar ares de si própria :D

    ResponderEliminar
  35. Se o Jesualdo fosse um treinador a sério esta seria a equipa que iria ganhar a Londres:

    helton
    fernando alves rolando fucile
    pele
    lucho meireles

    rodriguez licha candeias

    ResponderEliminar
  36. Viva !

    Excelente crónica.

    Efectivamente num jogo da liga dos campeões, com a sua intensidade, não se pode disperdiçar a mínima oportunidade. Mas Lisandro fez o trabalho que lhe competia porque marcou.

    Se o fener soube voltar, entrar de novo na partida, estando a perder 2-0, só mostra que não é uma equipa qualquer. O que dá maior força ainda à vitória do Porto.

    MeirelesPortuense :

    Deixei-lhe uma mensagem na caixa dos comentários relativos ao artigo do Lucho desta semana.
    Não compreendo bem o que escreve. Posso concordar que o meio ambiente que rodeia o futebol mudou, para mal ou para pior consoante as latitudes, mas não acho que o futebol, o jogo em si, tenha mudado. O golo do Lucho é um grande golo por ser um caso de escola. É o que é pedido às crianças que aprendem futebol. Abrir para a ala e cruzar para tras no eixo central da baliza para um companheiro desmarcado. O problema depois é realizar. Vimos ontem,pois, a realização dum caso simples de escola que, penso eu, deverá ser mostrado.

    Eu acho que o Helton não tem culpas no golo. Faz uma defesa fora de serie enviando a bola, não para o eixo central ( caso do jogo contra o Benfica), mas bem longe para o lado. Só que me parece, nas imagens, ( mas as imagens não são o real ), que o lateral do Porto está a oeste ( aqui diz-se a oeste e não a este / coisas das culturas e línguas que não vou desenvolver porque não é o lugar). Assim, teria (emprego um condicional)tendência a culpar o lateral e não o guarda-redes.

    Segundo li, parece que houve assobios contra o Porto. Nunca compreenderei que se assobie a sua própria equipa. Uma coisa é ficar silencioso, deixar o estádio, para mostrar o seu desagrado, outra é assobiar.

    Mas bom !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  37. ANÓNIMO:

    Apresentas aí uma boa equipa.

    Pode ser, pode ser...

    Eu quase q aposto q o Professor vem aqui ao blog de vez em quando e pode ser q leia a tua aposta e pense nisso.

    O Fernando pode bem fazer o lado direito, falta saber se o Pelé se adapta à equipa e qt ao Candeias o miúdo promete.

    Mas a equipa de ontem não está mal, basta trocar o benitez pelo fucile.

    ResponderEliminar
  38. Sabem outra coisa q mt me alegrou?

    Dois dos jogadores q mais festejaram o 3º golo e a consequente vitória foram Nuno e Pedro Emanuel, dois suplentes ontem. O q demonstra verdadeiro e saudável espírito de grupo, a tão falada mística.

    ResponderEliminar
  39. é muito importante ganhar os jogos em casa. temos um grupo equilibrado e por isso tivemos muito bem. já lideramos e o resto é só para encher jornais.

    http://anacaoazulebranca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  41. Caros amigos:
    Chamado à atenção pelo PortoMaravilha desloquei-me -virtualmente claro- até ao artigo do "nosso Lucho" postado esta semana e deparei com uma "forte" manifestação de "solidariedade" para com a Velhice do Padre Eterno!...
    -Obrigado a todos -sem excepção- pelas palavras de "conforto"...Estava à espera de um Show dentro do que habitualmente aparece por estas paragens e é característico do Blue mas nada, rian de rian...Se ele ainda vier, peço desculpa, mas tem que ser integral!...Comigo não dá para fingir.

    ResponderEliminar
  42. POIS meireles:

    na altura mts de nós aproveitamos a ocasião para te felicitar, mas está bom de ver q não estiveste com paciência para ler o meu post e os coments:))

    Abraço

    ps-
    e qt ao show integral tu tb para pedir n és nada meigo:)

    ResponderEliminar
  43. Vou aqui aproveitar e apimentar a conversa sobre o golo do fener...eu com experiencia de causa e lugar e apos acabar de ver melhor o referido lance ....nao se pode assacar grandes responsabilidades ao helton no referido golo ainda que com um pouco mais de rapidez de reaçao poderia ter obstado ao golo de guiza...Helton apos remate de alex de cabeça nao espalmou pra frente mas para o lado ate aqui nao vem mal ao mundo ate porque Benitez fazia à zona a proteçao desse flanco , so que tal como Helton nao foi lesto a reagir ao curso da bola e o keeper azul tambem denotou tempo alargado de reposiçao entre postes..vide que apos a defesa helton demora uma eternidade a fazer-se a bola ..tendo ainda um mau posicionamento face a linha da bola tendo optado por defesa de recurso ao inves de dar mais um passo a encurtar a distancia entre ele e o angulo de remate ...Discute-se tempo de reacçao penso que Helton tem capacidade para mais...

    ResponderEliminar
  44. Ó pá, que campanha anti-Benitez é esta, que todos o querem ver pelas costas?

    Parece que adivinharam que o escolhi para a Liga Record deste ano:)

    Preciso k o gajo jogue. Mais nada! Sair por sair, o Sapunaru bem k pode ceder o lugar ao Fucile...

    ResponderEliminar
  45. Meirelesportuense e o seu humor dúbio que eu tanto aprecio ;) :D

    ResponderEliminar
  46. Lucho, se estamos a pedir tem que ser coisa que se veja, se não, não vale a pena...-Mas eu li o Post, só que na altura ainda não havia lá referências a "moi", daí que eu avancei -isto na net é sempre a pular, estamos sempre atrasados, às vezes nem dá para perceber se vale a pena comentar- e só mais à frente, na próxima esquina é que o PortoMaravilha me chamou à atenção...Voltei atrás. Prontos, já está tudo devidamente "escarafunchado"...

    ResponderEliminar
  47. Viva !

    MeirelesPortuense :

    Penso que haverá possibilidade de nos vermos juntos (caso aceite), destruindo-se, assim, o só virtual. E que será com muito prazer, para mim, nos encontrarmos, nas próximas férias grandes. Continuo a funcionar em função dos anos lectivos. Pois : Cada um ganha a vida como pode ! Mas somos cada vez mais mal pagos para o que produzimos ! Directivas da OCDE. Os profs não servem para nada. Tenho o relatório de 1996 da dita instituição !

    Interessantes as suas provocações e que me agradam. Eu sou a favor que as mulheres também tenham o seu coisinha no blog. Já viram a publicidade dos slip ( ou cuecas) para homens dada pela tv Australiana ? Está mesmo impecável ! Lol !

    Bruno Rocha :

    Não estarás a pedir ao Helton para ser Kangueru ? Não será demais ?

    O que me parece interessante no teu comentário é que tu analisas em função das imagens !

    Ora uma imagem nunca é a vida real !

    É sem dúvida um debate crucial para o futebol actualmente.

    Estamos na encruzilhada dos caminhos !

    O que é certo : Helton defende. Depois há um ala Turco que marca.

    Quem é culpado ?

    Para mim, o defesa já que por definição o seu objectivo é defender. Em teoria, o guarda-redes, tal como o seu nome indica, deve guardar. Ora guardar não significa defender !

    Penso que alimentas um debate interessante !

    E Viva o Porto !

    ResponderEliminar
  48. Hoje cheguei tarde aqui...
    Está quase tudo dito mas em relação aos laterais penso que temos a boa alternativa do Fucile - o melhor de todos - a jogar na direita e o Lino, pelo menos jogos em casa na esquerda. Não é pior que o Benitez a defender e ainda por cima a atacar e nas bolas paradas muito melhor.
    Preocupa-me a quebra física da equipa, não sei se é do preparador ou das viagens...

    ResponderEliminar
  49. Acho que neste momento é uma vergonha, o que alguns adeptos fazem à equipa que deveriam estar a apoiar e incentivar.

    Para mim, o pior do jogo e dos 50 minutos do "ai jesus" foi o público, que passou a vida a assobiar e a protestar. Nunca pensei que houvesse tanto frustrado naquele estádio.

    Faltou o Quaresma para o assobaiarem, escolheram agora o Hulk e Benitez.

    Quem estourou e complicou o jogo do FCP no meio campo, foi o V/amigo Meireles. Vejam os últimos 10 minutos de jogo na selecção e foi a mesma coisa. Mas até agora só batem nos que ainda estão a aprender.

    GANHAMOS,,,,porrra GANHAMOS, contra os turcos e contra os falhados que se vestem de azul e assobiam o FCP.

    Tomara eu que o FCP ganhe os jogos todos a sofrer, mas que os ganhe.
    É festa pela certa.

    No final, um turco perguntou-me se era este o ambiemte normal no estádio.
    Nem lhe consegui explicar que havia alguns frustados e raivosos vermelhos disfarçados de azul. Foi confusão a mais para a sua cabeça.
    Diz ele que na Turquia, puxam pela equipa até apagarem as luzes do estádio e mesmo que percam o jogo. Diz ele que é, para "puxar" a sorte para as suas cores.

    Foi triste.

    Felizmente a equipa e o treinador perceberam que não podem contar com o incentivo do público, e nos últimos minutos o desgraçado do defesa direito, mostrou que têm raça e em esforço passou a bola a outro desgraçado e mal amado, que em arte que dizem não ter, enfiou a bola na baliza.

    Este último, mostrou como se faz quando cara a cara com o guarda-redes, aquilo que outros muito mais idolatrados não conseguiram fazer no ano anterior.

    Foi um final feliz de 2 desgraçados contra metade do estádio.

    Embrulhem.


    Parabéns a todos os elementos da nossa equipa, mesmo os mancos, os fraquinhos os atrasados e os iluminados, bem como ao mãos-de-manteiga, e ao Prof. Pardal.

    Obrigado por esta vitória.

    ResponderEliminar
  50. Oh amigo portomaravilha eu nem me vou dar ao trabalho de voltar a enunciar os factos do golo do fener....eu disse e acho k bem ..k as culpas nao podem ser assacadas ao helton..fez o que pode no remate a keima de alex..disse apenas que o Helton que conheco de outros tempos era capaz de fazer melhor..se reparem e nao é de hoje Helton tem ganho algum tikes e chamos tikes a defeitos k nao tinha mas que ganhou kd chegou ao Porto sobretudo no pos seleçao brasil...sao mas saidas quando era um dos seus pontos mais fortes..sao exageros de jogo com os pes..e sao más abordagens a lances onde tecnicamente se enkuadra mal com a linha de remate e a forma como desfaz o remate..
    Quem sabe um dia posso dar-te uma aula de baliza...fica um conceito um guarda redes nao deve abordar um remate como uma parede onde a bola bate e rechassa..deve ser induzir o seu corpo de forma a que a bola ao lhe bater se diriga para a linha de fundo ou sai pela lateral ..nunca para a frente ..para a frente sao as bolas k sao defendidas por instinto em virtude de ai sim apenas oferecerem o corpo a bola ....Nao ha ca cangurus...assim tempo de reaçao que se treinam..e a imagem de gatas do helton a procura do posicionamento nao é virtual é bem real ..sendo essa fraçao de descordenaçao de movimento pra com a linha da bola e o restabelecimento entre postes....é claro que so discuto isso porque o benitez estava na sornae ainda foi mais lento a reagir e atacar a bola nao se preocupando minimamente com o homem que tinha nas costas...

    ResponderEliminar
  51. Perdemos com o Liceo por 4-3 e os rosas ganharam ao Follonica.

    ResponderEliminar
  52. "...a seguir, Benítez esquece Guiza e, por último, Helton defende mal o poste..." in jornal o JOGO...vale o que vale mas aqui fica alguem que tambem viu a realidade das imagens portomaravilha

    ResponderEliminar
  53. Que bem sabe ser portista...

    Falar com pessoas por esse mundo fora e todos saberem e respeitarem o grande FCP.

    Será que é por o FCP ser um clube de ELITE e estar sempre nos grandes momentos e nas grandes competições???? Não sei... Fica a questão...

    O pessoal por aqui ja disse quase tudo acerca do jogo, concordando com a maior parte das opiniões.

    Saudações azuis e brancas
    Carlos Pinto

    ResponderEliminar
  54. Boas,

    Tenho andado sem tempo nenhum para vir ao blog...

    Sobre o jogo, a crónica do Paulo Pereira já disse basicamente tudo e espelha na perfeição o que se passou.

    O FC Porto foi demolidor ofensivamente até ao 2 - 0. Podia ter marcado o 3º mas parou o relógio ao Lisandro. Desiludiu nesse lance, pois tinha tudo para ir para a baliza e facturar, mas tentou fazer o bonito. Falhou e quem perdeu foi a equipa.

    A partir do golo de Guiza, o FC Porto foi abaixo e passou a jogar com muita ansiedade, falhando passes sucessivos e consentindo o domínio de jogo ao adversário. Não gostei da atitude, mas há que ter em conta que esta equipa do Fenerbahçe não é uma equipa qualquer e possui excelentes individualidades, embora colectivamente também tenham deixado algo a desejar.

    O FC Porto sofreu escusadamente perto do fim e se aquela cabeçada de Guiza tem entrado estávamos agora todos aqui a criticar a equipa. Felizmente não aconteceu e Lino sentenciou a partida.

    Basicamente, todos estiveram uns furos abaixo do seu nível normal e o jogo, em certos períodos, não foi nada bom por parte do FC Porto. No entanto, o mais importante foi conseguido e somos líderes do grupo. Agora, há que ir a Londres pelo menos empatar.

    ResponderEliminar
  55. Sobre o golo do Fenerbahçe, a minha opinião é que o Helton fez o que podia e não tem qualquer responsabilidade no golo sofrido. O lance foi demasiado rápido para que ele se pudesse restabelecer totalmente. Para mim, isto é claríssimo.

    ResponderEliminar
  56. O remate do turco -turco?Espanhol!- foi muito forte e colocado, mas, para mim se o Helton fechasse ao poste ela não entrava...No entanto o homem está com azar, se defende para a frente aparece lá um, se defende para o lado aparece outro...
    PortoMaravilha OK, para o ano nas férias, tiraremos a barriga de misérias conversatórias...Para já fica-nos a possibilidade de lançar umas dicas brejeiras.
    -Sobre o meu pressentimento do que é o actual Futebol e que o amigo não percebeu totalmente, porque eu decerto estive um pouco confuso na explanação, direi que é um sentimento de alienação/distorção relativamente ao Futebol tal como eu o sentia há vinte anos atrás. -Agora quando vou ao Estádio -no Dragão isto é mais sentido que em casa- fico com a sensação de que estou a mais, o espectáculo segue indiferente à minha pessoa -sempre foi assim estou certo, mas não o sentia antes- eu apenas estou a cumprir número e isso é terrivelmente desmotivante. Devo confessar que no Porto/Celtic do princípio de época, estive no Estádio e saí antes de o jogo começar, fui de imediato para casa e cheguei lá antes do início do desafio...Talvez seja apenas um sintoma de envelhecimento meu, a verdade é que já não distingo bem os jogadores, tenho de puxar dos óculos e mesmo assim, eles ficam tão longe!...Mas sinto isto e devo descrevê-lo. O Estádio ganhou em comodidade, perdeu em fraternidade e cumplicidade, talvez porque as equipas são compostas e recompostas constantemente, entram e saem carradas de jogadores, quando vemos/sentimos um jogador como nosso, ele vai embora e diz mal de nós...Talvez porque são estrangeiros a mais, não há mais amor à camisola ou se há, não parece e tudo isso vai criando uma distância entre nós -adeptos- e os jogadores, logo entre os adeptos e as equipas...Por hoje fica assim. Um abraço e boa noite!

    ResponderEliminar